Você está na página 1de 64

CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES

TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO


PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

Seja bem-vindo(a) à aula 1 do nosso curso de português para


iniciantes.
O que você achou da aula demonstrativa? É importante que você
a tenha lido com bastante atenção, pois nela estão:

I. as características gerais deste curso;


II. o conteúdo programático que você estudará aqui;
III. os motivos que justificam a importância da Língua
Portuguesa em concursos públicos; e
IV. os primeiros ensinamentos e exercícios de fixação.

Também é importante a sua participação nos fóruns, pois eles


são o meio indicado para você dirimir dúvidas, sugerir modificações nas
aulas, externar críticas e elogios etc.
Hoje, seguindo o cronograma anunciado na aula demonstrativa,
estudaremos o que se segue:

– Módulo V: estrutura e formação de palavras


– Módulo VI: substantivo e artigo
Aula 1 – Módulo VII: adjetivo e numeral
– Módulo VIII: advérbio, interjeição, preposição e
conjunção

MÓDULO V: ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS

Inicio esclarecendo o que é morfema. Fique “ligado” na


explicação abaixo.
Escol-a; pré-escol-a; escol-inh-a Î observando esse conjunto de
palavras, percebemos que todas têm pelo menos um elemento comum entre
si: escol. Além disso, percebemos que cada elemento destacável é
responsável pelo acréscimo de um significado diferente. As unidades

www.pontodosconcursos.com.br 1
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

mínimas de significação que compõem uma palavra são chamadas de


morfemas.

Você sabe como os morfemas estão classificados? Não! Então


vai aprender agora.

1. RADICAL (SEMANTEMA, LEXEMA, MORFEMA LEXICAL) Î Morfema


comum a uma mesma família de palavras e que possui a significação
básica delas. As palavras que possuem o mesmo radical são chamadas
de cognatas.
Ex.: ferro, ferreiro, ferradura – terra, terreno, terreiro – carro,
carroça, carruagem.

2. AFIXO (MORFEMA DERIVACIONAL) Î Morfema capaz de alterar a


significação básica de um radical, podendo também alterar a classe
gramatical da palavra. Divide-se em prefixo (antes do radical) e sufixo
(após o radical).
Ex.: desleal – infeliz – feliz (adj.) + mente = felizmente (adv.) – favor
(subst.) + ecer = favorecer (verbo).

3. VOGAL TEMÁTICA Î Morfema que serve de ligação entre o radical e as


desinências; classifica-se em: nominal (“a”, “e” e “o”, quando átonas
finais) e verbal (“a”, “e” e “i”, designam as três conjugações verbais).
O conjunto radical + vt denomina-se tema.
Ex.: lata, combate, livro – cantar (1ª conjug.), vender (2ª conjug.),
partir (3ª conjug.).

www.pontodosconcursos.com.br 2
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

ATENÇÃO! 1 – Sofá, café, cipó, paz, lápis Î os nomes terminados em vogal


tônica, bem como os terminados em consoante, não possuem
vogal temática, tudo é radical.

2 – O verbo PÔR e seus derivados pertencem à segunda


conjugação (“pôr” vem do latim “poer”, cuja vogal temática é
“e”.

4. DESINÊNCIA (MORFEMA FLEXIONAL) Î Morfema que indica as flexões


das palavras variáveis, também se divide em: nominal (indica o gênero
e o número) e verbal (indica o modo-tempo e número-pessoa).
Ex.: menino – menina; garoto – garota: desinência nominal de gênero
(conceito sustentado por Ernani Terra, Celso Cunha, Ulisses Infante
e Pasquale Cipro Neto, por exemplo; outros autores, como João
Domingos Maia e Luiz Antônio Sacconi, dizem que a letra o em
menino, por exemplo, é vogal temática);

mar – mares; giz – gizes: desinência nominal de número (de


acordo com Ulisses Infante e Pasquale Cipro Neto; já Luiz Antônio
Sacconi diz que a letra e classifica-se como vogal temática)

estudá-va-mos: va = desinência verbal modo-temporal (pretérito


imperfeito do indicativo); mos = desinência verbal número-pessoal
(1ª pessoa do plural = nós);

vende-rie-is: rie = desinência verbal modo-temporal (futuro de


pretérito do indicativo); is = desinência verbal número-pessoal (2ª
pessoa do plural = vós).

ATENÇÃO! Você não pode confundir desinência nominal de gênero com


vogal temática nomial.

www.pontodosconcursos.com.br 3
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

Ex.: moço – moça: as desinências nominais de gênero fazem clara distinção


entre masculino e feminino;

mesa, dente, livro: como percebemos, o mesmo não acontece com as


vogais temáticas nominais, ou você é capaz de estabelecer o
masculino/feminino dessas palavras?

5. VOGAL E CONSOANTE DE LIGAÇÃO Î na verdade, não chegam a ser


essencialmente morfemas; pois não acrescentam nenhum significado à
palavra, mas apenas facilitam a sua pronúncia.
Ex.: guri + ada = gurizada – pau + ada = paulada – café + eira =
cafeteira
ágil + dade = agilidade – gás + metro = gasômetro

Muito bem, isso é suficiente a você, que almeja um concurso


público, e não um mestrado em Linguística.
Você agora compreenderá os processos de formação de
palavras da Língua Portuguesa. Isso é assunto fácil de ser entendido.
Leia e comprove.

CONSIDERAÇÕES INICIAIS

As palavras podem ser:


1) simples Î possuem apenas um radical: velho, novo,
Brasil, pé;
2) composta Î possuem mais de um radical: ferro-velho,
girassol.

As palavras simples podem ser:

www.pontodosconcursos.com.br 4
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

1 primitivas Î dão origem a outras palavras: pedra, pobre;


2 derivadas Î originam-se de outras palavras da língua:
pedreiro, empobrecer.

PRINCIPAIS PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PALAVRAS

1 DERIVAÇÃO

1.1 PROGRESSIVA Î com o acréscimo de afixos, dividindo-se em:


a) prefixal Î com o acréscimo de prefixo: desleal, infeliz,
préhistória, vice-diretor
b) sufixal Î com o acréscimo de sufixo: lealdade, felicidade,
historiador, diretoria
c) prefixal e sufixal Î com o acréscimo de prefixo e sufixo:
deslealdade, infelicidade, pré-historiador, vice-diretoria
d) parassintética Î com o acréscimo simultâneo de prefixo e sufixo:
empobrecer, ajoelhar, engavetar

1.2 REGRESSIVA, DEVERBAL, PÓS-VERBAL Î ocorre quando se retira a


parte final de uma palavra primitiva, obtendo por essa redução uma
palavra derivada; ocorre na formação de substantivos a partir de
verbos (principalmente com os da 1ª e 2ª conjugações),
substituindo a terminação verbal pela vogal temática nominal.
Ex.: buscar – busca; cortar – corte; perder – perda; vender – venda;
sacar – saque; tocar – toque

ATENÇÃO! Os substantivos deverbais são sempre nomes que denotam


ação. Isso é importante porque há casos em que é o verbo que

www.pontodosconcursos.com.br 5
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

se forma a partir do substantivo. Quando a palavra denota


algum objeto ou substância, o verbo deriva do substantivo.
Ex.: planta (obj.) – plantar (verbo deriv.); perfume (subst.) –
perfumar (verbo deriv.); azeite (subst.) – azeitar (verbo
deriv.)

1.3 IMPRÓPRIA Î ocorre quando determinada palavra, sem sofrer


qualquer acréscimo ou supressão em sua forma, muda de classe
gramatical; também pode acontecer de a palavra mudar a sua
classificação dentro da própria classe gramatical.
Ex.: Você aceita um não como resposta? (advérbio virou substantivo)
O Dr. Leão é um bom médico. (substantivo comum virou
substantivo próprio)
José Oliveira (substantivo comum virou substantivo próprio)
Ele é inteligente e lido (adjetivo a partir do particípio)
Ela pisava forte. (adjetivo virou advérbio)
Silêncio! Bravo! Viva! (substantivo, adjetivo e verbo viraram
interjeição)
Quer... quer... Já... já... (verbo e advérbio viraram conjunção)

2 COMPOSIÇÃO

2.1 JUSTAPOSIÇÃO Î as palavras são colocadas lado a lado, não há


alteração fonética em nenhuma delas, ambas conservam seu acento
tônico.
Ex.: segunda-feira; passatempo, democracia, agricultura, alviverde.

2.2 AGLUTINAÇÃO Î ocorre quando os elementos sofrem alterações


fonéticas, fundindo-se num só; neste caso só há um acento tônico.

www.pontodosconcursos.com.br 6
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

Ex.: em + boa + hora = embora; plano + alto = planalto, retilíneo,


crucifixo, ambidestro, demagogo

OUTROS PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PALAVRAS

1 ABREVIAÇÃO, REDUÇÃO VOCABULAR Î emprega-se parte da palavra


no lugar da sua totalidade.
Ex.: cinematógrafo – cinema – cine; pneumático – pneu; extraordinário
– extra; pornográfico – pornô; otorrinolaringologista – otorrino;
poliomielite - pólio

2 SIGLA Î consiste na utilização das letras iniciais que formam a


expressão.
Ex.: FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço
ONU – Organizações das Nações Unidas Em-
bratur – Empresa Brasileira de Turismo

3 ONOMATOPÉIA Î ocorre quando se forma uma palavra por meio da


imitação de sons; procura-se reproduzir um determinado som,
adaptando-o ao conjunto de fonemas de que a língua dispõe.
Ex.: cacarejar, pingue-pongue, tique-taque, reco-reco, zunzunzum

4 HIBRIDISMO Î consiste na associação de elementos oriundos de


línguas distintas.
Ex.: abreugrafia (abreu – português; grafia – grego)
automóvel (auto – grego; móvel – latim) so-
ciologia (sócio – latim; logia – grego) goiabeira
(goiab – tupi; eira – português) burocracia
(buro – francês; cracia – grego)

www.pontodosconcursos.com.br 7
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

sambódromo (sambo – africano; dromo – grego)


surfista (surf – inglês; ista – grego)
bígamo (bi – latim; gamo – grego)
endovenoso (endo – grego; venoso – latim)
monóculo (mono – grego; culo – latim) televisão
(tele – grego; visão – latim)

O que você acha de fixar todos esses conceitos com alguns


exercícios especialmente preparados para isso?

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO

52. Determine as desinências e as vogais temáticas das seguintes


palavras e flexões:
a) amores
b) deputado
c) pentes
d) boné
e) cafés
f) casos
g) moços

53. Correlacione:
1 – Vogal Temática
2 – Desinência de Gênero
3 – Desinência de Número
a) ( ) bancária d) ( ) elefante g) ( )sapatos
b) ( ) banca e) ( ) lâmpada h) ( ) frescas

www.pontodosconcursos.com.br 8
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

c) ( ) livro f) ( ) cigarros i) ( ) casa

54. Identifique as derivações


a) transpor =
b) abster =
c) sufixal =
d) adjunto =
e) endurecer =
f) tristeza =
g) malandragem =
h) fervoroso =
i) bilabial =
j) deslealdade =
k) entardecer =
l) romano =
m) estupidez =
n) desigualdade =

55. Identifique as composições.


a) pé-de-cabra =
b) passatempo =
c) planalto =
d) auriverde =
e) arco-íris =
f) pernalta =
g) vaivém =
h) guarda-marinha =
i) mestre-sala =

www.pontodosconcursos.com.br 9
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

j) pernilongo =
k) vinagre =
l) pontapé =
m) couve-flor =
n) embora =

56. Correlacione:

1 – derivação regressiva
2 – derivação imprópria
3 – onomatopéia
4 – abreviação
5 – hibridismo

a) ( ) grito h) ( ) o como
b) ( ) automóvel i) ( ) dança
c) ( ) pneu j) ( ) tico-tico
d) ( ) tique-taque k) ( ) televisão
e) ( ) sociologia l) ( ) foto
f) ( ) canto m) ( ) combate
g) ( ) o não n) ( ) Fla

57. As palavras amparo, reaver e amaciar são formadas, respectivamente,


por derivação
a) regressiva, imprópria, sufixal
b) prefixal, sufixal, parassintética
c) regressiva, prefixal, parassintética
d) prefixal, imprópria, prefixal e sufixal

www.pontodosconcursos.com.br 10
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

58. Na frase “Era visível o seu empobrecimento.”, a palavra sublinhada é


formada por
a) sufixação
b) prefixação
c) hibridismo
d) parassíntese

59. Associar as colunas e depois assinalar a alternativa correta


(1) passatempo ( ) prefixal
(2) engrandecer ( ) hibridismo
(3) abreugrafia ( ) aglutinação
(4) boquiaberto ( ) justaposição
(5) infeliz ( ) parassíntese

60. Que palavra abaixo apresenta processo de formação distinto do das


demais?
a) brônquica
b) trovoada
c) colonizadores
d) desenraizado

61. Assinale a alternativa que contém uma palavra formada por


parassíntese:
a) “A madrugada achou-a dormindo...”
b) “Jorge curvou-se com afetada modéstia.”
c) “E as meninas riam brincando no mar.”
d) “Chego cansado e empoeirado ao hotel melhorzinho da cidade.”

www.pontodosconcursos.com.br 11
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

62. Assinalar a palavra formada por prefixação.


a) pontapé
b) desejável
c) abreugrafia
d) super-homem

63. “...exasperado como um pé-de-vento ...”. Nesse fragmento do texto, há


uma palavra formada por justaposição. Assinalar a alternativa em que
também isso ocorre:
a) “Minh’alma é como deserto...”
b) “Nossa Cruz Sacrossanta descoberta...”
c) “teria sido com ela tão injusto o destino.”
d) “Mexo-me, atravesso a rua a grandes pernadas.”

64. A única palavra formada por sufixação é


a) digerir
b) automóvel
c) felizardo
d) retroagir

65. Assinalar a alternativa em que as palavras foram formadas,


respectivamente, por justaposição e aglutinação.
a) embora – refazer
b) planalto – girassol
c) malmequer – aguardente
d) alto-falante – passatempo

www.pontodosconcursos.com.br 12
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

66. As palavras: papelada, entristece, encanto e desordem são formadas,


respectivamente, pelos processos de derivação
a) sufixal, parassintética, regressiva, prefixal
b) prefixal, prefixal e sufixal, regressiva, prefixal
c) parassintética, prefixal e sufixal, prefixal, prefixal
d) prefixal e sufixal, parassintética, regressiva, sufixal

67. Observar o processo de formação das palavras abaixo.


I. Transpor, recolher e vantajoso: derivação por prefixação.
II. Universal, encontro e bélica: derivação regressiva.
III. Indivisível, sobrevivência e indestrutível: derivação parassintética.
IV. Conservador, destruição e virtualmente: derivação por sufixação.

Estão corretas as afirmativas

a) I e II
b) III e IV
c) apenas a IV
d) apenas a III

68. As palavras PLANALTO e CABISBAIXO são formadas, respectivamente


por:
a) hibridismo e derivação
b) aglutinação e aglutinação
c) aglutinação e justaposição
d) justaposição e justaposição

69. “Não era uma rega: era uma espécie...”. A palavra rega deriva de
regar.

www.pontodosconcursos.com.br 13
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

Esse processo de formação de palavras se chama derivação

a) prefixal
b) regressiva
c) imprópria
d) parassintética

70. Todas as palavras iniciaram-se por um mesmo prefixo, exceto:


a) infeliz
b) ilegal
c) imperfeito
d) indígena

71. Assinalar a alternativa cujas afirmativas estejam INCORRETAS quanto à


formação de palavras.
a) hostilidade (derivação sufixal), consolo (derivação regressiva)
b) cantador (palavra primitiva), enlaçar (derivação parassintética)
c) sustento (derivação regressiva), naturalidade (derivação sufixal)
d) reconciliar (não é derivação parassintética), luta (é derivação
regressiva)

MÓDULO VI: SUBSTANTIVO E ARTIGO

Substantivo é a palavra que nomeia os seres (pessoas, lugares,


instituições, animais, entes de natureza espiritual ou mitológica, etc.). Pode
receber as seguintes classificações:

A) Quanto à forma:

1 – Simples Î possui apenas um radical: chuva, livreiro, flor.

www.pontodosconcursos.com.br 14
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

2 – Composto Î possui mais de um radical: guarda-chuva,


floricultura, pernilongo.
3 – Primitivo Î não provém de outra palavra do nosso idioma:
pedra, ferro, carta.
4 – Derivado Î provém de outras palavras do nosso idioma:
pedreiro, ferreiro, carteiro.

B) Quanto ao significado e à abrangência:

1 – Concreto Î existe independentemente de outros seres; pode


ser real ou imaginário: Brasil, Deus, fantasma, vento.
2 – Abstrato Î indica estado, qualidade, sentimento, ações e
depende de outros seres para existir: alegria, beleza, amor, beijo.
3 – Comum Î refere-se a qualquer ser dentro de uma mesma
espécie: país, planta, homem, rio.
4 – Próprio Î identifica particularmente um ser dentro de uma
mesma espécie: Brasil, Orquídea, José, Amazonas.
5 – Coletivo Î é o substantivo comum que, embora esteja no
singular, indica um conjunto de seres de uma mesma espécie: cáfila
(camelos), docente (professores), discente (alunos).

Os substantivos podem sofrer flexões de gênero, número e


grau. Vejamos separadamente cada caso.

A) Flexão de gênero

1 – Masculino Î admite o artigo “o”: o mar, o telefonema.


2 – Feminino Î admite o artigo “a”: a mesa, a cal.

www.pontodosconcursos.com.br 15
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

ATENÇÃO! Nos exemplos anteriores, é evidente que não podemos pensar


em distinção de sexo, pois estamos lidando com seres
inanimados. Assim sendo, não devemos confundir gênero com
sexo.

• Particularidades

9 COMUM DE DOIS GÊNEROS Î é o substantivo que apresenta uma só


forma para ambos os gêneros, efetuando-se a distinção por meio do
artigo ou de qualquer outro determinante.
Ex.: o/a agente, um/uma artista, aquele/aquela colega, seu/sua dentista,
dois/duas estudantes, esse/essa jovem, um/uma mártir,
aquele/aquela pianista etc.

9 SOBRECOMUM Î é o substantivo que possui uma só forma e um só


gênero a fim de designar pessoas de ambos os sexos.
Ex.: o algoz, o carrasco, o verdugo, o cônjuge, o ente, a criança, a
criatura, a pessoa, a testemunha, a vítima etc.

9 EPICENO Î é o substantivo que apresenta uma só forma e um só gênero


a fim de designar animais de ambos os sexos; usam-se as expressões
“macho” e “fêmea” para fazer-se a distinção.
Ex.: a águia macho ou fêmea, a cobra macho ou fêmea, o crocodilo
macho ou fêmea, o jacaré macho ou fêmea, etc.

B) Flexão de número (memorizar a extensa lista e os variados


casos é tarefa difícil para qualquer um, pois não existe
regularidade em alguns processos; o jeito, então, é
apreender o máximo possível e recorrer à consulta nos

www.pontodosconcursos.com.br 16
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

demais casos – o problema é que são estes que, às vezes,


surgem nas provas!)

9 Substantivos simples

1 – Terminados em VOGAL, DITONGO, TRITONGO ou HIATO,


acrescenta-se S:
Ex.: manga – mangas, história – histórias, economia –
economias

2 – Terminados em ÃO, faz-se o plural de três formas:

2.1 – Mudando a terminação por ÕES:


Ex.: balão – balões, coração – corações, vulcão – vulcões, peão
– peões, leão – leões, etc.

2.2 – Mudando a terminação por ÃES:


Ex.: alemão – alemães, cão – cães, capelão – capelães, escrivão
– escrivães, tabelião – tabeliães, etc.

2.3 – Acrescentando-se S à terminação:


Ex.: cidadão – cidadãos, acórdão – acórdãos, cristão – cristãos,
cortesão – cortesãos, bênção – bênçãos, etc.

ATENÇÃO! Há palavras que possuem mais de um plural: alazão – alazães –


alazões, anão – anãos – anões, charlatão – charlatães –
charlatões, castelão – castelãos – castelões, guardião –
guardiães – guardiões, vulcão – vulcãos – vulcões, alão – alães
– alãos – alões, aldeão – aldeães – aldeões – aldeãos, ancião –
anciãos – anciões – anciães, ermitão – ermitãos – ermitões –
ermitães, vilão – vilãos – vilões – vilães, etc.

3 – Terminados em AL, EL, OL ou UL, substitui-se o L por IS:

www.pontodosconcursos.com.br 17
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

Ex.: carnaval – carnavais, jornal – jornais, papel – papéis, sol –


sóis, lençol – lençóis, taful – tafuis, paul – pauis, etc.

Exceções: mal – males, cônsul – cônsules.

4 – Se terminarem por IL, o plural será feito de dois modos:

4.1 – Se forem tônicos, troca-se o L por S: ardil – ardis, barril –


barris, funil – funis, etc.

4.2 – Se forem átonos, troca-se a terminação por EIS: difícil –


difíceis, fácil – fáceis, fóssil – fósseis, etc.

ATENÇÃO! As palavras RÉPTIL e PROJÉTIL, como paroxítonas, fazem o


plural RÉPTEIS e PROJÉTEIS; como oxítonas, REPTIL e
PROJETIL, fazem REPTIS e PROJETIS.

5 – Terminados em R ou Z, acrescenta-se ES:


Ex.: mar – mares, rapaz – rapazes, açúcar – açúcares, raiz –
raízes, etc.

ATENÇÃO! Caráter tem o plural caracteres.

6 – Terminados por S, faz-se o plural assim:

6.1 – Se forem paroxítonos, ficam invariáveis: o atlas – os atlas,


o lápis – os lápis, o oásis – os oásis, etc.

6.2 – Se forem oxítonos ou monossílabos, acrescenta-se ES: ás


– ases, gás – gases, revés – reveses, etc.
Exceções: cais – invariável, cós – invariável (ou coses).

7 – Terminados por M, troca-se essa letra por NS:


Ex.: bem – bens, homem – homens, jardim – jardins, etc.

www.pontodosconcursos.com.br 18
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

8 – Terminados por N, acrescenta-se S ou ES:


Ex.: gérmen – germens (ou gérmenes), hífen – hifens (ou
hífenes), pólen – polens (ou pólenes), etc.

9 Plural dos Diminutivos

Para se fazer o plural dos diminutivos, com o sufixo ZINHO ou


ZITO, devemos colocar ambos no plural, tanto o substantivo como o sufixo,
retirando-se, porém, o S do substantivo:
Ex.: balão Î balões + zinhos = balõezinhos
coração Î corações + zinhos = coraçõezinhos
cão Î cães + zitos = cãezitos

ATENÇÃO! pires Î pires + zinhos = piresinhos (retira-se o Z, pois a palavra


primitiva possui S no radical)
ônibus Î ônibus + zinhos = onibusinhos (note também que a
sílaba subtônica (o-) não é acentuada)

9 Substantivos compostos

1 – Flexionam-se os dois elementos:

a) SUBSTANTIVO + SUBSTANTIVO Î couves-flores,


cirurgiões-dentistas etc.

ATENÇÃO! Quando o segundo substantivo determina o primeiro com idéia


de fim ou semelhança, apenas o primeiro varia Î pombos-correio, salários-
família, navios-escola, etc.

b) ADJETIVO + SUBSTANTIVO Î altos-relevos, gentis-homens


etc.

www.pontodosconcursos.com.br 19
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

ATENÇÃO! Quando a palavra indicar cor, ficará invariável Î blusas


azul-piscina, saias verde-garrafa, chapéus amarelo-ouro etc.

c) NUMERAL + SUBS TANTIVO Î segundas-feiras, terceiros-


sargentos, etc.

2 – Flexiona-se somente o primeiro elemento:

a) SUBSTANTIVO + PREPOSIÇÃO + SUBSTANTIVO Î


palmas-de-santa-rosa, pães de ló, pés de moleque, quedas-d’água etc.

3 – Flexiona-se somente o último elemento:

a) Quando o composto é ligado sem que haja preposição e não


haja uma frase substantivada: bem-me-queres, bem-te-vis etc.

b) Quando os elementos do composto estão ligados sem hífen:


malmequeres, girassóis, pernaltas etc.

c) Quando o primeiro elemento for GRÃO, GRÃ ou BEL: grão-


duques, grã-cruzes, bel-prazeres etc.

d) Quando o primeiro elemento for invariável seguido de


adjetivo ou substantivo: alto-falantes, vice-reis etc.

e) Quando o primeiro elemento for verbo seguido de


substantivo: guarda-chuvas, bate-bolas, arranha-céus, etc.

ATENÇÃO! Se o verbo vier seguido de palavra invariável, o composto


também o ficará: os cola-tudo, os pisa-mansinho, os ganha-pouco etc.

www.pontodosconcursos.com.br 20
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

f) Quando o composto for constituído por palavras cuja


formação foi reduplicada ou onomatopéia: reco-recos, tique-taques,
corre-corres, quebra-quebras etc.

ATENÇÃO! Há autores que, quando o composto é formado por verbos


repetidos, admitem a variação dos dois elementos: corres-
corres, quebras-quebras etc.

4 – Ficam invariáveis todos os elementos do composto:

a) Quando o segundo elemento for antônimo do primeiro: os


perde-ganha, os leva e traz, os vai e volta etc.

b) Quando for uma frase substantivada: os disse me disse, os


bumba meu boi, os louva-a-deus, os faz de conta, os diz que diz, etc.

c) Quando o composto for arco-íris.

C) Flexão de grau

1 – Aumentativo

a) Sintético (com o acréscimo de sufixo) Î ratão


b) Analítico (com o auxílio de um adjetivo) Î rato grande

2 – Diminutivo

a) Sintético (com o acréscimo de sufixo) Î ratinho


b) Analítico (com o auxílio de um adjetivo) Î rato pequeno

ATENÇÃO! Às vezes, a intenção das formas sintéticas não é transmitir a


ideia de tamanho físico, mas sim de carinho, afeição, ironia,
desprezo: amorzinho, amigão, papelucho, poetaço, golaço,
cagaço.

www.pontodosconcursos.com.br 21
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

Então, como você está indo? Lembre-se de que estamos partindo


do princípio de que você está “cru”, há muito tempo parado. Ainda não é o
momento de você se preocupar com aqueles mirabolantes enunciados de
prova. Saiba que tudo tem seu tempo certo. Aproveite este curso para trazer
à memória o que ficou para trás. Chegará o momento em que você aplicará
toda esta teoria na resolução de questões típicas do Cespe, da Esaf, da FCC
e de outras bancas examinadoras bem conhecidas. Por enquanto, falemos
do artigo.
Artigo é a palavra que se antepõe ao substantivo, servindo
basicamente para generalizar ou particularizar o sentido desse substantivo.
Em alguns casos, o artigo é essencial na identificação do gênero e do
número do substantivo.
Ex.: Um aluno faltou à aula. – O aluno faltou à aula.
O gerente foi demitido. – A gerente foi demitida.
O pires quebrou. – Os pires quebraram.

Você sabe como eles podem ser classificados? Os artigos


classificam-se em definidos (o, a, os, as) e indefinidos (um, uma, uns,
umas). E podem se combinar com as preposições:
ARTIGOS
PREPOSIÇÃO um, uma,
o, os a, as
uns umas
ao,
a à, às - -
aos
do, da, dum, duma,
de
dos das duns dumas
no, na, num, numa,
em
nos nas nuns numas

www.pontodosconcursos.com.br 22
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

pelo, pela,
por (per) - -
pelos pelas

ATENÇÃO! O artigo pode substantivar qualquer palavra. Nesse caso, ocorre


a chamada derivação imprópria (lembra o que é isso?)
Ex.: O feio ficou belo. (adjetivo > substantivo)
O cantar dos pássaros alegra as manhãs. (verbo >
substantivo)
O bem sempre prevalece. (advérbio > substantivo)

Chegou o momento de você praticar o que aprendeu,

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO

72. Marque S para substantivo simples e C para substantivo composto.


a) ( ) água f) ( ) malmequer
b) ( ) aguardente g) ( ) ex-presidente
c) ( ) pedreiro h) ( )ultravioleta
d) ( ) pernalta i) ( )girassol
e) ( ) vice-rei j) ( )sub-reino

73. Marque C para substantivo concreto e A para substantivo abstrato.


a) ( ) amor f) ( ) Deus
b) ( ) vento g) ( ) sonho
c) ( ) fantasma h) ( ) ódio
d) ( ) maturidade i) ( ) gás
e) ( ) Brasil j) ( ) luz

www.pontodosconcursos.com.br 23
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

74. Correlacione, sendo 1 – masculino; 2 – feminino; 3 – epiceno; 4 –


comum de dois gêneros; 5 – sobrecomum.
a) ( ) telefonema n) ( ) estudante
b) ( ) elipse o) ( ) mártir
c) ( ) eclipse p) ( ) algoz
d) ( ) dinamite q) ( ) cônjuge
e) ( ) champanha r) ( ) criança
f) ( ) faringe s) ( ) testemunha
g) ( ) análise t) ( ) verdugo
h) ( ) grama (peso) u) ( ) tigre
i) ( ) milhar v) ( ) onça
j) ( ) proclama w) ( ) tartaruga
k) ( ) agente x) ( ) capitalista
l) ( ) artista y) ( ) carrasco
m) ( ) cliente z) ( ) vítima

75. Marque E para o feminino errado e C para o feminino correto.


a) ( ) monge/monja f) ( ) anfitrião/anfitrioa (ou
b) ( ) alfaiate/alfaiata anfitriona)
c) ( ) ermitão/ermitona g) ( ) judeu/judéia
d) ( ) hortelão/hortelã h) ( ) ateu/atéia
e) ( ) cidadão/cidadã i) ( ) diácono/diaconista
j) ( ) czar/czarina

76. Faça o plural dos substantivos abaixo.


a) chapéu – d) xadrez –
b) herói – e) pires –
c) reitor – f) país –

www.pontodosconcursos.com.br 24
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

g) fóssil – n) pão –
h) funil – o) escrivão –
i) estêncil – p) aldeão –
j) dom – q) ancião –
k) balão – r) ermitão –
l) coração s) charlatão –

t) tabelião –
m) cidadão –

77. Faça o plural dos diminutivos abaixo.


a) balão – g) jornal –
b) pão – h) papel –
c) cão – i) lápis –
d) cidadão – j) ônibus –
e) chapéu – k) flor -
f) lençol –

78. Correlacione.
1 = todos os plurais estão corretos;
2 = somente um está errado;
3 = todos os plurais estão errados e
4 = somente um está correto.
a) ( ) lobisomens – pernilongos – varapaus
b) ( ) grão-piores – grã-cruzes – grã-duquesas
c) ( ) guardas-municipais – guardas-civis – guardas-mor
d) ( ) guardas-chuvas – guardas-sóis – guardas-roupas
e) ( ) guardas-noturnos – furta-cores – vices-presidentes
f) ( ) tiques-taques – recos-recos – pés de moleque
g) ( ) mulas sem cabeças – bem-te-vis – bem-me-queres

www.pontodosconcursos.com.br 25
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

h) ( ) altos-falantes – vices-reis – aves-marias


i) ( ) ruges-ruges – corres-corres – tico-ticos
j) ( ) quartas-feiras – meias-luas – segundas-feiras
k) ( ) bumba meus bois – capitães-mores – cola-tudo
l) ( ) beija-flores – abaixos-assinados – gentis-homens
m) ( ) escolas-modelos – navios-escolas – peixes-bois
n) ( ) cabra-cegas – fogos-fátuos – couve-flores
o) ( ) ex-diretores – ave-marias – pisa-mansinho

79. Assinale a alternativa que completa corretamene as lacunas da frase


seguinte: Viam-se __________ junto aos __________ do jardim.
a) papelsinhos – meios-fio
b) papeizinhos – meios-fios
c) papeisinhos – meio-fios
d) papelsinhos – meios-fios
e) papeizinhos - meio-fios

80. Assinale a alternativa incorreta:


a) Borboleta é substantivo epiceno.
b) Rival é comum de dois gêneros.
c) Omoplata é substantivo masculino.
d) Vítima é substantivo sobrecomum.
e) Cônjuge é substantivo sobrecomum.

81. Indique a alternativa em que só aparecem substantivos abstratos:


a) tempo, angústia, saudade, ausência, esperança, imagem
b) angústia, sorriso, luz, esperança, espaço, tempo
c) inimigo, luto, luz, esperança, espaço, tempo

www.pontodosconcursos.com.br 26
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

d) angústia, saudade, ausência, esperança, inimizade


e) espaço, olho, luz, lábios, ausência, esperança, angústia

82. Numere a segunda coluna de acordo com o significado das expressões


da primeira coluna e assinale a alternativa que contém os algarismos na
sequência correta.

I o óleo santo ( ) a moral


II a relva ( ) a crisma
III um sacramento ( ) o moral
IV a ética ( ) o crisma
V a unidade de massa ( ) a grama
VI o ânimo ( ) o grama

a) 6, 1, 4, 3, 5, 2
b) 6, 3, 4, 1, 2, 5
c) 4, 1, 6, 3, 5, 2
d) 4, 3, 6, 1, 2, 5
e) 6, 1, 4, 3, 2, 5

83. Indique o período que não contém um substantivo no grau aumentativo


ou diminutivo.

a) Ganhei um presentão de natal.


b) Precisamos de um cachorro grande para vigiar a nossa casa.
c) Abasteça o carro e ganhe uma folhinha do ano 2002.
d) Amorzinho, não brigue comigo!
e) A formiguinha carregava a folhinha da goiabeira.

www.pontodosconcursos.com.br 27
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

84. Assinale a alternativa em que a flexão do substantivo composto está


errada.

a) Os pés de chumbo
b) Os corre-corre
c) As públicas-formas
d) Os cavalos-vapor
e) Os vaivéns

85. Nas palavras:

1 – esforços
2 – portos
3 – impostos

verificamos que o timbre da vogal tônica é aberto:

a) apenas na palavra 1
b) apenas na palavra 2
c) apenas na palavra 3
d) apenas nas palavras 1 e 3
e) em todas as palavras.

86. Assinale a alternativa onde aparecem substantivos simples,


respectivamente, concreto e abstrato.

a) água, vinho
b) Pedro, Jesus
c) Pilatos, verdade
d) Jesus, abaixo-assinado
e) Nova Iorque, Deus.

www.pontodosconcursos.com.br 28
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

87. Os adjetivos cônscio, seguro, contingente, capaz formam,


respectivamente, os substantivos:

a) Consciente, segurança, contingência, capacitado


b) Consciência, segurança, contingência, .capacidade
c) Consciente, segurado, continente, capacitado
d) Consciencioso, segurado, contingência, capacitivo
e) Conscrito, segurável, contíguo, capacitância

88. “O policial recebeu o ladrão a bala. Foi necessário apenas um disparo; o


assaltante recebeu a bala na cabeça e morreu na hora.”

No texto, os vocábulos destacados são, respectivamente:


a) preposição e artigo
b) preposição e preposição
c) artigo e artigo
d) artigo e preposição
e) artigo e pronome indefinido

89. Assinale a alternativa em que há erro.

a) Li a notícia no Estado de S. Paulo.


b) Li a notícia em O Estado de S. Paulo.
c) Essa notícia, eu a vi em A Gazeta.
d) Vi essa notícia em A Gazeta.
e) Foi em O Estado de S. Paulo que li a notícia.

90. Assinale a opção onde ocorre erro no plural do composto.

a) o bem-te-vi / os bem-te-vis
b) o abaixo-assinado / os abaixos-assinados

www.pontodosconcursos.com.br 29
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

c) o amigo da onça / os amigos da onça


d) o latino-americano / os latino-americanos
e) o vaga-lume / os vaga-lumes

91. Marque a alternativa onde o a é um substantivo.

a) O nome dela se escreve com a.


b) Encontrei-a muito triste.
c) A casa dele é muito longe.
d) Ganhei duas canetas, refiro-me à preta.
e) O jovem começou a cantar.

MÓDULO VII: ADJETIVO E NUMERAL

Adjetivo é a palavra que caracteriza o substantivo,


atribuindo-lhe qualidade (ou defeito), condição, estado, aparência.
Ex.: O jovem brasileiro tornou-se participativo.
O brasileiro jovem tornou-se participativo.

Locuções adjetivas são o conjunto de palavras que exerce


função de adjetivo.
Ex.: homem de coragem, fome de cão (PREPOSIÇÃO +
SUBSTANTIVO)
jornal de hoje, gente de longe (PREPOSIÇÃO +
ADVÉRBIO)

ATENÇÃO! Eu vim de longe. Î Apesar de também ser formada por


PREPOSIÇÃO + ADVÉRBIO, a expressão de longe não é locução adjetiva,
pois não se refere a substantivo. Nesse exemplo, a expressão é uma locução
adverbial, visto que se refere ao verbo “vim”.

www.pontodosconcursos.com.br 30
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

Em muitos casos, podemos transformar a locução adjetiva em


adjetivo; mas isso nem sempre é possível.
Ex.: homem de coragem/homem corajoso; gente de longe/gente
longínqua; lei de ouro/lei áurea – homem de caráter, loja de
brinquedos.

Vamos aprender a classificar os adjetivos. Você notará que há


muita semelhança com a classificação dos substantivos.

a) PRIMITIVO Î não se origina de nenhuma palavra do nosso


idioma: feliz, leal.

b) DERIVADO Î ao contrário, origina-se de outras palavras:


infeliz, desleal.

c) SIMPLES Î formado por um só radical: útil, fácil.

d) COMPOSTO Î formado por mais de um radical:


luso-brasileiro, verde-claro.

e) Explicativos Î indicam uma característica própria do substantivo: sol


quente, água mole.
f) RESTRITIVO Î indica uma qualidade ocasional do
substantivo: sol agradável (nem todo sol é/está agradável), água gelada
(nem toda água é/está gelada).

g) PÁTRIO Î refere-se à localidade de origem do substantivo:


homem brasileiro, mulher pernambucana.

Quanto à flexão, os adjetivos também se flexionam em gênero,


número e grau. Você deve atentar para a flexão de grau, que é bem
diferente da flexão do substantivo.

www.pontodosconcursos.com.br 31
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

1 – Gênero Î concorda com o gênero do substantivo,


procedendo-se às alterações necessárias.
Ex.: aluno inteligente (masculino)
uniformes
aluna inteligente (feminino)

aluno estudioso (masculino)


biformes
aluna estudiosa (feminino)

ATENÇÃO! ateu – atéia, plebeu – plebéia, sandeu – sandia, judeu – judia,


réu – ré
motor – motriz, gerador – geratriz
incolor, bicolor, tricolor, maior, menor, superior, inferior,
anterior, posterior Î invariáveis

2 – Número Î singular e plural

a) Plural dos adjetivos simples Î os adjetivos simples


obedecem às regras do substantivo.
Ex.: livro belo – livros belos, ato fatal – atos fatais

ATENÇÃO! Se a palavra for um substantivo exercendo papel de adjetivo,


ela ficará invariável: colisões monstro, sapatos cinza, calças rosa, blusas
vinho etc.

b) Plural dos adjetivos compostos

1 – Varia apenas o último elemento:

1.1 – ADJETIVO + ADJETIVO: questões luso-brasileiras, olhos


verde-claros;

1.2 – PALAVRA INVARIÁVEL + ADJETIVO: forças sobre-humanas.

www.pontodosconcursos.com.br 32
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

ATENÇÃO! Se o composto indicar “cor”, sendo formado por ADJETIVO +


SUBSTANTIVO, também ficará invariável: camisas vermelho-
sangue, saias azul-piscina,

Surdo-mudo Î variam os dois elementos: meninas surdas-


–mudas.

Azul-marinho, azul-celeste, infravermelho e ultravioleta Î


invariáveis: fardas azul-marinho, raios ultravioletas.

3 – Grau Î dois são os graus dos adjetivos: comparativo e


superlativo (excluindo-se o grau normal ou positivo).

3.1 Comparativo: indica a qualidade de um ser em comparação


com a de outro, ou compara duas qualidade de um mesmo ser, dividindo-se
em:

a) Superioridade Î antepondo-se ao adjetivo o advérbio MAIS e


pospondo-se-lhe a conjunção QUE (ou DO QUE).
Ex.: Meu estudo é mais importante que o seu.
João é mais esperto do que gordo.

b) – Inferioridade Î antepondo-se ao adjetivo o advérbio


MENOS e pospondo-se-lhe a conjunção QUE (ou DO QUE).
Ex.: Meu estudo é menos importante que o seu.
João é menos esperto do que gordo.

c) – Igualdade Î antepondo-se ao adjetivo o advérbio TÃO e


pospondo-se-lhe a conjunção QUANTO (ou COMO).
Ex.: Meu estudo é tão importante quanto o seu.
João é tão esperto como gordo.

www.pontodosconcursos.com.br 33
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

3.2 Superlativo Î eleva ou reduz a qualidade de um ser no


mais alto grau em comparação ou não com a de outro ser, dividindo-se em:

a) Relativo Î eleva ou reduz a qualidade no mais alto grau em


comparação com a de outro ser, podendo ser de:

– Superioridade Î forma-se com a anteposição do artigo O,


A, OS ou AS à forma do comparativo de superioridade sem a presença das
conjunções comparativas.
Ex.: Você era a mais bonita das cabrochas desta ala.

– Inferioridade Î forma-se pela anteposição do artigo


definido à forma do comparativo de inferioridade sem a presença da
conjunção comparativa.
Ex.: Você era a menos bonita das cabrochas desta ala.

b) Absoluto Î eleva ou reduz a qualidade de um ser sem


comparação com a de outro ser.
Ex.: O fato era estranhíssimo. (presença do sufixo) Î forma
sintética.

Ela era muito branca. (presença do advérbio)


forma analítica Ela era branca, branca. (repetição do adjetivo)
Ela era pra lá de rica. (expressão superlativante)

ATENÇÃO! Alguns adjetivos apresentam apenas formas sintéticas para


os graus comparativo e superlativo.

bom mau grande pequeno


Comparativo de Superioridade melhor pior maior menor
Superl. Relat. de Superioridade o melhor o pior o maior o menor
Superl. Absoluto ótimo péssimo máximo mínimo

www.pontodosconcursos.com.br 34
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

Ex.: Conquistar é melhor do que ganhar. (observe a presença


da locução conjuntiva comparativa)

João é o menor aluno da turma. (observe a presença do


artigo)

Este assunto é péssimo. (observe a ausência da


conjunção comparativa e do artigo)

ATENÇÃO! Quando comparadas duas qualidades do mesmo ser, usa-se a


forma analítica desses adjetivos.
Ex.: João é mais pequeno do que inteligente.
Seu comportamento é mais bom que mau.

Pronto, já podemos mudar de assunto e começar a falar sobre


NUMERAL, palavra que indica quantidade ou posição dos seres. De acordo
com sua função, classifica-se em:

a) CARDINAL Î exprime os números básicos: um, dois,


três, quatro...

b) ORDINAL Î indica a ordem de sucessão dos seres numa


série: primeiro, segundo, terceiro, quarto...

c) Multiplicativo Î denota aumento proporcional dos seres:


duplo, triplo, quádruplo...

d) Fracionário Î expressa diminuição proporcional ou divisão


dos seres: meio, terço, quarto, quinto...
ATENÇÃO! Eles formam um belo par. numerais coletivos (= dois)
Ambos ficaram felizes. com valor de substantivo.

www.pontodosconcursos.com.br 35
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

Importa ainda estabelecer a diferença entre NUMERAL


SUBSTANTIVO e NUMERAL ADJETIVO.
Ex.: Ganhei dois cachorros. Î o numeral adjetivo aparece ao
lado do substantivo (cachorros).
Ambos estão doentes. Î o numeral substantivo não
acompanha o substantivo.

Antes de passar a outra bateria de exercícios, leia o que tenho a


dizer sobre EMPREGO DOS NUMERAIS.

a) Na designação de reis, imperadores, papas, séculos e


capítulos de uma obra, devemos usar o ordinal até dez e o cardinal de
onze em diante.
Ex.: D. Pedro I (primeiro) – João Paulo II (segundo) – século
VIII (oitavo) – Canto X (décimo)
Luís XV (quinze) – Bento XVI (dezesseis) – século XX
(vinte) – Capítulo XI (onze)

b) Na enumeração de artigos, decretos e portarias,


devemos usar o ordinal até nove e o cardinal de dez em diante.
Ex.: artigo 1º (primeiro) – artigo 9º (nono)
artigo 10 (dez) – artigo 21 (vinte e um)

c) Quando nos referimos a dias do mês, números de casas,


páginas, cabines, poltronas, folhas e quartos de hotel, devemos usar o
cardinal.
Ex.: 13 de maio de 2003 (treze de maio de dois mil e três) –
casa 15 (quinze) – página 1 (um)

ATENÇÃO! Empregamos o ordinal quando o dia do mês for o primeiro.


Quando o numeral vier antes do substantivo, usaremos o
ordinal: vigésima casa, décima página.

www.pontodosconcursos.com.br 36
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO

92. Correlacione.
1 – comparativo de superioridade
2 – comparativo de inferioridade
3 – comparativo de igualdade
4 – superlativo relativo de superioridade
5 – superlativo relativo de inferioridade
6 – superlativo absoluto sintético
7 – superlativo absoluto analítico
a) ( ) O Flamengo é o maior clube do mundo.
b) ( ) Ela estava imensamente contrariada.
c) ( ) Foste o menos prejudicado dos alunos.
d) ( ) Teus quadros são mais antigos que os de Pedro.
e) ( ) O gigante era menor que seu irmão.
f) ( ) O trabalho é tão importante quanto ao estudo.
g) ( ) Minha colega era a menor candidata do concurso.
h) ( ) Esta matéria é excessivamente fácil.
i) ( ) O quadro era lindo lindo.
j) ( ) Joãozinho foi o pior aluno do curso.
k) ( ) A comédia esteve menos interessante do que o filme.
l) ( ) O professor era melhor do que o inspetor.
m) ( ) A menina ficou muito feliz.
n) ( ) Deus é o melhor amigo das crianças.
o) ( ) O fumo é grandemente prejudicial.
p) ( ) O menino era inteligentíssimo.
q) ( ) Ele é tão bobo como seu irmão.
r) ( ) Isso era um assunto personalíssimo.

www.pontodosconcursos.com.br 37
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

s) ( ) Sou mais cauteloso do que você.

93. Escreva por extenso os numerais representados pelos algarismos


seguintes:
a) 16 =
b) 17 =
c) 50 =
d) 80º =
e) 206º =
f) 314º =
g) 1.305º =

94. Escreva por extenso os numerais representados por algarismos nas


frases seguintes:
a) Os poemas que você procura estão no volume IV da coleção.

b) Releia o artigo 32 da convenção do condomínio e depois tente justificar


o que fez!

c) O episódio do Gigante Adamastor faz parte do Canto V de Os Lusíadas.

d) Você já leu alguma coisa sobre o papa Inocêncio VIII?

e) Quando participei da corrida de São Silvestre, cheguei em 333º lugar.

f) Estamos comemorando o 502º ano do descobrimento da América.

95. Ele obteve o (123º) __________ lugar.

www.pontodosconcursos.com.br 38
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

a) Centésimo vigésimo terceiro


b) Centésimo trigésimo terceiro
c) Cento e vinte trigésimo
d) Cento e vigésimo terceiro

96. Associe o sentido ao respectivo numeral coletivo:


a) período de seis anos ( ) dístico
b) período de cinco anos ( ) decúria
c) estrofe de dois versos ( ) sexênio
d) período de cem anos ( ) centúria
e) agrupamento de dez coisas ( ) lustro

97. Triplo e tríplice são numerais:


a) ordinal o primeiro e multiplicativo o segundo
b) ambos ordinais
c) ambos cardinais
d) ambos multiplicativos
e) multiplicativo o primeiro e ordinal o segundo

98. Sabendo-se que os numerais podem ser cardinais, ordinais,


multiplicativos e fracionários, podemos dar os seguintes exemplos:
a) uma (cardinal), primeiro (ordinal), Leão onze (multiplicativo) e meio
(fracionário)
b) um (cardinal), milésimo (ordinal), undécuplo (multiplicativo) e
meio (fracionário)
c) um (ordinal), primeiro (cardinal), Leão onze (multiplicativo) e meio
(fracionário)

www.pontodosconcursos.com.br 39
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

d) um ( ordinal), primeiro (cardinal), cêntuplo (multiplicativo) e centésimo


(fracionário)
e) um (cardinal), primeiro (ordinal), duplo (multiplicativo), não existindo
numeral denominado fracionário.

99. Se a cinco vem a corresponder quinto, a onze, quarenta, cinquenta,


sessenta e setenta, respectivamente, corresponde:
a) undécimo, quadragésimo, cinquentésimo, sexagésimo, septuagésimo
b) décimo primeiro, quaresma, quinquagésimo, sexagésimo, septuagésimo
c) undécimo, quadragésimo, quinquagésimo, sexagenário, septuagésimo
d) décimo primeiro, quadragésimo, quinquagésimo, sexagésimo,
septuagenário
e) undécimo, quadragésimo, quinquagésimo, sexagésimo, septuagésimo

100. Assinale o caso em que não há expressão numérica de sentido


indefinido.
a) Ele é o duodécimo colocado.
b) Quer que veja este filme pela milésima vez?
c) “Na guerra os meus dedos disparam mil mortes”.
d) “A vida tem uma só entrada; a saída é por cem portas”.
e) Todas as anteriores.

101. Indique a alternativa em que não é atribuída a ideia de superlativo ao


adjetivo:
a) É uma ideia agradabilíssima.
b) Era um rapaz alto, alto, alto.
c) Saí de lá hipersatisfeito.
d) Almocei tremendamente bem.

www.pontodosconcursos.com.br 40
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

e) É uma moça assustadoramente alta.


102. Siga o modelo:
modificação da paisagem: modificação paisagística
a) água da chuva:
b) exageros da paixão:
c) atitudes de criança:
d) soro contra veneno de serpente:
e) imagem do espelho:
f) parede de vidro:
g) imposição da lei:
h) comprimento da linha:

103. Dê o superlativo absoluto sintético de:


a) feliz:
b) livre:

104. Dê os adjetivos equivalentes às expressões em destaque:


a) programa da tarde:
b) ciclo da vida:
c) representante dos alunos:

105. Passe para o plural:


a) borboleta azul-clara:
b) borboleta cor de laranja:

106. Dadas as afirmações de que os adjetivos correspondentes aos


substantivos:
1) enxofre 2) chumbo 3) prata

www.pontodosconcursos.com.br 41
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

são, respectivamente:
1) sulfúreo 2) plúmbeo 3) argênteo
verificamos que está (estão) correta(s):
a) apenas a afirmação 1
b) apenas a afirmação 2
c) apenas a afirmação 3
d) apenas as afirmações 1 e 2
e) todas as afirmações

107. Relacione a primeira coluna à segunda:


1 – água ( ) pluvial
2 – chuva ( ) ebúrneo
3 – gato ( ) felino
4 – marfim ( ) aquilino
5 – prata ( ) argênteo
6 – rio
7 – não há na relação

A sequência correta é:

a) 7, 7, 3, 1, 7 c) 2, 4, 3, 7, 5
b) 6, 3, 7, 1, 4 d) 2, 4, 7, 1, 7

108. Os superlativos absolutos sintéticos de comum, soberbo, fiel, miúdo


são, respectivamente:
a) comuníssimo, super, fielíssimo, minúsculo
b) comuníssimo, sobérrimo, fidelíssimo, minúsculos
c) comuníssimo, superbíssimo, fidelíssimo, minutíssimo
d) comunérrimo, sobérrimo, fidelíssimo, miudérrimo
e) comunérrimo, sobérrimo, filíssimo, minutíssimo

www.pontodosconcursos.com.br 42
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

109. Os adjetivos lígneo, gípseo, níveo, braquial significam,


respectivamente:
a) lenhoso, feito de gesso, alvo, relativo ao braço
b) lenhoso, feito de gesso, nivelado, relativo ao crânio
c) lenhoso, rotativo, abalizado, relativo ao crânio
d) associado, rotativo, nivelado, relativo ao braço
e) associado, feito de gesso, abalizado, relativo ao crânio

110. Aponte a alternativa incorreta quanto à correspondência entre a


locução e o adjetivo:
a) glacial (de gelo); ósseo (de osso)
b) fraternal (de irmão); argênteo (de prata)
c) farináceo (de farinha); pétreo (de pedra)
d) viperino (de vespa); ocular (de olho)
e) ebúrneo (de marfim); insípida (sem sabor)

111. O plural de terno azul-claro, terno verde-mar é, respectivamente:


a) ternos azuis-claros, ternos verdes-mares
b) ternos azuis-claros, ternos verde-mares
c) ternos azul-claro, ternos verde-mar
d) ternos azul-claros, ternos verde-mar
e) ternos azuis-claro, ternos verde-mar

MÓDULO VIII: ADVÉRBIO, INTERJEIÇÃO, PREPOSIÇÃO E


CONJUNÇÃO

www.pontodosconcursos.com.br 43
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

Advérbio é uma palavra invariável que se refere a um verbo,


um advérbio ou a um adjetivo, modificando ou intensificando-lhes o sentido.
Ex.: Ele chegou cedo. (refere-se à forma verbal “chegou”,
modificando-lhe o sentido)
Você agiu bastante mal. (refere-se ao advérbio “mal”,
intensificando-lhe o sentido)
Essa é a atitude menos correta. (refere-se ao adjetivo
“correta”, intensificando-lhe o sentido)

Em alguns casos, os advérbios podem se referir a uma oração


inteira. Nesse caso, normalmente transmitem a avaliação de quem fala ou
escreve sobre o conteúdo da oração.
Ex.: Infelizmente, os deputados aprovaram as emendas.
As providências foram infrutíferas, lamentavelmente.

Locuções adverbiais são o conjunto de palavras que exerce


função de advérbio.
Ex.: Trabalhamos de manhã. (PREPOSIÇÃO + SUBSTANTIVO)
Fiz o trabalho de novo. (PREPOSIÇÃO + ADJETIVO) “Eu
vim de lá...” (PREPOSIÇÃO + ADVÉRBIO)

Tome nota dos valores semânticos dos principais advérbios e


locuções adverbiais:

a) tempo Î hoje, ontem, amanhã, atualmente, nunca, jamais,


sempre, ora, então, outrora, de repente, às vezes, entrementes, amiúde etc.
b) lugar Î aqui, ali, lá, cá, aí, acolá, longe, perto, em cima,
onde, à direita, à esquerda, fora, afora etc.
c) modo Î bem, mal, depressa, devagar, facilmente,
lentamente, às claras, às pressas, à vontade, à toa, melhor, pior, aliás etc.

www.pontodosconcursos.com.br 44
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

d) intensidade Î muito, mais, menos, pouco, bastante, assaz,


demais, tanto, quanto, quase, apenas, tão, como, nada, que etc.
e) afirmação Î sim, certamente, efetivamente, seguramente,
realmente, sem dúvida, por certo, com certeza etc.
f) negação Î não, absolutamente, tampouco, de modo algum,
de forma alguma, de jeito nenhum etc.
g) Dúvida Î talvez, quiçá, acaso, porventura, provavelmente
etc.

Você sabia que existem advérbios interrogativos? Pois é, eles


expressam circunstâncias de lugar, tempo, modo, causa e fim, sendo usados
em frases interrogativas diretas ou indiretas.
Ex.: Onde está o teu livro? (lugar)
Quero saber onde está o teu livro. (lugar)
Quando ela partiu? (tempo)
Não sei quando ela partiu. (tempo)
Como construíram o prédio? (modo)
Não disseram como construíram o prédio. (modo)
Por que você está triste? (causa)
Precisamos saber por que você está triste. (causa)
Para que você estuda? (finalidade)
Quero saber para que você. (finalidade)

Agora tenha cuidado: advérbio não se flexiona em gênero e


número; mas sofre variação de grau.

1 – Comparativo (formas analíticas)

a) Igualdade Î Ele chegou tão tarde quanto (ou como) você.


b) Superioridade Î Ele chegou mais tarde (do) que você.

www.pontodosconcursos.com.br 45
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

c) Inferioridade Î Ele chegou menos tarde do que você.

ATENÇÃO! 1 – Eles atuaram melhor/pior (do) que vocês Î formas


sintéticas do grau comparativo de superioridade dos
advérbios bem e mal.

2 – As paredes da sala estão mais bem pintadas (do) que as


dos quartos.
Não pode haver um projeto mais mal executado do que
este. (antes dos adjetivos-particípios, usa-se a forma analítica.)

3 – As paredes da sala estão pintadas melhor que as dos


quartos.
Não pode haver um projeto executado pior do que este.
(depois dos adjetivos-particípios, usa-se a forma sintética)

2 – Superlativo

a) Absoluto Î Ele agiu muito mal.


Já fomos longe demais.
Iremos para casa já, já. (formas analíticas).

A rua está pertíssima.


Acordamos cedíssimo.
Residia pertinho do céu. (formas sintéticas)

Agora você precisa saber que certas palavras, de acordo com a


Nomenclatura Gramatical Brasileira (NGB), classificam-se à parte, mas sem
nome especial. São as PALAVRAS DENOTATIVAS, que expressam, por
exemplo:

a) inclusão Î até, inclusive, mesmo, também etc.

www.pontodosconcursos.com.br 46
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

Ex.: Tudo na vida engana, até a glória.


“Os brutos também amam.”

b) Exclusão Î apenas, salvo, senão, só, somente etc.


Ex.: Da família, só elas duas não vieram.
Interrompia-o apenas com um gesto.

c) Designação Î eis.
Ex.: Eis o dia raiando.
Eis-nos aqui.

d) Realce Î cá, lá, é que, só etc.


Ex.: Sei lá o que vai acontecer.
Eu cá tenho minhas manias.
Eu é que sei.

e) Retificação Î aliás, ou antes, isto é, ou melhor etc.


Ex.: Sinto que ele, ou melhor, ela será a vencedora.
Aliás, estudamos muito todos os dias.

f) Situação Î afinal, agora, então, mas etc.


– Desculpe-me, senhor... Mas sente-se mal?
– Então, conheceu a turma?

Se você chegou até aqui, creio que está pronto para saber o que
é INTERJEIÇÃO: palavra invariável que exprime emoções ou que procura
agir sobre o interlocutor, levando-o a adotar certo comportamento sem que
se faça uso de estruturas linguísticas mais elaboradas.
Ex.: Ah! – Psiu! – Silêncio! – Fogo!

Existem ainda as LOCUÇÕES INTERJETIVAS: conjunto de


palavras que exerce função de interjeição.
Ex.: ai de mim!, ora bolas!, com todos os diabos!

www.pontodosconcursos.com.br 47
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

Vale a pena tomar nota das principais interjeições e locuções


interjetivas.

a) De alegria Î ah!, oh!, oba!, viva!


b) De dor Î ai!, ui!
c) De surpresa Î oh!, ah!, ih!, opa!, caramba!, upa!,
d) céus!, puxa!, chi!, gente!, uai!, meu Deus!
e) De medo Î uh!, credo!, cruzes!, Jesus!, ai!
f) De desejo Î tomara!, oxalá!, pudera!, queira Deus!, quem
me dera!
g) De pedido Î psiu!, calada! quieto!, bico fechado!
h) De afugentamento Î xô!, fora!, rua!, toca!, passa!, arreda!
i) De alívio Î ufa!, uf!, eh!, safa!
j) De cansaço Î ufa!
k) De advertência Î cuidado!, alerta!, alto lá!

Nós já estamos terminando esta parte teórica. Resta-nos poucos


esclarecimentos. Um deles é sobre PREPOSIÇÃO: palavra invariável que
conecta (liga) palavras ou orações, estabelecendo uma relação de
subordinação do consequente ao antecedente. Ela estabelece uma relação
de movimento ou situação (falta de movimento). Quanto à forma, divide-se
em simples ou composta (locução prepositiva).
Ex.: flor da boca da pele do céu. – Vou a Roma. – O aluno
cumpriu tudo à risca.

Às vezes, a preposição não só conecta os termos da oração, mas


também indica noção fundamental à compreensão da frase.
Ex.: Estou com você. (associação, a favor)
Estou contra você. (posição contrária)
Ponha sob a mesa. (posição inferior)

www.pontodosconcursos.com.br 48
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

Ponha sobre a mesa (posição superior)

As preposições classificação em:

a) ESSENCIAIS Î a, ante, até, após, com, contra, de, desde,


entre, para, por, perante, em, sem, sob, sobre, trás.

b) ACIDENTAIS Î durante, mediante, conforme, segundo,


exceto, fora, salvo, visto, consoante, não obstante etc.

Elas podem se combinar e se contrair com artigos e pronomes:


Ex.: a + o = ao, a + onde = aonde Î combinação
de + onde = donde, em + o = no, de + isso = disso Î
contração

Finalmente, o último tópico da aula de hoje: CONJUNÇÃO –


palavra invariável que une orações ou termos de uma oração. No
desempenho desse papel, a conjunção pode relacionar termos e orações
sintaticamente equivalentes (as chamadas orações coordenadas) ou
relacionar uma oração principal a uma oração que lhe é subordinada.
Ex.: Pedro e Paulo saíram.
Pedro foi ao cinema, e Paulo foi ao teatro.
É preciso que estudemos.

Também as conjunções podem apresentar-se em estruras


complexas, formando o que chamamos de LOCUÇÕES CONJUNTIVAS.
Essas locuções geralmente terminam em que.
Ex.: visto que, ainda que, já que, uma vez que, por mais que,
posto que, à medida que, à proporção que, depois que
etc.

www.pontodosconcursos.com.br 49
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

As conjunções são classificadas, primeiramente, em


coordenativas e subordinativas, de acordo com o tipo de relação que
estabelecem.

a) Coordenativas Î ligam termos ou orações sintaticamente


equivalentes, sendo classificadas em:

1 – ADITIVAS: e, nem, não só, mas também, bem como


etc. Î Estuda e trabalha.

2 – ADVERSATIVAS: mas, porém, contudo, todavia, no


entanto, entretanto, não obstante etc. Î Estuda, mas
não aprende.

3 – ALTERNATIVAS: ou; ou..., ou...; ora..., ora...; quer...,


quer...; já..., já... etc. Î Estuda, ou não passará.

4 – CONCLUSIVAS: logo, portanto, por isso, por


conseguinte, pois (posposto ao verbo) etc. Î Ele
estuda; passará, pois, no concurso.

5 – EXPLICATIVAS: que, porque, porquanto, pois (anteposto


ao verbo). Î Fique calmo, pois ele já vem.

b) Subordinativas Î ligam uma oração principal a uma oração


que lhe é subordinada, sendo classificadas em:

1 – INTEGRANTES: que, se, como. Î Soubemos que ele


passou na prova. / Queremos saber se ele passou na
prova.

2 – CAUSAIS: porque, visto que, já que, uma vez que, visto


como, como (porque). Î Como ninguém o percebia,
gritou desesperadamente.

www.pontodosconcursos.com.br 50
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

3 – COMPARATIVAS: (do) que, (tal) qual, quanto, como,


assim como, bem como etc. Î Ele é tão estudioso
quanto você.

4 – CONCESSIVAS: embora, posto que, mesmo que, ainda


que, conquanto etc. Î Embora tivesse dificuldades,
estudava todos os dias.

5 – CONDICIONAIS: se, caso, em que, desde que, contanto


que etc. Î Ficarei em casa, desde que chova. – Se
chover, ficarei em casa.

6 – CONFORMATIVAS: conforme, consoante, segundo, como


etc. Î Conforme previ, todos passaram. / Segundo
previ, todos passaram.

7 – CONSECUTIVAS: que, de sorte que, de forma que etc.


Î Estudou muito, de forma que tirou o primeiro lugar.

8 – FINAIS: para que, a fim de que, que (par que), porque


(= para que) etc. Î Estude, para que seja aprovado no
concurso.

9 – PROPORCIONAIS: à medida que; à proporção que; ao


passo que; quanto mais..., menos... etc. Î À medida
que estudo, mais aprendo.

10 – TEMPORAIS: quando, enquanto, depois que, cada vez


que, todas as vezes que, mal (=quando) etc. Î Mal
surgiu o dia, foi estudar.

www.pontodosconcursos.com.br 51
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

Ok! Agora você já pode resolver o último conjunto de exercícios.

EXERCÍCIOS DE FICAÇÃO

112. Classifique os advérbios abaixo.


a) Aqui faz calor. =
b) Jamais retornaremos. =
c) Anda mal. =
d) Ele estudou bastante. =
e) Realmente eles virão. =
f) O jovem não passou. =
g) Provavelmente viajarei. =
h) Conversamos sobre música. =
i) O mendigo morreu de fome. =
j) Preparou-se para a festa. =
k) Não sairei sem licença. =
l) Navegaram apesar do escuro. =
m) Andou de trem. =
n) Escrevia com lápis. =
o) Ide com Deus. =
p) Vai aonde? =
q) Veio donde? =

113. Correlacione, sendo: 1 = advérbio interrogativo; 2 = pronome


interrogativo.
a) ( ) Quando você comprou aquele carro?
b) ( ) Como fizestes tantas bobagens?
c) ( ) Qual é o seu nome?

www.pontodosconcursos.com.br 52
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

d) ( ) Quem esteve aqui?


e) ( ) Perguntaram por que disseste tanta mentira.
f) ( ) Onde fizeste tua casa?
g) ( ) Que horas são?
h) ( ) Não disse quanto custou a máquina fotográfica.
i) ( ) Quiseram saber aonde vais passar as férias.
j) ( ) Não disse quando voltarias.
k) ( ) Indagaram como você esta passando.
l) ( ) Quem foi à festa?

114. Correlacione, sendo: 1 – pron. Indefinido; 2 – adjetivo; 3 – advérbio.


a) ( ) Ela estava muito feliz.
b) ( ) Havia muita felicidade.
c) ( ) Maria possuía mais alegria.
d) ( ) Maria está mais alegre.
e) ( ) Certo dia ele veio aqui.
f) ( ) Ele veio aqui no dia certo.
g) ( ) Ele falava pouco.
h) ( ) Ele falava pouca bobagem.
i) ( ) A moça ficou bastante emocionada.
j) ( ) A moça comprou bastante fruta.

115. “... foram intimados a comparecer...” / “... não a fizeram...” / “...a sua
oração...”.

As três ocorrências de a são, respectivamente:

a) preposição, pronome, preposição


b) artigo, artigo, preposição
c) pronome, artigo, preposição

www.pontodosconcursos.com.br 53
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

d) preposição, pronome, artigo


e) artigo, pronome, pronome

116. Classifique as conjunções abaixo.


a) Como choveu, decidi adiar a partida.
b) Ele é compreensivo como um travesseiro.
c) Fiz tudo como combináramos.
d) A indignação foi tanta que produziu seguidas manifestações de rua.
e) Tivemos de sair correndo, que a situação ficou difícil.
f) Será que os brasileiros são maiores que a crise?
g) Por favor, fale mais alto, que eu também quero ouvir.

117. Assinale a opção cuja lacuna não pode ser preenchida pela preposição
entre parênteses:
a) Uma companheira desta, .......... cuja figura os mais velhos se
comoviam (com)
b) Uma companheira desta, .......... cuja figura já nos referimos
anteriormente (a)
c) Uma companheira desta, .......... cuja figura havia um ar de grande
dama decadente (em)
d) Uma companheira desta, .......... cuja figura andara todo o regimento
apaixonado (por)
e) Uma companheira desta, .......... cuja figura as crianças se
assustavam (de)

118. A preposição ou a locução prepositiva podem, excepcionalmente, ligar


orações. Assinale a alternativa em que isso ocorre:
a) Por causa da chuva, ali permanecemos até a madrugada.

www.pontodosconcursos.com.br 54
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

b) Fomos à cidade a fim de receber os documentos.


c) O professor assentou-se e discorreu longamente acerca de Aristóteles.
d) A casa devia ser construída de acordo com a planta do arquiteto.
e) Enquanto almoçávamos, os garotos se escondiam atrás da casa.

119. Indique a oração que apresenta locução prepositiva:


a) Havia objetos valiosos sobre a pequena mesa de mármore.
b) À medida que os inimigos se aproximavam, as tropas inglesas
recuavam.
c) Seguiu a carreira militar devido à influência do pai.
d) Agiu de caso pensado, quando se afastou de você.
e) De repente, riscou e reescreveu o texto.

120. No período “Minha mãe hesitou um pouco, mas acabou cedendo,


depois que o padre Cabral, tendo consultado o bispo, voltou a dizer-
lhe que sim, que podia ser”, a expressão depois que,
morfologicamente, é:
a) locução prepositiva
b) advérbio de tempo
c) locução conjuntiva
d) advérbio de modo
e) expletivo

121. Nos trechos: “Se eu convencesse Madalena... Se lhe explicasse...” /


“Ouviam-se as pancadas do pêndulo, ouviam-se muito bem...”, a
partícula se é, respectivamente:
a) conjunção, pronome apassivador
b) pronome recíproco, conjunção

www.pontodosconcursos.com.br 55
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

c) conjunção, índice de indeterminação do sujeito


d) pronome reflexivo, conjunção
e) conjunção, pronome reflexivo

122. “Podem acusar-me: estou com a consciência tranqüila.” Os dois pontos


(:) do período acima poderiam ser substituídos por vírgula, explicit-
ando-se o nexo entre as duas orações pela conjunção:
a) portanto
b) e
c) como
d) pois
e) embora

123. Assinale a alternativa cuja sequência completa corretamente as frases


abaixo:

1. A lei .......... se referiu já foi revogada.


2. Os problemas .......... se lembraram eram muito grandes.
3. O cargo .......... aspiras é muito importante.
4. O filme .......... gostou foi premiado.
5. O jogo .......... assistimos foi movimentado.

a) que, que, que, que, que


b) a que, de que, que, que, a que
c) que, de que, que, de que, que
d) a que, de que, a que, de que, a que
e) a que, que, que, que, a que

124. Em todas as alternativas, as palavras destacadas são pronome, exceto


em:

www.pontodosconcursos.com.br 56
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

a) A árvore fendeu-se desde o olho até a raiz em duas metades.


b) Sim! Vós que sabeis compreender tudo que é nobre!
c) Dize: há muito que não me pedes nada.
d) Oh! Eu a conservarei ainda: ela me ensinará a expiar a minha falta.
e) Sim, amigo Rui, tinha-lhe deixado apenas as cascas; felizmente para
nós.

125. As expressões destacadas correspondem a um adjetivo, exceto em:

a) João Fanhoso anda amanhecendo sem entusiasmo.


b) Demorava-se de propósito naquele complicado banho.
c) Os bichos da terra fugiam em desabalada carreira.
d) Noite fechada sobre aqueles ermos perdidos da caatinga sem fim.
e) E ainda me vem com essa conversa de homem da roça.

126. Assinale a função morfológica de caro em “Ele vendeu caro


as mercadorias”.

a) substantivo
b) adjetivo
c) advérbio
d) pronome
e) preposição

127. Em todas as alternativas há dois advérbios, exceto em:

a) Ele permaneceu muito calado.


b) Amanhã, não iremos ao cinema.
c) O menino, ontem, cantou desafinadamente.
d) Tranqüilamente, realizou-se, hoje, o jogo.

www.pontodosconcursos.com.br 57
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

e) Ela falou calma e sabiamente.

128. A opção em que há um advérbio exprimindo circunstância de tempo é:

a) Possivelmente viajarei para São Paulo.


b) Maria tinha aproximadamente 15 anos.
c) As tarefas foram executadas concomitantemente.
d) Os resultados chegaram demasiadamente atrasados.

129. Assinale a frase que contém uma conjunção concessiva.

a) Desde que estude, será aprovado.


b) Desde que estudou, foi aprovado.
c) Por mais que estude, pode ser reprovado.
d) Contanto que estude, será aprovado.
e) Já que estudastes, serás aprovado.

130. Assinale o item que só contenha preposições.

a) durante, entre, sobe


b) com, sob, depois
c) para, atrás, por
d) em, caso, após
e) após, sobre, acima

131. Assinale a frase em que "meio" funciona como advérbio:

a) Só quero meio quilo.


b) Achei-o meio triste.
c) Descobri o meio de acertar.
d) Parou no meio da rua.

www.pontodosconcursos.com.br 58
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

e) Comprou um metro e meio.

Por hoje é só. Fique com Deus, bons estudos e até o próximo
encontro!
Professor Albert Iglésia

www.pontodosconcursos.com.br 59
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

GABARITO

52.
a) es = desinência nominal de número
b) o = desinência nominal de gênero
c) e = vogal temática nominal – s = desinência nominal de número
d) não há desinência nem vogal temática, tudo é radical
e) s = desinência nominal de número
f) o = vogal temática nominal – s = desinência nominal de número
g) o = desinência nominal de gênero – s = desinência nominal de número
53. 2; 1; 1; 2; 1; 3; 3; 2; 1
54.
a) prefixal h) sufixal
b) prefixal i) prefixal e sufixal
c) prefixal e sufixal j) prefixal e sufixal
d) prefixal k) parassintética
e) parassintética l) sufixal
f) sufixal m) sufixal
g) sufixal n) prefixal e sufixal
55.
a) justaposição h) justaposição
b) justaposição i) justaposição
c) aglutinação j) aglutinação
d) aglutinação k) aglutinação
e) justaposição l) justaposição
f) aglutinação m) justaposição
g) justaposição n) aglutinação
56. 1; 5; 4; 3; 5; 1; 2; 2; 1; 3; 5; 4; 1; 4

www.pontodosconcursos.com.br 60
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

57. C
58. D
59. 5; 3; 4; 1; 2
60. D
61. D
62. D
63. B
64. C
65. C
66. A
67. C
68. B
69. B
70. D
71. B
72. S; C; S; C; S; C; S; S; C; S
73. A; C; C; A; C; C; A; A; C; C
74. 1; 2; 1; 2; 1; 2; 2; 1; 1; 1; 4; 4; 4; 4; 4; 5; 5; 5; 5; 5; 1; 3; 3; 4;
5; 5
75. C; C; E; E; C; E; E; C; E; C
76. chapéus; heróis; reitores; xadrezes; pires; países; fósseis; funis;
estênceis; dons; balões; corações; cidadãos; pães; escrivães;
aldeões, aldeães, aldeãos; anciões, anciães, anciãos; ermitões,
ermitães, ermitãos; charlatões, charlatães; tabeliães
77. balõezinhos; pãezinhos; cãezinhos; cidadãozinhos; chapeuzinhos;
lençoizinhos; jornaizinhos; papeizinhos; lapisinhos; onibusinhos;
florezinhas
78. 1; 1; 2; 3; 2; 4; 2; 3; 1; 1; 2; 2; 3; 4; 1

www.pontodosconcursos.com.br 61
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

79. B
80. C
81. D
82. D
83. C
84. B
85. E
86. C
87. B
88. A
89. A
90. B
91. A
92. 4; 7; 5; 1; 1; 3; 4; 7; 7; 4; 2; 1; 7; 4; 7; 6; 3; 6; 1
93. dezesseis; dezessete; cinquenta; octogésimo; ducentésimo sexto;
trecentésimo décimo quarto; milésimo trecentésimo quinto
94. quarto; trinta e dois; quinto; oitavo; trecentésimo trigésimo terceiro;
quingentésimo segundo
95. A
96. 3; 5; 1; 4; 2
97. D
98. B
99. E
100. A
101. D
102. pluvial; passionais; infantis/pueris; antiofídico; especular; vítreo;
legal; linear
103. felicíssimo; libérrimo

www.pontodosconcursos.com.br 62
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

104. vespertino; vital; discente


105. borboletas azul-claras; borboletas cor- de laranja
106. E
107. C
108. C
109. A
110. D
111. D
112.
a) lugar j) finalidade
b) tempo k) condição
c) modo l) concessão
d) intensidade m) meio
e) afirmação n) instrumento
f) negação o) companhia
g) dúvida p) lugar
h) assunto q) lugar
i) causa
113.
a) 1 g) 2
b) 1 h) 2
c) 2 i) 1
d) 2 j) 1
e) 1 k) 1
f) 1 l) 2
114.
a) 3 c) 1
b) 1 d) 3

www.pontodosconcursos.com.br 63
CURSO ON-LINE – PORTUGUÊS PARA INICIANTES
TEORIA E EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA
AULA 1

e) 1 h) 1
f) 2 i) 3
g) 3 j) 1
115. D
116.
a) causal e) causal
b) comparativa f) comparativa
c) conformativa g) explicativa
d) consecutiva
117. E
118. B
119. C
120. C
121. A
122. D
123. D
124. A
125. B
126. C
127. A
128. C
129. C
130. A
131. B

www.pontodosconcursos.com.br 64