Você está na página 1de 4

Neemias, um servo disponível para Deus

Versículos-chave:

Neemias 1:3: “Disseram-me: Os restantes, que não foram levados para o exílio
e se acham lá na província, estão em grande miséria e desprezo; os muros de
Jerusalém estão derribados, e as suas portas, queimadas.”

Neemias 1:11: “Ah! Senhor, estejam, pois, atentos os teus ouvidos à oração do
teu servo e à dos teus servos que se agradam de temer o teu nome; concede
que seja bem-sucedido hoje o teu servo e dá-lhe mercê perante este homem.
Nesse tempo eu era copeiro do rei.”

Neemias 2:18 “Então lhes declarei como a mão do meu Deus me fora favorável,
como também as palavras do rei, que ele me tinha dito; então disseram:
Levantemo-nos, e edifiquemos. E esforçaram as suas mãos para o bem.”

Neemias 6:15-16: “O muro ficou pronto no dia vinte e cinco de elul, (décimo
segundo mês do ano civil judaico) em cinquenta e dois dias. Quando todos os
nossos inimigos souberam disso, todas as nações vizinhas ficaram
atemorizadas e abateu-se o seu orgulho, pois perceberam que essa obra havia
sido executada com a ajuda de nosso Deus.

“Oh, como é doce trabalhar o dia todo para Deus e então deitar de noite debaixo de seu
sorriso!” (R. Murray M’Cheyne)

Introdução

O Livro de Neemias foi provavelmente escrito entre 445 e 420 AC.

CATORZE ANOS DEPOIS do regresso de Esdras a Jerusalém, Neemias dirigiu um grupo


de homens, restauraram as paredes e a autoridade civil. Este livro é um registro dos
acontecimentos que tiveram lugar durante um período de onze anos. É um livro
histórico, supervisionado pela Providência Divina, destinado à instrução e edificação do
povo de Deus.

Propósito: O livro de Neemias, um dos livros de história da Bíblia, continua a história


do regresso de Israel do cativeiro babilônico e da reconstrução do templo em Jerusalém.

A História de Neemias fascina qualquer pessoa interessada em fazer a obra de Deus.


Espiritualidade e Liderança são os assuntos principais do livro da Bíblia que tem o seu
nome. Em nosso estudo, descobriremos pelo menos três fases da vida dele.

1. O copeiro (1.1 a 2.10);


2. O construtor (2.11 ao fim do cap. 6); e
3. O governador (7.1 até o fim do livro).
O livro de Neemias registra detalhadamente os fatos acerca da reconstrução dos muros
de Jerusalém, além das reformas realizadas entre o povo. Revela muitos personagens
que estiveram ao seu lado e alguns opositores da obra. É uma história especial,
inspiradora e motivadora.

Neemias (consolo do Senhor) – Não há registro do tempo total de vida de Neemias


nem da forma como morreu. Ele era filho de Hacalias, irmão de Hanani, trabalhou para
o rei da Pérsia Artaxerxes I (465-424 a.C.) na corte em Susã, ocupando o cargo de
copeiro do rei (1.1,11).

Ele não era apenas um trabalhador da cozinha: ocupava um cargo de confiança: era um
alto funcionário da corte. Uma de suas mais importantes responsabilidades era provar
o vinho e os alimentos que seriam ingeridos pelo rei.

Neemias era a garantia de que o rei jamais seria envenenado e, consequentemente, o


Império, abalado.

Segundo o escritor evangélico norte-americano Charles Swindoll, “Alguns historiadores


da antiguidade supõem que o copeiro, com exceção da esposa do rei, era a única pessoa
em posição de influenciar o monarca”.

A Importância dos muros – As cidades precisavam ser cercadas para se protegerem


dos inimigos. Uma cidade sem muros estaria sempre vulnerável. Reedificar os muros
era a recuperação da capacidade da cidade em proteger a população, abrigar as
caravanas de mercadores e, como consequência, atrair o prestígio político e econômico
para Jerusalém.

Uma Visão Geral De Neemias

Neemias foi grande líder, cujo exemplo de vida vem ao longo dos séculos influenciando
muitas pessoas. Ele nos inspira a enfrentar com sabedoria e espiritualidade as batalhas
do dia a dia.

Sua capacidade de avaliar o passado, viver o presente e sonhar com um futuro se


constitui num verdadeiro manual para todo aquele que deseja ser bem-sucedido diante
dos desafios da vida.

Em todo o tempo Deus está à procura de pessoas como Neemias, para serem usadas
na realização de sua obra. Das sete realidades apresentadas por [1]Henry T. Blackaby
e Claude V. King no livro “Conhecendo Deus e fazendo a sua vontade” é interessante
em nosso estudo destacar a 1ª, 2ª, 3ª e a 6ª.

1. Deus está agindo constantemente ao seu redor;


2. Deus busca um relacionamento de amor contínuo com você que seja real e
pessoal;
3. Deus convida você a envolver-se com ele em sua obra;
4. É preciso fazer ajustes profundos na vida para juntar-se a Deus naquilo que ele
está fazendo.
Deus estava agindo ao redor de Neemias. O Senhor tinha algo revolucionário para fazer
na vida das pessoas que habitavam em Jerusalém. Precisava contar com um servo
comprometido, que o conhecesse na intimidade.

O chamado de Deus nunca será por acaso. Na agenda de Deus não existem
coincidências. Tudo tem um propósito e “todas as coisas contribuem juntamente para o
bem dos que o amam” (Romanos 8.28).

Infelizmente, em nossos dias, muitas pessoas querem ser usadas por Deus sem ser
antes moldadas por ele. Pessoas que muitas vezes estão perto da igreja, mas longe de
Deus.

Um olhar mais detalhado no homem de Deus chamado Neemias revelará algumas


qualidades necessárias aos que desejam ser usados por Deus para reedificar aquilo que
está em ruínas.

1. Espiritualidade (1.4; 2.8; 2.20)

Neemias era uma pessoa dependente de Deus. Um homem de oração, que só tomava
decisões após consultar o Senhor. Ele conhecia o caráter de Deus (1.8), confiava
no poder dele (4.20) e tinha consciência de que o seu sucesso dependia de
Deus (8.10).

Para estar a serviço de Deus será indispensável a virtude da espiritualidade. Sem ela
faremos muitas coisas de valor para os homens, mas nada de valor para Deus.

O missionário e missiólogo brasileiro Ronaldo Lidório afirmou: “Jesus conhece o secreto


da sua vida. É certo que ele não se impressiona com as grandes construções que você
levantou, as realizações aclamadas por multidões ou as teses defendidas debaixo dos
holofotes. O carpinteiro olha direto para o seu coração e vasculha a sua alma. E é
justamente nesse campo que você será encontrado fiel, ou não”.

2. Empatia (1.4; 1.6; 2.17; 4.21)

Neemias sentiu a dor daqueles que estavam sofrendo em Jerusalém. Pessoas que ele
não conhecia pessoalmente, mas que precisavam de alguém que trabalhasse em favor
delas.

A empatia é uma virtude que leva a pessoa a sentir o que o outro está sentindo. Neemias
demonstrou empatia ao lamentar e chorar pela situação das pessoas que estavam sendo
humilhadas em Jerusalém.

A obra de Deus precisa de pessoas empáticas. Gente capaz de sentir a dor do outro. O
envolvimento na obra de Deus depende da capacidade do crente em perceber as
necessidades que precisam ser atendidas. Muitas famílias estão em crise.
Os missionários precisam de auxílio. Os ministérios precisam de líderes. Há muitas
visitas por fazer. Almas estão perecendo sem Cristo. Em cada situação há muita dor.
Somente os cristãos empáticos dirão: “Eis-me aqui, envia-me” (Isaias 6.8).

3. Visão (2.5; 2.20; 6.3)

Segundo George Barna, “visão é uma nítida imagem mental de um futuro desejável
concedida por Deus aos seus servos escolhidos, baseada numa compreensão correta de
Deus, do ego e das circunstâncias”. John Richardson definiu as pessoas em três
espécies: “Aquelas que deixam acontecer, aquelas que fazem acontecer e aquelas que
se espantam com o que aconteceu”.

Neemias fazia parte do grupo de pessoas que fazem acontecer. Em meio ao caos, ele
conseguiu visualizar a cidade restaurada.

Ele sabia que a mão do Senhor estava com ele e por isso a vitória seria apenas uma
questão de trabalho, tempo e submissão à vontade de Deus (6.3).

Por ser um homem visionário, Neemias tornou-se o maior defensor da restauração dos
muros de Jerusalém. Por intermédio de sua motivação, empenho e visão, a realidade
dos habitantes de Jerusalém mudaria para sempre.

Nossas igrejas precisam de homens e mulheres de visão. Pessoas que consigam ver o
que poucos conseguem ver. Pessoas ousadas que sabem por experiência própria que “a
alegria do Senhor é a nossa força” (8.10).

Precisamos orar todos os dias conforme cantamos: “Abre meus olhos, dá-me visão,
Senhor”.

Conclusão:

Precisamos de mais servos de Deus como Neemias. Pessoas disponíveis que evidenciem
virtudes como espiritualidade, empatia e visão. Deus só comunicará seus planos aos
servos que se preocuparem em nutrir uma espiritualidade saudável e obedecer a ele em
qualquer circunstância.

Precisamos abrir os nossos olhos porque visão ministerial sem espiritualidade não vem
de Deus.

Neemias liderou os israelitas a um grande respeito e amor pelo texto da Escritura.


Neemias, por causa de seu amor por Deus e seu desejo de ver Deus honrado e
glorificado, conduziu os israelitas à fé e obediência que o Senhor havia desejado para
eles por tanto tempo.