Você está na página 1de 4

ESCOLAS LITERÁRIAS Prof.

Edir
1- (ACAFE 2018) Relacione as colunas, considerando as especificidades e os diferentes aspectos apontados relativamente
à poesia brasileira, e assinale a sequência correta.

(1)
O sapo-tanoeiro, ( ) O tropicalismo, movimento libertário por exce-lência da
Parnasiano aguado, década de 1960 no Brasil, durou pouco mais de um ano e
Diz: – “Meu cancioneiro acabou reprimido pelo governo militar.
É bem martelado.”
( ) As principais características da poesia produzida por
(2) Enquanto pasta, alegre, o manso gado, essa geração são: o individualismo, egocentrismo, o
Minha bela Marília, nos sentemos negativismo, a dúvida, a desilusão, o tédio e os sentimentos
À sombra deste cedro levantado. relacionados à fuga da realidade, que caracterizam o
Um pouco meditemos chamado ultrarromantismo.
Na regular beleza,
Que em tudo quanto vive nos descobre ( ) Configura a disposição dos modernistas de provocar
A sábia Natureza. uma ruptura com a arte do passado.

(3) Negras mulheres, suspendendo às tetas ( ) O estilo parnasiano no texto beira a perfeição. O belo é
Magras crianças, cujas bocas pretas a poesia com sua correção métrica gramatical, com versos
Rega o sangue das mães: decassílabos, modelo clássico de composição. O belo, o
Outras, moças... mas nuas, espantadas, sublime e a natureza permeiam o poema.
Em ânsia e mágoa vãs.
( ) Os poetas condoreiros defendiam a liberdade e
(4) Caminhando contra o vento denunciavam as desigualdades sociais.
sem lenço, sem documento
no sol de quase dezembro ( ) Os poetas árcades veem a natureza em per-feito
eu vou. equilíbrio e harmonia.

(5) Se eu morresse amanhã, viria ao menos A 5-3-2-4-6-1


Fechar meus olhos minha triste irmã; B 3-2-6-1-5-4
Minha mãe de saudades morreria C 2-5-3-6-1-4
Seu eu morresse amanhã. D 4-5-1-6-3-2

(6) Vai-se a primeira pomba despertada...


Vai-se outra mais.. mais outra... enfim dezenas
De pombas vão-se dos pombais, apenas
Raia sanguínea e fresca a madrugada...

2- (ACAFE 2017-2) Assinale a alternativa correta em relação à caracterização do autor.


A) O escritor “Visconde Taunay ficou conhecido sobretudo pela obra Inocência, romance em que narra a história de um
amor impossível, tendo como cenário a exuberante natureza do Brasil Central, os costumes regionais e, sobretudo,
peculiaridades da fala do nosso sertanejo”.
B) Sobre o estilo de João Guimarães Rosa, a crítica aponta como características fundamentais a clareza, a transparência e
a correção. Em suas obras emprega regionalismos gauchescos, diferenciando-se assim dos escritores nordestinos.
C) A obra satírica de Gregório de Matos Guerra é complexa como o tempo em que ele viveu, assim como a visão cultural
do período Romântico. O riso que seus romances provocam não diminui a força dos ataques às figuras corruptas da
corte, no Rio de Janeiro.
D) Mário de Andrade, autor do livro de contos Brás, Bexiga e Barra Funda (1927), é também autor do Manifesto da Poesia
Pau-Brasil, que propunha, basicamente, a “devoração” da cultura estrangeira e sua elaboração com autonomia.

3- (ACAFE 2015-2) Sobre a Semana de Arte Moderna de 1922, em São Paulo, todos os textos a seguir estão corretos,
exceto:

a) Cada vez mais popular após as críticas do escritor Monteiro Lobato (que destruiu seus quadros a bengaladas!), Anita
Malfatti desfiará todo seu expressionismo em 22 obras. Mário de Andrade é um de seus fãs.
b) A obra literária que marcou o início do movimento Modernista na literatura foi o livro de Mário de Andrade, Pauliceia
Desvairada. O livro revelou a poesia urbanista e fragmentária e retratou, numa visão anti-romântica, uma São Paulo
cosmopolita e egoísta, com sua população heterogênea e sua burguesia cínica.

Página 1
ESCOLAS LITERÁRIAS Prof. Edir
c) O movimento Modernista tinha como objetivo o rompimento com o tradicionalismo (Parnasianismo, Simbolismo e a arte
acadêmica), a libertaçãoestética, a experimentação constante e, principalmente, a independência cultural do país.
d) A Semana de Arte Moderna aconteceu no Teatro Municipal, entre os dias 11 e 18 de março de 1922. Nela, o Brasil pôde
reafirmar a liberdade de expressão e criatividade, em perfeita harmonia com os movimentos e preceitos das vanguardas
europeias, que guardavam consigo as tendências culturais do Expressionismo, Futurismo, Cubismo, Dadaísmo, Surrealismo
e Parnasianismo.

4- (ACAFE) Preencha as lacunas dos textos abaixo e depois faça o que se pede.

l
“Em flagrante oposição aos ________, a poesia amorosa dos __________ está mais próxima do relacionamento humano
comum; as figuras femininas não são idealizadas.”
ll
“Não restam dúvidas de que o _______ teve em profundidade uma extensão maior do que o Parnasianismo. Como também não
restam dúvidas de que o melhor de nossa poesia ________ tem sua origem nos poetas __________.”
lll
“O ___________, tendo sido um movimento eminentemente destruidor, principalmente no começo, combateu a ênfase
oratória, a eloquência verbal, o tom declamatório da literatura __________, e, em consequência, simplificou a prosa e a poesia,
adotando o uso da linguagem cotidiana, da frase despojada, das palavras usuais e singelas.”

Assinale a sequência correta que completa, de


cima para baixo, as afirmações acima.

A ⇒ parnasianos, simbolistas, naturalismo, romântica, simbolistas, Modernismo, simbolista.


B ⇒ românticos, parnasianos, Romantismo, contemporânea, românticos, Modernismo, parnasiana.
C ⇒ simbolistas, românticos, Modernismo, contemporânea, pré-modernistas, Parnasianismo,
naturalista.
D ⇒ parnasianos, românticos, Simbolismo, simbolista, românticos, Modernismo, futurista.

5- (ACAFE) Considerando o contexto histórico descrito no texto a seguir, assinale a alternativa correta quanto à
produção literária no Brasil.

“Na Europa, a segunda Revolução Industrial promovera modificações profundas. Inovações tecnológicas desenvolveram a
produção em massa de bens diversos. As cidades cresceram muito (em detrimento do campo), e formou-se um proletariado que
logo começou a organizar-se politicamente. E, dentro desse contexto, as artes mudaram: a belle époque assiste a uma sucessão
de movimentos artísticos revolucionários.” (LAFETÁ, 1982, p. 99)

A Os escritores brasileiros abordaram a realidade social do país, destacando a vida nos cortiços, o preconceito, a diferenciação
social, entre outros temas. O homem é encarado como produto biológico passando a agir de acordo com seus instintos,
chegando a ser comparado com os animais (zoomorfização).
B As características comuns às obras literárias brasileiras desse período são: a ruptura com a linguagem pomposa parnasiana; a
exposição da realidade social brasileira; o regionalismo; a marginalidade exposta nas personagens e associação aos fatos
políticos, econômicos e sociais.
C O romance focou o regionalismo, principal mente o nordestino, onde problemas como a seca, a migração, os problemas do
trabalhador rural, a miséria, a ignorância foram ressaltados. Além do regionalismo, destacaram-se também outras temáticas;
surgiu o romance urbano e psicológico, o romance poético-metafísico e a narrativa surrealista.
D Na literatura rompeu-se com a tradição clássica, imposta pelo período árcade, e apresenta ram-se novas concepções
literárias, dentre as quais podem ser apontadas: a observação das condições do estado de alma, das emoções, da liberdade,
desabafos sentimentais, valorização do índio, a manifestação do poder de Deus através da natureza acolhedora ao homem, a
temática voltada para o amor, para a saudade, o subjetivismo.

Há na obra literária uma ideologia, uma postura do artista diante da realidade e das aspirações humanas. Dessa
forma, na literatura podem ser encontrados reflexos de situações ocorridas no mundo.

6- (UDESC – ADAPTADA) Analise os contextos abaixo, que exerceram influência na arte em geral, e na literatura
brasileira.

I- Século XVI – Portugal e Espanha tinham curiosidade sobre as novas terras conquistadas, motivo pelo qual
informações colhidas por viajantes e missionários europeus sobre a natureza dos nativos das américas tornavam-se
importantes. A esta escrita, no Brasil, deu-se o nome de ...

Página 2
ESCOLAS LITERÁRIAS Prof. Edir
II- Entre os séculos XVI e XVII – Os conflitos políticos, sociais, econômicos e principalmente o conflito religioso na
Europa, como a reforma protestante de Calvino e Lutero, levam o homem a tentar conciliar razão e fé; espiritualismo e
materialismo; carne e alma. No Brasil, este aspecto marca o estilo literário denominado ...
III- Final do século XVIII – A Revolução Francesa e a Industrial mudam a Europa, consolidando a burguesia, que começa
a ter representatividade na política, sociedade e economia. No Brasil, a vinda da família real, no início do século XIX,
desencadeou a independência política e social. Essas mudanças e outros acontecimentos acabam por marcar no Brasil
a literatura denominada ...
IV- Século XX, – Mudanças profundas no cenário nacional, decorrentes de transformações políticas, como Getúlio
Vargas no poder, revolução Constitucionalista, início do Estado Novo, entre outras, acabam por refletir suas marcas na
arte, denominada nesta época ...
(BOSI, Alfredo. História concisa da literatura brasileira. São Paulo: Cultrix, 1987.)
(FARACO, Carlos, MOURA, Francisco. Língua e literatura. 28ª. ed. São Paulo: Ática, 1998.)

Assinale a alternativa cujos estilos literários estão apresentados na sequência dos acontecimentos expostos acima.

a) Quinhentismo – Barroco – Romantismo – Modernismo


b) Barroco – Romantismo – Literatura de Informação – Realismo
c) Literatura de Informação – Barroco – Naturalismo – Parnasianismo
d) Barroco – Naturalismo – Parnasianismo – Romantismo
e) Arcadismo – Barroco – Romantismo – Modernismo

7- Considerando o Romantismo brasileiro, assinale verdadeira (V) ou falsa (F) em cada afirmativa a seguir.
( ) Suas propostas temáticas contemplam questões relativas à identidade brasileira.
( ) Suspiros poéticos e Saudades, de Gonçalves de Magalhães, é a obra que assinala o final do movimento.
( ) A vertente indianista compôs-se de traços passadistas, buscando ressaltar o nativo como símbolo da nacionalidade.
( ) José de Alencar contemplou todos os grandes temas da prosa romântica: a vida na Corte, o antepassado indígena, o
passado colonial e o regionalismo.

A seqüência correta é
A. ( ) F - V – F - V
B. ( ) V - F – F - V
C. ( ) F - F – V - V
D. ( ) V - F – V - V
E. ( ) V - V - V - F

8- (ACAFE) Sobre a literatura brasileira, assinale com V as afirmações verdadeiras e com F as falsas.

( ) Gonçalves Dias, Álvares de Azevedo e Castro Alves representam, respectivamente três momentos da poesia romântica
brasileira: indianismo, mal do século e condoreirismo
( ) O romance regionalista nordestino enfoca sistematicamente a vida nas fazendas de café, nos engenhos, o retirante e o
cangaço, de que servem de exemplo, respectivamente: A Bagaceira, de José Americo
de Almeida; O Quinze, de Rachel de Queiroz e O Tempo e o Vento, de Érico Veríssimo.
( ) Uma atitude comum caracteriza os escritores pré- modernistas José de Alencar, Graça Aranha, Monteiro Lobato e José Lins
do Rêgo: preocupação com o estudo e com a observação da realidade brasileira.
( ) A Origem das Espécies, de Charles Darwin, influenciou os escritores modernistas, em especial as obras de Guimarães Rosa e
João Cabral de Melo Neto.
( ) No Arcadismo, em todo o mundo ocidental, a natureza assume o papel de cenário ideal para o encontro entre os poetas e
suas “pastoras” (amadas). No Brasil, tal característica vai propiciar a valorização da paisagem local, antecipando temas que
seriam aprofundados no período seguinte, o Romantismo.

A sequência correta, de cima para baixo, é:

A⇒V-F-V-F-V
B⇒F-V-V-F-V
C⇒V-F-F-F-V
D⇒F-V-F-V–V

9- (ACAFE 2016/INV) Em relação às escolas literárias, marque com V as afirmações verdadeiras e com F as falsas.

Página 3
ESCOLAS LITERÁRIAS Prof. Edir
( ) O Pré-Modernismo é um período de transição para o Modernismo, representado no Brasil pelos escritores Euclides da Cunha
(autor de Os Sertões), Lima Barreto (autor de Triste Fim de Policarpo Quaresma), Graça Aranha (autor de Canaã), entre outros.
( ) O Movimento Antropofágico foi uma corrente de vanguarda que marca a primeira fase da era modernista da literatura
brasileira em 1922. Liderado por Mário de Andrade (1893-1945) e pela pintora Anita Malfatti (1889-1964), a finalidade principal
era remodelar a cultura nacional.
( ) O Tropicalismo é um movimento cultural do fim da década de 60 que revoluciona a música popular brasileira. É iniciado no
lançamento das músicas “Alegria, Alegria” de Caetano Veloso e “Domingo no Parque” de Gilberto Gil, no Festival de MPB da TV
Record em 1967. Representa também uma certa ruptura com o intelectualismo da Bossa Nova e um reflexo da resistência à
censura e à repressão, agravada após o AI-5 (1968).
( ) Tomás Antônio Gonzaga escreveu poesias líricas, típicas do Barroco. Fez uso de linguagem rebuscada e trabalhada ao
extremo, usando muitos recursos estilísticos, figuras de linguagem e sintaxe: hipérboles, metáforas, antíteses e paradoxos.
( ) O Romantismo brasileiro caracteriza-se, em sua primeira fase, pelo indianismo e pelo nacionalismo, de que serve de exemplo
a citação a seguir, extraída do romance Canção do Exílio, de Casimiro de Abreu: Rumor suspeito quebra a doce harmonia da
sesta. Ergue a virgem os olhos, que o sol não deslumbra; sua vista perturba-se. Diante dela e todo a contemplá-la está um
guerreiro estranho, se é guerreiro e não algum mau espírito da floresta.”

A sequência correta, de cima para baixo, é:

AF-V-F-V-V
BV-F-V-F-F
CF-F-V-V-F
DV-V-F-F-V

10- (ACAFE 2017) “Diferentemente do Realismo e do Naturalismo, que se voltavam para o exame e para a crítica da
realidade, o Parnasianismo representou na poesia um retorno ao clássico, com todos os seus ingredientes: o princípio
do belo na arte, a busca do equilíbrio e da perfeição formal. Os parnasianos acreditavam que o sentido maior da arte
reside nela mesma, em sua perfeição, e não na sua relação com o mundo exterior.” (CEREJA; MAGALHÃES, 1999, p.
334).

Sobre o Parnasianismo, assinale a alternativa correta.


A  Os maiores expoentes do Parnasianismo, na poesia e na prosa, ocuparam-se da literatura indianista, na qual exaltavam a
dignidade do nativo e a beleza superior da paisagem tropical.
B  Um exemplo de poesia parnasiana é a obra Suspiros poéticos e saudade, de Gonçalves de Magalhães, na qual o poeta
anuncia a revolução literária, libertando-se dos modelos românticos, considerados ultrapassados.
C  Os parnasianos consideravam que certos princípios românticos, como a simplicidade da linguagem, valorização da
paisagem nacional, emprego de sintaxe e vocabulário mais brasileiros, sentimentalismo, tudo isso ocultava as verdadeiras
qualidades da poesia.
D  Tomás Antônio Gonzaga e Cláudio Manoel da Costa exemplificam a tendência de uma poesia pura, indiferente às
contingências históricas, com sátira à mestiçagem e elogio à nobreza local.

GABARITO:
1- D
2- A
3- D
4- B
5- B
6- A
7- D
8- C
9- B
10- C

Página 4