Você está na página 1de 3

Artigo Técnico

Noções Básicas sobre Processo


de Anodização do Alumínio
e suas Ligas – Parte 10
9ª Etapa – Controle de Qualidade

sta parte do artigo irá tra- anódicas, conforme tabela 1, madas não con-
tar dos ensaios para avali- sendo que para anodização co- dutoras pelo Mé-
ação da qualidade e da lorida eletrolítica deve-se usar todo de Corrente
conformidade das camadas espessura de camada anódica da Parasita (Eddy
anódicas. classe A13, por exigência do Current)
processo, e para anodização co-
Introdução lorida por corantes orgânicos, NBR 12611 – Determinação da Por Adeval
A avaliação é definida atra- deve-se usar a da classe A18. espessura de ca- Antônio
vés das normas da ABNT, con- madas anódicas Meneghesso
forme segue. Ensaios de conformidade pelo Método de
A determinação da confor- Microscopia Ó-
Anodização para fins midade dos produtos anodiza- tica Colaborador:
arquitetônicos dos para aplicações arquitetô- João Inácio
A NBR 12609 – Alumínio nicas deve seguir as seguintes NBR 12612 – Determinação da Gracciolli
e Suas Ligas Tratamento de Su- normas: resistência das ca- (Surface
perfície – Anodização para fins madas anódicas Finishing - CBA)
Arquitetônicos – Requisitos, NBR 8967 – Terminologia colorida (solidez
fixa os requisitos mínimos de à luz) ao intem-
qualidade e os ensaios de con- NBR 8968 – Classificação perismo acelera-
formidade das camadas anódi- do (UV)
cas para aplicações arquitetôni- NBR 9243 – Determinação da
cas. Os principais requisitos são Qualidade de Se- NBR 12613 – Determinação
apresentados a seguir. lagem da Anodi- da Qualidade de
zação pelo Méto- Selagem da Ano-
Classes de Camadas do de Perda de dização pelo Mé-
Anódicas Massa todo de Absor-
Em função da agressividade ção de Corantes
do meio devem ser adotadas NBR 12610 – Determinação da
classes de espessura de camadas espessura de ca- Proteção e Manutenção
a. Devido à propriedade anfó-
TABELA 1 – CLASSE DE ESPESSURA DE CAMADAS ANÓDICAS tera do óxido de alumínio
PARA APLICAÇÕES EXTERIORES/INTERIORES formado durante a anodiza-
Espessura Freqüência
ção, deve-se evitar seu conta-
Classe Ambiente Nível de to com produtos alcalinos,
de Camada Típico Agressividade de Limpeza
Anódica (µm) (meses) tais como, argamassa, cimen-
to, massa de reboco e resí-
A13 11 a 15 Rural/Urbano Média/Baixa 18 duos aquosos desses mate-
A18 16 a 20 Litorâneo Alta 12 riais, e com produtos ácidos,
A23 21 a 25 Industrial/Marítimo Excessiva 6 por exemplo, ácido clorídrico
Notas: (muriático).
b. A fim de evitar esse contato,
1. Os números 13, 18 e 23, que sucedem a letra “A” identificam o valor médio da as peças devem ser protegidas
camada, em micrometros, temporariamente com pro-
2. Em ambientes urbanos com alto nível de poluição ambiental a freqüência de
limpeza deve ser feita com intervalos de 12 meses. dutos adequados, que são
3. Ambiente marítimo abrange tão somente os prédios frontais ao mar e sujeitos a removidos após eliminadas
nevoa salina. áreas marítima mais internas são consideradas litorâneas. as causas que poderiam vir a

C & P • Setembro/Outubro • 2008 31


Anodização danificar a anodização. NBR 9243 – Determinação da dização pelo Mé-
aplicada para c. Para conservação e limpeza Qualidade de Se- todo de Absor-
uso em das peças anodizadas, deve ser lagem da Anodi- ção de Corantes
ambiente aplicado detergente neutro zação pelo Méto-
externo com esponja macia; não se do de Perda de NBR 14128 – Determinação
e para fins deve usar ferramentas e mate- Massa da Resistência à
arquitetônicos riais tais como; facas, palhas Abrasão da ca-
e decorativos de aço, etc., ou qualquer meio NBR 12610 – Determinação da mada anódica da
mecânico que possa vir a dani- espessura de ca- Anodização para
ficar a camada anódica. madas não con- fins técnicos (du-
dutoras pelo Mé- ra) – Método de
Exemplos de produtos todo de Corrente Taber
anodizados para aplicações Parasita (Eddy
arquitetônicas Current) NBR 14155 – Determinação da
Os produtos fabricados em Microdureza da
alumínio e suas ligas, que se NBR 12611 – Determinação da camada anódica
destinam à confecção de janelas espessura de ca- da anodização
e acessórios, portas, e acessóri- madas anódicas para fins técnicos
os, venezianas, batentes, lam- pelo Método de (dura).
bris, fachadas, brise-soleil divi- Microscopia Ó-
sórias, forros, boxes para ba- tica Anodização para Bens de
nheiros e acessórios, rodapés, Consumo
canaletas, eletrodutos e acessó- NBR 12612 – Determinação da A norma NBR 14232 –
rios, calhas, telhas, portões, gra- resistência da ca- Alumínio e Suas Ligas Tra-
dis, telas mosqueteira, corri- madas anódicas tamento de Superfície – Ano-
mãos, balaustradas, arremates, colorida (solidez dização para Bens de Con-
de revestimentos, arremates de à luz) ao intem- sumo – fixa os requisitos míni-
azulejos/alvenaria, trilhos de perismo acelera- mos de qualidade e os ensaios
cortina etc., são considerados do (UV) de conformidade das camadas
produtos anodizados para apli- anódicas decorativas e proteto-
cações arquitetônicas. NBR 12613 – Determinação ras para aplicações em produ-
da Qualidade de tos que se destinam a bens de
Anodização para Fins Selagem da Ano- consumo.
Técnicos – Anodização Dura
A NBR 14231 – Alumínio TABELA 2 – CLASSE DE ESPESSURA DE CAMADAS ANÓDICAS PARA BENS
e Suas Ligas Tratamento de Su- DE CONSUMO
perfície – Anodização para fins Espessura
técnicos – Anodização Dura, Classe de Camada Aplicação
fixa os requisitos mínimos de Anódica (µm)
qualidade e os ensaios de con- A6 5a7 Interior
formidade das camadas anódi- A13 11 a 15 Exterior
cas para fins técnicos e devem Notas:
seguir as seguintes normas:
1. Os números 6 e 13, que sucedem a letra “A”, identificam o valor médio da
camada, em micrometros.
NBR 8967 – Terminologia 2. Para anodização colorida eletrolítica ou por corantes, as espessuras das camadas
anódicas devem seguir as necessidades do processo, obedecendo-se as mesmas
NBR 8968 – Classificação exigências da tabela 2.

32 C & P • Setembro/Outubro • 2008


Os principais requisitos são: NBR 9243 – Determinação da à luz) ao intem-
Qualidade de Se- perismo acelera-
Classes de Camadas lagem da Anodi- do (UV)
Anódicas zação pelo Méto-
A espessura das camadas do de Perda de NBR 12613 – Determinação da
anódicas deve obedecer aos cri- Massa Qualidade de
térios que estão estabelecidos Selagem da Ano-
na tabela 2. NBR 12610 – Determinação da dização pelo Mé-
espessura de ca- todo de Absor-
Ensaios de Conformidade madas não con- ção de Corantes
A determinação da confor- dutoras pelo Mé-
midade dos produtos anodiza- todo de Corren-
dos para aplicações arquitetôni- te Parasita (Eddy
cas deve seguir as seguintes nor- Current)
mas:
NBR 12611 – Determinação da
NBR 8094 – Material metálico espessura de ca-
revestido e não madas anódicas
revestido – pelo Método de
Corrosão por ex- Microscopia Ó-
posição à névoa tica
salina. Eng. Adeval Antônio Meneghesso
NBR 12612 – Determinação da Diretor superintendente da Italtecno
NBR 8967 – Terminologia resistência da ca- do Brasil – Contato com o autor:
madas anódicas adeval.meneghesso@italtecno.com.br
NBR 8968 – Classificação colorida (solidez Fax.: (11) 3825-7022