Você está na página 1de 2

NOVENA DOS NOVE MESES DE GESTAÇÃO DE NOSSA SENHORA

Dia 25 de março é o dia da Anunciação do Anjo a Nossa Senhora. Convidamos você a rezar uma
novena, a ser rezada diariamente durante 9 meses: de 25 de março até 25 de dezembro, ou seja, da
Anunciação até o Natal do Senhor. É uma oração poderosa que torna possíveis muitos impossíveis.
Qual é a graça de que você mais precisa? Qual é a bênção que de fato iria encher seu coração
de alegria?
Pergunte-se sobre isso antes de dar início a esta novena, para que no decorrer dos nove meses
a sua intenção seja voltada ao recebimento de graça tão preciosa. Tenha convicção do pedido que
você está fazendo. Ao acompanhar Maria, confie antes de tudo que ela é sua Mãe e por isso ela
também o acompanhará.
Nos momentos de desânimo, lembre-se do objetivo que você se propôs a fazer e tenha como
alimento as palavras de Jesus:
“E eu vos digo: pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Pois
todo aquele que pede, recebe; aquele que procura, acha; e ao que bater, se lhe abrirá.
Se um filho pedir um pão, qual o pai entre vós que lhe dará uma pedra? Se ele pedir
um peixe, acaso lhe dará uma serpente? Ou se lhe pedir um ovo, dar-lhe-á porventura
um escorpião? Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas a vossos filhos,
quanto mais vosso Pai celestial dará o Espírito Santo aos que lho pedirem”. (Lucas
11,9-13)
Não peça coisas banais, pois a banalidade não enche de alegria a alma; peça a graça que poderá
transformar sua vida.
O Espírito Santo sempre será derramado em nós se for essa a nossa vontade. O Pai celeste nos
dará o Espírito, e é esse Espírito que confirmará o pedido de graça que o nosso coração clama.
Outrossim,
“O Espírito vem em auxílio à nossa fraqueza; porque não sabemos o que devemos
pedir, nem orar como convém, mas o Espírito mesmo intercede por nós com gemidos
inefáveis. E aquele que perscruta os corações sabe o que deseja o Espírito, o qual
intercede pelos santos, segundo Deus”. (Romanos 8,26-27)
REZE A NOVENA:
“Ó Maria, virgem Imaculada, Porta do Céu e causa da Nossa Alegria, respondendo com
generosidade ao Anúncio do Arcanjo São Gabriel, Vós pudestes dar curso ao plano de Deus para nossa
salvação. Vós fostes, pela Providência Santíssima desde toda a eternidade, constituída vaso de eleição e
moradia digna do Verbo Encarnado. Pelo vosso “sim” e fidelidade ao Pai celeste, o Espírito Santo teceu em
vossas entranhas Jesus, nosso Senhor e Salvador.
Eis que desejando que o Filho de Deus que quis nascer em Vós, nasça também em meu coração e
conceda-me o perdão de meus pecados, prostro-me aos vossos pés e vos imploro, Nossa Senhora
Anquiropita, Aparecida e Rosa mística, com todo o fervor de minha alma, que vos digneis alcançar-me, do
vosso Filho, a graça que tanto necessito…(colocar a graça)
Ouvi minha súplica, ó Virgem Santíssima, Nossa Senhora de Caná e de Pentecostes, Vós que,
perante o trono da Graça, sois a “Onipotência Suplicante”, enquanto vou meditando, com reverência e filial
afeto, todos os momentos de dor e de alegria, de desolação e de providência, que vos acompanharam em
vossa bendita e singular Gestação, na qual trouxestes em vosso ventre por nove meses o Filho do Deus
Altíssimo.
Mãe da obediência e Medianeira de todas as graças, Vós esperastes o tempo necessário para trazer
ao mundo o Rei do universo. Eis que, com fé e fidelidade, aguardo a graça que vos suplico, embora me
pareça muito difícil de acontecer, impossível ou até demorada para chegar. Ajudai-me, pois, ó Mãe da
ternura, virgem do silêncio e da escuta, a sofrer em santa espera o tempo e as demoras de Deus, com
sobriedade de vida, alegria e perseverança. Fazei que eu jamais desanime ou seja pelo inimigo vencido.
Conduzi-me ao paraíso de Vosso Dulcíssimo Jesus e passai a frente, ó Mãe desatadora dos Nós, de
cada uma de minhas necessidades, perigos ou aflições, desatando e desembaraçando por vossa força e
poder um dos nós que eu, o mundo ou o nosso inimigo comum causamos em minha vida, caminhada e
vocação. E se não bastassem os meus pecados, Ó Senhora dos Remédios, do Bom parto e do Perpétuo
Socorro, ainda vos peço, em virtude dos vossos cuidados e suplícios para com Jesus em Vosso ventre, por
todas as mães grávidas, para que tenham uma boa hora, e também por todas aquelas que passam por uma
gestação delicada, pelas que são atormentadas pela ideia de abortar seus filhos e pelas que não podem ou
não consegue tê-los.
Ó Senhora do Carmo, das Dores e da Defesa, mão e colo que embalaram Jesus, consolai todas as
mães que rezam pela volta de seus filhos ao lar e aos bons costumes. Recompensai as mães que geram
filhos para Deus, instituindo-os na fé e entregando-os a vida sacerdotal e religiosa.
Nossa Senhora da Anunciação, rogai por nós.
Nossa Senhora de Belém, rogai por nós. Amém.”
Rezar 9 Ave-Marias, em honra de cada um dos 9 meses em que Jesus esteve no ventre de Nossa
Senhora acompanhadas da seguinte jaculatória: “Benditas sejam a Santa Gravidez e a Imaculada
Conceição da bem-aventurada sempre virgem Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe”.