Você está na página 1de 44

Livro Eletrônico

Aula 00

Relacionamento Interpessoal p/ STM (Técnico Judiciário - Área Administrativa e


Segurança)

Professor: Rodrigo Rennó

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00

Aula Demonstrativa: Comportamento


Organizacional

Olá pessoal, tudo bem?


Meu nome é Rodrigo Rennó e tenho o grande prazer de iniciar com
vocês um curso de Relacionamento Interpessoal para o concurso de
Analista Administrativo do STM.
Este concurso está sendo esperado para este ano, pois o órgão já
confirmou a realização desse concurso. Não espere o edital sair para
começar sua preparação. A expectativa é que tenhamos como a banca
desse concurso, novamente, o CESPE.
Iremos nos basear no último edital do STM. Naturalmente, se o edital
vier com algum tópico diferente, iremos adaptar o curso para que você
tenha todo o material necessário. Nosso objetivo é lhe preparar para
conseguir uma das vagas do próximo concurso!
Irei trabalhar a teoria necessária e comentar centenas de
questões para que você chegue pronto para o que “der e vier” no
dia da prova!
Não se preocupe, sei que você não tem apenas essa matéria para
estudar. Minha proposta é trabalhar os tópicos na abrangência e
profundidade necessárias, sem mais nem menos. Vamos fazer um estudo
direcionado, focando apenas no que a banca costuma cobrar!
Tenho o hábito de escrever como se estivesse conversando com o
aluno, portanto não estranhem o estilo “leve”, pois acredito que fica mais
fácil de passar o conteúdo, e, principalmente, mais agradável para vocês
dominarem essa matéria.
Estarei junto a você, comentando os principais temas e as
“pegadinhas” da banca, de modo que você, em pouco tempo, esteja
preparado para dominar essa matéria.
Além disso, temos um fórum de dúvidas que você poderá interagir
conosco e ver não só as suas, mas também as dúvidas dos colegas
respondidas. Tenho certeza de que esse curso fará a diferença na sua
preparação!
Antes de qualquer coisa, vou dizer um pouquinho sobre mim: como
você, já fui concurseiro e disputei diversos concursos da área de
Administração e sei como é encarar esse desafio.
Quando eu estudava para concursos, eu trabalhava durante o dia e
tinha somente poucas horas para me dedicar aos estudos. Raramente,
conseguia estudar mais de 3 horas por dia (só nos meus finais de semana
conseguia dar um “gás” maior em algumas matérias).

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 1 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
Sei o que é chegar em casa cansado e enfrentar duras horas de
estudo, abrindo mão do lazer e do convívio com a família. Por isso mesmo,
tento montar um material mais leve e focado, sem “firulas” e temas que
não costumam ser cobrados.
Sou professor de Administração especializado em concursos há
muitos anos e tive o prazer de ajudar milhares de candidatos a atingir seu
sonho: alcançar o objetivo de ser aprovado!
Atualmente, sou Especialista em Políticas Públicas e Gestão
Governamental no Ministério do Planejamento, tendo sido também Auditor
de Controle Interno na Secretaria de Fazenda do Governo do Distrito
Federal. Sou carioca e formado em Administração pela PUC do RJ, com Pós-
Graduação em Gestão Administrativa.
Além disso, sou autor de três livros na área:

Administração Geral para Concursos 2° Edição


Teoria e mais de 800 questões

Administração Geral e Pública Cespe/UnB


Mais de 900 questões comentadas

Administração de Recursos Materiais para


Concursos - Teoria e mais de 370 questões
comentadas

Para me ajudar nesse curso, conto com a ajuda de uma “fera” na


área: o professor Marco Túlio, gestor federal como eu, aprovado em
diversos concursos públicos que. Ele estará presente no fórum de dúvidas.

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 2 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
Tenho certeza de que esse material fará a diferença na sua
preparação, e, além disso, estarei presente no fórum do curso, que vocês
terão acesso exclusivo!
Se aparecer uma dúvida qualquer estarei disponível para
esclarecer de modo direto e individualizado.
Os tópicos cobrados pela banca serão disponibilizados de acordo o
cronograma abaixo:
Aula 0: Relacionamento interpessoal: comportamento profissional.
Aula 1: Ética no serviço público: atitudes no serviço; organização do
trabalho; prioridade em serviço.
Aula 2: Qualidade no atendimento ao público: comunicabilidade,
apresentação, atenção, cortesia, interesse, presteza, eficiência, tolerância,
discrição, conduta, objetividade. Trabalho em equipe: personalidade e
relacionamento; eficácia no comportamento interpessoal; órgão, servidor
e opinião pública; fatores positivos do relacionamento; comportamento
receptivo e defensivo; empatia; compreensão mútua.

Vamos então para o que interessa, não é mesmo?

Quer receber dicas de estudo e conteúdo gratuito de


Administração em seu e-mail?

Cadastre-se na nossa lista exclusiva, no link a seguir:

http://goo.gl/EUKHHs

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 3 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
Sumário
Comportamento Organizacional .................................................................. 5
Competência Interpessoal ......................................................................... 6
Comportamento grupal e intergrupal .......................................................... 6
Comportamento Receptivo e Defensivo ....................................................... 8
Trabalho em equipe ................................................................................ 9
Formação dos Grupos........................................................................... 9
Equipes ........................................................................................ 11
Questões Comentadas ........................................................................... 16
Lista de Questões Trabalhadas na Aula. ........................................................ 32
Gabarito .......................................................................................... 41
Bibliografia ...................................................................................... 41

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 4 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
Comportamento Organizacional

Podemos dizer que o Comportamento Organizacional é um campo de


estudo que analisa o impacto que pessoas, grupos e a estrutura geram
sobre o comportamento dentro das organizações buscando utilizar esse
conhecimento para melhorar as instituições.
De certa forma, precisamos conhecer como funcionam as
organizações para saber como trabalhar nelas, como viver nelas e,
principalmente, dirigi-las1.
Segundo Robbins2,
"O comportamento organizacional é o ramo que
investiga o impacto que indivíduos, grupos e a
estrutura têm sobre o comportamento dentro das
organizações com o propósito de utilizar este
conhecimento para melhorar a eficácia
organizacional, partindo do entendimento de que
os executivos realizam trabalhos por meio de
outras pessoas."
O Comportamento Organizacional é um campo de estudo voltado a
prever, explicar, compreender e modificar o comportamento humano no
contexto das empresas. Basicamente, o comportamento organizacional se
fundamenta no estudo das pessoas, grupos e estrutura.
Abaixo, podemos ver cada área do Comportamento Organizacional3:

Área Foco Origens

Psicologia
Comportamento
Indivíduos experimental, clínica e
micro organizacional
organizacional.

Comunicação,
psicologia social,
Comportamento sociologia
Grupos
meso organizacional interacionista, mais as
origens das suas outras
áreas.

1
(Chiavenato, Comportamento Organizacional: a dinâmica do sucesso das organizações
2014)
2
(Robbins, 2005) apud (Ribas e Salim 2013)
3
Adaptado de: http://cpbo.sites.ufms.br/files/2012/12/1_conceitos_fundamentos
_comportamento_cap1.pdf

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 5 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00

Comportamento Sociologia, ciência


macro Organizações política, antropologia e
organizacional economia.

O Comportamento Organizacional é utilizado para que possamos


entender as dificuldades e problemas das organizações, de modo que
possamos propor melhorias e soluções.
Desta forma, conseguimos aprimorar o desempenho dos
colaboradores, aumentar a fidelidade deles perante a organização, reter os
talentos na empresa, promover o engajamento das pessoas, dentre outros
aspectos positivos.
O estudo do CO envolve tanto os comportamentos observáveis
(reuniões, conversas entre colegas de trabalho, utilização de equipamentos
e ferramentas, dentre outros), bem como as ações internas de cada
indivíduo, como: pensar, decidir, perceber e sentir, já que essas ações
internas influenciam as ações externas ou comportamentos observáveis.

Competência Interpessoal
Comportamento grupal e intergrupal

Normalmente, não estamos sozinhos em nosso dia-a-dia nas


empresas e órgãos públicos. Precisamos lidar com diversos tipos de
pessoas, desde chefes a subordinados.
Para que essa relação seja produtiva, nós precisamos ter o que é
chamado de competência interpessoal. Para Moscovici4,
“Competência interpessoal é a habilidade de lidar
eficazmente com relações interpessoais, de lidar
com outras pessoas de forma adequada às
necessidades de cada um e às exigências da
situação”.
Assim, quando trabalhamos com outras pessoas temos de saber
como lidar bem com cada um destes indivíduos. Claro que para isso possa
ocorrer, temos de conhecer suas necessidades e as características e
exigências do contexto envolvido.
Para o autor, existem dois componentes da competência interpessoal
que são fundamentais: a percepção e a habilidade propriamente dita.
A percepção envolve a capacidade de entender qual é a realidade
das situações interpessoais. Uma pessoa com alta percepção consegue

4
(Moscovici 1981)

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 6 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
compreender não só a si mesma (e suas qualidades e limitações), bem
como entender e conhecer aos outros.
Isso não é adquirido facilmente, abrangendo um treinamento
específico e uma pré-disposição para receber um feedback ou retorno de
outras pessoas.
Já a habilidade propriamente dita citada por Moscovici envolve
uma capacidade de se comportar sempre de maneira adequada
frente aos outros, de modo que o relacionamento entre as pessoas seja
duradouro e satisfatório.
Para isso, a pessoa precisa ter a capacidade de ver um problema por
vários ângulos ou pontos de vista diferentes, bem como propor soluções
criativas para os problemas e conseguir elaborar propostas de ação que
gerem resultados positivos para todos os envolvidos.
Outro autor que trabalha este tema é Chris Argyris5. De acordo com
ele, competência interpessoal é a habilidade de lidar eficazmente com
relações de acordo com três critérios:
a) Percepção acurada da situação interpessoal, de suas variáveis
relevantes e respectiva inter-relação.
b) Habilidade de resolver realmente os problemas, de tal modo que
não haja regressões.
c) Soluções alcançadas de tal forma que as pessoas envolvidas
continuem trabalhando juntas tão eficientemente, pelo menos, como
quando começaram a resolver seus problemas.
O desenvolvimento interpessoal pode ser orientado para três níveis
de consequências6: o individual, o grupal e o organizacional.
A nível individual, o foco está voltado para as relações intrapessoais
e interpessoais. Assim, trabalhamos as motivações, os objetivos pessoais,
a problemática de inter-relação, de afetividade e intimidade.
O objetivo é ter mais autoconhecimento e conscientização,
habilidades de percepção, diagnose e comunicação para que possamos nos
expressar melhor tanto verbal quanto emocionalmente e para dar e receber
feedback.
Já no nível grupal o foco é interpessoal, intragrupal e grupal.
Trabalham-se as motivações e objetivos comuns ao conjunto e a vários
subconjuntos, bem como a problemática do poder, da autoridade, controle
e influência social.
Neste nível, temos de melhorar as nossas habilidades de
comunicação efetiva, de dar e receber feedback, de gerenciar os conflitos,

5
(Argyris, 1968)
6
(Moscovici 1981)

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 7 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
de liderança e participação em grupo, para que possamos trabalhar em
equipe.
Finalmente, no nível organizacional, o foco predominante é o
sistema (a organização toda). Trabalham-se as motivações e objetivos
individuais, grupais e organizacionais, e a problemática de diferenciação e
integração de subsistemas7.
Desta forma, a competência interpessoal neste nível está voltada
para a integração entre as diversas equipes e o desempenho da
organização como um todo.

Comportamento Receptivo e Defensivo

Um dos fatores que dificultam o bom atendimento ocorre quando


estamos com um comportamento defensivo perante nossos clientes ou
usuários. O comportamento defensivo existe por uma necessidade natural
do ser humano de se defender dos “perigos” reais ou imaginários.
Quando nos vemos em perigo, temos uma tendência de desconfiar
dos outros, de buscarmos nos outros as atitudes que possam nos
prejudicar. Com isso, temos uma dificuldade de “ler” a mensagem que nos
está sendo transmitida, perdendo o sentido real da mensagem.
Este comportamento defensivo é uma das principais causas de
distorções da mensagem e pode causar conflitos e desentendimentos entre
o atendente e os usuários.
Quanto mais defensiva for a atendente, mais difícil será para ela a
percepção dos objetivos e valores que o outro está tentando passar. O
contrário ocorre quando a pessoa é receptiva.
O comportamento receptivo acontece quando o atendente tem uma
mente aberta e não sem preconceitos quanto ao usuário, tendo uma maior
percepção do que o “outro” está buscando transmitir.
Quando o atendente se mostra aberto para ouvir atentamente, com
uma postura simpática, gera um comportamento receptiva por parte do
usuário e facilita a comunicação.
Para isso, devemos gerar uma empatia com o cliente. Não podemos
aparentar impaciência com as dúvidas dos usuários, faltar com o respeito
com ele, perguntar de modo a intimidar a pessoa, nem fazer comentários
ofensivos.

7
(Moscovici 1981)

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 8 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
Trabalho em equipe

Uma organização é formada por diversas pessoas. Isto acontece


porque suas atividades e processos demandam mais esforço e
conhecimento do que uma pessoa só poderia fornecer.
Desta forma, todas as organizações são compostas por grupos de
pessoas, reunidas para alcançar um objetivo. Um grupo de pessoas
poderia ser definido como8:
“Um conjunto de dois ou mais indivíduos que
estabelecem contatos pessoais, significativos e
propositais, uns com os outros, em base de
continuidade, para alcançar um ou mais objetivos
comuns”.
Os grupos em uma organização podem ser formais e informais9. Os
grupos formais podem ser visualizados pela estrutura organizacional, ou
seja, pelos componentes de cada setor ou departamento.
As pessoas que compõem uma área da organização fazem parte de
um grupo, as que fazem parte de outro departamento são integrantes de
outro grupo etc.
Já um grupo informal não é facilmente identificado. Estes grupos
são formados por pessoas que têm interesses comuns, relacionamentos de
amizade etc. Estes grupos se formam pela necessidade que temos de
interagir com outras pessoas no ambiente de trabalho.

Formação dos Grupos

Os grupos são formados em um processo de quatro a cinco fases:


formação, erupção, normalização, realização e encerramento (nos
casos em que isto acontece)10.

8
(Chiavenato, Administração nos novos tempos 2010)
9
(Rennó 2013)
10
(Robbins 2004)

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 9 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00

Formação
Pessoas se conhecem e as regras de
funcionamento e comportamento dentro
do grupo são estabelecidas

Erupção
Formação dos primeiros conflitos, geralmente
relacionados com a disputa pelo controle do
poder e restrições ao individualismo

Normalização
Já existe uma coesão dentro do grupo e o
relacionamento já está mais firme. Está claro
para seus membros quais são os
comportamentos aceitáveis dentro do grupo.

Realização
Estrutura do grupo já está plenamente
funcional e as energias já são gastas na
realização das atividades.

Encerramento
Aqui o grupo já se prepara para terminar seu
trabalho e entregar seu resultado final

Figura 1 - Fases da formação de um grupo

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 10 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
Equipes

Existe outro tipo de agrupamento de pessoas que consegue obter


melhores resultados para suas organizações: as equipes.
Os estudos já realizados indicam que as equipes superam os
grupos normais quando uma atividade demanda múltiplas habilidades,
maior capacidade de análise e de experiência11.
Outro aspecto importante é que as equipes se demonstram mais
flexíveis e adaptam-se melhor aos desafios das organizações que estão em
ambientes dinâmicos. Uma equipe, de acordo com Chiavenato12,
“é um grupo de pessoas com habilidades
complementares e que trabalham em conjunto para
alcançar um propósito comum pelo qual são
coletivamente responsáveis”
Assim, as equipes de trabalho geram sinergia positiva através
de uma coordenação de seu trabalho, ou seja, o somatório de seu resultado
é maior do que seria o somatório dos resultados isolados de seus
membros13.

Trabalho
Grupos Equipes
Individual

Figura 2 - Evolução do trabalho coletivo. Adaptado de: (Rennó, 2013)

Uma equipe seria, portanto, uma evolução dos grupos de


trabalho. De acordo com Moscovici14, “um grupo transforma-se em equipe
quando passa a prestar atenção à sua própria forma de operar e procura
resolver os problemas que afetam o seu funcionamento”.
Assim sendo, muitas empresas incentivam a criação de equipes de
trabalho, pois sabem que estas equipes favorecem o alcance dos objetivos.

11
(Robbins 2004)
12
(Chiavenato, Administração nos novos tempos 2010)
13
(Rennó 2013)
14
(Moscovici, 1994) apud (Macêdo, et al. 2007)

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 11 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00

Vamos praticar agora?


(CESPE – PETROBRÁS - ADMINISTRADOR) O trabalho em equipe,
geralmente, proporciona modelos mais flexíveis em relação às
estruturas organizacionais tradicionais.

Perfeito. O trabalho em equipe busca destruir as barreiras


departamentais e aumentar a coordenação entre as áreas da empresa.
O trabalho em equipe permite às organizações se adaptar mais
rapidamente às mudanças no ambiente externo e seus novos desafios.
O gabarito é questão certa.

Para trabalhar em equipe, as pessoas precisam saber dialogar, devem


buscar a inovação, devem saber confiar nos seus colegas e devem ter uma
visão sistêmica da organização. Não há espaço para o individualismo nas
equipes.
De acordo com Chiavenato, as principais diferenças entre um grupo
e uma equipe de trabalho são15:

Grupos Equipes
Objetivo é trocar informações Objetivo é o desempenho coletivo

Não tem sinergia Sinergia positiva

Responsabilidade é individual Responsabilidade coletiva

Habilidades randômicas e variadas Habilidades complementares

Relacionamento é informal e solto Relacionamento é coeso e firme

Figura 3 - Diferença entre grupos e equipes - Fonte: (Chiavenato, Administração nos novos tempos 2010)

De acordo com Robbins, existem quatro tipos principais de equipes 16:


 Equipes de soluções de problemas – são formadas
geralmente por pessoas do mesmo departamento, que se
reúnem para analisar melhorias de qualidade, no ambiente de

15
(Chiavenato, Administração nos novos tempos 2010)
16
(Robbins 2004)

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 12 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
trabalho ou de eficiência. Os membros trocam informação e
sugerem alternativas aos problemas encontrados.
Normalmente, estas equipes não contam com a autonomia para
implementar as sugestões por si só.
 Equipes Multifuncionais (cross-functional) – equipes
formadas por membros de vários departamentos, normalmente
do mesmo nível hierárquico, que se juntam para realizar uma
atividade. Um exemplo deste tipo de equipe são as forças-
tarefa.
 Equipes auto gerenciadas – são formadas por funcionários
que executam atividades relacionadas ou interdependentes.
Estes membros da equipe tomam muitas das responsabilidades
de um supervisor, pois planejam e distribuem as tarefas
envolvidas no trabalho, controlam os resultados e chegam até
a escolher os membros da equipe.
 Equipes virtuais – os membros deste tipo de equipe utilizam
as tecnologias de informação para trabalhar juntos e atingir
seus objetivos. Através de instrumentos como e-mails,
videoconferências e a internet conseguem trocar informações e
interagir. Esta forma possibilita que pessoas possam trabalhar
de qualquer lugar do mundo. Pode conter apenas pessoas de
dentro da mesma organização ou integrar pessoas de
organizações diferentes.

Outra classificação menciona os seguintes tipos de equipes17:

Tipo de Equipe Descrição

Equipes funcionais Compõem-se de pessoas que executam tarefas


similares, numa mesma unidade organizacional;
se, por um lado, a troca de informações sobre
procedimentos possibilita a cooperação, por
outro, o domínio de uma estreita gama de tarefas
pode limitar os ganhos de produtividade.

Equipes por fluxo de Ao integrar todas as atividades necessárias à


trabalho ou células fabricação de um produto ou à prestação de um
serviço, esse modelo favorece os processos de
melhoria da qualidade e de aumento da
produtividade, permitindo estabelecer sua
efetiva contribuição para os resultados.

17
(Macêdo, et al. 2007)

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 13 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00

Equipes Contam com a participação de especialistas de


multifuncionais várias áreas com o objetivo de desenvolver
atividade específica, motivo pelo qual são
também conhecidas como equipes de projetos.

Equipes temporárias São forças-tarefas criadas para levar a cabo uma


atribuição, sem características de continuidade,
podendo envolver pessoas de diferentes áreas
que dedicam parte de seu tempo produtivo a
esse fim.

Equipes Têm ampla autonomia para tomar decisões


autogerenciadas visando à melhoria dos resultados, bem como
para contratar pessoas e utilizar recursos; vêm-
se tornando indispensáveis devido à crescente
complexidade das operações, o que exige
decisões rápidas.

Equipes em rede ou São comuns em organizações com sede em


virtuais diferentes lugares e que utilizam os recursos da
tecnologia da informação para que seus
membros mantenham contato entre si; aqui é
importante promover encontros frequentes, de
modo a facilitar os relacionamentos
interpessoais.

Equipes de riscos Criadas como estratégia para promover o espírito


empreendedor, reúnem talentos especiais, que
podem até vir a fazer parte da estrutura
organizacional; têm ampla autonomia para
administrar seu próprio orçamento e atingir os
objetivos; uma variação desse modelo são as
equipes incumbidas de apresentar inovações e
que dispõem de tempo e recursos para
desenvolver um projeto; caso este seja
aprovado, a unidade encarregada de sua
implementação incorpora os integrantes da
equipe, seja com participação nos resultados de
risco, seja como negócios-satélite
independentes.

Equipes verdadeiras Segundo Katzenbach (2000), quando a


importância relativa dos produtos do trabalho
coletivo aumentar, uma equipe verdadeira
demandará que a liderança passe as mãos do
integrante ou integrantes mais adequados, de
acordo com a tarefa em questão.

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 14 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00

Para que uma equipe tenha sucesso, são necessárias algumas


habilidades18:
Habilidades de Comunicação – sem uma comunicação eficaz entre
os membros da equipe, será muito difícil atingir os resultados desejados.
Os canais de comunicação devem estar sempre abertos;
Habilidade de Autogerenciamento – A equipe deve, em conjunto,
ultrapassar obstáculos por meio da construção de um senso de
propriedade, responsabilidade, compromisso e eficiência de cada membro,
encorajando a total participação e autocrítica para melhorar
incessantemente as condições de trabalho;
Habilidades de Liderança – Devem existir oportunidades para que
todos exerçam a liderança. Cada membro deve aprender a organizar,
colaborar, planejar, facilitar, relacionar e servir como coach e mentor;
Habilidades de Responsabilidade – Cada membro da equipe é
responsável não só pelo seu trabalho, mas também pelo trabalho dos seus
colegas. A responsabilidade do trabalho é compartilhada por todos;
Habilidade de Apoio à Diversidade – Quanto mais diversificada a
equipe tanto maior sua habilidade de responder a novos problemas e
apresentar novas soluções. Os preconceitos devem ser evitados. Pessoas
com “perfis” diferentes trazem novas ideias e pontos de vista que podem
acrescentar e enriquecer o trabalho da equipe;
Habilidade de Retroação e Avaliação – Sem aprender com os
erros passados, nenhuma equipe cresce. Devemos incentivar a autocrítica
e a busca pelo auto aprendizado constante;
Habilidade de Planejamento Estratégico – Em vez de responder
a problemas com respostas isoladas, a equipe deve utilizar o planejamento
estratégico para mapear os desafios e oportunidades de modo
participativo;
Habilidade de Conduzir Reuniões Bem-sucedidas – Não deve
existir perda de tempo com reuniões longas e pouco produtivas. A equipe
deve aprender a utilizar técnicas de modo que as reuniões sejam curtas e
produtivas;
Habilidade de Resolver Conflitos – A equipe deve aprender a
resolver problemas, negociar colaborativamente, responder a situações
difíceis e resolver conflitos internos;
Habilidades de Desfrutar – O trabalho não deve ser encarado como
uma “pena” para os membros da equipe. Aprender a gostar do trabalho
que é feito e desfrutar dos momentos juntos é importante para que a
equipe tenha sucesso.

18
(Clock e Goldsmith) apud (Chiavenato, Administração Geral e Pública 2008)

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 15 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
Questões Comentadas

1. (CESPE – SERPRO – ANALISTA – 2013) Ao nível da organização,


a formação de equipes, uma técnica de desenvolvimento
organizacional, contribui para o aumento da eficácia dos
processos de trabalho, possibilitando o rápido diagnóstico das
barreiras ao desempenho e a melhoria do relacionamento entre
os membros das equipes.

A questão está incorreta, pois a formação de equipes não garante,


por si só, um rápido diagnóstico de barreiras ao desempenho, nem mesmo
gera uma melhoria do relacionamento entre as pessoas necessariamente.
O gabarito é questão errada.

2. (CESPE – SERPRO – ANALISTA – 2013) A eficácia das equipes de


trabalho depende, inicialmente, do contexto organizacional, que
condiciona tamanho, papéis, composição e tipo de configuração
das equipes de trabalho.

Perfeito. A eficácia das equipes de trabalho depende, naturalmente,


de como são formadas, quais são os papéis dos envolvidos, se são equipes
grandes ou pequenas, dentre outros fatores. As equipes podem ou não ser
eficazes. O gabarito é questão certa.

3. (CESPE – TJ-RO – ANALISTA – 2012 - ADAPTADA) Projeto a ser


desenvolvido ou objetivo a ser alcançado, membros, tecnologia
ou formas de desempenho das tarefas associadas às ferramentas
utilizadas caracterizam equipes de trabalho.

As equipes de trabalho devem realizar tarefas e atividades que


venham a contribuir com os objetivos estratégicos da organização e
aumentem a sua eficácia e a efetividade. Para isso, utilizam pessoas,
tecnologias e técnicas para desenvolver seu trabalho. O gabarito é mesmo
questão certa.

4. (CESPE – ANCINE – TÉCNICO – 2012) Pessoas motivadas e


convencidas a permanecer em uma equipe constituem exemplo
de coesão das equipes de trabalho.

A coesão de uma equipe ocorre quando as pessoas envolvidas


pensam nos objetivos do grupo, quando trabalham de modo conjunto, sem

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 16 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
ficarem excessivamente preocupadas cada uma com seus problemas e
objetivos pessoais.
Para que esta coesão exista, as pessoas têm de manter um clima de
confiança e um relacionamento positivo, harmônico, com vista a obter os
resultados desejados pela equipe. O gabarito é questão correta.

5. (CESPE – ANCINE – TÉCNICO – 2012) Na fase de tempestade do


processo de formação de equipes de trabalho, as relações entre
os membros de uma equipe tornam-se conflituosas e
divergentes.

A fase de tempestade (ou desordem) é a segunda fase do processo


de criação de uma equipe, após a fase de formação. Nesta fase, começam
a ficar aparentes os conflitos e as discordâncias dos membros em relação
ao desempenho e aos objetivos da equipe. O gabarito é mesmo questão
certa.

6. (CESPE – ANATEL – TÉCNICO – 2012) O trabalho em equipe, a


despeito de demandar mais tempo e consumir mais recursos dos
trabalhadores, comparado ao o trabalho individual, é o modelo
de trabalho mais eficiente para o desenvolvimento de quaisquer
atividades nas organizações.

O erro da questão está na generalização. Fiquem sempre atentos


quando a banca fala algo como “sempre”, “nunca”, ”jamais”, pois
normalmente existem exceções. No caso citado pela banca, o trabalho de
equipe nem sempre é indicado. Em alguns casos, o trabalho individual pode
ser o mais adequado. Assim, o gabarito é mesmo questão errada.

7. (CESPE – PREVIC – ANALISTA – 2011) Grupos são conjuntos de


pessoas que interagem umas com as outras, são
psicologicamente conscientes umas das outras e se percebem
como grupo.

Esta frase na verdade é a definição de Schein sobre os grupos. Muitos


candidatos reclamaram desta questão, pois identificaram a frase como uma
definição de equipe, não de grupo. Devemos lembrar, entretanto, que as
equipes não deixam de ser um grupo de pessoas que busca um objetivo
comum. Deste modo, o gabarito é mesmo questão certa.

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 17 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
8. (CESPE – PREVIC – ANALISTA – 2011) Uma equipe pode ser
definida como um pequeno grupo de pessoas com habilidades
complementares, que trabalham juntas, com o objetivo de
atingir os propósitos de cada um de seus integrantes, e pelos
quais se consideram individualmente responsáveis.

O erro da questão é que em uma equipe os membros devem ter


objetivos comuns, não individuais. Vejam que a banca diz: “o objetivo de
atingir os propósitos de cada um de seus integrantes”.
Os propósitos buscados devem ser comuns, não de cada pessoa. São
os grupos que conjugam pessoas que buscam, cada um, seus objetivos
pessoais. Desta maneira, o gabarito é questão errada.

9. (CESPE – TRT-21 – TÉCNICO – 2010) A existência das equipes de


trabalho reflete a necessidade do homem de somar esforços para
alcançar objetivos que, isoladamente, não seriam alcançados ou
o seriam de forma mais trabalhosa.

Perfeito. As equipes existem exatamente porque certas atividades


somente são possíveis (ou são mais produtivas) quando trabalhamos em
conjunto. Deste modo, a soma destas pessoas cria uma sinergia, aumenta
o resultado comum que é desejado. O gabarito é questão certa.

10. (CESPE – TRT-21 – TÉCNICO – 2010) O trabalho em equipe gera


despersonalização dos indivíduos.

Nem pensar! A despersonalização é um fenômeno psicológico em que


a pessoa tem sentimentos de ruptura com a realidade, com sua
personalidade. De certa forma, ela não se vê mais como pessoa. Nada disto
deve ocorrer simplesmente (ou somente) pela participação desta pessoa
em uma equipe.
Nas equipes de trabalho, as pessoas devem trabalhar em conjunto,
de forma complementar, buscando um objetivo comum. O gabarito é
questão errada.

11. (CESPE – TRT-21 – TÉCNICO – 2010) As expectativas positivas


sobre a efetividade de uma equipe são elementos que
influenciam negativamente seus resultados.

Normalmente, as expectativas positivas afetam o desempenho e a


efetividade de uma equipe de forma positiva (e não negativa). Entretanto,

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 18 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
uma expectativa excessivamente positiva pode também trazer efeitos
nocivos. Assim, não necessariamente estas expectativas terão um impacto
negativo na efetividade de uma equipe. O gabarito é questão errada.

12. (CESPE – ANEEL – ANALISTA – 2010) O primeiro estágio de


desenvolvimento do grupo com o qual o gerente terá de se
preocupar é o estágio de atrito.

Os estágios de formação são os seguintes: formação, tempestade (ou


distúrbio e atrito), normalização, desempenho e encerramento. Assim, a
primeira fase em que o gestor deve “se preocupar” é a fase de formação (e
não a de atrito ou de distúrbio). O gabarito é questão errada.

0
13. (CESPE – ANEEL – ANALISTA – 2010) No estágio de
desenvolvimento do grupo classificado como normação, o
gerente do grupo começará a ter os componentes reunidos como
uma unidade coordenada.

Beleza. Nesta fase de normação (ou normalização) os conflitos já


estão resolvidos e a equipe começa a ter uma maior harmonia e coesão.
Os membros da equipe começam a trabalhar em conjunto e com uma maior
coordenação dos esforços. O gabarito é questão certa.

14. (CESPE – DPU / AGENTE – 2010 - ADAPTADA) O trabalho em


equipe inevitavelmente gera estresse nos seus membros em
virtude da complexidade das relações entre eles.

O trabalho em equipe pode gerar estresse em seus membros, mas


não necessariamente. Além disso, o motivo do stress pode ser relacionado
com outros fatores, como: dificuldades de relacionamento, objetivos
conflitantes, recursos escassos etc. Desta maneira, o gabarito é questão
errada.

15. (CESPE – DPU / AGENTE – 2010 - ADAPTADA) A efetividade do


trabalho em equipe é garantida, de maneira completa, pela
qualidade do relacionamento interpessoal entre os seus
membros.

O relacionamento interpessoal é muito importante para a efetividade


de uma equipe. Entretanto, este relacionamento não garante, por si só,
esta efetividade. Outros fatores também são importantes, como os

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 19 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
objetivos serem claros e direcionados ao desempenho da equipe, não das
pessoas individualmente. O gabarito é questão errada.

16. (CESPE – TJCE / TÉCNICO ADM. – 2008) A coesão excessiva


ocorre quando a equipe torna-se excessivamente ligada a ideias
de pessoas que não a integram.

É exatamente o contrário. Quando uma equipe apresenta uma coesão


excessiva, os seus membros passam a rejeitar qualquer ideia que venha de
fora, que seja contrária aos seus valores e ideologias. O que acaba
acontecendo é o que se chama de “pensamento grupal”.
Nestes ambientes, os membros vão reforçando suas ideias
mutuamente. Além disso, vão “patrulhando” as contribuições dos demais
membros e rejeitando os que estão “desalinhados” com os demais
membros. O gabarito é questão errada.

17. (CESPE – TJCE / TÉCNICO ADM. – 2008) Quando as recompensas


para os integrantes de uma equipe de trabalho são estipuladas
com base no desempenho da equipe, os níveis de colaboração e
coesão nessa equipe tendem a aumentar.

Com certeza, as metas organizacionais ou grupais são mais indicadas


para que exista uma maior coesão e colaboração entre os membros de uma
equipe. Isto gera maior entrosamento entre a equipe, pois as pessoas
entendem que devem ajudar umas as outras e não disputar os recursos da
instituição em busca de seus objetivos pessoais. Desta forma, o gabarito é
questão certa.

18. (CESPE – PETROBRÁS / ADMINISTRADOR – 2007) As equipes


virtuais são aquelas criadas em caráter permanente, para lidar
com tarefas rotineiras ou cíclicas.

Os principais objetivos ao montar uma equipe virtual são: montar


rapidamente uma equipe que tenha a habilidade de lidar com um projeto
complexo, resolver um problema específico ou aproveitar uma
oportunidade estratégica importante. O gabarito é questão errada.

19. (CESPE – PETROBRÁS / ADMINISTRADOR – 2007) Em equipes


organizadas de maneira horizontal, a coordenação dos trabalhos
compete a um líder, sendo os demais membros seus
subordinados na hierarquia da organização.

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 20 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00

As empresas organizadas horizontalmente são focadas em processos,


sendo a coordenação não necessariamente executada por um superior
hierárquico (até porque estas equipes muitas vezes são formadas por
profissionais de várias áreas diferentes da empresa) e podem inclusive
funcionar com uma coordenação compartilhada por todos os membros. O
gabarito é questão errada.

20. (CESPE – PETROBRÁS / ADMINISTRADOR – 2007) O trabalho em


equipe, geralmente, proporciona modelos mais flexíveis em
relação às estruturas organizacionais tradicionais.

Perfeito. O trabalho em equipe busca destruir as barreiras


departamentais e aumentar a coordenação entre as áreas da empresa. O
trabalho em equipe permite às organizações se adaptar mais rapidamente
às mudanças no ambiente externo e seus novos desafios. O gabarito é
questão certa.

21. (CESPE – STM – TÉCNICO – 2011) A competência interpessoal é


revelada na relação indivíduo-indivíduo e nas relações indivíduo-
grupo, englobando, assim, atitudes individuais e coletivas que
jamais são indissociáveis.

Esta questão foi considerada como correta pela banca, mas é muito
polêmica. O ponto “chave” da questão está no final da frase: “englobando,
assim, atitudes individuais e coletivas que jamais são indissociáveis”.
O problema é que essa expressão significa que as atitudes seriam
sempre dissociáveis, ou seja, sempre poderiam ser separadas umas das
outras.
Claro que muitas vezes podemos diferenciar a atitude individual das
atitudes coletivas (o comportamento da pessoa pode ser diferente do
comportamento do grupo). O problema é que estas atitudes também
podem ser sim as mesmas.
Desta forma, creio que a questão deveria ter seu gabarito alterado.
Muitos recursos foram feitos na época, mas a banca não mudou seu
entendimento e o gabarito foi mesmo questão certa.

22. (CESPE – TRE-BA – TÉCNICO – 2010) Competência interpessoal


é a habilidade de lidar eficazmente com outras pessoas de forma
adequada às necessidades de cada uma e à exigência da
situação.

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 21 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00

Perfeito. A banca utilizou o conceito de Fela Moscovici, que disse


exatamente o seguinte19:
“Competência interpessoal é a habilidade de lidar
eficazmente com relações interpessoais, de
lidar com outras pessoas de forma adequada
às necessidades de cada um e às exigências
da situação”.
Deste modo, o gabarito é mesmo questão certa.

23. (FEPESE – JUCESC – TÉCNICO – 2017) Assinale a alternativa que


indica corretamente a área do conhecimento multidisciplinar que
busca compreender os aspectos humanos e sua influência nas
estruturas formais e racionais de uma organização.
(A) Isonomia.
(B) Filantropia.
(C) Ergonomia.
(D) Avaliação individual.
(E) Comportamento organizacional.

Segundo Robbins20,
"O comportamento organizacional é o ramo que
investiga o impacto que indivíduos, grupos e a
estrutura têm sobre o comportamento dentro das
organizações com o propósito de utilizar este
conhecimento para melhorar a eficácia
organizacional, partindo do entendimento de que
os executivos realizam trabalhos por meio de
outras pessoas."
Portanto, o Comportamento Organizacional é um campo de estudo
voltado a prever, explicar, compreender e modificar o comportamento
humano no contexto das empresas. O gabarito da questão só pode mesmo
ser a letra E.

24. (AOCP – EBSERH – ANALISTA - 2016) Considerando o


comportamento organizacional, assinale a alternativa correta.

19
(Moscovici 1981)
20
(Robbins, 2005) apud (Ribas & Salim, 2013)

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 22 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
A) Comportamento organizacional é um campo de estudo
voltado a observar, analisar, interpretar e alterar o
comportamento das empresas no ambiente competitivo.
B) Comportamento organizacional enfoca comportamentos
ocultos e alheios ao ambiente de trabalho, com a finalidade de
corrigir e ajustar as pessoas na empresa.
C) Comportamento organizacional estuda o comportamento das
pessoas enquanto indivíduos com suas crenças, valores e
objetivos pessoais no âmbito dos grupos.
D) Comportamento organizacional analisa o comportamento dos
grupos e organizações como reflexo de comportamentos
similares de uma pessoa.
E) Comportamento organizacional procura prever, explicar,
compreender e modificar o comportamento humano no contexto
das empresas.

A questão trata do conceito de Comportamento Organizacional.


Segundo Robbins21,
"O comportamento organizacional é o ramo que
investiga o impacto que indivíduos, grupos e a
estrutura têm sobre o comportamento dentro das
organizações com o propósito de utilizar este
conhecimento para melhorar a eficácia
organizacional, partindo do entendimento de que os
executivos realizam trabalhos por meio de outras
pessoas."
O gabarito é, assim, a letra E.

25. (FCM – IF-MG – TECNÓLOGO - 2016) O estudo sobre o que as


pessoas fazem em uma organização e como o que fazem afeta o
desempenho organizacional e as situações relacionadas ao
emprego, aos cargos, ao trabalho, ao absenteísmo, à
rotatividade, à produtividade, ao desempenho humano e à
gestão, de acordo com Robbins e Judge (2014), é conhecido
como
A) gestão de pessoas.
B) gestão do desempenho.
C) estrutura organizacional.

21
(Robbins, 2005) apud (Ribas e Salim 2013)

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 23 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
D) clima e cultura organizacional.
E) comportamento organizacional.

O Comportamento Organizacional é um campo de estudo que analisa


o impacto que pessoas, grupos e a estrutura geram sobre o comportamento
dentro das organizações buscando utilizar esse conhecimento para
melhorar as instituições.
Assim, o CO é voltado a prever, explicar, compreender e modificar o
comportamento humano no contexto das empresas. Basicamente, o
comportamento organizacional se fundamenta no estudo das pessoas,
grupos e estrutura. O gabarito é mesmo a letra E.

26. (MOURA MELO – ARSEP – ANALISTA - 2015) Sobre


Comportamento Organizacional (CO), qual alternativa não está
correta?
A) CO pode ser definido como a compreensão, predição e gestão
do comportamento humano nas organizações.
B) CO é o campo de estudos que investiga o impacto que
indivíduos, grupos e estrutura organizacional têm sobre o
comportamento dentro das organizações.
C) CO é o estudo e aplicação do conhecimento sobre como as
pessoas atuam dentro das organizações.
D) CO é uma ferramenta humana para benefício organizacional.

A banca pede a alternativa incorreta. A única frase que não faz


sentido é a letra D. O Comportamento Organizacional é um campo de
estudos, não uma "ferramenta humana".
O CO é o estudo sobre o comportamento das pessoas, grupos e
estruturas nas organizações e a aplicação desse conhecimento para a
melhoria das mesmas. O gabarito é, portanto, a letra D.

27. (AOCP – UFGD – ASSISTENTE - 2014) O comportamento


organizacional (CO) é um campo de estudo voltado a prever,
explicar, compreender e modificar o comportamento humano no
contexto das empresas. Em relação a esta definição de
comportamento organizacional, informe se é verdadeiro (V) ou
falso (F) o que se afirma a seguir e assinale a alternativa com a
sequência correta.
( ) O comportamento organizacional enfoca comportamentos
observáveis, tais como conversar com colegas de trabalho,
utilizar equipamentos ou preparar um relatório.

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 24 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
( ) O comportamento organizacional lida com as ações internas,
como pensar, perceber e decidir, as quais acompanham as ações
externas.
( ) O comportamento organizacional estuda o comportamento
das pessoas tanto como indivíduos quanto como membros de
unidades sociais maiores.
( ) O comportamento organizacional analisa o comportamento
de grupos e organizações, mesmo que não se comportem do
mesmo jeito que uma pessoa.
( ) O comportamento organizacional procura explicar certos
eventos de unidades sociais maiores em termos de processos
grupais ou organizacionais.
A) F – F – V – V – V.
B) V – F – F – F – F.
C) F – F – F – F – F.
D) V – V – V – V – V.
E) F – V – F – F – F.

As duas primeiras frases estão certas. O estudo do CO envolve tanto


os comportamentos observáveis (reuniões, conversas entre colegas de
trabalho, utilização de equipamentos e ferramentas, dentre outros), bem
como as ações internas de cada indivíduo, como: pensar, decidir, perceber
e sentir, já que essas ações internas influenciam as ações externas ou
comportamentos observáveis.
As três frases seguintes estão também certas, pois o comportamento
organizacional se fundamenta no estudo das pessoas, grupos e
estrutura. O gabarito é, portanto, letra D.

28. (AOCP – EBSERH – ASSISTENTE - 2014) Assinale a alternativa


que apresenta uma definição de comportamento organizacional.
A) É o uso de influência organizacional para dirigir e coordenar
as atividades dos seres humanos para a realização dos objetivos
de uma empresa.
B) É um campo de estudo voltado a prever, explicar,
compreender e modificar o comportamento humano no contexto
das empresas.
C) É uma área de pesquisa multidisciplinar que avalia o sucesso
esperado de uma organização na consecução de suas metas e
objetivos.

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 25 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
D) É o uso de recursos internos e externos de uma empresa com
a finalidade de obter um clima organizacional adequado ao
desenvolvimento da empresa.
E) É um campo de estudo voltado a identificar comportamentos
equivocados no ambiente organizacional e promover a
ressocialização das pessoas.

Mais uma questão que trata do conceito de Comportamento


Organizacional. O Comportamento Organizacional é um campo de estudo
voltado a prever, explicar, compreender e modificar o comportamento
humano no contexto das empresas.
Basicamente, o comportamento organizacional se fundamenta no
estudo das pessoas, grupos e estrutura. O gabarito é, assim, a letra B.

29. (AOCP – UFS – ASSISTENTE - 2014) O campo do comportamento


organizacional encontra-se dividido em áreas bem distintas,
cada uma com suas próprias bases nas ciências sociais. Em
relação a estas áreas do comportamento organizacional, informe
se é verdadeiro (V) ou falso (F) o que se afirma a seguir e
assinale a alternativa com a sequência correta.
( ) As áreas do comportamento organizacional são o
comportamento micro-organizacional, o comportamento meso-
organizacional e o comportamento macro-organizacional.
( ) As áreas do comportamento organizacional são a psicologia
experimental, a psicologia clínica; a psicologia industrial e as
ciências físico-químicas.
( ) As áreas do comportamento organizacional são a
comunicação, a psicologia social, a sociologia interacionista e as
finanças comportamentais.
( ) As áreas do comportamento organizacional são sociologia, a
ciência política, a antropologia, o estruturalismo e a economia.
( ) As áreas do comportamento organizacional são a psicologia,
a pesquisa comportamental, a psicologia social, a sociologia
interacionista, a economia, a sociologia estrutural, a
antropologia cultural e a ciência política.
A) F – V – F – V – F.
B) V – F – V – F – V.
C) F – F – V – V – F.
D) V – F – F – F – V.
E) F – V – F – F – F.

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 26 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
A questão trata das áreas do Comportamento Organizacional. Abaixo,
podemos ver cada área do CO:

Área Foco Origens

Comportamento Indivíduos Psicologia experimental, clínica e


micro- organizacional.
organizacional

Comportamento Grupos Comunicação, psicologia social,


meso- sociologia interacionista, mais as
organizacional origens das suas outras áreas.

Comportamento Organizações Sociologia, ciência política,


macro- antropologia e economia.
organizacional

Portanto, podemos ver que o gabarito só pode mesmo ser a letra D.

30. (GESTÃO CONCURSO – CEMIG – ANALISTA - 2014) Segundo


Robbins, o Comportamento Organizacional é um campo de
estudos que utiliza seus conhecimentos para promover a
melhoria da eficácia organizacional.
Este campo do conhecimento estuda três determinantes do
comportamento na organização. Quais são elas?
A) Indivíduos, liderança e a estrutura organizacional.
B) Função dos executivos, função dos grupos e a estrutura
organizacional.
C) Indivíduos, grupos e a estrutura organizacional.
D) Indivíduos, a função dos executivos e políticas
organizacionais.

Questão bem simples. O comportamento organizacional se


fundamenta no estudo das pessoas, grupos e estrutura. O gabarito é,
portanto, letra C.

31. (IBFC – EBSERH – PEDAGOGO - 2013) O Comportamento que visa


trazer maior entendimento sobre as lacunas empresariais para o
desenvolvimento contínuo e assertivo de soluções, com o intuito
de reter talentos e promover engajamento na gestão de pessoas,
trata-se de um:
A) Comportamento organizacional.
B) Comportamento individual.

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 27 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
C) Comportamento de gestores.
D) Comportamento de equipe.

A questão trata do Comportamento Organizacional. Esse é um campo


de estudo que é utilizado para que possamos entender as dificuldades e
problemas das organizações, de modo que possamos propor melhorias e
soluções.
Desta forma, conseguimos aprimorar o desempenho dos
colaboradores, aumentar a fidelidade deles perante a organização, reter os
talentos na empresa, promover o engajamento das pessoas, dentre outros
aspectos positivos. O gabarito é a letra A.

32. (COVEST – UFPE – PEDAGOGO - 2011) Comportamento


organizacional é:
A) um campo de estudo que investiga o impacto que indivíduos,
grupos e a estrutura têm sobre o comportamento dentro das
organizações com o propósito de aplicar este conhecimento em
prol do aprimoramento de uma organização.
B) um campo de estudo que investiga o impacto que os
profissionais de recursos humanos e o Departamento Pessoal
têm sobre o comportamento dentro das organizações com o
propósito de aplicar este conhecimento em prol do
aprimoramento de uma organização.
C) um campo de pesquisa que determina o impacto que
indivíduos e suas competências de trabalho têm sobre o
comportamento dentro das organizações com o propósito de
aplicar este conhecimento em prol do aprimoramento do próprio
indivíduo.
D) um campo de estudo que prioriza o trabalho que indivíduos e
suas equipes têm sobre o processo de profissionalização nas
organizações.
E) um campo de pesquisa experimental que investiga o impacto
que o comportamento dos indivíduos, tem dentro das
organizações para melhorar a imagem da empresa.

Podemos dizer que o Comportamento Organizacional é um campo de


estudo que analisa o impacto que pessoas, grupos e a estrutura geram
sobre o comportamento dentro das organizações buscando utilizar esse
conhecimento para melhorar as instituições.

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 28 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
De certa forma, precisamos conhecer como funcionam as
organizações para saber como trabalhar nelas, como viver nelas e,
principalmente, dirigi-las22. O gabarito é, portanto, a letra A.

33. (FGV – SEFAZ-RJ – FISCAL DE RENDAS - 2009) Com relação ao


comportamento organizacional, analise as afirmativas a seguir:
I. O comportamento organizacional fundamenta-se no estudo
dos indivíduos.
II. O comportamento organizacional fundamenta-se no estudo
dos grupos formais.
III. O comportamento organizacional fundamenta-se no estudo
da estrutura organizacional.
Assinale:
A) se somente a afirmativa I estiver correta.
B) se somente a afirmativa II estiver correta.
C) se somente a afirmativa III estiver correta.
D) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas.
E) se todas as afirmativas estiverem corretas.

O comportamento organizacional se fundamenta no estudo das


pessoas, dos grupos e da estrutura. A questão seria relativamente
simples se a banca não tivesse inserido o termo "grupos formais" na
segunda assertiva.
Mesmo com esse termo restritivo, a banca considerou certa a frase.
O correto seria mencionar também os grupos informais, pois esses
claramente estão inseridos no estudo do CO. Desta forma, muitos
candidatos reclamaram da questão, mas a banca não alterou o gabarito,
que ficou mesmo a letra E.

34. (FCC – TRT 24º REGIÃO – ANALISTA – 2011) Na competência


interpessoal grupal, são fatores trabalhados:
a) a busca do autoconhecimento e conscientização, as
habilidades de percepção, diagnose e comunicação para
expressão verbal e emocional, para dar e receber feedback.
b) as motivações, os objetivos pessoais, a problemática de
interrelação, de afetividade e intimidade.

22
(Chiavenato - comp org.)

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 29 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
c) as motivações e objetivos individuais, grupais e
organizacionais, e a problemática de diferenciação e integração
de subsistemas.
d) as motivações e objetivos comuns ao conjunto e a vários
subconjuntos, bem como questões sobre poder, autoridade,
controle e influência social.
e) a interdependência de subsistemas e o trabalho em equipe,
para o desempenho organizacional como um todo.

A competência interpessoal pode ocorrer em três níveis23: o


individual, o grupal e o organizacional. No nível grupal, que foi citado pela
banca, trabalhamos as motivações e objetivos comuns ao conjunto e a
vários subconjuntos, bem como a problemática do poder, da autoridade,
controle e influência social.
De acordo com Moscovici, no nível grupal temos de melhorar as
nossas habilidades de comunicação efetiva, de dar e receber feedback, de
gerenciar os conflitos, de liderança e participação em grupo, para que
possamos trabalhar em equipe. O gabarito é, deste modo, mesmo a letra
D.

35. (FCC – TRT 3º REGIÃO – ANALISTA – 2009) Competência


interpessoal é a habilidade de
a) utilizar o poder do conhecimento para fazer as pessoas se
comportarem de acordo com os seus objetivos.
b) separar claramente os aspectos emocionais dos aspectos
técnicos nos conflitos interpessoais, procurando neutralizar os
primeiros e ressaltar os segundos.
c) resolver os conflitos de percepção interpessoais utilizando
técnicas de brainstorming.
d) envolver todos no processo de decisão por meio de processos
de gestão participativa.
e) desenvolver acurada percepção da situação, de suas variáveis
relevantes e suas respectivas inter-relações.

A banca nesta questão trabalhou a definição de competência


interpessoal de Argyris24. Para o autor, a competência interpessoal é a
habilidade de lidar eficazmente com relações de acordo com três critérios:

23
(Moscovici 1981)
24
(Argyris, 1968)

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 30 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
“a) Percepção acurada da situação
interpessoal, de suas variáveis relevantes e
respectiva inter-relação.
b) Habilidade de resolver realmente os problemas,
de tal modo que não haja regressões.
c) Soluções alcançadas de tal forma que as pessoas
envolvidas continuem trabalhando juntas tão
eficientemente, pelo menos, como quando
começaram a resolver seus problemas.”
Vejam que a banca fez um “ctrl-c e ctrl-v” da definição do autor. O
gabarito é, portanto, a letra E.

36. (FCC – TRT 3º REGIÃO – ANALISTA – 2009) É um requisito


essencial da competência interpessoal nas organizações:
a) o desenvolvimento da autopercepção como base da percepção
das situações interpessoais.
b) o conhecimento aprofundado das teorias sobre o
comportamento humano em organizações.
c) uma longa experiência na área de RH em situações de
atendimento direto com os funcionários.
d) formação completa em curso de gestão de pessoas e de gestão
de competências.
e) longa experiência em gestão de RH e em avaliação de
desempenho em organizações

Dentre os principais requisitos para uma boa competência


interpessoal, temos a autopercepção, ou seja, a capacidade que temos de
nos entender e compreender nossas qualidades e limites.
Com isso, podemos compreender melhor não só a nós mesmos, mas
também entender como as demais pessoas pensam e se comportam. O
gabarito é a letra A.

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 31 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
Lista de Questões Trabalhadas na Aula.

1. (CESPE – SERPRO – ANALISTA – 2013) Ao nível da organização, a


formação de equipes, uma técnica de desenvolvimento organizacional,
contribui para o aumento da eficácia dos processos de trabalho,
possibilitando o rápido diagnóstico das barreiras ao desempenho e a
melhoria do relacionamento entre os membros das equipes.

2. (CESPE – SERPRO – ANALISTA – 2013) A eficácia das equipes de


trabalho depende, inicialmente, do contexto organizacional, que
condiciona tamanho, papéis, composição e tipo de configuração das
equipes de trabalho.

3. (CESPE – TJ-RO – ANALISTA – 2012 - ADAPTADA) Projeto a ser


desenvolvido ou objetivo a ser alcançado, membros, tecnologia ou
formas de desempenho das tarefas associadas às ferramentas utilizadas
caracterizam equipes de trabalho.

4. (CESPE – ANCINE – TÉCNICO – 2012) Pessoas motivadas e convencidas


a permanecer em uma equipe constituem exemplo de coesão das
equipes de trabalho.

5. (CESPE – ANCINE – TÉCNICO – 2012) Na fase de tempestade do


processo de formação de equipes de trabalho, as relações entre os
membros de uma equipe tornam-se conflituosas e divergentes.

6. (CESPE – ANATEL – TÉCNICO – 2012) O trabalho em equipe, a despeito


de demandar mais tempo e consumir mais recursos dos trabalhadores,
comparado ao o trabalho individual, é o modelo de trabalho mais
eficiente para o desenvolvimento de quaisquer atividades nas
organizações.

7. (CESPE – PREVIC – ANALISTA – 2011) Grupos são conjuntos de pessoas


que interagem umas com as outras, são psicologicamente conscientes
umas das outras e se percebem como grupo.

8. (CESPE – PREVIC – ANALISTA – 2011) Uma equipe pode ser definida


como um pequeno grupo de pessoas com habilidades complementares,
que trabalham juntas, com o objetivo de atingir os propósitos de cada
um de seus integrantes, e pelos quais se consideram individualmente
responsáveis.

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 32 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00

9. (CESPE – TRT-21 – TÉCNICO – 2010) A existência das equipes de


trabalho reflete a necessidade do homem de somar esforços para
alcançar objetivos que, isoladamente, não seriam alcançados ou o
seriam de forma mais trabalhosa.

10. (CESPE – TRT-21 – TÉCNICO – 2010) O trabalho em equipe gera


despersonalização dos indivíduos.

11. (CESPE – TRT-21 – TÉCNICO – 2010) As expectativas positivas sobre a


efetividade de uma equipe são elementos que influenciam
negativamente seus resultados.

12. (CESPE – ANEEL – ANALISTA – 2010) O primeiro estágio de


desenvolvimento do grupo com o qual o gerente terá de se preocupar é
o estágio de atrito.

13. (CESPE – ANEEL – ANALISTA – 2010) No estágio de desenvolvimento


do grupo classificado como normação, o gerente do grupo começará a
ter os componentes reunidos como uma unidade coordenada.

14. (CESPE – DPU / AGENTE – 2010 - ADAPTADA) O trabalho em equipe


inevitavelmente gera estresse nos seus membros em virtude da
complexidade das relações entre eles.

15. (CESPE – DPU / AGENTE – 2010 - ADAPTADA) A efetividade do trabalho


em equipe é garantida, de maneira completa, pela qualidade do
relacionamento interpessoal entre os seus membros.

16. (CESPE – TJCE / TÉCNICO ADM. – 2008) A coesão excessiva ocorre


quando a equipe torna-se excessivamente ligada a ideias de pessoas
que não a integram.

17. (CESPE – TJCE / TÉCNICO ADM. – 2008) Quando as recompensas para


os integrantes de uma equipe de trabalho são estipuladas com base no
desempenho da equipe, os níveis de colaboração e coesão nessa equipe
tendem a aumentar.

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 33 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
18. (CESPE – PETROBRÁS / ADMINISTRADOR – 2007) As equipes virtuais
são aquelas criadas em caráter permanente, para lidar com tarefas
rotineiras ou cíclicas.

19. (CESPE – PETROBRÁS / ADMINISTRADOR – 2007) Em equipes


organizadas de maneira horizontal, a coordenação dos trabalhos
compete a um líder, sendo os demais membros seus subordinados na
hierarquia da organização.

20. (CESPE – PETROBRÁS / ADMINISTRADOR – 2007) O trabalho em


equipe, geralmente, proporciona modelos mais flexíveis em relação às
estruturas organizacionais tradicionais.

21. (CESPE – STM – TÉCNICO – 2011) A competência interpessoal é


revelada na relação indivíduo-indivíduo e nas relações indivíduo-grupo,
englobando, assim, atitudes individuais e coletivas que jamais são
indissociáveis.

22. (CESPE – TRE-BA – TÉCNICO – 2010) Competência interpessoal é a


habilidade de lidar eficazmente com outras pessoas de forma adequada
às necessidades de cada uma e à exigência da situação.

23. (FEPESE – JUCESC – TÉCNICO – 2017) Assinale a alternativa que indica


corretamente a área do conhecimento multidisciplinar que busca
compreender os aspectos humanos e sua influência nas estruturas
formais e racionais de uma organização.
(A) Isonomia.
(B) Filantropia.
(C) Ergonomia.
(D) Avaliação individual.
(E) Comportamento organizacional.

24. (AOCP – EBSERH – ANALISTA - 2016) Considerando o comportamento


organizacional, assinale a alternativa correta.
A) Comportamento organizacional é um campo de estudo voltado a
observar, analisar, interpretar e alterar o comportamento das empresas
no ambiente competitivo.
B) Comportamento organizacional enfoca comportamentos ocultos e
alheios ao ambiente de trabalho, com a finalidade de corrigir e ajustar
as pessoas na empresa.

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 34 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
C) Comportamento organizacional estuda o comportamento das pessoas
enquanto indivíduos com suas crenças, valores e objetivos pessoais no
âmbito dos grupos.
D) Comportamento organizacional analisa o comportamento dos grupos
e organizações como reflexo de comportamentos similares de uma
pessoa.
E) Comportamento organizacional procura prever, explicar,
compreender e modificar o comportamento humano no contexto das
empresas.

25. (FCM – IF-MG – TECNÓLOGO - 2016) O estudo sobre o que as pessoas


fazem em uma organização e como o que fazem afeta o desempenho
organizacional e as situações relacionadas ao emprego, aos cargos, ao
==0==

trabalho, ao absenteísmo, à rotatividade, à produtividade, ao


desempenho humano e à gestão, de acordo com Robbins e Judge
(2014), é conhecido como
A) gestão de pessoas.
B) gestão do desempenho.
C) estrutura organizacional.
D) clima e cultura organizacional.
E) comportamento organizacional.

26. (MOURA MELO – ARSEP – ANALISTA - 2015) Sobre Comportamento


Organizacional (CO), qual alternativa não está correta?
A) CO pode ser definido como a compreensão, predição e gestão do
comportamento humano nas organizações.
B) CO é o campo de estudos que investiga o impacto que indivíduos,
grupos e estrutura organizacional têm sobre o comportamento dentro
das organizações.
C) CO é o estudo e aplicação do conhecimento sobre como as pessoas
atuam dentro das organizações.
D) CO é uma ferramenta humana para benefício organizacional.

27. (AOCP – UFGD – ASSISTENTE - 2014) O comportamento organizacional


(CO) é um campo de estudo voltado a prever, explicar, compreender e
modificar o comportamento humano no contexto das empresas. Em
relação a esta definição de comportamento organizacional, informe se é
verdadeiro (V) ou falso (F) o que se afirma a seguir e assinale a
alternativa com a sequência correta.

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 35 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
( ) O comportamento organizacional enfoca comportamentos
observáveis, tais como conversar com colegas de trabalho, utilizar
equipamentos ou preparar um relatório.
( ) O comportamento organizacional lida com as ações internas, como
pensar, perceber e decidir, as quais acompanham as ações externas.
( ) O comportamento organizacional estuda o comportamento das
pessoas tanto como indivíduos quanto como membros de unidades
sociais maiores.
( ) O comportamento organizacional analisa o comportamento de grupos
e organizações, mesmo que não se comportem do mesmo jeito que uma
pessoa.
( ) O comportamento organizacional procura explicar certos eventos de
unidades sociais maiores em termos de processos grupais ou
organizacionais.
A) F – F – V – V – V.
B) V – F – F – F – F.
C) F – F – F – F – F.
D) V – V – V – V – V.
E) F – V – F – F – F.

28. (AOCP – EBSERH – ASSISTENTE - 2014) Assinale a alternativa que


apresenta uma definição de comportamento organizacional.
A) É o uso de influência organizacional para dirigir e coordenar as
atividades dos seres humanos para a realização dos objetivos de uma
empresa.
B) É um campo de estudo voltado a prever, explicar, compreender e
modificar o comportamento humano no contexto das empresas.
C) É uma área de pesquisa multidisciplinar que avalia o sucesso
esperado de uma organização na consecução de suas metas e objetivos.
D) É o uso de recursos internos e externos de uma empresa com a
finalidade de obter um clima organizacional adequado ao
desenvolvimento da empresa.
E) É um campo de estudo voltado a identificar comportamentos
equivocados no ambiente organizacional e promover a ressocialização
das pessoas.

29. (AOCP – UFS – ASSISTENTE - 2014) O campo do comportamento


organizacional encontra-se dividido em áreas bem distintas, cada uma
com suas próprias bases nas ciências sociais. Em relação a estas áreas
do comportamento organizacional, informe se é verdadeiro (V) ou falso

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 36 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
(F) o que se afirma a seguir e assinale a alternativa com a sequência
correta.
( ) As áreas do comportamento organizacional são o comportamento
micro-organizacional, o comportamento meso-organizacional e o
comportamento macro-organizacional.
( ) As áreas do comportamento organizacional são a psicologia
experimental, a psicologia clínica; a psicologia industrial e as ciências
físico-químicas.
( ) As áreas do comportamento organizacional são a comunicação, a
psicologia social, a sociologia interacionista e as finanças
comportamentais.
( ) As áreas do comportamento organizacional são sociologia, a ciência
política, a antropologia, o estruturalismo e a economia.
( ) As áreas do comportamento organizacional são a psicologia, a
pesquisa comportamental, a psicologia social, a sociologia
interacionista, a economia, a sociologia estrutural, a antropologia
cultural e a ciência política.
A) F – V – F – V – F.
B) V – F – V – F – V.
C) F – F – V – V – F.
D) V – F – F – F – V.
E) F – V – F – F – F.

30. (GESTÃO CONCURSO – CEMIG – ANALISTA - 2014) Segundo Robbins,


o Comportamento Organizacional é um campo de estudos que utiliza
seus conhecimentos para promover a melhoria da eficácia
organizacional.
Este campo do conhecimento estuda três determinantes do
comportamento na organização. Quais são elas?
A) Indivíduos, liderança e a estrutura organizacional.
B) Função dos executivos, função dos grupos e a estrutura
organizacional.
C) Indivíduos, grupos e a estrutura organizacional.
D) Indivíduos, a função dos executivos e políticas organizacionais.

31. (IBFC – EBSERH – PEDAGOGO - 2013) O Comportamento que visa trazer


maior entendimento sobre as lacunas empresariais para o
desenvolvimento contínuo e assertivo de soluções, com o intuito de reter
talentos e promover engajamento na gestão de pessoas, trata-se de
um:

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 37 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
A) Comportamento organizacional.
B) Comportamento individual.
C) Comportamento de gestores.
D) Comportamento de equipe.

32. (COVEST – UFPE – PEDAGOGO - 2011) Comportamento organizacional


é:
A) um campo de estudo que investiga o impacto que indivíduos, grupos
e a estrutura têm sobre o comportamento dentro das organizações com
o propósito de aplicar este conhecimento em prol do aprimoramento de
uma organização.
B) um campo de estudo que investiga o impacto que os profissionais de
recursos humanos e o Departamento Pessoal têm sobre o
comportamento dentro das organizações com o propósito de aplicar este
conhecimento em prol do aprimoramento de uma organização.
C) um campo de pesquisa que determina o impacto que indivíduos e
suas competências de trabalho têm sobre o comportamento dentro das
organizações com o propósito de aplicar este conhecimento em prol do
aprimoramento do próprio indivíduo.
D) um campo de estudo que prioriza o trabalho que indivíduos e suas
equipes têm sobre o processo de profissionalização nas organizações.
E) um campo de pesquisa experimental que investiga o impacto que o
comportamento dos indivíduos, tem dentro das organizações para
melhorar a imagem da empresa.

33. (FGV – SEFAZ-RJ – FISCAL DE RENDAS - 2009) Com relação ao


comportamento organizacional, analise as afirmativas a seguir:
I. O comportamento organizacional fundamenta-se no estudo dos
indivíduos.
II. O comportamento organizacional fundamenta-se no estudo dos
grupos formais.
III. O comportamento organizacional fundamenta-se no estudo da
estrutura organizacional.
Assinale:
A) se somente a afirmativa I estiver correta.
B) se somente a afirmativa II estiver correta.
C) se somente a afirmativa III estiver correta.
D) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas.
E) se todas as afirmativas estiverem corretas.

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 38 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00

34. (FCC – TRT 24º REGIÃO – ANALISTA – 2011) Na competência


interpessoal grupal, são fatores trabalhados:
a) a busca do autoconhecimento e conscientização, as habilidades de
percepção, diagnose e comunicação para expressão verbal e emocional,
para dar e receber feedback.
b) as motivações, os objetivos pessoais, a problemática de interrelação,
de afetividade e intimidade.
c) as motivações e objetivos individuais, grupais e organizacionais, e a
problemática de diferenciação e integração de subsistemas.
d) as motivações e objetivos comuns ao conjunto e a vários
subconjuntos, bem como questões sobre poder, autoridade, controle e
influência social.
e) a interdependência de subsistemas e o trabalho em equipe, para o
desempenho organizacional como um todo.

35. (FCC – TRT 3º REGIÃO – ANALISTA – 2009) Competência interpessoal


é a habilidade de
a) utilizar o poder do conhecimento para fazer as pessoas se
comportarem de acordo com os seus objetivos.
b) separar claramente os aspectos emocionais dos aspectos técnicos nos
conflitos interpessoais, procurando neutralizar os primeiros e ressaltar
os segundos.
c) resolver os conflitos de percepção interpessoais utilizando técnicas de
brainstorming.
d) envolver todos no processo de decisão por meio de processos de
gestão participativa.
e) desenvolver acurada percepção da situação, de suas variáveis
relevantes e suas respectivas inter-relações.

36. (FCC – TRT 3º REGIÃO – ANALISTA – 2009) É um requisito essencial da


competência interpessoal nas organizações:
a) o desenvolvimento da autopercepção como base da percepção das
situações interpessoais.
b) o conhecimento aprofundado das teorias sobre o comportamento
humano em organizações.
c) uma longa experiência na área de RH em situações de atendimento
direto com os funcionários.
d) formação completa em curso de gestão de pessoas e de gestão de
competências.

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 39 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
e) longa experiência em gestão de RH e em avaliação de desempenho
em organizações

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 40 de 50

00000000000 - DEMO
Relacionamento Interpessoal p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00
Gabarito

13. C 26. D
1. E
14. E 27. D
2. C
15. E 28. B
3. C
16. E 29. D
4. C
17. C 30. C
5. C
18. E 31. A
6. E
19. E 32. A
7. C
20. C 33. E
8. E
21. C 34. D
9. C
22. C 35. E
10. E
23. E 36. A
11. E
24. E
12. E
25. E

Bibliografia
Chiavenato, Idalberto. Administração Geral e Pública. 2°. São Paulo:
Elsevier, 2008.
—. Administração nos novos tempos. 2°. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.
—. Comportamento Organizacional: a dinâmica do sucesso das
organizações. 3º. Barueri: Manole, 2014.
Macêdo, Ivanildo Izaias de, Denize Ferreira Rodrigues, Maria Elizabeth Pupe
Johann, e Neisa Maria Martins da Cunha. Aspectos Comportamentais
da Gestão de Pessoas. 7° Ed. Rio de Janeiro: FGV, 2007.
Moscovici, Fela. “Competência Interpessoal no Desenvolvimento de
Gerentes.” Revista de Administração de Empresas, abr/jun 1981: 17-
25.
Rennó, Rodrigo. Administração Geral para Concursos. Rio de Janeiro:
Campus Elsevier, 2013.
Ribas, Andreia Lins, e Cassiano Ramalho Salim. Gestão de Pessoas para
Concursos. Brasília: Alumnus, 2013.
Robbins, Stephen P. Organizational Behavior. 11°. Upper Saddle River:
Pearson Prentice Hall, 2004.

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 41 de 50

00000000000 - DEMO
Noções de Recursos Humanos p/ STM
Teoria e exercícios comentados
Prof. Rodrigo Rennó – Aula 00

Por hoje é só pessoal! Estarei disponível no e-mail abaixo para qualquer dúvida.

rodrigorenno99@hotmail.com

https://www.facebook.com/profrodrigorenno/

http://twitter.com/rrenno99

https://www.youtube.com/user/rodrigorenno99/

Bons estudos e sucesso!

Rodrigo Rennó

Conheça meus outros cursos atualmente no site!


Acesse http://estrategiaconcursos.com.br/cursos-professor/2800/rodrigo-renno

Prof. Rodrigo Rennó www.estrategiaconcursos.com.br 42 de 42

00000000000 - DEMO