Você está na página 1de 45
ARTICULAÇÕES GENERALIDADES PROF: CAIO FIGUEIREDO SERRA – 2019 FISIOTERAPIA
ARTICULAÇÕES GENERALIDADES PROF: CAIO FIGUEIREDO SERRA – 2019 FISIOTERAPIA

ARTICULAÇÕES

GENERALIDADES

PROF: CAIO FIGUEIREDO

SERRA 2019

FISIOTERAPIA

ARTICULAÇÕES GENERALIDADES PROF: CAIO FIGUEIREDO SERRA – 2019 FISIOTERAPIA

CONCEITO:

• A articulação é o ponto de contato entre 02 ossos, entre osso e cartilagem
• A articulação é o ponto de contato entre 02 ossos, entre osso e cartilagem
ou entre osso e dente.

A união entre os ossos para formar o esqueleto é realizada pelas

articulações ou junturas.

A mobilidade entre as peças que se articulam varia de acordo com o tipo

de articulação.

IMPORTÂNCIA: A maioria dos movimentos do corpo ocorrem nas articulações!!!!!!!!
IMPORTÂNCIA: A maioria dos
movimentos do corpo ocorrem nas
articulações!!!!!!!!
acordo com o tipo de articulação. IMPORTÂNCIA: A maioria dos movimentos do corpo ocorrem nas articulações!!!!!!!!
acordo com o tipo de articulação. IMPORTÂNCIA: A maioria dos movimentos do corpo ocorrem nas articulações!!!!!!!!

FUNÇÕES:

• Movimentos (membros e coluna vertebral); • Manutenção da postura do corpo; • Proteção dos
• Movimentos (membros e coluna vertebral);
• Manutenção da postura do corpo;
• Proteção dos órgãos;
• Crescimento dos ossos e;
• Amortecedor contra choques.
da postura do corpo; • Proteção dos órgãos; • Crescimento dos ossos e; • Amortecedor contra

MODO DE UNIÃO ENTRE OS

OSSOS:

LONGOS:
LONGOS:
MODO DE UNIÃO ENTRE OS OSSOS: LONGOS: LARGOS: BORDAS CURTOS: FACES EXTREMIDADES
LARGOS: BORDAS
LARGOS:
BORDAS
MODO DE UNIÃO ENTRE OS OSSOS: LONGOS: LARGOS: BORDAS CURTOS: FACES EXTREMIDADES
CURTOS: FACES
CURTOS:
FACES

EXTREMIDADES

MODO DE UNIÃO ENTRE OS OSSOS: LONGOS: LARGOS: BORDAS CURTOS: FACES EXTREMIDADES
TIPOS DE ARTICULAÇÃO
TIPOS DE ARTICULAÇÃO
• Quanto a Duração; • Quanto a Fixação e; • Quanto ao tipo de tecido
Quanto a Duração;
Quanto a Fixação e;
Quanto ao tipo de tecido conjuntivo interposto entre os ossos.
• Quanto a Duração; • Quanto a Fixação e; • Quanto ao tipo de tecido conjuntivo

QUANTO A DURAÇÃO

PERMANENTE: Durante toda a existência do indivíduo
PERMANENTE:
Durante toda a
existência do
indivíduo
QUANTO A DURAÇÃO PERMANENTE: Durante toda a existência do indivíduo TEMPORÁRIA: tempo de vida limitado
TEMPORÁRIA: tempo de vida limitado
TEMPORÁRIA:
tempo de vida limitado
QUANTO A FIXAÇÃO
QUANTO A FIXAÇÃO
POR CONTINUIDADE  unidas por tecido fibroso ou cartilagem. Ex: ossos da cabeça e coluna
POR CONTINUIDADE  unidas por tecido fibroso ou
cartilagem. Ex: ossos da cabeça e coluna vertebral.
POR CONTIGUIDADE  apresentam cavidade articular entre os ossos. Ex: articulações dos MMSS e MMII.
POR CONTIGUIDADE  apresentam cavidade articular entre
os ossos. Ex: articulações dos MMSS e MMII.
coluna vertebral. POR CONTIGUIDADE  apresentam cavidade articular entre os ossos. Ex: articulações dos MMSS e
ARTICULAÇÃO QUANTO A FIXAÇÃO
ARTICULAÇÃO QUANTO A FIXAÇÃO
Suturas Cranianas
Suturas
Cranianas

Articulação por Continuidade

Articulação do Joelho
Articulação do
Joelho

Articulação por Contiguidade

QUANTO AO TIPO DE TECIDO CONJUNTIVO

INTERPOSTO ENTRE OS OSSOS
INTERPOSTO ENTRE OS OSSOS
AO TIPO DE TECIDO CONJUNTIVO INTERPOSTO ENTRE OS OSSOS • Articulações Fibrosas; • Articulações
• Articulações Fibrosas;
Articulações Fibrosas;
• Articulações Cartilagíneas e;
Articulações Cartilagíneas e;
• Articulações Sinoviais.
Articulações Sinoviais.
ENTRE OS OSSOS • Articulações Fibrosas; • Articulações Cartilagíneas e; • Articulações Sinoviais.

QUANTO AO TIPO DE TECIDO CONJUNTIVO

INTERPOSTO ENTRE OS OSSOS
INTERPOSTO ENTRE OS OSSOS
• ARTICULAÇÕES FIBROSAS  quase imóveis. Unidos por tecido conjuntivo fibroso, rico em fibras elásticas,
• ARTICULAÇÕES FIBROSAS  quase imóveis. Unidos por tecido
conjuntivo fibroso, rico em fibras elásticas, e não existe
cavidade articular.
• SUBDIVISÃO: • Suturas; • Sindesmoses e; • Gonfoses.
• SUBDIVISÃO:
• Suturas;
• Sindesmoses e;
• Gonfoses.
em fibras elásticas, e não existe cavidade articular. • SUBDIVISÃO: • Suturas; • Sindesmoses e; •

QUANTO AO TIPO DE TECIDO CONJUNTIVO

INTERPOSTO ENTRE OS OSSOS
INTERPOSTO ENTRE OS OSSOS
• ARTICULAÇÕES CARTILAGÍNEAS  São semimóveis (movimentos elásticos). Unem-se por cartilagem (hialina ou
• ARTICULAÇÕES CARTILAGÍNEAS  São semimóveis (movimentos
elásticos). Unem-se por cartilagem (hialina ou fibrosa).
• SUBDIVISÃO: • Sincondroses e; • Sínfises.
• SUBDIVISÃO:
• Sincondroses e;
• Sínfises.
elásticos). Unem-se por cartilagem (hialina ou fibrosa). • SUBDIVISÃO: • Sincondroses e; • Sínfises.

QUANTO AO TIPO DE TECIDO CONJUNTIVO INTERPOSTO ENTRE OS OSSOS

AO TIPO DE TECIDO CONJUNTIVO INTERPOSTO ENTRE OS OSSOS líquido sinovial entre entre as peças ósseas.
líquido sinovial entre entre as peças ósseas. articular.
líquido sinovial entre entre as peças ósseas.
articular.
líquido sinovial entre entre as peças ósseas. articular. • ARTICULAÇÕES SINOVIAIS  livremente móveis .

ARTICULAÇÕES SINOVIAIS livremente móveis. Há

ARTICULAÇÕES SINOVIAIS  livremente móveis . Há • Descontinuidade entre os ossos  presença da

Descontinuidade entre os ossos presença da cavidade

• SUBDIVISÃO: • Planas; • Gínglimo; • Trocóideas; • Elipsóideas; • Selares e; • Esferóideas.
• SUBDIVISÃO:
Planas;
• Gínglimo;
• Trocóideas;
• Elipsóideas;
• Selares e;
• Esferóideas.
ARTICULAÇÕES FIBROSAS
ARTICULAÇÕES FIBROSAS
ARTICULAÇÕES FIBROSAS

ARTICULAÇÃO FIBROSA

• SUTURA: composta por fina camada de tecido conjuntivo fibroso denso. Encontradas no crânio. •
• SUTURA: composta por fina camada de tecido conjuntivo fibroso denso.
Encontradas no crânio.
Divide-se em:
• Serrátil : superfícies articulares tem a forma de dentes. Ex: articulação entre os parietais.
• Escamosa : superfícies articulares tem a forma de bico de gaita. Ex: articulação entre
temporal e parietal.
• Plana: superfícies articulares são planas. Ex: articulação entre os maxilares.
entre temporal e parietal. • Plana: superfícies articulares são planas. Ex: articulação entre os maxilares.
ARTICULAÇÕES FIBROSAS
ARTICULAÇÕES
FIBROSAS
Escamosa Plana
Escamosa
Plana

A. temporo-parietal

A.intermaxilar

“SUTURAS”
“SUTURAS”
ARTICULAÇÕES FIBROSAS Escamosa Plana A. temporo-parietal A.intermaxilar “SUTURAS” Serrátil A. biparietal
Serrátil A. biparietal
Serrátil
A. biparietal

ARTICULAÇÃO FIBROSA

ARTICULAÇÃO FIBROSA • SUTURA  SINOSTOSE: • Algumas estruturas, embora presentes durante o crescimento do
ARTICULAÇÃO FIBROSA • SUTURA  SINOSTOSE: • Algumas estruturas, embora presentes durante o crescimento do

SUTURA SINOSTOSE:

• Algumas estruturas, embora presentes durante o crescimento do crânio, são substituídas por ossos no
• Algumas estruturas, embora presentes durante o
crescimento do crânio, são substituídas por ossos no
adulto.
• Há
uma
fusão completa do osso através da linha da
sutura.
• Ex: Frontal.

ARTICULAÇÃO FIBROSA

• SINDESMOSE (sindesmo = feixe, ligamento): composta por fina camada de tecido conjuntivo fibroso denso.
• SINDESMOSE (sindesmo = feixe, ligamento): composta por fina
camada de tecido conjuntivo fibroso denso.
• Há uma distância maior entre os ossos da articulação.
Há uma distância maior entre os ossos da articulação.
• O tec. conj. fibroso pode estar disposto como um feixe (ligamento) ou uma lâmina
• O tec. conj. fibroso pode estar disposto como um feixe
(ligamento) ou uma lâmina (membrana interóssea).
• O tec. conj. fibroso pode estar disposto como um feixe (ligamento) ou uma lâmina (membrana
ARTICULAÇÕES FIBROSAS “SINDESMOSES” Tíbia Fíbula Sindesmoses Rádio Membrana Interóssea Ulna
ARTICULAÇÕES FIBROSAS
“SINDESMOSES”
Tíbia
Fíbula
Sindesmoses
Rádio
Membrana Interóssea
Ulna
ARTICULAÇÕES FIBROSAS “SINDESMOSES” Tíbia Fíbula Sindesmoses Rádio Membrana Interóssea Ulna

ARTICULAÇÃO FIBROSA

• GONFOSE: há uma cavilha coniforme que se ajusta a uma
• GONFOSE: há uma cavilha coniforme que se ajusta a uma
manbíbula).
manbíbula).
há uma cavilha coniforme que se ajusta a uma manbíbula). • Os únicos exemplos são 
há uma cavilha coniforme que se ajusta a uma manbíbula). • Os únicos exemplos são 

Os únicos exemplos são os dentes e seus alvéolos (maxilar e

coniforme que se ajusta a uma manbíbula). • Os únicos exemplos são  os dentes e
SISTEMA ARTICULAR Articulações Fibrosas “Gonfoses” Articulação do Dente com seu Alvéolo
SISTEMA ARTICULAR
Articulações Fibrosas
“Gonfoses”
Articulação do
Dente com seu Alvéolo
ARTICULAÇÕES CARTILAGÍNEAS
ARTICULAÇÕES CARTILAGÍNEAS
ARTICULAÇÕES CARTILAGÍNEAS

ARTICULAÇÃO CARTILAGÍNEA

• SINCONDROSE: composta por cartilagem hialina. É o caso das articulações temporárias, entre as epífises
• SINCONDROSE: composta por cartilagem hialina. É o caso
das articulações temporárias, entre as epífises e a diafíse dos
ossos longos (lâmina epifisial).
• Quando o alongamento do osso cessa, o osso substitui a cartilagem hialina SINCONDROSE
• Quando o alongamento do osso cessa, o osso substitui a
cartilagem hialina
SINCONDROSE
(lâmina epifisial). • Quando o alongamento do osso cessa, o osso substitui a cartilagem hialina SINCONDROSE
SINOSTOSE
SINOSTOSE

ARTICULAÇÃO CARTILAGÍNEA

V 1 V 2 V 3 V 4 V 5 V 6 Fl V 7
V 1
V 2
V 3
V 4
V 5
V 6
Fl
V 7
1
Fl
F 1
2
F
2
F
3
ARTICULAÇÃO CARTILAGÍNEA V 1 V 2 V 3 V 4 V 5 V 6 Fl V
ARTICULAÇÃO CARTILAGÍNEA V 1 V 2 V 3 V 4 V 5 V 6 Fl V
LÂMINA EPIFISIAL
LÂMINA
EPIFISIAL

ARTICULAÇÃO CARTILAGÍNEA

ARTICULAÇÃO CARTILAGÍNEA S. ESFENO-OCCIPITAL S. ESFENO-PETROSA S. PÉTREO-OCCIPITAL
S. ESFENO-OCCIPITAL
S. ESFENO-OCCIPITAL
S. ESFENO-PETROSA
S. ESFENO-PETROSA
ARTICULAÇÃO CARTILAGÍNEA S. ESFENO-OCCIPITAL S. ESFENO-PETROSA S. PÉTREO-OCCIPITAL
S. PÉTREO-OCCIPITAL
S. PÉTREO-OCCIPITAL

ARTICULAÇÃO CARTILAGÍNEA

• SÍNFISE (= crescendo junto): extremidades osséas recobertas por cartilagem hialina  ossos unidos por
• SÍNFISE (= crescendo junto): extremidades osséas
recobertas por cartilagem hialina  ossos unidos por
um disco largo e plano de fibrocartilagem.
• Ocorrem na linha mediana do corpo.
• Ocorrem na linha mediana do corpo.
• Exs : Sínfise púbica, e entre o manúbrio, corpo e processo xifóide do osso
• Exs : Sínfise
púbica, e entre o manúbrio, corpo e
processo xifóide do osso esterno.
na linha mediana do corpo. • Exs : Sínfise púbica, e entre o manúbrio, corpo e

ARTICULAÇÃO CARTILAGÍNEA

“Sínfise” (Fibrocartilagem)
“Sínfise”
(Fibrocartilagem)
ARTICULAÇÃO CARTILAGÍNEA “Sínfise” (Fibrocartilagem) Sínfise Púbica
Sínfise Púbica
Sínfise Púbica

ARTICULAÇÃO CARTILAGÍNEA

V 1 V 2 V 3 V 4 V 5 V 6 Fl V 7
V 1
V 2
V 3
V 4
V 5
V 6
Fl
V 7
1
Fl
F 1
2
F
2
F
3
ARTICULAÇÕES SINOVIAIS
ARTICULAÇÕES
SINOVIAIS
ARTICULAÇÕES SINOVIAIS

ARTICULAÇÃO SINOVIAL

• livremente móveis; ósseas; cavidade articular;
• livremente móveis;
ósseas;
cavidade articular;
• livremente móveis; ósseas; cavidade articular; • Líquido sinovial  substância situada entre as
• livremente móveis; ósseas; cavidade articular; • Líquido sinovial  substância situada entre as

Líquido sinovial substância situada entre as peças

Líquido sinovial  substância situada entre as peças • Descontinuidade das peças ósseas  presença da

Descontinuidade das peças ósseas presença da

permitem movimentos amplos de articulação.
permitem movimentos amplos de articulação.

COMPONENTES: ART. SINOVIAL

1 3
1
3
2
2
1. Superfícies Articulares 2. Cartilagem Articular 7 3. Cápsula Articular 4 4. Ligamentos 5. Membrana
1.
Superfícies Articulares
2.
Cartilagem Articular
7
3.
Cápsula Articular
4
4.
Ligamentos
5.
Membrana Sinovial
5
6.
Cavidade Articular
6
7.
Líquido Sinovial
7 3. Cápsula Articular 4 4. Ligamentos 5. Membrana Sinovial 5 6. Cavidade Articular 6 7.

ARTICULAÇÃO SINOVIAL

• Superfície articular : partes do esqueleto que se articulam;
• Superfície articular : partes do esqueleto que se
articulam;
• Cartilagem articular : revestem as superfícies articulares (hialino);
• Cartilagem
articular : revestem
as
superfícies
articulares (hialino);
• Cápsula articular : dispositivo que envolve a articulação e se estende de um osso
• Cápsula articular : dispositivo que envolve a articulação e se
estende de um osso ao outro, continuando com o periósteo fibroso de
cada um deles;

ARTICULAÇÃO SINOVIAL

• Ligamentos: cordões de fibras paralelas que se estendem de um osso a outro e
• Ligamentos: cordões
de
fibras
paralelas
que
se
estendem de um osso a outro e reforçam a cápsula no
ponto onde ela sofre maiores trações.
• Membrana sinovial: reveste a superfície interna da cápsula articular (produção e absorção líq. sinovial);
• Membrana sinovial: reveste a
superfície
interna
da
cápsula articular (produção e absorção líq. sinovial);
• Líquido sinovial: Incolor, transparente e de consistência viscosa, tem por finalidade nutrir a cartilagem
• Líquido sinovial: Incolor, transparente e de consistência
viscosa, tem por finalidade nutrir a cartilagem articular e
lubrificar as superfícies articulares.

ARTICULAÇÃO SINOVIAL

• Cavidade articular : cavidade delimitada pelas superfícies articulares e cápsula articular.
• Cavidade articular : cavidade delimitada pelas superfícies
articulares e cápsula articular.
• Contém líquido sinovial, podendo estar total ou parcialmente dividida por disco, menisco ou orla.
• Contém
líquido
sinovial,
podendo
estar
total
ou
parcialmente dividida por disco, menisco ou orla.
articular. • Contém líquido sinovial, podendo estar total ou parcialmente dividida por disco, menisco ou orla.

ARTICULAÇÃO SINOVIAL

• Orla  aumenta o contato das superfícies articulares. Ex : ombro e quadril apenas.
• Orla  aumenta o contato das superfícies articulares. Ex : ombro e quadril apenas.
das superfícies articulares. Ex : ombro e quadril apenas. • Disco, menisco ou orla  formações

Disco, menisco ou orla formações fibrocartilagíneas existentes em algumas articulações.

• O disco e o menisco  facilita o deslizamento das superfícies articulares. Ex :
• O disco e o menisco  facilita o deslizamento das superfícies articulares. Ex : Meniscos
da articulação do joelho, disco intervertebral e disco das ATM’s.
das superfícies articulares. Ex : Meniscos da articulação do joelho, disco intervertebral e disco das ATM’s.

ARTICULAÇÃO SINOVIAL

ARTICULAÇÃO SINOVIAL DISCO ORLA MENISCO
DISCO
DISCO
ARTICULAÇÃO SINOVIAL DISCO ORLA MENISCO
ARTICULAÇÃO SINOVIAL DISCO ORLA MENISCO
ARTICULAÇÃO SINOVIAL DISCO ORLA MENISCO

ORLA

ARTICULAÇÃO SINOVIAL DISCO ORLA MENISCO

MENISCO

ARTICULAÇÃO SINOVIAL

• As articulações sinoviais dividide-se em:
As articulações sinoviais dividide-se em:
• Quanto ao número de superfícies articulares;
• Quanto ao número de superfícies articulares;
• Quanto ao número de eixos de movimento;
• Quanto ao número de eixos de movimento;
• Quanto a forma geométrica das superfícies articulares.
Quanto a forma geométrica das superfícies articulares.
articulares; • Quanto ao número de eixos de movimento; • Quanto a forma geométrica das superfícies

ARTICULAÇÃO SINOVIAL

• Quanto ao número de superfícies articulares :
Quanto ao número de superfícies articulares :
• Simples  apenas 2 ossos;
• Simples  apenas 2 ossos;
• Compostas  mais de 2 ossos;
• Compostas  mais de 2 ossos;
• Complexas  presença de orla, menisco ou disco.
• Complexas  presença de orla, menisco ou disco.
• Simples  apenas 2 ossos; • Compostas  mais de 2 ossos; • Complexas 

ARTICULAÇÃO SINOVIAL

COMPOSTA
COMPOSTA
“QUANTO AO NÚMERO DE SUPERFÍCIES ARTICULARES”
“QUANTO AO NÚMERO DE
SUPERFÍCIES ARTICULARES”
SIMPLES
SIMPLES
COMPLEXA
COMPLEXA

ARTICULAÇÃO SINOVIAL

ARTICULAÇÃO SINOVIAL • Quanto ao número de eixos de movimento: Anaxial ou não axial  não
ARTICULAÇÃO SINOVIAL • Quanto ao número de eixos de movimento: Anaxial ou não axial  não

Quanto ao número de eixos de movimento:

SINOVIAL • Quanto ao número de eixos de movimento: Anaxial ou não axial  não há
SINOVIAL • Quanto ao número de eixos de movimento: Anaxial ou não axial  não há

Anaxial ou não axial não há movimentos (exs: acrômio-clavicular, intercárpica);

há movimentos (exs: acrômio-clavicular, intercárpica); • Uniaxial  um movimento (ex: interfalângica); •
• Uniaxial  um movimento (ex: interfalângica);
• Uniaxial  um movimento (ex: interfalângica);
•
• Uniaxial  um movimento (ex: interfalângica); • Biaxial  02 movimentos (exs: metacarpo-falângicas;
• Uniaxial  um movimento (ex: interfalângica); • Biaxial  02 movimentos (exs: metacarpo-falângicas;

Biaxial 02 movimentos (exs: metacarpo-falângicas; radiocárpica).

02 movimentos (exs: metacarpo-falângicas; radiocárpica) . Triaxial ou multiaxial  03 ou mais eixos (exs:
02 movimentos (exs: metacarpo-falângicas; radiocárpica) . Triaxial ou multiaxial  03 ou mais eixos (exs:
02 movimentos (exs: metacarpo-falângicas; radiocárpica) . Triaxial ou multiaxial  03 ou mais eixos (exs:

Triaxial ou multiaxial 03 ou mais eixos (exs: escápulo-umeral; coxo-femural).

radiocárpica) . Triaxial ou multiaxial  03 ou mais eixos (exs: escápulo-umeral; coxo-femural) .

ARTICULAÇÃO SINOVIAL

ARTICULAÇÃO SINOVIAL “QUANTO AO NÚMERO DE EIXOS DE MOVIMENTO” Anaxial Art. Intercárpica Triaxial Uniaxial Art.
“QUANTO AO NÚMERO DE EIXOS DE MOVIMENTO”
“QUANTO AO NÚMERO DE
EIXOS DE MOVIMENTO”

Anaxial

“QUANTO AO NÚMERO DE EIXOS DE MOVIMENTO” Anaxial Art. Intercárpica Triaxial Uniaxial Art. Interfalângica

Art. Intercárpica

NÚMERO DE EIXOS DE MOVIMENTO” Anaxial Art. Intercárpica Triaxial Uniaxial Art. Interfalângica Biaxial Art.
NÚMERO DE EIXOS DE MOVIMENTO” Anaxial Art. Intercárpica Triaxial Uniaxial Art. Interfalângica Biaxial Art.

Triaxial

Uniaxial

Art. Interfalângica

Biaxial

Art. Radiocárpica

“Multiaxial”

Art. Coxo-femural

ARTICULAÇÃO SINOVIAL

• Quanto a forma geométrica das superfícies articulares: • Plana (anaxial) : Ex: Entre ossos
Quanto a forma geométrica das superfícies articulares:
Plana (anaxial) : Ex: Entre ossos do carpo, do tarso, a dos metacarpos
e dos metatarsos.
do carpo, do tarso, a dos metacarpos e dos metatarsos. Gínglimo (uniaxial) : eixo transverso ;
do carpo, do tarso, a dos metacarpos e dos metatarsos. Gínglimo (uniaxial) : eixo transverso ;

Gínglimo (uniaxial): eixo transverso ; Ex: entre as falanges, entre o úmero e a ulna.

; Ex: entre as falanges, entre o úmero e a ulna. • • occipital. Condilar (biaxial)
•
; Ex: entre as falanges, entre o úmero e a ulna. • • occipital. Condilar (biaxial)
; Ex: entre as falanges, entre o úmero e a ulna. • • occipital. Condilar (biaxial)
• occipital.
occipital.
as falanges, entre o úmero e a ulna. • • occipital. Condilar (biaxial) : eixo transverso

Condilar (biaxial) : eixo transverso e longitudinal ; Ex: joelho, ATM e atlanto-

o úmero e a ulna. • • occipital. Condilar (biaxial) : eixo transverso e longitudinal ;

ARTICULAÇÃO SINOVIAL

• Quanto a forma geométrica das superfícies articulares: • Trocóide (uniaxial): eixo longitudinal Ex: entre
Quanto a forma geométrica das superfícies articulares:
• Trocóide (uniaxial): eixo longitudinal Ex: entre a ulna e o rádio, entre a
C1 e C2.
longitudinal Ex: entre a ulna e o rádio, entre a C1 e C2. • do carpo.
longitudinal Ex: entre a ulna e o rádio, entre a C1 e C2. • do carpo.
• do carpo.
do carpo.
entre a ulna e o rádio, entre a C1 e C2. • do carpo. Elipsóide (biaxial)

Elipsóide (biaxial): eixo transverso e sagital Ex: entre o rádio e os ossos

rádio, entre a C1 e C2. • do carpo. Elipsóide (biaxial) : eixo transverso e sagital

ARTICULAÇÃO SINOVIAL

• Quanto a forma geométrica das superfícies articulares:
Quanto a forma geométrica das superfícies articulares:
•
Quanto a forma geométrica das superfícies articulares: • Selar (biaxial) : eixo transverso e sagital Ex:
Quanto a forma geométrica das superfícies articulares: • Selar (biaxial) : eixo transverso e sagital Ex:

Selar (biaxial): eixo transverso e sagital Ex: entre o trapézio e o metacarpo do polegar

escápulo-umeral e coxo-femural.
escápulo-umeral e coxo-femural.
e o metacarpo do polegar escápulo-umeral e coxo-femural. • Esférica (triaxial ou multiaxial) : eixo transverso,
e o metacarpo do polegar escápulo-umeral e coxo-femural. • Esférica (triaxial ou multiaxial) : eixo transverso,

Esférica (triaxial ou multiaxial): eixo transverso, longitudinal e sagital Ex:

escápulo-umeral e coxo-femural. • Esférica (triaxial ou multiaxial) : eixo transverso, longitudinal e sagital Ex:

ARTICULAÇÃO SINOVIAL

• Movimentos existentes:
• Movimentos existentes:
• Eixo Sagital - Eixo sentido ventro-dorsal (esterno para a coluna vertebral).
• Eixo Sagital - Eixo sentido ventro-dorsal (esterno para a coluna
vertebral).
• Transverso - Eixo sentido látero-lateral (ombro para o outro).
• Transverso - Eixo sentido látero-lateral (ombro para o outro).
• Longitudinal - Eixo sentido crânio-podálico (cabeça para os pés).
Longitudinal - Eixo sentido crânio-podálico (cabeça para os
pés).
sentido látero-lateral (ombro para o outro). • Longitudinal - Eixo sentido crânio-podálico (cabeça para os pés).

ARTICULAÇÃO SINOVIAL

• Deslizamento - Ocorre nas articulações sinoviais planas. • Flexão e Extensão - Movimentos em
• Deslizamento - Ocorre nas articulações sinoviais planas.
• Flexão e Extensão - Movimentos em torno do eixo
transverso.
• Abdução e Adução - Movimentos em torno do eixo
sagital, havendo afastamento ou aproximação do plano
mediano do corpo.
• Rotação - Movimento em torno do eixo longitudinal do
segmento que gira.
• Circundução - É o movimento misto de flexão, extensão,
adução, abdução e rotação.