Você está na página 1de 16

11

PANFLETIN
Daniel Minchoni

Segunda temporada
divulgação

daniel minchoni é sola no graffiti, na poesia esporte


clube, no Jovens Escribas, Maus Costumes no RN
e Sarau do Burro, Burruído, Selo do Burro, No-
lombo e Nolombinho, Cabaret Revoltaire, Menor
Slam do Mundo, Rachão Poético, Slam do Corpo
e Phala’cia, Núcleo Permanente de Pesquisa em
Performance e Fala Poética, em SP. Seus livros
de cabeceira são Escolha o título (2006), Iapois poisia
(2013), Ouvivendo (2013), Carnevais (2013), Nos be
gods de Olavo (virtual - 2014) e Ex-porro, poema sugo
(2014). Encabeça também as antologias Doburro
e do Menor Slam do Mundo.

danielminchoni.tumblr.com
DANIEL MINCHONI

Panfletin

Belo Horizonte, 2016


Este livro foi realizado com recursos da Lei Municipal
de Incentivo à Cultura da Prefeitura de Belo Horizonte.
Fundação Municipal de Cultura.
651/2013 – FPC
Tiragem: 2.500 exemplares
© 2016 coleção leve um livro
Os textos deste livro são de propriedade dos autores. Direitos desta edição
cedidos à coleção Leve um Livro. Todos os direitos reservados. Reprodução
permitida mediante autorização dos autores e dos editores.

editores
Ana Elisa Ribeiro e Bruno Brum

projeto gráfico
Bruno Brum

logo da coleção
Bruno Brum e Tatiana Perdigão

revisão
Ana Elisa Ribeiro

ilustração de capa
Tatiana Perdigão

desenvolvimento do site
Bruno Brum e Mozart Brum

produção
Ana Elisa Ribeiro e Rafael F. Carvalho

conheça mais
 www.leveumlivro.com.br
 leveumlivro@gmail.com
 facebook.com/leveumlivro
 instagram.com/leveumlivro
acredite.
não é de mudanças
que falam os coros.
acredite não.
são de ecos
que falam os hinos.

jamais do canto dos nossos passos,


jamais dos braços que se perdem
e das vozes tortas destoadas.

acredite não.
são de enxofre
esses slogans.
acredite.
não importa
o que faz você feliz.

é de flor e de sol, de estouro e carne,


que se faz o vento a luz e até a tempestade
e as ranhuras os rancinzas rezas
e também os corvos e rancores.

daniel minchoni 5
é de todo osso
que me diz
o silên cio.

6 coleção leve um livro


atenção
descoberta vida em mar - te
descoberta água
não não
atenção
descoberta vida em mar - iana
descoberta a morte
coberto o mar de terra em mar - iana
descoberto metais nobres
a marca que cobra o cobre
que cobre a sorte dos que não têm
quem cobre pela vida deles
descobertas jazidas em mar - iana
descoberta a terra
se revolve em ira
se revolve em guerra
da lua dá pra ver a mancha edema?
as feridas da corrida.
interestelar mineral
de perto a vida é pequena
formiga
pro capital
descoberta a morte em mar - iana
daniel minchoni 7
coberta de terra
cova funda e chaga rasa
de reza torta
descoberto vida em mar - iana
coberta de minérios
metais pesados
lama
barro
do pó viestes ao pó regressastes
é disso que o homem é feito
de barro
de lama
de minério
de morte
não é disso que trata sua sina
sua sorte?

vale a pena? vale


vale enterrar tanto sangue? vale
vale o que vier? vale
vale essa corrida, fernão dias? vale
vale esse eterno caçador de esmeraldas? vale
vale o rio que era doce e se acabousse? vale

será que a mancha de lama


dá pra ver lua, mãe terra?
8 coleção leve um livro
ao menor descuido
ao menor deslize
ao menor cadeia
ao menos televisão
não tarja, conde, nação

ao menor sinal
ao menor senão
ao menor sina
ao menos sonho
não sono pisado chão

ao menor delito
ao menor defeito
ao menor grade
ao menos curricular
não escola de tensão

ao menor juízo
ao menor arbítrio
ao menor juiz
ao menos esporte
não correr do chavão
daniel minchoni 9
ao menor rua
ao menor função
ao menor causa
ao menos lar
não casa fundação

ao menos ouça
do peito o canto
ao menos reduza
essa chaga
não a da redução
antes educação

não tem cara o que temo


então temos que te chamar coisa
não são grandes homens os de bens
não são grandescoisa

10 coleção leve um livro


não consegui escrever um poema
sobre o fechamento das escolas
eu, filho de escola pública estadual
eepsg professor ataliba de oliveira
tentei somar, bombei,
faltou química. ciências. políticas.
faltou base
essa mesma base
que querem reduzir indamais
me faltou o estado
sempre faltou
grave greve
quem colocará fogo na neve?
se os poetas estão de greve

não consegui escrever um poema


não consegui um fechamento inteligente
[pro texto
não tinha base
tampouco contexto
faltou conteúdo
de tantas faltas

daniel minchoni 11
de tantas greves.
quem falará o que não deve?
se os poetas estão de greve
de tanto desrespeito com os professores

assim sendo, meu fechamento é com os


[estudantes
que ocupam as escolas neste exato momento

não consegui um poema


tampouco um fechamento
por isso, estudantes,
fecho com vocês

12 coleção leve um livro


esses dias de guerra
sangram meus olhos.
essa fumaça.
esse pecado.
esse projeto de país.
esse projétil.
e tantas mãos
projetam amarguras.

esses dias de sangue


molham meus olhos.
nenhum ombro amigo.
nenhum ombro,
amigo.
nenhum amigo.
nenhum.
ogum proteja, ogum.

esses dias de barulho


desafiam não meus sambas.
bambeiam pecados.
cuicam idéias.

daniel minchoni 13
desritmia.
meu coração tolo
soluça em vão,
ledo engano.

es.s.es. d.ia.s d.e p.ro.tes.t.o.s


e.sta.mp.ido.s p.or. to.d.os l.ad.os.
silenciam júris
silenciam justos.
se lei ciam.
poros há, pimentam,
a falta que
rosa faz.

14 coleção leve um livro


Onde encontrar nossos livros 
 biblioteca pública estadual luiz  escola livre de artes – arena
de bessa da cultura
Praça da Liberdade, 21 – Funcionários Av. Andradas, 367, 2º Andar – Centro

 biblioteca pública infantil e juvenil  estação central do metrô


/ centro de referência da juventude Praça Rui Barbosa - Centro,
Praça da Estação, s/n Belo Horizonte

 borrachalioteca  fundação municipal de cultura


Praça Paulo de Souza Lima, 22, Bairro / belotur
Caieira – Sabará-MG Rua da Bahia, 888 – Centro

 café cine brasil  livraria asa de papel


Rua Carijós, 258 – Centro Rua Piauí, 631 – Santa Efigênia

 café com letras  livraria crisálida


Rua Antonio de Albuquerque, 781 Rua da Bahia, 1148, sobreloja 63
– Savassi – Centro

 café kahlua  livraria scriptum


Rua Guajajaras, 416 – Centro Rua Fernandes Tourinho, 99 – Savassi

 cantina do lucas  livraria ufmg – campus pampulha


Av. Augusto de Lima, 233, loja 18 Av. Antônio Carlos, 6627
– Edifício Maletta – Centro – Praça de Serviços

 centro cultural liberalino alves  oi kabum


de oliveira Rua Santo Agostinho, 1441 – Horto
Mercado da Lagoinha, av. Antônio
Carlos, 821 – Lagoinha  uai praça sete – unidade de
atendimento integrado (psiu)
 centro cultural ufmg Av. Amazonas, 500 – Centro
Av. Santos Dumont, 174 – Centro
 terminal rodoviário
 sesi emília massanti de belo horizonte
Rua Albert Scharlé, 05 Centro de Atendimento ao Turista
– Madre Gertrudes Praça Rio Branco, 100 – Centro

 cefet-mg campus i  sesc palladium


Av. Amazonas, 5253 – Nova Suíça Av. Augusto de Lima, 420 – Centro

 Todos os livros estão também disponíveis para download


gratuito em nosso site. Acesse: www.leveumlivro.com.br
daniel minchoni 15
Poesia circulando na cidade
Durante todo o ano de 2015, a equipe da
Coleção Leve um Livro pôs nas ruas, gratuita-
mente, 60 mil exemplares de livros de poesia
de 24 autores brasileiros contemporâneos.
Em 2016, o projeto continua e já convidamos
outros 24 autores para publicarem novas micro-
antologias. Repaginamos levemente o projeto
gráfico da coleção e os displays que ficam em
22 pontos de Belo Horizonte continuarão abas-
tecidos, a cada mês, para que todos possam
colecionar. Nosso site continua dando ótimas
notícias sobre o projeto, além de possibilitar
o download gratuito de todos os livros do ano
passado e, é claro, a cada mês deste ano. Com
uma resposta tão positiva dos leitores, que des-
cobrem e redescobrem a poesia viva,
a coleção só poderia continuar. Boa leitura!

www.leveumlivro.com.br

Patrocínio:
br1design.com.br

16 coleção leve um livro