Você está na página 1de 12
ORD E M D E SER V IÇO N º 002 /2 018 - S

ORD EM DE SERV IÇO N º 002/2 018 - S MCP

INSTITUI

A

ANÁ LISE

PRELIMI NAR NOS

PROCES SOS

DE VIAB ILIDADE,

APROVA ÇÃO

DE

PROJ ETO

E

LICENCI AMENTO

DE

OB RAS

JUNTO À

SMCP

O Secretár io Municip al de Coo rdenação e Planeja mento, no

:

uso

saber que, , em confo rmidade c om o disp osto no A rt. 37

de s uas atribu ições faz

da L ei Municip al 2.606 d e 22 de m aio de 1.9 72, resolv

processo s de SMCP, s erão

um serv idor mun icipal, qu e verifica rá a

com pletude d a docume ntação (an exo 01) e informaçõ es mínim as necess árias à an álise técni ca, sendo elas:

anal isados pr eliminarm ente por

viab ilidade, ap rovação

A rt 1º A p artir do di a 1º de no vembro d e 2018 os

e licença

submetido s à análi

e junto à

I. I dentificaçã o do prop rietário ou represent ante legal;

II. Matrícula d o imóvel a tualizada (máximo 1 80 dias);

III. A RT ou RR T dos ser viços em v ia original quitada;

IV. P rojetos e m formato prescrito à

NBR (esp aço para carimbos)

V. I nformaçõe s nos s selos (tip o de pr ojeto, id entificação

p

roprietário

e

endere ço).

do

VI. E m se trat ando de i

adastral

do

móvel lista do no Inve ntário de

deverá

dispo nível

Bens Cult urais

ficha

endere ço eletrô nico:

d o Municí pio do Ri o Grande,

c

ser apres entada a

imóv el,

no

h ttp://www.rio grande.rs.g ov.br/pagina /index.php/i

ventario-de -bens-cultur ais

visa

agili zar e otim izar o tem po da aná lise técnic a pela eq uipe de lic enciamen to da SMC CP.

§ A aná lise prelim inar a qu e se refe re este d ispositivo,

§

No

a to

da

a nálise

pr eliminar,

o

servido r

respon sável

gem

pree ncherá o campo do requerim ento (anex o 02) corr esponden te à chec

doc umental, o

tram itando jun to à SMC P.

qual de verá aco mpanhar o

process o enquant to este e stiver

 

§

Caso

a doc umentaçã o neces sária (a nexo 01)

ou

info rmações

básicas

estiverem

incompl etas, o p rojeto nã o poderá

ser

prot ocolado,

recebend o o cari mbo corre spondente

à anális se prelim minar

(an e xo 03-A) , ao qu e dever á com plementa r os itens

(ane xo 03-A) , ao qu e deverá com plementar os itens f altantes ou

o

prop rietário

o u

respon sável

cnico

providen ciar a corr eção das i nformaçõe s.

§ A doc umentaçã o entreg

apenas

1

(uma)

via,

e

e

à abe rtura

su

s

do

processo

será

numer adas

até o

rece bida

seq uencialme nte (anexo enc erramento do mesm

em

terá

página s

03-B), n ão poden do a mes ma ser su bstituída

.

informa ções

bási cas, não i mpede qu e o analis ta da Unid ade de Li cenciame nto Urban ístico solic ite a corre ção ou co mplement ação de d ocumentos .

A rt

A

análise p reliminar

da docum entação

e

o mesmo

a Unida de de Li cenciamen to Urban ístico, cab endo ao

A rt 3º Uma

vez proto ocolizado

o projeto,

para

distr ibuição pa ra o servi dor analis ta ou envi o à Câma ra Técnica Proj etos (CT).

§ Caber á ao Dir etor acom panhar e

auxiliar

proc essos, in clusive a

sup erior, quan do necess ário.

ionando

outras Un idades d a SMCP

irá diretam ente seu Dire tor a

de Anális e de

a

dos

e deliber ação

análise

§ A resp osta sobre cada pro cedimento de anális e, bem co mo o

ao respo nsável té cnico

esta do atual d o process o, deverá

ser infor mada tant

qua nto ao pro prietário in dicados n a abertura do proces so.

§ O relat ório de an álise técn ica será a nexado a o process o em

form ulário es pecífico ( anexo 04 ), em fo lha nume rada e s ubsequen te à

doc umentação

analisad

.

A rt 4º Hav endo nece ssidade d e correçã o ou comp lementaçã o de

ser

mesmo s ervidor at é o seu e ncerramen to, salvo p por deliber ação

infor mações

anal isado pelo sup erior.

técnicas,

quando

d do

retorn o

do

pro cesso

est te

deverá

§ O retor no de pro cesso com

é

condic ionado

a o

corret o

responsáv el técnico.

correçõe s ou comp lementaçã o de

form ulário

assinado pelo

infor mações

corr espondent e ao relat ório de an álise (ane xo 04), de vidamente

prop rietário e

preenc himento

do

§ A taxa de serviç o, prevista no ítem 7

da tabela

IV do CT M (1

URM

proc edimento

reto rnos para correções ou comple mentação de inform ações.

por pági na ou lau da até 33

linhas), s erá cobrad a tantas v ezes qua nto o

sua apr ovação, i ncluindo-s e os

de anális e for rea lizado até

§ O bole to corresp ondente à taxa de s erviço de

protocolad o, sendo

análise té cnica

sua

retirada d o process o sem pre juízo da c obrança d e outras t axas incidente s, conform e a nature za de cad a serviço.

será

quit ação para eve ntualmente

emitido t oda vez q ue o proc esso for

necessária

A rt 5º Es ta Orde m de Ser v iço entr a rev o

A rt

Es ta

Ordem

de

Ser viço

entra

revo gando-se as disposi ções em c ontrário.

em

vigo r

nesta

data,

Ri o Grande, 26 de set embro de 2018

J OÃO CAR LOS BRA HM COUS IN

S

ecretário

Municipal

de Coorde nação e P lanejamen to

(A NEXO 01) DOCU M ENTAÇÃ O MÍNIM A 1. C ertidão d e Viabilid

(A NEXO 01)

DOCUM ENTAÇÃ O MÍNIMA

1. C ertidão d e Viabilid ade

PARA A BERTURA DE PRO CESSOS

1 .1. V iabil idade Loc acional ( Uso e Ocu pação do Solo)

1.1.1. R equerime nto:

1.1.1 .1. Requ erimento e specífico C. V.U. (2 via s, para so licitação de

viabilidad e PPCI , viab bilidade Lic. Ambiental S MMA, outros

);

DM,

1.1.1 .2. Requ erimento pa drão ANEX O 02 (1 via, para licen ciamento am biental junt o à FEPAM)

para solicita ção de viabi lidade

1.1.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

1.1.3. M atrícula a tualizada ( (180 dias):

1.1.3 .1.

Decla ração

da

SMHARF

regulariza ção fundiári a;

quando

e m

áreas

e m

process o

de

1.1.

3.2.

Decla ração de p osse emitid a por asso ciação de

bairro legal mente

constituíd a quando em

área irregu lar (sujeito a

apreciação da SMCP).

1 .2. Estud o de Viabi lidade Ur banística (E.V.U.)

1.2.1. E dificação

1.2. 1.1. Req uerimento;

1.2. 1.2.

RG

e CPF do

proprietári o (Cópia);

1.2. 1.3.

Matr ícula atual lizada (18 0 Dias);

1.2. 1.4.

ART /RRT do r esponsáve l técnico;

1.2. 1.5. Conj unto de

desenhos

prelimina res (1 vi a), em e scala

as cond ções

adequad a, capaz es de elu cidar perf eitamente

urbaníst ica propos ta para o empreendi mento;

1.2. 1.6. Estu do prévio atividad e indicada

6.588/08 .

de

Imp acto

de

Vizinhanç a

no art.

126, Capi tulo III da

para

Lei Mun icipal

(EIV),

A SMCP forn ecerá o r oteiro de

(RI V), quand o obrigató rio.

Relatório d e Impacto de Vizinh ança

1.2.2. P arcelame nto do So lo

1.2. 2.1. Req uerimento;

1.2. 2.2.

RG

e CPF do

proprietári o (Cópia);

1.2. 2.3.

Matr ícula atual lizada (18 0 Dias);

1.2. 2.4.

ART /RRT do r esponsáve l técnico;

1.2. 2.5. Decl aração d as conc essionária s de en ergia elé trica,

viável su prir o

empree ndimento; 1.2. 2.6. Plan ta de situa ção da gl eba (1 via) , conform e especific ação do incis o IV, 1°, Ar rt 81 da Le i Municipa l n° 6.587/ /08;

abasteci mento de água e es goto sanit ário, que é

1.2. 2.7. Estu do de Impacto de Vi zinhança (EIV), para empree n dimento c

1.2. 2.7.

Estu do

de

Impacto

de

Vi zinhança

(EIV),

para

empree ndimento

com mais

de

20

h

ctares ou

em área s de

relevant e interess e ambienta l e/ou con juntos hab bitacionais .

*A

qua ndo obriga tório.

SMCP for necerá o

roteiro do

2. A provaçã o de Proje to

Relatório

de Impa cto de Vi zinhança

(RIV)

2 .1. Edifica ção nov a, amplia ção refor ma ou m odificaçã ão de pr ojeto aprova do

2.1.1. U nifamilia r

2.1. 1.1. Req uerimento;

2.1. 1.2.

2.1. 1.3.

2.1. 1.4. ART /RRT do

RG

e CPF do

proprietári o (Cópia);

Matr ícula atual lizada (18 0 dias);

projeto

de

modifica ção de pr ojeto apro vado, pod erá ser so mente da área

anuída p elo auto r do pr ojeto

arquitet ônico

(no s

casos

modifica da, desd e que modifica do); 2.1. 1.5. Proj eto arquit etônico (1 individu alizada.

via), co m pranch a de situ ação

2.1.2. M ultifamili ar / Comé rcio e Se rviços

2.1. 2.1. Req uerimento;

2.1. 2.2.

2.1. 2.3.

2.1. 2.4. ART /RRT do

RG

e CPF do

proprietári o (Cópia);

Matr ícula atual lizada (18 0 dias);

projeto

de

modifica ção de pr ojeto apro vado, pod erá ser so mente da área

modifica da, desd e que modifica do);

anuída p elo auto r do pr ojeto

arquitet ônico

(no s

casos

2.1. 2.5. Proj eto arquit etônico (1 individu alizada;

2.1. 2.6.

2.1. 2.7. Anu ência dos

via), co m pranch a de situ ação

casos de

ampliaçã o de

Plan ilha de áre as confor me NBR 1 2.721;

condômi nos, nos

imóveis multifamili ares.

2 .2. Modifi cação de Fachada

2.2.1. R equerime

2.2.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

2.2.3. M atrícula a tualizada ( (180 dias);

2.2.4. A RT/RRT d e projeto e execuçã o;

2.2.5. P rojeto da intervençã o, com pla nta de sit

nto;

ação (1vi a).

2 .3. Aprov ação de P rojeto Hid rossanitá rio

*Pode s er requerid a juntament e com a ap rovação do projeto de

edificação

2.3.1. R equerime nto;

2.3.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

2.3.3. M atrícula a tualizada ( (180 dias);

2.3.4. A RT/RRT d o projeto hidrossani tário;

2.3.5. P rojeto hi rdossanit á rio (1 v ia) , com ind ividualizad a;

2.3.5. P rojeto hi rdossanitá rio (1 v ia), com

ind ividualizad a;

prancha

de

situ ação

2.3.6. T ermo de C ompromis sso Ambie ntal assina do (1 via) .

2 .4. Aprov ação de P rojeto ou Laudo Ac ústico

*O imóv el deverá p ossuir proj eto de edific ação aprov ado e visto riado

2.4.1. R equerime nto;

2.4.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

2.4.3. M atrícula a tualizada ( (180 dias);

2.4.4. A RT/RRT d o projeto ou laudo a cústico;

2.4.5. P rojeto ou

laudo a cústico (1

via), co m pranch a de situ ação

ind ividualizad a.

2 .5. Projet o de Calç ada (Lei 7 .862/2015 – Calçad a Legal)

*Pode se r requerido juntament e com a apr ovação do

projeto de e dificação

2.5.1. R equerime

2.5.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

2.5.3. M atrícula a tualizada ( (180 dias);

2.5.4. P rojeto do passeio (c onforme L ei Municip al 7.862/2 015);

2.5.5. A RT/RRT d e projeto.

nto;

2 .6. Projet o de insta lação de

Parklet (V aga Viva)

2.6.1. R equerime nto;

2.6.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

2.6.3. M atrícula a tualizada ( (180 dias);

2.6.4. C ontrato d e locação

2.6.5. A lvará de l ocalização do estabe lecimento ;

2.6.6. P rojeto si mplificado

do imóvel (quando lo cado);

da

inter venção

( conforme

8.2 28/2018 e Decreto 1 5.423/201 8);

2.6.7. A RT/RRT d o projeto.

Lei

Mun icipal

2 .7. Atendi mento a l ei de mar quises

2.7.1. R equerime

2.7.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

2.7.3. M atrícula a tualizada ( (180 dias);

2.7.4. L audo técn ico de est abilidade c onforme l ei 5.707 de e 19/11/02 ;

2.7.5. A RT/RRT d o laudo té cnico.

nto;

2 .8. Individ ualização

de Econ omias / A utenticaç ão de Plan nilhas

2.8.1. R equerime

2.8.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

2.8.3. M atrícula a tualizada ( (180 dias);

2.8.4. L audo técn ico com a descrição dos imóve is;

2.8.5. P lanilha de áreas con forme NB R 12.721;

2.8.6. A RT/RRT d o laudo té cnico.

nto;

2 .9. Aprov ação de P rojetos d e Parcela mento do Solo

2.9.1. D esdobra m entos / D esmemb r amento 2.9. 1.1. Req u erimento;

2.9.1. D esdobra mentos / D esmemb ramento

2.9. 1.1. Req uerimento;

2.9. 1.2.

2.9. 1.3.

2.9. 1.4. ART /RRT de técnico;

e CPF do

RG

proprietári o (Cópia);

Matr ícula atual lizada (18 0 dias);

projeto d e parcela mento do

solo ou l audo

2.9. 1.5.

Laud o de med idas e con frontações ;

2.9. 1.6.

Plan ta de situa ção prete ndida (1 vi a);

2.9.2. L oteament os

/

Co ndomínio s

de

L otes

Es peciais 2.9. 2.1. Req uerimento;

2.9. 2.2.

RG

e CPF do

proprietári o (Cópia);

/

P arcelame ntos

2.9. 2.3.

Matr ícula atual lizada (18 0 dias);

2.9. 2.4.

ART /RRT de p rojeto de

parcelame nto do sol o;

2.9. 2.5.

Proj eto de par celamento do solo (1 via);

2.9. 2.6. Plan ilha de

condom ínio); 2.9. 2.7. C.V. U. (nos ca sos previs tos em Le i).

áreas

c onforme

NBR

3. L icenças

de Execuç ão

12 .721

(qu ando

*Pod erão ser re queridas ju ntamente co m a aprova ção dos re spectivos p rojetos

3 .1. Edifica ção Unifa miliar

3.1.1. R equerime nto (indica ndo os p rocessos e m que fo ram aprov ados

os projetos a rquitetônic o e hidros sanitário);

3.1.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

3.1.3. M atrícula a tualizada ( (180 dias);

3.1.4. A RT/RRT d e projeto e execuçã o de todos

os itens.

3 .2. Edifica ção Multi familiar / Comércio e Serviç os

3.2.1.

R equerime nto (indic ando o p rocesso

m

que f oi aprova do

o

pro jeto);

 

3.2.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

3.2.3. M atrícula a tualizada ( (180 dias);

3.2.4. P rojetos co mplement ares;

3.2.5. A RT/RRT d e projeto e execuçã o de todos

os

itens.

3 .3. Licenç a para in stalação d e Parklet (Vaga Viv a)

3.3.1. R equerime nto(indica ndo o pr ocesso e m que fo i aprova do o

pro jeto);

3.3.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

3.3.3. M atrícula a tualizada ( (180 dias);

3.3.4. A RT/RRT d e execuç ão dos ser viços.

3 .4. Licenç a para In stalação e

3.4.1. R equerime nto;

placas o u letreiros

3.4.2. R G e CPF d o proprie tário (Cóp ia); 3.4.3. M atrícula a

3.4.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

3.4.3. M atrícula a tualizada ( (180 dias);

3.4.4. C ontrato d e locação

3.4.5. A lvará de l ocalização do estabe lecimento ;

3.4.6. P rojeto si mplificado

do imóvel (quando lo cado);

da

inte rvenção

(em

adequ ada,

co ntendo a l ocalizaçã o do disp ositivo, for ma, dime nsões, co res e fix ação);

esca ala

3.4.7. A RT/RRT d e projeto e execuçã o dos serv iços.

3 .5. Licenç a para Re paros, Re formas e Demoliçõ es

3.5.1. R equerime

3.5.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

3.5.3. M atrícula a tualizada ( (180 dias);

3.5.4. A RT/RRT d e execuç ão dos ser viços.

nto;

3 .6. Licenç a

para

Execuçã o

de

M uros,

Ta pumes

/

Instala ções

Provis órias e C alçadas

 

3.6.1. R equerime nto;

3.6.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

 

3.6.3. M atrícula a tualizada ( (180 dias);

3.6.4.

C roqui em

escala, in dicando o

local e d imensões

 

da instal ação,

tap ume ou

muro (no

caso de

calçada,

apresenta r o projet o do

pa sseio apro vado conf orme Lei 7 .862/2015 – Calçad a Legal);

3.6.5. A RT/RRT d e execuç ão dos ser viços.

4. V istoria e Certidão

4 .1. Vistori a de Obra s (parcial ou final)

4.1.1. R equerime

4.1.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

4.1.3. M atrícula a tualizada ( (180 dias);

4.1.4. P rojeto apr ovado (qu ando ante rior a 2004 ).

nto;

4 .2. Renov ação de V istoria

4.2.1. R equerime nto;

4.2.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

4.2.3. C ertidão an tiga.

4 .3. Isençã o de IPTU

(obras e m andam ento)

4.3.1. R equerime nto (indica r nº do alv ará de ex ecução vig ente);

4.3.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

4.3.3. M atrícula a tualizada ( (180 dias);

5. Outros Se rviços

5 .1. Regul arização d e Edifica ções (Lei Municipal 8.157/201 7)

5.1.1. U nifamilia r

5.1. 1.1. Req u erimento; 5.1. 1.2. RG e CPF do p roprietári o (Cópia);

5.1. 1.1. Req uerimento;

5.1. 1.2.

RG

e CPF do

proprietári o (Cópia);

5.1. 1.3.

Matr ícula atual lizada (18 0 dias);

5.1. 1.4.

ART /RRT de l audo técni co ou “as

built”;

5.1. 1.5. Proj eto arquit etônico (1 individu alizada; 5.1. 1.6. Laud o técnico.

via), co m pranch a de situ ação

5.1.2. M ultifamili ar / Comé rcio e Se rviços

5.1. 2.1.

Req uerimento;

 

5.1. 2.2.

RG

e

CPF do

proprietári o (Cópia);

5.1. 2.3.

Matr ícula atual lizada (18 0 dias);

5.1. 2.4.

ART /RRT com os seguin tes itens:

5

.1.2.4.1.

Regular ização ou “as

built”;

5

.1.2.4.2.

Laudo t écnico do projeto arq uitetônico (edificaçã o);

5

.1.2.4.3.

Laudo t écnico das

instalaçõ es hidross anitárias;

5

.1.2.4.4.

Laudo t écnico de estrutura;

5

.1.2.4.5.

Laudo t écnico de acessibilid ade;

5.1. 2.5.

Proj eto arquit etônico (1

via), co m pranch a de situ ação

individu alizada;

 

5.1. 2.6.

 

5.1. 2.7.

Laud o técnico; A.V. C.B. (Alva rá Bombe iros) para

edificaçõ es com

reas

comuns

 

5.1. 2.8.

Plan

ilha

de

áreas

c onforme

NBR

12 .721

(qu

ando

aplicáve

l);

5.1. 2.9.

Cert ificado

d e

conform idade

d os

elevad ores

(qu

ando

aplicáve l).

5 .2. Alinha mento Pr edial

5.2.1. R equerime

5.2.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

5.2.3. M atrícula a tualizada ( (180 dias);

nto;

OBS: Ap ós a emiss ão da taxa

comprov ante de pag

de AP,

o

proprietário

mento para realização d o serviço.

deverá apr esentar cóp ia do

5 .3. Apres entação d e Projeto s Comple mentares

5.3.1. R equerime nto (indic ando o p rocesso pro jeto);

5.3.2. R G e CPF do proprie tário (Cóp ia);

5.3.3. M atrícula a tualizada ( (180 dias);

5.3.4. P rojetos c omplemen tares apro vados pe los órgão s compet entes (qu ando apli cável);

o

m que

f oi aprova do

5.3.5. A RT/RRT d os projeto s.

(AN E XO 0 3 ) CAR IMBOS A NÁLISE P RELIMIN A R E

(AN EXO 03 )

CAR IMBOS A NÁLISE P RELIMIN AR E NUM ERAÇÃO DE PRO CESSOS

ANE XO 03-A) Análise P reliminar

A R E NU M ERAÇÃ O DE PRO CESSOS ANE XO 03-A) Análise P reliminar

ANE XO 03-B) Numeraç ão de doc cumentos

A R E NU M ERAÇÃ O DE PRO CESSOS ANE XO 03-A) Análise P reliminar

Interesses relacionados