Você está na página 1de 5

Problemas sobre Linhas de Transmissão

1. Considere uma linha de transmissão uniforme ao longo da qual se propaga uma onda de
tensão definida por v( x, t ) = 10 e −0,02 x cos(2000t − 0, 2 x) [V] .
(a) Identifique os valores numéricos desta expressão e indique as respectivas unidades.
(b) Desenhe o diagrama polar da tensão na linha para t = 157 µs, supondo l = λ.
(c) Determine o lugar geométrico definido pelo afixo do fasor de tensão a 10 m de
distância do início da linha.
(d) Calcule a que distância do início da linha a amplitude da onda se reduz a 8 V.

2. Deduza a relação que deve existir entre os parâmetros distribuídos de uma linha de
transmissão uniforme para que a sua impedância característica seja puramente resistiva
a qualquer frequência de serviço, e escreva as expressões resultantes para α, β, vp e Z0.

3. Partindo da expressão Z 0 = R0 + jX 0 = [( R + jω L) / (G + jωC )]1/2 , determine o


intervalo que contém todos os valores possíveis do argumento da impedância
característica Z0 de uma linha de transmissão constituída unicamente por componentes
passivos.

4. Uma linha de transmissão tem uma constante de atenuação de 0,05 Neper/km, e termina
numa carga igual à sua impedância característica.
(a) Para que comprimento de linha será a eficiência de transmissão (= Po/Pi × 100%)
igual a 50% ?
(b) Qual é a atenuação desse comprimento de linha, em dB ?

5. Uma linha de transmissão com impedância característica Z0 e comprimento l é


terminada por uma carga Zl. Designando por Vl e Vin as tensões complexas na carga e na
entrada da linha, respectivamente, determine a razão Vl / Vin em função de Z0, Zl e γ l,
em que γ = α + jβ é a constante de propagação.

6. Para o sistema de transmissão representado em (a), determine os parâmetros


concentrados do circuito equivalente representado em (b).
Sugestão: aplique o teorema de Thévenin e o resultado do problema 5.

Zg
l Z

Vg Z0 Zl
V Zl

(a) x (b)

7. Um tipo de cabo coaxial muito utilizado em baixadas de televisão é caracterizado por


uma impedância característica de 75 Ω e uma constante de atenuação de 0,12 dB/km a
100 MHz e 0,18 dB/km a 200 MHz. O dieléctrico é o polietileno (εr =2,26). Determine:
(a) A indutância e capacidade distribuídas, na região espectral em que o cabo é
normalmente utilizado (banda de VHF).
(b) A resistência e condutância distribuídas, no intervalo de 100 a 200 MHz, supondo
que o factor de perdas do dieléctrico é independente da frequência neste intervalo.

DEEC-FCTUC MIEEC 1
Problemas sobre Linhas de Transmissão

8. Considere uma secção de linha de transmissão com impedância característica Z0 = 50 Ω


e perdas desprezáveis, terminada numa carga Zl = (7,5 – j25) Ω. Admita que a
velocidade de fase na linha é 66% de c, à frequência de 3 GHz. Determine:
(a) A distância do 1.º mínimo de tensão à carga, para aquela frequência;
(b) A distância à carga do 1.º máximo de tensão e o coeficiente de reflexão no mesmo
ponto;
(c) A razão de onda estacionária.

9. Suponha que foi medida uma razão de onda estacionária S = 1,75, numa secção de linha
de transmissão com impedância característica Z0 = 50 Ω e perdas desprezáveis.
Determine o valor da impedância nos pontos da linha em que ocorrem os máximos e os
mínimos de tensão.

10. Considere uma secção de linha de transmissão com impedância característica Z0 = 75 Ω


e perdas desprezáveis, terminada numa carga Zl = (51,5 + j45) Ω. Se um gerador
fornecer à linha uma potência de 150 mW, qual será a corrente na carga?

11. Uma secção de linha de transmissão com impedância característica Z0 e perdas


desprezáveis termina numa carga Zl = (Z0 + jX). Determine a relação entre a razão de
onda estacionária S e a reactância normalizada x = X/ Z0.

12. Pretende-se fornecer uma potência de 4 kW, à frequência de 10 MHz, a uma carga
situada a algumas dezenas de metros de distância, utilizando para isso uma linha de
transmissão coaxial com impedância característica Z0 = 50 Ω. O valor eficaz da corrente
na linha não deve exceder 15 A. Determine o valor máximo da razão de onda
estacionária S que pode ser tolerado na linha.

13. Suponha que, para ligar um gerador de 30 MHz a uma carga cujo valor não é
perfeitamente conhecido, é utilizada uma secção de linha de transmissão com 28 m de
comprimento e perdas reduzidas (mas não desprezáveis). Admita que o dieléctrico é o
ar e que a impedância característica da linha à frequência de 30 MHz é Z0 = 300 Ω.
Foram medidos valores da razão de onda estacionária de 3,6 na carga e de 2,1 à entrada
da linha, e verificou-se que o primeiro mínimo de tensão ocorria a 1,5 m da carga.
Determine:
(a) O coeficiente de atenuação na linha;
(b) A impedância da carga;
(c) A impedância na entrada da linha;
(d) A potência absorvida pela carga, supondo que o gerador possui uma impedância
interna Zg = 300 Ω e fornece um sinal com 50 V de amplitude a uma carga
adaptada;
(e) A potência que seria absorvida por uma carga Zl = 300 Ω.

14. Considere uma secção de linha de transmissão terminada em curto-circuito, com uma
impedância de entrada Zin = (33,5 – j34) Ω. A linha tem uma atenuação total de 3,75 dB
e o seu comprimento é 15,38λ, à frequência de trabalho.
Determine a impedância característica da linha.

DEEC-FCTUC MIEEC 2
Problemas sobre Linhas de Transmissão

15. Uma secção de linha de transmissão com impedância característica Z0 = 50 Ω e perdas


desprezáveis termina numa carga constituída por uma resistência de 150 Ω em série
com uma reactância capacitiva de 30 Ω.
(a) Qual é a razão de onda estacionária na linha?
(b) Se a componente resistiva da impedância de carga puder variar continuamente entre
20 Ω e 500 Ω, qual é o valor da resistência que produz a razão de onda estacionária
mínima?

16. Desprezando as perdas nas linhas, determine a impedância de entrada, Zin, do sistema de
transmissão representado na figura, em que:
Z 01 = 50 Ω
l2 l1
Z 02 = 125 Ω
Zl = (50 + j150) Ω
Zin Z02 Z01 Zl
l1 = 0, 079λ
l2 = 0, 291λ

17. Considere o sistema de transmissão representado na figura, e admita que as perdas na


linha com impedância característica Z0 = 100 Ω podem ser desprezadas.
Zg
Z g = Z 0 = 100 Ω
Z1 = j87 Ω
Z 2 = 500 Ω Vg Z1 Z2 Zl
Z0 Z0 Z0
Zl = (65 + j100) Ω
l = 0,132λ Zin l l l

(a) Determine a impedância de entrada, Zin.


(b) Qual é a potência fornecida pelo gerador ao sistema, para (Vg)ef = 10 V ?

18. Suponha que se pretende realizar uma capacidade de 20 pF utilizando uma linha
microstrip com Z0 = 50 Ω terminada em curto-circuito. Determine o comprimento de
linha necessário para esse efeito, se a frequência de trabalho for 3 GHz. Admita que o
factor de velocidade é 52% (substrato de fibra de vidro, com εr ≅ 4,8; w/h ≅ 1,8).

19. Considere uma linha de transmissão aérea com Z0 = 300 Ω terminada por uma carga Zl
= (450 – j150) Ω. A frequência de trabalho é 600 MHz. Determine a que distância da
carga poderá ser inserida uma secção adaptadora de λ/4 e a respectiva impedância
característica.

20. Determine a impedância de entrada, Zin, do seguinte sistema de transmissão:

Z 01 = 75 Ω
Z 02 = Zl = 300 Ω
Z02 Z01 Zl
l = 0, 0655λ

Zin l l

DEEC-FCTUC MIEEC 3
Problemas sobre Linhas de Transmissão

21. Pretende-se adaptar uma linha de transmissão com impedância característica Z0 = 150 Ω
a uma carga Zl = (250 + j100) Ω, utilizando uma secção de linha de transmissão com
impedância característica Za e comprimento l. Determine Za e l.

22. Uma linha de transmissão aérea com Z0 = 100 Ω termina numa carga Zl = (25 – j75) Ω.
Para adaptar a carga à linha pretende-se utilizar um stub com a mesma impedância
característica e comprimento ls ligado em paralelo com a linha a uma distância ds da
carga. Usando a carta de Smith, determine os valores mínimos de ls e ds necessários
para conseguir a adaptação à frequência de 1 GHz.

23. Uma linha de transmissão coaxial com Z0 = 50 Ω termina numa carga constituída por
uma resistência de 170 Ω em paralelo com uma capacidade de 4,85 pF. O dieléctrico
possui εr = 2,5.
(a) Projecte um sistema com um stub para adaptar a carga à linha à frequência de 200
MHz. O stub deverá ficar o mais próximo possível da carga.
(b) Determine a razão de onda estacionária na linha coaxial com Z0 = 50 Ω, após a
aplicação do stub, à frequência de 220 MHz.

24. Um gerador de 300 MHz com impedância interna Zg = 300 Ω está ligado a uma carga Zl
= 75 Ω por uma linha de transmissão aérea com Z0 = 300 Ω e perdas desprezáveis.
(a) Se for ligado um stub em derivação na linha à distância de 12,5 cm da carga, qual é
o comprimento do stub necessário para obter a razão de onda estacionária mínima
na secção da linha entre o gerador e o stub?
(b) Projecte um transformador de λ/4 para adaptar a carga à linha à frequência de 300
MHz, e determine a banda de frequência em que a razão de onda estacionária na
linha é inferior a 1,5.

25. Considere o sistema de transmissão representado na figura, em que Zg = Z0 = 50 Ω e l =


53 m. Pretende-se fornecer à carga Zl uma potência de 1,7 kW à frequência de 30 MHz,
e sabe-se que, para evitar a ruptura térmica dos materiais constituintes da linha (cabo
coaxial), a intensidade de corrente máxima não deve ultrapassar os 10 A.
Zg
l

Vg Z0 Zl

x
(a) Determine o lugar geométrico, na carta de Smith, em que deverá estar localizada a
impedância de carga normalizada.
(b) Se a carga for uma antena do tipo “dipólo de meia onda”, a impedância de carga é
Zl = (73 – j35) Ω. Qual a distância mínima à carga em que deverá ser ligado um
stub em derivação para satisfazer a especificação de corrente máxima?
(c) Projecte um sistema com dois stubs para adaptar a antena ao cabo coaxial.
Considere um dos stubs ligado em paralelo com a carga e o outro à distância de λ/8.

DEEC-FCTUC MIEEC 4
Problemas sobre Linhas de Transmissão

Resultados

1. (a) V (0) = 10 V; α = 0,02 Neper/m; β = 0,2 rad/m; ω = 2000 rad/s. (b) Espiral logarítmica
no sentido retrógrado, unindo os pontos 10 e jπ /10 V e 5, 3 e − j1,9π V (supondo l = λ); (c)
Circunferência com raio 8,2 V. (d) 11,16 m.

2. Cap. 3, slide 14. 3. θ 0 ∈] − 45º ; +45º[ . 4. (a) 6,93 km; (b) 3 dB.

Vl Zl
5. = . 6. V = Vg e −γ l ; Z = Z0.
Vin Zl cosh(γ l ) + Z 0 sinh(γ l )

7. (a) L ≅ 376 nH/m; C ≅ 67 pF/m. (b) R ≅ 177 f (MHz) mΩ/m; G ≅ 0,54×f(MHz) µS/m.

8. (a) dmin ≅ 0,495 cm; (b) dmax ≅ 2,145 cm; (c) S ≅ 8,36. 9. Zmax ≅ 87,5 Ω; Zmin ≅ 28,6 Ω.

10. I (l ) ≅ 70, 7 mA. 11. x = ( S − 1) / S . 12. Smax ≅ 2,8.

13. (a) αl ≅ 2 dB; (b) Zl ≅ (210 – j332) Ω; (c) Zin ≅ (289 – j225) Ω; (d) Pl ≅ 1,8 W; (e) ≅ 2,6 W.

14. Z0 ≅ 50 Ω. 15. (a) S ≅ 3,18; (b) Rl ≅ 58,5 Ω  S ≅ 1,77.

16. Zin ≅ (43,8 + j106,3) Ω. 17. (a) Zin ≅ (140 + j20) Ω; (b) Pin ≅ 241 mW. 18. l ≅ 2,2 cm.

19. d ≅ 10,2 cm; ZT ≅ 224,5 Ω. 20. Zin ≅ 75 Ω. 21. Za ≅ 229 Ω; l/λ ≅ 0,342.

22. ls ≅ 2,13 cm; ds ≅ 1,35 cm. 23. (a) ds ≅ 11,9 cm e ls ≅ 9,2 cm; (b) S ≅ 1,58.

24. (a) Smin ≅ 2,2  ls ≅ 36,5 cm; (b) ZT ≅ 150 Ω; S < 1,5  f ∈ [244; 356] MHz.

25. (a) círculo de S ≅ 1,47; (b) (ds)min ≅ 0,042λ; (c) S1 ≅ 0,225λ e S2 ≅ 0,164λ.

DEEC-FCTUC MIEEC 5