Você está na página 1de 21

Formação no Mercado

Financeiro
Aula 02
Modelo institucional e organizacional da
BM&FBOVESPA e a estrutura do mercado de
capitais
Sistema Financeiro

O sistema financeiro é parte integrante e importante de qualquer sociedade econômica

moderna.

Para suprir a demanda do mercado surgiram e desenvolveram-se instituições

especializadas em intermediar operações.

Inicialmente, sua função básica era pegar emprestado daqueles que poupam, pagando

uma remuneração representada pelos juros, e emprestar para os demais, naturalmente

a uma taxa mais alta, ganhando com a diferença. Essas instituições concentram a

poupança e a distribuem aos tomadores de recursos, atendendo, ao mesmo tempo,

as necessidades de volume financeiro e prazo de cada um.


Com o passar do tempo, essas instituições foram se especializando e oferecendo
outros serviços. Da mesma forma desenvolveram-se novos instrumentos,
sistemas e produtos para organizar, controlar e desenvolver esse mercado.

Chamamos este sistema, como um todo, de Sistema Financeiro.


Conjunto de instituições e instrumentos que viabilizam o fluxo
financeiro entre os poupadores e os tomadores na economia.

O Banco Central do Brasil propõe uma subdivisão do sistema


financeiro nacional em três níveis:

• órgãos normativos
• entidades supervisoras
• operadores
• Os órgãos normativos são os responsáveis pela definição das
políticas e diretrizes gerais do sistema financeiro, sem funções
executivas.

• São entidades governamentais colegiadas, criadas por lei, com


atribuições específicas.

• Em geral, apoiam-se em estruturas técnicas de apoio para a tomada


das decisões, que são regulamentadas e fiscalizadas pelas
entidades supervisoras.
Atualmente, no Brasil, funcionam como órgãos normativos:

• Conselho Monetário Nacional (CMN)

• Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP)

• Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC)


As entidades supervisoras assumem diversas funções executivas, como a
fiscalização das instituições sob sua responsabilidade, assim como funções
normativas, com o intuito de regulamentar dispositivos legais ou normas
editadas pelos órgãos normativos.

As entidades supervisoras do Sistema Financeiro Nacional são:


• Banco Central do Brasil (BCB ou BACEN);
• Comissão de Valores Mobiliários (CVM);
• Superintendência de Seguros Privados (SUSEP);
• Superintendência Nacional de Previdência Complementar (PREVIC);
Banco Central do Brasil (BCB ou BACEN) é uma autarquia federal
que tem como principais missões institucionais:

• Assegurar a estabilidade do poder de compra da moeda


nacional e
• Solidez e eficiência do Sistema Financeiro Nacional.

Comissão de Valores Mobiliários (CVM) é uma entidade autárquica,


criada com a finalidade de disciplinar, fiscalizar e desenvolver o
mercado de valores mobiliários.
Os operadores, por outro lado, incluem as demais instituições,
públicas ou privadas, envolvidas diretamente, ou como instituições
auxiliares, nas atividades de captação, intermediação e aplicação de
recursos no sistema financeiro nacional.
BM&FBOVESPA

A BM&FBOVESPA S.A. — Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros


está entre as maiores bolsas do mundo em valor de mercado e é líder
na América Latina.

Como principal instituição brasileira de intermediação para operações


no mercado de capitais; a companhia desenvolve, implanta e provê
sistemas para negociação de ações, derivativos de ações, derivativos
financeiros, títulos de renda fixa, títulos públicos federais, moedas à
vista e commodities agropecuárias.
Instrução
CVM
461/2007

Por meio de suas plataformas, realiza o registro, a compensação e a liquidação de ativos e


valores mobiliários negociados em seus ambientes, assim como a listagem de ações e de
outros ativos. Atua também como depositária central dos ativos negociados em seus
pregões, além de licenciar softwares e índices.

Fiscaliza o Disponibiliza os Fornece os meios e Dá ampla e imediata


cumprimento, pelos recursos técnicos o ambiente para as divulgação às
participantes dos necessários para negociações. operações efetuadas
mercados, das imediata, segura e em seu pregão e
regras que eficiente realização assegura aos
disciplinam as e liquidação das investidores
operações da Bolsa. operações completa garantia
efetuadas. pelos títulos e
valores negociados.
Faz também o controle e o gerenciamento de riscos das operações no
plano do investidor final e possui uma robusta estrutura de clearings, de
maneira a assegurar o funcionamento eficiente e seguro de seus
mercados.

Única bolsa de valores, mercadorias e futuros em operação no Brasil, a


BM&FBOVESPA exerce o papel de fomentar o mercado de capitais
brasileiro por intermédio de inovações e desenvolvimento de produtos,
além de programas de educação para a população.

Também gerencia investimentos sociais, com foco no desenvolvimento


de comunidades que se relacionam com seu universo.
Criada em 2008 com a fusão da BM&F e da BOVESPA, é uma sociedade de
capital aberto, cujas ações (BVMF3) são negociadas no Novo Mercado —
segmento em que as empresas assumem compromissos de melhores
práticas de governança corporativa — e integra os índices Ibovespa, IBrX-50,
IBrX e Itag, entre outros.

Sediada na cidade de São Paulo, a BM&FBOVESPA possui escritório de


representação nos Estados Unidos (Nova York), no Reino Unido (Londres) e
na China (Xangai), para oferecer suporte aos participantes daqueles
mercados nas atividades com os clientes estrangeiros e no relacionamento
com os órgãos reguladores, além de divulgar seus produtos e práticas
de governança a potenciais investidores.
BM&FBOVESPA e os
órgãos reguladores

Criada em 2007, a BSM é uma instituição independente do grupo BM&FBOVESPA


responsável pelo papel de AUTORREGULAÇÃO, atuando na fiscalização do
mercado de valores mobiliários.
Instrução
CVM
Responsabilidades da BSM: 461/2007

1. Fiscalizar e supervisionar os participantes do mercado e a própria


BM&FBOVESPA;

2. Identificar violações à legislação e à regulamentação vigentes, condições


anormais de negociação ou comportamentos que possam colocar em risco a
regularidade de funcionamento, a transparência e a credibilidade do mercado;

3. Instaurar e conduzir processos administrativos disciplinares;

4. Penalizar os que cometem irregularidades;

5. Administrar o Mecanismo de Ressarcimento de Prejuízos (MRP).


Estrutura

Atividades exercidas pela Bolsa:


Administração de mercados organizados de títulos e valores mobiliários;
Manutenção de ambientes ou sistemas de negócios;
Prestação de serviços de registro, compensação e liquidação, física e
financeira;
Prestação de serviços de depositária central e de custódia de mercadorias,
de títulos e valores mobiliários e de quaisquer outros ativos físicos e
financeiros;
Prestação de serviços de padronização;
Prestação de suporte técnico, administrativo e gerencial para o
desenvolvimento de mercado
Ciclos de negociação
e pós-negociação

A BM&FBOVESPA tem como principais objetivos administrar mercados


organizados de títulos, valores mobiliários e contratos derivativos, além de
prestar o serviço de registro, compensação, liquidação e depositária,
atuando nas três etapas:

• pré-negociação (pré-trading)
• negociação (trading)
• pós-negociação (pós-trading)
Ciclos de negociação
e pós-negociação

PRÉ- NEGOCIAÇÃO NEGOCIAÇÃO PÓS-NEGOCIAÇÃO

Serviço de informação
Sistema de Contraparte Central
negociação (CCP)
Sistema de
Venda de sinal
Infra-estrutura liquidação de
de cotação
Conexões títulos
para Central Depositária de
negociação Ativos (CSD)

Infraestrutura de negociação Clearing


Segmentos de atuação da BM&FBOVESPA:

• Os mercados administrados pela BM&FBOVESPA podem ser divididos em


segmentos de atuação do mercado.
• Os dois principais segmentos de receita mais significativa para a companhia
são:

• BOVESPA, no qual as empresas captam recursos para seus investimentos


• BM&F, no qual elas fazem a gestão de seus riscos.

• Investidores em geral buscam oportunidades de investimentos para


rentabilizar seus ativos também nesses mercados. Além desses segmentos,
podemos listar: Câmbio, Mercado de Carbono, leilões, entre outros.
Modelo integrado de
negócio

Serviços para Emissores e


Negociação, Clearing e Depositária Outros Serviços
Negociação de Mercadorias
Negociação Custódia
Listagem (ações, derivativos, títulos públicos e corporativos, (serviços prestado para
(ações, fundos, Fundos, dólar pronto, entre outros) Fundos e outros
títulos corporativos,
participantes)
securitização,
entre outros) Clearing (Compensação)
Contraparte Central (CCP) Vendors
(para todos os produtos de bolsa)
Classificação de Licenciamento de
Mercadorias Liquidação Índices
(para todos os produtos de bolsa)
Licenciamento
de Software
Central Depositária (utilizado por corretoras
(ações e títulos corporativos) e outros participantes
do mercado)

Derivativos de Balcão
Empréstimos de Títulos Registro e Gerenciam.
(ações e títulos corporativos) de garantias
• Canal BM&FBOVESPA:

https://www.youtube.com/watch?v=4GaYEkfCFxY&list=PLD9
2BC0FC0AB86A63

• Dicas de site:
http://www.portaldoinvestidor.gov.br/portaldoinvestidor/export/
sites/portaldoinvestidor/publicacao/Livro/LivroTOP-CVM.pdf