Você está na página 1de 3

ABNT é uma associação privada, sem fins lucrativos, que foi fundada em

1940 e tem, por objetivo, a normalização técnica do Brasil.

Por ser uma entidade privada, a adequação de trabalhos acadêmicos e


científicos, quanto às normas propostas pela ABNT, é facultativa e cabe à
instituição de ensino decidir se irá adotá-la ou não.

A Even3 selecionou, assim, algumas dicas importantes e fundamentais para a


elaboração do seu projeto científico.

Pegue um caderno e as anote, pois elas facilitarão a sua vida no mundo (às
vezes, assustador) da Iniciação Científica.

Mas calma! Você sabia que todo mundo tem capacidade de escrever artigos e
elaborar projetos científicos? A Royal Society, por exemplo, já publicou um
artigo escrito por crianças!

O que é um projeto de pesquisa?


A ABNT define o projeto de pesquisa como “uma descrição da estrutura de
um empreendimento a ser realizado”.

O projeto de pesquisa é, portanto, um documento que irá apresentar os planos


para o desenvolvimento de possíveis atividades realizadas durante a pesquisa.

Atenção: ele não é a sua pesquisa final. Ele é uma planejamento do que você
pretende desenvolver.

Logo, ainda não há espaço para considerações finais. Este é o momento de


você formular hipóteses. A conclusão ou consideração final só é obtida ao
final da pesquisa.

Quero um ebook com dicas para escrever artigos científicos!

Sobre tamanhos de fonte do projeto


de pesquisa
Antes de tudo, é preciso saber que a ABNT recomenda o uso de fonte
tamanho 12 para todo o texto.

Entretanto, citações de mais de três linhas, notas de rodapé, paginação e


legendas das ilustrações e tabelas devem ser digitadas em tamanho menor e
uniforme.

Muitas vezes, o tamanho e o estilo da fonte do projeto de pesquisa ficam a


critério da instituição de ensino.

Como fazer um projeto de pesquisa:


a estrutura
Para facilitar o seu entendimento, reunimos as informações que você precisa
saber sobre o modelo de projeto de pesquisa segundo a ABNT.

O projeto de pesquisa, de acordo com a NBR 15287 da ABNT, é composto


por duas partes: a parte externa e a interna.

1. Parte Externa
A parte externa é composta por dois elementos: a capa e a lombada.

a) Capa
O que poucos sabem é que este elemento externo do projeto de pesquisa é
opcional. A capa contém informações de identificação do trabalho científico.

A capa deve apresentar, nesta ordem, os seguintes dados:

 Nome da instituição de ensino/entidade para a qual o projeto deve ser subm etido
(se solicitarem) – costuma aparecer centralizado, em letras maiúsculas, no topo da
página. Mas fica a critério do autor ou da Instituição de Ensino.
 Nome(s) do(s) autor(es) – também fica a critério do autor.
 Título do trabalho e subtítulo (se houver, precedido por dois pontos)
 Número do volume: se houver mais de um, deve constar em cada capa a
especificação do respectivo volume;
 Na parte inferior da página, a cidade e o ano da entrega do projeto de pesquisa.

b) Lombada
A lombada é um elemento opcional que também compõe a parte externa do
projeto de pesquisa.
Geralmente, as lombadas são feitas por gráficas e não pelos estudantes. A
lombada é solicitada por entidades que precisam do projeto impresso e em
capa dura, por exemplo.

Para entender como funcionam as regras da ABNT para lombada, o ideal é


procurar a NBR 1225.

2. Parte Interna
Para fazer um projeto de pesquisa, o estudante deve considerar os seguintes
elementos internos:

Elementos pré-textuais
São elementos pré-textuais: folha de rosto, lista de ilustrações, lista de tabelas,
lista de abreviaturas e de siglas, lista de símbolos e sumário. Veja os detalhes
de cada tópico mais adiante.

a) Folha de rosto
Elemento obrigatório. Apresenta elementos mais específicos para a
identificação do trabalho. Deve possuir as seguintes estruturas, nesta ordem: