Você está na página 1de 5

ODONTOLOGIA – PROVA 4

Paciente com 51 anos de idade, sexo feminino, tem indicação protética para extração
dos dentes 44 e 45. Durante a anamnese, a paciente relata ter “ rinite desde os 30 anos
de idade, ser alérgica a aspirina e ter um histórico de crises de asma.

A prevenção de reações alérgicas requer a adoção de alguns procedimentos, como

a) realizar a substituição de corticosteroides, como a betametasona, por anti-


inflamatórios não esteroides.

b) efetuar a prescrição de dexametasona, em substituição aos anti-inflamatórios não


esteroides.

c)efetuar testes de sensibilidade por via intradérmica no consultório odontológico, antes


do uso de cada categoria de anestésico.

d) evitar as preparações para uso por via oral, ao prescrever penicilinas e cefalosporinas.

e) realizar testes de sensibilidade por via subcutânea no consultório odontológico,


visando à identificação de substâncias potencialmente alergênicas à paciente.

2- O ser humano tem travado batalhas constantes contra os vírus. A mais recente é
contra o vírus H1N1, que causa a “gripe suína”. A respeito dos vírus, assinale a
alternativa correta.

a) São todos endoparasitas celulares.

b) Os antibióticos só são eficazes contra alguns tipos.

c) Todos eles possuem o DNA e o RNA como material genético.

d) Atualmente existem vacinas contra todos os tipos.

e) Alguns deles possuem reprodução sexuada.

3- Diante de infecção severa (com a presença de sinais de disseminação e manifestação


sistêmica do processo infeccioso) em um paciente com histórico de alergia às
penicilinas, recomenda-se

a) estearato de eritromicina 500 mg 1 drágea a cada 6 horas.

b) metronidazol 250 mg – 1 comprimido a cada 8 horas.

c) claritromicina 250 mg – 1 comprimido a cada 8 horas.


d) metronidazol 400 mg – 1 comprimido a cada 12 horas.

e) clindamicina 300 mg – 1 cápsula a cada 6 horas.

4- Toda e qualquer indicação do uso de medicamentos a um paciente deve ser feita na


forma de prescrição em um receituário. Assinale a alternativa que apresenta o que deve
conter em uma receita comum sob o ponto de vista legal.

a)Deve-se usar receita carbonada em 2 vias, contendo identificação do profissional com


nome, endereço e número de CRO; nome do paciente; nome do medicamento e
posologia.

b)Deve-se usar talonário próprio contendo nome, profissão, endereço, CEP e número de
inscrição do CRO do profissional; nome completo e endereço do paciente; forma de uso
do medicamento; nome do medicamento e concentração; quantidade e posologia; data,
assinatura e carimbo do profissional.

c)Deve-se usar talonário próprio, a receita deve ser carbonada em 2 vias contendo
nome, profissão, endereço, CEP e número de inscrição do CRO do profissional; nome
completo do paciente; nome do medicamento e concentração; quantidade e posologia;
data, assinatura e carimbo do profissional.

d)Deve-se usar talonário próprio, a receita deve ser informatizada, carbonada em 2 vias,
devem estar impressos nome, profissão, endereço, CEP e número de inscrição do CRO
do profissional; nome completo do paciente; nome do medicamento e concentração;
quantidade e posologia; data, assinatura e carimbo do profissional.

e)Deve ser de talonário próprio impresso com os dados do profissional, como nome e
endereço. A escrita deve ser única e exclusivamente de próprio punho, contendo nome
do paciente; nome do medicamento de referência ou genérico; posologia e forma de
usar; data e carimbo do profissional.

5- Paciente com 32 anos de idade, sexo masculino, relata o uso recente de


corticosteroide por via sistêmica. A história médica do paciente inclui a cirrose hepática.
O exame clínico mostra placas brancas, espessas e puntiformes na língua, palato mole e
mucosa jugal. Estas placas apresentam uma textura superficial rugosa e podem ser
removidas por meio de pressão lateral, expondo a mucosa subjacente ulcerada. O
paciente descreve uma sensação de queimação dolorosa.

A terapêutica medicamentosa odontológica tópica preconizada é:

a)fluconazol.

b)anfotericina B.
c)aciclovir.

d)itraconazol.

e)nistatina.

6- As infecções odontogênicas constituem um dos problemas mais difíceis de tratar em


Odontologia. O uso de agentes antimicrobianos pode ser importante no controle e
tratamento das infecções de origem dentária. Dos agentes antimicrobianos listados a
seguir, assinale aquele que deve ser prescrito para uso via oral em pacientes com o
sistema imunológico comprometido.

a)Cefalexina, por ser um agente bactericida.

b)Eritromicina, por ser um agente bactericida.

c)Amoxacilina, por ser um agente bacteriostático.

d)Tetraciclina, por ser um agente bacteriostático.

e)Vancomicina, por ser um agente bacteriostático.

6- O aciclovir assim como o penciclovir são drogas especialmente empregadas para o


caso de :

a)pneumonia pneumocócica.

b)leishmaniose visceral.

c)micose ungueal.

d)herpes labial.

e)candidíase oral.
7- Sobre a farmacologia, farmacocinética e tipos de anestésicos locais utilizados em
odontologia para controle da dor durante os procedimentos operatórios, é correto
afirmar que:

a)os anestésicos locais de uso odontológico precisam entrar no sistema circulatório em


concentrações suficientemente altas para iniciar a sua ação clínica;

b)a biotransformação dos anestésicos locais do tipo éster ocorre no sangue. Eles são
hidrolisados no plasma sanguíneo pela enzima pseudocolinesterase;

c)o local primário da biotransformação dos anestésicos locais do tipo amida é o sangue.
Porém, para esses tipos de anestésicos locais, uma pequena parte do metabolismo ocorre
no fígado;

d)a articaína é exclusivamente biotransformada no fígado, portanto deve ser evitada em


pacientes com deficiência da função hepática;

e)pacientes com insuficiência renal significativa não conseguem metabolizar ou


biotransformar adequadamente os anestésicos locais, resultando em um maior risco de
toxicidade.

8- Em relação aos mecanismos de ação dos fármacos, julgue os itens a seguir.

I A aspirina atua inativando irreversivelmente as ciclooxigenase (COX)-1 e COX-3.

II Ao aumentar a dose de um fármaco, a substância sempre afeta outros alvos além de


seu alvo principal.

III O paracetamol é antiinflamatório eficaz .

IV A maioria dos alvos farmacológicos é representada por moléculas protéicas.

Estão certos apenas os itens:

a)I e II.

b)II e III.

c)I e IV.

d)III e IV.
e)Todas as alternativas estão corretas.

9- A ação dos fármacos anti‐inflamatórios não esteroidais (AINES) é basicamente a


inibição da enzima ciclooxigenase (COX).

Com relação a esses fármacos, assinale a afirmativa incorreta.

a)A inibição da COX‐2 foi um marco na evolução terapêutica destes fármacos, pois
possibilitou atuação seletiva e menos efeitos colaterais. Como exemplo de um fármaco
inibidor da COX‐2 temos o Celecoxibe.

b)O Ácido Acetilsalicílico (AAS) é um potente inibidor da síntese de prostaglandina,


mas também é utilizado em distúrbios vasculares por ter ação antiplaquetária.

c)O Paracetamol apresenta baixa atividade inti‐inflamatória, mas é utilizado como


antipirético e analgésico com sucesso.

d)Os fármacos inibidores seletivos da COX‐2 podem aumentar a pressão arterial quando
administrados com agentes anti‐ hipertensivos.

e)O Diclofenaco, o Alopurinol e o Piroxicam são exemplos de fármacos AINES não


seletivos para COX‐2.

10- Em relação aos anestésicos locais, assinale a afirmativa incorreta.

a)Os anestésicos locais bloqueiam o início e a propagação dos potenciais de ação nos
neurônios, por impedirem o aumento na condutância do sódio nos canais voltagem‐
dependente.

b)A ação dos anestésicos locais não é influenciada pelo pH do meio.

c)Os antiarrítmicos de classe I apresentam o mesmo mecanismo de ação dos anestésicos


locais.

d)Os anestésicos locais provavelmente atuam na sua forma catiônica, mas devem ser
absorvidos pelos neurônios na sua forma não‐ionizada.

e)A procaína, a lidocaína e a benzocaína são exemplos de anestésicos locais.