Você está na página 1de 10

TÍTULO DO ARTIGO <ESTILO: Anhanguera Educacional S.A.

Correspondência/Contato
TITULOARTIGO> Alameda Maria Tereza, 2000
Valinhos, São Paulo - 13.278-181
rc.ipade@unianhanguera.edu.br
pic.ipade@unianhanguera.edu.br
Coordenação
Instituto de Pesquisas Aplicadas e
Desenvolvimento Educacional -
IPADE
Publicação: dd de mmm de 2009

ANUÁRIO DA PRODUÇÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DISCENTE


Vol. XII, Nº. 13, Ano 2009

Neste espaço deve ser RESUMO


apresentado o nome(s) do(s)
autor(es) – se for mais de um, Aqui começa o resumo... <estilo: Resumo>
colocar cada um em uma linha O artigo para a publicação do Anuário de Produção de
e iniciar na primeira linha desta Iniciação Científica deve ser redigido seguindo o
coluna. Na linha subsequente padrão de formatação deste arquivo. Para não perder
ao(s) autor(es) apresentar o os estilos já criados, ao selecionar o texto a ser
nome do prof. orientador, copiado para esse arquivo, esse deverá ser copiado
normalmente (ctrl+c) e colado no local desejado sem
colocando sempre Prof. ou formatação (para isso, deve-se escolher no menu
Profa. seguido da titulação do editar, a opção colar especial e então selecionar texto
orientador e seu nome. A seguir não formatado). Deve ser observado que essa opção
deve ser colocado o nome do deixará o texto no estilo da seção desejada deste
curso e a unidade que o(s) documento (como o resumo, por exemplo), mas
formatações de negrito, itálico, entre outros, serão
autor(es) está(ão) vinculado(s). perdidos. Logo, o autor deverá rever o texto e refazer
Deixar a referência da as formatações perdidas. O resumo deve conter entre
Anhanguera Educacional S/A. 150 e 250 palavras; não deve conter parágrafos;
Seguir o exemplo apresentado. siglas e referências. É recomendável, ainda, evitar
abreviaturas, símbolos, dados numéricos, equações e
fórmulas. O resumo deve ser redigido em uma
seqüência lógica, de acordo com o texto original, com
frases concisas e significativas, preferencialmente
com os verbos na voz ativa e na terceira pessoa do
singular. O resumo deve ser composto por: uma frase
introdutória sobre o assunto, justificando o
desenvolvimento do trabalho e apontando o tipo de
pesquisa realizada. Por exemplo: pesquisa
bibliográfica, metanálise, estudo de caso, pesquisa
experimental, entre outros; os objetivos gerais da
pesquisa; uma breve descrição da metodologia
empregada no trabalho, os principais resultados
encontrados e uma frase sobre as considerações
Neste espaço deverá ser indicado em qual(is)
finais. Após o resumo, apresentar até 5 palavras-
Congresso(s) o trabalho foi apresentado.
Também fazer menção a prêmios. chave. Este exemplo de resumo possui 245 palavras.

Palavras-Chave: artigo científico, normas técnicas, pesquisa


Trabalho
Trabalho realizado apresentado
com o incentivo eem...<estilo:
fomento da
científica.
Anhanguera Educacional S.A.
Congressos>
Devem ser abrangentes, mas identificar o trabalho. São
aquelas usadas por sistemas de busca para localizar artigos
2 Título do artigo somente Substantivos Próprios devem ser escritos com as primeiras letras em maiúsculo
na área da pesquisa. Dica: usar as
palavras para buscar na web um artigo
semelhante à pesquisa realizada.

Anuário da Produção de Iniciação Científica Discente • Vol. XIII, Nº. 16, Ano 2010 • p. 1-8
3 Título do artigo - somente Substantivos Próprios devem ser escritos com as primeiras letras em
maiúsculo

1. INTRODUÇÃO <ESTILO: SECAOPRIMEIRA>


Seção reservada à introdução do artigo.... Deve ser observado que a primeira
linha após seção não tem espaçamento <estilo: AposSecao>

O próximo parágrafo da introdução (o mesmo ocorre para outras


seções) é identado... Apresenta-se um exemplo a ser seguido. <estilo: Texto>

A introdução permite desenvolver tópicos relacionados ao problema tratado e


seu contexto, assim como a motivação para realizá-lo. Devem ser incluídos
parágrafos que contenham noções prévias sobre o assunto principal. Para isso,
pode-se redigir a introdução considerando primeiro os temas mais gerais sobre
o assunto da pesquisa para então direcioná-la ao tema principal.

A formatação adotada assim como a distribuição de tópicos e páginas


de um artigo científico segue os padrões regulamentados pela Associação
Brasileira de Norma e Técnicas (ABNT) e são sintetizados nas normas para
publicação das revistas científicas da AESA. Outra característica importante a
ser observada é o fato de que uma pesquisa científica deve sempre ser
descrita de forma impessoal, ou seja, o texto deve ser dissertativo e escrito na
3ª. pessoa do singular.

O último parágrafo deverá descrever a estrutura do artigo, indicando os


assuntos abordados em cada seção, conforme apresenta o próximo parágrafo.

Este artigo está organizado em seções. A primeira seção é essa


introdução, a seção 2 apresenta os objetivos da pesquisa. A metodologia
utilizada na realização da pesquisa é apresentada na seção 3. As informações
relacionadas ao desenvolvimento da pesquisa como a revisão de literatura, o
problema abordado, a solução proposta e implementada são mostradas na
seção 4. A forma de abordar os experimentos, os resultados e as discussões
são descritos na seção 5. Por fim, as considerações finais estão são
apresentadas na seção 6.

2. OBJETIVO <ESTILO: SECAO>


A função do objetivo é deixar clara a pretensão da pesquisa proposta. Por isso,
devem-se usar frases curtas e iniciadas com verbos de ação no infinitivo, os
quais precisam ser claros e contextualizados para justificar a relevância da
pesquisa.

Anuário da Produção de Iniciação Científica Discente • Vol. XIII, Nº. 16, Ano 2010 • p. 1-8
Evitar o uso de verbos como: demonstrar, provar, comprovar, entre
outros, se não houver a certeza de que a pesquisa apresenta a demonstração,
a prova ou a comprovação. É importante lembrar que tal tarefa não é simples e
é mais adequada a um mestrado ou doutorado.

3. METODOLOGIA
Nesta seção deverão ser descritos quais foram os materiais e métodos usados
na pesquisa e que auxiliaram atingir os objetivos traçados.

É fundamental observar que o objetivo de escrever um artigo é o de


apresentar à comunidade acadêmica a pesquisa desenvolvida, de tal forma
que o leitor deverá encontrar informações suficientes para repetir o
experimento realizado e que é apresentado no artigo.

Na descrição do método utilizado para o desenvolvimento da pesquisa,


deve-se utilizar os argumentos necessários para mostrar que a metodologia
empregada é adequada ao trabalho feito.

4. DESENVOLVIMENTO <ESTILO: SECAO>


Uma seção sempre deve apresentar um texto introdutório antes das subseções
(se houver), como é o caso do exemplo dessa seção 4. A função desta seção
(desenvolvimento) é apresentar a pesquisa realizada. Para isso, o problema
abordado deverá ser definido de forma clara e coerente. É nesta seção que
deve ser apresentada a teoria (Revisão de Literatura) e as hipóteses
levantadas para o problema.

A Revisão de Literatura tem a função de justificar a importância da


pesquisa ao apresentar o que outros autores já pesquisaram sobre o tema
abordado. A literatura discutida deve ser recente (até 5 anos). Além disso,
devem ser citadas apenas obras com estrita ligação com a pesquisa a ser
desenvolvida e que foram citadas no texto. A citação de um autor deve ser
feita no sistema Autor (data) – neste caso o nome do autor faz parte do texto,
por exemplo: “... segundo o Autor (data) a idéia...”- ou (AUTOR, data) – quando
o nome do autor não é mencionado no texto corrido, o qual foi construído com
base na idéia original desse autor (AUTOR, data). Toda obra citada deve ser
relacionada em Referências e vice-versa. Usar as normas da Associação
Brasileira de Normas e técnicas – ABNT.
5

É nessa etapa que a pesquisa será validada por meio de uma


apresentação clara, logo não se deve omitir detalhes importantes.

É muito importante a apresentação de tabelas, gráficos, figuras - claras


e objetivas, que auxiliem no entendimento do texto. De nada adianta
apresentar dados que não podem ser compreendidos.

É importante apresentar subseções dentro da seção desenvolvimento.


Elas contribuirão para uma boa organização da apresentação da pesquisa
realizada.

4.1. Considerações importantes sobre a redação de artigo científico

Cada parágrafo do artigo deve possuir continuidade com o seguinte, de


maneira que não exista uma mudança brusca de idéia entre parágrafos
contínuos. É importante não escrever frases muito compridas. Uma frase não
deve ter mais que três linhas, pois dificulta o entendimento do texto.

Na primeira ocorrência de uma sigla no texto, deve-se escrever por


extenso o seu significado e colocar a sigla entre parênteses - ver exemplo da
ABNT na introdução. Feito isso, pode-se utilizar apenas a sigla nas próximas
ocorrências.

O autor deve estar atento a uma série de pequenos detalhes, os quais


nem sempre são simples de perceber no início. Uma dica de extrema
importância é a de criar o hábito de ler aquilo que escreve. Não existe um
texto que não necessite de correções e, o primeiro leitor de uma obra é o seu
próprio autor. O hábito de ler, e reler, o que foi escrito auxilia na redação de
um texto mais coerente, pois os fatos ficam mais claros à medida que se
intensifica a atenção prestada a eles.

Entre os principais cuidados que se deve ter durante a redação de um


texto científico estão o uso correto da pontuação e de determinadas palavras.
Um texto sem pontuação não tem sentido algum para o leitor, pois a
pontuação pode mudar completamente o sentido de uma frase. Além disso, a
pontuação é uma das grandes responsáveis por tornar um texto agradável de
ser lido.

O uso indiscriminado da palavra “onde” sem a sua indicação de lugar


físico, é um dos grandes deslizes gramaticais. Sempre que “onde” puder ser
substituído na frase por “em que lugar” seu uso estará correto, no caso
contrário, outra palavra deverá ser utilizada ao invés de “onde”.

Anuário da Produção de Iniciação Científica Discente • Vol. XIII, Nº. 16, Ano 2010 • p. 1-8
Há algum tempo, tem-se observado o uso crescente do gerúndio por
autores brasileiros. Antes isso ocorria apenas na forma coloquial (aquela
utilizada para a conversa diária entre as pessoas, ou seja, informal), mas,
infelizmente, o hábito do dia-a-dia se transferiu para palavra escrita. Hoje, há
textos em jornais, revistas e, inacreditavelmente, em artigos científicos escritos
em português com expressões do tipo “... este trabalho visa estar
abordando...”, ou “... o governo estará sendo avaliado...”. Para ambos os casos
a correção é muito simples, poderia ter sido escrito como “... este trabalho
aborda...” e “... o governo será avaliado...”, respectivamente.

4.2. Apresentação correta de figuras e tabelas

Todas as figuras, tabelas, algoritmos, gráficos, equações e outros, devem ser


citados antes de aparecerem no texto. Também é necessário lembrar-se de
não colocar frase como “observe na figura abaixo”. Esses elementos devem
possuir rótulos, legendas (ou nomes) que os identifiquem, por exemplo, “a
Tabela 1 contém informações...”.

Para incluir figuras no texto é importante usar um padrão, “Figura # -


descrição” e usar o <estilo: LegendaFigura> que deve ser adotado inclusive
para gráficos. Na Figura 1 é apresentado um modelo de utilização deste
padrão.

A F A F

B E B E

C D C D

T = { A, B, C, D, E, F, A} T’ = { A, E, C, D, B, F, A}

Figura 1- Vizinhança City Swap.

Para as tabelas deverá ser usado o padrão “Tabela # - descrição” e


usar o <estilo: LegendaTabela> para o nome, lembrando que este deverá vir
acima da tabela e abaixo a fonte das informações. A Tabela 1 é um exemplo do
7

uso deste padrão, sendo que apresenta o desempenho dos alunos da AESA no
6º. CONIC.

Tabela 1 - Participação e desempenho dos trabalhos dos alunos do PIC no 6º. CONIC.
Ocorrência Total Porcentage
m
Total de trabalhos inscritos e aprovados para o 6º. CONIC 936 100%
(concorrendo aos prêmios)
Total de trabalhos da AESA inscritos e aprovados para o 6º. 31 3,31%
CONIC (concorrendo aos prêmios)
Total de prêmios oferecidos pelo 6º. CONIC 11 100%
Total de prêmios que a AESA recebeu no 6º. CONIC 3 27,27%
Fonte: IPADE/DPEPG em janeiro de 2007.

Anuário da Produção de Iniciação Científica Discente • Vol. XIII, Nº. 16, Ano 2010 • p. 1-8
Uma tabela deve ser apresentada completamente numa única página,
por isso a opção quebra de página ao final da tabela é uma ferramenta
bastante útil. Se for necessária a quebra, deve-se separar em duas tabelas
indicando na segunda que é continuação da primeira.

As equações (se houver) devem ser referenciadas por números,


conforme o exemplo a seguir que indica a equação (1).

1 ∂2φ
∇φ− 2 2 =0
2
(1)
c ∂t
Deve-se evitar usar expressões como “...conforme o exemplo
abaixo...”, pois ao formatar um documento não há certeza se o elemento
citado ficará abaixo do texto ou na próxima página.

5. RESULTADOS <ESTILO: SECAO>


Esta seção se destina a apresentar, a discutir e a comentar os resultados
obtidos na pesquisa. Podem existir conjecturas e interpretações acerca dos
estudos anteriores, assim como, uma nova concepção do problema recorrente
da pesquisa realizada.

As discussões devem apresentar argumentos convincentes sobre a


análise dos resultados alcançados. Por isso, figuras, tabelas e gráficos podem
ser utilizado como auxílio a uma melhor compreensão dos resultados.

É importante lembrar que o artigo, referente a uma pesquisa, que é


enviado para um congresso ou uma revista científica será avaliado por
especialistas na área, os quais o aceitarão se estiverem convencidos da
validade dos resultados apresentados!

Desta forma, é fundamental apresentar a análise estatística dos


resultados e indicar padrões ou tendências observadas. Sempre que possível,
deve-se comparar os resultados alcançados com os obtidos por outros
pesquisadores e sugerir quais as possíveis aplicações para o trabalho
desenvolvido.

6. CONSIDERAÇÕES FINAIS <ESTILO: SECAO>


Nesta seção são apresentadas as idéias finais que representam o resultado de
toda a pesquisa e dos experimentos e tem a função de mostrar o desfecho
pesquisa realizada. Estas deverão ser claras e objetivas.
9

Iniciar o texto da seção explicando o que foi aprendido com o estudo


realizado. É importante que o texto mantenha equilíbrio com as informações
constantes do resumo, introdução e os objetivos traçados para a pesquisa.
Observar se os resultados atingidos foram ou não os esperados e justificá-los
claramente.

Deve-se resumir, apontar e reforçar as idéias principais e as


contribuições proporcionadas pela pesquisa desenvolvida. Indicar se há
viabilidade de continuação ou não da pesquisa e indicar o porquê.

Por fim, deve-se colocar a última seção, não numerada, chamada


“Referências” na qual são apresentadas todas as fontes utilizadas para a
realização da pesquisa e que são citadas no artigo documento. As referências
devem ser colocadas no padrão da ABNT.

PARECER DE APROVAÇÃO DE COMITÊ <ESTILO:


SECAOSEMNUM>
Nesta seção deve ser apresentada (se for o caso) o parecer de aprovação do
Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) ou do Comitê de Ética no Uso de Animais
(CEUA). Usar o texto padrão apresentado a seguir. Se o trabalho não foi
submetido a nenhum comitê de ética, retirar essa seção.

Pesquisa autorizada pelo Comitê Tal (indicar o CEP ou o CEUA, por extenso) da
Anhanguera Educacional S/A – (CEUA ou CEP)/AESA - em . dd/mm/aaaa por
meio do parecer: número/ano.

REFERÊNCIAS <ESTILO: SECAOSEMNUM>


SOBRENOME, Nome. Título do livro. Local: Editora, 2008.<estilo: Referencia>
SOBRENOME1, Nome1, SOBRENOME2, Nome2; SOBRENOME3, Nome3. Título do livro.
Local: Editora, ano.

Seguem alguns exemplos de como referenciar corretamente obras consultadas:

BRASIL. Medida provisória nº. 1.569-9, de 11 de dezembro de 1997. Estabelece uma


multa em operações de importação, e dá outras providências. Diário Oficial [da]
República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 14 dez. 1997. Seção
1, p. 29514.
______. Superior Tribunal de Justiça. Habeas-corpus nº. 181.636-1, da 6ª. Câmara Cível
do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Brasília, DF, 6 de dezembro de 1994.
Lex: jurisprudência do STJ e Tribunais Regionais Federais, São Paulo, v. 10, n. 103, p.
236-240, mar. 1998.
COSTA, V. R. À margem da lei: o Programa Comunidade Solidária. Em Pauta: revista
da Faculdade de Serviço Social da UERJ, Rio de Janeiro, n. 12, p. 131-148, 1998.
GOMES, L. G. F. F. Novela e sociedade no Brasil. Niterói: EdUFF, 1998.

Anuário da Produção de Iniciação Científica Discente • Vol. XIII, Nº. 16, Ano 2010 • p. 1-8
PUCCI, B.; OLIVEIRA, N. R.; SGUISSARDI, V. O ensino noturno e os trabalhadores. 2.
ed. São Carlos: EdUFSCar, 1995. 148 p.
REVISTA BRASILEIRA DE GEOGRAFIA. Rio de Janeiro: IBGE, 1939- . Trimestral.
SÃO PAULO (Estado). Decreto nº. 42.822, de 20 de janeiro de 1998. Lex: coletânea de
legislação e jurisprudência, São Paulo, v. 62, n. 3, p. 217-220, 1998.
SILVA, M. M. L. Crimes da era digital. .Net, Rio de Janeiro, nov. 1998. Seção Ponto de
Vista. Disponível em: <http://www.brazilnet.com.br/contexts/brasilrevistas.htm>.
Acesso em: 28 nov. 1998.

Interesses relacionados