Você está na página 1de 3

Subsídios para O Plano de Ação Da Equipe de Especialistas 2019

Sugestão de Modalidade Organizativa

1. Justificativa:

uma nova proposta de formação continuada para todos os docentes que compõem a rede
municipal de ensino se anuncia e novas formas de ensino-aprendizagem se apresentam
para professores(as) e alunos(as) de nossa rede de ensino que implicará diretamente na
qualidade do ensino bem como numa formação mais participativa e cidadã dos sujeitos
em nossa sociedade. Nessa perspectiva, temos o nosso currículo elaborado participativa
e democraticamente, realizado para atender as nossas peculiaridades a fim de que se
diminua cada vez mais a distância entre o que se ensina e o que se aprende em
consonância a nova proposta temática a ser trabalhada no ano de 2019 (Caruaru, Cidade-
Poema).

2. Objetivo Geral:

subsidiar o(a) especialista para acompanhamento pedagógico por área aos professores(as)
através de sugestões de atividades complementares à sala de aula, com prioridade nas
habilidades elencadas por bimestre, bem como aquelas que porventura os(as) alunos(as)
apresentem dificuldades apontadas nos últimos resultados das avaliações bimestrais,
sugerindo aos docentes modalidades de organização no seu plano de aula.

3. Objetivos Específicos:
3.1 realizar em dia específico na semana, acompanhamento pedagógico sistemático
por área de conhecimento (componente curricular) no âmbito escolar;
3.2 sugerir atividades de complementação pedagógica aos docentes a partir do plano
de ensino do professor(a), bem como identificar possíveis dificuldades didático-
pedagógicas na implementação de habilidades elencadas;
3.3 acompanhar a efetiva realização das habilidades vivenciadas para cada bimestre;
3.4 adentrar a sala de aula do professor(a) (com seu devido consentimento) para junto
com ele(a), lecionarem uma aula conjunta sobre uma determinada demanda em
que a turma apresente possível dificuldade de aprendizagem na habilidade
específica;
3.5 participar e representar a Secretaria de Educação em eventos que correspondam a
cada componente curricular, caso estes sejam vivenciados no âmbito da escola.

4. Metodologia:

Dar-se-á por meio de visitação às escolas da rede municipal em dias específicos durante
a semana que correspondam ao pagamento de hora-aula atividade dos respectivos
componentes curriculares. As sugestões metodológicas que sugerimos são diversos tais
como: (a) atividades complementares, (b) projetos pedagógicos, (c) simulados, (d)
aulas partilhadas e (e) oficinas pedagógicas.

(a) Atividades Complementares

Após cada momento de formação continuada, levar aos professores(as) atividades de


complementação pedagógica em conformidade com as habilidades elencadas para cada
bimestre.

(b) Projetos Pedagógicos

Promover a elaboração de atividades construídas por etapas cujo produto final seja
apresentado em painel à turma como culminância do projeto, ou mesmo no mural da
escola, etc. poderá ter a periodicidade mensal, bimestral ou mesmo, semestral, de acordo
com a complexidade do assunto.

Ex: para um projeto de uma encenação, devem ser lidos vários textos dramáticos para a
seleção e escolha do texto, organização dos personagens, figurino, local de apresentação,
etc.
(c) Simulados

Com base no acesso às provas bimestrais do professor (com seu consentimento prévio),
propor simulados para aproximar os alunos da formatação das questões das avaliações
externas.

(d) Aulas Partilhadas

Definir, junto ao professor em titular exercício de sala de aula, um plano de aula que possa
ser realizado em conjunto com a finalidade de suplantar as possíveis fragilidades quanto
à execução de atividade acordada entre o(a) especialista e o(a) professor(a).

(e) Oficinas Pedagógicas

Propor aulas diferenciadas em formato de oficinas que podem ser realizadas na biblioteca,
no pátio, na quadra (se houver), com base em determinados objetos do conhecimento,
lançando mão de diferentes metodologias: roda de leitura, leitura dramática, soletração,
debates regrados, etc. O ideal é que sejam preparadas antes da realização, com a
organização do espaço, de forma atraente para que os alunos se sintam estimulados a
participar.

Você também pode gostar