Você está na página 1de 7

pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjM5ZTo0ZWRm:U2F0LCAyMyBNYXIgMjAxOSAwNzoxMDo1NCAtMDMwMA==

NUTRICIONISTA

LEGISLAÇÃO DO SUS Sobre as Diretrizes Operacionais do Pacto pela Saú-


de, publicadas pelo Ministério da Saúde no ano de
01. O Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de
2006, responda às questões de números 4 a 7.
Vigilância em Saúde, publicou em 2006 a Política
Nacional de Promoção da Saúde. São ações 04. É uma diretriz e uma ação do Pacto em Defesa do
prioritárias dessa Política: SUS, respectivamente:
A) incentivo à amamentação, campanha de preven- A) expressar os compromissos entre gestores do
ção as DST/aids, prevenção e controle do taba- SUS com a consolidação da Reforma Sanitária
gismo Brasileira; implantar serviços de atenção domi-
B) alimentação saudável, redução da morbimortali- ciliar
dade por acidentes de trânsito B) desenvolver e articular ações que visem assegu-
C) redução da morbimortalidade em decorrência do rar o SUS como política pública; publicação da
uso abusivo de álcool e outras drogas, estímulo Carta dos Direitos dos Usuários do SUS
a atividade física e redução de gravidez na ado- C) garantir financiamento de acordo com as neces-
lescência sidades do SUS; apoiar o desenvolvimento de
D) promoção do desenvolvimento sustentável, con- estudos e pesquisas
trole da obesidade infanto-juvenil, redução da D) articular e apoiar a mobilização social pela pro-
mortalidade infantil moção da cidadania; reorganizar o processo de
acolhimento nas unidades de saúde
02. O financiamento das ações básicas de saúde se dá
pelo Piso de Atenção Básica (PAB), composto por 05. “O Pacto pela Vida é o compromisso entre gestores
uma parte fixa e outra variável. Os investimentos do SUS em torno de prioridades que apresentam
aplicados por meio do PAB variável têm por objetivo: impacto sobre a situação de saúde da população
brasileira.” São prioridades pactuadas:
A) estimular a implantação de estratégias nacio-
nais de reorganização do modelo de atenção à A) saúde bucal; controle do câncer do colo de úte-
saúde ro e da mama; fortalecimento da atenção básica
B) ampliar o montante de recursos destinados à B) redução da mortalidade infantil e materna; con-
qualificação da média e da alta complexidade trole da dengue, tuberculose e malária; controle
C) financiar ações de saúde em municípios de pe- de hipertensão e diabetes
queno porte C) promoção da saúde; fortalecimento da capaci-
D) assegurar a autonomia dos municípios na sua dade de resposta às doenças emergentes e
utilização endemias; saúde do idoso
D) aumento da produção de imunobiológicos; redu-
03. A estratégia de Saúde da Família tem como objetivo ção da transmissão vertical do HIV; atenção às
central a reorientação da atenção básica no âmbito doenças negligenciáveis
do Sistema Único de Saúde. São princípios dessa
estratégia: 06. É diretriz para o trabalho da Educação na Saúde:

A) ter caráter complementar em relação à atenção A) ampliar a compreensão dos conceitos de forma-
básica, realizar cadastramento das famílias e ção e educação permanente para adequá-los às
atuar de forma intersetorial distintas lógicas e especificidades
B) desenvolver atividades com base no diagnóstico B) capacitar recursos humanos do SUS para a di-
situacional, ter como foco o indivíduo e buscar fusão de informações sobre prevenção de doen-
parcerias para as ações de saúde ças e auto-cuidado
C) dirigir as ações aos problemas de saúde de ma- C) considerar a Educação Continuada como a es-
neira pactuada com a comunidade, priorizar as tratégia de formação e de desenvolvimento de
ações recuperadoras e manter postura pró-ativa trabalhadores para o setor
frente aos problemas de saúde-doença da popu- D) centrar o planejamento e o acompanhamento
lação das atividades educativas em saúde com vistas
D) atuar no território, ofertar cuidado longitudinal e à aquisição de conhecimentos e mudança de
ser um espaço de construção da cidadania hábitos

CONCURSO PÚBLICO 1 SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO


SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE SUBSECRETARIA DE ESTUDOS E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjM5ZTo0ZWRm:U2F0LCAyMyBNYXIgMjAxOSAwNzoxMDo1NCAtMDMwMA==

NUTRICIONISTA

07. Racionalizar os gastos e otimizar os recursos, pos- ESPECÍFICO DO CARGO


sibilitando ganho em escala nas ações e serviços
11. A Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição
de saúde oferecidos para um determinado território, (SBAN), em 1990, levando em conta a digestibilidade
é objetivo da: e o cômputo aminoacídico das proteínas da dieta
A) descentralização brasileira, recomendou o seguinte adicional de pro-
teínas (g/dia) para o primeiro e segundo semestre
B) universalização de lactação, respectivamente:
C) regionalização
A) 12 e 25
D) hierarquização B) 30 e 15
C) 18 e 26
08. De acordo com a Lei 8.142/90, o segmento que tem
D) 23 e 16
representação paritária em relação ao conjunto dos
demais segmentos participantes dos Conselhos e 12. A afirmação correta, com relação ao metabolismo
das Conferências de Saúde é o dos: energético de um indivíduo saudável, é:
A) profissionais de saúde A) o efeito térmico da atividade física contribui com
B) usuários 50 % do gasto energético diário

C) representantes do governo B) a taxa de metabolismo basal (TMB) é definida


como o mínimo de energia gasta para a manu-
D) prestadores de serviço tenção dos processos corporais vitais
C) o gasto energético de repouso é sinônimo da
09. O significado da expressão “concepção ampliada
taxa de metabolismo basal
de saúde”, que marca conceitualmente a Política
D) a massa corporal adiposa representa o principal
Nacional de Promoção de Saúde, é o de que:
determinante da TMB, o que explica a variação
A) a saúde e o adoecimento refletem as escolhas de gasto energético entre os sexos
individuais, mais que o acesso aos cuidados e
13. Dentre as complicações encontradas na Síndrome
as tecnologias médicas
da Realimentação, pode-se citar:
B) a saúde e a doença são um binômio inseparável,
A) a diarréia infecciosa
determinando necessidades curativas
B) a broncoaspiração
C) a saúde envolve tanto aspectos físicos como os
C) a hipoglicemia reativa
processos mentais, singulares em cada sujeito
D) a desidratação
D) o processo saúde-doença não é somente resul-
tante da vontade dos sujeitos e/ou comunida- 14. São características do programa Bolsa família:
des, mas expressa o contexto da própria vida A) um elemento estruturante do Programa Bolsa
Família são as condicionalidades que devem ser
10. De acordo com a Lei 8.080/90, pode-se afirmar que cumpridas pelo Estado para que possa ter po-
é competência da direção nacional do SUS: pulação beneficiária recebendo o benefício men-
salmente
A) executar serviços de vigilância epidemiológica e B) concepções de focalização que podem ser de-
sanitária nominadas discriminação positiva têm como
objetivos a atenuação da pobreza; a desres-
B) planejar, organizar, controlar e avaliar as ações
ponsabilização do Estado e o corte de recursos
e os serviços de saúde e gerir e executar os dos programas sociais
serviços públicos de saúde C) instituído em outubro de 2003 pelo governo fede-
C) participar na formulação e na implementação de ral foi inicialmente implantado em municípios com
políticas relativas às condições e aos ambien- maiores bolsões de pobreza, localizados nas
regiões Sul e Sudeste do país
tes de trabalho
D) além do benefício fixo, a família tem direito a um
D) acompanhar, avaliar e divulgar os indicadores de auxílio por cada gestante, nutriz, criança ou ado-
morbidade e mortalidade no âmbito da unidade lescente na faixa etária de 0 a 15 anos, até o
federada limite de três filhos

SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO 2 CONCURSO PÚBLICO


SUBSECRETARIA DE ESTUDOS E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjM5ZTo0ZWRm:U2F0LCAyMyBNYXIgMjAxOSAwNzoxMDo1NCAtMDMwMA==

NUTRICIONISTA

15. O paciente séptico, durante a fase hiperdinâmica, 19. Os métodos clínicos antropométricos são utilizados
apresenta secreção aumentada da tríade hormonal para avaliação do estado nutricional. Nesse senti-
catabólica (glucagon, catecolaminas e glicocorticói- do, podemos afirmar que:
des), o que promove: A) a medida do peso corporal permite estabelecer
diretamente o risco de morbimortalidade
A) gliconeogênese B) a circunferência da cintura é um indicador apro-
B) lipogênese ximado de gordura abdominal e gordura corporal
total
C) proteogênese
C) a relação peso-estatura apresenta grande preci-
D) glicogênese são, distinguindo o aumento de gordura
D) a espessura das pregas cutâneas determina a
16. Quanto à digestão e à absorção dos macro nutrien-
gordura subcutânea aumentando a precisão
tes, pode-se afirmar que: quanto maior o grau de obesidade
A) o amido sofre sua maior digestibilidade no jejuno
20. As recomendações protéicas em pacientes porta-
e íleo sob a ação da amilase pancreática
dores de insuficiência renal crônica devem conside-
B) a liberação de enterogastrona acelera o esva- rar o seguinte fato:
ziamento gástrico das gorduras A) o uso de cetoácidos leva ao aumento da dispo-
C) as enzimas proteolíticas do suco pancreático nibilidade de nitrogênio e da formação de com-
convertem a proteína em polipeptídeos, peque- postos nitrogenados tóxicos resultantes do seu
metabolismo
nos peptídeos e aminoácidos
B) na insuficiência renal, quando a TFG é inferior
D) a lignina, fibra degradada no intestino, facilita a a 25 ml/min, a dieta hipoprotéica convencio-
ação dos polissacarídeos celulósicos e não nal de 0,6 g/Kg/dia deve ser suplementada com
celulósicos 0,3 g/Kg/dia de aminoácidos essenciais
C) em pacientes submetidos à diálise peritoneal
17. Na semiologia nutricional, por meio da análise das ambulatorial contínua (CAPD), a prescrição de
alterações tróficas de musculatura, pele e fâneros, 1,2 g/Kg/dia de proteína é suficiente para man-
pode-se afirmar que: ter balanço nitrogenado positivo
D) o efeito protetor da dieta hipoprotéica é
A) na desidratação com desnutrição a elasticidade
multifatorial e inclui diminuição da pressão
da prega cutânea está aumentada intraglomerular e redução do consumo de oxigê-
B) a perda bilateral da bola gordurosa de Bichart nio em conseqüência da menor excreção de
relaciona-se com redução prolongada da reser- amônia e fosfato
va calórica
21. Nas dislipidemias, a terapia nutricional precisa ter
C) a palidez cutâneo mucosa conjuntival, facilmen- em vista que:
te detectável nas pessoas negras é um indicativo A) as fibras insolúveis representadas pela celulo-
de anemia se, hemicelulose e lignina ajudam na elimina-
D) a impregnação por pigmentos biliares na ção do colesterol
esclerótica pode decorrer do uso exagerado de B) os ácidos graxos eicosapentanóico (EPA) e
alimentos como cenoura e mamão decosaexaenóico (DHA) estão presentes no
salmão, sardinha e arenque
18. A interpretação laboratorial, na prática nutricional, é C) os ácidos graxos polinsaturados da série
importantíssima, pois possibilita maior precisão nos ômega-9, cujo precursor é o ácido oléico aumen-
tam a agregação plaquetária
diagnósticos. Com base nos dados laboratoriais,
verifica-se que: D) os ácidos graxos trans-isométricos possuem a
propriedade de elevar HDL-colesterol e reduzir
A) o valor de hematócrito inferior a 30 % define o LDL-colesterol
diagnóstico de anemia
22. O aumento da freqüência de eliminação de fezes
B) a hemoglobina glicada confirma o diagnóstico
com presença de muco, sangue e proteínas pode
de Diabetes mellitus ser classificado etiologicamente como diarréia tipo:
C) a microalbuminúria é a excreção urinária de A) osmótica
albumina acima de 20 mcg/min B) secretória
D) a elevação sérica de HDL-C está associada a C) exudativa
maior viscosidade sanguínea D) contato mucoso limitado

CONCURSO PÚBLICO 3 SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO


SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE SUBSECRETARIA DE ESTUDOS E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjM5ZTo0ZWRm:U2F0LCAyMyBNYXIgMjAxOSAwNzoxMDo1NCAtMDMwMA==

NUTRICIONISTA

23. Dentre os alimentos abaixo, o de menor índice 28. Um nutricionista, no desenvolvimento de suas atri-
glicêmico é: buições em Unidades de Alimentação e Nutrição,
decidiu implantar o controle periódico do resto-
A) suco de laranja ingestão. Assim, desenvolveu formulários de regis-
B) batata assada tro da quantidade de preparações produzidas, das
sobras e dos restos alimentares. Definiu os res-
C) pão puro
ponsáveis pelas anotações nos respectivos formu-
D) cereal de milho lários e os treinou para o desempenho das ativida-
des. Diariamente, os funcionários passaram a re-
24. O tratamento nutricional de pacientes portadores da gistrar as quantidades de alimentos produzidos,
infecção pelo vírus da imunodeficiência humana, sin- sobras e restos, sob supervisão do nutricionista, que
tomático e com contagem de células CD4< 200 cé- ao final do dia apurava os resultados obtidos nos
lulas/mm3 deve ser efetuado com: registros, a fim de avaliá-los.
Corresponde à função administrativa de controle a
A) nutrição parenteral central, preferencialmente seguinte ação:
B) suplementação de TG de cadeia longa A) registrar as quantidades dos alimentos produzi-
dos, das sobras e restos
C) restrição de carboidratos complexos
B) definir os responsáveis pelas anotações nos for-
D) 1,5 a 3 g de proteína/Kg/peso dia mulários
C) supervisionar as atividades desenvolvidas
25. O sinal de Russell, característico do paciente porta-
dor de Bulimia Nervosa, significa: D) apurar e avaliar os resultados obtidos nos regis-
tros
A) aumento das glândulas parótidas
29. O planejamento físico das Unidades de Alimenta-
B) processo de desgaste dental
ção e Nutrição é fundamental para adequação das
C) calosidade nos dedos das mãos instalações aos objetivos propostos. Para que es-
D) irregularidade menstrual tes se cumpram, é necessário considerar que:
A) o fluxo da matéria-prima deve percorrer de ma-
26. Os recém-nascidos pré-termo (RNPT), com idade neira contínua a seqüência das áreas de aprovi-
gestacional menor que trinta e quatro semanas, de- sionamento, distribuição e processamento
vem ser alimentados inicialmente via: B) a área de preparo de hortaliças, independente
A) oral do número de refeições, não deve ser utilizada
como preparo de sobremesas e sucos
B) sonda orogástrica
C) nos sistemas de cafeteria, a área para distribui-
C) parenteral ção de refeições deve ser separada do salão de
D) gastrostomia refeições pelo balcão de distribuição
D) a área de recebimento de mercadorias deve si-
27. Segundo a Resolução 380/2005, do Conselho Fe- tuar-se junto à área de pré-preparo
deral de Nutricionistas, cabe ao nutricionista em
30. A análise da disponibilidade domiciliar de alimentos
Unidades de Alimentação e Nutrição desenvolver,
demonstra que:
dentre outras, a seguinte atividade obrigatória:
A) nas áreas metropolitanas do país houve aumen-
A) planejar, elaborar e avaliar os cardápios, adequan- to do consumo de carboidratos, tanto de açúcar
do-os ao perfil epidemiológico da clientela aten- simples (25%) quanto de refrigerantes (400%)
dida, respeitando os hábitos alimentares B) em 2002-2003, o consumo de frutas, legumes e
B) participar do planejamento e gestão dos recur- verduras corresponde a apenas 2,3% das calo-
sos econômico-financeiros da UAN rias totais
C) nas áreas metropolitanas houve diminuição in-
C) participar do planejamento, implantação e exe-
tensa do consumo de frutas, legumes e verdu-
cução de projetos de estrutura física da UAN
ras no período de 1974-1975 a 2002-2003
D) participar da definição do perfil, do recrutamen- D) em 2002-2003, conforme aumentavam os rendi-
to, da seleção e avaliação de desempenho de mentos monetários aumentavam os teores da
colaboradores dieta em gorduras e carboidratos

SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO 4 CONCURSO PÚBLICO


SUBSECRETARIA DE ESTUDOS E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjM5ZTo0ZWRm:U2F0LCAyMyBNYXIgMjAxOSAwNzoxMDo1NCAtMDMwMA==

NUTRICIONISTA

31. De acordo com os Dez passos da Alimentação Sau- 34. O nutricionista de uma Unidade de Alimentação e
Nutrição deve adotar uma série de medidas a fim
dável para Crianças Brasileiras Menores de Dois
de garantir as condições higiênico-sanitárias do
Anos, apresentado pelo Guia alimentar para crian- alimento preparado. Nesse sentido, é um procedi-
ças menores de dois anos (Brasil, 2002), a partir mento correto:
dos seis meses de idade deve-se oferecer de forma A) manter as sobremesas sob refrigeração à tem-
lenta e gradual outros alimentos. Uma das princi- peratura de 4oC por um prazo máximo de 5 dias

pais recomendações do Guia é: B) orientar os manipuladores de alimentos que apre-


sentem diarréia a procurar o serviço médico ao
A) a densidade de ferro nos alimentos complemen- final da realização das suas atividades
tares recomendada é de 2,4 mg/100kcal dos C) planejar a confecção de preparações quentes em
seis aos oito meses de idade que o tratamento térmico seja capaz sempre de
atingir a temperatura de 70ºC, não sendo permi-
B) uma dieta com 19 a 25% de absorção de ferro é
tida a utilização de temperatura inferior
considerada de biodisponibilidade intermediária D) orientar o funcionário responsável pelo recebi-
C) a densidade protéica de alimentos complemen- mento de dinheiro a substituir a copeira no mo-
mento da distribuição de refeições, sempre que
tares recomendada é de 0,8 g/kcal dos seis aos
for necessário
vinte e quatro meses de idade
D) os alimentos complementares devem ter uma 35. Um grupo de pessoas apresentou sintomas de diar-
réia, vômito, náuseas e febre 8 horas após se ali-
densidade energética mínima de 0,7 kcal/g
mentar em uma Unidade de Alimentação e Nutri-
ção. No ambulatório de atendimento da empresa,
32. Com relação aos aminoácidos e suas funções é detectou-se que o único alimento ingerido em co-
correto afirmar que: mum foi o filé de frango grelhado. O provável agente
causador da doença transmitida pelo alimento foi o:
A) a tirosina; AA de cadeia ramificada faz parte da
A) Clostridium botulinum
estrutura de várias proteínas de fase aguda
B) Campylobacter jejuni
B) a glutamina, importante para trofismo da mucosa
C) Staphylococcus aureus
intestinal, serve de combustível para imunócitos
D) Bacillus cereus
C) a arginina; principal elemento da síntese de óxi-
36. A orientação adequada, para a higienização dos fras-
do nítrico favorece a vaso constrição periférica
cos de mamadeiras em que forem acondicionadas
D) a leucina; AA de cadeia ramificada, é preferen- fórmulas que não serão autoclavadas no lactário, é:
cialmente catabolizada no músculo esquelético A) enxaguar os frascos sujos em água quente,
como fonte protéica imergir os frascos em solução detergente, lavá-
los um a um, enxaguar os frascos em água
morna corrente, ferver os frascos por 10 minutos
33. PPRA é parte integrante do conjunto mais amplo
B) enxaguar os frascos sujos em água fria, imergir
das iniciativas da empresa no campo da preserva-
os frascos em solução detergente, lavá-los um
ção da saúde e da integridade dos trabalhadores, a um, enxaguar os frascos em água fria corren-
devendo estar articulado com o disposto nas demais te, ferver os frascos por 5 minutos
NR, em especial com a: C) enxaguar os frascos sujos em água quente,
imergir os frascos em solução detergente com
A) NR 6 – Equipamentos de Proteção Individual água a temperatura de 42ºC, lavá-los um a um,
B) NR 17 – Ergonomia enxaguar os frascos em água fria corrente, fer-
ver os frascos por 10 minutos
C) NR 7 – Programa de Controle Médico de Saúde
D) enxaguar os frascos sujos em água fria, imergir
Ocupacional os frascos em solução detergente com água a
D) NR 24 - Condições Sanitárias e de Conforto nos temperatura de 42ºC, lavá-los um a um, enxa-
guar os frascos em água morna corrente, ferver
Locais de Trabalho
os frascos por 10 minutos

CONCURSO PÚBLICO 5 SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO


SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE SUBSECRETARIA DE ESTUDOS E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjM5ZTo0ZWRm:U2F0LCAyMyBNYXIgMjAxOSAwNzoxMDo1NCAtMDMwMA==

NUTRICIONISTA

37. O nutricionista, ao supervisionar os alimentos arma- 41. A desnutrição é freqüentemente associada à diar-
zenados nas câmaras frigoríficas, observou que a réia aguda, sobretudo quando os casos são recor-
carne bovina moída, sob refrigeração (4ºC), apresen- rentes. No cuidado de crianças com diarréia:
tava mudanças de suas características, tornando- A) há perda de 20 a 30% de alimentos não digeri-
se pegajosa. Ao questionar o estoquista sob o pro- dos nas fezes sendo, portanto, absorvidos e uti-
cedimento de armazenamento, o mesmo relatou
lizados de 70 a 80% dos mesmos
que aquela carne não tinha sido utilizada no almoço
e foi acondicionada após o término do pré-preparo, B) o jejum total ou parcial deve ser evitado enquan-
ou seja, já temperada com sal (NaCl). Esta altera- to a criança está sendo reidratada, devendo ha-
ção ocorreu, pois o sal (NaCl): ver, no entanto, restrição de gorduras e
A) desnatura a proteína sob refrigeração carboidratos simples
B) altera a gordura produzindo o “goteio” C) deve-se oferecer aos lactentes 50 a 100 ml de
solução de reidratação oral após cada evacua-
C) provoca a hidratação da proteína
ção líquida, na fase de manutenção do plano B
D) hidrolisa os componentes estruturais do de hidratação
músculo da carne
D) a oferta de leite de vaca comparada com a de
fórmulas diluídas ou sem lactose reduz a dura-
38. Em dietas que se queira ter o arroz sem gelatinização
excessiva usam-se geralmente dois volumes de água ção da doença e a permanência hospitalar
em relação ao peso do alimento cru. Contudo, al-
guns fatores podem alterar a quantidade de água 42. O perfil nutricional da população brasileira revela gran-
absorvida. NÃO é um destes fatores: de complexidade, coexistindo problemas polariza-
dos. À respeito da situação identificada e dos da-
A) condição de armazenagem do cereal
dos que fornecem este perfil, sabe-se que:
B) grau de maturidade do grão
A) atualmente a obesidade é o problema nutricional
C) espécie do cereal de maior magnitude, em todas as faixas etárias
D) quantidade de gordura utilizada na cocção e sexo
B) a Pesquisa sobre Padrão de Vida (PPV) coletou
39. O uso das hortaliças em Dietética é feito pelo seu dados de homens e mulheres, abrangendo ape-
valor nutricional em vitaminas e minerais e em alguns
nas as Regiões Nordeste e Sudeste
casos pelos glicídios presentes sob diversas formas.
Nesse sentido, é um procedimento necessário: C) a Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde em
1996 coletou dados sobre saúde e nutrição de
A) manter as batatas sob refrigeração até o mo-
todos os grupos etários
mento do seu preparo, pois se mantidas a tem-
peratura ambiente há diminuição do seu valor D) parasitoses que provocam espoliação sanguínea
vitamínico como a ancilostomíase têm papel importante na
B) inciar a cocção das hortaliças com água ferven- gênese da anemia na infância
te para que as enzimas sejam distribuídas mais
rapidamente e haja maior retenção de vitaminas 43. Em relação à recomendação sobre a introdução da
alimentação complementar pelo Ministério da Saú-
C) não adicionar sal à água do remolho no intuito
de é importante considerar que:
de diminuir o tempo de cocção das hortaliças,
pois isso prejudicaria a absorção de ferro e vita- A) é recomendada a utilização do termo alimentos
mina C de desmame na orientação à família para referir-
D) cozinhar as hortaliças ricas em clorofila em re- se a alimentos especialmente preparados para
cipiente tampado e tempo prolongado para não crianças pequenas
alterar a coloração B) nos países em desenvolvimento não há compen-
sação na velocidade do ganho de peso até os 6
40. Quanto ao crescimento do recém-nascido pré-termo, meses de vida em crianças em amamentação
é correto afirmar que: exclusiva com a introdução de alimentos com-
A) na fase de crescimento normal o déficit inicial plementares a partir dos 4 meses de idade
ao nascimento é compensado C) há vantagens no ganho de peso e comprimento
B) na fase transitória de crescimento há uma perda quando são introduzidos alimentos complemen-
fisiológica que pode variar de 5 a 10% do peso tares entre 4 e 6 meses de idade em crianças
de nascimento nascidas de baixo peso
C) na fase de crescimento de catch up o déficit ini- D) crianças amamentadas exclusivamente ao seio
cial ao nascimento é compensado e o recém- nos primeiros 6 meses, nos países desenvolvi-
nascido assume a velocidade de crescimento dos, apresentam uma taxa de crescimento si-
de crianças nascidas a termo milar à de crianças que receberam alimentos
D) o ganho de peso médio é definido como sendo complementares de forma adequada entre 4 e 6
de 20 a 25 g por dia meses

SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO 6 CONCURSO PÚBLICO


SUBSECRETARIA DE ESTUDOS E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YjM5ZTo0ZWRm:U2F0LCAyMyBNYXIgMjAxOSAwNzoxMDo1NCAtMDMwMA==

NUTRICIONISTA

44. Sobre o panorama da evolução nutricional da popu- 48. Segundo a Portaria 710 de 1999, no que se refere à
lação brasileira, é correto afirmar que: área de alimentação e nutrição, dentre as metas
A) em 1989 comparado a 2002-2003, homens e prioritárias para o ano 2000 consta:
mulheres apresentaram menores taxas de obe-
sidade para todas as regiões do país A) redução de 1/3 da freqüência de desnutrição
B) as prevalências de obesidade em adultos são moderada e grave
maiores à medida que aumenta a idade, sobre- B) redução de 50% da deficiência de vitamina A
tudo a partir dos 55 anos para homens e 60 anos
para mulheres C) redução, para menos de 10%, da incidência de
baixo peso ao nascer
C) em 2002-2003, 13,1% das mulheres e 8,9% dos
homens adultos eram obesos, com maiores D) controle da obesidade e das doenças a ela as-
prevalências nas regiões Sul e Sudeste do país sociada
D) a obesidade demonstra relevância como proble-
ma de saúde pública no país, enquanto a des- 49. A Lei 11.346 de 15 de setembro de 2006, que cria o
nutrição continua a aumentar em homens e Sistema Nacional de Segurança Alimentar e
mulheres nos primeiros estratos de renda
Nutricional, estabelece que:
45. De acordo com os procedimentos de diagnóstico A) o CONSEA terá composição paritária entre re-
nutricional propostos pelo Ministério da Saúde para presentantes governamentais constituídos pelos
a Vigilância Alimentar e Nutricional – SISVAN, uti- Ministros de Estado e Secretários Especiais e
liza-se:
de representantes da sociedade civil
A) para gestantes, o índice peso/altura por sema-
na gestacional, complementado pela recomen- B) os delegados à Conferência Nacional de Segu-
dação do Institute of Medicine para estimativa rança Alimentar e Nutricional devem ser eleitos
de ganho de peso segundo estado nutricional pelos CONSEA’s municipais e estaduais
B) para crianças a partir de dez anos de idade, o C) dentre as diretrizes do SISAN pode-se citar a
índice peso/altura e o índice altura/idade
primazia das medidas diretas de garantia ao
C) para adolescentes, o Índice de Massa Corporal
acesso à alimentação adequada
(IMC), tendo como pontos de corte o percentil
menor ou igual a 5 para baixo peso e o percentil D) o CONSEA será presidido por um de seus inte-
maior ou igual a 95 para sobrepeso grantes, representante da sociedade civil, indi-
D) para idosos, o Índice de Massa Corporal (IMC), cado pelo plenário do colegiado e designado pelo
tendo como pontos de corte o percentil menor Presidente da República
ou igual a 22 para baixo peso e o percentil maior
ou igual a 27 para sobrepeso
50. NÃO é característica dos programas de transferên-
46. Segundo o preconizado para a Vigilância Alimentar cia condicionada de renda:
e Nutricional – SISVAN, a faixa de ganho de peso A) transferência de benefícios monetários não-
total recomendado para uma gestante classificada contributivos
como baixo peso no início da gestação é: B) utilização do risco nutricional como critério
A) 0,4 kg / semana a partir do segundo semestre prioritário de seleção dos grupos que serão
B) 12,5 a 18,0 Kg contemplados
C) 11,5 a 16,0 Kg C) contra-partidas ou condicionalidades exigidas às
D) 8,0 a 16,0 Kg famílias ou indivíduos
D) focalização, que consiste no direcionamento de
47. Uma justificativa para a recomendação do consumo recursos e programas para grupos populacionais
de sódio, apresentada no Guia Alimentar para Po- vulneráveis
pulação Brasileira é que:
A) o consumo diário de sódio não maior que 1,7g
por dia é benéfico para redução da pressão ar-
terial
B) as evidências atuais sugerem que a necessida-
de humana de sódio é de 2,4 gramas por dia
C) o consumo populacional excessivo, maior que
2,4 gramas de sal por dia, é uma causa impor-
tante de hipertensão arterial
D) procura-se uma redução de 20% do consumo
de sal para a população, uma vez que o estima-
do é de 6 g per capita por dia

CONCURSO PÚBLICO 7 SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO


SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE SUBSECRETARIA DE ESTUDOS E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

www.pciconcursos.com.br

Você também pode gostar