Você está na página 1de 16

AUTISMO E ADAPTAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN


AUTISMO E ADAPTAÇÃO NA
EDUCAÇÃO INFANTIL
SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN

PASSO 1 - Conduzir-se a criança pela mão


até o ambiente desejado.

PASSO 2 – Coloque a mão apenas sobre


o ombro, para que a criança aprenda
como se deslocar no espaço escolar.

PASSO 3 – Verbalize para onde a criança


deve deslocar-se, assim, ela estará
desenvolvendo autonomia.

No decorrer desse contexto poderá dar-se


uma regressão, por isso, será necessário
voltar ao primeiro passo e repetir
todo o processo, até a criança
conseguir caminhar sozinha.

Se a criança rejeitar o contato físico, pode


ser utilizado um dos seus brinquedos
preferidos como gratificação ao exercício
realizado (Jordan, 2000).
AUTISMO E ADAPTAÇÃO NA
EDUCAÇÃO INFANTIL
SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN
AUTISMO E ADAPTAÇÃO NA
EDUCAÇÃO INFANTIL
SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN
AUTISMO E ADAPTAÇÃO NA
EDUCAÇÃO INFANTIL
SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN
AUTISMO E ADAPTAÇÃO NA
EDUCAÇÃO INFANTIL
SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN
AUTISMO E ADAPTAÇÃO NA
EDUCAÇÃO INFANTIL
SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN
AUTISMO E ADAPTAÇÃO NA
EDUCAÇÃO INFANTIL
SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN
AUTISMO E ADAPTAÇÃO NA
EDUCAÇÃO INFANTIL
SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN
AUTISMO E ADAPTAÇÃO NA
EDUCAÇÃO INFANTIL
SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN
O elogio ou a recompensa deverá fazer sempre
parte do processo educativo, na medida em
que o incentivo leva o aluno a apresentar
progressos.

RODINHA PARA TRABALHAR INFORMAÇÕES:

Coloque um cartão onde a criança deve


sentar, para que compreenda rapidamente
a sua posição física.

Na rodinha, deve ensinar-se à criança o


modo como nos deslocamos, para não
passarmos por cima de ninguém,
indicando-lhe o trajeto para o
seu lugar, que deverá ser específico
e de fácil acesso.

É sabido que os momentos de reunião no


tapete (RODINHA) podem ser de
distração fácil para crianças autistas
levando-as à incompreensão da
informação fornecida pelo docente.
Assim sendo, há que encorajar uma
postura corporal correta à criança,
sentando-o próximo do professor,
sozinho ou junto a um colega calmo.
AUTISMO E ADAPTAÇÃO NA
EDUCAÇÃO INFANTIL
SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN

TÉCNICAS QUE ENVOLVEM CANÇÕES


E ASSUNTOS PREFERIDOS

A utilização de
canções e assuntos
preferidos, também
podem ser utilizados
para facilitar o
momento de exposição
de atividades.
Se estes momentos
forem dirigidos por
alguém conhecido
facilitará os momentos
de perturbação e de
compreensão.
AUTISMO E ADAPTAÇÃO NA
EDUCAÇÃO INFANTIL
SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN

LETRAS E IMAGENS
ACALMAR.
QUANDO O ALUNO SE
MOSTRA IRREQUIETO
UTILIZAM-SE FOLHAS
COM LETRAS OU IMAGENS
PREFERIDAS DO ALUNO,
OU PROJETAM-SE AS
LETRAS E IMAGENS NA
PAREDE, PARA ATRAIR A
ATENÇÃO DO ALUNO E/OU
OCUPAR-LHE AS MÃOS
IRREQUIETAS. ESSA
TÉCNICA É EXCELENTE
PARA ACALMAR E MANTER
A HARMONIA EM CLASSE.
AUTISMO E ADAPTAÇÃO NA
EDUCAÇÃO INFANTIL
SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN

HEWITT, 2006 e DRUMOND ISCHKANIAN 2010,


nos revelam que a criança autista deve ser
mediada para o respeito aos momentos de
atividades educacionais.

Quando a mesma apresentar-se com


comportamentos de descontrole, irritabilidade
entre outros estereótipos. Com carinho e muita
descrição a criança deve ser afastamento do
grupo, levada para um ambiente fora da classe
que permita a criança acalmar-se. Esse aspecto é
fundamental para manter a harmonia entre a
criança autista e seu grupo de colegas.

O tempo de afastamento deverá ser explicado a


crianças por meio da linguagem oral e utilização
de imagens.

No retorno para classe, quando a irritabilidade o


estereótipos estiverem sanados, a pessoa que for
entregar a criança em classe deve chegar bem
animada e dizer: - Crianças que legal! A Simone
(diga o nome da criança), voltou!

A professora que está recebendo a criança deve


expressar alegria e acolher a criança autista,
chamado a turma de colegas para acolher junto.
Assim as relações serão sempre harmônicas.
AUTISMO E ADAPTAÇÃO NA
EDUCAÇÃO INFANTIL
SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN
Para algumas crianças pode ser necessário um
estímulo processado em três passos:

Instrução verbal, repete-se a mesma


acompanhada de um gesto e em
seguida acompanhada de uma
orientação física. Estas crianças
necessitam de mais tempo no
processamento da informação.

Nos momentos de recreio, devem


avisar-se antecipadamente as crianças que
este momento se efetuará fora da sala,
recorrendo a avisos visuais. Nestes
momentos deve ser permitido ao
 aluno dar-se a comportamentos
preferidos.

Em situações de pedido de ajuda, há que


encorajar a criança a fazê-lo de forma
correta e adequada, ou seja, pode colocar o
braço no ar, ter cartões de ajuda, ou
utilizar um bloco de notas de ajuda.

Tais estratégias dispersam em parte a


ansiedade do aluno e respectiva dificuldade em
pedir auxílio (Hewitt, 2006).
AUTISMO E ADAPTAÇÃO NA
EDUCAÇÃO INFANTIL
SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN

“AUTISMO E ADAPTAÇÃO NA EDUCAÇÃO


INFANTIL” é mais uma coleção que completa
o portfólio educacional “UM DIALOGO
INFORMATIVO SOBRE A ROTINA DE UMA
PESSOA AUTISTA”, Disponível em:
http://simonehelendrumond.blogspot.com
SÃO 90 PORTÓLIOS EDUCACIONAIS INFORMATIVOS.
AUTISMO E ADAPTAÇÃO NA
EDUCAÇÃO INFANTIL
SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN

Referencia:
DRUMOND, Simone Helen Ischkanian.
Projeto: Autismo e Educação. Disponível
em: http:///simonehelendrumond.blogspot.com.
In. DRUMOND. Simone Helen Ischkanian
Coleção de portfólios educacionais para
autistas.

HEWITT, S. (2006). Compreender o


Autismo – Estratégias para Alunos com
Autismo nas escolas Regulares. Porto
Editora.

Compreender o
Autismo – Estratégias
para Alunos com
Autismo nas escolas
Regulares.
HEWITT (2006)