Você está na página 1de 11

SIMULADO 3 – SMV–RM2-OF/2019

Nome: ________________________________________________________

1. Você receberá o material descrito abaixo:


a) este Caderno com o enunciado das 30 questões, sem repetição ou falha,
contendo 15 questões de Português e 15 de Formação Militar Naval; e
b) uma Folha de Respostas destinada às respostas das questões formuladas
na prova.
2. Verifique se o material está em ordem.
3. Ao receber a Folha de Respostas, é obrigação do aluno:
a) preencher o espaço destinado ao seu nome; e
b) preencher de caneta azul ou preta a opção correta para cada questão.
4. As questões são identificadas pelo número que se situa ao lado de seu
enunciado.
5. Reserve 10 (dez) minutos para marcar a Folha de Respostas.
6. O rascunho de Caderno de Questões não será levado em consideração.
7. Quando terminar, entregue somente a Folha de Respostas.
8. O tempo disponível para esta prova é de duas horas.
(corte aqui)

FOLHA DE RESPOSTAS – SMV–RM2–OF/2019 – SIMULADO 3


NOME COMPLETO: __________________________________________________________

TURMA CPF
SEM SAB EAD

01 A B C D E 11 A B C D E 21 A B C D E 31 A B C D E 41 A B C D E
02 A B C D E 12 A B C D E 22 A B C D E 32 A B C D E 42 A B C D E
03 A B C D E 13 A B C D E 23 A B C D E 33 A B C D E 43 A B C D E
04 A B C D E 14 A B C D E 24 A B C D E 34 A B C D E 44 A B C D E
05 A B C D E 15 A B C D E 25 A B C D E 35 A B C D E 45 A B C D E
06 A B C D E 16 A B C D E 26 A B C D E 36 A B C D E 46 A B C D E
07 A B C D E 17 A B C D E 27 A B C D E 37 A B C D E 47 A B C D E
08 A B C D E 18 A B C D E 28 A B C D E 38 A B C D E 48 A B C D E
09 A B C D E 19 A B C D E 29 A B C D E 39 A B C D E 49 A B C D E
10 A B C D E 20 A B C D E 30 A B C D E 40 A B C D E 50 A B C D E

CG - ACERTOS MÉDIA FINAL


SIMULADO 3 – SMV–RM2–OFICIAL/2019

TEXTO - Desculpe-me, mas se você quiser eu posso


A TESE DO COELHO apresentar a minha prova experimental. Você
Num dia lindo e ensolarado o coelho saiu de gostaria de acompanhar-me à minha toca? O lobo
não consegue acreditar na sua boa sorte. Ambos
sua toca, com o notebook, e pôs-se a trabalhar,
desaparecem toca adentro.
bem concentrado. Pouco depois passou por ali
uma raposa, e viu aquele suculento coelhinho tão Alguns instantes depois ouvem-se uivos
distraído, que chegou a salivar. No entanto, ela desesperados, ruídos de mastigação e... silêncio.
ficou intrigada com a atividade do coelho e Mais uma vez o coelho retorna sozinho,
aproximou-se, curiosa: impassível e volta ao trabalho de redação da sua
- Coelhinho, o que você está fazendo aí, tão tese, como se nada tivesse acontecido. Dentro da
concentrado? toca do coelho vê-se uma enorme pilha de ossos
- Estou redigindo a minha tese de doutorado, ensanguentados e pelancas de diversas ex-
disse o coelho, sem tirar os olhos do trabalho. raposas e, ao lado desta, outra pilha ainda maior
de ossos e restos mortais daquilo que um dia
- Hummmm... e qual é o tema da sua tese? foram lobos.
- Ah, é uma teoria provando que os coelhos são Ao centro das duas pilhas de ossos, um
os verdadeiros predadores naturais das raposas. enorme LEÃO, satisfeito, bem alimentado,
A raposa ficou indignada: palitando os dentes.
- Ora!!! Isso é ridículo!!! Nós é que somos os MORAL DA HISTÓRIA:
predadores dos coelhos! 1. Não importa quão absurdo seja o tema de
- Absolutamente! Venha comigo à minha toca sua tese;
que eu te mostro minha prova experimental. 2. Não importa se você não tem o mínimo
O coelho e a raposa entram na toca. Poucos fundamento científico;
instantes depois ouvem-se alguns ruídos 3. Não importa se os seus experimentos
indecifráveis, alguns poucos grunhidos e depois... nunca cheguem a provar sua teoria;
silêncio. Em seguida o coelho volta, sozinho, e
mais uma vez retoma aos trabalhos de sua tese, 4. Não importa nem mesmo se suas ideias
como se nada tivesse acontecido. vão contra o mais óbvio dos conceitos lógicos;
Meia hora depois passa um lobo. Ao ver o 5. O que importa é quem é o seu orientador...
AUTOR DESCONHECIDO
apetitoso coelhinho tão distraído, agradece
mentalmente à cadeia alimentar por estar com o
seu jantar garantido. No entanto, o lobo também 01 - Sobre a forma verbal em destaque aponte o
acha muito curioso um coelho trabalhando comentário incorreto: “Venha comigo à minha toca
naquela concentração toda e resolve então saber que eu te mostro minha prova experimental.”
do que se trata aquilo tudo, antes de devorar o A) apresenta uma forma irregular do verbo.
coelhinho: B) não está no presente do subjuntivo.
- Olá, jovem coelhinho. O que o faz trabalhar C) para a sua formação, não foi necessário o corte
tão arduamente? da letra “s”.
- Minha tese de doutorado, seu lobo. É uma D) sua negação é demarcada pela simples
teoria que venho desenvolvendo há algum tempo antecedência de palavra de sentido negativo.
e que prova que nós, coelhos, somos os grandes
E) apresenta paralelismo com o pronome “te”,
predadores naturais de vários animais carnívoros,
também presente no seguimento.
inclusive dos lobos.
O lobo não se conteve com a petulância do
coelho:
- Ah! Ah! Ah! Ah! Coelhinho! Apetitoso
coelhinho! Isto é um despropósito. Nós, os lobos,
é que somos os genuínos predadores naturais dos
coelhos. Aliás, chega de conversa...

SIMULADO 3 1 SMV–RM2–OF/2019
SIMULADO 3 – SMV–RM2–OFICIAL/2019
02 - Em: “Poucos instantes depois ouvem-se uns resolvido com paciência e perseverança. Isso só
ruídos indecifráveis e alguns grunhidos de dor e traz prejuízos: o aluno se sente obrigado a1
depois o silêncio”, a respeito da forma verbal aprender, o professor se sente desestimulado a2
ouvem-se é correto afirmar que ela: ensinar e, por fim, o jovem termina o Ensino Médio
com a certeza de que as ciências exatas, dentre
A) possui sujeito indeterminado.
elas a3 Química, são apenas disciplinas que
B) está concordando apenas com ruídos exigem o treino mecânico, a4 repetição e o cálculo.
indecifráveis apenas.
As ciências exatas, então, são apresentadas de
C) está na voz ativa do verbo, concordando, maneira limitada, como se fossem apenas a
portanto, com seu sujeito. representação de átomos, equações e fórmulas
D) está concordando com alguns grunhidos de dor. escritos em um papel. Quando, na verdade, as
E) não deveria estar no plural, pois nada justifica o ciências exatas são muito, muito mais do que isso.
fato. Física, Química e Matemática são maneiras de
explicar o mundo. E não há nada que possa ser
mais próximo de nós todos do que isso. Vivemos
03 - Em relação à formação lexical da palavra
este mundo e ele só é assim porque o homem, por
ensolarado é correto dizer:
meio dos instrumentos mentais e práticos que
A) é uma onomatopeia. possui (como as ciências exatas), transformou-o
B) é uma derivada regressiva. até chegar a este ponto.
C) é um caso de parassintetismo. Beatriz Duarte de Alcântara

D) é um caso de derivação imprópria.


E) é uma derivada prefixal e sufixal. 05 - No segundo parágrafo do texto, há quatro
ocorrências de "a" assinaladas com números de 1
a 4. Assinale a alternativa que apresente a correta
04) A respeito da passagem: “Mais uma vez o classificação morfológica de cada uma delas.
coelho retorna sozinho, impassível, e volta a
dedilhar...”, a palavra impassível poderia ser A) 1 - preposição; 2 - preposição; 3 - artigo; 4 -
substituída sem alterar o sentido original do texto artigo.
por: B) 1 - pronome; 2 - preposição; 3 - preposição; 4 -
A) indiferente. pronome.
B) irritado. C) 1 - artigo; 2 - artigo; 3 - pronome; 4 - pronome.
C) abalado. D) 1 - artigo; 2 - pronome; 3 - substantivo; 4 -
preposição.
D) indefinível.
E) 1 - pronome; 2 - preposição; 3 - preposição; 4 -
E) ininteligível. artigo.

TEXTO 06 - Releia o trecho abaixo, retirado do texto:


Tudo é Química “Assim como as demais ciências exatas, ela
Se pensarmos bem, a Química está em quase nos é apresentada como algo distante, difícil, um
tudo o que vemos no nosso cotidiano. Diariamente obstáculo a ser vencido, um problema a ser
– ou quase diariamente – todos nós usamos resolvido com paciência e perseverança.”
produtos de limpeza, cosméticos, cozinhamos. Sobre o termo destacado, pode-se concluir
Fazer um bolo é química pura. O fermento, seu corretamente que sua semântica remete à ideia
modo de funcionamento na hora de fazer crescer de:
a massa, os processos que levam uma mistura de
ingredientes secos e molhados a se transformar A) funciona como complemento do verbo.
em um alimento macio, sem gosto de farinha e (se B) funciona como agente da passiva.
tudo der certo) de sabor agradável, que em nada C) tem semântica de modo e classifica-se como
lembra o gosto da farinha crua. adjunto adverbial.
Mas não é assim que pensamos a Química. D) atua como sujeito paciente posposto.
Assim como as demais ciências exatas, ela nos é E) adiciona circunstância de causa e classifica-se
apresentada como algo distante, difícil, um como adjunto adverbial.
obstáculo a ser vencido, um problema a ser

SIMULADO 3 2 SMV–RM2–OF/2019
SIMULADO 3 – SMV–RM2–OFICIAL/2019

07 - No último parágrafo do texto, está destacada 08 - Sobre o uso de "por que", no primeiro
a forma "transformou-o", sobre a qual são feitas as quadrinho, pode-se afirmar corretamente que:
seguintes afirmativas, considerando-se o contexto A) está incorreto, já que, nesse caso, deveria ter
em que ela aparece. Analise-as e assinale a sido usada a forma "porque".
alternativa correta.
B) está incorreto, já que, nesse caso, deveria ter
I - O "o", um pronome que se junta a sido usada a forma "porquê".
"transformou", caracteriza um tempo verbal, C) está incorreto, já que deveria ter sido usada a
o futuro do presente. forma "por quê".
II - Caso o sujeito desse verbo fosse D) está correto, até por se tratar de uma pergunta.
feminino, o certo seria escrever "transformou-
a". E) está correto, apesar de que a forma "porquê"
também poderia ter sido usada nesse caso.
III - Do verbo "transformou", o "o", que é um
pronome, exerce a função de complemento.
IV - Se no texto estivesse escrito "Vivemos 09 - Pode-se afirmar que, no segundo quadrinho:
esta natureza...", além de outras A) aparece, no alto, exatamente o que a
transformações necessárias, o certo seria professora leu, em voz alta, para o aluno.
escrever "transformou-a", para se manterem B) aparece, no alto, o que a professora pensou
as mesmas relações sintáticas do trecho quando ouviu o questionamento do aluno.
original. C) aparece, no alto, o enunciado da questão, como
V - A forma "transformou" é de um verbo da a professora o vê na prova, o que é
primeira conjugação. imprescindível para a compreensão dos
Está correto o que se afirma em: quadrinhos.
D) aparece, no alto, o enunciado da questão, como
A) todas.
a professora o vê na prova, o que é prescindível
B) I, II e III, somente. para a compreensão dos quadrinhos.
C) II, III e IV, somente. E) aparece, por escrito, qual foi a observação
D) III, IV e V, somente. registrada pela professora na prova do aluno
E) nenhuma. para mostrar que a questão estava errada.

10 - Sobre o substantivo "átomo", presente no


segundo quadrinho, podemos afirmar que ele foi
acentuado corretamente, por ser um vocábulo
proparoxítono. Dentre as opções abaixo, aponte a
que não apresentou mudança quanto à nova
reforma ortográfica:
A) feiúra.
B) asssembléia.
C) pé-de-meia.
D) pára-quedas.
E) dia-a-dia.

SIMULADO 3 3 SMV–RM2–OF/2019
SIMULADO 3 – SMV–RM2–OFICIAL/2019
TEXTO 11 - No que diz respeito à função sintática, os
Drummond, o poeta-farmacêutico que amava elementos grifados no texto exercem,
as pessoas, faria 110 anos, hoje respectivamente, função de:
Data: 31/10/2012 A) sujeito – adjunto adverbial – objeto indireto.
CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE, o B) sujeito – adjunto adverbial – objeto direto
farmacêutico que (1) foi, também, um dos maiores preposicionado.
poetas da língua portuguesa, faria, hoje
(31.10.12), 110 anos de idade. Mineiro de Itabira C) predicativo – adjunto adverbial – objeto indireto.
(2), Drummond foi uma das pedras fundamentais D) predicativo – adjunto adnominal – objeto
da moderna literatura brasileira. Nascido a 31 de indireto.
outubro de 1902, vindo de uma família de E) sujeito – adjunto adnominal – objeto direto
fazendeiros, estudou, em Belo Horizonte e em preposicionado.
Nova Friburgo (RJ), de onde foi expulso por
"insubordinação mental". De novo, em Belo
12 - Dentre as expressões em negrito no texto,
Horizonte, começou a carreira de escritor, como
indique a que NÃO se refere a CARLOS
colaborador do “Diário de Minas”, que aglutinava
DRUMMOND DE ANDRADE:
os adeptos locais do incipiente movimento
Modernista Mineiro. A) 1
Em 1925, formou-se em Farmácia, em Ouro B) 2
Preto. CDA (era assim que os editores os C) 3
chamavam) foi o orador de sua turma de D) 4
formandos. Em 1934, ele (3) se transferiu para o
Rio de Janeiro, onde ingressou no serviço público. E) 5
Foi Chefe de Gabinete de Gustavo Capanema,
Ministro da Educação, até 1945. Em seguida, foi TEXTO
trabalhar no Serviço do Patrimônio Histórico e Curiosidade sobre a origem do Dia do
Artístico Nacional e se aposentou, em 1962. A Farmacêutico
partir de 1954, Drummond (4) escreveu A origem do dia do farmacêutico ocorreu ano
memoráveis crônicas no “Correio da Manhã” e no de 1941, quando foi discutida pela primeira vez a
“Jornal do Brasil”. possibilidade da criação de um dia para
O poeta (5) deixou sete livros essenciais para a homenagear os farmacêuticos, quando o então
literatura brasileira. São eles: “Alguma Poesia” farmacêutico Dr. Oto Serpa Grandado questionou
(1930), “Sentimento do Mundo” (1940), “A Rosa a criação da data comemorativa durante uma
do Povo” (1945), “Claro Enigma” (1951), reunião na Associação Brasileira de
“Antologia Poética” (1962), “José e Outros” (1967) Farmacêuticos (ABF) em 7 de Janeiro de 1941.
e “Corpo” (1984). Durante a reunião na qual participava, fez o
Um dia, Aluísio Pimenta, também mineiro, seguinte questionamento: “Todas as profissões
farmacêutico e intelectual, Ministro da Cultura do tem o seu dia, data especial para comemorar o
Governo Sarney, Ex-professor na Universidade de ideal abraçado. Por que não temos o nosso “Dia”?
Londres e Ex-reitor da Universidade Federal de “
Minas Gerais, num bate-papo com o poeta-maior Foi a partir desta sugestão que surgiu a
do Brasil, perguntou: “Carlos, porque você se primeira proposta de criação da data
formou em Farmácia, já que abraçou a carreira comemorativa.
literária?” Porém, foi apenas no dia 23 de Março de
Drummond respondeu-lhe: “Porque eu gosto 2007 que foi aprovada pela ABF, por meio da
das pessoas”. Resolução n° 460, a data de 20 de Janeiro como o
Farmacêuticos, em todos os tempos e lugares, Dia do Farmacêutico.data esta escolhida por ser
trazem mesmo lições de amor às pessoas. Aliás, exatamente o dia da fundação da Associação
para o farmacêutico, amar não é apenas o verbo Brasileira de Farmacêuticos (ABF), que ocorreu no
transitivo direto que se aprende a conjugar, nas dia 20 de Janeiro de 1916.
escolas. Amar é ação. A ação de servir, a Porém a oficialização da data somente
qualquer hora de qualquer dia e em qualquer ocorreu em 2010 com a aprovação da lei n°
lugar. É cuidar, é promover a saúde, é salvar 12.338, que tornou o dia 20 de Janeiro como dia
vidas. do farmacêutico em todo o território brasileiro.
Autor: Pelo jornalista Aloísio Brandão, Assessor de Imprensa do CFF
http://www.cff.org.br/noticia.php?id=906 http://www.farmaceuticas.com.br/origem-dia-farmaceutico/

SIMULADO 3 4 SMV–RM2–OF/2019
SIMULADO 3 – SMV–RM2–OFICIAL/2019
13 - No segundo parágrafo, o trecho grifado 14 - Nas frases: ...o Linux pega muito mais leve
apresenta um erro relacionado à: com seu processador matusalém... (linhas 24 e
A) concordância nominal. 25) e Ele é um sistema operacional leve... (linha
B) regência nominal. 33), o vocábulo leve é classificado,
respectivamente, como:
C) regência verbal.
A) verbo e advérbio.
D) colocação pronominal.
B) adjetivo e advérbio.
E) concordância verbal.
C) advérbio e adjetivo.
D) substantivo e verbo.
TEXTO
E) preposição e conjunção.
RESSUSCITE UM COMPUTADOR VELHO
Todo computador chega a esse dia. Você 15 - Está em desacordo com a norma gramatical,
percebe que tem um calhambeque no colo, que a frase da alternativa:
leva 5 minutos para carregar a página da A) Sereis vós quem dirá a verdade.
empresa, que é a mesma desde 1997. Mas um
calhambeque ainda é capaz de levar você de A a B) A sobrinha é todo competente tal quais as tias.
B. Basta uma reforma. C) 2% do time estão na melhor fase.
MÉTODO 1 D) Tu e ele fareis toda a lição.
Restaure a configuração de fábrica. Lerdeza E) Algum de nós dizemos a verdade.
pode ser causada pelo zilhão de aplicativos que
foram parar no computador e você nem sabe mais 16 - Em 1808, a família real portuguesa transferiu-
para que instalou. Eles carregam a si próprios se para a cidade do Rio de Janeiro, fugindo da
automaticamente e devoram memória e recursos invasão francesa sobre Portugal. A transferência
do processador – que são preciosidades em da família real para o Brasil trouxe transformações
computadores velhos. A opção para recuperar os profundas para a colônia e sua capital, o Rio de
padrões de fábrica geralmente aparece quando Janeiro. No que concerne ao desenvolvimento do
você reinicia o computador e deixa apertada a poder naval brasileiro, marque abaixo a única
tecla F8 enquanto ele começa a carregar. Se não opção que descreve, corretamente, um impacto da
funcionar, procure no manual. E não se esqueça: transferência da família real no poder naval no
isso apaga todos seus arquivos. Copie aquilo que Brasil.
quer preservar para outro computador ou para a
A) Estabelecimento, no Rio de Janeiro, em 1808,
internet antes de começar.
do Ministério dos Negócios da Marinha e do
MÉTODO 2 Ultramar, com o Conde da Anadia como titular
Instale outro sistema operacional. Leva um da pasta.
tempo para se adaptar, mas o Linux pega muito B) Transferência para o Brasil da Brigada Real de
mais leve com seu processador matusalém que o Marinha, origem do Corpo de Fuzileiros Navais
Windows. Baixe uma imagem de DVD da Marinha do Brasil, que teve seu batismo de
(arquivo.iso) em Ubuntu.com – o Ubuntu é a fogo na invasão da Banda Oriental em 1816.
melhor versão para iniciantes. Grave um DVD com C) Criação, com sede no Rio de Janeiro, de uma
essa imagem, coloque no drive e reinicie o
esquadra nacional, comandada pelo Almirante
computador. A instalação deve começar
Lord Cochrane, primeiro comandante de uma
automaticamente.
esquadra brasileira.
Se você não quer aprender Linux, a opção é o D) Transferência, para o Brasil, da Academia Real
Remix OS. Ele é um sistema operacional leve, de Guardas-Marinha, que teve sua instalação
baseado em Android. Mesmo que seu computador
na ilha de Villegagnon, se tornando, assim, o
seja da época de amarrar cachorro com linguiça,
primeiro estabelecimento de ensino superior no
ele roda bem. É só baixar em jide.com/remixos.
Brasil.
Em ambos os casos, você pode optar por dual
boot, que mantém o sistema antigo. É só escolher E) Criou o Arsenal Real de Marinha, já que a
por não reformatar na instalação. cidade do Rio de Janeiro não dispunha de
Ressuscite um computador velho. In: Dossiê
nenhuma infraestrutura naval antes da chegada
Superinteressante. Faça você mesmo – 165 dicas, truques e da família real em 1808.
macetes infalíveis. São Paulo. Abril. Edição 362-A, Junho/2016
SIMULADO 3 5 SMV–RM2–OF/2019
SIMULADO 3 – SMV–RM2–OFICIAL/2019
17 - Entre 1500 e 1530 o Brasil foi colocado em 18 - “Em 23 de julho de 1415, cinco dias após o
segundo plano na expansão marítimo-comercial último suspiro da rainha Filipa de Lancaster, a
Portuguesa. Isso se deveu ao fato de as expedição partiu para a conquista de Ceuta. Era
riquezas da Ásia se mostrarem, ainda, muito uma frota impressionante, com mais de 200
mais atraente para os Portugueses. Nesse embarcações...” “...Quase todos os homens a
período pré-colonial os portugueses bordo estavam ‘cruzados’, ou seja, haviam colado
organizaram diferentes expedições para o cruzes aos uniformes, deixando claro que partiam
Brasil. Marque entre as opções abaixo a que se para uma guerra santa. De fato, início de julho de
refere a uma expedição guarda costa, também 1415, o papa Gregório XII publicara uma bula
conhecidas como expedições militares. concedendo ‘absolvição plenária’ a todos que
A) Conhecemos bem a expedição do navio Espoir, viessem a morrer naquela tentativa de ‘lavar as
comandado por Birot Paulmier de Gonneville, mãos no sangue dos infiéis’. Mas apenas oito
que percorreu a Baía de Todos os Santos, em portugueses iriam tombar ao longo de um
1504. Jean Parmentier, francês de Dieppe, combate desigual”.
velejou do Amazonas ao Prata, por volta de (Eduardo Bueno)
1525. O acontecimento descrito no texto acima
B) Durante esse período, andou velejando em representou o marco inicial da
nosso litoral o português João Dias de Solís A) expansão marítima portuguesa.
(1515 a 1516) a serviço de Castela, na tentativa B) guerra de reconquista.
de encontrar uma passagem para as Índias. O C) luta pela expulsão dos protestantes que viviam
mesmo fez outro português (igualmente a em Portugal.
serviço de Castela), Fernão de Magalhães
(1519) o qual, tendo permanecido 13 dias na D) participação portuguesa nas Cruzadas.
Baía de Guanabara, nos últimos dias de E) luta contra comerciantes italianos pela
dezembro, batizou involuntariamente a região reabertura do mar Mediterrâneo.
com o nome de Rio de Janeiro.
19 - Os portugueses foram responsáveis pelo
C) Cristóvão Jaques realizou viagens ao longo de descobrimento e exploração do litoral da África e
nossa costa entre os períodos de 1516 a 1519, pela chegada dos primeiros europeus, por via
1521 a 1522 e de 1527 a 1528, onde marítima, e por uma nova rota, às índias. Durante
combatendo e reprimindo as atividades do as primeiras décadas da expansão portuguesa o
comércio clandestino. navio empregado foi a caravela. Marque abaixo a
D) Em 1530, Portugal resolveu enviar ao Brasil opção que apresenta corretamente as
uma expedição comandada por Martim Afonso características desse navio.
de Sousa visando à ocupação da nova terra. A A) Era um navio leve, dotado de artilharia de tiro
Armada partiu de Lisboa a 3 de dezembro e era rápido e de baixo calibre. Foi importante para
composta por duas naus, um galeão e duas derrotar os árabes no oceano índico sobretudo
caravelas que, juntas, conduziam 400 pessoas. na batalha naval de Diu.
Tinha a missão de combater os franceses, que
B) Era um grande navio de guerra, de baixos
continuavam a frequentar o litoral e
costados e alta velocidade e muito manobrável,
contrabandear o pau-brasil; descobrir terras e
foi decisivo para a derrota dos turcos no índico.
explorar rios; e estabelecer núcleos de
povoação. C) Era dotado de velas latinas. Essas velas são
muito boas para navegar quase contra o vento,
E) Nesse mesmo ano de 1501, ainda foi armada a
contribuindo para que fossem muito úteis na
expedição de João da Nova, sobre a qual
costa da África
pouco sabemos, mas que, possivelmente,
encontrou a Ilha de Ascensão. Em 1502, D) Era um navio mercante com grandes espaços
percorreu a costa Estevão da Gama, tendo nos porões para carregar as mercadorias do
achado a Ilha da Trindade. Entre 1502 e 1503, Oriente. Essa ênfase na carga, no entanto,
Fernão de Noronha esteve no Brasil, tendo fazia com que as naus fossem mal armadas.
descoberto a ilha que chamou de São João I E) Era um navio de guerra maior e com mais
hoje Fernando de Noronha. canhões, para combater turcos no Oriente e
corsários e piratas europeus ou muçulmanos no
Atlântico. O galeão foi a verdadeira origem do
navio de guerra para emprego no oceano.
SIMULADO 3 6 SMV–RM2–OF/2019
SIMULADO 3 – SMV–RM2–OFICIAL/2019
20 - “No dia 9 de setembro de 1645, o almirante 21 -
holandês Lichthardt resolveu atacar a força de
Serrão de Paiva, que se separara dos outros
navios. Os portugueses contavam com sete naus,
três caravelas e quatro embarcações, com uma
tripulação de mil homens, aproximadamente, e
estavam fundeados na Baía de Tamandaré.
Lichthardt [investiu à barra] com oito navios
holandeses e foi abordar os navios portugueses
dentro da baía.”
(A Importância do Mar na História do Brasil)
O texto acima faz referência aos combates
entre luso-brasileiros e holandeses durante o
domínio da Companhia das Índias Ocidentais no
nordeste do Brasil, mas especificamente ao final
de uma operação empreendida por lusos
brasileiros durante a insurreição contra os No século XVII, os holandeses ocuparam boa
holandeses em Pernambuco. Marque a opção que parte do Nordeste brasileiro. A primeira invasão
apresenta corretamente o evento descrito acima. ocorreu na Bahia (1624-1625), mas foi a partir do
A) A Batalha Naval de 1645, quando Corneliszon domínio de Pernambuco que os holandeses
Lonck venceu o Conde da Torre, novo conseguiram uma ocupação mais prolongada
Governador Geral do Brasil. (1630-1654).
B) A Jornada do Galeão, que acabou sendo, Estas invasões estão ligadas:
somente, um ato de emprego político do poder A) à posição assumida pelos proprietários de terra
naval pelos portugueses, influenciando as portugueses na América que, receando perder
mentes e as atitudes, sem uso de força. mercado na Europa com a União Ibérica,
C) A Batalha Naval de Abrolhos, derrota mantiveram sua aliança com as Províncias
estratégica para os portugueses, o que tornou Unidas mesmo após o estabelecimento da
possível o avanço holandês até o Maranhão União Ibérica.
durante o governo de Mauricio de Nassau. B) ao interesse holandês de manter seu acesso à
D) A chamada Jornada dos Vassalos, sob produção de açúcar do Nordeste do Brasil,
comando de Fradique de Toledo que tentou acesso que foi interrompido com o
reconquistar Recife, mas foi derrotada pelos estabelecimento da União Ibérica em 1580.
holandeses na batalha da Baía de Tamandaré.
E) A chamada Jornada do Galeão, que com C) ao interesse da Holanda que desejava
Serrão Paiva, marcou a primeira vez que um prejudicar os interesses da Inglaterra, aliada da
brasileiro nato comandou uma força naval. Espanha que mais lucrava com a produção
açucareira do Brasil.
D) à Companhia das Índias Orientais, criada no
século XVI, que tinha por objetivo controlar
diretamente a produção de cana do nordeste do
Brasil.
E) à necessidade de Antuérpia e Amsterdã
manterem-se como centros urbanos
desinteressados em comercializar açúcar na
Europa.

SIMULADO 3 7 SMV–RM2–OF/2019
SIMULADO 3 – SMV–RM2–OFICIAL/2019

22 - Observe o mapa e responda: 24 - Analise as afirmativas a seguir, de acordo


com o Estatuto dos Militares. O cargo militar é
considerado vago a partir de sua criação e até que
um militar nele tome posse, ou desde o momento
em que o militar exonerado desse cargo o deixe
até o momento em que outro militar nele tome
posse. Consideram-se também vagos os cargos
militares cujos ocupantes tenham:
I - falecido.
II - sido afastados temporariamente por doença.
III - sido feitos prisioneiros.
IV - sido considerados faltosos.
Assinale a opção correta.
A) Apenas as afirmativas I, II e III são verdadeiras.
B) Apenas as afirmativas I e III são verdadeiras.
C) Apenas as afirmativas II e IV são verdadeiras.
A formação do território brasileiro no período
colonial resultou de vários movimentos D) Apenas a afirmativa IV é verdadeira.
expansionistas e foi consolidada por tratados no E) Apenas a afirmativa III é verdadeira.
século XVIII. Assinale a opção que relaciona
corretamente os movimentos de expansão com 25 - De acordo com o EMA-137 - Doutrina de
um dos Tratados de Limites. Liderança da Marinha, marque a opção
A) A expansão da fronteira norte, impulsionada INCORRETA.
pela descoberta de minas de ouro, foi A) Chefia e liderança não são processos
consolidada no tratado de Utrecht. alternativos e sim, simultâneos e
B) A região missioneira do Sul constituiu um caso complementares.
à parte, só resolvido a favor de Portugal com a
B) Comandar é exercer a chefia e a liderança, a
extinção da Companhia de Jesus.
fim de conduzir eficazmente a organização no
C) O Tratado de Madri revogou o de Tordesilhas e
cumprimento da missão.
deu ao território brasileiro conformação
semelhante à atual. C) No papel de Condutor de homens, fica
D) O Tratado do Pardo garantiu a Portugal o ressaltada a importância da capacidade
controle da região das missões e do rio da individual dos mais antigos em influenciarem e
Prata. inspirarem os seus subordinados.
E) Os tratados de Santo Ildefonso e Badajoz D) No desempenho de suas funções, os mais
consolidaram o domínio português no Sul, antigos, normalmente, desempenham dois
passando a incluir a região platina. papéis funcionais: líder e condutor de homens.
E) Na chefia prevalece a autoridade advinda da
responsabilidade atribuída à função, associada
23 - Salvo nos casos de precedência funcional
com aquela decorrente de seu posto ou
estabelecidos em lei, como é assegurada a
graduação.
precedência entre militares da ativa do mesmo
grau hierárquico? 26 - O ser humano precisa receber uma educação
A) Pela responsabilidade. adequada para ser capaz de valorizar um objeto
B) Pela antiguidade. (vida, Pátria, família). Sem essa educação, perde-
C) Pelo respeito. se a capacidade de perceber esses valores,
D) Pelo posto. especialmente quando se trata daqueles
E) Pela graduação. universais, tais como:
A) moral, ética e justiça.
B) honra, dignidade e honestidade.
C) disciplina, hierarquia e ética.
D) honra, honestidade e justiça.
E) moral, dignidade e lealdade.
SIMULADO 3 8 SMV–RM2–OF/2019
SIMULADO 3 – SMV–RM2–OFICIAL/2019
27 - De acordo com o EMA-137 - Doutrina de 30 - De acordo com a Estratégia Nacional de
Liderança da Marinha, qual estilo de liderança é Defesa, como é denominada a aptidão para se
recomendável em situações especiais, como em chegar rapidamente ao teatro de operações?
combate, quando o líder tem que tomar decisões A) Controle.
rápidas e não é possível ouvir seus liderados? B) Autonomia.
A) Transformacional.
C) Monitoramento.
B) Transacional.
C) Participativo. D) Dimensionamento.
D) Autocrático. E) Mobilidade estratégica.
E) Delegativo.

28 - Com relação à Política Nacional de Defesa,


assinale a opção que NAO apresenta um de seus
objetivos.
A) Garantir a soberania, o patrimônio nacional e a
integridade territorial.
B) Defender os interesses nacionais, as pessoas,
os bens e os recursos brasileiros no exterior.
C) Contribuir para a preservação da coerção e da
unidade nacional.
D) Contribuir para a estabilidade regional.
E) Contribuir para a manutenção da paz e da
segurança internacionais.

29 - A Estratégia Nacional de Defesa (END)


organiza-se em torno de três eixos estruturantes.
É correto afirmar que o primeiro eixo estruturante:
A) refere-se à reorganização da base industrial de
defesa, para assegurar que o atendimento às
necessidades de tais produtos por parte das
Forças Armadas se apeie em tecnologias sob
domínio nacional, preferencialmente as de
emprego dual (militar ou civil).
B) versa sobre a composição dos efetivos das
Forças Armadas e, consequentemente, sobre o
futuro do Serviço Militar Obrigatório.
C) diz respeito a como as Forças Armadas devem
se organizar e se orientar para melhor
desempenharem sua destinação constitucional
e suas atribuições na paz e na guerra.
D) aborda as atribuições do Estado-Maior
Conjunto das Forças Armadas e dos Estados-
Maiores de cada uma das Forças Singulares.
E) estabelece os conceitos de flexibilidade a
serem seguidos pelas Forças Armadas e define
os tipos de armamentos com os quais cada
uma das Forças Singulares poderá contar, no
futuro.

SIMULADO 3 9 SMV–RM2–OF/2019