Você está na página 1de 3

Ficha de trabalho Ano letivo 2018-2019

Biologia e Geologia – 10.º e 11.º anos


__________________________________________________________________________

Trabalho experimental

Os fungos constituem um grupo de organismo com elevados impactes ambientais.


Alguns fungos são capazes de estabelecer uma relação de simbiose com plantas. As
associações simbióticas entre os fungos e as plantas são muito comuns; estas aumentam a
sua tolerância à acumulação de metais pesados, tornam-se mais resistentes à seca e
evidenciam maiores taxas de crescimento.
Os fungos endófitos vivem no interior das plantas, pelo menos durante parte do seu
ciclo de vida, sem causar nenhuma doença.
Uma equipa de cientistas pretendia determinar se os fungos endófitos eram capazes de
melhorar as defesas contra parasitas da planta do cacau (Theobroma cacao), cujos grãos
são usados para extrair o cacau usado na produção do chocolate. Esta planta pode ser
encontrada nas regiões tropicais.
Nos ambientes naturais, os fungos invadem a planta de cacau quando esta está na fase
de plântula (juvenil), entrando pelas folhas.
A equipa de investigadores implementou o seguinte procedimento experimental
simplificado:
 Foram germinadas sementes de cacau provenientes da floresta tropical do Panamá,
obtendo-se plântulas.
 A um grupo de plântulas, foram adicionados esporos de fungos às folhas juvenis das
plantas (identificadas pelo símbolo E+). Ao outro grupo de plântulas, não foram
adicionados esporos de fungos endófitos (identificadas pelo símbolo E-). Os esporos
foram recolhidos de fungos presentes na floresta tropical.
 Aos dois grupos de plantas referidos anteriormente, foram adicionados protistas do
género Phytophthora (P+) que se sabia serem patogénicos e capazes de provocar a
morte das células foliares.
 Os grupos possuíam um número semelhante de indivíduos e a experiência foi
repetida várias vezes.

Os resultados encontram-se representados no gráfico da figura 1. Os investigadores


mediram a taxa de mortalidade foliar (gráfico A) em plantas adultas. De seguida,
determinaram a área foliar com danos nos tecidos nas folhas sobreviventes das plantas
adultas (gráfico B).

1
A B

Figura 1
Baseado em https://www.pnas.org/content/100/26/15649 [Consult. em fevereiro de 2019]

Nas respostas aos itens de escolha múltipla, selecione a opção correta.

1. O estudo apresentado é importante, uma vez que


(A) poderá permitir aumentar a produção de cacau.
(B) fornece dados para proteger uma espécie de protistas em vias de extinção.
(C) caracteriza com detalhe os impactes positivos da contaminação com Phytophthora.
(D) estuda uma relação simbiótica em que um dos envolvidos é afetado negativamente.

2. Considere as seguintes afirmações referentes à experiência.


I. Uma hipótese possível para o trabalho experimental é: “Os fungos endófitos
beneficiam as plantas.”
II. A investigação apresentada é do tipo experimental, uma vez que manipula variáveis
dependentes.
III. Uma hipótese possível para o trabalho experimental é: “É possível contaminar
plantas com Phytophthora?”
(A) I e II são verdadeiras; III é falsa.
(B) III é verdadeira; I e II são falsas.
(C) II e III são verdadeiras; I é falsa.
(D) I é verdadeira; II e III são falsas.

3. No que respeita às variáveis utilizadas, constitui uma afirmação falsa:


(A) A taxa de mortalidade das folhas corresponde a uma variável dependente.
(B) A área foliar com danos nos tecidos é a variável deliberadamente alterada pelos
investigadores.
(C) A experiência possui variável independente.
(D) O grupo de controlo não foi sujeito a alterações da variável independente.

4. Mencione a importância de a equipa de investigadores ter repetido a experiência e


realizado várias réplicas das medições.

5. Relativamente aos resultados, é possível afirmar que

2
(A) podem ser considerados fiáveis.
(B) não permitem obter conclusões válidas.
(C) são apenas qualitativos.
(D) não estão de acordo com o protocolo implementado.

6. Para a validade da demonstração do efeito dos fungos nesta investigação, foi


fundamental
(A) a medição da área foliar com danos.
(B) a seleção de uma espécie de protista não patogénica.
(C) o recurso a plântulas na fase de contágio com fungos.
(D) a medição da taxa de mortalidade das folhas.

7. Os dados permitem verificar que


(A) ocorre uma diminuição do número de folhas mortas na ausência do fungo.
(B) ocorre um aumento do número de folhas mortas na ausência do fungo.
(C) não existe correlação entre a variável independente e a dependente.
(D) ocorre um aumento da área foliar com danos na presença do fungo.

8. As sementes da planta do cacau que foram germinadas para formarem as primeiras


plântulas usadas na investigação foram esterilizadas antes de serem colocadas no solo.
Este também tinha sido sujeito, previamente, a um processo de esterilização.
Explique a importância destes procedimentos para garantir a validade da experiência.

9. Constitui uma conclusão válida para a investigação apresentada:


(A) Em condições naturais, as plantas estabelecem sempre relações endossimbióticas
com fungos endófitos.
(B) A presença de fungos endófitos beneficia a planta do cacau, protegendo-a contra o
protista PhytophthoraI.
(C) O protista PhytophthoraI afeta o crescimento da planta de cacau nas fases mais
avançadas do seu ciclo de vida.
(D) Os fungos endófitos só protegem as plantas de cacau se entrarem em contacto
com as plântulas numa fase inicial de desenvolvimento.

10. Para além dos resultados apresentados, a equipa de investigadores incluiu grupos de
controlo na sua experiência e que não foram apresentados nos dados.
Indique dois possíveis grupos de controlo para a investigação apresentada.
Na sua resposta, apresente resultados previsíveis e explique de que forma os controlos
seriam úteis na interpretação dos resultados apresentados.