Você está na página 1de 18

M8_ Unid.

1_ Nascimento e afirmação de
um novo quadro geopolítico
1.2 – O TEMPO DA “GUERRA FRIA” - A CONSOLIDAÇÃO DO MUNDO BIPOLAR
Mundo Bipolar
EUA ( MUNDO CAPITALISTA) URSS (MUNDO COMUNISTA)

Doutrina Truman Doutrina Jdanov

Plano Marshall Plano Molotov COMECON

1º Conflito: a questão alemã

GUERRA FRIA
DOUTRINA TRUMAN DOUTRINA JDANOV
(MARÇO DE 1947) ( SETEMBRO DE 1947)
 
Pressão soviética sobre a Turquia e a Resposta soviética à doutrina Truman.
Grécia. 
 Defendia que o mundo deveria ser
Truman adota a política de contenção dividido em duas grandes áreas opostas: a
do avanço soviético ( doutrina Truman) área “imperialista”, liderada pelos EUA e
a área “ democrática”, liderada pela URSS

-apela à luta de todos os países ocidentais Reivindicava o direito à extensão da área
soviética,
contra o totalitarismo soviético. transformando os países que libertou da
-comprometeu-se a prestar auxílio a todos dominação nazi em satélites políticos da
os estados cuja liberdade e soberania URSS.
fosse ameaçada
As alianças económicas
PLANO MARSHALL PLANO MOLOTOV COMECON
 
Os EUA defendiam que a A URSS respondeu com a criação do
recuperação económica da Europa COMECON
poderia travar o
avanço comunista 
para o Ocidente O COMECON coordenava as
 economias dos países de Leste através
Os EUA lançaram o Plano Marshall da ajuda financeira da URSS aos seus
(1947), programa de ajuda económica e aliados
técnica aos países europeus, para 
relançar as suas economias e criar a Os países que aceitaram a ajuda
estabilidade política. económica da URSS, ficaram sob a sua
 esfera política.
Os países que aceitaram o plano, aceitaram
o controlo e a fiscalização das suas
economias, por parte dos EUA
A questão alemã (1947-49)
 Após a 2ª Guerra a Alemanha ficou
dividida em quatro zonas de influência.


Os ingleses, franceses e americanos
procederam à unificação administrativa e
monetária das zonas que ocupavam e atribuíram
ajudas financeiras à população.


A URSS decretou o bloqueio à cidade de Berlim,
como retaliação.
 
 O bloqueio ( que durou 11 meses), originou uma grave crise política , que :
- dividiu a Alemanha em dois estados: A República Federal Alemã ( RFA) e
a República Democrática Alemã ( RDA)

- consolidou a divisão do mundo em dois blocos antagónicos: o Bloco


Ocidental ( capitalista) e o Bloco de Leste ( socialista)

- iniciou o período da Guerra Fria ( período de grande tensão


política, ideológica e militar entre as duas superpotências: URSS e EUA)
Focos de Tensão durante a Guerra Fria
GUERRA 
Divisão da Coreia em dois estados após a 2ª guerra: República
DA COREIA Popular da Coreia ( a Norte e sob a influência da URSS) e a
República Democrática da Coreia ( a Sul, sob a influência dos
( 1950-53) EUA)

A invasão da Coreia do Sul pela Coreia do Norte, com vista à
unificação do país, sob a bandeira comunista, desencadeou uma
violenta guerra, apoiada pelas duas superpotências.

O conflito resolveu-se com a reposição da divisão entre as duas Coreias.


O conflito permanece latente até hoje.
Construção do muro
de Berlim ( 1961)

Símbolo da Guerra
Fria, foi construído
pelos soviéticos, como
forma de travar a fuga
da população para o
mundo capitalista.
- Fidel Castro, líder cubano, segue
Crise dos mísseis
a ideologia soviética, pelo que
de Cuba se torna hostilizado pelos EUA.
(1962)
- Fidel Castro aceita a instalação
de mísseis nucleares russos em
Cuba, capazes de destruírem o
território americano.
- Os EUA decretam um
bloqueio económico a Cuba.
- A eminência de um conflito
nuclear levou a cedências de
ambas as partes: a URSS
retirou os mísseis e os EUA
comprometeram-se a não
derrubarem o regime cubano.
 
Corrida aos armamentos : “ equilíbrio pelo Terror” – cada bloco tenta, pelo
poder de destruição criado, dissuadir o opositor de qualquer ataque.
O MUNDO CAPITALISTA
A política de alianças : as alianças económicas

O Plano Marshall impunha a criação de um organismo que coordenasse a ajuda financeira
prestada pelos EUA à Europa.

1948 - Foi criada a primeira aliança económica : Organização
 Europeia de Cooperação Económica (

OECE), mais tarde ( 1961) chamada Organização para a

Cooperação e Desenvolvimento Económico ( OCDE)

1950 – Criação da Comunidade Europeia do Carvão e do Aço ( CECA)

1957 – Criação da Comunidade Económica Europeia ( CEE), pelo Tratado de Roma

1958 – Criação do BENELUX ( união aduaneira da Bélgica, Países Baixos e Luxemburgo)


1960 – Criação da EFTA ( European Free Trade Association), área de comércio livre.
A política de alianças : as alianças militares (pactomania)

1949 – Criação da OTAN – Organização do Tratado do Atlântico Norte ( NATO), pacto
para defesa mútuaentre os países situados nas costas do Atlântico norte e os países da

Europa Ocidental.
 
Outras alianças militares:
- TIAR ( Pacto do Rio) – as nações latino-americanas acordaram a defesa
coletiva do continente americano
- OEA – Organização dos Estados Americanos – pacto de ajuda mútua entre
os países do continente americano
- ANZUS- ( Pacto do Pacífico) entre EUA, Nova Zelândia e Austrália
- OTASE – Organização do Tratado da Ásia do Sudeste (SEATO), celebrado entre
os países do sudeste asiático e os seus antigos colonizadores ( França e Inglaterra)
- CENTO –( Pacto de Bagdade) – Grã-Bretanha, Turquia, Paquistão, Irão e Iraque
Prosperidade económica (1945-1973)

Deu-se um crescimento de forma contínua nestas 3 décadas- “os trinta gloriosos”
e nalguns países de forma muito acentuada- “milagre económico” (RFA, França
e Japão)
- aumento da produção de bens e serviços
- aumento da produtividade agrícola
- decuplicou (x 10) a produção de energia e a produção industrial.
- grandes progressos tecnológicos
- desenvolvimento dos transportes e das trocas comerciais
Fatores do crescimento económico
INTENSIFICAÇÃO DA RESPOSTA DO
INTENSIFICAÇÃO DA PROCURA
SETOR PRODUTIVO

Surto demográfico ( baby-boom), 
a mão de obra disponível cresceu, quer
devido ao aumento da natalidade, que
 em quantidade, quer em qualidade
se traduz no aumento do consumo. (aumento dos níveisde qualificação e do
 espírito inovador)
A liberalização das trocas comerciais levou 
à sua internacionalização. Disponibilidade de capitais, os quais
 eram reinvestidos em indústrias.
Afirmação do Estado-Providência 
Aumento das concentrações
empresariais

Aceleração do progresso científico e
tecnológico.
Sociedade de consumo
Sociedade de consumo é o tipo de sociedade que se caracteriza por elevados
níveis de consumo necessários e supérfluos.


Pleno emprego, aumento de salários, aumento da produção a preços acessíveis;

Diferentes eletrodomésticos e automóveis fazem parte do quotidiano das famílias;

Grandes espaços comerciais, campanhas de publicidade e vendas a crédito

Consumismo
(emblema da 2ª metade do século XX)
Socialismo Reformista
SOCIAL DEMOCRACIA DEMOCRACIA CRISTÃ
 
Tem por base o Revisionismo de Bernstein ( Tem por base a “ doutrina social
 da Igreja”, que
séc. XIX), que defendia a construção de uma defende princípios humanistas.
 através do reformismo
sociedade socialista 
democrático. Defende que o exercício do poder democrático passa
 pelo dever dos governantes
Propõe a conciliação entre a livre de promoverem o bem estar dos cidadãos
concorrência ( liberalismo económico) e e maior justiça social.
a intervenção do Estado na economia
( intervencionismo)

O Estado deve controlar a economia e adotar
políticas fiscais para melhor distribuição da
riqueza.
O Estado- Providência

O Estado: equilibrador, regulador e promotor de justiça social


É elemento promotor
É elemento de justiça social
É elemento regulador quando implementa
equilibrador quando se
quando toma medidas sistemas de
constitui empresa
legislativas no sentido
empregadora e redistribuição mais
de submeter as
concorre com as equitativa da riqueza
diferentes atividades
empresas privadas na nacional ou quando
da vida económica
criação de postos de promove a qualidade
aos seus objetivos
trabalho de vida dos mais
desfavorecidos.