Você está na página 1de 33

INSCRIÇÃO ESCOLA SALA LUGAR NA

SALA

NOME ASSINATURA DO CANDIDATO

ÁREAS DA PEDIATRIA

Instruções para a realização da prova


 Esta prova é composta de 80 questões de múltipla escolha. Para cada questão, há 4 alternativas, devendo
ser marcada apenas uma.

 Assine a folha de respostas com caneta esferográfica preta e transcreva para essa folha as respostas
escolhidas.

 Ao marcar o item correto, preencha completamente o campo correspondente, utilizando caneta esferográfica
preta.

 Não deixe nenhuma das questões em branco na folha de respostas.

 A duração total da prova é de 4 horas. NÃO haverá tempo adicional para transcrição de gabarito.

 Você somente poderá deixar a sala após 2h do início da prova, podendo levar consigo APENAS o
CONTROLE DE RESPOSTAS DO CANDIDATO e a DECLARAÇÃO DE PRESENÇA (abaixo).

RESIDÊNCIA MÉDICA 2018 – 1ª FASE


ÁREAS DA PEDIATRIA

CONTROLE DE RESPOSTAS DO CANDIDATO


1 11 21 31 41 51 61 71
2 12 22 32 42 52 62 72
3 13 23 33 43 53 63 73
4 14 24 34 44 54 64 74
5 15 25 35 45 55 65 75
6 16 26 36 46 56 66 76
7 17 27 37 47 57 67 77
8 18 28 38 48 58 68 78
9 19 29 39 49 59 69 79
10 20 30 40 50 60 70 80

DECLARAÇÃO DE PRESENÇA

Declaramos que o candidato abaixo, inscrito no PROCESSO SELETIVO RESIDÊNCIA MÉDICA 2018, compareceu à prova da 1ª
Fase realizada no dia 12 de novembro de 2017.

Nome: Documento:

Coordenação de Logística
Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp
3

1) Lactente de 15 meses de idade chega à Unidade de Emergência Pediátrica com


quadro de convulsão tônico-clônica generalizada com início há 10 minutos. Após
aplicação de diazepínico por via endovenosa, a crise cessa. A mãe refere que a
criança nunca teve isto antes e que acordou pela manhã com o nariz escorrendo, e
um pouco chorosa. No exame físico apresenta-se febril (38,7°C), sem outras
alterações. Assinale a alternativa CORRETA para os fatores de risco para
recorrência desta situação:
a) Idade e temperatura acima de 38,5°C.
b) Idade e antecedentes familiares.
c) Tipo de convulsão e antecedentes familiares.
d) Tipo de convulsão e elevação rápida da temperatura.

2) Escolar, dez anos de idade, com diagnóstico prévio de Asma, em uso domiciliar
de prednisona oral e nebulização com fenoterol a cada 6 horas, há 24 horas. Chega
ao hospital com história de piora da dispnéia e sibilância há 8 horas. Ao exame
físico, REG, agitado, palidez cutânea, afebril, FR: 46 irpm, FC: 110 bpm, PA: 90x50
mmHg, saturação transcutânea de oxigênio: 88%. Murmúrio vesicular diminuído
globalmente, com poucos sibilos, retração subcostal e de fúrcula esternal. Admitido
em sala de emergência, onde recebeu nebulização contínua de salbutamol e
ipratrópio com oxigênio, acesso venoso e metilprednisolona ev. Após 30 minutos, foi
administrado sulfato de magnésioEV. Na sequência de conduta, assinale a
alternativa CORRETA quanto aos parâmetros para intubação endotraqueal:
a) Retenção de CO2 na gasometria arterial e diminuição da entrada de ar na
ausculta.
b) Diminuição da oximetria de pulso e aumento da sibilância na ausculta.
c) Alteração de sensório e padrão respiratório paradoxal
d) Acidose metabólica na gasometria arterial e piora da retração subcostal.

3
4

3) As novas recomendações sobre fluidoterapia em pacientes pediátricos


internados, levando em conta os estudos sobre os riscos do uso da fórmula de
Holliday e Segar, envolvem mudanças na oferta dos elementos que compõem o
soro de manutenção. Assinale a alternativa CORRETA que corresponde a a
principal mudança nessa diretriz:
a) Aumento da oferta de sódio.
b) Aumento da oferta de potássio.
c) Diminuição da oferta de sódio.
d) Aumento do aporte hídrico e calórico.

4) Pré-escolar chega à Unidade de Emergência Pediátrica com queixa de


aparecimento de manchas avermelhadas, em relevo, palpáveis em pernas e glúteos,
há 1 semana. Acompanhante (mãe) refere que no último mês, após um quadro
respiratório agudo, a criança vem se queixando de dores articulares com edema de
tornozelos e joelhos. Relata ainda cólicas abdominais nesse período, tendo
evacuado com sangue e muco por duas vezes. Em relação ao seguimento em longo
prazo, assinale a alternativa CORRETA que representa a principal complicação
associada a doença descrita:
a) Doença hematológica
b) Insuficiência hepática
c) Insuficiência renal
d) Doença coronária

5) Pré-escolar de 2 anos e 6 meses vem encaminhado do Hospital Regional à


Unidade de Emergência Pediátrica de Hospital Terciário com quadro de febre,
rouquidão e dificuldade respiratória progressiva há dois dias, que se agravou nas
últimas seis horas. Foi medicado há 2 horas com dexametasona intramuscular 0,6
mg/Kg e recebeu duas nebulizações com 5 ml de adrenalina 1:1000, sem melhora.
Ao exame físico, REG, palidez cutânea, toxemiado, estridor inspiratório em repouso,
agitado, acianótico, FR = 62 irpm, FC =150 bpm, Temp.= 38,8°C. Saturação
transcutânea de oxigênio: 88% (ar ambiente). Assinale a alternativa para a conduta
CORRETA neste caso:
a) Repetir nebulização com adrenalina 1:1000 e metilprednisolona ev.
b) Intubação endotraqueal e antibioticoterapia ev.
c) Dexametasona ev e máscara não reinalante de oxigênio.
d) Oxigênio umidificado e aquecido e metilprednisolona ev.

4
5

6) Menino, 3 anos, com quadro de edema em face acompanhado de diminuição do


volume urinário. Exame de urina com proteinúria ++++ e hematúria +. Assinale a
alternativa CORRETA quanto a volemia deste paciente:
a) Volemia sem alterações
b) Hipervolêmico por aumento da pressão hidrostática
c) Hipovolêmico por aumento da pressão oncótica
d) Hipovolêmico por diminuição da pressão oncótica

7) Em relação à questão anterior, assinale a alternativa CORRETA para a situação


de urgência a ser considerada neste caso:
a)Estado de mal convulsivo
b) Edema agudo de pulmão
c) Embolia pulmonar
d) Peritonite

8) No atendimento à parada cardiorespiratória da criança, assinale a alternativa


CORRETA quanto ao ritmo cardíaco mais frequente, o pulso à ser palpado e a
droga à ser administrada, nesta ordem.
a) Assistolia. Carotídeo. Adrenalina 1:10.000
b) Atividade elétrica sem pulso. Femural. Adrenalina 1:1000
c) Assistolia. Radial. Noradrenalina
d) Fibrilação ventricular. Carotídeo. Amiodarona

9) Menina de 8 anos trazida à Emergência por apresentar diplopia e alteração da


fala há 1 dia. Mãe relata óbito de sobrinha com tumor cerebral na infância. À
admissão ptose palpebral bilateral e diplopia. Exame oftalmológico evidenciou
redução gradativa da força em músculo reto lateral e músculo elevador da pálpebra
bilateralmente. Questionada, criança lembrou de ter “pisado em espinho” na tarde
anterior. Avaliação do pé esquerdo mostrou 1 ponto de inoculação eritematoso em
4º dedo. Exames evidenciaram CK: 4425 e urina com Hb positiva. Assinale a
alternativa CORRETA para a hipótese diagnóstica:
a) Acidente crotálico
b) Acidente elapídico
c) Acidente loxocélico
d) Acidente botrópico

5
6

10) Lactente de 3 meses chega à Emergência, pálido, pouco responsivo, com


cianose labial, pulsos periféricos finos, Tempo de enchimento capilar: 4 seg., afebril,
taquicardico, taquipneico. Saturação Oxigênio: onda irregular, 79% PA: 40/20.
Quando colocado na sala de Urgência, observa-se no monitor cardíaco: FC: 220,
QRS estreito, dificuldade de visualização da onda P, ritmo regular. Assinale a
alternativa CORRETA para a hipótese diagnóstica:
a) Taquicardia sinusal. Analgésico.
b) Taquicardia supra ventricular. Cardioversão sincronizada.
c) Taquicardia ventricular. Ressuscitação cardio pulmonar.
d) Taquicardia ventricular. Desfibrilação elétrica.

11) Paciente, quatro anos de idade, internado com diagnóstico de choque séptico
tendo como foco uma pioartrite em joelho direito. Na internação apresentava Escala
de Coma de Glasgow de 9. Exames de entrada: hemoglobina de 8,0 mg/dL,
leucócitos de 23.000 com 1% de metamielócitos, 15% de bastões, 60% de
segmentados e 24% de monócitos, plaquetas de 45.000; coagulograma com RNI de
2,8; aspartato aminotransferase (AST) de 15 e alanina aminotransferase (ALT) de
18; ureia de 98 e creatinina de 0,83. Nas primeiras duas horas de internação já se
encontrava em ventilação mecânica, com uma relação PaO2/FiO2 de 230, em uso
de adrenalina contínua. O lactato era de 5,7. Frente ao quadro apresentado assinale
a alternativa CORRETA que representa as disfunções de órgãos e sistemas
apresentadas por este paciente:
a) Neurológico, hematológico, hepático, renal, respiratório, cardiovascular e
metabólico.
b) Neurológico, hematológico, renal, respiratório e cardiovascular.
c) Hematológico, hepático, renal, respiratório e cardiovascular.
d) Hematológico, hepático, renal, respiratório, cardiovascular e metabólico.

6
7

12) Criança de 3 anos de idade, com quadro de insuficiência respiratória aguda, é


intubada com tubo orotraqueal número 4,0 com balonete e fixado em 12,5. Alguns
minutos após intubação observa-se queda de saturação até 84%, ausculta com
ausência de murmúrio vesicular no hemitórax direito, desvio da que a traqueia para
esquerda e diminuição da frequência cardíaca de 150 para 98 bpm. Assinale a
alternativa CORRETA para a conduta a ser adotada:
a) Introduzir o tubo orotraqueal para fazer ventilação seletiva em pulmão esquerdo
até confirmar o diagnóstico.
b) Solicitar Rx de tórax.
c) Fazer uma punção torácica aliviadora em segundo espaço intercostal na linha
hemiclavicular direita.
d) Trocar o tubo orotraqueal para um número 4,5 com balonete.

13) Assinale a alternativa CORRETA - O citrato de fentanila quando feito em


infusão rápida (bolus) em crianças menores de dois anos de idade tem como efeito
colateral:
a) Hipoglicemia
b) Convulsão
c) Boncoespasmo
d) Rigidez de caixa torácica

14) Assinale a alternativa CORRETA - A síndrome de Waterhouse-Friderichsen


encontrada na meningoccemia está relacionada a:
a) Falência hepática
b) Falência hipofisária
c) Falência renal
d) Falência adrenal

15) O índice de oxigenação é atualmente utilizado em pacientes com Síndrome do


Desconforto Respiratório Agudo (SDRA) em ventilação mecânica para definir
gravidade. Assinale a alternativa CORRETA para os valores utilizados para o seu
cálculo:
a) PaO2, FiO2 e pressão média de vias aéreas
b) PaO2, FiO2 e tempo expiratório
c) PaO2, FiO2 e pressão positiva expiratória final (PEEP)
d) PaO2, FiO2 e pico de pressão inspiratória (PIP)

7
8

A partir deste enunciado responda as questões 16 e 17, subsequentes:


Menino de 5 anos, 20 kg, chega a unidade de Emergência com quadro de primo
descompensação de Cetoacidose Diabética. Duas horas antes havia passado em
Unidade Básica de Saúde com quadro de polidipsia, poliúria, polifagia e fita
glicêmica de 400 mg/dl, sendo medicado com 2 UI de insulina simples subcutânea.
Na gasometria inicial da Unidade de Emergência apresentava pH: 7,10; pO2: 80;
pCO2: 20; HCO3: 6; Fita glicêmica com 150 mg/dl.

16. Analisando o aqui exposto, em relação à conduta anterior de receber insulina na


UBS, Assinale a alternativa CORRETA:
a) A conduta está completa, visto que praticamente normalizou a glicemia e,
portanto, diminuirá a diurese osmótica.
b) A conduta está incompleta, pois a queda de glicemia não foi suficiente, devido à
dose baixa administrada de insulina
c) A conduta está incompleta, pois o push de insulina isolado não controla todos os
mecanismos envolvidos na acidose na cetoacidose diabética
d) Impossível saber se a conduta está completa ou não porque não foi relatado
como estavam os corpos cetônicos na urina.

17. Analisando o aqui exposto, assinale a alternativa CORRETA para a interpretação


correta desta gasometria:
a) Acidose Metabólica descompensada em uma gasometria arterial
b) Acidose Metabólica com compensação parcial em uma gasometria arterial
c) Acidose Metabólica parcialmente compensada em uma gasometria venosa
d) Acidose Mista com compensação parcial em uma gasometria venosa

18) Menina não amamentada, 4 meses, chega ao serviço de urgência com quadro
de diarreia líquida, com episódios com muco e sangue, além de história de febre alta
(não medida) há 3 dias. Ao exame físico mucosas secas, turgor diminuído e
perfusão periférica lentificada. FC: 185 bpm, FR: 80 ipm. Analisando o aqui exposto,
em relação o diagnóstico e tratamento, assinale a alternativa CORRETA:
a) Gastroenterite aguda, Hidratação, Antiviral
b) Enterite aguda, Hidratação, Antibiótico
c) Enterocolite aguda, Hidratação, Oxigênio
d) Enterocolite aguda, Hidratação, Antibiótico

8
9

19. Paciente de 3 meses chega ao serviço com quadro de desidratação e acidose


metabólica. Recebe hidratação e bicarbonato de sódio devido à acidose. Após
algumas horas com ascensão do pH sanguíneo em 0,32 (7,2 para 7,52) inicia
tremores pelo corpo assemelhados a uma convulsão.
Nesse momento a hipótese CORRETA é:
a) Hipercalemia
b) Hipocalemia
c) Hipercalcemia
d) Hipocalcemia

20. Na hipermagnesemia assinale a alternativa CORRETA para um achado


associado e frequente:
a) Hiporreflexia patelar
b) Hipercalemia associada
c) Hipernatremia associada
d) Hiperreflexia generalizada

21. O uso de pressão positiva contínua em vias aéreas (CPAP) exerce vários
benefícios no tratamento da síndrome do desconforto respiratório do recém-nascido.
Assinale a alternativa CORRETA para um de seus mecanismos de ação:
a) Diminuição da capacidade residual pulmonar.
b) Manutenção das vias aéreas superiores pérvias.
c) Inibição da síntese de surfactante pulmonar.
d) Aumento do esforço respiratório.

22) A utilização do surfactante pulmonar representa um importante recurso na


terapêutica respiratória do recém-nascido pré-termo. Assinale a alternativa
CORRETA quanto ao seu uso:
a) O número de doses administradas pode chegar a 6 até 72 horas de vida.
b) O intervalo mínimo entre as doses deve ser superior a 8 horas.
c) A administração profilática apresenta melhores resultados que a de resgate.
d) Os produtos derivados de pulmão animal são mais eficientes que aqueles
sintéticos.

9
10

23) Recém-nascido a termo com 12 horas de vida recebe oxigenioterapia por


capuz/halo de oxigênio com fração inspirada de oxigênio de 1,0 devido a quadro de
hipertensão pulmonar persistente. A saturação pré-ductal é de 95%. Você recebe o
resultado de uma gasometria com os seguintes valores: pH 7,34; PO2 75 mmHg;
pCO2 46 mmHg; HCO3 20. Assinale a alternativa CORRETA em relação à conduta
a ser tomada:
a) Indicar a intubação traqueal e ventilação pulmonar mecânica.
b) Manter o uso de capuz/halo de oxigênio em fração de 1,0.
c) Iniciar imediatamente o uso de óxido nítrico inalatório.
d) Administrar uso de vasodilatadores pulmonares via parenteral.

24) Criança de 32 semanas de idade gestacional apresenta ao nascimento hipotonia


global e choro fraco; foi levado para a mesa de reanimação e foram realizados os
passos iniciais. Na reavaliação encontra-se com frequência cardíaca de 110
batimentos por minuto e respiração irregular. Assinale a alternativa CORRETA
quanto ao próximo passo a ser tomado:
a) Aplicar pressão positiva contínua em vias aéreas (CPAP) por máscara facial.
b) Aplicar pressão positiva em vias aéreas (CPAP) por máscara em ar ambiente.
c) Aplicar ventilação com pressão positiva por máscara em fração de oxigênio de
0,3.
d) Aplicar ventilação com pressão positiva por tubo traqueal em ar ambiente.

25) Em relação ao metabolismo de glicose no feto e recém-nascido, assinale a


alternativa CORRETA:
a) O transporte transplacentário de glicose é por difusão passiva.
b) O nadir de glicemia é atingido por volta de 24 horas de vida.
c) A amamentação na primeira de hora favorece a normalização dos valores
glicêmicos.
d) O feto produz habitualmente glicose em situações normais de crescimento
intrauterino.

10
11

26) Recém-nascido a termo, com líquido amniótico meconial ao nascimento


encontra-se hipotônico e choro débil. Levado à mesa de reanimação foi submetido
aos passos iniciais de reanimação e verifica-se frequência cardíaca de 80
batimentos por minutos e respiração irregular. Assinale a alternativa CORRETA
quanto a conduta ser tomada em seguida:
a) Intubar e aspirar a traqueia até retorno de secreção clara.
b) Intubar e aspirar a traqueia uma única vez, independente do aspecto do líquido
aspirado.
c) Iniciar ventilação com pressão positiva por cânula traqueal.
d) Iniciar ventilação com pressão positiva por máscara em ar ambiente.

27) Recém-nascido pré-termo de 29 semanas de gestação tem o diagnóstico de


enterocolite necrosante grau II de Bell. Assinale a alternativa CORRETA quanto ao
achado radiológico encontrado nestes casos:
a) Apenas edema e distensão de alças intestinais.
b) Pneumatose e/ou ar no espaço Porta.
c) Presença de pneumoperitônio e ascite.
d) Distribuição gasosa normal ou leve edema de alça.

28) No tocante ao tratamento da persistência do canal arterial no recém-nascido pré-


termo, assinale a alternativa CORRETA:
a) A taxa de falha de fechamento do canal com ibuprofeno é inferior àquela obtida
com o tratamento com indometacina.
b) O prolongamento do ciclo de tratamento com ibuprofeno além de três dias tem
maior chance de sucesso de fechamento do canal.
c) O uso da solução enteral de ibuprofeno tem uma taxa de sucesso de fechamento
do canal igual ou superior ao uso da solução injetável.
d) O tratamento cirúrgico primário é o de escolha e nas primeiras 24 horas de
sintomatologia.

29) Assinale a alternativa CORRETA - Em relação à prescrição de nutrição


parenteral para um recém-nascido pré-termo deve ser observado:
a) Iniciar a administração após o 3º dia de vida após estabilização respiratória da
criança.
b) Iniciar a administração o mais precocemente possível.
c) Iniciar o aporte de lipídeos apenas após afastar-se a possibilidade de sepse.
d) O valor máximo a ser atingido de glicose é de 6 mg/kg/minuto.

11
12

30) A implementação de uma série de medidas na primeira hora de vida em recém-


nascidos pré-termo extremos e/ou menores de 1.000g constitui-se a “Golden Hour”.
Assinale a alternativa CORRETA quanto aos aspectos desse pacote de medidas de
cuidados:
a) Iniciar a infusão de solução de glicose, cálcio e aminoácidos nessa primeira hora.
b) Realizar a cateterização apenas da veia umbilical devido ao risco de trombose
associados ao cateterismo arterial.
c) Realizar a intubação traqueal para administração de surfactante exógeno
profilático.
d) Manter a umidificação da incubadora abaixo de 85%.

31) “O exame neurológico começa pela pele”. Esta observação clássica ocorre
devido à pele e sistema nervoso central se originarem do mesmo folheto
embrionário. Portanto, algumas doenças neurológicas podem apresentar lesões de
pele (Neurofibromatose tipo 1 por exemplo). Assinale a alternativa CORRETA
quanto ao folheto embrionário que dá origem à pele e ao sistema nervoso central:
a) Endoderma
b) Ectoderma
c) Mesoderma
d) Palioderma

32) Paciente de 7 anos, sexo masculino, apresenta fraqueza muscular progressiva,


ascendente, ao longo da última semana. O exame neurológico mostra força grau 3
em membros inferiores e grau 4 em membros superiores. Nervos cranianos e
restante do exame neurológico sem anormalidades. Exame de líquido
cefalorraquidiano: leucócitos 1, hemácias 1, glicose 67, proteína 82. Assinale a
alternativa CORRETA para a hipótese diagnóstica:
a) Síndrome medular sub-aguda
b) Polirradiculoneurite aguda
c) Amiotrifia espinhal
d) ADEM (acute disseminated encephalomyelitis)

12
13

33) Paciente de 10 anos de idade, sexo masculino, apresenta cefaleia frontal,


pulsátil, com fonofobia, que ocorre duas vezes por semana. Nega náusea ou vômito.
Considerando-se que o diagnóstico é de migranea sem aura, assinale a alternativa
CORRETA para a medicação profilática indicada neste caso:
a) Flunarizina
b) Carbamazepina
c) Pizotifeno
d) Cetotifeno

34) Paciente de 5 meses, sexo feminino, apresenta episódios paroxísticos de


contração tônica dos 4 membros, em flexão, com duração de 2 segundos. Estes
episódios se repetem várias vezes com intervalo de aproximadamente 10 segundos.
O desenvolvimento neuropsicomotor é normal. Considerando que trata-se de
espasmo epiléptico, assinale a alternativa CORRETA para a medicação de escolha
para este paciente:
a) Fenobarbital
b) Vigabatrina
c) Carbamazepina
d) Ácido valproico

35) Paciente de 04 meses de idade chega ao pronto-socorro com história de ter


apresentado crise tônico-clônica generalizada com duração de 1 minuto. Ao exame
apresenta-se febril, sonolento e com abaulamento de fontanela anterior. Assinale a
alternativa CORRETA para a primeira hipótese diagnóstica e conduta a serem
consideradas:
a) Convulsão febril, observação clínica sem necessidade de nenhuma medicação
antiepiléptica.
b) Convulsão febril, orientar uso de diazepam profilático quando voltar a apresentar
febre.
c) Meningite bacteriana, antibioticoterapia.
d) Tumor cerebral, tomografia de crânio, abordagem cirúrgica.

13
14

36) Paciente de 10 anos, sexo feminino, apresenta paralisia facial periférica à direita
há 1 dia. A otoscopia evidencia vesículas com conteúdo transparente em pavilhão
auricular. Assinale a alternativa CORRETA para a hipótese diagnóstica:
a) Paralisia facial de Bell
b) Síndrome de Ramsay-Hunt
c) Otite externa complicada
d) Síndrome de Miller-Fisher

37) Paciente de 1 ano de idade, sexo masculino, apresenta hipotonia difusa desde o
nascimento. O exame neurológico mostra reflexos osteo-tendíneos abolidos
globalmente, força muscular grau 3 nos quatro membros, dificuldade para deglutição
(engasgos frequentes) e fasciculação de língua. Assinale a alternativa CORRETA
para a hipótese diagnóstica:
a) Paralisia cerebral tetraparética
b) Esclerose lateral amiotrófica
c) Amiotrofia espinhal
d) Leucodistrofia metacromática.

38) Kernicterus é uma das causas mais comuns de paralisia cerebral discinética
(encefalopatia bilirrubínica crônica). Assinale a alternativa CORRETA para a
fisiopatologia desta entidade:
a) Doença hepática com impregnação de núcleos da base por bilirrubina direta.
b) Doença hepática com impregnação de núcleos da base por bilirrubina indireta.
c) Hemólise por incompatibilidade sanguínea materno-fetal com impregnação de
núcleos da base por bilirrubina direta.
d) Hemólise por incompatibilidade sanguínea materno-fetal com impregnação de
núcleos da base por bilirrubina indireta.

39) Os reflexos primitivos são respostas automáticas e estereotipadas a um


determinado estímulo externo. Estão presentes ao nascimento, mas devem ser
inibidos ao longo dos primeiros meses de vida. Assinale a alternativa CORRETA
para qual dos reflexos primitivos abaixo apresenta integração cortical:
a) Moro
b) Preensão palmar
c) Sucção reflexa
d) Reflexo de colocação (placing)

14
15

40) Paciente apresenta ao exame neurológico desvio de língua para direita, o que
indica lesão de um dos nervos cranianos. Assinale a alternativa CORRETA para
qual nervo está lesado:
a) Nervo hipoglosso direito
b) Nervo hipoglosso esquerdo
c) Nervo glossofaríngeo direito
d) Nervo glossofaríngeo esquerdo

41) Paciente masculino, negro, encaminhado ao serviço terciário aos 2 meses de


vida com quadro clínico de “diarreia intratável”, motivo pelo qual estava internado há
um mês na UTI Pediátrica de hospital regional. No encaminhamento foi relatado:
“Aos 38 dias de vida, passou a apresentar vômitos pós-alimentares e diarreia: 8
evacuações/dia, fezes líquidas, amareladas, volumosas. Evoluiu com choque
hipovolêmico e acidose metabólica refratária, que consistiram no motivo do
encaminhamento. Radiografia abdome: Distensão generalizada de alças intestinais.
ANTECEDENTES: Aleitamento materno exclusivo até a internação por diarreia.
Parto cesárea, Peso: 3160, Comp.: 47 cm, Capurro: 39s 2d, alta com 3 dias vida
2950g. EXAME FÍSICO: Peso: 2860 g, descorado (+), mucosas úmidas, choro com
lágrimas, diminuição do tecido adiposo, atrofia muscular generalizada. FR = 44
incursões/min. FC = 122 batimentos/min, Sat O2 100% ar ambiente, tempo de
enchimento capilar 2”, MV (+) sem RA, BRNF sem sopros. Abdome levemente
distendido, fígado RCD, baço não palpável. Genitais masculinos típicos. Toque retal
= orifício anal tópico, canal anal sem resistência ao toque, eliminação explosiva de
fezes líquidas a retirada do dedo após o toque. Assinale a alternativa CORRETA
para a primeira hipótese diagnóstica a ser considerada:
a) Fibrose Cística
b) Doença celíaca
c) Doença de Hirschsprung
d) Doença Inflamatória Intestinal

15
16

42) Lactente, 4 meses de vida, masculino, mãe refere retorno de leite à boca após
todas as mamadas, desde os 2 meses. Há 45 dias em uso de ranitidina e
domperidona sem melhora. Gestação sem intercorrências. Parto normal. Ao
nascimento: Peso: 2950g/Comprimento: 50 cm. Sorri, balbucia, sustenta a cabeça e
segue objetos com os olhos. Aleitamento artificial desde o nascimento, fórmula de
partida, diluição correta, 1 mamada de 210 ml, em intervalos de 3 horas, 8 mamadas
diárias. Hábito miccional e intestinal adequados. Ex. físico: 6,5 Kg, comp. 63 cm.
Corado, tecido celular subcutâneo adequado, trofismo muscular preservado. Ex.
físico especial sem anormalidades. Assinale a alternativa CORRETA para a
hipótese diagnóstica e conduta mais adequadas:
a) Regurgitação do lactente. Orientação de dieta.
b) Hérnia de hiato. Radiografia contrastada esôfago-estômago-duodeno
c) Doença do refluxo gastroesofágico. Monitorizar pH intra-esofágico 24h
d) Doença do refluxo gastroesofágico. Ultrassonografia abdominal.

43) Paciente de 2 anos, sexo masculino. Queixa de diarreia há 3 meses. Apresenta


5 a 6 evacuações por dia, fezes esverdeadas, consistência semi-pastosa a líquida,
com restos alimentares de cenoura, tomate, alface, feijão; as dejeções ocorrem após
a ingestão de qualquer alimento, eventualmente com muco, sem sangue. Dieta:
Composto lácteo adequado para a idade; há 9 meses é alimentado com dieta da
família, processada para a textura pastosa e de composição adequada em macro e
micronutrientes. Ex. físico: Peso percentil 80, altura percentil 90. Corado, ativo,
tecido celular subcutâneo adequado, trofismo muscular adequado. Sem
adenomegalias. Exame físico especial sem anormalidades. Assinale a alternativa
CORRETA para a hipótese diagnóstica mais adequada:
a) Síndrome de má absorção.
b) Diarreia funcional.
c) Imunodeficiência.
d) Doença celíaca.

16
17

44) Lactente encaminhado do centro de triagem neonatal com 38 dias de vida para
realização do teste do suor por apresentar uma primeira dosagem de Tripsina Imuno
Reativa (IRT1) de 90ng/dl e uma segunda dosagem de IRT2 150ng/dl. RN de termo,
3.450g, 47,5 cm, Apgar 8 – 10, parto vaginal, sem intercorrências neonatais. Em
aleitamento Materno exclusivo. Mãe 23 anos, primeiro filho faleceu com dois meses
de vida por infecção respiratória e edema generalizado. Ao Exame Físico lactente
apresentava regular estado geral, choro constante, só acalma no seio materno peso
de 2.950g, 49,5 cm de comprimento. Frequência respiratória de 58 mrm, Frequência
cardíaca de 134 bpm, sem outros achados. Solicitado gasometria arterial que
mostrava os valores: pH = 7,58 - pO2 = 85mmHg – pCO2 = 32mmHg – HCO3 =
32mmol/L Na = 121mmol/L – K = 2,1mmo/L – Cl = 82mmol/L – Ca= 1,25mmol/L Glic
= 75mg/dL ; Hb = 13g/dL – Ht = 51% Frente a esta história clínica, esses dados de
exame físico e a esta gasometria, assinale a alternativa CORRETA para conduta
mais adequada:
a) Iniciar terapia de reposição enzimática, agendar um teste de suor e Esteatócrito,
orientar terapia de reidratação oral, suplementar aleitamento com solução de NaCl e
KCl via oral e reavaliação em 1 semana.
b) Manter em observação por 24h com Hidratação endovenosa até controle
gasométrico, iniciar fórmula infantil 1Cal/ml, se necessário por sonda nasogástrica,
alta com agendamento de teste do suor e esteatócrito.
c) Internação, hidratação endovenosa com reposição de eletrólitos até controle
gasométrico normalizado, manter aleitamento materno, realizar esteatócrito e de
teste do suor para confirmar ou excluir o diagnóstico de Fibrose Cística.
d) Internação em UTI, Hidratação endovenosa com reposição de Na e K, até
controle gasométrico, iniciar antibioticoterapia e corticoterapia EV, em seguida
reposição salina V.O. Realimentar com fórmula infantil 1Cal/ml.

17
18

45) PFB, 12 anos, feminina, branca, natural e procedente de Jundiai, SP, admitida
no ambulatório de Pediatria em 3/11/2011. Apresentava queixa de icterícia há 6
meses com melhora parcial nos últimos 2 meses. Concomitantemente, referiu
acolia/hipocolia fecal e colúria. Nesse período, queixou de náuseas, vômitos e dor
abdominal quando ingeria alimentos gordurosos. A dor é localizada no andar
superior do abdômen, melhora com dipirona e ocorre duas vezes/semana. Há 3
semanas, apresentou edema em MMII e sangramento nasal e na gengiva que
melhorou com 3 injeções de vitamina K e repouso relativo. Nega doenças ou
internações anteriores. Imunização em dia (sem apresentação da carteira de
vacinação). Exame físico: icterícia 1+/4+, com edema de membros inferiores 1+/4+,
fígado palpável no rebordo costal direito de consistência endurecida 1+/4+, sem
sinais de ascite. Baço percutível, mas não palpável. Baseado nessas informações,
assinale a alternativa CORRETA:
a) Nesse relato há características de doença hepática crônica mas ainda não há
elementos para fazer hipótese de insuficiência hepática.
b) Depois das hepatites virais, a doença de Wilson é a principal etiologia de
hepatopatia crônica sendo essa uma hipótese provável.
c) O diagnóstico de hepatite autoimune é baseado em um sistema de escores
sendo mais prevalente no sexo feminino.
d) O primeiro exame a ser solicitado no caso acima, para elucidação diagnóstica, é
a biópsia hepática e deve ser realizada mesmo com RNI alargado.

18
19

O enunciado a seguir refere-se às questões 46, 47 e 48: Um menino negro de 8


anos de idade, previamente hígido, vem ao seu consultório com queixa de dor em
joelho D e tornozelo E há aproximadamente 2 meses, que vem aumentando de
intensidade lentamente; a dor é mais importante pela manhã, mas consegue
deambular, e com o correr do dia a dor melhora um pouco. Refere que nas últimas
semanas tem sentido poucas dores em tornozelo D e punho E. Apenas o joelho
apresenta edema e calor local. Refere discreta adinamia, fraqueza muscular,
inapetência e emagrecimento; febre quase que diária. Há 2 meses vem
apresentando também um quadro de irritação em antebraços, mãos e face, que se
exacerba quando toma sol. Refere que um pouco antes do início do quadro teve
uma infecção de garganta que durou quatro dias e que cedeu em quatro dias. Ao
exame físico está em regular estado geral, eupneico, descorado ++/+++; Peso e
estatura no 50° percentil; FC – 80 / min; PA – 140 / 80 mmHg; Eritema com discreta
descamação nos locais já referidos; Ausculta cardio-pulmonar dificultada devido
hipofonese. Fígado a 2 cm do rebordo costal direito, consistência normal. Baço
percutível, não palpável. Sem adenomegalia. Petéquias disseminadas mais
frequentes em membros inferiores. Traz exames realizados em outro serviço há 1
semana: Hemograma:Hb – 7 g / dl; Leucócitos – 2.75q (3% bast; 64% seg; 25%
linfo; 5% eosino; 3% mono); Plaquetas – 65.000. Urina I: pH – 5,5 – densidade
1.015; leucócito esterase = negativo; cilindros= leucocitários e hemáticos; proteínas
= ++; leucócitos = 20 por campo; hemácias = 100 por campo (codócitos +). Frente
aos dados apresentados:

46) Assinale a alternativa CORRETA para a hipótese diagnóstica:


a) Febre Reumática
b) Púrpura de Henoch-Schönlein
c) Lúpus Eritematoso Sistêmico Juvenil
d) Dermatomiosite juvenil

47) Assinale a alternativa CORRETA para os exames a serem solicitados para


confirmar o diagnóstico: você solicitaria para confirmar o diagnóstico?
a) Enzimas musculares, ecocardiograma, biópsia de músculo
b) Sorologias de doenças infecto contagiosas, biópsia renal e dosagem de
complemento
c) Sorologia para Estreptococo Beta Hemolítico e ecocardiograma
d) Fator antinúcleo, antiDNA e dosagem de complemento

19
20

48) Assinale a alternativa CORRETA para qual o tratamento que você instituiria
inicialmente:
a) Prednisona e Hidroxicloroquina
b) Prednisona e Penicilina Benzatina
c) Penicilina Benzatina e Aspirina
d) Prednisona e Aspirina

49) Nos pacientes com Artrite Idiopática Juvenil há a orientação de fazer avaliação
oftalmológica visto a maior ocorrência de uveíte anterior assintomática. Assinale a
alternativa CORRETA - Para qual paciente com as características clínicas e
imunológicas relacionadas abaixo esta ocorrência é mais frequente?
a) Forma Sistêmica Fator Reumatóide e FAN negativos
b) Forma Poliarticular Fator Reumatóide positivo
c) Forma Poliarticular Fator Reumatóide negativo
d) Forma Pauciarticular ou Oligoarticular FAN positivo

50) Menino negro de 6 anos de idade chega ao pronto socorro com queixa de dor no
quadril à E, de intensidade crescente, com claudicação, há aproximadamente 1 mês
e que melhora com o repouso. Nega outras queixas; utiliza analgésico
esporadicamente. Ao exame físico BEG, corado, boa perfusão periférica. Peso 23
kg, Est 1,15 m FC 100 / m PA 100 / 70 T 36,7 °C Asculta cardio pulmonar –
sem anormalidades. Abdome – sem visceromegalias Osteo-articular – Limitação da
articulação coxo femoral E, dor mais intensa à rotação interna do membro inferior E.
Assinale a alternativa CORRETA para a hipótese diagnóstica:
a) Artrite devida à Anemia Falciforme
b) Artrite Idiopática Juvenil
c) Necrose de cabeça de fêmur
d) Epifisiolistese

20
21

51) Em relação ao estadiamento de Marshall e Tanner de desenvolvimento puberal,


classifique os dois casos abaixo, assinalando a alternativa CORRETA:
Menina: mamas de volume pequeno a médio, além da região sub-areolar, porém
com aréola e mamilos infantis; pelos pubianos grossos e encaracolados em média
quantidade em púbis e grandes lábios sem crescimento à raiz das coxas.
Menino: genital com testículos de volume de 6 a 8 cm3, com pele da bolsa escrotal
enrugada e pouco pigmentada, com crescimento do pênis no comprimento, mas não
no diâmetro; pelos grossos e encaracolados em região pubiana em média
quantidade com crescimento em direção à raiz das coxas.
a) Menina M3/P4; Menino G2/P3
b) Menina M2/P3; Menino G3/P3
c) Menina M3/P3; Menino G3/P4
d) Menina M2/P4; Menino G2/P4

52) Criança com 2 meses de idade do sexo masculino é avaliada pelo pediatra com
atraso neuromotor. Teve resultado de triagem neonatal para hipotireoidismo com
TSH = 2,5 mUI/L (Valor de Referência = VR < 5,0 mUI/L). Neste momento o pediatra
pede novos exames e os resultados são: TSH = 2,8 mUI/L (VR < 4,5 mUI/L), T4 total
= 2,0 mg/dL (VR 4,5 – 12,0 mg/dL) e T4 livre = 0,3 ng/dL (VR = 0,8 – 1,7 ng/dL).
Assinale a alternativa CORRETA para a hipótese diagnóstica:
a) Hipotireoidismo hipotalâmico ou central
b) Hipotireoidismo de causa tireoideana
c) Deficiência da proteína ligadora do hormônio tireoideano (TBG)
d) Atraso neuromotor não ligado a alteração tireoideana

53) Menino de 15 anos de idade está preocupado, pois ainda não apresentou
aumento peniano. Conta que nunca teve qualquer problema de saúde, mas que
sempre achou seu pênis pequeno. Ao exame está com 152 cm, 45 Kg, com
testículos de 3 cm3 bilateralmente, pênis com 4 cm de comprimento esticado e pelos
grossos e encaracolados em axilas e região pubiana. Não tem ginecomastia.
Assinale a alternativa CORRETA para a hipótese diagnóstica:
a) Atraso constitucional do crescimento e da puberdade
b) Síndrome de Klinefelter
c) Hipogonadismo hipogonadotrófico
d) Puberdade normal

21
22

54) Recém-nascido apresenta na genitália fálus com 3 cm de comprimento, abertura


única uretral em região perineal e gônadas não palpáveis. Assinale a alternativa
CORRETA - Qual a classificação de Prader para ambiguidade genital para este
caso?
a) I
b) II
c) III
d) IV

55) No caso acima, qual a etiologia mais provável? Assinale a alternativa


CORRETA:
a) Deficiência de 5alfa-redutase tipo 2
b) Hiperplasia adrenal congênita
c) Insensibilidade parcial aos andrógenos
d) Disgenesia gonadal mista

56) Recém-nascido de 20 dias, masculino, portador de Sd de Down, comparece


para consulta de puericultura com 30 dias de vida. Está em aleitamento materno
exclusivo e apresenta ganho de peso de 25g/dia. Ao exame fisico apresenta
frequência cardiaca de 155 bpm, frequência respiratória de 65 mrm, saturação de
96%, sopro sistólico em foco mitral e aórtico 3+/6+ com 2ª bulha hiperfonetica,
figado a 4cm do RCD, pulsos normopalpaveis e cheios, perfusão de 2seg. Assinale
a alternativa CORRETA para a hipótese diagnóstica:
a) Comunicação interventricular, manter aleitamento materno e iniciar vasodilatador.
b) Comunicação interventricular, manter aleitamento materno e iniciar diuretico.
c) Canal arterial, suspender aleitamento materno e iniciar vasodilatador.
d) Canal arterial, manter aleitamento materno e iniciar diuretico.

22
23

57) Paciente de 8 anos é trazido ao setor de emergência com história de sincope


durante jogo de futebol. Apresenta FC= 182 bpm, FR=37 mrm, PA= 60x40 mmHg,
pulsos finos, taquicárdico e sem sopros. Ausculta pulmonar se ruídos adventícios e
abdome sem alterações. No monitor cardiaco apresenta taquicardia com duração do
QRS de 110ms. Após garantir uma via aérea e acesso venoso, assinale a alternativa
CORRETA para qual conduta deve ser adotada na sequência:
a) Manobra vagal
b) Adenosina dose de 0,1mg/kg
c) Desfibrilação com 1 Joule/kg
d) Cardioversão sincronizada com 1 Joule/kg

58) Com relação a prescrição de atividade fisica para paciente com diagnostico de
cardiopatia, assinale a alternativa CORRETA:
a) A presença de extrassistoles atriais é uma contraindicação para atividades fisicas
competitivas.
b) Paciente com Sd de Marfan e dilatação importante de aorta ascendente esta
liberado para esporte de contato.
c) Paciente portador de Sd de Wolff-Parkinson-White assintomático está liberado
para participar de competições de futebol.
d) Paciente portador de estenose aórtica leve não deve realizar aulas de natação.

59) Lactente de 3 meses, com historia de IVAS há 15 dias e dispneia com


dificuldade para mamar há 5 dias. Apresenta FC= 145 bpm, FR= 66 mrm, PA: 50x20
mmHg, afebril, sopro suave +/6+ em Foco mitral, pulsos finos, estertores
subcrepitantes em base pulmonar e hepatomegalia (5cm). Realizou USG funcional
na UTI e foi identificado dilatação acentuada de câmaras esquerdas com função
cardíaca deprimida e ausência de derrame pericárdico. A dosagem de troponina foi
normal. Após a obtenção de acesso venoso central, a melhor conduta seria -
assinale a alternativa CORRETA:
a) Realizar restrição hídrica e iniciar noradrenalina
b) Realizar restrição hídrica e iniciar dobutamina
c) Realizar expansão com SF 0,9% e iniciar milrinone
d) Realizar expansão com SF 0,9% e iniciar dopamina

23
24

60) Lactente, 3m, portador de cardiopatia cianogênica, com historia de crises


convulsivas no período neonatal por hipocalcemia documentada, apresentando os
seguintes estigmas genéticos: nariz tubular, fenda lábio palatino e baixo ganho
ponderal. A ausculta cardíaca observado Sopro Sistólico ejetivo, 2+ em foco
pulmonar (FP) e B2 hipofonética em FP. Assinale a alternativa CORRETA para a
hipótese diagnóstica:
a) Síndrome de Down, Comunicação Interventricular
b) Síndrome de Williams, Estenose supravalvar aórtica
c) Síndrome de Holt Oram, Comunicação interatrial
d) Síndrome de DiGeorge, Tetralogia de Fallot

61) Uma mãe de um lactente de 16 meses de idade vem à consulta ambulatorial


relatando parto normal, com peso de nascimento de 1.400 gramas, Apgar 9 e 10.
Ficou internado 40 dias no berçário em oxigenioterapia por 30 dias. Não mamou ao
seio materno. Com três meses de vida teve um episódio de insuficiência respiratória
aguda obstrutiva, sem febre, com chiado no peito tendo sido internado em UTI
pediátrica e submetido à ventilação pulmonar mecânica invasiva por 3 dias. Após 10
dias teve alta e até hoje apresenta sibilância contínua; refere mais três episódios de
internação em enfermaria de hospital público. Frequenta creche desde o sexto mês
de vida. Peso e altura abaixo do Percentil 3 nas curvas de lactentes saudáveis.
Trata-se portanto de um lactente com possíveis enfermidades. Neste paciente,
pode-se aplicar também o Índice Preditivo de Asma (IPA) que apresenta razoável
Valor Preditivo positivo.
Assinale a alternativa CORRETA que contém as características mais importantes
do IPA:
a) Presença de asma nos pais, rinite alérgica e alergia alimentar
b) Dermatite atópica, Rinite alérgica e eosinofilia
c) Testes cutâneos de leitura imediata positivo, Dermatite atópica e alergia alimentar
d) Asma nos pais, dermatite atópica e prick teste positivo para aeroalergenos

24
25

62) Na avaliação da exposição ao Mycobacterium tuberculosis por meio de teste de


hipersensibilidade retardada ao Derivado Proteico Purificado (PPD) em uma criança
de 5 anos, qual das seguintes situações pode estar associada à possibilidade de
resultado falso-negativo – assinale a alternativa CORRETA:
a) Desnutrição calórico-proteica grave;
b) Reação cruzada com a vacina BCG;
c) Uso de medicamentos anti-histamínicos até 5 dias anteriores ao teste;
d) Exposição ambiental a micobactérias atípicas;

63) A incidência da infecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana por


transmissão vertical no Brasil, a partir do ano 2000, apresenta a seguinte tendência -
assinale a alternativa CORRETA:
a) aumento progressivo do número de casos novos
b) redução progressiva do número de casos novos
c) estabilização do número de casos novos
d) redução do número de casos novos de 1999 a 2008, com aumento de 2009 a
2016

64) De acordo com o Protocolo Clínico de Diretrizes Terapêuticas para a infecção


pelo Vírus da Imunodeficiência Humana em pediatria, o Tratamento Antirretroviral
deve ser iniciado em que momento? - assinale a alternativa CORRETA:
a) Após a ocorrência de uma infecção oportunista
b) Caso sejam registradas duas contagens sucessivas de Linfócitos T CD4+ abaixo
de 25% dos Linfócitos totais
c) Imediatamente após o diagnóstico ser confirmado
d) Caso sejam registradas duas dosagens séricas sucessivas de Imunoglobulina G
abaixo do percentil 2,5.

25
26

65) Kauã, um adolescente, participa de grupo educativo na Unidade Básica de


Saúde de seu bairro. Após uma dessas atividades, procurou o Pediatra relatando
estar preocupado por nunca ter ficado com nenhuma garota. “Será que é por causa
do meu jeito e da minha voz? O que está acontecendo comigo? Será que eu não
sou normal?”. Assinale a alternativa CORRETA: O caso de Kauã sugere que ele:
a) está começando a mostrar sinais de puberdade
b) está na adolescência inicial
c) está na adolescência média
d) está manifestando evidência de pensamento concreto

66) Em relação aos desenvolvimentos físico, cognitivo, emocional e psicossocial na


adolescência, assinale a alternativa CORRETA:
a) eles ocorrem de forma sincrônica e interdependente.
b) eles ocorrem de forma assincrônica e interdependente.
c) eles ocorrem de forma assincrônica e independente.
d) apenas os desenvolvimentos físico e emocional na adolescência ocorrem de
forma sincrônica e interdependente.

67) Júlia, 15 anos vem à consulta solicitando um método anticoncepcional. Tem


relação sexual há 2 anos e em um relacionamento estável há 1 ano. Assinale a
alternativa CORRETA para o método anticoncepcional mais indicado:
a) Preservativo masculino apenas
b) Preservativo masculino e anticoncepcional oral hormonal
c) Preservativo masculino e DIU
d) Preservativo masculino e progestágeno injetável trimestral

26
27

68) Daniel, 15 anos conversando sozinho durante avaliação de risco com seu
pediatra, conta que já experimentou bebida alcoólica mas bebe só quando sai com
os amigos, uma ou duas vezes por mês. Acha que a bebida relaxa e o ajuda a
esquecer os problemas, mas raramente fica bêbado. Geralmente volta de carona
com um dos amigos que também bebe. Como você define o uso de álcool de
Daniel? - assinale a alternativa CORRETA:
a) Transtorno de Uso de substância leve
b) Transtorno de Uso de substância moderado
c) Transtorno de Uso de substância moderado mas de risco
d) Transtorno de Uso de substância grave

69) Em relação aos agravos de adolescentes LBGT é CORRETO afirmar:


a) na adolescência a orientação sexual já está bem estabelecida.
b) apresentam mais doenças crônicas quando falta apoio familiar
c) comportamento de risco é próprio deste grupo.
d) todos os adolescentes LBGT tem maior predisposição a DST.

Enunciado para as questões 70, 71 e 72: Menino de 9 anos e 8 meses é trazido


pelos pais ao serviço terciário para avaliação pois em seu seguimento na UBS foi
percebida desaceleração da velocidade de crescimento estatural. Realizou
avaliação de função tireoidiana em seu serviço de origem com resultado normal e
tem uma idade óssea atual com resultado de 6 anos e 6 meses. Sem doenças
prévias; antecedentes pré-natais e neonatais normais. Peso de nascimento: 3.500
grs; comprimento 50 cm; a termo. Exame físico atual normal, proporcionado. Altura 4
cm abaixo do terceiro percentil da curva de referência para sexo e idade; fora do
canal familiar. Calculando a velocidade de crescimento no último período de 6
meses, o resultado foi de 1,8 cm /ano.

70) Pergunta-se: Qual alternativa representa o diagnóstico sindrômico CORRETO


relativo à altura desta criança?
a) Baixa estatura com desaceleração do crescimento atual.
b) Baixa estatura com crescimento satisfatório atual.
c) Altura normal com desaceleração do crescimento.
d) Altura normal com crescimento satisfatório

27
28

71) Entre as alternativas abaixo, qual é a hipótese etiológica CORRETA a ser


considerada para este paciente?
a) Deficiência do Hormônio de Crescimento (Défict de GH)
b) Hipotireoidismo adquirido por provável tireoidite de Hashimoto
c) Hipotireoidismo congênito
d) Deficiência de Hormônio de Crescimento (Déficit de GH) associado a
hipoteireodismo adquirido

72) Em relação à idade óssea (de 6 anos e 6 meses) para idade cronológica de 9
anos e 8 meses, qual das alternativas abaixo é a CORRETA para o paciente:
a) O atraso de idade óssea sugere componente de maturação lenta, não secundária
a doença orgânica.
b) O atraso de idade óssea não é significativo, não indicando preocupação.
c) O atraso de idade óssea sugere componente de maturação lenta secundário a
doença orgânica já que a velocidade de crescimento é baixa.
d) O atraso de idade óssea não é significativo e não indica maturação lenta, apesar
da velocidade de crescimento ser baixa.

73) Menina com baixa estatura, 7 anos, com pais baixos (sua altura está na média
do canal familiar) . Sem doenças prévias, alimentação adequada, sem queixas. Vem
encaminhada da UBS para avaliação de seu crescimento e traz exames
laboratoriais mostrando alteração da função tireoidiana: TSH: 11,4 (elevado) e T4L:
0,6 (baixo) ; traz também US de abdome mostrando rins em ferradura. Assinale a
alternativa CORRETA:
a) Baixa estatura, devendo ser afastada Síndrome de Turner pela coleta de cariótipo
com contagem de 50 células.
b) Baixa estatura, sendo a etiologia mais provável familiar (constitucional) , não
sendo necessária coleta de cariótipo para afastar Síndrome de Turner.
c) Baixa estatura com doença tireoidiana, com necessidade de coleta de cariótipo
somente se a velocidade de crescimento estiver baixa.
d) Baixa estatura e hipotireoidismo; mas, por estar na média do canal familiar não
necessita de coleta para afastar Síndrome de Turner.

28
29

74) Menina de 6 anos e meio vem trazida pelo SAMU ao hospital terciário por uma
transeunte. Foi encontrada chorando e muito agitada, sozinha em um terreno
próximo a um ponto de ônibus. A menina referiu ter sido retirada a força do jardim de
sua casa por um homem desconhecido e levada por ele ao terreno em questão onde
ele a fez despir-se. A menina refere que o homem colocou o genital dele na vagina
dela e ela então sentiu dor e teve um sangramento. No atendimento hospitalar de
urgência, verificou-se lesão contusa em grandes lábios, sangramento vaginal
moderado, hematoma em região interna da coxa esquerda e várias escoriações em
abdome e membros superiores. Restante do exame físico sem alterações;
desenvolvimento puberal M1P1; ainda não havia ainda apresentado menarca. A
família foi contatada e já chegou a serviço. Assinale a alternativa CORRETA para a
conduta imediata a ser adotada neste caso:
a) Comunicar o caso ao Conselho tutelar da cidade e utilizar o esquema de profilaxia
b) Colher sorologias para Hepatite C e HIV e orientar realização de Boletim de
ocorrência
c) Colher sorologias para doenças sexualmente transmissíveis
d) Iniciar esquema de profilaxia para Doenças Sexualmente transmissíveis e colher
material do introito vaginal (para futura análise de DNA do autor da agressão).

75) Criança de 8 anos de idade, previamente hígida, vai ao médico com queixa de
odinofagia, febre e vômitos há um dia. Ao exame físico pontos purulentos em
amígdalas e petéquias em palato, sem outras alterações. O médico que a atendeu
solicitou um hemograma que apresentou contagem de 850 neutrófilos. Com relação
à conduta assinale a alternativa CORRETA:
a) Prescrever tratamento domiciliar com antibioticoterapia via oral habitual para
amigdalite e rever a criança em 72 horas.
b) Colher culturas e iniciar antibioticoterapia endovenosa de amplo espectro
c) Prescrever antibioticoterapia endovenosa para agente da comunidade e
observação em ambiente hospitalar
d) Prescrever tratamento no domicílio com antibiótico intramuscular com reavaliação
em 72 horas.

29
30

76) Menino de 12 anos de idade vem a consulta médica após internação recente por
pericardite e derrame pericárdico, com evolução para sepse e necessidade de
tratamento em terapia intensiva. Nega qualquer outra doença prévia. A investigação
imunológica mostrou dosagem de IgA < 6 (indetectável), sem alterações na
dosagem das demais imunoglobulinas; hemograma e complemento normais, todas
as sorologias negativas, inclusive para HIV. Com relação a hipótese diagnostica
assinale a alternativa CORRETA:
a) A deficiência Seletiva de IgA explicaria o quadro de infecção apresentado.
b)É absolutamente necessário ampliar a investigação para HIV, com coleta de carga
viral, pois a dosagem da sorologia não é confiável para este paciente
c) A principal hipótese é de imunodeficiência combinada, dada a gravidade do
quadro infeccioso apresentado
d) É necessário investigar defeito na produção de anticorpos antipolissacarídes, que
pode estar associado à deficiência seletiva de IgA.

77) Criança de 11 anos vem ao consultório médico com queixa de vômitos e dor
abdominal intensa após ingestão de leite e derivados, há vários anos. Já tentou usar
leite sem lactose por longos períodos sem melhora dos sintomas. Realizou
endoscopia com achado de esofagite e gastrite em atividade e áreas de tecido
cicatricial, e pesquisa de H. Pylori positiva. Após o tratamento do H. Pylori mantem-
se sintomático com pirose, disfagia, tosse seca e episódios de afonia. Nega
quaisquer outros sintomas. Assinale a alternativa CORRETA:
a) Trata-se de caso clássico de alergia a proteína ao leite de vaca IgE mediada;
deve-se manter dieta de exclusão de leite e derivados por dois a três anos
b) Trata-se de Esofagite e Gastrite unicamente pelo H. Pylori, uma vez que alergia a
proteína do leite de vaca não se mantém em pacientes desta idade
c)É necessário avaliar o resultado anatomopatológico das biopsias realizadas uma
vez que há a possibilidade de tratar de alergia alimentar mista
d) A hipótese de alergia alimentar mista está descartada uma vez que o paciente
não apresenta sintomas característicos de reações IgE mediadas.

30
31

78) Criança de três anos de idade apresentou reação anafilática aos 7 meses
quanto da introdução de leite de vaca na dieta. Desde então vem em dieta de
exclusão de leite e derivados sem nenhum outro episódio anafilático ou alérgico
como urticária, angioedema, dermatite atópica ou quaisquer manifestações
respiratórias. Exame físico normal, BDNPM, Peso e altura percentil 75, alimentação
equilibrada e variada. Há dois meses o médico que o atende solicitou alguns IgE
específicos para alimentos, que resultaram positivos para leite e também para ovo,
soja e cacau. Entretanto o paciente consome estes últimos três alimentos
frequentemente sem qualquer reação adversa. Assinale a alternativa CORRETA:
a) Exames IgE específicos para alergia a alimentos somente devem ser solicitados
se há quadro clínico suspeito.
b) IgE específico positivo para alimentos é o teste padrão ouro para alergia
alimentar. A mãe deve portanto ser orientada a retirar também estes três alimentos
da dieta da criança.
c) O IgE positivo para ovo, mesmo sem qualquer manifestação clínica, implica que
esta criança não deve de forma alguma receber vacina para influenza e febre
amarela.
d) Alergias alimentares múltiplas são comuns na infância. A dieta de exclusão de
ovo, soja e cacau deve portanto ser acrescida a dieta de exclusão do leite
imediatamente e mantida pelo menos até os cinco anos de idade.

31
32

79) Menina de 13 anos de idade chega ao consultório do pediatra com queixas


dermatológicas: pele seca, prurido intenso, além áreas de exsudação em dobras,
febre e hiperemia em membros há dois dias. Mãe refere que a criança tem
diagnóstico de dermatite atópica desde os dois anos de idade, com múltiplas
internações por infecções de pele; refere que somente apresenta melhora com uso
de corticoide via oral, que faz uso de duas a três vezes por mês desde os 5 anos. Ao
exame físico, além das lesões de pele, PA 130X 80, obesidade, baixa estatura e
ainda pré púbere. Restante do exame físico sem alterações. Assinale a alternativa
CORRETA:
a) O pediatra deve orientar profilaxia ambiental, hidratação da pele e corticoide
tópico somente, com uso eventual de corticoide via oral, pois é o único tratamento
indicado para a doença de base nesta faixa etária.
b) O pediatra deve orientar hidratação da pele, corticoide tópico e antibioticoterapia
e acompanhar o paciente; uma vez que esta doença costuma melhorar na
adolescência, não é necessário mudar o tratamento da doença de base.
c) O pediatra deve orientar imediata retirada do leite de vaca da dieta, pois alergia
alimentar é o principal fator etiológico de dermatites atópicas graves.
d) Além do tratamento do quadro agudo, o Pediatra deve encaminhar o paciente ao
alergista ou dermatologista para que sejam avaliadas outras opções terapêuticas
que não o corticoide via oral como tratamento para a doença de base.

80) Paciente de 13 anos com rinite e conjuntivite alérgicas persistentes e não


controladas. Refere uso eventual de corticoide tópico nasal, somente quando os
sintomas são muito intensos. Dorme em colchão e travesseiro não encapados; tem
cachorro e gato em casa e o pai é fumante. Como não estava enxergando bem, foi
ao médico oftalmologista que diagnosticou uma úlcera de córnea à direita. Assinale
a alternativa CORRETA;
a) Nesta faixa etária o tratamento destas doença alérgicas deve ser sempre
associado ao uso do anticorpo monoclonal anti-IgE.
b) O paciente deve ser orientado sobre a necessidade de profilaxia ambiental e uso
adequado das medicações, de modo contínuo, assim como sobre a natureza
crônica de sua doença.
c) O tratamento inadequado da rinite não influencia o curso da conjuntivite alérgica;
são duas doenças completamente diferentes.
d) Este paciente se mostrou não responsivo ao tratamento habitual para estas
manifestações alérgicas, devendo ser encaminhado para imunoterapia sublingual,
que não está disponível no SUS.

32

Você também pode gostar