Você está na página 1de 9

Gestão Estratégica de Recursos Humanos

GERENCIAMENTO QUÂNTICO

Leopoldo Antonio de Oliveira Neto


Adaptado de Sheldon,C., Gerenciamento Quântico, São Paulo: Cultrix, 1999

Habilidades Quânticas

Uma tentativa de integrar idéias científicas modernas à revolução que está ocorrendo no mundo
empresarial é a formulada por Charlotte Shelton. Este enfoque, aqui apresentado resumidamente,
procura mostrar como fazer para criar uma mudança fundamental tanto em nós mesmos quanto
em nossas organizações.

Modelos mentais e a construção da realidade

Parte-se da premissa que a mudança organizacional ocorre junto com a transformação individual.
Tudo no universo é energia. Nossas observações são moduladas por nossas percepções geradas
pela mente. A realidade é uma questão de escolha; é uma construção mental; é evocada a partir
de um campo de energia invisível. O que quer que chamemos de realidade, ela só nos é revelada
por intermédio de uma construção ativa na qual participamos. Percepção é realidade e nossa
percepção é seletiva. Filtramos informações que ingressam ma nossa mente. As escolhas que
fazemos são determinadas por nossos sentimentos, crenças, pensamentos no processo
perceptivo. Nossa percepção é modelada muito mais por nossas crenças interiores do que por
estímulos externos. Esses modelos mentais que utilizamos, limitam nosso campo perceptivo.
Nosso local de trabalho seria simplesmente um reflexo de nossas crenças individuais e coletivas.
Portanto, ao transformar nossa mente nós nos modificamos e alteramos nossos locais de trabalho
e o mundo. À medida que nossas crenças mudam, nós não apenas passamos a ver o mundo de
uma maneira diferente, mas começamos a viver de uma forma diferente, criando uma nova
realidade.

Física clássica X física quântica

O gerenciamento quântico tem sua inspiração nas mais recentes descobertas da mecânica
quântica, que estuda as partículas subatômicas em movimento. Tais descobertas apontam para a
subjetividade do domínio quântico, em contraposição com a objetividade buscada pela ciência
clássica (Newtoniana).
Admite-se que as pessoas são seres materiais, sujeitos às leis clássicas da teoria reducionista
newtoniana, mas que também possuem uma dimensão invisível, não material – a mente ou
consciência – que pode funcionar conforme os princípios quânticos.

As experiências realizadas sob as mais severas condições de controle experimental indicam que
as observações humanas parecem influenciar o comportamento das partículas subatômicas, que
as interações entre estas partículas são afetadas pelas intenções das pessoas envolvidas com a
situação.
O mundo, visto sob a perspectiva da teoria quântica, pode nos dar uma nova visão do homem,
com um novo conjunto de habilidades e capaz de realizar seu potencial quântico.
Esta visão de mundo preconiza o universo como um sistema dinâmico, subjetivo e auto-
organizador. Nessa visão, somos igualmente seres quânticos, sujeitos às leis clássicas de
Newton, mas também suscetíveis à dimensão quântica e, conseqüentemente, capazes de
desenvolver as habilidades quânticas.

Leopoldo Antonio de Oliveira Neto


leopoldo@engcult.com.br
Gestão Estratégica de Recursos Humanos

Habilidades quânticas

A complexidade do mundo atual demanda a utilização de um novo conjunto de habilidades mais


compatíveis com os princípios da Era Quântica caracterizada pela subjetividade,
imprevisibilidade, holismo e não linearidade, em contradição à conhecida teoria newtoniana.
Trata-se de um conjunto de habilidades integradas, que funcionam de maneira interdependente.
Quando as praticamos, aprendemos a utilizar mais amplamente nossos hemisférios cerebrais e
expandimos nossa capacidade de processamento do cérebro; aprendemos a transcender nossos
condicionamentos, antigas estruturas enraizadas e nossa “mesmice” frente à diversidade de
situações com as quais nos deparamos.
Seguindo estes princípios, poderemos criar uma organização quântica, a partir de uns novos
paradigmas holísticos, que nos levará a descobrir maneiras inovadoras de enfrentar os desafios.
O gerenciamento quântico chama a atenção para sete habilidades quânticas, relacionadas a
comportamentos e questões de importância-chave relativos ao local de trabalho.
Essas habilidades, assim como as habilidades tradicionais de planejar, organizar, dirigir e controlar
têm aplicações pessoais e para os locais de trabalho.

Para Shelton, à medida que se trabalhe com essas habilidades, descobriremos que há muito mais
coisas na vida do que aquilo que é captado por nossa visão. A luz solar é um bom exemplo: ela é
branca; porém, quando atravessa um prisma, aparecem todas as cores do arco íris. As cores são
simplesmente invisíveis para a percepção humana normal sem um dispositivo decodificador. A luz
é uma boa metáfora para a vida porque na vida, assim como na luz, existem sempre potenciais
invisíveis. As habilidades quânticas, assim como o prisma, pode atuar como um decodificador para
os nossos potenciais ocultos; à medida que trabalharmos com essas habilidades, começaremos a
ver mais; portanto, seremos mais. Recriaremos nossa vida e, juntos, recriaremos nossas
organizações.

As habilidades quânticas são as seguintes:

Visão Quântica
É a capacidade de ver intencionalmente. Isto implica no estabelecimento de intenções claras e no
compartilhar dessas intenções com as pessoas da empresa gerando uma visão organizacional.
Ao utilizar a visão quântica, ampliamos nossa possibilidade perceptiva, passamos a ver
intencionalmente, pois começamos a ter claras intenções sobre nossas próprias vidas; passamos a
conversar sobre elas, compartilhá-las, e ao fazer isso, descobrimos possibilidades de criação
conjunta e de realizar uma visão organizacional. Nossa intenção determina uma percepção
seletiva, na qual separamos a “figura” – aquilo que nos interessa, do “fundo”, todo o resto captado
por nossos órgãos dos sentidos. E nossas ações decorrem do que percebemos e,
conseqüentemente, tendemos a nos dirigir, inconscientemente, na direção daquilo que queremos
ou a que tememos. Ficamos presos num círculo vicioso em que nossas crenças determinam
nossas percepções e estas tendem a confirmar, cada vez mais nossas crenças, restringindo a
capacidade criativa que nos diferencia como seres humanos.

Pensamento Quântico
É a capacidade de pensar paradoxalmente. Isso implica em se utilizar nas decisões a formulação
“ __ e __” ao invés, unicamente, de “ __ ou __” , dando origem a soluções criativas e a estruturas
inovadoras.
O pensamento quântico permite que passemos do modo ocidental de decidir entre “ Ou uma OU
outra possibilidade” , para um modo tipicamente oriental de decidir admitindo-se, ao mesmo tempo,
“uma E outra possibilidade”. Isto expande a capacidade criativa e a intuição nos processos de
tomada de decisão e solução de problemas da organização.

Leopoldo Antonio de Oliveira Neto


leopoldo@engcult.com.br
Gestão Estratégica de Recursos Humanos

Sentimento Quântico
É a capacidade de se sentir efetivamente vivo e com vitalidade. Isto implica em focar os aspectos
positivos de cada situação favorecendo nossa capacidade de enxergar novas possibilidades e de
nos dirigirmos em direção a elas.
Ao nos permitir mudar os constructos de nossa mente o sentimento quântico nos permite regular
os sistemas de energia de nossos corpos, mantendo um estado de muita energia interior,
independente do que estiver acontecendo exteriormente.

Conhecimento Quântico
É a capacidade de saber intuitivamente. Isto implica em se contar com a intuição, expandindo
grandemente nossos níveis de criatividade, insight criativo nos processos de soluções de
problemas e tomada de decisões.
Conhecimento quântico é capacidade de pensar utilizando outros meios alem do conhecimento
resultante da ciência racionalista, reducionista e positivista, ou seja intuição. Quando o utilizamos,
somos capazes de nos ligar com uma fonte de informações intuitivas. A rapidez de aprendizagem
e a retenção de habilidades melhoram quando processos do cérebro direito são utilizados para
reforçar habilidades do cérebro esquerdo. As informações serão vistas como energia a ser
partilhada e não como fonte de poder a ser acumulado.

Ação Quântica
É a capacidade de agir com responsabilidade. Isto implica na transparência dos valores individuais
e na consciência sobre nossas escolhas, num enfoque em que a empresa é vista como um
ecossistema.
A ação quântica tem a ver com os valores, que influenciam como as coisas são feitas. A
transparência dos valores individuais e a consciência sobre nossas escolhas - alinhadas com
nossos valores - desembocam num salto quântico onde os princípios são tão importantes quanto o
lucro

Confiança Quântica
É a capacidade de confiar na vida. Isto implica em ver o caos como progenitor de níveis novos e
superiores de ordem e coerência.
Pesquisas realizadas em diversas disciplinas científicas apontam que o universo é um sistema
auto-organizador, que está continuamente evoluindo para níveis maiores de complexidade e
coerência, um sistema com inteligência codificada em sua própria estrutura, onde cada parte está
infundida com a ordem implicada do todo. AmiT Goswami ( O universo autoconsciente – Editora
Rosa dos Tempos) É UM físico que descreve como este processo pode estar se desenrolando. A
implicação é que nós tendemos evitar a confusão do caos a todo custo, permanecendo sempre no
controle. Mas estamos fadados a falhar, pois a vida é essencialmente incontrolável. A medida que
começarmos a ver a vida dessa perspectiva mais ampla poderemos relaxar dentro de seu fluxo e
deixar de oferecer resistências às suas inevitáveis mudanças. Poderemos ver que o caos é, de
fato, o progenitor de níveis novos e superiores de ordem e coerência. Sem desequilíbrio (caos)
permaneceríamos paralisados em velhas estruturas e maneiras de ser. Quando existir suficiente
desordem vindo à tona, as velhas estruturas poderão ser liberadas (dissipadas), novas estruturas
poderão se recriadas, ocorrendo a auto-organização. Quando seguirmos em direção ao nosso
sonho, com fé, o universo irá conspirar para nos apoiar. A confiança quântica é a capacidade
para confiar no processo da vida.

Ser Quântico
É a capacidade de ser nos relacionamentos. Isto implica na capacidade de suspender o
julgamento, escutar profundamente e comprometer-se a encontrar soluções em que todos saem
ganhando.

Leopoldo Antonio de Oliveira Neto


leopoldo@engcult.com.br
Gestão Estratégica de Recursos Humanos

Essas habilidades funcionam de maneira integrada. São derivadas de princípios psicológicos -


nossas crenças, suposições, a criatividade do pensamento não linear, nossas escolhas de
princípios espirituais, mais orientados para o coletivo, a interligação do universo e a transformação
– como agimos, nos relacionamos e a confiança que temos na vida. Ao exercitá-las
desenvolvemos integralmente nossos hemisférios cerebrais e expandimos nossa capacidade de
processamento do cérebro.

Habilidades quânticas e componentes organizacionais

As habilidades quânticas estão relacionadas à concepção dos componentes organizacionais.


A visão quântica é fundamental na declaração da visão e se constitui na base da origem das
estratégias, valores e estrutura.

Através da visão quântica - que nos confere a capacidade de ver intencionalmente, de termos
maior consciência dos nossos desejos e anseios - podemos descobrir nossa capacidade para
criar por meio da intenção. Ao imaginar o que queremos, seremos capazes de ver
perceptivamente novas oportunidades e recursos disponíveis para a realização das nossas
intenções.

Através do pensamento quântico - que nos confere a capacidade de ver além das restritas
possibilidades excludentes do isto ou aquilo para as opções do isto e aquilo - podemos identificar
soluções altamente criativas e estratégias inovadoras.

O conhecimento quântico – que nos aguça a sabedoria intuitiva – nos induz a utilização de um tipo
de inteligência do campo quântico, nas análises onde até então recorria-se ao campo estritamente
racional, limitando nossas conclusões.

Conhecimento e pensamento quânticos, como é fácil perceber, ampliam a capacidade da


organização por infundirem altos níveis de criatividade e insights na solução de problemas e
tomada de decisões.

Mais relacionados às estruturas estão o sentimento e a confiança quânticos, pré-requisitos para as


altas demandas de participação. Sua utilização ajudará a substituir estruturas autoritárias e
controladoras.

Recorremos à ação quântica - que nos confere a capacidade de agir com responsabilidade – para
recriarmos coletivamente os valores da organização.
Os efeitos da utilização das habilidades quânticas permearão a organização levando-a a saltos
quânticos para um novo modelo de gestão.

Leopoldo Antonio de Oliveira Neto


leopoldo@engcult.com.br
Gestão Estratégica de Recursos Humanos

No quadro são apresentadas as sete habilidades e o comportamento-chave a elas vinculado:

Relação entre as habilidades quânticas e questões-comportamentos de importância - chave


relativos ao local de trabalho
____________________________________________________________________________
Questões relativas Habilidade Definição Comportamento -
ao local de trabalho quântica chave
____________________________________________________________________________
Qualidade Visão Quântica A capacidade de ver Concentrado
Intencionalmente

Inovação Pensamento A capacidade de pensar Criativo


Quântica paradoxalmente

Motivação Sentimento A capacidade de se sentir Energético


Quântico efetivamente vivo

Obtenção de Poder Conhecimento A capacidade de conhecer Confiante


Quântico intuitivamente

Responsabilidade Ação Quântica A capacidade de agir Ético


Social responsavelmente

Mudança / Caos Confiança A capacidade de confiar Flexível


Quântica na vida

Equipe de Trabalho Ser Quântico A capacidade de ser nos Compassivo


/Parcerias relacionamentos

As capacidades quânticas integram os princípios da mecânica quântica, as descobertas da


psicologia moderna e práticas espirituais adotadas universalmente. Elas equilibram a tradicional
capacidade do cérebro esquerdo para os negócios com uma nova série de capacidades que usam
mais plenamente ambos hemisférios cerebrais.
A medida que dominamos estas capacidades criamos vidas equilibradas e organizações que usam
o cérebro como um todo, tornando-nos mestres autênticos da mudança., transformando nossas
organizações e a nós mesmos de dentro para fora.

Leopoldo Antonio de Oliveira Neto


leopoldo@engcult.com.br
Gestão Estratégica de Recursos Humanos

A seguir mostram-se algumas práticas comumente utilizadas para se lidar com as reações que
podem ocorrer ao tentarmos integrar as habilidades quânticas.

__________________________________________________________
Desintoxicação de paradigmas - reações e remédios
______________________________________________________________________
Habilidade quântica Reação Remédio
Visão Quântica Inadequação Afirmações
Pensamento Quântico Frustração Imagens Visuais
Sentimento Quântico Culpa Manter um Diário
Conhecimento Quântico Confusão Meditação
Ação Quântica Egoísmo Esclarecimento dos.Valores
Confiança Quântica Medo 'Catastrofizar'
Ser Quântico Julgamento Diálogo
______________________________________________________________________
Estas reflexões nos inspiram e desafiam a recriar nossos locais de trabalho, a transformá-los de
hierarquias mecanicistas em comunidades co-criativas.
Motivação e habilidades quânticas

No contexto organizacional, quando as pessoas são apoiadas no processo de discutir e esclarecer


os valores, surgem os valores compartilhados que criam um campo de energia que influencia as
ações individuais e coletivas. Valores e visão, e não procedimentos e políticas dirigem os
comportamentos. Os valores têm a ver mais com o coração das pessoas da organização do que
com a cabeça dos dirigentes.

A discussão dos valores esclarece o que é importante para as pessoas da organização e o que
melhor funciona para as pessoas e para a organização. Os valores compartilhados dão à pessoa
claros pontos de referência para a tomada de decisão e para a ação. Cada pessoa acaba agindo
em coerência com a identidade do todo.

No fundo, é meta da organização, que seus colaboradores possam contribuir para um futuro
sustentável e positivo. Quando a energia individual interage com o todo, ocorrem mudanças
comportamentais espontâneas pelo poder da massa crítica criada.

A mudança individual pode ocorrer através da utilização da habilidade da Visão quântica –


capacidade de ver intencionalmente, isto é, de concentrar nossa atenção num propósito
conscientemente escolhido – através da qual começamos a descobrir nossa capacidade para criar
por meio da intenção.

A Ação quântica é a capacidade para agir com a preocupação pelo todo; agir com
responsabilidade, considerando as conseqüências de nossos atos.

Leopoldo Antonio de Oliveira Neto


leopoldo@engcult.com.br
Gestão Estratégica de Recursos Humanos

O Pensamento quântico – capacidade de pensar paradoxalmente - ajuda a desenvolver o


hemisfério cerebral direito, o pensamento intuitivo. Sabemos que o aprendizado está mais
relacionado à expansão da capacidade de saber e depois agir e menos ao acúmulo de dados. Ao
utilizarmos essa habilidade teremos ampliado nossa possibilidade de aprendizagem e capacidade
para responder criativamente em nosso ambiente de trabalho.

A capacidade de se sentir efetivamente vivo, energizado (sentimento quântico), é fortemente


influenciada pelo contexto do modelo gerencial propósitos-processos-pessoas.

Essa habilidade nos dá a capacidade de escolher conscientemente sentimentos que mantenham


nossa vitalidade. Leva-nos a nos concentrar nos sentimentos positivos em vez de querer entender
um sentimento negativo, a deslocar nossa atenção do problema e canalizar a energia para a
solução.

Ver a situação por esse prisma nos leva a pensar paradoxalmente (pensamento quântico) e nesse
estado mental poderemos ver oportunidades antes não percebidas. Teremos maior clareza de
pensamento e idéias mais criativas.
Praticar o sentimento quântico não significa negar os aspectos negativos implicados nas situações,
mas, transformá-los. Enquanto não aprendermos a energizar e revitalizar nossas vidas, os
programas de mudança organizacional farão pouca diferença na nossa produtividade e em nossa
satisfação com o trabalho. Para mudar o ambiente de trabalho devemos começar por transformar
nosso sentimento negativo em positivo.

Podemos clarear nossas intenções e mudar nosso foco de atenção (visão quântica). À medida
que nossa percepção muda, nossos sentimentos também mudam.

Seremos mais capazes de neutralizar a tensão e passaremos a ter idéias revolucionárias a


respeito das ações que podemos realizar e de mudanças que podemos fazer. Nossa capacidade
para influenciar nossas organizações irá aumentar, nos tornaremos agentes de mudança.
Mudando a nós mesmos, mudamos nossa organização.

Leopoldo Antonio de Oliveira Neto


leopoldo@engcult.com.br
Gestão Estratégica de Recursos Humanos

Palavras finais

Nossa percepção pode ser ampliada através da intenção concentrada. A visão quântica é a
capacidade de ver intencionalmente e romper condicionamentos, de voltar a atenção para
estímulos novos. Para isso precisamos reconhecer que o universo é subjetivo e que criamos a
realidade com nossas escolhas perceptivas.

Romper condicionamentos da infância é difícil mas podemos aprender a nos tornar mais
conscientes de nossas intenções.

Se quisermos uma nova realidade precisaremos ter uma clara intenção do que desejamos criar.
Precisamos adotar ao Enfoque, uma perspectiva quântica pela qual a vida se apresentará de uma
maneira diferente. A visão quântica implica no uso da imaginação, da visualização da nossa vida
por meio de intenção consciente. Requer dedicação de tempo para que tornemos mais claros
nossos desejos e mais conscientes nossa atenção.

Quando nossa capacidade de criar aumenta, e nossa capacidade de criara uma realidade coletiva
aumenta conseqüentemente, na medida em que influenciamos outras pessoas com nossas
intenções e somos influenciados pelas intenções de outros, na complexa rede de inter-relações do
universo.

Aquilo que não podemos imaginar não podemos criar. Imaginando o que queremos temos a
percepção de novas oportunidades e dos recursos com os realizamos nossos desejos.

O desafio é manter nossas intenções e não permitir interferências de pensamentos não produtivos.
Podemos para isso, utilizar algumas técnicas como as afirmações, declarações de intenção,
repetindo-as verbalmente com freqüência, escrevendo-as e lendo-as várias vezes por dia, ou
construir, com figuras de revistas ou desenhos, um mapa dos sonhos que desejamos realizar,
expondo-o em lugar visível. Essas manobras nos ajudam a direcionar melhor o pensamento e
manter nossas intenções conscientes.

As empresas gastam muito dinheiro para desenvolver declarações de visão. Normalmente, esse
desenvolvimento fica a cargo de um líder, um gerente, que passa dias procurando a melhor
linguagem e em busca de apoio para a disseminação da visão, contando com o comprometimento
de todos. No entanto, as crenças individuais não são mudadas por decreto e, se as pessoas não
são envolvidas no processo de visualização, não são capazes de ver perceptivamente novas
possibilidades; continuarão presas a seus condicionamentos mentais e incapazes de fazer as
novas escolhas desejadas pelo mandato da liderança.

Quando a visão não é compartilhada não há a vivência e a experiência capazes de gerar o impacto
organizacional que levaria à realização bem sucedida da visão. Perde-se assim, a energia
criativa inerente à visão intencional e a mudanças não ocorrerão porque o foco de atuação não
mudou; não há uma identidade comum e um propósito partilhado e, conseqüentemente, não há um
alinhamento perceptivo.

O importante na perspectiva quântica, é o que se quer realizar. O enfoque é na clareza da visão; o


como aparecerá naturalmente, a partir da interação entre as pessoas. A clareza da visão permitira
saltos quânticos diários.

Temos portanto diante de nós o grande desafio de nos libertar de nossas programações genéticas
e culturais para, com liberdade, escolhermos conscientemente o que ver, pensar, sentir e agir.

Leopoldo Antonio de Oliveira Neto


leopoldo@engcult.com.br
Gestão Estratégica de Recursos Humanos

Esse compromisso individual acaba gerando uma massa crítica com poder de mobilizar todo um
sistema que mudará espontaneamente, sem esforços.
Para a teoria quântica, essas mudanças são decorrentes da intrincada interconexidade da vida. As
mudanças em uma parte do sistema influenciam outras partes no sistema interativo do universo
quântico.

Assim, a mudança organizacional tem seu início do nível de consciência individual e se propaga
abrangendo todo o sistema. Velhos paradigmas são enfraquecidos e novos são fortalecidos
quando escolhemos ver, pensar, sentir, agir de maneira diferente, quando usamos mais a intuição
e a confiança, quando, com coragem, enfrentamos o desafio das mudanças internas e quando nos
dispomos às reações do ego frente às ameaças do novo, carregado de sentimentos negativos
como medo, culpa, frustração, inadequação. Enfrentar essa crise, no entanto, representa quebra
de paradigmas e renovação de energia transformadora; quando superada a crise, nos
encontramos num novo patamar de ser, vivenciamos um salto quântico no poder pessoal.

Todavia, precisamos reconhecer e aceitar esses sentimentos negativos, conviver com eles um
certo tempo, pois a transformação só ocorrerá com a vivência; negá-los é enterrá-los no
inconsciente e perder a escolha consciente.
Praticar as habilidades quânticas nos mobiliza para seguir em frente no processo, lidar com a
tensão e o caos, às vezes necessário à nossa melhoria. O importante é aprender com as
experiências.
Ao utilizar as habilidades quânticas mudamos o enfoque, assumimos responsabilidade pelo estado
atual das coisas e começamos a imaginar como poderia ser; recriamos e definimos novo
significado e propósito para nossa vida e, ao fazê-lo, para nosso ambiente de trabalho.
Esses compromissos individuais resultam em compromissos coletivos e acabam por criar,
organizações quânticas, isto é, organizações sem fronteiras, em constante mudança, que
respeitam a diversidade, a divergência de idéias, confiam na lei auto-organizadora da natureza,
exercitam a visão sistêmica e são comprometidas com a integridade.
Tais compromissos transformam o ambiente e a natureza do trabalho. O mundo tem se
preocupado com as conseqüências espirituais e ecológicas da mentalidade consumista do
capitalismo. A tecnologia transformou a vida e o trabalho. O trabalho poderá deixara de ser o
centro principal de nossas vidas; poderá vir a ter novo significado quando começarmos a relacioná-
lo com propósitos mais amplos, voltados para o bem comum, para a preservação da vida e da
natureza.
As habilidades quânticas serão utilizadas para visualizarmos um mundo melhor para todos.

Leopoldo Antonio de Oliveira Neto


leopoldo@engcult.com.br

Você também pode gostar