Você está na página 1de 17

CFTV CIRCUITO FECHADO DE TV

Aplicando CFTV na Automação Industrial para Apoio no Controle Operacional

DO QUE VAMOS FALAR

Quais justificativas para utilização de CFTV no Controle

Operacional;

Quais benefícios os CFTV levam

para o Controle Operacional

junto com a Automação Industrial;

o Controle Operacional junto com a Automação Industrial; • Quais tecnologias disponíveis e quais aplicações

Quais tecnologias disponíveis e

quais aplicações nos sistemas de

Controle e Automação;

CENÁRIO

É necessário operar uma caldeira de alta pressão através de um centro de operação. Como não colocar

operadores em área de risco?

É necessário operar uma carga flutuante (esteiras de sólidos

“bagaço ou grãos”), como dar

segurança ao operador quanto a instabilidade da carga?

Quero registrar e atuar em eventos

com imagens para rastrear possíveis sinistros de operação da planta;

rastrear possíveis sinistros de operação da planta; OUT/2015 CFTV NA AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL - Conceitos e

HISTÓRICO

TECNOLOGIA DA COMUNICAÇÃO

Digital

Analógico

Operador na Planta tudo Manual

Operador em Planta com

Apoio da

Automação

IP

Operador no

Centro de

Operação com Apoio de CFTV

USO NA OPERAÇÃO

DESAFIOS

Como definir pontos críticos para colocação de CFTV?

O que é crítico, não colocar operador em risco

e levar conforto operacional;

Como integrar Controle e Imagem para o Operador?

O CFTV é complemento do controle, valida a

operação pela imagem e simplifica a operação;

Como apoiar a tomada de decisões para o Operador?

Registar eventos (gravar), tomar ações por movimento e estar disponível remotamente;

tomar ações por movimento e estar disponível remotamente; OUT/2015 CFTV NA AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL - Conceitos e

CONCEITO

O CFTV na automação industrial

é a filmagem,

gravação e ação de

imagens de processo

e máquinas, que são

levadas para o

operador de um processo industrial.

que são levadas para o operador de um processo industrial. OUT/2015 CFTV NA AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL -

BENEFÍCIOS

Segurança Operacional

Diminuição de Erros

Ação por Imagem

Rastreio de Operação

Conforto Operacional

Redução de Custo de Operação

Resposta Imediata

• Redução de Custo de Operação • Resposta Imediata OUT/2015 CFTV NA AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL - Conceitos

INFRAESTRUTURA

Um sistema CFTV é composto:

1.

Câmaras

2.

Acessórios de Instalação das

Câmaras

3.

Cabeamento das Câmaras até a

Central

4.

Central de Câmaras

5.

Monitores de Operação

6.

Sistema de Gerenciamento de

Imagens

de Operação 6. Sistema de Gerenciamento de Imagens OUT/2015 CFTV NA AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL - Conceitos e

ESPECIFICANDO

CFTV Analógico (Quantidade Câmaras)

CFTV Digital IP (Quantidade Câmaras)

Câmara sem fio Wireless

Tecnologia PoE Power on Ethernet

Câmara com I/O

Visualização Noturna (Infravermelho)

Câmara Móvel

Sistema com Detecção de Movimento / Evento

Gravação de Imagens por Time Stamp

Câmaras e Infra em Área Classificada Ex

Gravação, Envio de E-mail, Conexão

Cloud

Ex  Gravação, Envio de E-mail, Conexão Cloud OUT/2015 CFTV NA AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL - Conceitos e

OPERAÇÃO CFTV + AUTOMAÇÃO

OPERAÇÃO CFTV + AUTOMAÇÃO F.O. Fibra Ótica UTP – Cabo Par Trançado PoE – Power on

F.O. Fibra Ótica UTP Cabo Par Trançado

PoE Power on Ethernet Sinal + Energia

ARQUITETURA AVANÇADA

ARQUITETURA AVANÇADA VLAN – Rede Virtual Firewall – Proteção de Acesso Cloud – Nuvem – Acesso

VLAN Rede Virtual Firewall Proteção de Acesso Cloud Nuvem Acesso Internet

SCADA (IHM) COM CFTV

SCADA (IHM) COM CFTV OUT/2015 CFTV NA AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL - Conceitos e Aplicações - Márcio Venturelli

IMPLANTAÇÃO

O que o operador quer?

O que o operador precisa?

Estudar o ambiente de instalação

Modo de operação esperado

Especificação de Equipamentos

Projeto de Infraestrutura

Projeto da Sala de Controle

Implantação

Treinamento e Operação

de Controle • Implantação • Treinamento e Operação OUT/2015 CFTV NA AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL - Conceitos e

TENDENCIAS

Imagem e dados

estarem onipresente

na operação industrial

através do IIoT

(Internet Industrial das Coisas);

através do IIoT (Internet Industrial das Coisas); • Operador “veste” as informações (imagem e dados)

Operador “veste” as informações (imagem e

dados) em tempo real (Óculos Google Glass);

Imagens serem usadas para controle e

automação.

CONCLUSÃO

Os CFTV evoluíram tecnologicamente e são um

grande apoio ao operador no controle operacional

em plantas industriais, a convergência de imagem e

informações, permitem uma automação mais

segura e otimizada.

AUTOR

AUTOR A T U A L I Z A D O O U T / 2
AUTOR A T U A L I Z A D O O U T / 2

ATUALIZADO OUT/2015

Márcio Venturelli trabalha no mercado de automação industrial há 20 anos, tendo passado por diversos departamentos, tais como, assistência técnica, treinamentos, comissionamento, projetos, engenharia, marketing e negócios.

Trabalhou em diversos projetos de implantação de sistemas de automação e controle operacional de plantas de bioenergia, transformação e manufatura, no Brasil e no exterior.

Atualmente trabalha em desenvolvimento de novos mercados e novas tecnologias com foco em arquitetura de soluções na área de automação industrial, tendo como principal diretriz, geração de valor para o usuário, nas dimensões: aumento da produção, redução de custos e elevação da segurança operacional.

Professor universitário de pós-graduação de automação industrial e gerenciamento de projetos.

Membro Sênior da ISA (Sociedade Internacional da Automação), Coordenador do Comitê de Automação Industrial do CEISE Br e Diretor de Safety Bus da PI (Profibus Internacional).

Graduado em Ciência da Computação, com especialização em Controle e Automação Industrial, Pós-Graduado em Gestão Industrial, Pós-Graduado em Tecnologia do Petróleo e Gás e possui MBA em Estratégia de Negócios.

CFTV CIRCUITO FECHADO DE TV

Aplicando CFTV na Automação Industrial para Apoio no Controle Operacional