Você está na página 1de 98

INSTRUÇÕES DE USO

Nome Técnico:
Aparelho de Ultra-som

Nome Comercial:
Sistema de Ultra-som HD11.XE e HD11

Representante no Brasil: Fabricantes / Distribuidores:


Philips Medical Systems Philips Medical Systems
Ltda. 3000 Minuteman Road; Andover, MA 01810-1099
Av. Dr. Marcos Penteado Ulhoa Estados Unidos
Rodrigues, 401, Parte 16 -
Tamboré
Philips Ultrasound, Inc.
06460-040 Barueri - SP
22100 Bothell Everett Highway; Bothell, WA 98041.
Fone: (11) 2125-3465
Estados Unidos
Fax: (11) 2125-3422
CNPJ: 58.295.213/0001-78
VMI Indústria e Comércio Ltda.
I.E.: 206.098.218.116
R. Prefeito Elizeu Alves da Silva, 400.
Distrito Industrial Genesco Aparecido de Oliveira.
Lagoa Santa - MG - CEP 33400-000 - Brasil

Dixtal Biomédica Indústria e Comércio Ltda.


Av. Rodrigo Otávio, 1111 – Japiim.
Manaus - AM - CEP: 69077-000 - Brasil

Responsável Técnico: Wilson Monteiro Junior


Engenheiro Eletricista – Registro no CREA-SP N.° 0682454454

Registro na ANVISA N.º:


HD11.XE/ HD11
Índice

ÍNDICE

Página

1. Apresentação do Manual 1

2. Identificação do Equipamento 2

3. Características Técnicas 26

4. Instalações ou Montagem do Equipamento 32

5. Operação do Equipamento 34

6. Precauções, Restrições e Advertências 52

7. Manutenção Preventiva e Corretiva e 66


Conservação

8. Partes, Peças, Módulos e Acessórios 80

9. Garantia do Equipamento 94

Canais de Comunicação/ Nomes e Assinaturas dos 96


Responsáveis Legal e Técnico

Instruções de Uso
HD11.XE/ HD11
Apresentação do Manual

1. APRESENTAÇÃO DO MANUAL

Definição

Este documento é um manual de uso que apresenta as instruções básicas


para utilização do Sistema de Ultra-som HD11.XE e HD11.

Representante no Brasil: Fabricantes / Distribuidores:


Philips Medical Systems Philips Medical Systems
Ltda. 3000 Minuteman Road; Andover, MA 01810-1099
Av. Dr. Marcos Penteado Ulhoa Estados Unidos
Rodrigues, 401, Parte 16 -
Tamboré
Philips Ultrasound, Inc.
06460-040 Barueri - SP
22100 Bothell Everett Highway; Bothell, WA 98041.
Fone: (11) 2125-3465
Estados Unidos
Fax: (11) 2125-3422
CNPJ: 58.295.213/0001-78
VMI Indústria e Comércio Ltda.
I.E.: 206.098.218.116
R. Prefeito Elizeu Alves da Silva, 400.
Distrito Industrial Genesco Aparecido de Oliveira.
Lagoa Santa - MG - CEP 33400-000 - Brasil

Dixtal Biomédica Indústria e Comércio Ltda.


Av. Rodrigo Otávio, 1111 – Japiim.
Manaus - AM - CEP: 69077-000 - Brasil

Responsável Técnico: Wilson Monteiro Junior


Engenheiro Eletricista – Registro no CREA-SP N.° 0682454454

Registro na ANVISA N.º:

Instruções de Uso 1
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

2. IDENTIFICAÇÃO DO EQUIPAMENTO

Visão Geral

Sistema de Ultra-som HD11.XE Sistema de Ultra-som HD11

Instruções de Uso 2
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Descrição do Sistema
O Sistema de Ultra-Som HD11.XE e HD11 é um sistema de alta-resolução desenvolvido para aquisição e
revisão de imagens para aplicações clinicas e ultra-sonografia cardiológica e serviços compartilhados. O
carro ergometricamente projetado para ser altamente móvel e ajuntável para uma faixa de usuários e
condições e operações. Você pode utilizá-lo para aquisição de imagens 2D Mode, M Mode, 3D/4D, Color M
Mode, PW Doppler, CW Doppler, Color Flow, CPA, Triggered CW e PW, duplex, triplex, Doppler Inteligente,
Tissue Doppler e Panorâmica. O sistema suporta uma ampla faixa de transdutores. O sistema fornece
ferramentas de medição, opções de calculo e capacidade de rede DICOM.

Medições

O sistema fornece ferramentas e controle para medir a distancia, a área e o volume e relatórios de aplicações
especificas com exibição de imagens, incluindo expansão cardíaca, vascular, Ob/Gyn e capacidade de
imagens geral dentro da documentação do exame. As seguintes ferramentas específicas das aplicações
estão disponíveis para cálculos.
 Distancia 2D
 Circunferência, área elíptica, traçado continuo, traçado por pontos
 Distância de linha curva 2D
 Distância em Modo M (profundidade, tempo, inclinação)
 Distância Doppler Manual
 Sinal Doppler Manual
 Rastreamento Automático do Doppler – congelamento espectral para calcular e exibir a mensuração
selecionada para melhor posicionar.
 Philips High Q de Analise Automática de Doppler
 Mensuração de Tempo, Inclinação por Doppler e Modo M
 Valores do Doppler contendo índices de PI, RI, S/D
 Volume 2D
 Fisio
 Trackball – controle de mensuração eletrônica de calibre:- 8 sets
 Protocolo definido pelo usuário. Mensuração e equação
 Etiquetas de mensuração On-the-Fly
 Relatório de exame do paciente integrado

Depois de executar as medidas, o sistema faz os cálculos pertinentes e organiza as medidas, os cálculos e
as informações do paciente em um relatório do paciente.

Transdutores

O Sistema de Ultra-Som HD11.XE e HD11 comporta uma versátil família de transdutores convexos, lineares
e setoriais de alto desempenho que abrange uma vasta gama de aplicações. Transdutores com Guia de
biopsia também estão disponíveis.

Instruções de Uso 3
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Aquisição e Gerenciamento de Imagens

A capacidade de aquisição de imagens integradas e de gerenciamento de dados do sistema Envisor propicia


todas as ferramentas necessárias para catalogar, armazenar, administrar e compartilhar imagens para
diagnóstico e informações sobre os estudos realizados com o paciente. Integrada e padrão, essa capacidade
foi projetada para permitir um arquivo eficiente e elaboração de laudos. Considerando-se a conectividade
flexível com padrões abertos e com DICOM, o HD11.XE/ HD11 pode operar dentro da maioria das redes de
gerenciamento de dados e imagens. A sofisticada arquitetura do HD11.XE/ HD11,baseada em computador,
permite que as imagens sejam salvas no mais diversos formatos de arquivo e nos mais variados tipos de
mídia, incluindo o CDs.

Protegendo Dados do Paciente

O sistema fornece um mecanismo de segurança dos dados para proteger os dados do paciente e das
imagens gravadas anteriormente no sistema. Se a proteção de dados estiver implementada no seu sistema,
você pode acessar dados do paciente somente depois de entrar uma senha para conectar-se ao sistema. O
sistema desconecta automaticamente um usuário, quando a energia for desligada. Ele também armazena um
registro de cada conexão do usuário.

Recurso Padrão

 Otimização Inteligente iSCAN


 Análise Doppler Automática High Q
 Aquisição de Imagens 3D SonoCT a mão livre
 Compatibilidade QLAB 4.0 para IMT, Taxa de tensão de contraste e visualização MPR de volume 3D e
compatibilidade para manipulação e medição de imagens.

Cada sistema HD11.XE/ HD11 inclui um dos quatro aplicativos de software clínico padrão. É preciso adquirir
o pacote de aplicativos clínicos para cada tipo de exame que você deseja realizar.
Opcionalmente, é possível adquirir o pacote Shared Service Clinical que combina todos os aplicativos e
predefinições relacionadas abaixo e inclui recursos de Physio (ECG), cálculos e análises específicos de
exames, relatórios configuráveis e biópsia.

Instruções de Uso 4
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Opcionais do Sistema

Em adição aos dispositivos padrões disponíveis no sistema, outros estão disponíveis como opcionais. Os
tipos de opcionais disponíveis incluem opções clínicas, protocolos, capacidade de aquisição de imagens,
capacidades de conectividade, capacidades avançadas de análise de imagens.

Opções de Aquisição de Imagens


Uma vez adquirida, as opções de aquisição de imagens listadas aqui estão disponíveis, conforme for
suportada pela aplicação atual. As seguintes capacidades de aquisição de imagens estão disponíveis como
opções no seu sistema:
 Low MI Constrating Imaging
 Pacote Completo de Stress
 High Q
 SonoCT (2D/3D)
 XRES (2D/3D)
 Tempo Real 4D – incluindo ROI, Zoom, algoritmo múltiplo, rotação, volume e revisão
 Coração Fetal 4D - Imagem de Correção Temporal
 3D Colorido
 Stress Echo
 Panorâmica
 Teste para Residente

Opções Avançadas de Análise da Imagem


As seguintes opções avançadas de análise da imagem estão disponíveis.
 4D
 Quantificação 3D
 3D Correlação Eco Fetal
 4D Vaginal
 4D Abdominal
 4D Combo

NOTA
Cada pacote da opção 4D requer a instalação de hardware 4D. Uma opção 4D não é uma opção de
software configurável; é uma opção de hardware que requer a aquisição e instalação da placa controladora
do motor. A opção 3D Fetal Echo Image Correlation somente funcionará se a opção 4D Imaging estiver
instalada.

Instruções de Uso 5
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Opções de Conectividade
As seguintes características são padrões:
 Exportação de imagem e formas de onda para meio removível
 Impressão para impressoras DICOM
 Impressão para impressoras locais
 Impressão de páginas de relatório

Em adição àquelas características padrões, o opcional de Conectividade Básica inclui as seguintes


características:
 Exportação de imagem e formas de onda para servidores de armazenamento da rede.
 Lista de trabalho DICOM
 Passo de procedimento realizado DICOM (PPS)
 Comprometimento de armazenamento DICOM (SC)
 Relatório estruturado DICOM

Opções Clínicas
 Abdominal
 Pequenas Partes e Superficial
 Pediátrica & Neonatal
 Muscolo-esquelático
 Obstetrícia
 Mama
 Imagem Geral
 Ginecologia e Fertilidade
 Intra-operatório
 Vascular
 Vascular Periférico
 Trans-cranial
 Cardíaca
 Adulto
 Pediátrico
 Transesophageal

Instruções de Uso 6
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Opções de Pacotes de Cálculos


 Aquisição Geral de Imagens
 OB
 GYN/Fertilidade
 Cardíaco
 Vascular

Opção de Segurança dos Dados


A segurança dos dados está disponível para ajudar a manter a confidencialidade de arquivos do pacientes
armazenados. Com esta opção, o acesso aos arquivos do exame do paciente é restrito a pessoas
autorizadas, através de proteção de senha.

Opção de Administração Técnica


O sistema inclui muitas capacidades de diagnóstico como características padrões, tal como, tratamentos de
erros e acesso remoto para diagnosticar o sistema. A opção de administração técnica adiciona as seguintes
capacidades:
 Testes avançados e outras ferramentas de diagnóstico
 Monitoramento e registro automático de parâmetros e procedimentos de operação do sistema;
advertências quando limites de operação são excedidos.
 Capacidades intensificadas por autodiagnóstico
 Tratamento e notificação de erros mais intensos
 Registro e notificação da manutenção preventiva
 Relatório de configuração do sistema e dos componentes
 Interface segura de administração técnica.

Instruções de Uso 7
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Componentes do Sistema
Os Sistemas de Ultra-som HD11.XE e HD11 estão alojados em um carrinho ergonômico. O carro é ajustável
para acomodar uma ampla faixa de alturas de operadores e de posições de operação. Os componentes
ajustáveis podem ser travados, de forma que o carrinho possa ser movimentado com segurança. Os maiores
componentes incluem: monitor, o módulo de controle, a chave liga/desliga, unidade de CD, DVD interno
(apenas para HD11.XE), compartimento de armazenamento, as conexões de transdutores, conexões do
ECG, pedais de acionamento, chave de energia e as conexões de áudio/vídeo.

Sistema de Ultra-som HD11.XE

1. iSCAN Intelligent Optimization.


2. Painel de controle totalmente
ajustável.
3. Monitor com tela plana.
4. Braço articulado em quatro
direções.
5. Suporte para até três periféricos no
carrinho.
6. Unidade de CD de várias sessões
integradas.
7. Até cinco portas de transdutor.
8. Armazenamento de mídia.
9. Apoio para pés integrado.
10. Rodas giratórias de quatro
direções.

Até 56% mais leve do que outros


sistemas de sua classe.

Instruções de Uso 8
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Sistema de Ultra-som HD11

1. Suportes de transdutor e de gel.


2. Alça.
3. Impressora
4. Unidade de CD.
5. Painel Fisio.
6. Unidade de MOD.
7. Compartimento de
armazenamento.
8. Monitor.
9. Painel de “Soft Keys”.
10. Painel de controle.
11. Painel de conexão de transdutores.
12. Rodas.

Monitor de Vídeo

O monitor do sistema consiste de um Flat monitor de tela plana de 16 polegadas (no HD11.XE) e um Monitor
(no HD11) suportado por um braço de montagem articulado. O monitor é ajustável para acomodar diferentes
posições de operações e alturas de operadores. O monitor também pode ser travado na posição, para
movimentar o sistema.

Instruções de Uso 9
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Painel de Controle

O painel de controle do sistema é a superfície horizontal que contém teclas que podem ser pressionados,
botões que podem ser girados e pressionados e controles deslizantes que podem ser movidos para a direita
e para a esquerda ou para cima e para baixo.
O recurso Help (Ajuda) descreve todos os controles do painel de controle do sistema.
O painel de controle contém os controles principais de aquisição de imagens. Estes controles incluem botões,
botões giratórios, controles deslizantes de TGC (Time Gain Compensation), Compensação de ganho no
tempo e um trackball. módulo de controle também lhe permite selecionar transdutores, entrar dados do
paciente, revisar e anotar em imagens, realizar medições e cálculos e alterar configurações. Você pode
ajustar a posição do módulo de controle no sentido vertical e lateral.
Além disso, também poder girar o módulo de controle em até 340 graus.

Módulo de Controle

1. Painel de teclas programáveis.


2. Botões.
3. Teclado.
4. Chaves oscilantes.
5. Botões.
6. Trackball.
7. Botão On/Off.
8. Botão Help.
9. Controles deslizantes.

Instruções de Uso 10
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Chave Liga/Desliga

Para ativar ou desativar o sistema:


Pressione o botão On/Off (Ligar/desligar) localizado à direita do painel de teclas Programáveis.

1. Botão On/Off.

 Quando o sistema estiver desligado, pressione o botão On/Off para ligá-lo.


 Quando o sistema estiver ligado, pressione o botão para iniciar o processo de encerramento e para
desligar totalmente o sistema.

NOTA
Não desconecte o sistema da tomada antes que o sistema esteja totalmente desligado.

Se desconectar o sistema antes da exibição da mensagem de encerramento, você terá de esperar mais do
que o normal para usá-lo na próxima vez em que ele for ligado. Também é possível corromper arquivos, o
que pode resultar na perda de dados de pacientes ou em um sistema inoperante.
Se o sistema não desligar após 90 segundos, mantenha pressionado o botão On/ Off por 5 segundos para
forçar o encerramento do sistema.

NOTA
Pressionar o botão On/Off para forçar o encerramento do sistema pode provocar os mesmos problemas de
desconectá-lo prematuramente. Aguarde 90 segundos antes de presumir que houve falha no encerramento
normal do sistema.

O ventilador é acionado periodicamente para regular a temperatura do sistema, mesmo que o sistema esteja
desligado.

NOTA
Para interromper o fornecimento de energia, remova o plugue do sistema de ultra-som da tomada.

Instruções de Uso 11
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Dispositivos de armazenamento

A sofisticada arquitetura do HD11.XE / HD11,


baseada em computador, permite que as imagens
sejam salvas nos mais diversos formatos de arquivo
e nos mais variados tipos de mídia, incluindo em
CDs.

Periféricos

ADVERTÊNCIA
 A utilização de acessórios, transdutores, periféricos ou cabos não fornecidos com o sistema de ultra-
som ou não recomendados pela Philips pode resultar em aumento de emissões ou diminuição da
imunidade do sistema de ultra-som.
 Se você utilizar equipamento periférico adicional alimentado por uma fonte de alimentação diferente do
sistema de ultra-som, a combinação do equipamento periférico com o sistema de ultra-som é
considerada um sistema médico. É sua responsabilidade estar em conformidade com a norma IEC
60601-1-1 e testar o sistema segundo esses requisitos.
 Não conecte uma linha telefônica no conector de linha telefônica analógica do sistema enquanto estiver
executando um exame de ultra-som em um paciente. Isso põe em risco a segurança do paciente.

Instruções de Uso 12
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Carrinho e cabos do sistema

Receptáculos de ECG

Para suporte de Fisio, seu sistema inclui conexões para sinais de ECG de alto nível e de baixo nível. A
conexão de ECG está no painel traseiro do sistema.

Instruções de Uso 13
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Freio das Rodas e Trava de Direção

As rodas dianteiras do sistema HD11.XE / HD11


possuem controles que podem ser engatados e
desengatados de maneira independente. Cada roda
dianteira tem três alavancas: uma vermelha, uma
verde e uma cinza, As rodas traseiras não possuem
controles.

Alavanca Ação
Vermelha Trava a roda e impede a movimentação para qualquer direção
Verde Trava a roda em linha reta para manobras
Cinza Libera as travas das rodas ou da direção.

Para travar as rodas dianteiras para mover o sistema em linha reta


Pressione a alavanca verde em cada roda dianteira para baixo.

Para aplicar o freio a cada roda


Pressione a alavanca vermelha para baixo.

Para liberar a trava das rodas ou da direção.


Pressione a alavanca cinza.

ADVERTÊNCIA
Não utilize os controles das rodas para fixar o sistema em uma rampa com inclinação superior a 5 graus.

Instruções de Uso 14
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Softwares do Sistema

OBSERVAÇÃO
Todos os SOFTWARES do Sistema de Ultra-som HD11.XE e HD11 possuem apenas uma
versão: versão 1.0

Pacotes de Análises de Opções Clínicas

Análise Cardíaca
Pacote de Análise Cardíaca que inclui:-
 Volume pelo método da área/comprimento.
 Fração de Ejeção (através do método de Teichholz ou cúbico)
 Bi-plano de Simpson e plano único
 Massa LV
 Todos os Pontos do Modo-M
 Velocidade de Pico
 Gradientes de Pressão Máximo e Médio
 Meio Tempo de Pressão
 Razão E/A
 Inclinação D/E
 Equação de Continuidade
 Função Diastólica
 Saída Cardíaca
 Tempo de Aceleração
 Batimento Cardíaco.

Análise Vascular
Pacote de Análise Vascular que inclui:
 Protocolos da artéria carótida direita e esquerda
 Razão ICA/CCA
 Rótulos bilaterais da extremidade inferior arterial e venosa
 Rótulos bilaterais da extremidade superior arterial e venosa
 Ferramentas opcionais: diâmetro percentual e redução da área
 Comentários do usuário.

Instruções de Uso 15
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Análise OB
 Biometria fetal
 Perfil biofísico
 Índice de liquido amniótico
 Gestação prematura
 Ossos fetais longos
 Crânio fetal
 Outras medições de OB
 Eco 2D
 Modo-M do coração fetal
 Doppler fetal – Gráfico
 Baixa automática dos Dados do Paciente na Tela (apenas HD11.XE)
 Mensuração Biométrica LMP, EDC e GA (apenas HD11.XE)
 Transferência automática de imagem (apenas HD11.XE)

Ginecologia/Fertilidade
Pacote de Análise Ginecológica que inclui:
 Volume uterino
 Volume do ovário direito e esquerdo
 Folículos direito e esquerdo
 Espessura endometrial
 Comprimento cervical

Vascular Abdominal
Pacote de Análise Vascular Abdominal que inclui:
 Rótulos para todas as maiores artérias e veias abdominais.
 Segmentação esquerda e direita para Rins.

Aquisição Geral de Imagens


 Geral
 Rótulos definidos pelo usuário

Pediátrica & Neonatal


 Geral

Pequenas Partes
 Geral
 Seios com protocolos direito e esquerdo para até 5 lesões por seio

Instruções de Uso 16
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Aquisição de Análise Doppler High Q

 Tempo Real automático e rastreio retrospectivo:


 Pico de velocidade instantânea (ou freqüência)
 Intensidade de peso instantâneo por velocidade (ou freqüência)
 Configuração do usuário e comentários
 Exibição automática em tempo-real (selecionável pelo usuário – até 6)
 Fluxo do volume
 Velocidade de pico de tempo avaliado
 Índice resistivo
 Índice de pulsação
 Razão sistólica/diastólica
 Tempo aceleração/desaceleração

Otimização Inteligente iSCAN

 Otimização da imagem em um toque inclui:


 No modo 2D, ajuste automático através de um botão de : Ganho de TGC e Recepção para alcançar
uniformidade e otimização de brilho de tecidos, curva de compressão baseada na faixa de sinais de
tecidos detectáveis
 No modo Doppler, ajuste automático através de um botão de: Ganho Doppler e PRF baseado na
força do sinal e na velocidade detectada; linha de base Doppler baseada na direção do fluxo
detectado.
 Disponível em todos os transdutores
 Opera em conjunto com aquisição de imagem composta em tempo real SonoCT e aquisição de imagem
XRES.

Aquisição de Imagens 3D SonoCT a mão livre

Aquisição qualitativa de escala de cinza a mão livre, suportada em todos os transdutores de aquisição de
imagens.
 Exibição de volume com interpretação da superfície.
 Tela de visualização multiplanar
 Ferramentas de indicação em ambas as visualizações de volume e multiplanar
 Suporta Aquisição de Imagens Compostas em Tempo-Real SonoCT e XRES.

Instruções de Uso 17
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Aquisição de Imagem Composta em Tempo-Real SonoCT

 Disponível em todos os transdutores, exceto transdutores setoriais de fase Seleção automática do


número de ângulos de direção, baseado na condição de Resolução/ Taxa de Quadros (Res/Speed)
selecionável pelo usuário.
 Até 9 linhas de visão – ajustadas automaticamente pelo controle Res/Speed
 Opera em conjunto com aquisição de imagem Harmônica de Tecido, modo 3D e aquisição de imagem
Panorâmica e Doppler duplex.
 Opera em conjunto com aquisição de imagem XRES.
 Disponível no formato de tela ampla, durante a aquisição 2D.

Visualização XRES

 Disponível em todos os Transdutores


 Disponível em todos os modos de aquisição de imagens, incluindo Fluxo Colorido e
 Doppler.
 Opera em conjunto com aquisição de imagem composta em tempo real SonoCT

Contraste de Imagem

 Sistema otimizado para detecção harmônica de agentes de assinaturas


 Índice baixo variável mecânico (MI) e modo flash
 Pulso de Inversão Harmônica de imagem em transdutores s4 e PA4-2 para aplicação cardíaca e
abdominal e transdutores C5-2 para aplicação abdominal geral
 Timer Start/Stop

Imagem Tecidual Harmônica (THI)

 Sistema de processamento por segundo de freqüências harmônica (não linear de energia) (no tecido)
 Alta performance de imagem extensiva a todos os tipos corpóreos de pacientes.
 Disponível em transdutores PA4-2/ S4-2, S7-2 omni, T6H, S7-3t.
 Exibição de Imagem virtual livre de artifício.

Instruções de Uso 18
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Imagem Color Power Angio (CPA)

 Mode de Alta Sensibilidade para visualização de pequenos vasos


 Disponível para todos os transdutores
 Totalmente configurável pelo usuário
 Revisão Cineloop
 Pré-ajustes definido pelo usuário
 Mapeamento múltiplo incluindo CPA direcional
 CPA Direcional
 Controle individual de aquisição, filtro, sensibilidade, prioridade de eco (escrito) e inversão de cor.
 Região de interesse do CPA ajustável: tamanho e posição
 Persistência do usuário selecionável
 Nível de contraste selecionável pelo usuário
 Prioridade de escrita

Imagem Tecidual Doppler (TDI)

 A coloração TDI utiliza cor para exibir a direção e tempo da função do miocárdio
 A onda pulsada do TDI é usada para o mapeamento do tecido cardíaco e movimento da parede venal.
 Disponível para todos os transdutores
 Modo simultâneo ou duplo de operação na conjunção com 2D, Doppler Colorido e TDI colorido.

Imagem em Escala de Cinza 3D

 Disponível para aplicação Ob/Gyn


 Propicia a exibição qualitativa do volume do conjunto de dados 2D.
 Disponível para todos os transdutores
 Controles individuais para manipulação na tela da interpretação 3D e opções de exibição

Instruções de Uso 19
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Aquisição de Imagem Panorâmica SonoCT

 Aquisição de imagem em tempo-real composto de campo de visão estendido, adquirido no modo


fundamental ou SonoCT.
 Apto para adquirir imagens compostas com XRES.
 Capacidade para voltar e realinhar a imagem durante aquisições.
 Capacidade de zoom (ampliação) completa, pan (panorama), revisão de cine e rotação da imagem.
 Auto-ajuste de imagens compostas
 Usuário pode medir distância, distância de linha curva e área no modo de revisão, com marcador de
distância, exibido através da régua da linha da pele.
 Usuário pode exibir ou remover régua da linha da pele.
 Medições podem ser feitas em quadros individuais durante a revisão de Cine.
 Informação escalada será incluída para sinais de conectividade, permitindo medições em uma estação de
trabalho.
 Disponível em transdutores lineares e convexos.

Aquisição de Imagem 4D

 Aquisição de volume 3D quantitativo


 Geração de Imagem SonoCT
 3D Color Power Angio – CPA com transparência selecionável 3D em tons de cinza
 Software Offline para volume 3D e recursos de visualização MPR, manipulação e medição.
 Aplicação endovaginal
 Transdutores:- 3D8-4, 3D6-2 e 3D9-3v.

Aquisição de Imagem de Correlação 3D Eco Fetal


Freqüência Cardíaca fetal em exibição multiplanar, preservando as relações espaciais e temporais para
auxiliar na detecção de anomalias durante exames obstétricos de rotina.

Aquisição de Imagem Vaginal 4D


Disponível apenas para o transdutor 3D9-3v.

Aquisição de Imagem Abdominal 4D


Transdutor de matriz convexo:- 3D6-2 e 3D8-4

Aquisição de Imagem Combo 4D


 Aplicações endovaginais – transdutor 3D9-3v
 Transdutor de volume 3D de matriz convexa 3D6-2 e 3D8-4

Instruções de Uso 20
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Islice

O software ISlice faz uso da tecnologia de imagem volumétrica para rapidamente exibir imagens múltiplas a
partir de uma varredura. Estas visualizações precisas de múltiplos cortes permitem a rápida escolha das
melhores imagens para avaliação médica. Possibilita a revisão dos dados volumétricos em intervalos de
incrementos, com rotação completa similar a utilizada em MRI e CT. Diagnóstico Ob-Gyn.

Thick Slice

É a criação de uma região de interesse (ROI) fina dentro do volume 3D com objetivo de aumentar a
velocidade do fluxo de trabalho, eliminando o número de passos para alcançar o volume desejado. Thick
Slice ajuda no posicionamento da agulha, permitindo o médico ter uma certeza maior da localização da
agulha na lesão;
Aplicações Ginecológicas - Este recurso pode realçar a visualização de pólipos no endométrio;
Aplicações Obstétricas- Têm demonstrado ajudar no diagnóstico de polidactilia, lábio leporino, palato e na
visualizarão de anatomia tortuosa (Ducto cístico)

Quantificação:

Auto Stacked Contour: Permite ao usuário fazer medidas de contorno nos planos ortogonais.
Automaticamente detecta regiões hipoecóicas criando uma medida de volume; Possibilita ajustar o número
de cortes
Invert mode: Recurso que melhora a capacidade de visualizar estruturas hipoecóicas
(anecóicas/ecoluscente) onde geralmente temos dificuldade de exibir com a técnica tradicional. Possibilita a
avaliação do coração fetal, estruturas císticas e possibilita avaliar melhor estudos pediátricos
Color invert mode: Visualização superficial de vasos podendo utilizar o CPA direcional junto com o color
invert
Stic invert mode: Visualização superficial de vasos podendo utilizar o CPA direcional junto com o color
invert.

Campo Expandido de Visualização

Imagem Panorâmica
 Expansão do campo de visualização da composição da imagem
 Zoom, pan, revisão Cineloop e rotação de imagem.

Instruções de Uso 21
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Fisio

 Uma entrada de ECG de 3 vias


 Controles de ganho, varredura e posição da exibição.
 Cálculo e exibição automáticos do batimento cardíaco
 Exibição da condição de falha
 Localizador de Cine exibido do traçado de ECG

ATENÇÃO
O Módulo de Fisio/ECG encontrado no Sistema de Ultra-som HD11.XE / HD11, não é e não pode ser
utilizado para fins de diagnóstico e monitoração do eletrocardiograma (ECG). O Módulo Fisio/ECG não
analisa os diversos segmentos da onda de ECG, não imprime o ECG e nem armazena informações de
ECG, que possam ser utilizadas para diagnóstico ou monitoração de patologias cardíacas.
A finalidade exclusiva do módulo Fisio/ECG é a de sincronizar as imagens obtidas através do ultra-
som com o ciclo cardíaco do paciente.
Todos os dispositivos que entram em contato com o paciente, como transdutores, eletros devem ser
retirados do paciente antes da aplicação de um pulso de desfibrilação de alta tensão.

Opção de Segurança dos Dados

A segurança dos dados está disponível para ajudar a manter a confidencialidade de arquivos do pacientes
armazenados. Com esta opção, o acesso aos arquivos do exame do paciente é restrito a pessoas
autorizadas, através de proteção de senha.

Opção de Administração Técnica

O sistema inclui muitas capacidades de diagnóstico como características padrões, tal como, tratamentos de
erros e acesso remoto para diagnosticar o sistema. A opção de administração técnica adiciona as seguintes
capacidades:
 Testes avançados e outras ferramentas de diagnóstico
 Monitoramento e registro automático de parâmetros e procedimentos de operação do sistema;
advertências quando limites de operação são excedidos.
 Capacidades intensificadas por autodiagnóstico
 Tratamento e notificação de erros mais intensos
 Registro e notificação da manutenção preventiva
 Relatório de configuração do sistema e dos componentes
 Interface segura de administração técnica.

Instruções de Uso 22
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Stress Echo

 Modulo Stress Echo totalmente integrado


 3 protocolos fixos
 Até 8 estágios de captura e estudo de protocolo
 Protocolo configurável em tempo real
 Movimento de acompanhamento de parede
 Stop/Resume – Parada/Resumo
 Protocolo de Pausa

Revisão de Cine

 Aquisição, armazenamento em memória local e exibição em tempo real de modos duplex de até 800
quadros de imagens coloridas ou até 100 segundos de dados de Doppler e modo-M, para revisão
retrospectiva e seleção da imagem.
 Controle do trackball para seleção da imagem.
 Velocidade de reprodução variável
 Capacidade de indicação de dados 2D
 Disponível em todos os modos de aquisição de imagem, além de:
 Aquisição de Imagem Panorâmica
 Aquisição de Imagem 3D
 Controle independente de dados de imagem 2D e espectral no modo aquisição de imagem Duplex.
 Controle simultâneo de dados de imagem 2D e espectral em aquisição simultânea.
 Exibição na tela do número de quadros atual de 2D.

Instruções de Uso 23
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Área de Aplicação
O Sistema de Ultra-Som HD11XE e HD11 é um sistema de alta-resolução desenvolvido para aquisição e
revisão de imagens para aplicações clinicas e ultra-sonografia cardiológica e serviços compartilhados. O
carro ergometricamente projetado para ser altamente móvel e ajuntável para uma faixa de usuários e
condições e operações. Você pode utilizá-lo para aquisição de imagens 2D Mode, M Mode, 3D/4D, Color M
Mode, PW Doppler, CW Doppler, Color Flow, CPA, Triggered CW e PW, duplex, triplex, Doppler Inteligente,
Tissue Doppler e Panorâmica. O sistema suporta uma ampla faixa de transdutores. O sistema fornece
ferramentas de medição, opções de calculo e capacidade de rede DICOM.

Aplicações

 Abdominal
 Pequenas Partes e Superficial
 Pediátrica & Neonatal
 Muscolo-esquelético
 Obstetrícia
 Mama
 Imagem Geral
 Ginecologia e Fertilidade
 Intra-operatório
 Vascular
 Vascular Periférico
 Trans-cranial
 Cardíaca
 Adulto
 Pediátrico
 Transesophageal

Instruções de Uso 24
HD11.XE/ HD11
Identificação do Equipamento

Medições

 Profundidade 2D
 Distância
 Elipse
 Converter para elipse
 Traçado contínuo
 Traçado por pontos
 Curvilinear
 Volume
 Ângulo do quadril
 Fluxo de volume
 Redução percentual
 Freqüência cardíaca
 Tempo/ Inclinação
 Apagar calibrador
 Backup
 Concluir medida

Depois de executar as medidas, o sistema faz os cálculos pertinentes e organiza as medidas, os cálculos e
as informações do paciente em um relatório do paciente.

Instruções de Uso 25
HD11.XE/ HD11
Características Técnicas

3. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

Especificações Técnicas

Modo de Imagem

 Aquisição de Imagens Compostas em Tempo-Real SonoCT.


 Tecnologia de Visualização XRES
 Aquisição de Imagens Harmônicas de Tecido com tecnologia de inversão de pulso.
 Aquisição de Imagens Harmônicas SonoCT
 Aquisição de Imagens Harmônicas de Inversão do Pulso
 Modo-M simultâneo
 Modo M Colorido
 Color Power Angio (CPA)
 Duplex e PW Doppler simultâneos
 Duplex e Doppler de Onda Continua
 Duplex, e 2D, Fluxo Colorido e CW Doppler (modo triplo) simultâneos
 Triggered CW & PW
 2D, Fluxo Colorido, PW Doppler simultâneos (modo triplo)
 High PRF PW
 Doppler Inteligente
 Aquisição de Imagem Tissue Doppler
 Aquisição de Imagens Duplas com:
 Buffers Independentes de Cine
 Exibição de modo misto com uma imagem ao vivo, enquanto as outras estão congeladas, como por
exemplo, 2D/2D, 2D/Color, Color/Color, Color/CPA.
 Zoom (Ampliação) de Alta Definição
 Zoom (Ampliação) Reconstruído com Pan (Panorama)
 Aquisição de Imagens cromáticas
 Aquisição de Imagens de Color Power Angio (CPA)
 Aquisição de Imagens Panorâmicas SonoCT
 Aquisição de Imagens 3D SonoCT a mão livre
 Aquisição de Imagens 3D em escala de cinza
 Aquisição de Imagens 3D SonoCT ao vivo
 Aquisição de Imagens 3D em escala de cinza ao vivo
 Aquisição de Imagens 3D ao vivo com XRES.
 Aquisição de Imagem 4D

Instruções de Uso 26
HD11.XE/ HD11
Características Técnicas

Modo M

 Disponível em todos os transdutores


 Seleção de taxa de varredura
 Marcação de tempo: 0.1 e 0.2 segundos
 Coloração Cromática com múltiplos mapas de cor
 Revisão no Modo M para analise retrospectiva de dados no Modo M
 Exibição em Tela cheia para facilitar diagnose, precisão na localização do calibre.
 Modo M colorido em todos os transdutores setoriais e transdutores C5-2,C8-4v, S7-2 omni, T6H e S7-3t.

Doppler

 Exibição de anotação incluindo Modo Doppler escala (cm/seg. ou kHz), freqüência de repetição de pulso,
ajuste de filtro, aquisição, status da saída de acústica, amostragem do tamanho do volume,
normal/invertido, ângulo de correção, curvatura da escala cinza.
 Ângulo de correção com ajuste de velocidade automático.
 Doppler adaptável de pulso de sinais fracos para melhorar a visualização do espectro e aumentar o pulso
de onde de rádio para fluxo preciso de avaliação.
 Freqüência ajustável/exibição de velocidade
 8 – posição de transferência zero
 Exibição Normal/Invertida próximo a linha zero horizontal
 Taxa FFT espectral 1 milisegundo
 Velocidade de varredura selecionável
 Seleção de sinal de baixa freqüência com parede de filtro ajustável
 Seleção da curva da escala cinza para otimização da seleção
 Seleção do formato de exibição (1/3-2/3,1/2-1/2, 2/3-1/3) i ou lado a lado
 Revisão do Doppler para analise retrospectiva dos dados do Doppler

Doppler de Onda Pulsada (PW)

 Disponível para todos os transdutores


 Amostragem ajustável do tamanho de volume:. 05-2.63 cm
 Exibição do movimento tecidual e fluxo sanguíneo em 2D e simultaneamente PW Doppler.
 Modo Triplo – Exibição do movimento tecidual e fluxo sanguíneo em 2D, CPA/colorido e Doppler PW

Doppler de Onda Continua (CW)

 Apenas para transdutores de fase


 Orientável até 90 graus
 Taxa máxima de velocidade:- 19 m/seg.

Instruções de Uso 27
HD11.XE/ HD11
Características Técnicas

Doppler colorido adaptativo

 Coloração Adaptável automaticamente otimiza a cor ou a freqüência Color Power Angio, assegurando
excelente sensibilidade e penetração de cor.
 Comparação de cor – exibição simultânea em tempo real Color Power Angio, Color Doppler e escala de
cinza de imagens lado a lado.
 Inversão de cor automática – automaticamente inverte o mapa de cor para manter selecionado o código
de cor quando há expansão linear do ângulo para a vertical.
 Disponível para todos os transdutores
 Revisão Cineloop
 Cromatização 2D de coloração múltipla – mapa de cor
 256 bins de cor
 Variação Continua de expansão de cor
 Trackball – controle de cor da região de interesse: tamanho e posição
 Mapeamento, filtro, sensibilidade de cor, densidade de linha, deslizamento, prioridade de eco,
persistência de cor, aquisição e linha de base otimizada automaticamente pelo pré-ajuste ou seleção do
usuário.
 Velocidade e variação de exibição
 Controle de densidade de linha Color/2D
 Seleção da barra de exibição de cor

Formato de Imagem
 Linear
 Curvo
 Setorial

Graduação de Cinza
 256 (8 bits) no modo 2D, Modo M e análise espectral Doppler.

Taxa de Quadros de Aquisição


 Maior que 500 quadros por segundo no Modo de Alta Taxa de Quadros (dependem do transdutor, campo
de visão, profundidade e ângulo).

Apresentação da Imagem

 Para cima/para baixo


 Para esquerda/direita
 Exibição múltipla de imagem dupla
 Múltiplos formatos de imagem duplex (1/3-2/3, ½-1/2, 2/3-1/3, 50/50 e tela inteira)
 Profundidade de 30 cm

Instruções de Uso 28
HD11.XE/ HD11
Características Técnicas

Exibição de Anotação

 Anotação na tela de todos os parâmetros de aquisição de imagem pertinentes, para uma completa
documentação, incluindo tipo e freqüência do transdutor, opções clínicas ativas e pré-ajustes otimizados,
profundidade da exibição, curva TGC, escala de cinza, mapa de cores, taxa de quadros escala dinâmica,
intensificação da compressão e do contraste, ganho de cor, modo de imagem colorido e dados do
hospital e do paciente.
 Exibição da data do aniversário do paciente ou do ID do usuário selecionável pelo usuário.
 Posição fixa da área de título para anotação persistente.
 Dados de anotação e Nome do Paciente podem ser desligados (omitidos), para gerar imagens usadas
em publicações e apresentações.
 Ícone Deslizante do Setor para transdutores endocavitários.
 Marcador da orientação do plano de escaneamento.
 Exibição da Escala de Profundidade, selecionável pelo usuário.
 Exibição em tempo real do Índice Mecânico (MI).
 Exibição em tempo real do Índice Térmico (TIb, TIc, TIs).
 Múltiplas setas de anotação orientadas pelo trackball.
 Marcadores de corpo pré-definidos (anotação anatômica específica da aplicação - configurável pelo
usuário). Suportado no formato de aquisição de imagem Dupla.
 Inversão da linha de base Doppler.
 Curva TGC (exibição selecionável pelo usuário)
 Valores de TCG (Ligado/Desligado)
 Ferramentas de indicação que fornecem uma breve descrição de parâmetros de imagem abreviados na
tela.
 Arbitramento do trackball
 Exibição de pequenas imagens impressas/armazenadas.
 Resultados de cálculos e rótulos de análises
 Anotações gráficas que permitem navegação para outras funções de análise
 Ícones de conectividade de rede, para permitir o retorno instantâneo das condições da rede.
 Exibição do número de Quadros de “Cine”.
 Barra de “Cine” com marcadores de enfeite
 Região de aviso para exibição de mensagens informativas.

Instruções de Uso 29
HD11.XE/ HD11
Características Técnicas

Arquitetura do Sistema

 Forma de onda de banda larga totalmente digital


 Aquisição de imagens MicroFine 2D
 Aquisição de imagem de fluxo de banda larga digital
 Supercomputação da unidade de processamento de imagem (IPU)
 Ajuste dinâmico do foco
 Faixa dinâmica de entrada >170 dB (a todo instante)
 128 Canais digitalmente graduáveis
 Até 9 quadros compostos em tempo real com aquisição de imagens SonoCT
 Processamento de Sinais Estendido (ESP) avançado com processamento digital de sinais e freqüência
paralelos, compreendendo:
 Melhora da resolução do contraste do tecido e a percepção da textura
 Aguça o perfil do feixe lateral para o tamanho de ponto mais fino.
 Reduz artefatos de pequenos pontos para aumentar a clareza da imagem
 Software de Aquisição de Imagem Inteligente Especifica do Tecido fornece otimização total do sistema
através do tipo de exame, para mais de 5000 parâmetros.
 Formação do feixe paralelo de 4x
 Interpolação RF de 4x
 Formação do feixe de abertura sintética.

Carro do Sistema

Projeto ergonômico que inclui:


 Projetado para uma fácil manobrabilidade e mobilidade
 Articulação de 17,8 cm do painel de controle para cima/para baixo
 Rotação de 30º do painel de controle (±15º a partir do centro)
 Movimento de 16 cm do painel de controle de lado a lado (±8 cm)
 Monitor de exibição de tela plana de alta resolução de 17’’ (43 cm) (HD11.XE)
 Monitor de exibição alta resolução de 17’’ (43 cm) (HD11)
 Articulação de quatro formas com faixa de ajuste da altura de 140 – 155 cm
 Ajuste lateral de lado a lado
 Suportes para transdutor e garrafa de Gel (removíveis para fácil limpeza)
 Mobilidade através de rodinhas de alta qualidade e que absorvem choques, com controles através de
pedal para:
 Giro das 4 rodas
 Trava do giro de 2 rodas
 Freios de 2 rodas
 Saída de 8 alto-falantes estéreos de alta fidelidade
 Descanso para os pés.

Instruções de Uso 30
HD11.XE/ HD11
Características Técnicas

 Armazenamento nas bolsas laterais convenientes e na bandeja para acessórios.


 Bandeja para periféricos universais proporciona fácil acesso a até dois aparelhos de
impressão/documentação a bordo.
 Condicionador de linha embutido fornece isolamento das flutuações da voltagem e das interferências de
ruídos elétricos.
 Quatro ventiladores de alta-capacidade com ajuste automático da velocidade, para otimizar a eficiência
do resfriamento, com o mínimo de ruído audível (não deve exceder a 48 dBA a 25ºC, 51 dBA a 40ºC)

Painel de Controle e Interface do Usuário

 Interface gráfica do usuário fácil de aprender.


 Projeto ergonômico dos controles primários, prontamente acessíveis e agrupados de forma lógica.
 Três estados da iluminação de fundo do painel de controle (Ativo, Disponível e Indisponível)
 Controle da Iluminação Ambiente – ótima visualização de imagens, tanto em meios escuros quanto em
meios claros.
 Outros controles secundários acessíveis através de um painel sensível ao toque de alta resolução e
completamente colorido.
 8 controles (potenciômetros) deslizantes de curva TGC
 TGC ativo: curvas TGC pré-definidas, otimizadas para aquisição de imagens excelentes de forma
consistente e com o mínimo ajuste de TGC.
 Controles de Ganho independentes para os modos 2D, Color, CPA, PW, CW e modo-M.
 Compensação Lateral de Ganho (LGC)

Conectividade

 Características padrões de conectividade incluem:


 Impressão local para impressoras de vídeo a bordo ou não.
 Impressão de relatório da página
 Impressão DICOM
 Exportação de imagem e forma de onda para meio removível (CD)
 Exportação de dados de relatório para programas de computador para análise off-line.
 Saída Ethernet 100 Base-T
 Opção de conectividade NetLink inclui:
 Exportação de imagem e forma de onda para servidores de armazenamento na rede.
 Lista de trabalho DICOM com suporte a RIS e estrada automática de dados do paciente.
 Ajuste automático baseado no procedimento da Lista de Trabalho.
 Passo de Procedimento Realizado (PPS)
 Comprometimento de Armazenamento (SC)
 Relatório de Estrutura (SR). Inclui OB e Vascular.

Instruções de Uso 31
HD11.XE/ HD11
Instalações ou Montagem do Equipamento

4. INSTALAÇÕES OU MONTAGEM DO EQUIPAMENTO

Os Sistemas de Ultra-som HD11.XE e HD11, somente devem ser


instalados e montados pelo Serviço Técnico da PHILIPS, ou por seu
Representante.

A montagem e a instalação do equipamento já estão incluídas na venda do equipamento.


A correta instalação do equipamento assegura ao cliente o direito à garantia do produto
contra defeitos de fabricação
A solicitação da instalação/montagem pode ser feita no seguinte endereço:

Representante no Brasil:
Philips Medical Systems Ltda.
Av. Dr. Marcos Penteado Ulhoa Rodrigues, 401, Parte 16 -
Tamboré
06460-040 Barueri - SP
Fone: (11) 2125-3465
Fax: (11) 2125-3422

CUIDADO
 Utilizar acessórios, transdutores, periféricos ou cabos que não sejam fornecidos com o sistema de ultra-
som ou que não sejam recomendados pela PHILIPS pode afetar o sistema, de forma que aumentará as
emissões ou diminuirá a imunidade a ocorrências externas de EMI/EMC.
 Quando utilizar equipamentos periféricos adicionais alimentados a partir de uma fonte elétrica diferente
que a do sistema de ultra-som, a combinação é considerada um sistema médico. È sua
responsabilidade estar em conformidade com a norma IEC 60601-1-1 e testar o sistema para os seus
requisitos. Caso tenha duvidas, entre em contato com o seu Representante da PHILIPS.
 Não use nenhum periférico não-médico dentro da distância de dois metros de um paciente, a menos
que os periféricos não-médicos recebam energia de uma tomada elétrica isolada no sistema de ultra-
som da PHILIPS, ou de um transformador de isolamento que satisfaça aos padrões de segurança
médica.

OBSERVAÇÃO
Qualquer aparelho que não seja adquirido da PHILIPS e que não seja instalado pelo pessoal da PHILIPS,
não está coberto pelo contrato de serviço e pela garantia da PHILIPS, e ele não terá a manutenção ou
reparo feitos pela PHILIPS.

Instruções de Uso 32
HD11.XE/ HD11
Instalações ou Montagem do Equipamento

Requisitos mínimos para instalação do Sistema de Ultra-som HD11.XE e


HD11.

Requisitos Elétricos
O sistema contém uma fonte de alimentação universal para trabalhar com as seguintes voltagens: 100-120/
220-240 V, 47/63Hz, 1150 VA. A energia deve estar disponível através de uma tomada da rede do hospital
aterrada.
 A tomada CA deve ser capaz de suportar até 1.440 VA para compensar oscilações e flutuações.
 A tomada CA deve ser capaz de suportar correntes intermitentes de até 15 A (para 100/120 V CA) ou 10
A (para 200/240 V CA).
 A tomada CA deve ter um circuito que comporte essa carga adicional.
Um terminal eqüipotencial é fornecido no painel traseiro do sistema. Utilize-o quando for necessário um
aterramento redundante em conformidade com o padrão IEC 60601-1-1.

Requisitos Ambientais
Se seu sistema irá ser usado em uma variedade de locais em sua instalação, garanta que os seguintes
requisitos operacionais sejam satisfeitos em cada local.

Ambiente Operacional
 Temperatura: 0°C a 40°C (32°F a 104°F)
 Umidade Relativa: 20% a 80% - sem condensação
 Pressão atmosférica: 697 a 1.013 hPa.

Ambiente de Armazenagem
 Temperatura: -20°C a 60°C (-4°F a 140°F)
 Umidade Relativa: 20% a 90% sem condensação.
 Pressão atmosférica: 572 a 1.013 hPa.

Requisitos Físicos
 Profundidade: 111.76 cm
 Comprimento: 55.8 cm
 Altura: 130.8 com Monitor Travado; 148.6 com Monitor completamente erguido.
 Peso: 100 kg/ 220 lbs (sem periféricos)

Conexão de Dados
 Rede Ethernet (10 baseT)
 USB

Interface de Modalidade
 Padrão DICOM

Instruções de Uso 33
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

5. OPERAÇÃO DO EQUIPAMENTO

Para a operação do Sistema de Ultra-som HD11.XE e HD11, é necessário


o Treinamento dos operadores no equipamento.

O treinamento dos operadores no equipamento deve ser realizado por especialista em


aplicação designado pela PHILIPS para tal.
Este treinamento já faz parte do pacote de venda do equipamento e deverá ter sua data
acertada em comum acordo entre as partes.
Os Canais de Comunicação para solicitar o treinamento estão relacionados no final deste
Manual.

Instruções de Uso 34
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

Operação do Sistema
Os procedimentos nesta seção ajudarão a você compreender e usar as funções do sistema.

Para ativar ou desativar o sistema:


Pressione o botão On/Off (Ligar/desligar) localizado à direita do painel de teclas Programáveis.

2. Botão On/Off.

 Quando o sistema estiver desligado, pressione o botão On/Off para ligá-lo.


 Quando o sistema estiver ligado, pressione o botão para iniciar o processo de encerramento e para
desligar totalmente o sistema.

NOTA
Não desconecte o sistema da tomada antes que o sistema esteja totalmente desligado.

Se desconectar o sistema antes da exibição da mensagem de encerramento, você terá de esperar mais do
que o normal para usá-lo na próxima vez em que ele for ligado. Também é possível corromper arquivos, o
que pode resultar na perda de dados de pacientes ou em um sistema inoperante.
Se o sistema não desligar após 90 segundos, mantenha pressionado o botão On/ Off por 5 segundos para
forçar o encerramento do sistema.

NOTA
Pressionar o botão On/Off para forçar o encerramento do sistema pode provocar os mesmos problemas de
desconectá-lo prematuramente. Aguarde 90 segundos antes de presumir que houve falha no encerramento
normal do sistema.

Instruções de Uso 35
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

Ajuste do Sistema

Ajuste da tela de imagem

Execute as etapas a seguir toda vez que a iluminação do ambiente mudar.

Para ajustar o contraste e o brilho do monitor:


1. Pressione a tecla Setup.
2. Clique na guia System.
3. Clique no botão Monitor Adjust e siga as instruções da tela.

Levantamento, abaixamento e rotação do painel de controle do sistema e do monitor.

Para levantar ou abaixar o painel de controle do sistema e o monitor:


1. Pegue a alça debaixo do painel de controle do sistema e puxe-a em sua direção.
2. Levante ou abaixe o painel de controle do sistema.
3. Solte a alça para travar o painel de controle do sistema na posição.
4. Para travar ou destravar a rotação do painel de controle do sistema, mova a alavanca acima das teclas
simbólicas.

Usando o Freio e a Trava de Direção

Todas as quatro rodas giram para auxiliar na mobilidade do sistema. Você pode empregar a trava de direção
para tornar a orientação mais fácil, quando movimentar o carrinho. O freio ajuda a manter o carrinho
estacionado, enquanto estiver em uso.
Opere o freio e a trava de direção usando os pedais na parte inferior da frente do carrinho (veja figura a
seguir). Os pedais são ligados para prevenir que o freio e a trava de direção sejam empregados ao mesmo
tempo.

ADVERTÊNCIA
 Nunca estacione o sistema em uma inclinação.
 Os freios são pretendidos para uma comodidade. Quando o sistema estiver estacionado, use calços nas
rodas, para aumentar a segurança do carrinho.

Para usar a trava de direção e o freio das rodas


Faça qualquer uma das seguintes opções:
 Para empregar a trava de direção e liberar o freio,
pressione completamente o pedal direito.
 Para empregar o freio e liberar a trava de direção,
pressione completamente o pedal esquerdo.
 Para liberar a trava de direção e o freio, pressione o pedal
mais alto até a metade, de forma que ambos os pedais
estejam nivelados.

Instruções de Uso 36
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

Ajustando o Monitor

Posicionando o Monitor

Você pode ajustar a posição do monitor para adaptar-se a diferentes posições de operação e alturas dos
operadores. Quando ele é liberado da sua posição travada para transporte, o monitor pode ser inclinado para
cima e para baixo, girado para esquerda e para direita, e movimentado de um lado para outro. Para ajustar o
monitor, simplesmente agarre-o pelos lados e incline-o, gire-o, ou mova-o de um lado para outro.

Ajuste da exibição

Execute as etapas a seguir toda vez que a iluminação do ambiente mudar.


Para ajustar o contraste e o brilho do monitor:
1. Pressione a tecla Setup.
2. Clique na guia System.
3. Clique no botão Monitor Adjust (Ajuste do monitor) e siga as instruções na tela.

Usando os Controles do Sistema

Painel de Controle

O painel de controle, localizado no módulo de controle, contém os controles principais de aquisição de


imagem. Estes controles incluem botões giratórios, botões, controles deslizantes TGC e um trackball. Os
botões que estão no topo também atuam como botões giratórios. Por exemplo, quando você pressiona o
controle M-Mode (Modo-M), inicia-se a aquisição de imagem do Modo-M; quando você gira o controle M-
Mode altera o ganho do Modo-2D/M; e em aquisição de imagem em 3D, quando você gira o controle M-
Mode, altera a ampliação.
Uma tela sensível ao toque no topo do painel de controle contém controles que assumem diferentes funções,
dependendo do modo operacional do sistema.

Instruções de Uso 37
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

1. Painel de teclas programáveis.


2. Botões.
3. Teclado.
4. Chaves oscilantes.
5. Botões.
6. Trackball.
7. Botão On/Off.
8. Botão Help.
9. Controles deslizantes.

Posicionando o Módulo de Controle

Você pode ajustar a posição do módulo de controle verticalmente e de um lado para o outro.
Além disso, você também pode girar o módulo de controle.
Para posicionar o módulo de controle
Faça qualquer uma das seguintes opções:
 Para mover o módulo de controle para cima e para baixo, aperte a alavanca de liberação na alça da
frente e use as alças para posicionar o módulo.
 Para girar o módulo de controle, libere a trava debaixo do módulo, e em seguida gire o módulo, enquanto
agarra-o pelos lados.
 Para mover o módulo de controle de um lado para outro, libere a trava debaixo do módulo, e em seguida
deslize-o, enquanto agarra-o pelos lados.

Utilização do painel de controle do sistema

O painel de controle do sistema é a superfície horizontal que contém teclas que podem ser pressionados,
controles giratórios que podem ser girados e controles deslizantes que podem ser movidos para a direita e
para a esquerda ou para cima e para baixo. Observe que as teclas, os controles giratórios e os controles
deslizantes encontram-se agrupados com outros controles de funções relacionadas. Por exemplo, os
controles de Doppler estão agrupados no canto inferior esquerdo.

Teclas programáveis
As teclas programáveis são as teclas ovais acima do painel de controle do sistema e abaixo do monitor. As
funções das teclas programáveis mudam de acordo com o modo, o aplicativo, a predefinição e o transdutor. A
função das teclas programáveis é descrita acima de cada uma delas, na parte inferior da tela de imagem.
Para utilizar uma tecla programável, pressione a seta para cima ou para baixo na tecla para escolher ou
alterar a seleção correspondente à tecla na tela de imagem.

Instruções de Uso 38
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

Teclas programáveis Next e Previous


Quando mais de cinco teclas programáveis estiverem disponíveis, a tecla programável Next aparece à
extrema direita dos controles. Para visualizar o segundo nível de teclas programáveis, pressione a tecla
programável Next. Quando o segundo nível de teclas programáveis for exibido, aparece a tecla programável
Previous. Pressione a tecla programável Previous para visualizar o nível principal de teclas programáveis.

Localização de uma tecla programável


Se a tecla programável que você procura não aparecer:
 Pressione a tecla programável Next para verificar se ela aparece no segundo nível de teclas
programáveis.
 Pressione a tecla Select para alterar a palavra realçada no canto inferior direito da tela de imagem. Em
alguns modos, como Color, M Mode e Duplex, as teclas programáveis mudam de acordo com a função
ativa do trackball.

Teclado
Utilize o teclado do painel de controle do sistema para digitar informações nos campos e para digitar rótulos,
bem como rótulos Quick Text na tela de imagem.

Teclas Select e Enter e o trackball


O trackball, a tecla Enter e a tecla Select funcionam em conjunto como um mouse de computador. Mover o
trackball é como mover um mouse. Pressionar a tecla Enter é como pressionar o botão esquerdo do mouse.
Em Image Review, pressionar a tecla Select é como pressionar o botão direito do mouse.

Clique em um item na tela ou escolha de uma opção


Para clicar em um item na tela ou para escolher uma opção, use o trackball para mover o cursor para cima do
item ou da opção e pressione a tecla Enter.

Alteração da função ativa do trackball


Em muitas circunstâncias, o trackball pode ser usado para mais de uma função. As funções possíveis do
trackball no modo, transdutor e predefinição atual encontram-se relacionadas no canto inferior direito da tela
de imagem. A função ativa do trackball encontra-se realçada e os elementos da tela associados a ela
aparecem em azul. Para alterar a função ativa do trackball, pressione a tecla Select.

Uso de idiomas opcionais de entrada


É possível digitar informações do paciente e rótulos de anotação utilizando qualquer um dos idiomas de
entrada do sistema.
Para exibir ou ocultar a janela de status IME, pressione duas vezes a tecla World.
Para alterar o idioma de entrada atual, pressione a tecla Alt esquerda e uma das teclas Shift ao mesmo
tempo.
Se o Local estiver definido como Japanese, aparecerão botões de opção na janela Patient Identification que
permitem digitar as informações do paciente usando o método ideográfico ou fonético. Todas as
representações das informações do paciente aparecem no relatório do paciente.

Instruções de Uso 39
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

Configuração do sistema

Você pode personalizar o sistema de várias maneiras para torná-lo mais útil para você. É possível criar
predefinições especialmente projetadas para os exames que você realiza, alterar as definições do sistema de
acordo com as suas necessidades e adicionar opções para aprimorar suas habilidades de aquisição de
imagens.
O sistema disponibiliza a janela Setup para que você modifique as definições do sistema e as definições de
modos, aplicativos, opções, predefinições e periféricos.

Sobre as predefinições

Uma predefinição é um grupo de definições que otimizam o sistema para um tipo específico de exame. As
predefinições estabelecem várias definições iniciais, como valor de ganho, mapa de cores, filtro, rótulos e
tipos de medida.
Ao ativar o sistema, a última predefinição usada está ativa. Antes de começar um exame, verifique se a
predefinição apropriada está ativa.
O sistema possui diversas opções de predefinição-padrão. Não é possível excluir essas predefinições-
padrão. No entanto, elas oferecem um ponto inicial a partir do qual você pode criar suas próprias
predefinições. É possível criar até 20 predefinições para cada um dos 9 tipos de exames. Se for necessário
criar mais de 180 predefinições, você pode gravá-las em um disco e restaurá-las de acordo com a sua
necessidade.

NOTA
As predefinições Cardiac, OB/GYN e Vascular estão disponíveis somente se você tiver adquirido a opção do
pacote de aplicativos correspondente.

É importante fazer uma cópia de segurança de suas predefinições para preservá-las na eventualidade de
uma falha de disco rígido, ou antes, da atualização do software do sistema.

Alteração das definições do sistema

Para alterar as definições do sistema, pressione a tecla Setup e clique na guia System.

Gravação das alterações de configuração

Para aplicar suas alterações ao estado atual do sistema, basta efetuá-las e clicar em Apply ou Close. Para
salvar as alterações como uma predefinição, clique em Salvar.

Instruções de Uso 40
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

Usando Transdutores

O sistema inclui três conexões para transdutores array e uma conexão para transdutor Doppler de onda
pulsada ou onda contínua. Todas quatro conexões podem ser ocupadas ao mesmo tempo, mas somente um
transdutor pode estar ativo por vez.
Quando um transdutor não estiver em uso, armazene-o em um dos suportes para transdutores no módulo de
controle. Sempre use o sistema de gestão de cabos para prevenir que os cabos sejam pisados ou que as
rodas do carrinho passem por cima deles.

Conectando Transdutores

Para conectar um transdutor


1. Ajuste o transdutor em um dos suportes do
transdutor em ambos os lados do módulo de
controle
2. Suspenda o cabo do transdutor no braço de
gestão de cabos, embaixo do módulo de
controle.
3. Insira o conector do transdutor dentro de uma
das três conexões na frente do sistema (veja
figura a seguir)
4. Gire a alavanca de trava no sentido horário.

Selecionando Transdutores

Quando o sistema estiver ligado, ele coloca como padrão o transdutor conectado à conexão mais à esquerda.
Você pode selecionar entre os quatro transdutores conectados, durante a operação do sistema.
Para selecionar um transdutor.
1. Pressione Transducer (Transdutor).
2. Na tela sensível ao toque Transducer, toque em um botão de transdutor para selecionar um transdutor.
3. Toque na opção clínica, e selecione a que você quer usar. A tela sensível ao toque fecha-se, quando
você fizer a sua seleção.

Usando Fisio

Conectando Derivações de Fisio

Para conectar sinais de ECG


Consulte a figura a seguir e faça uma das seguintes opções:
 Para conectar um sinal de ECG de baixo-nível, oriente o conector das derivações de ECG com a abertura
para cima e a insira dentro da conexão de ECG .
 Para conectar um sinal de ECG de alto-nível, insira o conector de fone a partir do monitor do paciente na
conexão de alto-nível .

Instruções de Uso 41
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

Realizando um Exame

Esta seção guia você através dos procedimentos mais comumente usados na realização de exames dos
pacientes com o sistema HD11.XE/ HD11. Estes procedimentos incluem entrada de dados do paciente,
aquisição, anotação e revisão de imagens, e realização de medidas e cálculos.
Para informações detalhadas dos controles, das funções e das tarefas mencionadas aqui, veja o Help
(Ajuda). Para exibi-lo, pressione a tecla Help.

Iniciando um Exame

Você inicia um exame digitando os dados do paciente no sistema. Existem duas maneiras de entrar os dados
do paciente. Se a função de lista de trabalho não estiver habilitada ou usada no seu sistema, você entra os
dados do paciente na tela Patient Data (Dados do Paciente). Se seu sistema estiver conectado a uma rede
DICOM com a função lista de trabalho habilitada, você pode selecionar um exame para carregar os dados do
paciente, ao invés de entrar estas informações manualmente.
O sistema usa um único ID para identificar cada paciente. Você pode entrar um ID, ou pode fazer o sistema
criar um automaticamente. Imagens arquivadas, gráficas de crescimento fetal e relatórios são armazenadas
baseados no ID do paciente.

Para entrar a informação do paciente


1. Garanta que o exame anterior seja encerrado pressionando End Exam (Finalizar Exame) ou clicando
em End Exam (Finalizar Exame) na tela Patient Data (Dados do Paciente).
2. Pressione Patient Data (Dados do Paciente).
3. Na tela Patient Data, digite as informações do paciente. (Pressione a tecla Tab para mover o cursor de
um campo para outro.)
4. Clique na aba Study Info (Informação do Exame).
5. Para Study Type (Tipo do Exame), selecione o exame que você realizará.
6. Entre a informação do exame pertinente ao paciente.
7. Quando você terminar, clique em Close (Fechar).

Para selecionar um paciente na lista de trabalho


1. Pressione Patient Data (Dados do Paciente).
2. Na tela Patient Data (Dados do Paciente), clique na aba Worklist (Lista de Trabalho).
3. Na lista de trabalho, selecione o exame que você quer e clique em Close (Fechar).
4. O sistema carrega as informações do paciente, e você está pronto para iniciar um exame para aquele
paciente.

Se necessário você pode procurar por um exame específico usando Search Patient (Procurar Paciente) na
tela Patient Data.

Instruções de Uso 42
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

Para procurar por um arquivo do paciente


1. Pressione Patient Data (Dados do Paciente), e em seguida clique na aba Worklist (Lista de Trabalho).
2. Realize uma das seguintes opções:
 Para procurar por um paciente na lista de trabalho escolha um parâmetro de busca a partir da lista na
aba da lista de trabalho, digite o parâmetro correspondente, e selecione o exame destacado por uma
caixa riscada.
 Para procurar por um paciente não exibido na lista de trabalho, clique Patient Search (Busca do
Paciente), digite qualquer dado do paciente nos campos de texto correspondentes, e clique em
Search (Procurar).
3. Para carregar dados para este paciente, clique em Close (Fechar).

Selecionando um Transdutor

Quando o sistema é ligado, ele coloca como padrão o transdutor conectado ao conector mais à esquerda.
Você pode selecionar dentre os quatros transdutores conectados durante a operação do sistema.

Para selecionar um transdutor


1. Pressione Transducer (Transdutor).
2. Na tela sensível ao toque de Transducer, selecione um transdutor.
3. Toque na opção clínica e no pré-ajuste Específico do Tecido que você quer usar.

Aquisição de Imagem

Todos os modos de aquisição de imagem são acessíveis diretamente a partir do painel de controle. O
procedimento a seguir cobre somente um exame 2D, mas os passos descritos aplicam-se a todos os modos
primários de aquisição de imagem.

Para usar aquisição de imagem 2D


1. Pressione 2D para iniciar a aquisição de imagem 2D. (O sistema inicia-se no modo 2D, a menos que o
único transdutor conectado seja um CW.)
2. Gire 2D para alterar o ganho aplicado aos ecos 2D. O ajuste de ganho na tela aparece sob 2D com n%,
onde n é o valor de ganho.
3. Utilize os controles na tela sensível ao toque e no painel de controle para ajustar a profundidade, foco e
zoom (ampliação).
4. Use os controles da tela sensível ao toque para otimizar a imagem.
5. Para ver outros controles da tela sensível ao toque, toque em Next (Próximo).
6. Para retornar para aquisição apenas de imagem 2D, a partir de qualquer modo de aquisição de imagem,
pressione 2D.

Instruções de Uso 43
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

Adicionando Anotações e Marcas de Corpo

A função de anotação permite adicionar texto à tela digitando ou usando os botões na tela sensível ao toque
Annotations (Anotações). O título da tela da imagem é um tipo de anotação que aparece na localização fixa
próximo ao topo da tela. Você também pode adicionar marcas de corpo à tela a partir da tela sensível ao
toque Body Markers (Marcadores de Corpo). A função de anotação está disponível nos modos de
aquisição ao vivo e nos modos congelados. Durante a revisão, a função de anotação está disponível apenas
no formato de tela cheia.

Adicionando Anotação

Para adicionar anotação usando o controle Annotate (Anotar)


1. Pressione Annotate (Anotar).
2. Use o trackball para posicionar o cursor de texto na tela.
3. Realize qualquer uma das opções a seguir:
 Para adicionar anotação específica, digite o texto que você quer que apareça na tela.
 Para exibir anotações pré-definidas, toque em um botão de anotação para exibir seu texto.
 Para exibir uma seta, toque no botão de seta, posicione o indicador e em seguida clique para fixar a
posição.
 Para apagar todo texto, pressione em Erase Text (Apagar Texto) ou toque em Erase All Text
(Apagar Todo Texto).
 Para apagar a última palavra digitada, toque em Erase Last Word (Apagar Última Palavra) para
apagar palavras de uma vez.
 Para apagar setas, toque em Erase Arrow (Apagar Setas) para apagar todas as setas.
 Para mover o cursor de texto para posição inicial, toque em Home (Início).
 Para selecionar uma nova posição inicial, posicione o cursor e toque em Set Home (Selecionar
Início).
 Para sair do modo de anotação, toque em Close (Fechar) ou pressione novamente Annotate
(Anotar).

Para adicionar anotação usando somente o teclado


1. Pressione a tecla Text Cursor (Cursor de Texto).
2. Use o trackball para posicionar o cursor de texto na tela.
3. Digite o texto que você quer adicionar.
4. Para apagar o texto, pressione Backspace.
5. Quando terminar, pressione novamente Text Cursor (Cursor de Texto) para remover o cursor de texto.

Adicionando um Título
Para adicionar um título a tela da imagem
1. Pressione a tecla Title Cursor (Cursor de Título).
2. Digite o texto que você quer adicionar para o título.
3. Para apagar o texto, pressione Backspace.
4. Quando terminar, pressione novamente Title Cursor (Cursor de Título) para remover o cursor de título.

Instruções de Uso 44
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

Exibindo Marcadores de Corpo

Para exibir marcadores de corpo


1. Pressione Body Mark (Marca de Corpo) para exibir a tela sensível ao toque de Body Markers
(Marcadores de Corpo) para o transdutor e a aplicação atual. Para conjuntos maiores de marcadores de
corpo, pressione novamente Body Mark (Marca de Corpo), que são exibidos marcadores de corpo
adicionais.
2. Toque em um botão para colocar o marcador de corpo correspondente no local inicial na tela, ou para
recolocar um marcador de corpo existente.
3. Posicione o indicador de plano de varredura do transdutor no marcador de corpo, e gire o botão Body
Mark (Marca do Corpo) para alterar a direção do indicador do transdutor.
4. Faça uma das opções a seguir:
 Para mover o marcador, toque em Move Body Mark (Mova Marca de Corpo) e posicione o
marcador de corpo usando o trackball.
 Para remover um marcador de corpo, pressione Erase Body Mark (Apagar Marca de Corpo).
 Para fechar a tela sensível ao toque Body Markers (Marcadores de Corpo), toque em Close
(Fechar) ou pressione Body Mark (Marca de Corpo) novamente.

Gravação

Com um VCR (vídeo-cassete) opcional, você pode gravar um exame e seus comentários. O microfone deve
ser ligado antes de você gravar os comentários.
Para gravar e visualizar com o VCR:
1. Para gravar e visualizar uma gravação pressione VCR no painel de controle do sistema e use qualquer
um dos seguintes controles, ou na tela sensível ao toque VCR ou no próprio VCR:

Play (Reproduzir) Para reproduzir o vídeo e uma velocidade normal.

Stop (Parar) Para parar a reprodução.

Record (Gravar) Para iniciar a gravação.

Pause (Pausa) Para parar temporariamente o movimento da fita.

Rewind (Rebobinar) Para rebobinar a fita de vídeo.


Fast Foward
Para avançar a fita de vídeo.
(Avançar Rápido)
Eject (Ejetar) Para parar o modo atual da fira e ejetá-la do videocassete.

2. Para procurar por uma localização na fita, toque em Search/ Set Counter (Procurar/ Ajustar Contador),
digite um número no formato mostrado, e clique em Search Tape (Procurar Fita).
3. Para ajustar o contador de reprodução, toque em Search/ Set Counter (Procurar/ Ajustar Contador),
digite um número no formato exibido e clique em Set Counter (Ajustar Contador).
4. Para ligar ou desligar o microfone, pressione a tecla Mic (Microfone). O microfone está ligado quando é
exibido no monitor.

Instruções de Uso 45
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

Impressão

Você pode imprimir imagens para uma impressora colorida ou uma impressora preto-e-branco instalada no
seu sistema. Se uma impressora externa estiver conectada ao sistema, você também pode imprimir para ela.
A interface do sistema para impressão é consistente em toda a gama de dispositivos compatíveis.

Para imprimir imagens


1. Adquira a imagem desejada.
2. Faça um das opções a seguir:
 Pressione PRINT (IMPRIMIR) na impressora
 Pressione Print (Imprimir) no painel de controle do sistema.
 Toque em Print (Imprimir) ou Alt Print na tela sensível ao toque.

Revendo um exame

Durante ou após um exame, você pode usar o modo de revisão para examinar e comparar imagens
adquiridas no exame. Você também pode rever múltiplos exames para um paciente.

Para rever um exame


1. Pressione Review (Rever).
2. Faça uma das opções a seguir:
 Para rever somente o exame atual, pule para a etapa 3.
 Para rever o exame atual e outros exames para este paciente, clique Patient
 Directory (Diretório do Paciente), toque em Current Exam (Exame Atual), selecione os outros
exames, e clique em Display Exams (Exibir Exames).
 Se não existe nenhum exame atualmente em progresso, selecione a fonte para o Drive (Unidade),
selecione um ou mais exames para um paciente no diretório do paciente, e clique em Display Exams
(Exibir Exames).
3. Para o Layout na tela de revisão, selecione o formato para exibição de imagens.

Capturando Imagens

Você pode capturar imagens e armazená-las no disco rígido do sistema, e a partir de lá, para servidores da
rede. Você pode continuar a adquirir imagens durante a cópia. O servidor de arquivos desejado deve estar
configurado, antes dos arquivos serem copiados para ele. Os servidores são configurados para conectividade
com a rede pelos Engenheiros de Serviço de Campo da PHILIPS ou pelo seu administrador da rede.

Para capturar e armazenar imagens


1. Adquira a imagem desejada.
2. Pressione Capture (Capturar) para armazenar a imagem no disco rígido.

Instruções de Uso 46
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

Medições

As ferramentas de Medição estão disponíveis na tela sensível ao toque Caliper (Calibrador), que é exibida
ao ser pressionada a tecla Caliper. Todas as medições podem ser feitas em imagens congeladas, e outras
várias também podem ser feitas em imagens ao vivo. O sistema exibe os resultados das medições no canto
inferior esquerdo da tela. Informações adicionais sobre como fazer as medições estão disponíveis no Help
(Ajuda) do sistema.

OBSERVAÇÃO
Sempre siga as práticas médicas atuais, quando for identificar os pontos de medição específicos em uma
imagem.

Para realizar medições 2D


1. Obtenha a imagem desejada e pressione Freeze (Congelar).
2. Pressione Caliper (Calibrador).
3. Faça uma das seguintes opções:
 Para medir distância, toque em Distance (Distância), clique no ponto de início da medição, clique no
segundo ponto, e então toque em End Measure (Finalizar Medição) (ou para fazer outra medição,
pressione Distance (Distância)).
 Para medir profundidade a partir da linha da pele, toque 2D Depth (Profundidade 2D) e posicione o
cursor na profundidade que você quer medir.
 Para medir uma distância curva, toque em Curved Distance (Distância Curva), clique no ponto de
início da medição, e guie o cursor ao longo do arco.
 Para apagar partes do traçado, toque em Backup (Retornar). Toque em End Measure (Finalizar
Medição).
 Para medir área usando uma elipse, toque em Ellipse (Elipse), clique no perímetro a ser medido, e
clique no segundo ponto. A posição da elipse é fixada, e a sua expansão é ajustável. Use o trackball
para casar a elipse à linha externa da forma e então pressione End Measure (Finalizar Medição).
 Para medir área convertendo uma distância para uma elipse, faça uma medição da distância 2D,
toque em Ellipse (Elipse), e então toque em End Measure (Finalizar Medição) para completar a
medição.
 Para medir circunferência e área através da delineação, toque em Cont. Trace (Contornar
Traçado), clique no perímetro a ser medido e guie o cursor ao redor do perímetro do objeto. Para
apagar partes do traçado, toque em Backup (Retornar). Quando o cursor estiver próximo a ponto de
início, o traçado fecha-se automaticamente.
 Para medir volume usando um método de distância ou de distância/elipse, toque em Volume e em
seguida toque em 1 Distance Volume (Volume da Distância 1), 3 Distance Volume (Volume da
Distância 3) ou Dist+Ellip.Volume (Volume da Distância+Elipse). Realize as medições da
distância ou da elipse apropriadas, conforme sugerido e então toque em Done (Feito).
 Para remover medições da tela, toque em Erase Calipers (Apagar Calibradores).
4. Para continuar a aquisição das imagens, pressione Freeze (Congelar).

Instruções de Uso 47
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

Cálculos

Os Cálculos são organizados em coleções para as aplicações incluídas no sistema. O sistema usa valores de
medição para fazer cálculos e criar um relatório do paciente.
Para mais informações sobre como usar cálculos consulte o Help (Ajuda) do seu sistema.
Os cálculos no sistema são baseados em referências médicas.

Para usar um pacote de cálculos


1. Pressione Calc. (Cálculos) para exibir a lista de cálculos.
2. Clique em Calc On (Ligar Cálculos), selecione o pacote de cálculos desejado a partir do menu, e clique
em OK.
3. Clique em um protocolo do topo da tela, para selecionar um protocolo.
4. Obtenha uma imagem e pressione Freeze (Congelar).
5. Clique em um rótulo de medição e faça a medição de acordo com a sugestão exibida na parte inferior da
tela.
6. Pressione End Measure (Finalizar Medição), se necessário, para completar a medição. O resultado da
medição aparece embaixo do rótulo de medição.
7. Para exibir o relatório de medição, pressione Report (Relatório), clique em Patient Report (Relatório do
Paciente), e em seguida clique no relatório que você quer rever. Clique em Close Report (Fechar
Relatório) ou pressione Report novamente para fechar o relatório.
8. Para fechar Cálculos, pressione Calc. (Cálculos).

Encerrando um Exame

Quando você terminar um exame, você deve finalizá-lo para fechar arquivos, completar transferências de
dados, e limpar dados em preparação para o próximo exame.

ADVERTÊNCIA
Falha no final do exame atual antes de iniciar um novo exame, pode resultar na aquisição e armazenamento
de dados sob o nome do paciente errado.

Para finalizar um exame


Quando o exame estiver completo, faça o seguinte:
 Pressione End Exam (Finalizar Exame).
 Clique em End Exam na tela de Patient Data (Dados do Paciente).

Instruções de Uso 48
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

Transdutores

O transdutor selecionado constitui o fator mais importante para a qualidade da imagem. Não é possível obter
uma ótima imagem sem o transdutor correto. O sistema está otimizado para uma utilização baseada na
escolha do transdutor.
O sistema limita a temperatura de contato do paciente a 41 graus Celsius e os valores de saída acústica aos
respectivos limites estipulados pelo Food and Drug Administration (FDA) dos EUA. Um circuito de fusível
protege contra condições de sobrecarga de corrente. Se o circuito de proteção do monitor de energia detectar
uma condição de sobrecarga de corrente, a corrente de acionamento para o transdutor será desligada
imediatamente, evitando o superaquecimento da superfície do transdutor e limitando a saída acústica. A
validação do circuito de fusível de proteção de energia é executada sob operação normal do sistema.

Seleção do Transdutor

Pressionar Transducer (Transdutor) mostra a tela sensível ao toque Transducer. A partir dessa tela
sensível ao toque, é possível selecionar um transdutor, uma opção clínica e uma pré-configuração Específica
de Tecido. Depois que você seleciona a opção clínica/ pré-configuração, o sistema calibra o transdutor, ativa-
o para operação e atualiza o status do sistema para refletir o tipo de transdutor e a opção clínica/ pré-
configuração selecionada.

Opções Clínicas

Transdutor Opções Clínicas


C5-2 Abdominal, OB/GYN.
C8-4v Endovaginal, OB/GYN.
C8-5 Transfontanela, Abdominal, OB/GYN, pediátrica.
C9-4 Abdominal, OB/GYN.
C9-5ec Endocavidade
PA4-2 Cardíaca, TCD, Abdominal, OB/GYN
S3-I Cardíaca, TCD, Abdominal.
S4-2 Cardíaca, TCD, Abdominal, OB/GYN
S8-3 Cardíaca, Transfontanela, OB/GYN, Abdominal Pediátrica.
S12-4 Cardíaca pediátrica, Abdominal pediátrica, intra-operatória, transfontanela.
S7-20mni Transesofágica – Cardíaca Adulto e Pediátrico
T6H Transesofágica – Cardíaca Adulto e Pediátrico
S7-3t Transesofágica – Cardíaca Adulto e Pediátrico
L8-4 Vascular, Pequenas Partes, Abdominal, Quadril Pediátrico, Muscolo-esquelético.
L12-3 Vascular, Pequenas Partes, Quadril Pediátrico, Abdominal, Muscolo-esquelético.
L12-5 Vascular, Pequenas Partes, Quadril Pediátrico, Abdominal.
L15-7io Cardíaca, intra-operatória, vascular, muscolo-esquelético.
D2cwc Cardíaco
D2tcd Doppler Transcraniano

Instruções de Uso 49
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

Transdutor Opções Clínicas


D5cwc Cardíaco, vascular.
V6-2 Abdominal, OB/GYN, pediátrico.
V8-4 Abdominal, OB/GYN, pediátrico.
3D9-3v Endovaginal, OB/GYN
C6-3 Pediátrico, OB/;GYN. Abdominal, Transfontanela.

Guias de Biópsia

As guias de biopsia destinam-se a auxiliar na orientação de um instrumento de biopsia. O sistema gera uma
diretriz que representa a trajetória prevista do instrumento de biopsia. Os ecos do alvo anatômico e do
instrumento são mostrados no monitor de vídeo e ajudam a guiar o instrumento de biopsia até o alvo.

Fixação e remoção de uma guia de biopsia

Informações detalhadas sobre fixação e remoção de guias de biopsia são fornecidas com os kits para início,
as guias e os suportes de biopsia.

ADVERTÊNCIA
 Inspecione todos os componentes e o transdutor. Verifique se você está utilizando a guia de biopsia
correta para o transdutor, o sistema e o software do sistema. O representante do atendimento ao cliente
da PHILIPS pode verificar essas informações para você.
 Utilize somente guias de biopsia, suportes, suprimentos, componentes e acessórios aprovados pela
PHILIPS. Outras marcas podem não se adaptar perfeitamente aos transdutores da PHILIPS. A
instalação inadequada pode provocar desconforto ao paciente.
 Algumas guias de biopsia devem ser instaladas sobre uma capa estéril para transdutor. Consulte as
instruções fornecidas com a guia de biópsia.
 Após cada uso, as guias de biopsia devem ser esterilizadas ou dispostas, dependendo do tipo. Consulte
as instruções incluídas com a guia de biópsia.
 A maioria dos transdutores só pode ser desinfetada; não pode ser esterilizada. Somente a capa para
transdutor fornece a barreira estéril.

Utilização da Tela com Diretrizes de Biopsia

ADVERTÊNCIA
Não tente utilizar a guia de biopsia enquanto não tiver lido as instruções para seleção da imagem, instalação
da capa para transdutor estéril e verificação do alinhamento da guia de biopsia.

O sistema gera uma diretriz de biopsia por meio da imagem de ultra-som mostrada em tempo real para
indicar a trajetória prevista da agulha. Essa diretriz pode ser utilizada para garantir que a agulha ou o
instrumento esteja seguindo a trajetória correta.

Instruções de Uso 50
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

Quando a imagem de biopsia está ativa, uma diretriz de biopsia é mostrada no lado esquerdo da tela durante
a apresentação normal da imagem e no lado direito quando a apresentação da imagem está invertida. A
apresentação da imagem é definida pela localização do indicador de orientação.
Quando a profundidade é alterada, a imagem da biopsia é redesenhada para reproduzir as novas relações no
novo ajuste de profundidade.

Para mostrar ou ocultar a diretriz de biopsia:


1. Pressione Next (Próximo) na tela sensível ao toque 2D e, em seguida, pressione Biopsy (Biopsia). A
diretriz de biopsia é mostrada.
2. Se você estiver utilizando uma guia de biópsia com múltiplas trajetórias de agulha, pressione o controle
(por exemplo, Angle A (Ângulo A), Angle B (Ângulo B), e assim por diante) que corresponda à
trajetória que você estará usando.
3. Para ocultar a guia de biopsia, pressione Biopsy novamente.

Para mover o cursor de profundidade de biopsia:


Gire o trackball para mover o cursor de profundidade ao longo da diretriz. O valor de medida da
Profundidade da Biópsia é alterado para refletir a distância entre a origem do ponto de referência da guia de
biopsia e o cursor de profundidade.

Verificação do Alinhamento da Guia de Biopsia

Execute a verificação do alinhamento antes de cada utilização da guia de biopsia. O procedimento verifica as
relações do sistema, do transdutor e da guia de biopsia.

ADVERTÊNCIA
 É necessário verificar o alinhamento antes de executar os procedimentos com a guia de biopsia.
 Não utilize a guia de biopsia se a agulha não estiver seguindo a trajetória desejada.
 A agulha utilizada para a verificação do alinhamento não deve ser utilizada para a execução do
procedimento em si. Sempre utilize uma agulha nova e estéril para cada procedimento de biopsia.
 Para auxiliar em uma projeção precisa da agulha, utilize em cada procedimento de alinhamento uma
agulha reta e nova.

Não utilize a guia de biopsia se a agulha não estiver seguindo sua trajetória indicada.
Entre em contato com o representante do atendimento ao cliente da PHILIPS.
Para a verificação do alinhamento, são necessários os seguintes itens:
 Transdutor;
 Guia de biopsia ou suporte (o suporte não é descartável. O tipo de suporte utilizado depende do
transdutor que está sendo utilizado.);
 Guia da agulha;
 Kit de procedimento de biopsia estéril (descartável);.
 Agulha de biopsia nova e reta;
 Proveta de água (ou recipiente de água).

Instruções de Uso 51
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

Para verificar o alinhamento da guia de biopsia:


1. Encaixe a guia de biopsia. Embora alguns transdutores requeiram o uso de uma segunda capa para
transdutor nos procedimentos de biopsia, é desnecessário usar uma segunda capa nesta verificação de
alinhamento.
2. Conecte o transdutor ao sistema e selecione a opção clínica e a pré-configuração apropriadas.
3. Ajuste a profundidade do sistema para o procedimento a ser executado.
4. Visualize a diretriz de biopsia conforme descrito na seção "Utilização da Tela com Diretrizes de Biopsia".
5. Sem alterar a posição do cursor de profundidade da biópsia, anote a profundidade padrão exibida na
parte inferior da tela.
6. Mergulhe o transdutor não mais do que 6 mm (0,25 pol) no recipiente de água (Figura a seguir).

1. Cobertura Estéril do Transdutor.

Imersão do Transdutor

7. Introduza uma agulha nova e reta na guia de biopsia.


8. Mova a agulha para baixo dentro do recipiente de água até que a respectiva imagem de ultra-som esteja
visível no monitor de vídeo.

ADVERTÊNCIA
Se a agulha entrar pelo lado não esperado da imagem ou não puder ser vista, verifique se a guia de biopsia
está montada corretamente no transdutor e se a orientação do transdutor está correta. Se a agulha ainda
não estiver seguindo a trajetória esperada ao longo da diretriz, não utilize a guia de biopsia. Entre em
contato com um representante do atendimento ao cliente da PHILIPS.

9. Verifique se a agulha, conforme visto no monitor de vídeo, desce pela diretriz ao longo de toda a
profundidade da tela de diretrizes. A diretriz de biopsia foi projetada unicamente para indicar a trajetória
esperada da agulha. A posição real deve ser verificada mediante a identificação dos ecos provenientes
da agulha.
10. Remova a agulha da guia de biopsia.
11. A partir da ponta da agulha, meça a distância igual ao valor da Profundidade da Biópsia anotado no
passo 5. Marque esse ponto na agulha.

Instruções de Uso 52
HD11.XE/ HD11
Operação do Equipamento

12. Mergulhe o transdutor não mais do que 6 mm (0,25 pol) no recipiente de água.
13. Insira a agulha em um canal da guia que corresponda ao tamanho da agulha e o ângulo selecionado.
Continue deslizando a agulha até que sua marca fique alinhada com a origem na guia de biopsia (Figura
a seguir) (A origem é o ponto no qual a agulha entra na guia de biopsia.)
14. Mova o cursor de profundidade de biópsia para a ponta da agulha, tal como visto na tela, e verifique se a
profundidade exibida está dentro de 0,40 cm do valor anotado no passo 5.
15. Confirme se a agulha está visível ao longo de sua trajetória esperada. Se estiver, a guia de biopsia estará
alinhada corretamente.

1. Localização do Cursor de Profundidade (a


agulha cruzaria o cursor de profundidade neste
ponto.).
2. Cursor de Profundidade.
3. Profundidade da Biópsia (13,67 cm)
4. Origem.

Instruções de Uso 53
HD11.XE/ HD11
Precauções, Restrições e Advertências

6. PRECAUÇÕES, RESTRIÇÕES E ADVERTÊNCIAS

Precauções Básicas
Por favor, leia estas informações antes de usar o sistema de ultra-som. Elas se aplicam ao sistema de ultra-
som, aos transdutores, aos dispositivos de gravação e a qualquer equipamento opcional. Este dispositivo foi
projetado para ser utilizado por, ou pela ordem de, e sobre a supervisão de um médico licenciado e
qualificado para direcionar o uso do aparelho. Um aviso de ADVERTÊNCIA descreve as precauções
necessárias para evitar lesão ou morte. Um aviso de CUIDADO descreve as precauções necessárias para
proteger o equipamento.

Segurança elétrica

Este equipamento foi verificado por uma empresa de testes de terceiro reconhecido como um dispositivo de
Classe I com partes aplicadas ao pacientes isoladas de Tipos BF e CF. Para obter segurança máxima,
observe estes avisos de advertência:

ADVERTÊNCIA
Pode existir risco de choque se este sistema, incluindo todos os dispositivos de gravação e de
monitoramento montados externamente, não for aterrado de maneira apropriada. A proteção contra choque
elétrico pode ser obtida aterrando o chassis com um plugue e um cabo com três fios. O sistema deve estar
conectado a uma tomada aterrada. O fio-terra não deve ser removido ou destruído.
Não remova as tampas de proteção do sistema; tensões perigosas estão presentes dentro delas. Os painéis
do gabinete devem estar no lugar durante a utilização do sistema. Todos os ajustes e reposições internos
devem ser feitos por um representante qualificado do Serviço Técnico da PHILIPS.
Não opere este sistema na presença de gases ou anestésicos inflamáveis. Pode ocorrer uma explosão.
Para evitar o risco de choques elétricos, inspecione sempre o transdutor antes de utilizá-lo. Verifique a face,
a capa e o cabo do transdutor antes de utilizar. Não o utilize se a face estiver rachada, lascada ou rasgada,
se a capa estiver danificada ou se o cabo estiver corroído.

ADVERTÊNCIA
 Para evitar risco de choques elétricos, sempre desligue o sistema e desconecte-o da tomada da parede
antes de limpá-lo.
 Todos os dispositivos que entram em contato com o paciente, como transdutores, transdutores em
forma de lápis e derivações de ECG devem ser retirados do paciente antes da aplicação de um pulso de
desfibrilação de alta tensão
 A conexão de dispositivos opcionais não fornecidos pela Philips Medical Systems pode provocar
choques elétricos. Quando esses dispositivos opcionais estiverem conectados ao sistema de ultra-som,
certifique-se de que a corrente total de fuga para a terra não exceda 300 µA.
 Para evitar risco de choque elétrico, não utilize nenhum transdutor que tenha sido imerso além do nível
de limpeza ou desinfecção especificado.
 Para evitar riscos de choque elétrico e de incêndio, inspecione regularmente o cabo de alimentação e o
plugue do sistema. Verifique se não estão danificados.

Instruções de Uso 54
HD11.XE/ HD11
Precauções, Restrições e Advertências

CUIDADO
Apesar do sistema ter sido fabricado em conformidade com os requisitos de EMI/EMC já existentes, o uso
do sistema na presença de um campo eletromagnético pode provocar uma degradação momentânea da
imagem do ultra-som. Se isso ocorrer com freqüência, faça uma vistoria no ambiente onde o sistema está
sendo utilizado para identificar possíveis fontes de emissões irradiadas. Essas emissões podem ser
oriundas de outros aparelhos elétricos utilizados dentro da mesma sala ou em uma sala adjacente.
Aparelhos de comunicação, como celulares e “pagers” podem produzir essas emissões. A existência de
equipamentos de rádio, televisão ou transmissão por microondas nas imediações também pode provocar
emissões. Nos casos em que a EMI está causando problemas, pode ser necessário mudar o sistema de
lugar.

CUIDADO
A ESD (Eletroctrostatic discharge, Descarga eletrostática), também chamada de choque estático, é um
fenômeno natural. Ela ocorre principalmente em condições de baixa umidade, que pode ser provocada por
aquecimento ou ar-condicionado.
Em condições de baixa umidade, os indivíduos acumulam naturalmente cargas elétricas e podem provocar
choques estáticos. Uma condição de ESD ocorre quando um indivíduo que cumulou energia elétrica entra
em contato com objetos, como puxadores de porta de metal, móveis de arquivo, computadores e, até
mesmo, outros indivíduos. O choque estático ou ESD é a descarga de energia elétrica acumulada de uma
pessoa “carregada” para outra pessoa ou objeto menos ou não “carregado”. O nível de energia elétrica
descarregada de um usuário do sistema ou um paciente para o sistema de ultra-som pode ser significativo o
suficiente para danificar o sistema ou os transdutores.
As seguintes precauções podem ajudar a reduzir a ESD: aplicação de spray antiestático nos carpetes ou no
assoalho de linóleo, uso de tapetes antiestático ou um fio-terra ligado entre o sistema e a mesa ou cama do
paciente.

ADVERTÊNCIA
Nenhum dispositivo de suporte à vida deve ser conectado no mesmo circuito que o sistema de ultra-som.

Segurança Mecânica

ADVERTÊNCIA
 Cuidado com os rodízios, especialmente ao mover o sistema. O sistema pode provocar lesões em você
ou em outras pessoas, se ele passar sobre os pés ou bater nas pernas. Proceda com cuidado quando
subir ou descer rampas.
 Ao tentar sobrepor um obstáculo, não empurre o sistema para os lados com muita força, pois ele pode
tombar.
 Posicione os dispositivos de impressão externos longe do sistema. Verifique se estão bem fixados. Não
os empilhe sobre o sistema.
 Ao posicionar o monitor articulado, mova-o cuidadosamente para evitar prender as mãos ou
extremidades em outros objetos, como a grade da cama.
 Nunca estacione o sistema em uma rampa.

Instruções de Uso 55
HD11.XE/ HD11
Precauções, Restrições e Advertências

ADVERTÊNCIA
 As travas das rodas foram projetadas para serem uma facilidade. Para aumentar a segurança do
carrinho, utilize calços de roda quando o sistema estiver estacionado.
 Se o sistema não funcionar normalmente após a movimentação ou transporte, entre imediatamente em
contato com o Serviço Técnico da PHILIPS. Os componentes do sistema podem suportar impactos
consideráveis, mas um impacto excessivo pode resultar em falha do sistema.
 Antes de mover o sistema, certifique-se de que o teclado esteja retraído, o painel de controle esteja
centralizado e o monitor esteja travado. Se o teclado estiver estendido, ele poderá danificar-se ao bater
em outro objeto, e o monitor poderá balançar durante o transporte, causando lesões pessoais ou danos
ao equipamento.

CUIDADO
 Verifique se os cabos de todas as peças em contato com o paciente estão bem presos antes de mover
o sistema. Utilize o sistema de gestão de cabos para assegurar-se de que os cabos do transdutor
estejam protegidos contra danos.
 Não role o sistema sobre os cabos dos transdutores ou cabos de alimentação.

Segurança biológica

Esta seção contém informações sobre segurança biológica e uma discussão sobre o uso prudente do
sistema. Apresentamos a seguir uma lista de precauções relacionadas com a segurança biológica; observe
essas precauções ao utilizar o sistema.

ADVERTÊNCIA
 Não utilize o sistema se aparecer uma mensagem de erro no monitor de vídeo indicando a existência de
uma condição de risco. Tome nota do código de erro, desligue o sistema e chame o Serviço Técnico da
PHILIPS.
 Não utilize um sistema com atualizações erráticas ou inconsistentes. Interrupções na seqüência de
varredura indicam uma falha de hardware que deve ser corrigida antes da utilização.
 Execute os procedimentos de ultra-som com prudência. Utilize o princípio ALARA (o mínimo
razoavelmente possível).
 Utilize somente isolantes acústicos aprovados pela Philips Medical Systems.
 Verifique o alinhamento da guia de biopsia antes da utilização.
 Verifique a condição da agulha de biopsia antes da utilização. Não utilize uma agulha de biopsia torta.
 As capas para transdutor da guia de biopsia contêm látex de borracha natural.
 Essas capas podem provocar reações alérgicas em alguns indivíduos. Consulte o alerta médico do FDA
sobre produtos de látex, de 29 de março de 1991.
 Em estudos de contraste, a ruptura de capilaridade devido à expansão de microbolhas dentro de um
vaso capilar em um campo acústico pode causar extravasamento.
 Contrações pré-ventriculares podem ser causadas pelas oscilações das microbolhas quando um campo
acústico de MI alto é disparado no coração no fim da sístole. Em um paciente muito doente com certos
fatores de risco, teoricamente isso poderia levar à fibrilação ventricular.

Instruções de Uso 56
HD11.XE/ HD11
Precauções, Restrições e Advertências

Proteção do equipamento

Tome as seguintes precauções para proteger o sistema.

CUIDADO
 Entortamento ou entrelaçamento excessivo dos cabos das peças em contato com o paciente pode
causar falha ou operação irregular do sistema. Tome cuidado para não passar com o sistema por cima
dos cabos, pois isso pode danificá-los.
 A limpeza ou esterilização inadequada de uma peça em contato com o paciente pode provocar dano
permanente.
 Não mergulhe os cabos de peças em contato com o paciente em solução. Os cabos não são vedados
contra líquidos, além das interfaces aplicadas da peça/cabo ou cabo/conector.
 Não use solventes, como tiner ou benzina, nem produtos de limpeza abrasivos no sistema, nos
transdutores ou em qualquer dispositivo de impressão.
 Para melhor o desempenho, o sistema de ultra-som deve ser conectado a um circuito exclusivamente
reservado para ele.
 Em geral, somente a área da janela acústica do transdutor é à prova d’água.
 Exceto nos locais especificados em instruções específicas de limpeza do transdutor, não mergulhe as
outras partes do transdutor em nenhum líquido.

Símbolos

A Internacional Electrotechnical Commission (Comissão Eletrotécnica Internacional) estabeleceu um conjunto


de símbolos para equipamentos eletromédicos que classificam uma conexão ou uma advertência de riscos
potenciais. As classificações e os símbolos são mostrados a seguir.

Conexão isolada do paciente. (Tipo BF)

Conexão isolada do paciente para partes aplicadas em contato direto com os maiores
vasos. (Tipo CF)

No interruptor de energia, representa ON (ligado) e OFF (desligado).

Este símbolo identifica uma nota de segurança. Certifique-se de ter compreendido a


função deste controle antes de utilizá-lo. Consulte a seção adequada da documentação do
sistema para obter explicação do controle.

Identifica aterramento equipotencial.

Indica que este dispositivo está protegido contra os efeitos de imersão. Esse grau de
proteção pode se aplicar aos transdutores.

Instruções de Uso 57
HD11.XE/ HD11
Precauções, Restrições e Advertências

Conexão para um transdutor em forma de lápis.

Conexão para um transdutor.

Conexão para ECG

Saída remota de impressão.

Porta de entrada para áudio esquerda/ direita, VHS/S-VHS, microfone.

Porta de saída para áudio esquerda/ direita, VHS/S-VHS, monitor de vídeo do paciente,
impressora preto e branco ou porta de saída RGB entrelaçada

Porta de saída VGA ou paralela.

Porta de entrada/saída USB

Os seguintes símbolos são utilizados no interior do sistema:

Identifica componentes de alta tensão

Terra

Símbolo de ESD (descarga eletrostática): o produto é marcado com este símbolo para
advertir o usuário para não tocar pinos expostos. Tocar pinos expostos pode causar
descargas eletrostáticas, que pode danificar o produto.

Exibição de Saída

A exibição de saída do sistema compreende dois índices básicos: um índice mecânico e um índice térmico. O
índice térmico é composto pelos seguintes índices: Soft Tissue Thermal Index (TIS) (Índice térmico do tecido
mole), Bone Thermal Index (TIB) (Índice térmico do osso) e Cranial Bone Thermal Index (TIC) (Índice térmico
do osso craniano).
Um desses três índices térmicos será visualizado todas as vezes. O índice que será visualizado depende da
predefinição do sistema ou da escolha do usuário, de acordo com a aplicação disponível.

Instruções de Uso 58
HD11.XE/ HD11
Precauções, Restrições e Advertências

O índice mecânico é continuamente mostrado na faixa de 0,0 a 1,9, em incrementos de 0,1. O índice térmico
consiste em três índices e somente um deles é mostrado de cada vez. Cada aplicação de transdutor tem uma
seleção padrão apropriada para a combinação escolhida. O TIB, TIS ou TIC é continuamente mostrado na
faixa de 0,0 até a saída máxima, conforme o transdutor e a aplicação, em incrementos de 0,1.
A origem específica da aplicação da configuração padrão é também um fator importante de comportamento
do índice. Uma configuração padrão é um estado do controle do sistema que foi predefinido pelo fabricante
ou pelo operador. O sistema possui configurações padrão de índice para a aplicação do transdutor. As
definições padrão são chamadas automaticamente pelo sistema de ultra-som quando ele é ligado, quando
são inseridos dados de um novo paciente no banco de dados do sistema ou quando é feita uma alteração na
aplicação.
A decisão sobre qual dos três índices térmicos mostrar deve estar baseada nos seguintes critérios:
o Índice adequado para a aplicação: o TIs é utilizado para obtenção de imagens do tecido mole, o TIb para
uma focalização no osso ou próxima a ele e o Tic para obtenção de imagens por meio de ossos próximos à
superfície, como em um exame craniano.
 Fatores atenuantes que podem criar artificialmente leituras de índices térmicos altos ou baixos:
localização do fluido, do osso ou do fluxo sangüíneo. Por exemplo, existe um caminho do tecido muito
atenuante fazendo com que o potencial efetivo de aquecimento local seja inferior aos valores do índice
térmico.
 Os modos de varredura versus os modos de operação sem varredura afetam os índices térmicos. Nos
modos de varredura, o aquecimento tende a estar perto da superfície; no caso dos modos sem varredura,
o potencial de aquecimento tende a estar numa parte mais profunda da zona focal.
 Limite sempre o tempo de exposição ao ultra-som. Não faça o exame às pressas.
 Certifique-se de que os índices sejam mantidos no valor mínimo e que o tempo de exposição seja
limitado sem comprometer a sensibilidade do diagnóstico.

Índices Térmicos e Mecânicos exibem Precisão e Exatidão

A precisão do MI e do TI é de 0,1 unidade no sistema. As estimativas de precisão de visualização do MI e do


TI para o sistema baseiam-se na faixa de variabilidade de transdutores e Os valores mostrados devem ser
interpretados como informações relativas, destinadas a ajudar o operador a respeitar o princípio ALARA,
utilizando o sistema de maneira prudente. Os valores não devem ser interpretados como valores físicos reais
no tecido ou nos órgãos examinados. Os dados iniciais que são utilizados para dar suporte à exibição de
saída provêm de medidas de laboratório baseadas no padrão de medida do American Institute of Ultrasound
in Medicine (AIUM) (Instituto Americano de Ultra-Som em Medicina). Em seguida, as medidas são colocadas
em algoritmos para calcular os valores de saída mostrados.
Muitas das hipóteses utilizadas no processo de medida e cálculo são originalmente conservativos. O
processo de medida e cálculo, para a ampla maioria dos caminhos do tecido, contém uma estimativa
excessiva da intensidade de exposição real in situ. Por exemplo:
 Os valores medidos em tanque de água são reduzidos utilizando um coeficiente de atenuação
conservativo, padrão do setor, de 0,3 dB/cm-MHz.
 Os valores conservativos para características de tecidos foram selecionados para utilização nos modelos
de TI. Foram selecionados valores conservativos para taxas de absorção do tecido ou do osso, índices
de perfusão sangüínea, capacidade térmica sangüínea e condutividade térmica do tecido.
 A elevação de temperatura para um regime estacionário é assumida nos modelos de TI padrão do setor e
supõe-se que o transdutor de ultra-som seja mantido estacionário em uma posição por tempo suficiente
para atingir o regime estacionário.

Instruções de Uso 59
HD11.XE/ HD11
Precauções, Restrições e Advertências

Diversos fatores são considerados ao estimar a precisão dos valores mostrados: variações de hardware,
precisão do algoritmo de estimativa e variabilidade da medida.
A variabilidade entre transdutores e sistemas é um fator significativo. A variabilidade do transdutor resulta das
eficiências do cristal piezoelétrico, das diferenças de impedância relacionadas com o processo e das
variações dos parâmetros de focalização da lente sensível.
As diferenças no controle de tensão do pulsador do sistema e as eficiências também contribuem para a
variabilidade. Existem incertezas inerentes aos algoritmos utilizados para estimar os valores de saída
acústica em relação à faixa de possíveis condições operacionais do sistema e das tensões do pulsador. As
imprecisões em medidas laboratoriais estão relacionadas, entre outros casos, com as diferenças na
calibração, nas tolerâncias de desempenho, posicionamento, alinhamento e digitalização e na variabilidade
entre os operadores de testes.
As hipóteses conservativas dos algoritmos de propagação linear da estimativa de saída, em todas as
profundidades, por intermédio de um meio atenuante de 0,3 dB/cm-MHz, não são consideradas na estimativa
de precisão para a exibição. Nem a propagação linear nem a atenuação uniforme à taxa de 0,3 dB/cm-MHz
ocorrem nas medidas em tanque de água ou na maioria dos caminhos do tecido no corpo. No corpo, tecidos
e órgãos diferentes possuem diferentes características de atenuação. Na água, praticamente não há
atenuação. No corpo e, em particular, nas medidas em tanque de água, ocorrem perdas de propagação não
linear e de saturação à medida que as tensões do pulsador aumentam.
Portanto, as estimativas de precisão da exibição baseiam-se na faixa de variabilidade de transdutores e
sistemas, em erros inerentes de modelação da saída acústica e na variabilidade da medida. As estimativas
de precisão da exibição não se baseiam nos erros em padrões de medida do AIUM ou em erros causados por
esses padrões, nem nos efeitos de perda não-linear dos valores medidos.

Segurança em Transdutores

Capas para Transdutor

As capas para transdutor são recomendadas para aplicações clínicas de natureza invasiva, incluindo
procedimentos intra-operatórios, transretais, intravaginais, transesofágicos e biopsias.
A PHILIPS recomenda a utilização de capas qualificadas. Para procedimentos no uso de capas para
transdutor, consulte as instruções fornecidas com elas.

ADVERTÊNCIA
 Algumas capas para transdutor contêm látex de borracha natural e talco, que podem provocar reações
alérgicas em alguns indivíduos. Consulte o alerta médico da FDA, de 29 de março de 1991, a seguir.
 Em aplicações neurocirúrgicas, transdutores esterilizados devem ser utilizados com gel estéril e uma
capa para transdutor estéril sem agentes pirogênicos.
 Se a capa para transdutor estéril ficar contaminada durante uma aplicação intraoperatória em paciente
com doença de Creutzfeldt-Jakob, o transdutor não poderá ser esterilizado por meio de nenhum método
de esterilização.
 Capas para transdutor são descartáveis e não devem ser reutilizadas.
 Se uma capa para transdutor instalada estiver cortada ou contaminada antes do uso, o transdutor
deverá ser limpo e desinfetado, e uma nova capa estéril deve ser instalada.

Instruções de Uso 60
HD11.XE/ HD11
Precauções, Restrições e Advertências

Alerta Médico da FDA, de 29 de março de 1991, sobre Reações Alérgicas a Equipamentos


Médicos que Contêm Látex
Por causa de relatórios recebidos sobre reações alérgicas graves a equipamentos médicos que contêm látex
(borracha natural), o FDA está aconselhando os profissionais da área de saúde a identificarem os pacientes
com sensibilidade ao látex e a estarem preparados para tratarem imediatamente essas reações alérgicas. As
reações de pacientes ao látex variam da urticária causada por contato, à anafilaxia sistêmica. O látex é um
componente presente em muitos equipamentos médicos, incluindo luvas cirúrgicas e de exame, cateteres,
tubos de intubação, máscaras de anestesia e diques para isolamento odontológico.
Ultimamente, os relatórios enviados ao FDA sobre reações alérgicas a equipamentos médicos que contêm
látex têm aumentado. Uma marca de bicos de látex para aplicação de enema foi recentemente retirada do
mercado, depois de vários pacientes terem morrido devido a reações anafilactóides durante procedimentos
de enema de bário. Outros relatórios sobre sensibilidade ao látex também foram encontrados na literatura
médica. A exposição repetida ao látex, tanto em equipamentos médicos como em outros produtos de
consumo, pode ser parte do motivo pelo qual a incidência de sensibilidade ao látex parece estar aumentando.
Por exemplo, segundo os relatórios, 6% a 7% do pessoal do setor cirúrgico e 18% a 40% dos pacientes com
spina bifida são sensíveis ao látex.
É possível que as proteínas existentes no próprio látex sejam a principal fonte das reações alérgicas. Embora
não se saiba qual a quantidade de proteína que pode causar reações graves, ao FDA está trabalhando com
os fabricantes de equipamentos médicos que contêm látex no sentido de reduzir o máximo possível os níveis
de proteína em seus produtos.
As recomendações do FDA para os profissionais de saúde com relação a esse problema são as seguintes:
 Ao pesquisar o histórico geral dos pacientes, inclua perguntas sobre a sensibilidade ao látex. Para
pacientes cirúrgicos e radiológicos, pacientes com spina bifida e profissionais da área de saúde, essa
recomendação é especialmente importante. Perguntas sobre ocorrência de coceira, erupção ou
dificuldades respiratórias após o uso de luvas de látex ou após o enchimento de uma bexiga de
brinquedo podem ser úteis. Os pacientes com históricos positivos devem ter seus prontuários
devidamente assinalados.
 Ao suspeitar da sensibilidade ao látex, procure usar equipamentos fabricados com materiais alternativos,
como o plástico. Por exemplo, um profissional de saúde pode usar luvas não fabricadas com látex se o
paciente for sensível à substância. Se tanto o profissional de saúde como os pacientes forem sensíveis,
uma luva fabricada parcialmente com látex pode ser usada. (As luvas de látex rotuladas como
“hipoalergênicas” nem sempre impedem as reações adversas.)
 •Sempre que equipamentos médicos que contêm látex forem utilizados, principalmente quando o látex
entrar em contato com membranas mucosas, esteja atento à possibilidade de uma reação alérgica.
 •Se realmente ocorrer uma reação alérgica e o látex estiver sob suspeita, avise o paciente de uma
possível sensibilidade ao látex e considere a possibilidade de fazer uma avaliação imunológica.
 •Instrua o paciente a informar profissionais de saúde e a equipes de emergência sobre qualquer
sensibilidade ao látex conhecida antes de ser submetido a procedimentos médicos. Recomende aos
pacientes com grande sensibilidade ao látex a usar uma pulseira de identificação médica avisando sobre
esse fato.

O FDA solicita aos profissionais de saúde que informem os incidentes de reações adversas ao látex ou a
outros materiais usados em equipamentos médicos.

Instruções de Uso 61
HD11.XE/ HD11
Precauções, Restrições e Advertências

Movimentando o Sistema

Observe as seguintes advertências e cuidados antes de mover o sistema.

ADVERTÊNCIA
 Esteja atento às rodinhas, especialmente quando mover o sistema. O sistema poderá causar ferimentos
em você ou em outras pessoas, se ele rolar sobre os pés ou contra as pernas. Tenha cuidado quando
subir ou descer rampas.
 Quando tentar sobrepor um obstáculo, não empurre o sistema pelos lados com força excessiva, pois
poderá provocar o seu tombamento.
 Posicione os aparelhos de cópia externos longe do sistema. Garanta que eles estejam seguros. Não os
empilhe no sistema.
 Quando posicionar o monitor articulado, mova-o cuidadosamente, de forma a evitar que ele prenda as
mãos ou as extremidades contra outros objetos, tal como um trilho da cama.
 Nunca estacione o sistema em uma inclinação.
 O freio foi projetado para sua conveniência. Para aumentar a segurança do carrinho, use calços nas
rodas, quando o sistema estiver estacionado.
 Antes de movimentar o sistema, garanta que o teclado esteja retraído, que o painel de controle esteja
centralizado, e que o monitor esteja travado. Quando estendido, o teclado poderá ser danificado, se ele
bater contra outro objeto, e o monitor poderá balançar durante o transporte, causado danos ao
equipamento.

CUIDADO
 Garanta que os cabos para partes aplicadas ao paciente estejam seguros, antes de movimentar o
sistema. Use o sistema de gestão de cabos para garantir que os cabos dos transdutores estejam
protegidos contra danos.
 Não role o sistema sobre os cabos dos transdutores ou cabos de alimentação.

Preparando para Movimentar

Tome as seguintes precauções ao mover o sistema:


 Desligue o sistema e desconecte-o da fonte de alimentação.
 Remova todos os equipamentos soltos de cima do sistema de ultra-som. Além disso, desconecte todos
os dispositivos de mesa do sistema antes de movê-lo.
 Tenha cuidado ao mover o sistema por superfícies acidentadas.
 O transporte do sistema ao subir ou descer rampas com mais de 6 metros ou com inclinação superior a 5
graus deve ser feito por duas pessoas. As rampas para cadeiras de roda geralmente têm inclinação
inferior a 5 graus. Evite rampas com inclinação superior a 10 graus para eliminar o risco potencial de
tombamento do sistema.
 Utilize sempre a alça frontal para empurrar o sistema. Não empurre o sistema pela lateral ou por trás.
Não utilize a alça para erguer o sistema.
 Trave o painel de controle do sistema para prevenir rotações. Para travá-lo, mova a alavanca acima das
teclas programáveis.

Instruções de Uso 62
HD11.XE/ HD11
Precauções, Restrições e Advertências

Inclinação do sistema

A estabilidade do sistema foi testada utilizando o protocolo de teste IEC 60601-1. Esse protocolo determina
que o dispositivo não deve tombar em nenhuma direção em uma rampa com inclinação de 10 graus. No
entanto, é possível exceder esse valor de inclinação ao mover o sistema sobre o meio-fio de uma calçada ou
alguma outra rampa pequena porém íngreme. Tenha cuidado ao movimentar o sistema.

Controles das rodas

As rodas dianteiras do sistema possuem controles que podem ser engatados e desengatados de maneira
independente. Cada roda dianteira tem três alavancas: uma vermelha, uma verde e uma cinza. A alavanca
vermelha é a trava da roda, e a verde é a função de trava de direção. A alavanca cinza é a alavanca de
liberação das travas da roda e de direção. As rodas traseiras não possuem controles.
 Para travar as rodas dianteiras de forma que mova o sistema em linha reta, empurre a alavanca verde de
cada roda dianteira para baixo.
 Para aplicar os freios em cada roda, empurre para baixo as alavancas vermelhas.
 Pressione as alavancas cinzas para liberar as travas da roda e da direção.

ADVERTÊNCIA
Não utilize os controles das rodas para fixar o sistema em uma rampa com inclinação superior a 5 graus.

Transportando o Sistema

Pontos de ligação são construídos no sistema para fixá-lo em um veículo durante o transporte.
O sistema pode ser transportado com segurança em uma van, se ele estiver apropriadamente preso com
correias, usando os pontos de ligação.

Para preparar o sistema para o transporte


1. Prepare o sistema como descrito anteriormente em “Movimentando o Sistema”.
2. Remova todos os transdutores, os cabos e os acessórios que não estejam fixados ao sistema.
3. Usando uma porta de suspensão ou uma rampa segura, carregue o sistema para dentro do veículo.
4. Uma vez que o sistema esteja no lugar, pressione o pedal esquerdo para empregar os freios.
5. Coloque calços nas rodas para prevenir que o sistema role.
6. Fixe cintas de fixação nos pontos de fixação na parte inferior de trás do sistema e nas alças. Segure as
cintas para fixar os pontos no veículo.
7. Verifique se o veículo de transporte comporta o peso e o volume do sistema, ou sistemas, mais os
passageiros.
8. Verifique se a capacidade de carga do elevador de carga é suficiente para suportar o peso do sistema de
ultra-som. A Philips recomenda uma capacidade mínima de 227 kg.

Instruções de Uso 63
HD11.XE/ HD11
Precauções, Restrições e Advertências

ADVERTÊNCIA
 Nunca suba no elevador de carga junto com o sistema de ultra-som. Seu peso adicionado ao peso do
sistema pode exceder a capacidade de carga do elevador.
 Carregue e descarregue o sistema com o veículo de transporte estacionado em uma superfície
nivelada. Se a superfície do estacionamento for desnivelada, não se esqueça de aplicar os freios em
ambas as rodas.
 O peso do sistema no elevador de carga estendido pode fazer com que o veículo de transporte vire,
podendo causar acidentes pessoais ou danos ao sistema.
 Sempre proteja o sistema de ultra-som enquanto ele estiver no elevador de carga para que não role.
Utilize calços de madeira, tiras de fixação ou outros tipos de contenção. Não tente mantê-lo no lugar
com as mãos.
 Verifique se o sistema de ultra-som está preso firmemente enquanto estiver no veículo de transporte.
Não se esqueça de aplicar os freios a ambas as rodas durante o transporte. Qualquer movimento,
somado ao peso do sistema, pode fazer com que ele se solte.

Remoção do monitor

É necessário remover o monitor do sistema antes de transportá-lo em um veículo. Siga estas etapas para
remover o monitor do sistema:
1. Desligue o sistema e desconecte-o da fonte de alimentação.
2. Desconecte o cabo de vídeo da traseira do monitor.
3. Desparafuse o retentor do fio e, em seguida, remova o cabo de alimentação da traseira do monitor.
4. Localize a barra de liberação no centro da parte frontal do monitor.
5. Empurre para cima a barra de liberação e segure-a para destravar o monitor da base.
6. Deslize o monitor para frente e para cima até que ele se solte da base.

Instruções de Uso 64
HD11.XE/ HD11
Precauções, Restrições e Advertências

ADVERTÊNCIA
O monitor é pesado. Tenha cuidado ao removê-lo. Peça assistência para mover o sistema, se necessária

Recolocação do monitor

Para recolocar o monitor do sistema, siga estas etapas:


1. Deslize a traseira da parte de baixo da base do monitor para dentro da base até ouvi-la encaixar-se na
posição.
2. Conecte o fio de energia e, em seguida, parafuse o retentor do fio.
3. Conecte o cabo de vídeo e aperte bem os parafusos de aperto manual do retentor.

Precauções com Transporte

 O transporte do equipamento sai da fábrica acondicionado em caixas projetadas para proteger o mesmo
sob condições normais de transporte.
 Não submeter as caixas a esforços em pontos que não se destinem a tal, sob o risco de danificar o
equipamento.
 Não deixar as caixas caírem ou sofrerem vibrações, bem como sob ação do tempo.
 Deixar sempre as caixas em posição vertical indicada na caixa.

Precauções com Armazenagem.

 O equipamento deve ficar em local coberto e arejado, livre de calor e umidade excessivas.
 Manter o equipamento em suas caixas originais até o momento da instalação.
 Não guarde o equipamento e nem instale em local onde se armazena produtos inflamáveis ou de
armazenagem de gases químicos.

Instruções de Uso 65
HD11.XE/ HD11
Manutenções Preventiva e Corretiva e Conservação

7. MANUTENÇÕES PREVENTIVA E CORRETIVA E CONSERVAÇÃO

A Manutenção e o Reparo do Sistema de Ultra-som HD11.XE e HD11,


devem ser realizados por pessoal técnico especializado.

Para a segurança do paciente, do operador e de terceiros, é recomendado realizar a


manutenção preventiva do produto, em suas partes, módulos e acessórios, descritas a
seguir, em intervalos regulares de no máximo 12 meses. Para efetuar a verificação das
boas condições do produto sugerimos contatar o nosso Serviço Técnico. Este serviço
dispõe de pessoal qualificado, equipamentos de medição e testes calibrados, peças e
componentes originais, reunindo desta forma as melhores condições para promover alta
confiabilidade de funcionamento e prolongada vida útil do produto. Nos casos onde o
produto trabalha sob condições extraordinárias, intervalos menores de verificação podem
ser sugeridos pelo Serviço Técnico da PHILIPS.
Em caso de mau funcionamento, desconecte o equipamento e comunique o Serviço
Técnico da PHILIPS.
A solicitação de manutenção pelo serviço autorizado pode ser solicitada no seguinte
endereço:

Representante no Brasil:
Philips Medical Systems Ltda.
Av. Dr. Marcos Penteado Ulhoa Rodrigues, 401, Parte 16 -
Tamboré
06460-040 Barueri - SP
Fone: (11) 2125-3465
Fax: (11) 2125-3422

Instruções de Uso 66
HD11.XE/ HD11
Manutenções Preventiva e Corretiva e Conservação

Manutenções Preventiva e Corretiva


A manutenção deve ser executada em intervalos regulares ou conforme necessário.

ADVERTÊNCIA
Sempre ajuste a energia do sistema para o modo Standby (Modo de espera), ajuste o disjuntor para a
posição Off (Desligado) e em seguida desconecte o sistema da tomada da parede, antes de fazer
manutenção ou limpeza.

CUIDADO
Não use solventes fortes, como tiner ou benzina, ou produtos de limpeza abrasivos, pois estes danificarão
as superfícies do sistema.

OBSERVAÇÃO
Inspeções de Manutenção Preventiva faz parte do Programa de Garantia da Qualidade de Serviço ao
Cliente.

Manutenção do Transdutor

Os transdutores necessitam de cuidados, limpeza e manuseio adequados. Os cuidados razoáveis incluem


inspeção, limpeza e desinfecção ou esterilização, conforme necessário. Inspecione o cabo do transdutor, o
estojo e as lentes antes de cada utilização. Verifique se não há rachaduras ou outros danos que possam
comprometer a integridade do transdutor. Informe o representante do atendimento ao cliente da PHILIPS
sobre quaisquer danos e pare de utilizar o transdutor.

CUIDADO
Alguns géis de acoplamento de ultra-som e algumas soluções de pré-limpeza, desinfecção e esterilização
podem danificar o transdutor. Antes de usar um gel ou uma solução em um transdutor entre em contato com
o seu representante local da PHILIPS.

Manutenção da guia de biopsia

Observe os seguintes avisos de advertência e cuidados ao fazer a manutenção das guias de biopsia.

ADVERTÊNCIA
Os componentes do kit de procedimento de biopsia são descartáveis e não devem ser reutilizados.

OBSERVAÇÃO
Consulte as instruções fornecidas com a guia de biopsia para procedimentos da sua limpeza, desinfecção, e
esterilização.

Instruções de Uso 67
HD11.XE/ HD11
Manutenções Preventiva e Corretiva e Conservação

Manutenção da Impressora

ADVERTÊNCIA
Antes de executar qualquer manutenção em um dispositivo, sempre o desconecte da fonte de alimentação
de uma das seguintes formas: desconecte o sistema da tomada da parede, se o aparelho estiver instalado
no interior do sistema; ou desconecte o aparelho da tomada na parede, se ele estiver instalado fora do
sistema.

CUIDADO
 Não risque o cilindro nem permita que poeira e sujeira entrem em contato com o cilindro da impressora.
 Não use solventes fortes, como tiner ou benzina, ou produtos de limpeza abrasivos, pois estes
danificarão o gabinete do aparelho.

Limpe periodicamente as superfícies externas do aparelho utilizando um pano macio. Manchas difíceis
podem ser removidas com um pano ligeiramente umedecido em solução de detergente suave.

Outras Manutenções

1. Remova as coberturas do sistema e verifique se os parafusos estão seguros no lugar em todas as abas
das placas de circuito.
2. Verifique se todos os parafusos estão seguros no lugar na placa do circuito Select Scanhead (Seleção da
Cabeça de Escaneamento). Aperte os parafusos na seqüência correta. Não aperte demais os parafusos.
Parafusos ou porcas danificadas podem requerer troca do prendedor do cartão.
3. Limpe o trackball
4. Verifique se os cabos estão apropriadamente encapados, de forma a prevenir o uso de cabos
desgastados e danificados.
5. Verifique se todos os ventiladores de resfriamento estão operando (fornecimento de energia e
prendedores do cartão)
6. Inspecione as rodas para sinais de cortes ou desgastes excessivos. Troque se necessário.
7. Verifique se os freios do sistema estão operando. Se estiverem quebrados, solicite novas rodas
individuais da frente ou nova estrutura do freio das rodas.
8. Limpe as coberturas do sistema e retoque arranhões na pintura, conforme necessário.
9. Limpe o Display da Tela
10. Rode o Teste Abrangente da Máquina, verifique a funcionalidade do sistema, e verifique a qualidade da
imagem.
11. Realize outros procedimentos de limpeza e inspeção pela Política de Serviço ao Cliente.
12. Complete o rótulo de garantia de qualidade. Fixe-o ao sistema pela Política de Serviço ao Cliente. Cubra
o rótulo com um revestimento para rótulo.
13. Complete a ordem de serviço.

Instruções de Uso 68
HD11.XE/ HD11
Manutenções Preventiva e Corretiva e Conservação

Limpeza e Desinfecção
Esta seção contém informações sobre limpeza, desinfecção e esterilização de transdutores compatíveis com
o sistema, bem como limpeza e desinfecção de superfícies do sistema. Estas instruções foram elaboradas
para ajudar a efetuar uma limpeza, desinfecção e esterilização efetivas. Além disso, essas instruções
ajudarão a evitar danos, que podem anular a garantia, durante a limpeza, a desinfecção e a esterilização.

Segurança

Esta seção contém informações sobre limpeza, desinfecção e esterilização de transdutores compatíveis com
o sistema, bem como limpeza e desinfecção de superfícies do sistema. Estas instruções foram elaboradas
para ajudar a efetuar uma limpeza, desinfecção e esterilização efetivas. Além disso, essas instruções
ajudarão a evitar danos, que podem anular a garantia, durante a limpeza, a desinfecção e a esterilização.
Observe as seguintes advertências e cuidados ao usar desinfetantes e géis. Advertências e cuidados mais
específicos são incluídos dentro dos vários procedimentos nesta seção e nos rótulos das soluções de limpeza
ou de desinfecção.
 Os desinfetantes relacionados são recomendados devido a sua compatibilidade química com materiais
do produto, não pela eficiência biológica. Quanto à eficiência biológica de um desinfetante, consulte as
diretrizes e recomendações do fabricante do desinfetante.
 O nível de desinfecção necessário para um dispositivo é ditado pelo tipo de tecido com o qual ele estará
em contato durante o uso. Verifique se o tipo de desinfetante é apropriado para o tipo de transdutor e
para a aplicação do transdutor. Para obter informações, consulte as instruções do rótulo do desinfetante.
 Muitos transdutores não podem ser esterilizados. Quando a esterilização for necessária, utilize uma capa
para transdutor e gel estéreis, conforme descrito nas instruções da capa para transdutor.
 O uso de capas para transdutores estéreis e gel de acoplamento estéril é recomendado para aplicações
clínicas de todos os transdutores intracavitários (incluindo transesofágicos), transdutores intra-operatórios
e para procedimentos de biopsia. Não aplique a capa para transdutor e o gel até que esteja pronto para
executar o procedimento. A exposição repetida de longo prazo ao gel de acoplamento pode danificar os
transdutores.
 Em aplicações neurocirúrgicas, transdutores esterilizados devem ser utilizados com gel estéril e uma
capa para transdutor estéril sem agentes pirogênicos.
 As capas para transdutor podem conter látex de borracha natural, que pode provocar reações alérgicas
em alguns indivíduos. Consulte o “Alerta médico do FDA sobre produtos de látex”.

Doença de Creutzfeldt-Jakob

ADVERTÊNCIA
Se a capa para transdutor estéril ficar comprometida durante aplicações intra-operativas que envolvam um
paciente com a doença de Creutzfeldt-Jakob, o transdutor não poderá ser esterilizado com nenhum método
de esterilização.

Instruções de Uso 69
HD11.XE/ HD11
Manutenções Preventiva e Corretiva e Conservação

Descontaminação

A descontaminação inclui as seguintes etapas:


1. Limpeza
2. Desinfecção
3. Esterilização (se recomendada)

Os procedimentos desta seção abrangem as etapas anteriores para os seguintes itens:


 Transdutores
 Cabos e conectores
 Superfícies do sistema

Limpeza das Superfícies do Sistema

Limpe periodicamente todas as superfícies externas do sistema utilizando um pano macio umedecido com
solução de detergente suave.
Ao limpar painel de controle, a tela sensível ao toque, o teclado e o monitor do sistema, não deixe cair
nenhuma solução dentro do gabinete. Também tome cuidado para não riscar a face do monitor ao limpá-lo.
As superfícies exteriores do sistema podem ser desinfetadas usando um desinfetante recomendado com um
método de limpeza. Os seguintes produtos são aprovados para uso no sistema:
 Solução de Sabão Suave
 Álcool Isopropil 70% (IPA)
 Spray de Sporicidin
 Tharacide Plus
 Sani-Cloth (todos)

Utilize o seguinte procedimento para desinfetar as superfícies do sistema.

ADVERTÊNCIA
Sempre use óculos de proteção e luvas ao limpar e desinfetar qualquer equipamento.

CUIDADO
 Use somente desinfetantes recomendados em superfícies do sistema. Desinfetantes do tipo imersão
não foram testados para uso em superfícies do sistema.
 Se você usar uma solução alcoólica para desinfecção, verifique se a solução tem até no máximo 70%
de álcool. Soluções com mais de 70% de álcool podem provocar danos ao produto.

Para limpar e desinfetar superfícies do sistema


1. Desligue o sistema e desconecte o cabo de alimentação da tomada.

Instruções de Uso 70
HD11.XE/ HD11
Manutenções Preventiva e Corretiva e Conservação

Limpeza
2. Utilize um pano macio levemente umedecido em uma solução de sabão suave ou de detergente para
limpar as superfícies exteriores do sistema.

Desinfecção
3. Misture a solução de desinfecção compatível com o transdutor, de acordo com as instruções do rótulo
sobre concentração da solução.

CUIDADO
Não pulverize desinfetante diretamente sobre superfícies do sistema. Isso pode fazer com que o
desinfetante vaze para dentro do sistema, danificando-o e anulando a garantia.

4. Limpe as superfícies do sistema com o desinfetante, seguindo as instruções no rótulo do desinfetante


quanto a duração de limpeza, concentrações da solução e duração de contato com o desinfetante.
Verifique se a concentração da solução e a duração de contato são apropriadas para a aplicação clínica
pretendida.
5. Seque com um secador ou com uma toalha estéril, de acordo com as instruções contidas no rótulo do
desinfetante.

Limpeza dos Filtros de Ar

ADVERTÊNCIA
Quando uma certa temperatura interna é atingida, o sistema exibe uma mensagem de advertência e 30
minutos depois se desliga automaticamente. Uma temperatura interna maior pode ser causada por filtros de
ar sujos. Não manter o filtro de ar limpo pode resultar na indisponibilidade do sistema durante uma utilização
crucial.

CUIDADO
Desligue a energia do sistema antes de remover os filtros de ar. Não ligue a energia novamente sem os
filtros de ar.

Os filtros de ar do sistema devem ser inspecionados toda semana e limpo conforme necessário. Os filtros de
ar estão localizados em uma abertura na lateral inferior esquerda do sistema e na parte de trás do sistema.
Filtros de ar de reposição são incluídos com o sistema. Se você decidir limpar os filtros de ar com água e
sabão, poderá usar os filtros sobressalentes enquanto os outros filtros secam. Filtros de ar adicionais podem
ser solicitados ao Serviço de Atendimento ao Cliente da PHILIPS.
Para manter os filtros de ar
1. Remova a cobertura do filtro de ar no lado esquerdo da parte inferior do sistema, puxando a parte de
baixo da cobertura na sua direção.
2. Inspecione o filtro, e se ele estiver sujo, troque-o com um filtro de reposição.
3. Abra a porta do filtro de ar na parte de trás do sistema e suspenda o filtro para fora, para poder
inspecionar.
4. Inspecione o filtro, e se estiver sujo, troque-o com um filtro de reposição.
5. Dependendo das condições dos filtros de ar, use ou um aspirador de pó, ou sabão e água, para limpá-
los.

Instruções de Uso 71
HD11.XE/ HD11
Manutenções Preventiva e Corretiva e Conservação

Desinfetando Transdutores

Para desinfetar transdutores, você pode utilizar um método de imersão ou um método de limpeza com
desinfetante recomendado pela PHILIPS. Utilize o método que seja biologicamente apropriado.

OBSERVAÇÃO
Transdutores podem ser desinfetados utilizando o método de limpeza somente se o rótulo do produto do
desinfetante compatível que está sendo usado indicar que ele pode ser usado com um método de limpeza.

ADVERTÊNCIA
Sempre use óculos de proteção e luvas ao limpar e desinfetar qualquer equipamento.

CUIDADO
 Os transdutores devem ser limpos depois de cada uso. A limpeza do transdutor é uma etapa essencial
antes da desinfecção ou esterilização efetiva. Siga as instruções do fabricante ao usar desinfetantes.
 Não deixe que objetos cortantes, como bisturis ou bisturis elétricos, toquem nos transdutores ou cabos.
 Ao manusear um transdutor, não o deixe bater em superfícies rígidas.

Para limpar e desinfetar transdutores utilizando um método de imersão


1. Desconecte o transdutor do sistema.
2. Remova qualquer capa para transdutor, guia de biopsia ou proteção de bico.

Limpeza

CUIDADO
 Não use uma escova cirúrgica ao limpar transdutores. O uso de escovas, mesmo as mais macias, pode
danificar o transdutor.
 Durante a limpeza, desinfecção e esterilização, posicione as partes do transdutor que precisam
permanecer secas mais altas do que as partes molhadas, até que todas as partes estejam secas. Isso
ajuda a evitar que o líquido entre em áreas não impermeáveis do transdutor.

3. Use um pano macio levemente umedecido em sabão suave ou em uma solução de limpeza compatível
para remover quaisquer partículas ou fluidos corpóreos que permaneçam no transdutor ou no cabo.
4. Para remover partículas remanescentes, enxágüe com água até o ponto de imersão (Figuras a seguir).
5. Limpe com um pano seco ou um pano umedecido com água para remover resíduos de sabão e seque
com um pano seco.

Instruções de Uso 72
HD11.XE/ HD11
Manutenções Preventiva e Corretiva e Conservação

Desinfecção

ADVERTÊNCIA
 Se um desinfetante pré-misturado for usado, verifique a data de validade.
 O nível de desinfecção necessário para um dispositivo é ditado pelo tipo de tecido com o qual ele estará
em contato durante o uso. Verifique se a concentração da solução e a duração de contato são
apropriadas para o uso clínico pretendido do transdutor. Para obter informações, consulte as instruções
do rótulo do desinfetante.

CUIDADO
 O uso de desinfetantes não recomendados, concentrações incorretas de soluções ou a imersão de um
transdutor a uma profundidade maior ou por um tempo de contato mais longo podem danificar ou
descolorir o transdutor e anularão sua garantia.
 Não mergulhe os transdutores por mais de uma hora, a não ser que eles sejam esterilizáveis. Os
transdutores podem ser danificados se deixados em imersão por muito tempo.
 Se você usar uma solução alcoólica para desinfecção, verifique se a solução tem até no máximo 70%
de álcool. Soluções com mais de 70% de álcool podem provocar danos ao produto.

6. Misture a solução de desinfecção compatível com o transdutor, de acordo com as instruções do rótulo
sobre concentração da solução.
7. Mergulhe o transdutor no desinfetante conforme mostrado na figura apropriada para seu transdutor
(Figura a seguir).
8. Siga as instruções no rótulo do desinfetante relativas à duração da imersão do transdutor. Não mergulhe
os transdutores por mais de uma hora, a não ser que eles sejam esterilizáveis.
9. Utilizando as instruções no rótulo do desinfetante, enxágüe o transdutor até o ponto de imersão, e em
seguida seque-o com um secador ou uma toalha seca e limpa.
10. Verifique se há danos no transdutor, como rachaduras, rupturas, vazamentos de líquido ou bordas
pontiagudas ou projeções. Se o dano for evidente, interrompa o uso do transdutor e entre em contato
com o Representante da PHILIPS.

Instruções de Uso 73
HD11.XE/ HD11
Manutenções Preventiva e Corretiva e Conservação

Esterilizando Transdutores

A esterilização de transdutores é recomendada somente nestas circunstâncias:


 A capa para transdutor estéril foi rompida.
 O transdutor é um C8-5

Somente o transdutor C8-5 pode ser esterilizado. Uma redução de 10 -6 em patogênicos deve ser obtida,
seguindo os procedimentos de esterilização nesta seção e utilizando a solução Cidex.

ADVERTÊNCIA
 Sempre use óculos de proteção e luvas ao limpar, desinfetar ou esterilizar qualquer equipamento.
 Em aplicações neurocirúrgicas, os transdutores esterilizados devem ser utilizados com uma capa para
transdutor sem agentes pirogênicos.

CUIDADO
 Os transdutores devem ser limpos depois de cada uso. A limpeza do transdutor é uma etapa essencial
antes da desinfecção ou esterilização efetiva. Siga as instruções do fabricante ao usar desinfetante.
 Esterilize os transdutores utilizando somente soluções líquidas. O uso de autoclave, gás (EtO, óxido de
etileno) ou outros métodos não aprovados pela PHILIPS danificará o transdutor e anulará sua garantia.
 Não deixe que objetos cortantes, como bisturis e bisturis elétricos, toquem nos transdutores ou cabos.
 • Ao manusear um transdutor, não o deixe bater em superfícies rígidas.

Instruções de Uso 74
HD11.XE/ HD11
Manutenções Preventiva e Corretiva e Conservação

Para limpar e esterilizar transdutores.


1. Desconecte o transdutor do sistema.
2. Remova todas as capas para transdutor ou guias de biopsia. Descarte as capas.

Limpeza

CUIDADO
 Não use uma escova cirúrgica ao limpar transdutores. O uso de escovas, mesmo as mais macias, pode
danificar o transdutor.
 Durante a limpeza, desinfecção e esterilização, posicione as partes do transdutor que precisam
permanecer secas mais altas do que as partes molhadas, até que todas as partes estejam secas. Isso
ajuda a evitar que o líquido entre em áreas não impermeáveis do transdutor.

3. Use um pano macio levemente umedecido em sabão suave ou em uma solução de limpeza compatível
para remover quaisquer partículas ou fluidos corpóreos que permaneçam no transdutor ou no cabo.
4. Para remover partículas remanescentes, enxágüe com água até o ponto de imersão (Figuras a seguir).
5. Limpe com um pano seco ou um pano umedecido com água para remover resíduos de sabão e seque
com um pano seco.

Esterilização

ADVERTÊNCIA
Se uma solução pré-misturada for usada, verifique a data de validade da solução.

CUIDADO
Verifique se a concentração da solução e a duração de contato são apropriadas para a esterilização. Siga
as instruções do fabricante.

6. Misture a solução de esterilização compatível com o transdutor, de acordo com as instruções do rótulo
relativas à concentração da solução.
7. Mergulhe o transdutor na solução de esterilização conforme mostrado na Figura a seguir.
8. Siga as instruções do rótulo da solução de esterilização relativas à duração da imersão do transdutor
requerida para a esterilização.
9. Remova o transdutor da solução de esterilização depois de decorrido o tempo de esterilização
recomendado.
10. Utilizando as instruções no rótulo da solução de esterilização, enxágüe o transdutor em água estéril até o
ponto de imersão e seque-o com um secador ou uma toalha estéril.
11. Verifique se há danos no transdutor, como rachaduras, rupturas, vazamentos de líquido ou bordas
pontiagudas ou projeções. Se o dano for evidente, interrompa o uso do transdutor e entre em contato
com o Representante da PHILIPS.

Instruções de Uso 75
HD11.XE/ HD11
Manutenções Preventiva e Corretiva e Conservação

Desinfetando Cabos e Conectores

Os cabos e conectores de todos os transdutores e outros dispositivos podem ser desinfetados utilizando um
desinfetante em toalha ou spray. Antes de desinfetar, no entanto, você deve orientar o cabo de maneira que o
dispositivo e o conector fiquem voltados para cima (Figura a seguir).

ADVERTÊNCIA
Sempre use óculos de proteção e luvas ao limpar e desinfetar qualquer equipamento.

CUIDADO
 Tentar desinfetar um cabo ou conector usando um método diferente do incluído aqui poderá danificar o
dispositivo e anulará sua garantia. Alívios de tensão em dispositivos e conectores de cabo não foram
projetados para serem impermeáveis. Os alívios de tensão podem permitir que o desinfetante entre no
dispositivo ou no conector. Posicione as peças que devem permanecer secas mais altas do que as
peças molhadas, até que todas as peças estejam secas.
 Não deixe que objetos cortantes, como bisturis e bisturis elétricos, toquem nos cabos.

Para limpar e desinfetar cabos e conectores


1. Desconecte o dispositivo do sistema.
2. Oriente o dispositivo e o conector para que fiquem voltados para cima (Figura a seguir).

CUIDADO
 Não deixe nenhum tipo de líquido entrar no conector. Líquido no conector pode anular a garantia do
transdutor ou do dispositivo.
 Não utilize uma escova no rótulo do conector.

Instruções de Uso 76
HD11.XE/ HD11
Manutenções Preventiva e Corretiva e Conservação

Limpeza
3. Utilize um pano macio levemente umedecido em uma solução de sabão suave ou de detergente para
limpar o cabo e o conector. Uma escova de cerdas macias pode ser utilizada para limpar apenas as
superfícies de metal do conector. Não deixe que nenhum tipo de líquido entre no dispositivo, através do
alívio de tensão ou do conector, através dos contatos elétricos, em torno da haste da alavanca de trava,
ou em torno do alívio de tensão (Figura a seguir).

Desinfecção

ADVERTÊNCIA
Se uma solução pré-misturada for usada, verifique a data de validade da solução.

CUIDADO
Você pode utilizar uma solução alcoólica para desinfecção.
Verifique se a solução tem no máximo 70% de álcool. Soluções com mais de 70% de álcool podem provocar
danos ao produto. Evite colocar o desinfetante em contato com o rótulo do conector.

4. Misture a solução de desinfecção compatível com o cabo, de acordo com as instruções do rótulo relativas
à concentração da solução. Para o conector, utilize uma solução compatível com as superfícies do
sistema.
5. Limpe o cabo e o conector com o desinfetante, seguindo as instruções do rótulo do desinfetante sobre
duração da limpeza, concentrações da solução e duração do contato do desinfetante com o cabo.
Verifique se a concentração da solução e a duração de contato são apropriadas para o uso clínico
pretendido do dispositivo. Certifique-se de que a solução desinfetante não entre no dispositivo ou no
conector nem entre em contato com o rótulo do conector.
6. Seque com um secador ou com uma toalha estéril, de acordo com as instruções contidas no rótulo do
desinfetante.
7. Verifique se há danos no dispositivo e no cabo, como rachaduras, rupturas, bordas pontiagudas ou
projeções. Se o dano for evidente, interrompa o uso do dispositivo e entre em contato com o
Representante da PHILIPS.

Instruções de Uso 77
HD11.XE/ HD11
Manutenções Preventiva e Corretiva e Conservação

Instruções de Uso 78
HD11.XE/ HD11
Manutenções Preventiva e Corretiva e Conservação

Guia de Solução de Problemas - TroubleShooting


Se tiver dificuldades com a operação do sistema, utilize as informações desta seção para ajudá-lo a corrigir o
problema. Se o problema não estiver mencionado aqui, entre em contato com o representante de
atendimento ao cliente PHILIPS.
A tabela de troubleshooting (solução de problemas) contém uma lista dos sintomas e das opções a serem
tomadas para a correção dos problemas (Tabela abaixo).

Sintoma Ação corretiva


O sistema não liga. A luz indicadora do 1. Verifique as conexões elétricas.
monitor está apagada. 2. Verifique o disjuntor na parte de trás do sistema.
Não aparece nenhuma imagem no monitor. 1. Depois de ligar, o sistema demora cerca de 20 segundos
para inicializar Durante esse tempo, o monitor ficará em
branco.
2. Depois de 20 segundos, ajuste os controles de brilho e
contraste do monitor.
3. Verifique os cabos e as conexões do monitor.
Os alto-falantes do sistema não emitem Utilize o controle Volume para verificar se os alto-falantes não
som. estão mudos.
Uma mensagem de erro indica que o 1. Clique em Contínuos (Continuar). O sistema desligar-se-á
sistema está acima da temperatura de automaticamente em 30 minutos.
operação normal. 2. Com a energia desligada, verifique os filtros de ar
obstruídos.

Mensagens de Erro

O sistema também mostra mensagens de erro em resposta as condições de erro e de operação detectadas
pelo sistema. As mensagens de erro devem ser anotadas e relatadas ao seu Engenheiro de Serviço de
campo da PHILIPS. Não utilize o sistema se uma mensagem de erro for exibida.

Instruções de Uso 79
HD11.XE/ HD11
Partes, Peças, Módulos e Acessórios

8. PARTES, PEÇAS, MÓDULOS E ACESSÓRIOS

IMPORTANTE!
Todas as Partes, Peças, Acessórios, Dispositivos, Módulos e Conjuntos que
compõem este Sistema somente serão comercializados para uso exclusivo com o
Sistema de Ultra-som HD11.XE e HD11.

Partes, Peças e Módulos


Sistema de Ultra-som HD11.XE

1. iSCAN Intelligent Optimization.


2. Painel de controle totalmente
ajustável.
3. Monitor com tela plana.
4. Braço articulado em quatro
direções.
5. Suporte para até três periféricos no
carrinho.
6. Unidade de CD de várias sessões
integradas.
7. Até cinco portas de transdutor.
8. Armazenamento de mídia.
9. Apoio para pés integrado.
10. Rodas giratórias de quatro
direções.

Até 56% mais leve do que outros


sistemas de sua classe.

Instruções de Uso 80
HD11.XE/ HD11
Partes, Peças, Módulos e Acessórios

Sistema de Ultra-som HD11

1. Suportes de transdutor e de gel.


2. Alça.
3. Impressora
4. Unidade de CD.
5. Painel Fisio.
6. Unidade de MOD.
7. Compartimento de
armazenamento.
8. Monitor.
9. Painel de “Soft Keys”.
10. Painel de controle.
11. Painel de conexão de transdutores.
12. Rodas.

Instruções de Uso 81
HD11.XE/ HD11
Partes, Peças, Módulos e Acessórios

Painel de Controle

1. Painel de teclas programáveis.


2. Botões.
3. Teclado.
4. Chaves oscilantes.
5. Botões.
6. Trackball.
7. Botão On/Off.
8. Botão Help.
9. Controles deslizantes.

Instruções de Uso 82
HD11.XE/ HD11
Partes, Peças, Módulos e Acessórios

Acessórios

IMPORTANTE!
Todas as Partes, Peças, Acessórios, Dispositivos, Módulos e Conjuntos que
compõem este Sistema somente serão comercializados para uso exclusivo com o
Sistema de Ultra-som HD11.XE e HD11.

Transdutores

Transdutor Convexo C5-2


Aplicação principal Abdominal (Geral, Renal e
Vascular), Obstetrícia (Geral,
Prematuro e Eco Fetal), Ginecologia
(Pélvis e Fertilidade), Vascular
Abdominal, Pediátrico Abdominal,
Contraste.
Campo de Visão 85º
Faixa de Freqüências 2 – 5 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Descartável.

Transdutor Convexo C8-4v


Aplicação principal Endovaginal
Campo de Visão 135º
Faixa de Freqüências 4 – 8 MHz
de Banda Larga
Raio de Curvatura 11 mm
Guia de Biópsia Descartável.

Instruções de Uso 83
HD11.XE/ HD11
Partes, Peças, Módulos e Acessórios

Transdutor Convexo C8-5


Aplicação principal Pediátrico, OB/;GYN. Abdominal,
Transfontanela.
Campo de Visão 90º
Faixa de Freqüências 5 – 8 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Reutilizável.

Transdutor Linear L9-3


Aplicação principal Vascular geral e superficial.
Campo de Visão 38 mm
Faixa de Freqüências 3 – 9 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Reutilizável.

Transdutor Convexo C9-4


Aplicação principal Abdominal, Pediátrico e Ob/Gyn
Campo de Visão 65º
Faixa de Freqüências 4 – 9 MHz
de Banda Larga

Transdutor Convexo C9-5ec


Aplicação principal Endocavidade
Campo de Visão 147º
Faixa de Freqüências 5 – 9 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Descartável.

Transdutor Linear L8-4


Aplicação principal Vascular, pequenas partes,
abdominal, quadril pediátrico,
muscolo-esquelético.
Campo de Visão 128º
Faixa de Freqüências 4 – 8 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Ângulo Duplo - descartável.

Instruções de Uso 84
HD11.XE/ HD11
Partes, Peças, Módulos e Acessórios

Transdutor Setorial S7-2omni


Aplicação principal Transofageal c/ eletrocauterização
de supressão e ergonomia
avançada
Campo de Visão 90º
Rotação eletrônica 180º
Faixa de Freqüências 2.5 – 6.5 MHz
de Banda Larga

Transdutor Linear L12-5


Aplicação principal Pequenas Partes, Vascular, quadril
pediátrica, abdominal.
Número de elementos 256
Campo de Visão 50 mm
Faixa de Freqüências 5 – 12 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Descartável

Transdutor Linear Compacto L15-7io


Aplicação principal Cardíaca, intraoperatória, vascular,
musculoesquelética.
Imagem Trapezoidal. 8º
Comprimento de 23 mm
abertura efetiva
Tamanho das lentes
 Elevação: 10 mm
 Plano de varredura: 32 mm
Tamanho do 89 mm
transdutor:
Tamanho do cabo: 2m
Faixa de Freqüências 7 – 15 MHz
de Banda Larga

Instruções de Uso 85
HD11.XE/ HD11
Partes, Peças, Módulos e Acessórios

Transdutor Phased S3-1


Aplicação principal Cardíaca, TCD, abdominal.
Número de elementos 90º
Faixa de Freqüências 1 – 3 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Nenhum

Transdutor Convexo 3D9-3v


Aplicação principal Ob/Gyn e Endovaginal
Campo de Visão 130º
Faixa de Freqüências 3 – 9 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Descartável

Transdutor Setorial S8-3


Aplicação principal Cardíaca, transfontanela,OB/GYN,
abdominal pediátrica
Campo de Visão 90º
Faixa de Freqüências 3 – 8 MHz
de Banda Larga

Transdutor Convexo V6-2


Aplicação principal Abdominal, OB/GYN, pediátrica.
Número de elementos 192
Campo de Visão 66º
Faixa de Freqüências 2 – 6 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Ângulo duplo - descartável

Instruções de Uso 86
HD11.XE/ HD11
Partes, Peças, Módulos e Acessórios

Transdutor Linear L12-3


Aplicação principal Vascular, pequenas partes,
abdominal, quadril pediátrica,
musculoesquelética.
Comprimento da 35 mm
Abertura
Imagem Trapezoidal. 15º
Faixa de Freqüências 3 – 11.5 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Reutilizável

Transdutor Setorial PA 4-2


Aplicação principal Cardíaco, TCD, abdominal e
Ob/Gyn
Campo de Visão 90º
Faixa de Freqüências 2 – 4.5 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Reutilizável

Transdutor Setorial S4-2


Aplicação principal Cardíaco, TCD, abdominal e
Ob/Gyn
Campo de Visão 90º
Faixa de Freqüências 2 – 4.5 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Reutilizável

Transdutor Setorial T6H


Aplicação principal Transofageal - cardíaca adulto e
pediátrico
Campo de Visão 90º
Rotação mecânica 180º
Faixa de Freqüências 2.5 – 6.5 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Nenhum

Instruções de Uso 87
HD11.XE/ HD11
Partes, Peças, Módulos e Acessórios

Transdutor Setorial S7-3t


Aplicação principal Transofageal - cardíaca adulto e
pediátrico
Campo de Visão 90º
Rotação mecânica 180º
Faixa de Freqüências 2.5 – 6.5 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Nenhum

Transdutor D2cwc – Sem Imagem


Aplicação principal Cardíaco
Faixa de Freqüências 1.9 MHz
de Banda Larga
Diâmetro 9 mm transdutor (lápis)
Guia de Biópsia Nenhum

Transdutor Convexo V8-4


Aplicação principal Abdominal, OB/GYN, pediátrica.
Número de elementos 192
Campo de Visão 68º
Faixa de Freqüências 4 – 8 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Ângulo duplo - descartável

Transdutor Cardíaco D5cwc – Sem Imagem


Aplicação principal Cardíaco
Faixa de Freqüências 5.0 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Nenhum

Instruções de Uso 88
HD11.XE/ HD11
Partes, Peças, Módulos e Acessórios

Transdutor Doppler Transcraniano – D2tcd


Aplicação principal Transcranial
Faixa de Freqüências 2.0 MHz
de Banda Larga
Diâmetro 14 mm (lápis)
Guia de Biópsia Nenhum

Transdutor Setorial S12-4


Aplicação principal Cardíaca pediátrica, abdominal
pediátrica, intra-operatória,
transfontanela.
Faixa de Freqüências 4 – 12.5 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Nenhum

Transdutor Convexo C6-3


Aplicação principal Pediátrico, OB/;GYN. Abdominal,
Transfontanela.
Campo de Visão 90º
Faixa de Freqüências 3 – 6 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Reutilizável.

Transdutor Biplane Transretal


Aplicação principal OB/;GYN.
Guia de Biópsia Reutilizável.

Instruções de Uso 89
HD11.XE/ HD11
Partes, Peças, Módulos e Acessórios

Transdutor Convexo BP10-5ec


Aplicação principal Biópsia e imagem de próstata,
transrretal e endocavidade.
Campo de Visão 126º
Comprimento 266,70 cm, incluindo conector
(transdutor e cabo):
Raio de curvatura: 8,8 mm
Diâmetro da ponta: 17,7 mm no máx.
Diâmetro do tubo: Inferior ou igual a 17,7 mm
Comprimento do tubo: Inferior ou igual a 17 cm
Faixa de Freqüências 5 - 10 MHz
de Banda Larga
Guia de Biópsia Sim

Transdutor 3D6-2
Descrição Transdutor Convexo volumétrico
3D6-2.
Suporta imagens 4D acima de 36
volumes por segundo.
Aplicação principal Abdominal, OB/GYN.
Número de Elementos 192
Campo de Visão 70º
Faixa de Freqüências 2 - 6 MHz
de Banda Larga

Transdutor 3D8-4
Descrição Transdutor Convexo Volumétrico
3D8-4
Aplicação principal Abdominal, OB/GYN, pediátrica.
Número de Elementos 192
Campo de Visão 85º
Faixa de Freqüências 4 - 8 MHz
de Banda Larga

Instruções de Uso 90
HD11.XE/ HD11
Partes, Peças, Módulos e Acessórios

Transdutor T6207
Descrição Transdutor Minimulti TEE
Aplicação principal TEE Adulto e Pediátrico
Faixa de Freqüências 4 - 7 MHz
de Banda Larga

Transdutor Transesofágico S7-2 Omni - OmniPlane III


TEE
Aplicação principal Transofageal c/ eletrocauterização
de supressão e ergonomia
avançada
Campo de Visão 90º
Rotação Mecânica 180º
Faixa de Freqüências 2 – 7 MHz
de Banda Larga

Transdutor Setorial P4-2


Aplicação principal Cardíaco
Campo de Visão 90º
Faixa de Freqüências 2 – 4.5 MHz
de Banda Larga

Instruções de Uso 91
HD11.XE/ HD11
Partes, Peças, Módulos e Acessórios

Outros Acessórios

Guias de Biopsia Kit C9-5 Adaptador OMNIPLANE


Adaptador para conexão de Transdutor Trans-
esofágico Omni III
Kit de biopsia para o transdutor C9-5

Conector Cartucho para HD11 Conector EXPLORA


Conector tipo cartucho

Conector tipo Explora

Kit de Atualização Guias de Biopsia C8-4V


Kit de biopsia para o transdutor C8-4V.
Atualiza o sistema HD11 para o modelo OBS: Agulha na foto não inclusa – somente para
HD11.XE que proporciona melhor desempenho e ilustração. Agulha deve ser registrada
novos recursos. A atualização inclui um display separadamente na ANVISA.
de painel plano LCD ultra-brilhante e sem
tremulação, para menor fadiga ocular; um braço
para monitor totalmente articulado que permite a
regulagem independente do monitor e do painel
de controle (altura e giro), para facilitar as
posturas de trabalho neutras e reduzir os
problemas de esforço repetitivo. Melhor
qualidade de imagens abdominais.

Instruções de Uso 92
HD11.XE/ HD11
Partes, Peças, Módulos e Acessórios

Guias de Biopsia L8-4 Guias de Biopsia C5-2


Kit de biopsia para o transdutor L8-4 Kit de biopsia para o transdutor C5-2

Guias de Biopsia L12-3


Kit de Biopsia para o Transdutor L12-3

Instruções de Uso 93
HD11.XE/ HD11
Garantia do Equipamento

9. GARANTIA DO EQUIPAMENTO

TERMO DE GARANTIA para o Sistema de Ultra-som HD11.XE e HD11.

TERMO DE GARANTIA
01- Os aparelhos e a) As especificações das 08- Excluem-se também os
equipamentos fornecidos pela garantias dispostas no Anexo II defeitos decorrentes de
PHILIPS MEDICAL SYSTEMS obedecerão o critério “pro-rata acidentes, manipulação incorreta
NEDERLAND B.V., são temporis/usus”, o que expirar ou de alteração efetuada no
garantidos contra defeitos/falhas primeiro, ambos contados à partir equipamento garantido, pelo
que, sob a condição de uso, da data de sua comprador, seus prepostos ou
manutenção e operação instalação/fornecimento terceiros, estranhos à fabricante.
adequados, ocorram devido a definitivo, limitado ao prazo
eventual defeito de fabricação ou “Máximo de Garantia Após 09- Qualquer alteração,
de material utilizado para sua Fornecimento”. modificação, acréscimo, reparo,
confecção, pelo prazo de 12 b) Transdutores para aplicação retirada ou substituição efetuada
(doze) meses, contados da data em Ultra-Sonografia - prazo de no equipamento garantido, sem a
da instalação, não ultrapassando três meses, crédito integral (art. anuência escrita da fabricante,
15 (quinze) meses, contados da 26,II, do Código de Defesa do extinguirá e cancelará qualquer
data de emissão da Consumidor). prazo de garantia porventura
documentação de embarque ou vigente (legal/acessória).
fatura comercial, sendo certo que 04- A entrega de peças, a título
o prazo de garantia legal, de garantia, se dará pelo valor 10- Extinto o prazo de garantia
disposto no artigo 26,II, do FOB porto/aeroporto de (legal/acessória), não é permitida
Código de Defesa do embarque. qualquer reclamação acerca de
Consumidor, já se acha incluído peças, componentes e/ou
nesses prazos mencionados. 05- A montagem do equipamento serviços fornecidos no curso
feita após o vencimento do prazo desse prazo.
02- Para os materiais, peças, de garantia, por responsabilidade
acessórios ou equipamentos de do comprador, será prestada 11- Toda peça e/ou componente,
terceiros comercializados pela com cobrança/faturamento à substituído por força da vigência
PHILIPS MEDICAL SYSTEMS parte, não sendo concedido do prazo de garantia
NEDERLAND B.V., através de prazo de garantia acessório ao (legal/acessória), deverá ser
sua representante exclusiva no previsto no art. 26,II, do Código entregue formalmente, em
Território Nacional - PHILIPS de Defesa do Consumidor. definitivo, à fabricante.
MEDICAL SYSTEMS LTDA.,
serão transferidos ao comprador 06- Excluem-se de qualquer 12- A empresa PHILIPS
os Termos de Garantia firmados modalidade de prazo de garantia MEDICAL SYSTEMS LTDA.,
com os respectivos fabricantes (legal/acessória) os objetos representante exclusiva no
(art. 25 do Código de Defesa do sujeitos à deterioração, desgaste território nacional para atuar em
Consumidor). e/ou consumo, tais como: nome da fabricante, conta com
acumuladores, pilhas secas, um grupo funcional especializado
03- O prazo de garantia para objetos de borracha ou plástico, e instrumentação necessária
TUBOS DE RAIOS-X, bem como de proteção, filmes, papéis foto- para prestar
para PEÇAS À VACUO, sensíveis, produtos químicos, serviços/fornecimento dispostos
obedecerá critérios específicos, bulbos incandescentes, entre neste termo, em sua Sede e
contado a partir da data de seu outros. Filiais.
fornecimento/instalação/
recebimento do componente, já 07- Para os cabeçotes de 13- De acordo com o disposto no
incluído o prazo da garantia legal refrigeração (COLD HEAD), art. 26,II, do Código de Defesa
(art. 26,II, do Código de Defesa utilizados nos equipamentos de do Consumidor, o prazo de
do Consumidor), conforme Anexo Ressonância Magnética, serão garantia legal já se acha incluído
II. considerados itens consumíveis em todos os prazos de garantia
no qual se aplicará garantia acessória, dispostos no presente
normal, conforme mencionado no termo.
item 01 do presente termo.

Instruções de Uso 94
HD11.XE/ HD11
Garantia do Equipamento

Anexo I

CONDIÇÕES DE GARANTIA PARA TUBOS E PEÇAS A VÁCUO


PARA A AQUISIÇÃO DO SISTEMA INICIAL

TIPO GARANTIA GARANTIA MÁXIMA GARANTIA


DE *EM MESES *EM “LOAD UNIT” APÓS
TUBO APÓS EXPOSIÇÕES FORNECIMENTO
INSTALAÇÃO OU CORTES EM MESES
RADIOLOGIA
GERAL
RO 12 12.000 EXP. 18
SRO 12 15.000 EXP. 18

CARDIO-VASC
MRM-GS 12 20.000 L.U. 18

MRC-200
H5000/CV 60 250.000 L.U. 60

MRC-GS 0310
V5000 60 160.000 L.U. 60

TOMOGRAFIA
TOMO M/EG/C
GS 298 12 40.000 CORTES 18
GS 1093 12 60.000 CORTES 18

TOMO AVPF
GS 2072/GS 3072 12 60.000 CORTES 18

TOMO AURA
MRC-162 CT 12 150.000 CORTES 18
GS 2083 12 60.000 CORTES 18

TOMO SECURA
MRC-203 CT 12 150.000 CORTES 18
INT. IMAGEM 12 18
OUTROS 12 18

Instruções de Uso 95
HD11.XE/ HD11
Canais de Comunicação

CANAIS DE COMUNICAÇÃO

Representante no Brasil:
Philips Medical Systems Ltda.
Av. Dr. Marcos Penteado Ulhoa Rodrigues, 401, Parte 16 -
Tamboré
06460-040 Barueri - SP
Fone: (11) 2125-3465
Fax: (11) 2125-3422

NOMES E ASSINATURAS DOS RESPONSÁVEIS LEGAL E TÉCNICO

Nome do Responsável Legal Cargo


Daurio Speranzini Junior Diretor
Assinatura do Responsável Legal

Nome do Responsável Técnico Cargo


Wilson Monteiro Junior Engenheiro
Registro Assinatura do Responsável Técnico
N.º 0682454454
CREA - SP

Instruções de Uso 96