Você está na página 1de 5

Escola Mun. Est.

William Tavares de Oliveira


Nota:
Nome: Nº
Bimestre: Ano: Turma:
Professor(a): Data:

Avaliação Mensal
1 - Leia o texto abaixo:
Gerente – Boa tarde. Em que eu posso ajudá-lo?
Cliente – Estou interessado em financiamento para compra
de veículo.
Gerente – Nós dispomos de várias modalidades de crédito.
O senhor é nosso cliente?
Cliente – Sou Júlio César Fontoura, também sou
funcionário do banco.
Gerente – Julinho, é você, cara? Aqui é a Helena! Cê tá
em Brasília? Pensei que você inda tivesse na agência de
Uberlândia! Passa aqui pra gente conversar com calma.
(BORTONI-RICARDO, S. M. Educação em língua materna.)

Na representação escrita da conversa telefônica entre a gerente do banco e o cliente, observa-se que a maneira
de falar da gerente foi alterada de repente devido
a) à adequação de sua fala à conversa com um amigo, caracterizada pela informalidade
b) à iniciativa do cliente em se apresentar como funcionário do banco.
c) ao fato de ambos terem nascido em Uberlândia (Minas Gerais).
d) à intimidade forçada pelo cliente ao fornecer seu nome completo
e) ao seu interesse profissional em financiar o veículo de Júlio.

2 - Leia o texto abaixo e assinale a única alternativa correta:


“Iscute o que to dizeno,
Seu dotor, seu coroné:
De fome tão padeceno
Meus fio e minha muiér.
Sem briga, questão nem guerra,
Meça desta grande terra
Umas tarefas pra eu!
Tenha pena do agregado
Não me dexe deserdado
Daquilo que Deus me deu”.

(Patativa do Assaré)

Esse falante, pelos elementos explícitos e implícitos no poema, é identificável como:


a) Escolarizado proveniente de uma metrópole.
b) Sertanejo de uma área rural.
c) Idoso que habita uma comunidade urbana.
d) Escolarizado que habita uma comunidade no interior do país.
e) Estrangeiro que imigrou para uma comunidade do sul do país.

3 - Analise as proposições com relação à música “Asa Branca” de Luiz Gonzaga e responda corretamente:
“Quando oiei a terr’ ardeno
Na fogueira d’san João
Eu preguntei a Deus do céu ai
Pro que tamanha judiação (...)”
( )Este trecho, em uma análise linguística, está correto, pois, apesar dos desvios da norma culta, o trecho não
apresenta dificuldades para a compreensão.
( )Por se tratar de expressões regionais este trecho não pode ser considerado como erro gramatical.
( )A música regional tem grande aceitação, principalmente, na região do compositor, mas, podemos dizer que
as falhas linguísticas prejudicam a aceitação da música Asa Branca.

A sequência correta é:
a) VFF b) VVV c) FFF d) FVF e) VVF

4 - Com relação ao texto retirado de um SMS, assinale a alternativa correta:

Vc viu como ele xegô em kza hj? Tôdu lascadu. blz!


a)Não pode ser considerado um texto, visto que não cumpre sua função comunicativa.
b)Por ter palavras abreviadas em excesso está totalmente contrariando as regras da gramática, logo não é um
texto.
c)Esse tipo de escrita é valorizado em qualquer meio de comunicação formal.
d)Mesmo por se tratar de linguagem abreviada, cumpre sua função comunicativa, mas só deve ser utilizada
situações informais como internet, celular etc.

5 - Assinale a alternativa que contém um

a informação FALSAem relação ao fenômeno da variação linguística.

a) A variação linguística consiste num uso diferente da língua, num outro modo de expressão aceitável em
determinados contextos.
b) A variedade linguística usada num texto deve estar adequada à situação de comunicação vivenciada, ao
assunto abordado, aos participantes da interação.
c) As variedades que se diferenciam da variedade considerada padrão devem ser vistas como imperfeitas,
incorretas e inadequadas.
d) As línguas são heterogêneas e variáveis e, por isso, os falantes apresentam variações na sua forma
de expressão, provenientes de diferentes fatores.

Leia o texto abaixo e responda as questões de 6 a 10.

O TURISMO DA BONDADE
Jovens adeptos do intercâmbio voluntário viajam pelo mundo para trabalhar em instituições filantrópicas
e, segundo eles, buscar o crescimento pessoal

No mundo inteiro, o intercâmbio estudantil é uma maneira tradicional de os jovens viajarem para o
exterior para aprender um segundo idioma e entrar em contato com outras culturas. Agora, uma variante desse
tipo de programa vem se popularizando, inclusive no Brasil – o intercâmbio voluntário. Ele consiste em viajar
para outro país não apenas para estudar, mas para engajar-se em atividades filantrópicas ou auxiliar entidades de
preservação ambiental. Segundo os estudantes, essa é uma forma de se sentir útil, ajudar o próximo ou colaborar
para a saúde do planeta, obtendo como recompensa o crescimento pessoal. De quebra, o voluntariado enriquece
o currículo. Nos Estados Unidos e em vários países da Europa, muitas escolas de ensino médio e faculdades
exigem que o aluno, para receber o diploma, tenha cumprido um mínimo de horas de trabalho voluntário.
Exercer esse trabalho em outro país é mais enriquecedor e divertido. As agências de intercâmbio brasileiras
informam que a procura por programas desse tipo cresceu três vezes nos últimos dois anos.

Há duas formas de hospedagem: a primeira delas é ficar na casa de uma família e dividir o dia entre o
estudo e o voluntariado; a segunda é ficar na própria instituição em que se trabalha. No caso da Alemanha, a
maior quantidade de bolsas desse tipo tem como destino o Brasil. Depois de fazer voluntariado na Dinamarca,
cuidando de crianças órfãs, o alemão Maximilian Georgi, de 21 anos, decidiu que gostaria de dar continuidade à
experiência num local no qual as pessoas vivessem uma realidade diversa da sua. Escolheu o Brasil e há três
meses trabalha com crianças carentes em Porto Alegre. “É um choque de realidade”, conta ele. [...]

Uma pesquisa realizada neste ano por algumas agências mostrou que o Brasil é o segundo destino
favorito para fazer intercâmbio voluntário. O primeiro lugar coube ao Peru, entre outros motivos, pela
peculiaridade de o país manter vivas as tradições indígenas.

[...]

Já a estudante paulista de veterinária Raissa Seabra Bittencourt, de 18 anos, procurou um programa que
a ajudasse na profissão que escolheu. Em julho passado, ela foi trabalhar em um parque nacional, na África do
Sul, que abriga animais selvagens. Chegou a cuidar de guepardos e de outros felinos acidentados. “Notei grande
diferença na minha bagagem quando retornei à faculdade", diz Raissa.
(Carolina Romanini, Veja, 02.12.2009)

Após ler a reportagem:

6 - Identifique

Título
_________________________________________________________________________________________

Subtítulo
_______________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________
_____

Autoria____________________________________________________________________________________
_____

Veículo de publicação
____________________________________________________________________________

Data
__________________________________________________________________________________________

7 - Justifique o título do texto.

__________________________________________________________________________________________
_____

__________________________________________________________________________________________
_____

__________________________________________________________________________________________
_____

8 - Quais as vantagens, segundo os estudantes, dessa forma de intercâmbio estudantil?

__________________________________________________________________________________________
_____

__________________________________________________________________________________________
_____

__________________________________________________________________________________________
_____

9 - De acordo com o texto, é correto afirmar que

a) o intercâmbio voluntário já é uma prática em outros países mas, no Brasil, o interesse por esse tipo de
intercâmbio não tem mostrado avanços.
b) aqueles que optam pelo intercâmbio voluntário visam, prioritariamente, à inserção mais rápida no mercado
de trabalho internacional.
c) os países da América Latina são os que mais recebem voluntários da Europa, que vêm com o intuito de se
aprimorar na profissão que escolheram.
d) a diversão e o amadurecimento interior, promovidos pela experiência de intercâmbio, colaboram para a
formação pessoal dos jovens.
e) uma das formas de hospedagem é o voluntário passar um curto período em diferentes casas que pertencem a
famílias carentes.
10 - Pela leitura do texto, conclui-se que o objetivo principal da jornalista é:
a) passar informações que possam esclarecer os leitores sobre um fato, em princípio, desconhecido por eles.
b) construir o texto de forma a expressar as ideias em nível poético, literário e com aspectos líricos.
c) reunir argumentos e dados para criticar os jovens brasileiros que não praticam o intercâmbio voluntário.
d) usar o texto como meio para expor seus sentimentos e dúvidas em relação ao tema abordado.
e) discutir os recursos linguísticos necessários para a elaboração de um bom texto jornalístico.