Você está na página 1de 3

FACULDADE DE ECONOMIA DO PORTO

LICENCIATURA EM GESTÃO
CONTABILIDADE FINANCEIRA I
Descrição 31‐12‐2007 1 2 3 4 5 6 7 8 9 31‐12‐2008
ACTIVO
Activo Não Corrente
Activos Intangíveis 60 000 60 000
Activos Fixos Tangíveis 955 000 30 000 985 000
1 015 000 1 045 000

Activo Corrente
Inventários 260 000 2 500 000 -1 000 000 1 760 000
Clientes 250 000 2 000 000 2 250 000
Caixa e Depósitos Bancários 500 000 -26 000 -310 000 -50 000 -3 000 -100 000 11 000
1 010 000 4 021 000

Total do activo 2 025 000 5 066 000

Descrição 31‐12‐2007 1 2 3 4 5 6 7 8 9 31‐12‐2008


CAPITAL PRÓPRIO E PASSIVO
Capital próprio:

Capital social 800 000 800 000


Resultados transitados 155 000 -100 000 205 000
Resultado líquido do período 150 000 1 000 000 -26 000 -310 000 -3 000 -66 100 594 900
Total do capital próprio 1 105 000 1 599 900

Passivo:
Passivo Corrente
Fornecedores 320 000 2 500 000 2 820 000
Fornecedores de imobilizado 450 000 30 000 480 000
Financiameto bancário 75 000 -50 000 25 000
Estado e outros entes públicos 60 000 66 100 126 100
Outras contas a pagar 15 000 15 000
Total do passivo 920 000 3 466 100

Total do capital próprio e do passivo 2 025 000 5 066 000

Resolução do Teste de 24 de Outubro de 2008 Grupo I
FACULDADE DE ECONOMIA DO PORTO
LICENCIATURA EM GESTÃO
CONTABILIDADE FINANCEIRA I

1 Depósito de 1000 euros na conta à ordem do Banco X;


Compra a prazo de 100 unidades da Mercadoria A pelo preço global
2
(sem IVA) de 250 euros. Acresce IVA à taxa de 20%;
Compra de material de escritório, com pagamento em numerário, no
3
valor de 120 euros (inclui IVA à taxa de 20%);
Foi recebida a factura da Transportadora, Lda., referente ao transporte de
4 mercadorias adquiridas em 2, no valor de 12 euros (inclui IVA à taxa de
20%);
Obtenção de um financiamento bancário de curto prazo, no valor de 10
5
mil euros;
Venda a prazo de 50% das Mercadorias referidas no ponto 2 ao preço
6 unitário de 3 euros. Acresce IVA à taxa legal de 20%. Registe também o
Custo das Mercadorias Vendidas.
Recepção da factura da electricidade, no valor de 105 euros (inclui IVA à
7
taxa de 5%);
8 Levantamento de 500 euros do banco X;
Compra a pronto pagamento de secretária e cadeira de escritório para a
9 sala da administração, no valor de 1000 euros; Acresce IVA à taxa de
20%;

Débito Crédito
Depósitos bancários 1 000
1
Caixa 1 000

Inventários - Mercadorias 250


2 EOEP - IVA dedutível 50
Fornecedores 300

Fornecimentos e Serviços Externos - Material de Escritório 100


3 EOEP - IVA dedutível 20
Caixa 120

Inventários - Mercadorias 10
4 EOEP - IVA dedutível 2
Fornecedores 12

Financiamento bancário - corrente 10 000


5
Depósitos bancários 10 000

Vendas 150
EOEP - IVA liquidado 30
6 Clientes 180
Inventários - Mercadorias 130
Custo das Mercadorias Vendidas e das Matérias Consumidas 130

Fornecimentos e Serviços Externos - Electricidade 100


7 EOEP - IVA dedutível 5
Fornecedores 105

Depósitos bancários 500


8
Caixa 500

Activos Fixos Tangíveis 1 000


9 EOEP - IVA dedutível 200
Depósitos bancários (ou Caixa) 1 200

13 547 13 547

Resolução do Teste de 24 de Outubro de 2008 GrupoII
FACULDADE DE ECONOMIA DO PORTO
LICENCIATURA EM GESTÃO
CONTABILIDADE FINANCEIRA I

TÓPICOS DE RESOLUÇÃO:
• Não há contradição;
• Como os activos estão valorados por um mercado eficiente considera‐se que o esse valor é próximos do valor justo;
• Ao estarem próximos do seu valor justo, a sua mensuração não coloca em causa o princípio da prudência;
• A informação contabilística privilegia a característica da relevância em detrimento da característica da objectividade;
• Conclusão: são valorados pelo preço de mercado e não colocam em causa o princípio da prudência.

Resolução do Teste de 24 de Outubro de 2008 Grupo III