Você está na página 1de 17

Introdução

O Presente trabalho tem como o tema a população , uns dos males


que contribui para a degradação do meio ambiente e o ecossistema, que têm
sido cada vez mais alvo de discussão dos líderes mundiais. Isso porque o
sistema econômico em que nos encontramos é um grande gerador de
poluição, tanto na sua forma de produção quanto na forma de consumo.

1
A natureza

A natureza vem sendo transformada pelo homem que destrói e


contribui na maioria das vezes com a extinção de espécieis animais e
vegetais existentes no planeta, também colabora através de práticas
inconsequentes para a poluição do ar, do solo e principalmente da água.
A Poluição

A poluição pode ser definida como uma atividade que degrada o


meio ambiente, afetando as características físicas e/ou químicas de
determinado ecossistema.
A poluição traz consequências graves a todos os seres vivos de um
ecossistema

O termo “poluição” refere-se à degradação do ambiente por um ou


mais fatores prejudiciais. Ela pode ser causada pela liberação de matéria e
também de energia (luz, calor, som): os chamados poluentes.

Poluição sonora, térmica, atmosférica, por elementos radioativos, por


substâncias não biodegradáveis, porderramamento de petróleo e
por eutrofização são alguns exemplos.

As indústrias lançam poluentes como, por exemplo, o enxofre


gerando a chuva ácida que causa danos às plantações, as florestas, ao
homem através de alimentos envenenados. A chuva ácida produz um gás
capaz de subir muito alto na atmosfera impedindo a renovação da camada
de ozônio, que retém os raios ultravioletas do sol. A destruição desta
camada proporciona a elevação da temperatura ambiente da Terra,
derretendo as geleiras e aumentando o nível das marés. Nas indústrias,
também, se produz um veneno chamado "DDT". É um produto químico
que tem a capacidade de matar os insetos que atacam as lavouras, mas

2
também mata os insetos não prejudiciais, e como não é biodegradável, isto
é, capaz de ser decomposto pela ação de organismos vivos, também,
penetra nos alimentos causando doenças aos homens

Evolução da Poluição

O marco desse problema foi a Revolução Industrial, que trouxe


consigo a urbanização e a industrialização. Com a consolidação do
capitalismo, propiciado por esse momento histórico, o incentivo à produção
e acúmulo de riquezas, aliado à necessidade aparente de se adquirir
produtos novos a todo o momento, fez com que a ideia de progresso
surgisse ligada à exploração e destruição de recursos naturais.

Como se não bastasse esse fato, a grande produção de lixo gerado


por essa forma de consumo trouxe consequências sérias. A fome e a
péssima qualidade de vida de alguns, em detrimento da riqueza de outros,
mostram que nosso planeta realmente não está bem. em um mundo onde a
maior parte de lixo produzido é de origem orgânica, muitas pessoas têm
como única fonte de alimento aquele oriundo de lixões a céu aberto.

Tipos De Poluição

Entre os tipos de poluição mais comuns estão à atmosférica, a hídrica,


sonora, luminosa, visual e a térmica.

 Poluição Atmosférica
 Poluição Hídrica
 Poluição Sonora
 Poluição dos solos
 Poluição Visual
 Poluição Térmica
 Poluição Radioativa

3
Poluição Atmosférica

A poluição atmosférica se dá pelo aumento da quantidade de gás


carbônico (CO2) que acentua o efeito estufa e contribui para o aquecimento
global, pelas partículas em suspensão no ar provenientes de diversas fontes
como grãos de poeira, restos orgânicos de queimadas e de incinerações,
fuligem de combustíveis fósseis, esporos de fungos, grãos de pólen e
outros. Também contribuem gases como monóxido de
carbono (CO), dióxido de enxofre (SO2), ozônio (O3), dióxido de
nitrogênio (NO2) e hidrocarbonetos como o metano (CH4).

Todos esses poluentes em grandes quantidades provocam alterações


na composição química e são a causa de grande parte dos problemas
respiratórios em ambientes urbanos.

Existem diversas fontes de poluição atmosférica sendo as mais


comuns os motores à explosão dos veículos automotores que libera no
ambiente os gases CO2, CO e fuligem. O monóxido de carbono é inalado
pelo sistema respiratório humano, passa para a corrente sanguínea e
combinadocom a hemoglobina forma a carboxiemoglobina que impede o
transporte de oxigênio pelas células, podendo levar à asfixia.

Os sintomas da poluição do ar no ser humano que incluem: ardor nos


olhos, coceira no nariz e irritação na garganta. Além disso, partículas de
dióxido de carbono e poeira presentes no ar causam náuseas, vômitos e
desmaios.

As consequências da poluição atmosférica continuam e a exposição


contínua e prolongada à poluição pode levar o indivíduo a desenvolver
doenças crônicas como doenças pulmonares e cardiovasculares,
enfraquecimento do sistema imunológico e morte.

4
Uma das formas de redução desta poluição. Atualmente as indústrias
dispõem de instalações de filtragem e de tratamento de gases e vapores
expelidos nos processos que realizam. Além de monitoramento e controle
feito por equipamentos para garantir a qualidade do ar.

A poluição atmosférica é uma das que mais chamam a atenção, pois


alguns dos maiores problemas referentes à natureza que a humanidade
enfrentará nos próximos anos têm sido relacionados a ela, como o aumento
do buraco na Camada de Ozônio e o Efeito Estufa.
Além disso, o ar poluído das grandes cidades tem sido ligado à
disseminação de várias doenças como: viroses, bronquites e outras
inflamações e infecções no sistema respiratório e, até mesmo, o câncer.

Poluição Hidricas

Poluição hídrica ou poluição da água é a introdução de partículas


estranhas ao ambiente natural, bem como induzir condições em um
determinado curso ou corpo de água, direta ou indiretamente, sendo por
isso potencialmentenocivos à fauna, flora, bem como populações humanas
vizinhas a tal local ou que utilizem essa água. Hoje em dia a poluição da
água é questão a ser tratada em um contexto global. Considera-se que esta é
a maior causadora de mortes e doenças pelo todo o mundo e que seja
responsável pela morte de cerca de 14000 pessoas diariamente.

A água é geralmente considerada poluída quando está impregnada de


contaminantes antropogênicos, não podendo, assim, ser utilizada para
nenhum fim de consumo estritamente humano, como água potável ou para
banho, ou então quando sofre uma radical perda de capacidade de sustento
de comunidades bióticas (capacidade de abrigar peixes, por exemplo).
Fenômenos naturais, como erupções vulcânicas, algas marinhas,

5
tempestades e terremotos são causa de uma alteração da qualidade da água
disponível e em sua condição no ecossistema.

Há três formas principais de contaminação de um corpo ou curso de


água, a forma química, a física e a biológica:

 A forma química altera a composição da água e com esta reagem;


 A forma física, ao contrário da química, não reage com a água,
porém afeta negativamente a vida daquele ecossistema;
 A forma biológica,consiste na introdução de organismos ou
microorganismos estranhos àquele ecossistema, ou então no aumento
danoso de determinado

Poluição sonora

Poluição sonora é o excesso de ruídos que afeta a saúde física e


mental da população. É o alto nível de decibéis provocado pelo barulho
constante proveniente de atividades que perturbam o silêncio ambiental.

A poluição sonora é considerada crime ambiental, podendo resultar


em multa e reclusão de 1 a 4 anos. Entretanto, causam danos ao ambiente e
à saúde humana, afetando seriamente a qualidade de vida. Portanto,
qualquer som que ultrapasse os 50 decibéis, já pode ser considerado nocivo
para a saúde.

Os sons danosos que superam os níveis considerados normais pelo


ouvido humano, são provenientes de diversos meios, entre eles:

 Os transportes urbanos;
 As buzinas e sirenes;
 As construções;
 As máquinas;
6
 Casas de show e templos religiosos;
 Os aparelhos de som, entre outros.

Além disso, o uso frequente de aparelhos de reprodução sonora


individual como os fones de ouvido, MP3 e Ipad, provoca graves
problemas e até a perda da audição, principalmente em crianças e
adolescentes.

Segundo dados da OMS, a poluição sonora é considerada uma das


que mais afeta o meio ambiente, perdendo apenas para a poluição do ar e
da água. Para alguns ambientalistas europeus já é considerada a forma mais
prejudicial à saúde humana.

O excesso de ruído no ambiente causa uma série de prejuízos à


saúde, que podem ser temporários ou até mesmo permanentes. Além de
problemas auditivos, a poluição sonora pode causar problemas comodor de
cabeça, insônia, agitação, dificuldade de concentração.

Em locais onde o ruído é muito alto, as pessoas sentem dificuldade


de relaxar, ocasionando mau humor, tensão, estresse e angústia.
Quando o ruído é maior do que 70 decibéis o corpo fica em estado de
alerta constante (mesmo quando dorme), isso provoca a liberação de
hormônios que podem levar à doenças cardiovasculares e hipertensão.
Entretanto, o aparelho auditivo é o órgão mais afetado por esse tipo de
poluição. Os danos podem ser graves, a exposição frequente ao ruído
excessivo provoca a sensação de ouvido tampado e também um zumbido
permanente.

7
Nós podemos evitar os efeitos nocivos da poluição sonora tomando
alguns cuidados, como, por exemplo: evitar lugares com muito barulho,
escutar música em um volume baixo ou médio, não gritar em locais
fechados, ficar longe das caixas de som durante um show, usar fones de
ouvido com o mp3/iphone/ipod em um volume baixo, fechar as janelas do
veículo em locais de trânsito barulhento etc.

Poluição do Solo

É toda e qualquer mudança em sua natureza (do solo), causada pelo


contato com produtos químicos, resíduos sólidos e resíduos líquidos, os
quais causam sua deterioração ao ponto de tornar a terra inútil ou até gerar
um risco a saúde. Ora, devemos saber também que o solo é repleto de vida,
especialmente sua camada inicial (15 centímetros), onde encontramos os
fungos, bactérias, protozoários e vermes decompositores, responsáveis pelo
equilíbrio entre os diversos níveis tróficos.

Vale citar que o solo se forma pela desagregação de rochas e a


decomposição de restos vegetais e animais, por meio da ação dos referidos
agentes decompositores e outras intempéries (chuva, ventos, etc.). Por sua
vez, é justamente essa camada a mais afetada pelos resíduos sólidos e
líquidos, fertilizantes químicos, pesticidas e herbicidas, a maioria frutos da
química inorgânica desenvolvida após a Segunda Guerra Mundial.

De modo mais geral, podemos afirmar que solventes, detergentes,


lâmpadas fluorescentes, componentes eletrônicos, tintas, gasolina, diesel e
óleos automotivos, bem como fluídos hidráulicos, hidrocarbonetos e o
chumbo são os principais agentes poluidores do solo. Sabemos, ainda, que
o condicionamento inadequado do lixo doméstico, esgoto e resíduos

8
sólidos industriais degradam a superfície, além de produzirem gases
tóxicos e chuva ácida (a qual também se infiltra no solo).

As principais consequências da poluição do solo são a perda


da fauna, a esterilização da terra para plantação e a contaminação da água.
A poluição que se infiltra transmite doenças como infecundidade,
hipersensibilidades alérgicas, bem como disfunção hepática e renal ou até
câncer.

A contaminação transcende o solo e chega aos alimentos, pois os


vegetais se contaminam com aquelas substâncias, as quais, por seu turno,
são ingeridas por humanos e outros seres, tornando a alimentação mais
tóxica na medida em que vamos expandindo a cadeia alimentar. Para
reverter à poluição dos solos, medidas simples como a coleta
seletiva e reciclagemsão essenciais. Outras, como o tratamento de resíduos
domésticos e industriais, uso de materiais biodegradáveis, cultivo orgânico,
reflorestamento e a proteção das matas nativas, medidas de saneamento
básico e controle biológico de pragas, são as práticas mais efetivas de
combate a degradação das superfícies.

Poluição visual

A poluição visual é um tipo de poluição moderna, encontrado nos


grandes centros urbanos, uma vez que designa o excesso de informações
contidas em placas, postes, outdoors, cartazes, táxis, carros e outros
veículos de anúncios, além da degradação urbana fruto das pichações,
excesso de fios de eletricidade e acúmulo de resíduos.

9
Essa comunicação visual exacerbada nas grandes cidades,
característico da cultura de massas que incentiva o consumo, tem se
descontrolado nas últimas décadas, levando assim a uma descaracterização
identitária do local (arquitetura original, patrimônio histórico cultural, etc.),
promovidos pelo excesso de informações bem como a desarmonia do
espaço, o que leva o ser humano a um enorme desconforto visual, afetando
sua qualidade de vida.

Por fim, a poluição visual vai contra a harmonia estética do ambiente


urbano, sendo um tema muito discutido na atualidade, afinal todos
queremos uma cidade bonita e limpa, locais agradáveis para habitar e que
promovam o bem estar da população

Muitas empresas com o intuito de gerarem lucro acreditam no papel


da divulgação de seu produto, e a partir da falta de leis que priorizem a
qualidade vida do ser humano nas grandes cidades, essa poluição visual
tem aumentado consideravelmente, que junto à poluição luminosa (excesso
de luz artificial) e poluição sonora (excesso de barulho), podem gerar
muitos problemas de saúde na população, sobretudo mental, fato que tem
sido alertado pelos psicólogos.
Além de ser gerado pelas empresas, o próprio cidadão pode
contribuir com o aumento da poluição visual ao degradar o ambiente
(deterioração do patrimônio, pichações, etc.) e as áreas verdes, as quais são
substituídas algum tipo de poluição visual.

A despeito dos problemas de saúde como stress, transtornos


psicológicos, cansaço visual, estão os problemas sanitários (ocasionado
pelo excesso de lixos e resíduos), o aumento dos acidentes
automobilísticos, uma vez que esse excesso de informações e sinalizações,

10
podem distrair os motoristas. Por conseguinte, problemas de mobilidade
urbana surgem, posto que a locomoção dos pedestres pode ser afetada
pelo excesso de placas, postes, outdoors, dentre outros.

Ainda temos a poluição termica é aquela onde ocorre o aumento da


temperatura da água ou do ar, ocasionando mudanças no meio ambiente.
Um tipo de poluição pouco conhecida por não ser diretamente visível.

Poluição térmica
Consiste no aquecimento das águas de rios, mares e lagos, pelo
despejo de águas quentes utilizadas na refrigeração de refinarias,
siderúrgicas e indústrias diversas. Usinas hidroelétricas e atômicas
despejam a água utilizada no resfriamento de seus reatores na água, e a
indústria canavieira também despeja a água utilizada na evaporação do
caldo de cana em rios. Isso faz com que a temperatura dessas águas se
eleve, trazendo algumas possíveis consequências para o meio ambiente e
para os seres vivos que ali habitam

A poluição térmica, associada a outros tipos de poluição, pode trazer


sérios prejuízos ao meio ambiente. O aumento da temperatura das águas
propicia o desenvolvimento de fungos e bactérias, que podem causar
doenças em peixes e outros organismos, o que aumenta a taxa de
mortalidade. Nessas águas aquecidas há menores quantidades de oxigênio
dissolvido, e isso pode levar à morte por asfixia de algumas espécies.

Embora as usinas sejam as maiores causadoras da poluição térmica,


o desmatamento, a erosão do solo e a urbanização podem influenciar no
aumento desse tipo de poluição. Da mesma maneira, a urbanização
acelerada, que reúne inúmeras superfícies pavimentadas, impedem o
escoamento natural da água pelo solo, fazendo com que a água que

11
precipita entre em contato com a temperatura do asfalto e cimento que se
encontram elevadas, decorrentes da forte incidência solar.Com isso, a água
também é aquecida e retorna aos rios, mares com uma temperatura
superior.

Vale lembrar que além das ações humanas no planeta, a poluição


térmica pode ocorrer por causas naturais, ou seja, ocasionada por erupções
vulcânicas as quais aquecem as superfícies aquáticas, o que também
provoca uma forte alteração na fauna e na flora do local.

Poluição radiativa

É considerada como o tipo de poluição mais perigosa do mundo,


devido aos efeitos que pode originar.

A poluição radiativa ou nuclear designa a poluição gerada pela radiação.


A radiação é um fenômeno químico que pode ter uma fonte natural ou
criada pelo homem.
A poluição radioativa surge pela energia nuclear ou atômica produzida
pelas usinas nucleares. O tipo de lixo gerado é chamado de lixo radioativo
ou nuclear.

Entre as principais consequências para o ser humano estão:


 Deformidades crônicas
 Problemas respiratórios e de circulação
 Envenenamento
 Diversos tipos de câncer
 Perturbações mentais
 Infecções
 Hemorragias

12
 Leucemia
Para o meio ambiente pode contaminar uma grande área e afetar os seres
vivos existentes.

Consequências da poluição

 Problemas neuropsíquicos e surdez;


 Alterações drásticas nas taxas de natalidade e mortalidade de
populações, gerando impactos na cadeia trófica;
 Morte de rios e lagos;
 Efeito estufa;
 Morte por asfixia;
 Destruição da camada de ozônio;
 Chuvas ácidas;
 Inversão térmica;
 Mutações genéticas;
 Necrose de tecidos;
 Propagação de doenças infecciosas, entre inúmeras outras.

Como podemos reverter esse quadro de poluição

Assim, para garantir um futuro digno ao nosso planeta e,


consequentemente, às gerações de populações vindouras, devemos repensar
nossa forma de nos relacionar com o mundo. O simples fato de, por
exemplo, evitarmos sacolas e materiais descartáveis feitos de
plásticopoderia ter impedido a formação da camada flutuante de 1000 km
de extensão e 10 metros de profundidade que compromete a vida de
organismos que têm o Oceano Pacífico como habitat.

13
Soluções

Para cada tipo de poluição, existe uma solução possível.


É preciso pensar em cada um deles a fim de desenhar um plano de
resolução, mas o ponto de partida é a sensibilização para o problema e
empenho de toda a sociedade. Cada setor pode desempenhar ações para
evitar episódios de poluição.

Exemplos:
 Evitar o desperdício e, consequente acumulação de lixo
 Optar por material bio degradável
 Reciclagem
 Utilizar protetores de ouvidos em algumas profissões
 Fazer a manutenção dos carros
 Promover a educação ambiental
 Utilizar transportes públicos, deslocar-se de bicicleta ou caminhar
 Jogar o lixo eletrônico em locais apropriados
 Tratamento do esgoto
 Elaboração de políticas voltadas ao enfrentamento dos problemas
ambientais

14
Conclusão

A Poluição é a introduçãodirecta ou indirecta de substâncias ou energia no


ambiente, provocando um efeito negativo no seu equilíbrio, causando assim
danos à saúde humana, aos seres vivos e aos ecossistemas.

Os agentes de poluição, designados por poluentes, podem ser de natureza


química, genética, ou apresentar-se sob a forma de energia, como nos casos
de luz, calor ou radiação.

A poluição trás consigo consequentemente, o aumento do número de


doenças na população e em outros seres vivos e afeta a qualidade de vida.

15
Bibliografia

https://vestibular.uol.com.br/resumo-das-disciplinas/biologia/poluicao.htm
https://brasilescola.uol.com.br/biologia/poluicao.htm
https://pt.wikipedia.org/wiki/Polui%C3%A7%C3%A3o
https://www.significados.com.br/poluicao/
http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/tipos-poluicao.htm

16
Índice

Introdução ..................................................................................................................................... 1
A natureza ..................................................................................................................................... 2
A Poluição ..................................................................................................................................... 2
Evolução da Poluição .................................................................................................................... 3
Tipos De Poluição ......................................................................................................................... 3
Poluição Atmosférica ................................................................................................................ 4
Poluição Hidricas ...................................................................................................................... 5
Poluição sonora ......................................................................................................................... 6
Poluição sonora ............................................................................................................................. 6
Poluição do Solo ....................................................................................................................... 8
Poluição visual .......................................................................................................................... 9
A poluição visual........................................................................................................................... 9
Poluição térmica ...................................................................................................................... 11
Poluição radiativa .................................................................................................................... 12
Consequências da poluição ......................................................................................................... 13
Como podemos reverter esse quadro de poluição ....................................................................... 13
Soluções ...................................................................................................................................... 14
Conclusão .................................................................................................................................... 15
Bibliografia ................................................................................................................................. 16

17