Você está na página 1de 27

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE

EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

BACHAREL EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS


Nome: _____________________________________________________
Nº de Inscrição: ___________________________________________________

1
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE

EXAME DE SUFICIÊNCIA – 01/2004


Edital 05/2003

SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO


Este caderno contém as questões da prova de Bacharel em Ciências Contábeis.
Use como rascunho as páginas finais no final deste caderno. As mesmas não
poderão ser destacadas durante a realização da prova.
Ao receber a Folha de Respostas:
- Confira seu número de inscrição.
- Assine, à CANETA, no espaço próprio indicado (a assinatura não deve ultrapassar o
espaço delimitado).

A B C D
.01. Observações quanto ao preenchimento da folha de respostas:
A B C D
.02. Use caneta esferográfica preta.
A B C D
.03.
Aplique traços firmes, sem forçar o papel, dentro da área
A B C D
reservada à letra correspondente à resposta que julgar correta,
.04.
procurando unir o ponto lateral à esquerda ao ponto lateral à
direita, conforme exemplo ao lado.
Assinale somente uma alternativa em cada questão. Sua
resposta não será computada se houver marcação de duas ou
mais alternativas.
Não deixe nenhuma questão sem resposta.
A folha de respostas não deve ser dobrada, amassada ou
rasurada.
Utilize como rascunho do gabarito a última folha do caderno,
antes de transferir as informações nele contidas para a folha de
respostas.
É de inteira responsabilidade do candidato qualquer prejuízo
advindo de marcação incorreta efetuada na folha de respostas.

SERÁ PERMITIDA A SAÍDA DO CANDIDATO DA SALA DE PROVA SOMENTE


APÓS 1 (UMA) HORA DO SEU INÍCIO.
FICA LIBERADA A ENTREGA DO CADERNO DE PROVAS AO CANDIDATO
QUANDO DE SUA SAÍDA.

DURAÇÃO DESTA PROVA:


QUATRO HORAS

2
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

ATENÇÃO

Sr. (a) Candidato (a),

Antes de começar a fazer a prova, confira se este caderno tem, ao


todo, 50 (cinqüenta) questões de múltipla escolha, cada uma
constituída de 04 (quatro) alternativas, assim distribuídas: 18 (dezoito)
questões de Conhecimentos Contábeis, 15 (quinze) questões de
Conhecimentos Contábeis Avançados, 11 (onze) questões de
Conhecimentos Gerais, 3 (três) questões de Conhecimentos de Língua
Portuguesa e 3 (três) questões de Conhecimentos Matemáticos.

Havendo algum problema, informe imediatamente ao fiscal de provas,


para que ele tome as providências necessárias.

Caso V. Sa. não observe essa recomendação, não lhe caberá qualquer
reclamação ou recurso posteriores.

O uso de máquina calculadora PESSOAL é permitido, sendo VEDADO


o empréstimo da mesma.

3
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

CONHECIMENTOS CONTÁBEIS
1. Determinada empresa apresenta as contas de seu Balanço Patrimonial.

Caixa R$ 30.000,00
Máquinas e Equipamentos R$ 150.000,00
Fornecedores R$ 180.000,00
Duplicatas a Receber R$ 90.000,00
Capital Social R$ 100.000,00
Estoques R$ 120.000,00
Contas a Pagar R$ 160.000,00
Ações de Outras Empresas R$ 140.000,00
Lucros ou Prejuízos Acumulados R$ 30.000,00
Financiamentos a Pagar de Longo Prazo R$ 60.000,00

O valor do Ativo Permanente e o do Patrimônio Líquido são, respectivamente:

a) R$ 240.000,00 e R$ 340.000,00
b) R$ 290.000,00 e R$ 130.000,00.
c) R$ 290.000,00 e R$ 270.000,00.
d) R$ 430.000,00 e R$ 150.000,00.

2. Analise os saldos a seguir em 31.12.2003:

Bancos Conta Movimento R$ 9.000,00


Caixa R$ 3.000,00
Capital R$ 30.000,00
Compras R$ 42.000,00
Estoque Final R$ 12.000,00
Duplicatas a Pagar Curto Prazo R$ 28.000,00
Duplicatas a Receber Curto Prazo R$ 14.000,00
Duplicatas Descontadas R$ 4.000,00
Mercadorias – Saldo Inicial R$ 4.000,00
Vendas R$ 50.000,00

Os valores do Capital Circulante Líquido e do Patrimônio Líquido são,


respectivamente:

a) R$ 6.000,00 e R$ 46.000,00.
b) R$ 14.000,00 e R$ 38.000,00.
c) R$ 14.000,00 e R$ 50.000,00.
d) R$ 42.000,00 e R$ 30.000,00.

4
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

3. Determinada empresa apresentou, em 31.12.2003, os saldos das contas abaixo


relacionadas.

Bancos Conta Movimento R$ 1.150,00


Despesas com Salários R$ 1.620,00
Despesas com Aluguéis R$ 1.600,00
Impostos a Pagar R$ 2.450,00
Receitas de Vendas R$ 2.000,00
Duplicatas a Pagar R$ 3.000,00
Lucros Acumulados R$ 1.120,00
Duplicatas a Receber R$ 2.500,00
Receitas de Aplicações Financeiras R$ 2.450,00
Títulos a Receber R$ 1.900,00
Mercadorias para Revenda R$ 1.750,00
Máquinas e Equipamentos R$ 2.000,00
Capital Social R$ 3.850,00
Imóveis R$ 2.350,00

Após a elaboração da Demonstração do Resultado do Exercício e do Balanço


Patrimonial, a empresa encontrará.

a) Saldo Credor no valor de R$ 16.470,00.


b) Ativo Circulante no valor de R$ 8.920,00.
c) Passivo Circulante no valor de R$ 7.070,00.
d) Patrimônio Líquido no valor de R$ 6.200,00.

4. Analise os saldos contábeis dados a seguir.

Compra de Mercadorias para Revenda R$ 280.000,00


Custo de Mercadorias Vendidas R$ 232.000,00
Devolução de Compras R$ 21.000,00
Duplicatas a Receber R$ 5.000,00
Empréstimos a Pagar R$ 13.000,00
Estoque Final R$ 140.200,00
Fretes sobre Compras R$ 8.200,00
Pis sobre Receita Operacional R$ 10.000,00
Venda de Mercadorias R$ 380.000,00

Com base nestes dados, indique o valor do Estoque Inicial.

a) R$ 153.000,00.
b) R$ 148.400,00.
c) R$ 123.800,00.
d) R$ 105.000,00.

5
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

5. Analise a Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados de uma empresa


comercial referente ao período de 01.01.2003 a 31.12.2003.

 Lucros ou Prejuízos Acumulados em 31.12.2002 R$ 3.800,00


 Reversão de Reserva de Exercícios Anteriores R$ 400,00
 Resultado Líquido do Exercício R$ 700,00
 Transferências para Reservas R$ 200,00
 Dividendos Distribuídos R$ 300,00
 Parcela dos Lucros Incorporada ao Capital Social R$ 1.000,00

Com base nestes dados, o saldo ao final do período da conta Lucros ou


Prejuízos Acumulados é de:

a) R$ 2.000,00.
b) R$ 2.600,00.
c) R$ 3.200,00.
d) R$ 3.400,00.

6. No mês de setembro de 2003, uma empresa comprou a prazo material de


expediente, no valor de R$ 30.000,00. Os pagamentos das faturas ocorreram
em 30 de outubro, 30 de novembro e 30 dezembro de 2003. O material utilizado
em dezembro de 2003 totalizou R$ 20.000,00.

Em conformidade com o Principio de Competência, o valor a ser apropriado


como Despesas, em 2003, será de:

a) R$ 30.000,00, em setembro de 2003.


b) R$ 20.000,00, em novembro de 2003.
c) R$ 20.000,00, em dezembro de 2003.
d) R$ 10.000,00, em outubro de 2003.

6
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

7. Considere os saldos apresentados nas contas especificadas a seguir:

COFINS sobre Receita Operacional R$ 21.600,00


Custo de Mercadorias Vendidas R$ 288.000,00
Descontos Concedidos Incondicionais R$ 12.000,00
Despesas Administrativas R$ 35.000,00
Despesas Financeiras R$ 13.000,00
ICMS sobre Vendas R$ 122.400,00
PIS sobre Receita Operacional R$ 11.880,00
Provisão para Contribuição Social sobre Lucros R$ 18.551,00
Provisão para Imposto de Renda R$ 30.918,00
Vendas Canceladas R$ 10.000,00
Vendas de Mercadorias R$ 720.000,00

O Resultado Operacional Bruto e o Resultado do Exercício são,


respectivamente:

a) R$ 254.120,00 e R$ 156.651,20.
b) R$ 432.000,00 e R$ 237.038,00.
c) R$ 532.120,00 e R$ 156.651,20.
d) R$ 542.120,00 e R$ 206.120,00.

8. Uma empresa comercial registra sua movimentação patrimonial pelo Regime de


Competência com as seguintes contas:

 Despesas relativas a dez/2003 e pagas em dez/2003 por R$ 34.000,00;


 Despesas relativas a jan/2004 - pagas em dez/2003 - R$ 43.000,00;
 Despesas relativas a dez/2003 - pagas em jan/2004 - R$ 26.000,00;
 Receitas relativas a dez/2003 - recebidas em jan/2004 - R$ 17.000,00;
 Receitas relativas a jan/2004 - recebidas em dez/2003 - R$ 53.000,00;
 Receitas relativas a dez/2003 - recebidas em dez/2003 - R$ 41.000,00.

Para fins de análise da diretoria e com base nas informações apresentadas, os


Resultados do Exercício desta empresa em dezembro de 2003, pelo Regime de
Caixa e pelo Regime de Competência são, respectivamente:

a) Prejuízo de R$ 2.000,00 e Lucro de R$ 6.000,00.


b) Prejuízo de R$ 17.000,00 e Lucro de R$ 2.000,00.
c) Lucro de R$ 6.000,00 e Prejuízo de R$ 2.000,00.
d) Lucro de R$ 17.000,00 e Prejuízo de R$ 2.000,00.

7
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

9. Analise o Balanço Patrimonial abaixo.

ATIVO
Ativo Circulante R$ 5.000,00
Caixa R$ 1.500,00
Bancos Conta Movimento R$ 2.000,00
Duplicatas a Receber R$ 1.500,00
Ativo Permanente R$ 5.000,00
Veículos R$ 5.000,00
Ativo Total R$ 10.000,00
PASSIVO
Passivo Circulante R$ 6.000.00
Fornecedores R$ 2.000,00
Empréstimos a Pagar R$ 4.000,00
PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Capital Social R$ 4.000,00
Passivo Total R$ 10.000,00

Os percentuais de Capital Próprio e de Terceiros são, respectivamente:

a) 40,00% e 60,00%.
b) 57,14% e 175,00%.
c) 87,50% e 50,00%.
d) 162,50% e 70,00%.

10. Determinada empresa possuía, em sua carteira de clientes, quatro duplicatas –


Cliente A: R$ 10.000,00; Cliente B: R$ 20.000,00; Cliente C: R$ 25.000,00 e
Cliente D: R$ 5.000,00. O saldo da Conta Duplicatas a Receber é de R$
60.000,00. No dia 02 de janeiro de 2004, 50% das duplicatas foram
descontadas junto a um banco. Após o lançamento contábil do desconto das
duplicatas junto ao banco, os saldos das contas Duplicatas a Receber e
Duplicatas Descontadas ficaram assim representados, respectivamente:

a) Devedor em R$ 60.000,00 e saldo zero.


b) Devedor em R$ 60.000,00 e credor em R$ 30.000,00.
c) Credor em R$ 60.000,00 e devedor em R$ 30.000,00.
d) Saldo zero e credor em R$ 60.000,00.

11. Numa ordem de produção, utilizaram-se R$ 310.000,00 de mão-de-obra direta


e R$ 430.000,00 de matéria-prima. Os custos gerais de produção foram
aplicados a uma taxa de 16% sobre os custos diretos básicos. O custo da
ordem de produção é de

a) R$ 621.600,00.
b) R$ 740.000,00.
c) R$ 808.800,00.
d) R$ 858.400,00.

8
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

12. Uma empresa apresentava as seguintes informações no sistema de controle de


estoque, referentes a um item de matéria-prima, em unidades:

Data Entrada Saída Saldo


31/01/2003 450
08/02/2003 390 840
10/02/2003 170 1.010
17/02/2003 140 1.150
18/02/2003 840 310
25/02/2003 160 150

Considere que o estoque inicial foi comprado a R$ 5,10 a unidade e as compras


a R$ 6,00, R$ 7,80 e R$ 9,10, respectivamente.

O Estoque Final, apurado pelo método PEPS é:

a) R$ 1.125,00.
b) R$ 1.321,00.
c) R$ 1.335,00.
d) R$ 1.352,00.

13. Na produção de dois tipos de máquinas industriais tratores, incorreram os


seguintes custos:

Máquina Industrial A Máquina Industrial B


Matéria-Prima R$ 220.000,00 R$ 180.000,00
Mão-de-Obra Direta R$ 100.000,00 R$ 125.000,00

Os Custos Indiretos de Fabricação totalizaram R$ 140.000,00 e foram alocados


nos Centros de Custos C1 e C2, no montante de R$ 90.000,00 e R$ 50.000,00,
respectivamente. Os custos do C1 foram rateados proporcionalmente à mão-
de-obra direta aplicada, enquanto os do C2 à matéria-prima consumida. Todos
os produtos foram concluídos. Os Custos dos Produtos Acabados foram,
respectivamente:

a) Máquina Industrial A = R$ 320.000,00 e Máquina Industrial B = R$ 305.000,00


b) Máquina Industrial A = R$ 347.500,00 e Máquina Industrial B = R$ 327.500,00
c) Máquina Industrial A = R$ 387.496,00 e Máquina Industrial B = R$ 377.504,00
d) Máquina Industrial A = R$ 410.000,00 e Máquina Industrial B = R$ 355.000,00

9
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

14. Uma empresa apresentou, em sua contabilidade em 31.01.2004, os seguintes


dados:

Aluguel de Fábrica R$ 50.000,00


Compra de Matéria-Prima R$ 110.000,00
Consumo de Matéria-Prima R$ 90.000,00
Custos Diversos R$ 80.000,00
Despesas Administrativas R$ 120.000,00
Despesas de Vendas R$ 80.000,00
Mão-de-Obra da Fábrica R$ 80.000,00

No mês de fevereiro de 2004, foram fabricadas 750 unidades do produto e


vendidas 480 unidades por R$ 650,00 cada uma. O saldo de Estoques de
Produtos Acabados e o Custo dos Produtos Vendidos foram, respectivamente:

a) R$ 108.000,00 e R$ 192.000,00
b) R$ 147.600,00 e R$ 262.400,00
c) R$ 192.000,00 e R$ 108.000,00
d) R$ 238.000,00 e R$ 162.000,00

15.Determinado município assinou, com uma empresa de consultoria, contrato de


prestação de serviços. O fato deve ser registrado contabilmente em contas do
sistema:

a) Controlador.
b) De compensação.
c) Financeiro.
d) Patrimonial.

16. Quando uma Fundação Pública recebe um automóvel em doação, deve


registrá-lo por meio de um débito em conta de Ativo Permanente e a crédito na
conta de:

a) Acréscimo Patrimonial.
b) Despesa Extra-orçamentária.
c) Despesa Orçamentária.
d) Mutações Passivas Orçamentárias.

17.Na aquisição de materiais de consumo para estoque interno do almoxarifado,


são feitos lançamentos somente nos sistemas:

a) Financeiro e Patrimonial.
b) Financeiro, Compensação e Patrimonial.
c) Orçamentários, Financeiro e Patrimonial.
d) Orçamentários.

10
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

18.O orçamento anual compreende:

a) Levantamento das necessidades, Indicação das Fontes de Recursos e Metas


Governamentais.
b) Orçamento Fiscal, Orçamento de Seguridade Social e Orçamento de
Investimento das Empresas.
c) Plano Plurianual, Planejamento Orçamentário e Lei de Diretrizes
Orçamentárias.
d) Receita Prevista, Despesas Fixada e Execução Orçamentária.

11
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

CONHECIMENTOS CONTÁBEIS AVANÇADOS


19. A lucratividade operacional de uma empresa é de 8%, o valor das Vendas
Líquidas R$ 80.000,00 e o Ativo Operacional de R$ 32.000,00. O controller da
empresa pode afirmar que:

a) O Lucro Operacional é de R$ 3.840,00, a rotação do Ativo 1,5 vezes e o


Retorno do Investimento 6,0%.
b) O Lucro Operacional é de R$ 3.840,00, a rotação do Ativo 1,5 e que o cálculo
do Retorno do Investimento não possui dados suficientes para informar.
c) O Lucro Operacional é de R$ 7.680,00, a rotação do Ativo Operacional 3,0
vezes e o Retorno do Investimento 24%.
d) O Lucro Operacional é de R$ 7.680,00, a rotação do Ativo Operacional 3,0
vezes e que o cálculo do Retorno do Investimento não possui dados suficientes
para informar.

20. A direção de uma empresa apresentou em 01.03.2004 as informações


gerenciais para o 2º semestre de 2004.

Orçamento 2º Semestre de 2004


Receitas de Vendas R$ 35.000.000,00 100,00%
Custos Variáveis R$ 15.680.000,00 44,80%
Margem de Contribuição R$ 19.320.000,00 55,20%
Custos e Despesas Fixas R$ 13.790.000,00 39,40%
Lucro Líquido do Exercício R$ 5.530.000,00 15,80%

Sobre o Grau de Alavancagem Operacional e o Percentual da Margem de


Segurança da previsão feita pela empresa, para a tomada de decisão sobre o
2º semestre de 2004, é CORRETO afirmar que:

a) A empresa apresentará, no 2º semestre de 2004, um Grau de Alavancagem


Operacional da ordem de 3,49, devido à proporcionalidade da Receita com
Vendas, em relação à Margem de Contribuição.
b) A empresa apresentará, no 2º semestre de 2004, uma Margem de Segurança
da ordem de R$ 10.018.115,94, devido à aplicação do Grau de Alavancagem
ao Lucro Líquido do Exercício esperado.
c) A empresa apresentará, no 2º semestre de 2004, um Percentual de Margem de
Segurança da ordem de 28,62%, devido ao Ponto de Equilíbrio encontrado, da
ordem de R$ 24.981.884,06.
d) A empresa apresentará, no 2º semestre de 2004, um Percentual de Margem de
Segurança da ordem de 80,70%, devido ao Grau de Alavancagem Operacional
encontrado, da ordem de 3,49.

12
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

21. Uma empresa possui as seguintes informações extraídas de seu Balancete de


Verificação em 2003:

Grupos de Contas 01.01.2003 31.12.2003


Ativo Circulante R$ 13.430,00 R$ 24.180,00
Passivo Circulante R$ 7.900,00 R$ 12.400,00

Em relação ao crescimento do índice de Liquidez Corrente da empresa em


2003, é CORRETO afirmar que:

a) A empresa terminou o exercício de 2003 com crescimento negativo na Liquidez


Corrente de aproximadamente R$ 0,25.
b) A empresa terminou o exercício de 2003 com crescimento positivo na Liquidez
Corrente de aproximadamente R$ 0,25.
c) A empresa terminou o exercício de 2003 com crescimento positivo na Liquidez
Corrente de aproximadamente R$ 0,95 para cada R$ 1,00 de Passivo
Circulante.
d) A empresa terminou o exercício de 2003 com crescimento negativo na Liquidez
Corrente de aproximadamente R$ 0,75 para cada R$ 1,00 de Passivo
Circulante.

22. Uma companhia irá investir R$ 375.000,00 no 2º semestre de 2004 em seus


ativos e deseja um lucro correspondente a 8% ao mês. Os dados estimados
são: Preço de Venda unitário R$ 17,50, Custo Variável unitário R$ 10,00,
Despesas Variáveis 30% do Preço de Venda e Custos Fixos e Despesas Fixas
num total de R$ 12.500,00 por mês.

A alternativa CORRETA em relação ao Ponto de Equilíbrio Econômico


esperado é:

a) A empresa terá que vender 5.667 unidades para obter R$ 30.000,00 de lucro
por mês.
b) A empresa terá que vender 5.556 unidades para obter R$ 30.000,00 de lucro
por mês.
c) A empresa terá que vender 8.095 unidades para obter R$ 30.000,00 de lucro
por mês.
d) A empresa terá que vender 18.889 unidades para obter R$ 30.000,00 de lucro
por mês.

13
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

23. Para preparar seus procedimentos de revisão analítica, uma empresa de


auditoria verificou as seguintes informações, ao iniciar, em 2004, seus trabalhos
numa companhia.

Clientes a Receber
31/01/2003 R$ 900.000,00
28/02/2003 R$ 600.000,00
31/03/2003 R$ 850.000,00
30/04/2003 R$ 990.000,00
31/05/2003 R$ 745.000,00
30/06/2003 R$ 895.000,00
31/07/2003 R$ 920.000,00
31/08/2003 R$ 890.000,00
30/09/2003 R$ 820.000,00
31/10/2003 R$ 850.000,00
30/11/2003 R$ 760.000,00
21/12/2003 R$ 980.000,00

Vendas a Prazo Anual em 2003


R$ 8.075.000,00

Em relação à rotação de Contas a Receber, a afirmativa CORRETA é:

a) A rotação das Contas a Receber em 2003 gira em torno de 26,31 dias, o que
pode significar que a companhia tem atraso no recebimento de duplicatas.
Neste caso um dos procedimentos de auditoria a ser adotado é verificar, em
base de teste, às duplicatas descontadas, cruzando saldo confirmado pelo
banco com as duplicatas baixadas durante o exercício social de 2004 da
companhia.
b) A rotação das Contas a Receber em 2003 gira em torno de 38,42 dias, o que
pode significar que a companhia tem atraso no recebimento de duplicatas.
Nesse caso, um dos procedimentos de auditoria a ser adotado é verificar, em
base de teste, às duplicatas que serão baixadas durante o exercício social de
2004 da companhia.
c) A rotação das Contas a Receber em 2003 gira em torno de 26,31 dias, o que
pode significar que a companhia tem atraso no recebimento de duplicatas.
Neste caso um dos procedimentos de auditoria a ser adotado é verificar, em
base de teste, às duplicatas baixadas durante o exercício social de 2004 da
companhia.
d) A rotação das Contas a Receber em 2003 gira em torno de 38,42 dias, o que
pode significar que a companhia tem atraso no recebimento de duplicatas.
Neste caso um dos procedimentos de auditoria a ser adotado é verificar, em
base de teste, as vendas à vista, cruzando saldo confirmado pelo banco com os
depósitos bancários durante o exercício social de 2004 da companhia.

14
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

24. A alternativa CORRETA referente ao teste das conciliações bancárias


realizados pelos auditores é:

a) Em 30/12/2003, o banco debitou R$ 75.000,00 na conta da empresa, referente


ao depósito de um cheque de cliente sem fundos. A empresa só registrou a
devolução do cheque depositado em 05/01/2004. Considerando essa transação
como o único item pendente, a reconciliação bancária para 31/12/2003 seria
apresentada da seguinte forma:
Extrato Razão Analítico
Saldos em 31/12/2003 R$ 4.752.820,00 R$ 4.827.820,00
Cheque cliente devolvido R$ 75.000,00 (R$ 75.000,00)
Sem fundo
Saldos ajustados R$ 4.827.820,00 R$ 4.752.820,00

b) Em 30/12/2003, o banco debitou R$ 75.000,00 na conta da empresa, referente


ao depósito de um cheque de cliente sem fundos. A empresa só registrou a
devolução do cheque depositado em 05/01/2004. Considerando essa transação
como o único item pendente, a reconciliação bancária para 31/12/2003 seria
apresentada da seguinte forma:
Extrato Razão Analítico
Saldos em 31/12/2003 R$ 4.752.820,00 R$ 4.827.820,00
Cheque cliente devolvido R$ 75.000,00
Sem fundo
Saldos ajustados R$ 4.827.820,00 R$ 4.827.820,00

c) Em 30/12/2003, o banco recebeu R$ 620.000,00 referente a duplicatas de


clientes que estavam em carteira e creditou esse valor na conta da empresa,
que registrou essa transação em 05/01/2004. Considerando essa transação
como o único item pendente, a reconciliação bancária para 31/12/2003 seria
apresentada da seguinte forma:
Extrato Razão Analítico
Saldos em 31/12/2003 R$ 6.570.680,00 R$ 5.950.680,00
Recebimento de Duplicatas R$ 620.000,00
em carteira e não
contabilizadas
Saldos ajustados R$ 6.570.680,00 R$ 6.570.680,00

d) Em 30/12/2003, o banco recebeu R$ 620.000,00 referente a duplicatas de


clientes que estavam em carteira e creditou esse valor na conta da empresa,
que registrou essa transação em 05/01/2004. Considerando essa transação
como o único item pendente, a reconciliação bancária para 31/12/2003 seria
apresentada da seguinte forma:
Extrato Razão Analítico
Saldos em 31/12/2003 R$ 6.570.680,00 R$ 5.950.680,00
Recebimento de Duplicatas (R$ 620.000,00)
em carteira e não
contabilizadas
Saldos ajustados R$ 6.570.680,00 R$ 5.330.680,00

15
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

25. O Balanço Patrimonial de determinada empresa encerrado, em 31.12.2003,


apresentava contas com valores correntes ou circulantes, com os seguintes
saldos:

Caixa R$ 400,00
Bancos Conta Movimento R$ 900,00
Valores Mobiliários R$ 290,00
Mercadorias R$ 800,00
Materiais de Consumo R$ 340,00
Duplicatas a Pagar R$ 900,00
Duplicatas Descontadas R$ 500,00
Duplicatas a Receber R$ 800,00

A auditoria interna da empresa constatou alguns fatos não abordados pela


contabilidade:
 O extrato bancário indicava a emissão de um cheque de R$ 1.200,00, não
sacado pelo portador, porém já contabilizado.
 Os valores mobiliários totalizavam mil ações, avaliadas R$ 0,30 cada uma,
no dia do balanço.
 R$ 260,00 de receitas antecipadas não haviam sido contabilizadas.
 R$ 330,00 de despesas antecipadas não haviam sido contabilizadas.

A auditoria interna solicitou que a contabilidade efetuasse as atualizações


contábeis necessárias. Assim, o Balanço Patrimonial apresentará Ativo
Circulante no valor de:

a) R$ 2.960,00.
b) R$ 3.030,00.
c) R$ 3.290,00.
d) R$ 3.790,00.

26. O auditor interno de determinada empresa, na conferência física do dinheiro em


custodia na tesouraria, verificou-se que havia ali R$ 6.000,00, enquanto que o
saldo contábil da conta Caixa era de R$ 8.000,00. Verificou-se a divergência
com a seguinte constatação:

a) Houve omissão de escrituração de compras no valor de R$ 2.000,00.


b) Houve omissão de vendas no valor de R$ 1.000,00.
c) Um adiantamento salarial de R$ 2.000,00 foi escriturado duas vezes.
d) Uma nota de venda de R$ 1.000,00 foi escriturada como sendo de compra.

16
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

27. O Parecer Pericial Contábil será datado, rubricado e assinado pelo:

a) Perito contador, que nele fará constar a sua categoria profissional de Contador
e o seu número de registro em Conselho Regional de Contabilidade.
b) Perito-contador assistente, que nele fará constar a sua categoria profissional de
Contador e o seu número de registro em Conselho Regional de Contabilidade.
c) Perito-contador e perito-contador assistente, que nele fará constar a sua
categoria profissional de Contador e o seu número de registro em Conselho
Regional de Contabilidade.
d) Perito-contador assistente, juntamente com o advogado da parte, que nele fará
constar suas categoria profissional de Contador e Advogado respectivamente,
com o n.º de seu registros no Conselho de Classe.

28. De acordo com as Normas Brasileiras de Contabilidade, a hipótese em que o


sigilo profissional poderá ser rompido é:

a) Depois de concluído os trabalhos e entregue o Laudo Pericial.


b) Quando em defesa de sua conduta técnica profissional autorizado por quem de
direito.
c) Quando ocorrer o desligamento do perito-contador, antes do trabalho ser
concluído.
d) Se o perito-contador, por qualquer razão for substituído pelo juiz.

29. O arbitramento, como procedimento de Perícia Contábil, é:

a) A determinação de valores ou a solução de controvérsia por critérios aleatórios.


b) A determinação de valores ou a solução de controvérsia por critério técnico.
c) Diligência que objetiva a quantificação do valor.
d) O ato de estabelecer a quantificação de direitos.

30. Os procedimentos de Perícia Contábil visam:

a) Relacionar os livros, os documentos e os dados de que necessitem.


b) Os fatores relevantes na execução dos trabalhos.
c) O conjunto de procedimentos técnicos e científicos.
d) Fundamentar as conclusões que serão levadas ao Laudo Pericial Contábil.

31. Para avaliarmos a qualidade e a utilidade de uma informação contábil, além de


compará-la ao custo, devemos analisar algumas características da informação.
As características da informação são:

a) Relevância, Descontinuidade, Confiabilidade e Comparabilidade.


b) Compreensibilidade, Relevância, Confiabilidade e Comparabilidade.
c) Compreensibilidade, Complexibilidade, Confiabilidade e Comparabilidade.
d) Complexibilidade, Relevância, Confiabilidade e Comparabilidade.

17
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

32. O regime em que todos os custos e receitas incorridos, mesmo que pagos ou
recebidos em diferentes períodos, são atribuídos àqueles em que efetivamente
ocorrer o fato gerador da receita ou da despesa é o de:

a) Custo Real.
b) Competência.
c) Caixa.
d) Apropriação.

33. As obrigações de uma empresa, cujo prazo de vencimento é indeterminado,


classificam-se no Passivo Circulante. Essa orientação baseia-se no Princípio
Fundamental de Contabilidade:

a) Da Prudência.
b) Da Materialidade.
c) Da Competência.
d) Do Registro pelo Custo Original.

18
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

CONHECIMENTOS GERAIS
34. A mudança da sede da empresa, dentro dos limites do município em que tem o
seu domicílio:

a) Constitui legítimo exercício do poder diretivo do empregador, não configurando


alteração contratual vedada pela lei.
b) Configura transferência provisória, acarretando a obrigação por parte do
empregador de remunerar o empregado com adicional de transferência nunca
inferior ao mínimo de vinte e cinco por cento.
c) Estabelece uma transferência definitiva, ensejando o pagamento de ajuda de
custo aos empregados.
d) Somente pode ocorrer mediante acordo sindical, sob pena de caracterizar ilícito
trabalhista.

35. O contrato de trabalho regido pelas regras do tempo determinado transforma-se


em contrato por tempo indeterminado, quando:

a) Celebrado a título de experiência, pelo prazo de trinta dias, com previsão de


nova prorrogação em igual prazo.
b) For prorrogado por mais de uma vez.
c) Houver cláusula assecuratória do direito recíproco de rescisão do contrato.
d) Houver cláusula de direito recíproco de rescisão contratual.

36. A Lei Tributária é aplicada a fato anterior à sua vigência quando:

a) Deixa de definir como infração ato não definitivamente julgado.


b) Define como infração de ato definitivamente julgado.
c) Extingue tributo por Lei Ordinária.
d) Institui substituição tributária.

37. Respondem solidariamente perante terceiros pela integralização do Capital


Social os sócios da sociedade:

a) Anônima.
b) Em comandita por ações.
c) Limitada.
d) Sociedade Cooperativa.

19
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

38. A Resolução CFC que instituiu o Recurso ex offício nos processos éticos
quando da aplicabilidade da pena de censura pública pelo Tribunal Regional de
Ética tem como intuito:

a) Comunicar ao denunciante a instauração do processo até trinta dias após


esgotado o prazo de defesa.
b) Facultar recurso dotado de efeito suspensivo, interposto no prazo adequado
para o Conselho Federal de Contabilidade.
c) Inspirar o espírito do autoritarismo em razão do poder de punir o profissional
infrator.
d) Obter equilíbrio entre o interesse da classe contábil e o da defesa individual do
profissional infrator.

39. O Contador, quando perito, assistente técnico, auditor ou árbitro deverá:

a) Valer-se de agenciador de serviços, mediante participação desse nos


honorários a receber.
b) Renunciar à liberdade profissional, devendo evitar quaisquer restrições ou
imposições que possam prejudicar a eficácia e correção de seu trabalho.
c) Deixar de assinalar equívocos ou divergências que encontrar no que concerne
à aplicação dos Princípios Fundamentais e Normas Brasileiras de
Contabilidade.
d) Considerar-se impedido para emitir parecer ou elaborar laudos sobre peças
contábeis observando as restrições contidas nas Normas Brasileiras de
Contabilidade editadas pelo Conselho Federal de Contabilidade.

40. Em relação às atribuições privativas e compartilhadas, a alternativa


INCORRETA é:

a) São atribuições privativas dos técnicos em contabilidade, a organização e


operação dos sistemas de controle interno, auditoria interna e operacional e
perícias contábeis, judiciais e extrajudiciais.
b) São atribuições privativas dos profissionais da contabilidade, entre outras,
avaliação dos fundos de comércio, regulações judiciais ou extrajudiciais, de
avarias grossas ou comuns e análise das variações orçamentárias.
c) Consideram-se atividades compartilhadas aquelas cujo exercício é prerrogativa
também de outras profissões.
d) As atribuições de organização de escritórios, quadros administrativos e
planejamento tributário, são consideradas atividades compartilhadas.

41. Os Princípios Fundamentais de Contabilidade representam:

a) As movimentações econômico-financeiras das entidades cooperativas.


b) Forma de apresentação das demonstrações contábeis.
c) O núcleo central da própria contabilidade.
d) Os fundos de aplicação restrita e responsabilidades decorrentes desses fundos.

20
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

42. A denominação de “entidade em marcha” ou “going concern”, é encontrada em


muitos sistemas de normas no exterior e também na literatura contábil
estrangeira. Estas expressões se referem ao:

a) Princípio da Competência.
b) Princípio da Continuidade.
c) Princípio da Oportunidade.
d) Princípio da Prudência.

43. Tributo é a receita derivada, compulsóriamente lançada e arrecadada pelo


Estado, na forma da lei, em moeda corrente ou em valor que por ela se possa
exprimir, sem contraprestação diretamente equivalente, cujo montante é
aplicado na execução das finalidades que lhes são próprias. Os três tipos de
tributos de acordo com o Código Tributário Nacional são:

a) Impostos, Taxas e Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira.


b) Impostos, Taxas e Contribuições de Melhoria.
c) Taxas, Contribuição de Melhoria e Impostos sobre Operações de Créditos.
d) Taxas, Impostos e Impostos sobre Operações de Créditos.

44. O prazo máximo para a celebração de um contrato de experiência entre o


empregador e o empregado é de:

a) 120 dias.
b) 30 dias.
c) 60 dias.
d) 90 dias.

21
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

CONHECIMENTOS DE LÍNGUA PORTUGUESA


Valor social da profissão
A quase totalidade das profissões liberais possui grande valor social. O que
varia é sua forma de atuação e a natureza qualitativa dos serviços perante as
necessidades humanas.
A saúde, a educação, o lazer, a habitação, a vida empresarial e institucional
etc. são grandes objetivos que necessitam da atuação do profissional.
Médicos, professores, escritores, engenheiros, administradores, contadores,
advogados, psicólogos, biólogos, agrônomos são elementos indispensáveis à vida
social, em tarefas de relevante importância.
A Contabilidade destaca-se por seu papel de proteção à vida da riqueza das
células sociais e pela capacidade de produzir informes qualificados sobre o
comportamento patrimonial.
Entendo, todavia, ser uma das maiores, entre todas as utilidades da
profissão contábil, aquela que se baseia na consciência de que é por levar as
células sociais à eficácia que se consegue o bem-estar nas nações e das
comunidades em geral.
Se todas as empresas, todas as instituições, forem prósperas, também o
país o será, e o contabilista é um grande responsável, no sentido de conduzir a
riqueza individualizada à prosperidade. Esta é a conclusão a que chegamos, ao
término do desenvolvimento de nossa Teoria Geral do Conhecimento Contábil.
O ápice da consciência profissional em Contabilidade encontra-se nessa
imensa responsabilidade de servir a todo o social, embora, obviamente, não se
exclua, pela importância inequívoca que têm, as responsabilidades pela produção
de provas, informes qualificados, análises e opiniões.
Ao exercer sua profissão, o contabilista pratica uma função nitidamente
social, como um autêntico médico de empresas e instituições e, ao mantê-las
sadias, cuida, também, da riqueza social (que é uma concepção abstrata,
decorrente da somatória dos patrimônios celulares). (...)
Todavia, como não há total sem parcelas e a expressão da soma depende
daquela de suas unidades, uma firme consciência profissional, como condição
ética, tende a beneficiar a todos, visto que se exerce, exatamente, nas parcelas
ativas da sociedade.
(Antônio Lopes de Sá. Ética profissional. São Paulo: Atlas, 1996, p. 111 – 112.)

45.Identifique o item que contém enunciado gramaticalmente INCORRETO.

a) Sua forma de ação e a natureza qualitativa dos serviços perante as


necessidades humanas são o que variam.
b) Quando todas as empresas e instituições forem prósperas, o país também o
será.
c) Uma dentre todas as utilidades da profissão contábil é tornar eficazes as células
sociais resultantes do somatório dos patrimônios celulares.
d) O ápice da consciência profissional em Contabilidade encontra-se na
responsabilidade de servir o todo social, embora não se excluam as
responsabilidades pela produção de provas, informes qualificados, análises e
opiniões.

22
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

46.Quanto aos pronomes sublinhados, é CORRETO afirmar que:

a) No primeiro parágrafo, em “O que varia (...)”, o termo sublinhado refere-se a


“grande valor social”.
b) No quinto parágrafo, em “aquela que se baseia”, o termo sublinhado refere-se
a “profissão contábil”.
c) No quinto parágrafo, em “aquela que se baseia”, o termo sublinhado refere-se a
“aquela”.
d) No sexto parágrafo, em “também o será”, o termo sublinhado refere-se a “país”.

47.De acordo com o texto, é CORRETO afirmar que:

a) Todas as profissões liberais caracterizam-se pelo grande valor social, que


requer homogeneidade de atuação e relação quantitativa com as necessidades
humanas.
b) O valor da Contabilidade está na promoção indireta do bem-estar social e
pauta-se na consciência profissional como condição ética.
c) O contabilista é o profissional encarregado pela sociedade de transformar a
riqueza individual em prosperidade coletiva.
d) Os contabilistas desempenham funções de médicos nas empresas, para manter
sadios os patrimônios individualizados e os coletivos.

23
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

CONHECIMENTOS MATEMÁTICOS
48.Na constituição de uma sociedade, o sócio A entrou com R$ 80.500,00 de capital;
B com R$ 95.000,00 de capital; C com R$ 165.000,00 de capital; e D com R$
210.000,00 de capital. Ao ser distribuído o lucro final do exercício, proporcionalmente
às cotas do capital de cada sócio, o B recebeu R$ 28.500,00. A parcela de lucro total,
e o que coube a A, C e D, é de:

a) Lucro total R$ 125.600,00, A) R$ 24.150,00, C) R$ 49.500,00 e D) R$ 63.000,00


b) Lucro total R$ 151.100,00, A) R$ 20.150,00, C) R$ 44.000,00 e D) R$ 61.400,00
c) Lucro total R$ 165.600,00, A) R$ 21.450,00, C) R$ 44.500,00 e D) R$ 63.200,00
d) Lucro total R$ 165.150,00, A) R$ 24.150,00, C)R$ 49.500,00 e D) R$ 63.000,00

49.Uma ponte é feita em 150 dias por 18 trabalhadores. Se o número de


trabalhadores for elevado para 30, o número de dias necessários para a construção
da mesma ponte será de:

a) 80 dias.
b) 90 dias.
c) 148 dias.
d) 190 dias.

50.Um determinado investidor deveria receber a importância de R$ 48.000,00, cujo


valor deveria ser o resultado de uma aplicação com juros contratados de 9%a.a.
capitalizados mensalmente. Entretanto decidiu resgatá-lo faltando 12 meses para
findar o prazo contratado. Levando-se em conta a taxa de desconto igual a contratada
inicialmente, o valor do resgate é de:

a) R$ 44.036,70.
b) R$ 44.160,00.
c) R$ 52.320,00.
d) R$ 52.502,73.

24
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

Esta página não deverá ser destacada


RASCUNHO

25
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

Esta página não deverá ser destacada


RASCUNHO

26
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
EXAME DE SUFICIÊNCIA
Bacharel em Ciências Contábeis

RASCUNHO DO GABARITO
ESTA PÁGINA PODERÁ SER DESTACADA

A B C D A B C D

.01. .26.

.02. A B C D .27. A B C D

.03. A B C D .28. A B C D

.04. A B C D .29. A B C D

.05. A B C D .30. A B C D

.06. A B C D .31. A B C D

.07. A B C D .32. A B C D

.08. A B C D .33. A B C D

.09. A B C D .34. A B C D

.10. A B C D .35. A B C D

.11. A B C D .36. A B C D

.12. A B C D .37. A B C D

.13. A B C D .38. A B C D

.14. A B C D .39. A B C D

.15. A B C D .40. A B C D

.16. A B C D .41. A B C D

.17. A B C D .42. A B C D

.18. A B C D .43. A B C D

.19. A B C D .44. A B C D

.20. A B C D .45. A B C D

.21. A B C D .46. A B C D

.22. A B C D .47. A B C D

.23. A B C D .48. A B C D

.24. A B C D .49. A B C D

25. A B C D .50. A B C

27