Você está na página 1de 23

Contabilidade

Financeira
Profa. Marina Mitiyo Yamamoto

1
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
O que é Contabilidade?

2
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
Evolução da Contabilidade

• 4.000 a.c. - primeiros indícios de forma rudimentar de


registros – estoques de ferramentas de caça- (sumérios,
babilônicos, chineses)

• Evolução lenta até o aparecimento da moeda (inventário


físico sem avaliação monetária)

3
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
Evolução da Contabilidade

• Evolução do patrimônio impulsiona o avanço da


contabilidade – inventários em momentos distintos
identificavam variações de riqueza.

• Desenvolvimento comercial, social e institucional das


cidades impulsiona sua evolução (auge na Renascença
- Veneza, Gênova, Florença).

4
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
Evolução da Contabilidade

• Era dos Descobrimentos – necessidades financeiras para


financiamento das viagens determina a criação de
sociedades de capital conjunto.

• Participações de liquidação das viagens são substituídas


por participações permanentes em diversas viagens –
demanda de apuração de lucros e perdas a cada retorno de
embarcação.

• Sociedades de banqueiros, seguros.

5
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
Evolução da Contabilidade

• 1494 – Frei Luca Pacioli codifica os sistemas de partidas


dobradas num livro de matemática.

• Partidas dobradas – cada transação afeta pelo menos duas


contas. Reconhecimento dos dois lados de cada transação,
gerando equilíbrio entre :
Recursos Disponíveis = Recursos Fornecidos
por Credores e Proprietários

• Débitos e Créditos – não havia a noção dos números


negativos, portanto, foi a forma encontrada de fazer aumentos
e reduções nas contas, sem que ficassem com saldo negativo.

6
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
Evolução da Contabilidade

• Até século XVI


Informação para o proprietário
Sigilo sobre as informações
Não havia separação clara entre negócios pessoais e
empresariais
Empreendimentos eram de curta duração
Lucro: calculado somente no final do empreendimento
Ausência de uma única unidade monetária estável

como suporte das aulas de Contabilidade Financeira

7
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
Evolução da Contabilidade

• Século XVI até século XVII:

Surgimento de empresas de capital conjunto

Os “investidores” (financiadores) recebiam direitos de


participação proporcionais a seus investimentos

No início eram investimentos para um projeto


Depois passaram a ser para vários projetos
Finalmente passaram a ser participações permanentes

Necessidade de cálculo dos lucros a cada período

8
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
Evolução da Contabilidade

• Revolução Industrial – sistema fabril e de produção em massa.

– Importância dos ativos fixos (máquinas) no custo de


produção – depreciação.

– Avaliação dos estoques.

– Grande demanda de capital – informações para


investidores ausentes – surgimento de muitos bancos e das
bolsas de valores de Londres (1773) e de Nova York (1792).

9
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
Evolução da Contabilidade

• Industrialização dos EUA – fluxo de capital estrangeiro,


especialmente da Grã-Bretanha.

– Surgimento de grandes corporações


– Desenvolvimento do mercado de capitais – investidor
preocupado com informações para obter tendências
– Herança inglesa de auditoria
– Recursos relevantes para a pesquisa
– Associações atuantes

10
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
Contabilidade

• Sistema de informações úteis ao processo de


tomada de decisão econômica e formação de
contratos em situações de assimetria de
informação, conflito de interesses e
risco/incerteza

11
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
Contabilidade
• O papel da contabilidade dentro da teoria contratual
da firma
• Medir a contribuição de cada um dos participantes nos
contratos
• Mensurar a fatia a que cada participante tem no resultado da
empresa
• Informar os participantes sobre o grau de sucesso no
cumprimento dos contratos
• Distribuir informação para os potenciais participantes em
contratos com a empresa, para manter a liquidez de seus
fatores de produção
• Distribuir informações como conhecimento comum para
reduzir os custos de negociação dos contratos
12
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
Contabilidade
• Processo Contábil
– Reconhecimento – o que deve ser tratado?
(definições e conceitos)

– Mensuração – como iremos medir os eventos


econômicos?

– Evidenciação – como os eventos econômicos


serão comunicados?

13
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
BALANÇO PATRIMONIAL

Investimentos Financiamento / Origem Intermediário Financeiro/


Corretoras INVESTIDOR
ATIVO PASSIVO + PL
Notas Promissórias,
Circulante Circulante BOLSAS
Duplicatas, Comercial Papers Juros + Principal
Realizável a
Longo Prazo Longo Prazo Debêtures,
Eurobonds
- Investimentos
- Imobilizado Capital
- Intangíveis Ações Tipos de Investidor:
Lucros Mercado de balcão
Retidos Dividendos
-Intuitivo organizado
Ganhos de Capital
-Passivo
PL / Earnings - Ativo
Analista Preço
Preço
Geração de Interno
Fluxo de Caixa IPO Negociação

DRE
Problemas:
Lucro - Assimetria Mercado Mercado
Primário Secundário
- Conflito de Agência

Vantagem Competitiva
Governança Papel da Contabilidade Objetivo do Investidor
Quebrar Assimetria e -Determinar o valor intrínseco do negócio
formar contratos ANÁLISE FUNDAMENTALISTA
14
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
Aspectos gerais da
contabilidade no Brasil

15
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
A evolução da contabilidade no Brasil
Lei das Sociedades por Ações (Lei Nº 6.404/1976)
• Grande evolução na época em que foi editada a Lei
• Em princípio houve a desvinculação dos critérios contábeis dos critérios
fiscais (criação do LALUR - DL 1598/1977)
• Ao longo dos anos houve muita ingerência do Fisco nos critérios contábeis.
Como consequência a contabilidade no Brasil foi se distanciando dos
critérios adequados
• Grandes divergências com as normas internacionais

Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC)


• Criado pela Resolução CFC 1.055/2005
• O CPC não tem poder de impor as normas, mas funciona como um órgão de
estudos e propostas de critérios contábeis para os órgãos reguladores (CVM,
BACEN, SUSEP, ANEEL etc.)
• Aderência às Normas Internacionais (padrão IFRS)

16
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
A evolução da contabilidade no Brasil
Lei Nº 11.638/2007 e Lei Nº 11.941/2009
• Eliminou as restrições existentes na lei original que impediam a convergência
para as normas internacionais
• Desvinculou as normas da contabilidade das exigências das normas fiscais e
de normas específicas de setores regulamentados

Artigo 177, §2º:


“§ 2º A companhia observará exclusivamente em livros ou registros
auxiliares, sem qualquer modificação da escrituração mercantil e das
demonstrações reguladas nesta Lei, as disposições da lei tributária, ou de
legislação especial sobre a atividade que constitui seu objeto, que
prescrevam, conduzam ou incentivem a utilização de métodos ou critérios
contábeis diferentes ou determinem registros, lançamentos ou ajustes ou a
elaboração de outras demonstrações financeiras. (Redação dada pela Lei nº
11.941, de 2009)”

17
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
Informações a serem divulgadas
Relatório da Administração (Instrução CVM Nº 480/2009)
• Evidenciação dos negócios sociais, dos principais fatos administrativos do
período e dos investimentos em outras empresas
• Informações sobre a política de dividendos e reinvestimentos
• Divulgação de riscos

Demonstrações Contábeis
Balanço Patrimonial (BP): apresenta uma descrição organizada dos bens e
direitos, das obrigações assumidas e do patrimônio líquido de uma instituição
em uma data. É uma posição estática.

Demonstração do Resultado do Exercício (DRE): relatório que mostra o


resultado do confronto entre as receitas e as despesas ocorridas em um
determinado período. Apresenta uma característica dinâmica.

Demonstração do Resultado Abrangente (DRA): apresenta todas as mutações


que ocorrem no patrimônio líquido durante um período que resulta de
transações e outros eventos que não derivados de transações com os sócios na
sua qualidade de proprietários.

18
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
Informações a serem divulgadas
Demonstrações Contábeis
Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL): mostra a evolução
do Patrimônio Líquido da empresa entre dois momentos, demonstrando a
variação em cada uma das contas que o compõem.

Demonstração do Fluxo de Caixa (DFC): apresenta as entradas e saídas de caixa


ocorridas durante o período, separando-as por tipo de atividades. (não é
obrigatório para companhias fechadas com Patrimônio Líquido menor que
R$2.000.000,00)

Demonstração do Valor Adicionado (DVA): demonstra o valor adicionado


(riqueza) gerado pela empresa e sua distribuição entre governo, salários, juros e
remuneração do capital. (somente companhias abertas)

Notas Explicativas

19
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
Informações a serem divulgadas
Outros aspectos das Demonstrações Contábeis
• Devem ser apresentados dois exercícios consecutivos para comparação

Outros relatórios
• Parecer do Conselho Fiscal (somente para a Assembléia Geral)
• Relatório do Comitê de Auditoria
• Parecer dos Auditores Independentes (somente para Sociedades por Ações e
empresas de grande porte)
• Balanço Social: não é obrigatório, mas tem sido uma tendência em função do
maior grau de transparência exigido pela sociedade

20
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
Objetivo da Contabilidade

“Fornecimento de informações econômicas para vários


usuários, de forma que propiciem decisões
racionais.” (Iudícibus, 2000)

O que é? processo de registro e fornecimento de informações

Para que serve? apoio à decisão do usuário

Como? linguagem própria

21
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
Algumas Limitações da Contabilidade
• Registra somente eventos que podem ser mensurados
objetivamente em moeda
Exemplos: não registra o valor de marcas, mercado, tecnologia, qualidade
dos funcionários, localização geográfica etc.

• Adota alguns critérios conservadores


Princípios e convenções (regras gerais)
Evolução dos princípios contábeis

• Não informa o valor da empresa

22
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira
Atuação do Contador

Administração
Investidores
Bancos
Governo
Outros

Coleta de Registro Relatórios Usuários


Dados dos Dados

23
Apresentação como suporte das aulas de Contabilidade Financeira