Você está na página 1de 42

AFROATIVOS

CALENDÁRIO 2019
A promoção e proteção dos direitos humanos de
afrodescendentes tem sido uma prioridade para as
Nações Unidas.
A Declaração de Durban e Programa de Ação
reconhecem que afrodescendentes foram vítimas de
escravidão, do tráfico de escravos e do colonialismo, e
continuam sendo vítimas das consequências.
O processo de Durban deu visibilidade às pessoas
afrodescendentes e contribuiu para um avanço
Existem aproximadamente 200 milhões de pessoas substancial na promoção e proteção de seus direitos,
vivendo nas Américas que se identificam como como resultado de ações concretas tomadas pelos
afrodescendentes. Muitos mais vivem em outros lugares Estados, pela ONU, por outras organizações
do mundo, fora do continente africano. internacionais e regionais e pela sociedade civil.
Seja como descendentes das vítimas do tráfico Ainda assim, apesar de avanços originais, o racismo e a
transatlântico de escravos ou como migrantes mais discriminação racial, sejam diretos ou indiretos, de fato ou
recentemente, estas pessoas constituem alguns dos de direito, continuam a se manifestar em desigualdade e
grupos mais pobres e marginalizados. Estudos e desvantagem.
pesquisas de órgãos nacionais e internacionais A Década Internacional de Afrodescendentes foi
demonstram que pessoas afrodescendentes ainda têm proclamada pela resolução 68/237 (acesse aqui em
acesso limitado a educação de qualidade, serviços de inglês) da Assembleia Geral e será observada entre 2015
saúde, moradia e segurança. e 2024, proporcionando uma estrutura sólida para as
Em muitos casos, a situação permanece praticamente Nações Unidas, os Estados-membros, a sociedade civil e
invisível, e pouco reconhecimento e respeito são dados todos os outros atores relevantes para tomar medidas
aos esforços das pessoas de ascendência africana para eficazes para a implementação do programa de
buscar compensação por sua condição atual. Todos eles atividades no espírito de reconhecimento, justiça e
são, com frequência, vítimas de discriminação perante a desenvolvimento.
justiça, enfrentam alarmantes índices de violência policial O período também é uma oportunidade única de apoiar
e discriminação racial. o Ano Internacional de Povos Afrodescendentes,
Além disso, seu grau de participação política é baixo, observado pela comunidade internacional em 2011, além
tanto na votação quanto na ocupação de cargos políticos. de destacar a importante contribuição dada pelas e pelos
Adicionalmente, os afrodescendentes podem sofrer de afrodescendentes para nossas sociedades e propor
múltiplas formas de discriminação baseadas em outros medidas concretas para promover a sua plena inclusão, o
critérios relacionados, como idade, sexo, idioma, religião, combate ao racismo, à discriminação racial, à xenofobia e
opinião política ou outra, classe social, incapacidade, à intolerância.
origem ou outros.
Nós, do Afroativos, decidimos fazer um calendário comemorativo com datas
significativas para a cultura afro. Ressignificar, aprender, apreciar e conhecer a
trajetória de nossos antepassados, em nossa cidade - Porto Alegre/ RS é fundamental
para que saibamos construir e fortalecer nossas identidades.
Datas festivas, comemorações, datas que marcaram não só nascimentos,
mas também mortes, leis, congressos, etc.
Os lugares onde fotografamos, são locais de resistência, de luta contra a
escravidão, de ressignificação e de preservação da nossa cultura.
Escolhemos 12 alunos para serem fotografados nesses lugares. Mês a mês,
vocês encontrarão uma relação de datas (pesquisadas por nós), além de conhecerem
um pouco da história do local escolhido, seguido do relato de cada aluno fotografado.
O calendário está inacabado, pois sabemos da grandeza de nosso povo e
dos feitos a serem relembrados, trabalhados e eternizados em nossas memórias.
Aceitamos sugestões para a inclusão de datas e informações, através do email:
afroativos@gmail.com. Contribuam!

Afrobetizem-se, descolonizem-se e libertem-se!

Texto do aluno Alisson Alexandre Silva da Silva


BARÁ DO MERCADO

O Mercado Público faz parte dos ―caminhos invisíveis O Orixá Bará é reverenciado por toda a comunidade de
dos negros em Porto Alegre‖, e sua importância deve- matriz africana no Estado.
se a preservação e culto ao Orixá Bará Agelu Olodiá
assentado no centro do prédio. O Bará é, dentro do Mãe Norinha de Oxalá
panteão africano, a entidade que abre os bons Fundadora e Presidente da Congregação
caminhos, o guardião das casas e da cidade, e em Defesa das Religiões Afro-Brasileiras – RS
representa o trabalho e a fartura. Os religiosos de xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
matriz africana e frequentadores acreditam na força do
axé do orixá, que garantiu a sobrevivência e a Ao pesquisarmos, encontramos algumas versões
prosperidade do mercado, ao longo de seus 244 anos, referentes ao Bará do Mercado. Alguns, defendem que,
dando fatura aos transeuntes que passam no local e em algum lugar do Mercado Público foi realizado o
fazem os seus pedidos. assentamento; há outros que afirmam a existência do
Os africanistas e simpatizantes, ao fazerem seus assentamento no centro do prédio, porém, o
pedidos de abertura dos caminhos na terra para a incontestável é o SAGRADO presente na energia e
fartura de comida na mesa e de prosperidade na vida espiritualidade africana. O local é um marco religioso
ao Bará, jogam sete moedas, como certos da sua afrocentrado de extrema importância para as religiões
proteção. Com o passar do tempo, somam-se os afro-gaúchas.
testemunhos de pessoas que agradecem pelo pedido
alcançado ao Bará do Mercado Público.
JANEIRO
S T Q Q S S D

1 2 3 4 5 6

7 8 9 10 11 12 13

14 15 16 17 18 19 20

21 22 23 24 25 26 27

28 29 30 31

―Tirar fotos no Bará do Mercado foi uma experiência ótima! Saber da história
daquele lugar, me fez perceber que não tenho que desistir rápido. Sou uma
menina guerreira e tenho orgulho de ser negra. Amei estar no Mercado Público!
Ficará para sempre no meu coração.‖

Kherollen Shawnna Barboza, 11 anos


DATAS IMPORTANTES
01 – Dia Mundial da Paz
01 – Independência do Haiti /1804
02 – Fundação da Irmandade do Rosário dos Homens Pretos, em São Paulo, SP /1771
03 – Fundação da União dos Homens de Cor de Porto Alegre, RS / 1943
06 – Circula pela primeira vez o jornal O Clarim da Alvorada, organizado por José Correia
Leite e Jayme de Aguiar/ 1924
06 – Nascimento de Juliano Moreira, médico psiquiatra considerado pai da psiquiatria
brasileira, em Salvador, BA / 1873
08 – Fundado o Congresso Nacional Africano – CNA – África do Sul /1913
15 – Nasce Martin Luther King Jr. / 1929
15 – O governo baiano suprime a exigência de registro especial para templos de ritos afro-
brasileiros
20 – Assassinado pela polícia portuguesa Amílcar Cabral, poeta revolucionário, lutador pela
liberdade da Guiné e Cabo Verde
24 – Revolta dos Malês, na Bahia /1835
26 – Nasce Angela Davis, EUA
29 – Morre José do Patrocínio, o ―Tigre da Abolição‖ , jornalista negro e ativista da causa
abolicionista
31 – Nascimento, em 1582, de Nzinga, rainha de Angola de 1633 a 166
QUILOMBO
DOS
ALPES

Formado por cerca de 70 famílias que vivem nos altos do Morro dos Alpes, no bairro Cascata, região Glória.
São descendentes de Edwirges Francisca Garcia, que para lá teria ido fugida de uma chácara, na região do
bairro Lami, e se estabelecido com seu esposo entre final do século XIX e início do século XX. Atualmente
habitam o local netos, bisnetos e tataranetos da matriarca.
Seus integrantes trabalham nas proximidades em prestação de serviços domésticos, segurança, pedreiro e
eletricista. Criam cabras e praticam extrativismo de brotos de bambu e ervas nativas e desenvolvem no local
atividades de criação de aves e cultivo de pomar e canteiros de ervas medicinais.
Segundo relatos da comunidade, a fundadora Dona Edwirges veio com seu segundo marido Antonio Ramos,
fugida provavelmente de uma chácara após o marido ter quebrado a guampa de um boi. Na época, o acesso
ao arraial da Glória dava-se por poucas vias.
Em meio a este lugar ermo das trilhas do Morro dos Alpes, nascem três dos seus quatro filhos: Carlos
Francisco, Arminda e Paulo. Com o avanço da ocupação do arraial, Dona Edwirges, tentando proteger sua
família, vai subindo paulatinamente até os altos do morro.
Os membros da comunidade - filhos, netos e agregados dos outros dois casamentos de Dona Edwirges -
formaram a comunidade e conviveram com suas memórias, seu conhecimento da natureza (uso das ervas e
chás) até o ano de 1998, quando falece com 108 anos. Atualmente os descendentes de Dona Edwirges
estão na sua maioria habitando os altos do Morro dos Alpes. Alguns moram ao longo da própria Estrada dos
Alpes, ampliando os espaços da comunidade, que sofre o constante assédio da especulação imobiliária.
FEVEREIRO
S T Q Q S S D
1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28

―Adorei ser fotografada no Quilombo dos Alpes,


porque não conhecia o lugar e também, pela história.
Fico triste, pois eu acredito que poucas pessoas
conhecem o Quilombo. Adorei as fotos e o local tem
uma vista linda! Fiquei muito feliz, porque nunca fui
fotografada nesses lugares importantes (que não são
valorizados) e foi uma experiência incrível!‖

Ginny Maria dos Santos Lopes, 14 anos


DATAS IMPORTANTES
01 – Nascimento, em Minas Gerais, da antropóloga e filósofa Lélia Gonzalez, intelectual e militante /
1935
02 – Dia de Iemanjá
06 – Nasce o cantor e compositor Bob Marley / 1945
07 – Nascimento de Clementina de Jesus da Silva, Valença/RJ /1902
09 – Nasce a escritora Alice Walker, na Geórgia, EUA / 1944
11 – Libertado Nelson Mandela, depois de 27 anos de prisão, na África do Sul /1990
12 – Nascimento de Arlindo Veiga dos Santos, acadêmico e primeiro Presidente da Frente Negra
Brasileira (ver 16/9) / 1902
12 – Admitido o primeiro universitário negro na Universidade de Alabama – EUA /1956
13 – Assassinato de Patrice Lumumba – Congo /1961
14 – Morre a escritora Carolina Maria de Jesus, autora, dentre outros livros, de Quarto de Despejo
18 – Morre o poeta, compositor, ator e teatrólogo Solano Trindade / 1974
19 – W.E.B. Dubois organiza o Primeiro Congresso Pan-africano em Paris / 1919
19 – Carter G. Woodson cria, nos EUA, a ―Negro History Week‖, atualmente o ―Black History Month‖
(Mês da História Negra) / 1926
21 – Morre assassinado Malcom X / 1965
23 – Nasce William Edward Burghardt Dubois, doutor em Filosofia e pai do pan-africanismo
contemporâneo
26 – As potências européias repartem o continente africano /1885
PRAÇA DO
TAMBOR

Atual Praça Brigadeiro Sampaio,


localizada nas imediações do Museu do
Trabalho e da Usina do Gasômetro, era o
local onde ocorriam as execuções dos
negros condenados em processos que
prescreviam, geralmente, penas mais
duras para os escravizados.
Há, também, toda uma questão de
simbolismo relacionada ao tambor. Seja
nas vitórias, ou como preparação para as
guerras, a presença do tambor simboliza
a vitória de um povo que, mesmo tendo a
forca como destino, conseguiu vencer.
Destaca-se, ainda, o uso do instrumento
como meio de comunicação nas religiões
de matriz africana, onde o som do tambor
faz o chamado aos Orixás.
MARÇO
S T Q Q S S D

1 2 3

4 5 6 7 8 9 10

11 12 13 14 15 16 17

18 19 20 21 22 23 24

25 26 27 28 29 30 31

―Praça do Tambor. Lugar de tragédia. Muito sangue


derramado no passado. Onde negros eram
enforcados. Estar sendo fotografado lá, muda tudo.
Não estar sendo retratado como um escravizado, e
sim, sendo exaltado como nós negros realmente
merecemos.‖

Alisson Alexandre Silva da Silva, 14 anos


DATAS IMPORTANTES
02 – Ocorre o primeiro carnaval de escolas de samba do Rio de Janeiro, RJ / 1935
04 – Morreu o poeta Lino Guedes, em São Paulo, SP / 1951
06 – Gana é o primeiro país da África Negra a tornar-se independente/1957
06 – Abolição da escravatura no Equador / 1854
07 – Grande Marcha pelos direitos civis, de Selma à Montgomery, liderada por
Martin Luther King, Jr. / 1963
08 – Dia Internacional da Mulher
14 – Nasce Abdias do Nascimento, ex-senador, criador do teatro Experimental do
Negro (ver 13/10) / 1914
14 – Nasce a escritora Carolina de Jesus, em Sacramento, MG / 1914
14 – Morte do franciscano negro Santo Antonio de Categeró / 1549
21 – Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial, em memória das
vítimas do massacre de Shapeville, na África do Sul / 1960
21 – Zumbi dos Palmares é incluído na galeria dos heróis nacionais / 1997
21 – Independência da Namíbia / 1990
22 – Abolição da escravatura em Porto Rico / 1873
25 – Nascimento de Aristides Barbosa, jornalista, educador e ex-militante da Frente
Negra / 1920
30 – Os homens afro-americanos conquistam direito de voto nos EUA / 1870
PEGADA
AFRICANA

Com méritos de nova inclusão, a manifestação visível da ―Pegada Africana‖ afirma a Praça da Alfândega como um dos
lugares de existência do Museu de Percurso do Negro. Na praça, antigo Largo das Quitandeiras, raízes históricas
adquirem nova visibilidade na forma de continente africano, concebida a partir de uma linha formada por sinuosos
movimentos de matriz orgânica. Vinicius Vieira apresenta um desenho
contemporâneo, modelado em aço, que envolve e ressignifica as pedras portuguesas do local, simbolizando a
concretização de políticas públicas que resultaram da luta histórica por reconhecimento das culturas étnicas.

Miriam Chagas
Doutora em Antropologia – UFRGS
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
A origem dos negros que aportaram em Porto Alegre está traduzida nesse marco, na Praça da Alfândega. Sintetiza um
pouco do nosso pensamento e pertencimento étnico. Representado pelo mapa africano, pois sintetiza as diversas
nacionalidades de nossos ancestrais. Outro detalhe importante, é a direção da pegada (de encontro ao lago) dando uma
ideia de ―caminhada para a liberdade‖.
―Estar nesse lugar, me fortalece e me
conecta ao continente africano.‖

Estevão Matheus de Souza, 15 anos

ABRIL
S T Q Q S S D
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 30
DATAS IMPORTANTES

01 – Primeiro Festival Mundial de Arte Negra, Dakar, Senegal / 1966


01 – Criação do Partido dos Panteras Negras, EUA / 1967
04 – Assassinato de Martin Luther King Jr., Memphis, EUA /1968
04 – Criação do bloco afro Agbara Dudu, Rio de Janeiro, RJ / 1982
04 – Independência do Senegal / 1960
05 – Nasce o grande capoeirista Vicente Ferreira Pastinha, ―Mestre Pastinha‖ / 1888
05 – Nasce o compositor Joaquim Maria dos Santos, Donga, autor de Pelo Telefone,
primeiro samba gravado
07 – Dia da Mulher Moçambicana
12 – Nasce Esmeraldo Tarquínio, deputado estadual e prefeito de Santos / 1927
15 – Nasce o compositor do Hino à Bandeira, o negro Antônio Francisco Braga / 1868
19 – Independência de Serra Leoa / 1961
19 – Dia do Índio
23 – Nascimento de Pixinguinha, músico / 1898
25 – O Bloco Afro Olodum é criado em Salvador, BA /1979
26 – Nasce Benedita da Silva, primeira mulher negra a ocupar o cargo de governadora
/ 1942
26 – Iniciam-se as primeiras eleições multirraciais na África do Sul / 1994
27 – Independência do Togo
CENTRO DE REFERÊNCIA DO
NEGRO NILO ALBERTO FEIJÓ

O Centro de Referência do Negro Nilo Feijó, que fica na avenida


Ipiranga, 311. O espaço, uma antiga reivindicação da
comunidade negra, abriga ouvidoria, biblioteca com acesso a
revistas, vídeos, livros, espaços para oficinas e atividades
culturais, e deve promover debates, palestras e fóruns de
discussões. O nome do centro é uma homenagem ao
carnavalesco e antigo militante do movimento
Centro de Referência – O centro é resultado de uma parceria
entre a Associação das Entidades Carnavalescas do Município,
movimentos sociais e Prefeitura de Porto Alegre. Foram três
anos de trabalho junto a Secretaria Adjunta do Povo Negro,
concretizando uma reivindicação do movimento negro desde a
década de 1980.
O nome de Nilo Feijó para o centro faz um reconhecimento ao
carnavalesco, que ficou conhecido pela sua atuação pela causa
do povo negro. No Carnaval de Porto Alegre, Nilo Feijó, entre
outras funções, foi compositor de sambas e marchas. Entre as
entidades que desfilaram com suas composições estão
Acadêmicos da Orgia, Imperadores do Samba e, principalmente,
Trevo de Ouro.
Como dirigente, Nilo Feijó, por mais de duas décadas, fez parte
da diretoria da Associação Satélite Prontidão, entidade
centenária criada em 1902 por ex-escravizados, da qual era o
presidente. Feijó presidiu, também, o Conselho de Participação
e Desenvolvimento da Comunidade Negra do Rio Grande do Sul
(Codene) entre 2008 e 2010, e fez parte do Conselho Municipal
dos Direitos do Povo Negro, no biênio 2011-2013.
Na última terça-feira de cada mês, ocorre o Sopapo Poético – o
ponto da poesia negra.
MAIO
S T Q Q S S D
1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31

―Adorei tirar as fotos no Centro de Referência


do Negro! Eu, negra e linda com aquele
vestido e turbante, me senti muito feliz!
Pesquisei sobre Nilo Feijó, compositor de
sambas e marchas. O lugar é um espaço de
cultura.
Amei quando tive que pular para tirar as
fotos! Gostei muito, muito, mesmo!‖

Adrieli da Cruz Raimundo, 11 anos


DATAS IMPORTANTES

01 – Dia Mundial do Trabalhador


03 – Nascimento do geógrafo Milton Santos, que revolucionou a
Geografia, dando-lhe um enfoque humanista
13 – Dia Nacional de Denúncia contra o Racismo
13 – Nascimento do escritor pré-modernista Lima Barreto / 1881
13 – Dia dos Pretos Velhos
13 – Abolição da escravatura no Brasil / 1888
18 – Criação do Conselho Nacional de Mulheres Negras, no Rio
de Janeiro / 1950
23 – Nascimento do poeta Carlos de Assumpção, autor do
célebre poema Protesto
25 – Criação da Organização da Unidade Africana – OUA / 1963
25 – Dia da Libertação da África, promovido pela ONU / 1972
IGREJA NOSSA A igreja começou a ser construída em 1807 e só
ficou pronta em 1900 – mesmo assim, não
SENHORA DAS DORES completamente. Durante a construção, houve,
inclusive, a queda de uma das torres. Depois
passou por reformas e restauros, todos
processos com dificuldades de execução. Na
realidade, ela ainda não está totalmente pronta.
Reza a lenda que tudo isso seria em função da
história de Josimo, um dos escravizados,
acusado de roubar material de construção.
Condenado à forca, antes de morrer ele teria dito:
“caso eu seja inocente, o senhor não terá o
prazer de ver essa igreja pronta‖.
Em frente à Igreja Nossa Senhora das Dores
ficava o Pelourinho, local onde os trabalhadores
negros escravizados eram supliciados quando
quebravam as desumanas regras da escravidão.
Essas infrações estavam sempre ligadas a atos
de resistência, como fugas, revoltas contra as
duras condições de trabalho e reações às
injustiças dos senhores de escravos e das
autoridades.
JUNHO
S T Q Q S S D

1 2

3 4 5 6 7 8 9

10 11 12 13 14 15 16

17 18 19 20 21 22 23

24 25 26 27 28 29 30

―Fiquei muito feliz em ter participado da sessão de


fotos. Foi surreal! Já passei pela frente do local
algumas vezes, mas não conhecia a sua história.
Saber que meus ancestrais construíram aquele lugar,
me fez sentir orgulho. As meninas que nos
fotografaram são muito legais. Elas se esforçaram,
nos ajudaram e ainda estão ajudando. Adoro estar
com elas e com todos os meus colegas do projeto.
Gostaria de repetir essa atividade mais vezes, porque
viver a história fora dos livros é muito melhor!‖

Emilly Alves, 16 anos


DATAS IMPORTANTES

05 – Dia de Solidariedade ao Povo Moçambicano


06 – Morre o jamaicano Marcus Garvey, mentor do
Pan-africanismo / 1940
21 – Nascimento de Luís Gama – jornalista, poeta e
um dos gigantes da causa abolicionista / 1830
21 – Nascimento de Machado de Assis / 1839
24 – Nascimento de João Cândido, o ―Almirante
Negro‖, líder da Revolta da Chibata
25 – Independência de Moçambique, África / 1975
26 – Independência da Somália / 1960
30 – Independência do Zaire, África/ 1960
SUPER TINGA
Esculpida em concreto e com 3m de altura, a
estátua do Super Tinga é motivo de orgulho e
representatividade para os moradores do
Bairro Restinga, em Porto Alegre.
Criado no final da década de 1990 pelo
roteirista de quadrinhos, cineasta e morador
do bairro, Luciano Moucks.
Super-Tinga saiu do papel. Foi dos
quadrinhos, para o audiovisual.
É o herói clássico, mas com uma diferença:
escolheu seguir na periferia onde nasceu. Ele
tem como superpoderes o acreditar sempre
(fé), a escolha de dar uma segunda chance a
todas as pessoas e o resgate da autoestima
dos cidadãos. Ele é um cidadão da paz, que
só deseja proteger as pessoas.
A própria trilha de abertura da série, composta
por Luciano, resume o herói: ele veio para
proteger, salvar e tem um coração que lhe dá
razões para voar.
JULHO
S T Q Q S S D
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31

―Foi a coisa mais incrível que já fiz! Gostei muito de


participar, porque me senti uma estrela! Pesquisei sobre
o ―Super Tinga‖ e, para mim, ele representa coragem.
Quero agradecer à professora, Larisse Moraes, por me
dar essa oportunidade de ouro! Sempre quis fazer fotos
―como se fosse uma modelo‖. Amei essa experiência!
Joice, muito obrigada pelo ―dia de estrela‖! Obrigada, ao
projeto Afroativos, que está fazendo eu me soltar.‖

Mahara Korff, 13 anos


DATAS IMPORTANTES
01 – Independência de Ruanda, África / 1960
01 – Independência de Burundi, África / 1962
02 – Nascimento de Franz Fanon, médico psiquiatra e revolucionário / 1921
02 – Nascimento de Patrice Lumumba / 1925
03 – Aprovada a Lei Afonso Arinos, colocando a discriminação racial como contravenção
penal / 1951
03 – Independência da Argélia, África / 1962
05 – Independência de Cabo Verde / 1975
07 – Leitura, em frente ao Teatro Municipal, de carta aberta à nação contra o racismo,
inaugurando o Movimento Negro Unificado Contra a Discriminação Racial (depois MNU) /
1978
08 – Fundação do Instituto de Pesquisas da Cultura Negra (IPCN), Rio de Janeiro / 1975
12 – Independência de São Tomé e Príncipe / 1975
15 – Ocorre a primeira Conferência sobre a Mulher Negra nas Américas, Equador / 1984
17 – O ator Grande Otelo recebe o título de Cidadão Paulistano / 1978
18 – Nascimento do líder sul-africano Nelson Mandela / 1918
24 – Nascimento do poeta Solano Trindade, em Pernambuco / 1908
25 – Dia da Mulher Afro-latino-americana e Caribenha
25 – Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra
26 – Independência da Libéria, África/ 1846
LOJA CONSONE E
TRANÇAS ÁFRICA
A Loja Consone, criada pelo africano Agossou Djosse Ignace
Kokoye, mais conhecido como Kadi, fica na Rua Riachuelo,
1604. Um local de empoderamento, cultura e ancestralidade
no Centro de Porto Alegre. Kadi teve a ideia da produção da
marca após voltar de uma viagem de seu país natal, Benin, na
África Ocidental. Residente na Capital desde 2010, o
engenheiro agrônomo, bancário e também mestre em
Economia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul
(UFRGS) trouxe roupas típicas africanas de presente para
amigos.

―Eles começaram a postar nas redes sociais e o pessoal me perguntava onde conseguia as minhas camisas. Então começaram a
me contatar e eu mandei mensagem para minha mãe – porque ela trabalha com roupas e tecidos há 30 anos – e ela começou a
mandar as camisas para mim‖.
Segundo Kadi, a aposta na moda africana foi uma forma de valorizar a cultura afro em Poto Alegre. ―Agora começou o movimento
afro e o empoderamento, e as pessoas começaram a se identificar, a procurar pelas roupas e cabelo crespo. Tudo afro! As pessoas
começaram a consertar, não um erro, mas algo que não faziam antes. Elas estão aceitando a sua realidade‖.
Consone quer dizer harmonizar, consertar e aceitar, e isto simboliza as raízes da cultura africana. ―A Consone leva em consideração
estas três palavras: Harmonizar em relação à moda, consertar a sua origem, e aceitar a sua verdade e realidade‖.
Os tecidos das roupas da Consone são produzidas em países africanos como Nigéria, Togo, Gana e Costa do Marfim. Para Kadi,
isto é uma forma de reaproximar a população negra com as origens. ―É importante valorizar a cultura afro para o pessoal daqui ter o
primeiro contato. É importante esta aproximação, pois podemos trazer a África para eles, para o povo negro daqui se identificar. O
povo sem representatividade é um povo sem futuro.‖
Ao final de 2018, uniu-se a outro empreendimento africano, o salão Tranças África, que abriu uma filial no Centro de Porto Alegre. A
união dos dois espaços foi oportuna para celebrar as conquistas das duas marcas. Essa união com a marca angolana é símbolo de
resistência. O objetivo da união, segundo Elisa Matheus, diretora do salão, é levar o empoderamento negro o mais longe possível.
AGOSTO
S T Q Q S S D

1 2 3 4

5 6 7 8 9 10 11

12 13 14 15 16 17 18

19 20 21 22 23 24 25

26 27 28 29 30 31

―Foi muito bom tirar as fotos, porque estava


esperando por esse dia e ele chegou!
Quando eu fui tirar as fotos na Consone e
Tranças África, gostei de tantas coisas.
Amei as roupas e as tranças! Isso é tão
bom. Ser representado de alguma forma.‖

Thayanna Victoria Ferreira Palma,


12 anos
DATAS IMPORTANTES

01 – Independência do Benin, África/ 1975


03 – Independência do Níger, África / 1960
07 – Independência da Jamaica / 1962
07 – Independência da Costa do Marfim / 1960
08 – Em Lagos (atual Nigéria) é registrado o primeiro ato de escravidão, por Portugal / 1444
10 – Morre o padre Batista, um dos fundadores do Instituto do Negro e dos Agentes de
Pastoral Negros / 1991
12 – É publicado o manifesto dos conjurados baianos da Revolta dos Alfaiates, protestando
contra os impostos, a escravidão dos negros e exigindo independência e liberdade / 1798
14 – Morre a Ialorixá Mãe Menininha do Gantois / 1986
15 – Independência do Congo, África / 1960
17 – Nascimento do pan-africanista Marcus Garvey / 1887
19 – Independência do Gabão / 1960
23 – Nascimento de José Correia Leite, fundador do jornal O Clarim da Alvorada / 1900
24 – Primeiro Congresso de Cultura Negra das Américas, na Colômbia / 1977
24 – Morte do abolicionista Luís Gama / 1882
28 – Primeira Marcha de Negros sobre Washington, em favor dos direitos civis, EUA / 1963
29 – Nascimento de Antonio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, escultor, entalhador e arquiteto
PONTO DE
CULTURA
AFRICANAMENTE

Ponto de Cultura Espaço Escola


Áfricanamente, é uma parceria que
se estabeleceu, após uma seleção
feita através de edital, entre a
Áfricanamente Escola de Capoeira
Angola e a Secretaria de Cultura
do Estado / Ministério da Cultura,
com objetivo de potencializar e
ampliar o alcance das ações já
desenvolvidas pelo nosso coletivo,
possibilitando a realização de
atividades que envolvam a
comunidade a partir da arte,
cultura e educação, estimulando a
criatividade e propiciando o
exercício da cidadania pelo
reconhecimento da importância
das culturas de matriz africana
preservadas ou ressignificadas no
Brasil.
SETEMBRO
S T Q Q S S D
1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30

―Ser fotografada no Ponto de Cultura


Áfricanamente foi uma experiência muito legal,
pois é muito difícil encontrar lugares que
passam representatividade e resistência para
nós, negros, em plena região central de Porto
Alegre. Esse espeço, com certeza, vai ficar na
minha memória.Muito obrigada aos envolvidos
que responsáveis por eu ter essa experiência.‖

Manuella Eduarda Machado, 13 anos


DATAS IMPORTANTES

04 – Promulgação da lei Euzébio de Queiroz, extinguindo o tráfico de escravos no Brasil / 1850


07 – Criação do Grupo União e Consciência Negra do Brasil / 1981
10 – Morte do líder angolano Agostinho Neto / 1979
11 – Independência do Senegal, África / 1960
14 – É fundado o jornal O Homem de Cor, o primeiro da imprensa negra brasileira / 1833
16 – Fundação da Frente Negra Brasileira, maior entidade da primeira metade do século,
primeiro partido político de afro-descendentes/ 1931
18 – Circula o primeiro número do jornal A Voz da Raça, jornal da Frente Negra / 1933
18 – Decreto do Presidente Getúlio Vargas diz que o Brasil precisa desenvolver, em relação à
imigração, ―as características mais convenientes de sua ascendência européia‖
21 – Independência do Mali / 1960
22 – Libertação jurídica dos escravos nos EUA / 1862
22 – Independência do Mali, África / 1960
24 – Independência da Guiné-Bissau, África / 1973
27 – Dia dos Idosos
28 – Aprovada a Lei do Ventre Livre / 1871
28 – Assinada a Lei do Sexagenário / 1885
MARAIA’S BONECAS DE PANO

O projeto leva o nome de Maraia's Bonecas de Pano, em homenagem a uma das sobrinhas de Liliane, Maraia, 14
anos, que passou por um episódio de racismo na escola quando era pequena, o que motivou a tia a dar início à confecção. Na
hora de botar a mão na massa, fez uso dos ensinamentos que teve em um curso de corte e costura realizado aos 13 anos, uma
imposição da mãe para que ela "não ficasse na rua sem uma ocupação". Mesmo tanto tempo depois, nunca esqueceu dos dotes
artesanais.
Despretensiosamente, fez a primeira boneca para a menina — a Mulher Maravilha, até hoje a mais pedida —, mas
não demorou para que as amigas também quisessem e para que o hobby se transformasse em um negócio.
Somos um projeto que tem como objetivo diminuir o racismo e a discriminação racial, atuando na base do indivíduo, ou seja, na
infância. Sabemos que o ato de brincar, assim como as brincadeira exercem função fundamental na construção da autoestima
através de uma relação saudável com a autoimagem. A criança enquanto brinca constrói uma série de verdades que a
acompanharão para o resto da vida. Brincando a criança se inscreve na sociedade e interage com o mundo, percebe as
diferenças étnicas e a que grupo étnico ela pertence, brincar então gera aprendizagem, consciência de si e do outro, o que,
progressivamente favorece as relações interpessoais sem a negação da própria etnia e cultura. Acreditamos que os bonecos
negros e as bonecas negras constituem importante ferramenta de combate ao racismos, pois atuam positivamente na capacidade
de compreensão da criança, na medida que lhe geram reconhecimento e mostram que a figura humana pode ser linda, digna de
carinho e afeição indiferente da cor de sua pele, ou etnia
OUTUBRO
S T Q Q S S D

1 2 3 4 5 6

7 8 9 10 11 12 13

14 15 16 17 18 19 20

21 22 23 24 25 26 27

28 29 30 31

Gostei muito da moça que faz as bonecas


(Liliane Moraes). Eu me senti bem. Adorei
as bonecas! Ganhei uma boneca e dois
livros. A minha mãe já me contou uma das
histórias.

Maria Sophia Assunção Rodrigues,


7 anos
DATAS IMPORTANTES

01 – Independência da Nigéria, África / 1960


01 – Fundação, na PUC, do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros – NEAFRO
02 – Independência da Guiné, África / 1958
07 – Dia de Nossa Senhora do Rosário, patrona dos negros
09 – Nascimento, em São Paulo, do poeta, ensaísta e crítico Mário de Andrade, de
ascendência afro nem sempre lembrada / 1893
10 – Morre Francisco Lucrécio, Secretário da Frente Negra Brasileira, em São Paulo / 2001
11 – Nascimento do compositor e cantor Agenor de Oliveira, o Cartola / 1908
12 – Começa a devoção a Nossa Senhora Aparecida, quilombola negra, padroeira do Brasil, a
partir de 1717
13 – É fundado o Teatro Experimental do Negro no Rio de Janeiro / 1944
14 – Martin Luther King Jr. recebe o Prêmio Nobel da Paz / 1964
16 – O arcebispo Desmond Tutu recebe o Prêmio Nobel da Paz / 1984
16 – Wole Soyinka torna-se o primeiro africano a receber o Prêmio Nobel de Literatura / 1986
26 – Dia Nacional da Juventude
31 – Nascimento de Luiz Silva – Cuti, poeta, dramaturgo e co-fundador do Quilombhoje / 1951
PAINEL AFROBRASILEIRO
O Painel Afrobrasileiro é o resultado da inspiração e genialidade do artista negro,
Pelópidas Thebano, que através de seu talento artístico, descreve um pouco da
vivência dos negros e negras que sempres circulavam e circulam no Centro da Capital,
mas que, por força da exclusão – fruto do racismo, continuam na invisibilidade.
O painel no local do Cais do Porto e antigo Ancoradouro, atualmente, Largo Glênio
Peres, junto ao Chalé da Praça XV, feito com mosaicos multicoloridos, representa as
conexões com o mundo e toda a cultura africana estabelecida em Porto Alegre. A
cultura que circula pelas ruas da cidade.
Emobora nossa cultura seja pauada na oralidade, a materialidade é essencial para que
haja uma projeção de nossa história e o respeito que merecemos.
NOVEMBRO
S T Q Q S S D

1 2 3

4 5 6 7 8 9 10

11 12 13 14 15 16 17

18 19 20 21 22 23 24

25 26 27 28 29 30

Gente, vocês têm noção de como é bom ser representado em um painel? No dia
em que eu fui tirar as fotos no Painel Afrobrasileiro, foi uma experiência muito boa,
sabe? Graças ao Afroativos eu fui me reconhecendo, aprendendo coisas novas
que eu nunca soube. Pessoas me ajudaram a ser quem eu sou. Hoje, a história
mudou: sou eu quem ajudo as pessoas a saberem quem elas são.
O painel é bem legal! Gostei das cores, do material que ele foi feito e de quem ele
representa.
Thayoná Luiza Ferreira Palma, 13 anos
DATAS IMPORTANTES

01 – É criado o Bloco Afro Ilê Ayiê, Salvador, BA/ 1974


01 – Morte do escritor Lima Barreto / 1922
04 – O MNU declara o 20 de novembro Dia Nacional da Consciência Negra / 1978
10 – O governo Médici proíbe em toda a imprensa notícias sobre índios, esquadrão da morte,
guerrilha, movimento negro e discriminação racial / 1969
11 – Independência de Angola / 1975
11 – Independência do Zimbabwe /1980
14 – Massacre de Porongos/ 1975
19 – Nascimento de Paulo Lauro – primeiro prefeito negro de São Paulo, SP / 1907
19 – Publicação de despacho de Rui Barbosa ordenando a queima de livros e documentos
referentes à escravidão negra no Brasil
19 – Lançamento do primeiro volume de Cadernos Negros /1978
20 – Morte de Zumbi, líder do quilombo dos Palmares /1695
20 – Dia Nacional da Consciência Negra
20 – O grupo gaúcho Palmares declara o 20 como Dia do Negro / 1975
24 – Nascimento, em Santa Catarina, de Cruz e Souza, o maior poeta simbolista brasileiro /
1861
24 – Criação, em São Paulo, da Feira Preta (2002)
OXUM DE
IPANEMA
DEZEMBRO
S T Q Q S S D
1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31

Adorei fotografar em Ipanema, sob o monumento de


Oxum, pois tem um sentimento muito significativo pra
mim. Representar uma das minhas crenças, da minha
religião e ter a honra de poder mostrar minha fé nas
religiões de matrizes africanas. Foi um dia de muita
gratidão em meu pensamento (e de muita ação e suor
no making off, diga-se de passagem)...
Oxum é o Orixá dos rios, de água doce, Orixá da
vaidade e da fertilidade;
Esse momento onde a representatividade, a
ancestralidade e a fé se encontram, foram um dos
meus agradecimentos.
Ora yeyeô!

Maraia K. De Oliveira,15 anos


DATAS IMPORTANTES

02 – Dia Nacional do Samba


02 – Nascimento de mestre Didi, em Salvador, BA
02 – Nascimento de Francisco de Paula Brito, primeiro editor brasileiro,
em Magé, RJ / 1809
05 – A Constituição proíbe negros e leprosos de frequentar escolas no
Brasil / 1824
08 – Dia de Oxum
10 – Comemoração da Declaração Universal dos Direitos Humanos
12 – Independência do Quênia / 1963
20 – A lei 7437 condena o tratamento discriminatório no mercado de
trabalho, por motivo de raça ou de cor
26/12 à 01/01 – Kwanzaa
29 – Nascimento, no Senegal, do Cheik Anta Diop, autor de um trabalho
de revisão da história africana
REFERÊNCIAS
• http://museudepercursodonegroemportoalegre.blogspot.com/p/textos.html

• https://www.google.com/search?q=monumento+ao+bar%C3%A1+do+mercado&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwi1jO
i-ounfAhUCiJAKHa4XDOMQ_AUIDigB&biw=1366&bih=608#imgrc=PxCRXjxt1OpHyM:

• http://www2.portoalegre.rs.gov.br/gpn/default.php?p_secao=71

• http://www.afropress.com/post.asp?id=18091

• http://janeladahistoriaegh.blogspot.com/2012/06/territorios-afro-brasileiros-em-porto.html

• http://www2.portoalegre.rs.gov.br/gpn/default.php?p_noticia=185515&PREFEITURA+INAUGURA+CENTRO+DE+REFERENCIA+
DO+NEGRO

• http://renehass.blogspot.com/2009/01/igreja-de-nossa-senhora-das-dores-e.html

• https://jornaldomercado.com.br/territorios-negros/

• http://diariogaucho.clicrbs.com.br/rs/dia-a-dia/noticia/2017/08/escultura-desperta-curiosidade-nos-moradores-do-bairro-restinga-
9872652.html

• http://www.correiodopovo.com.br/blogs/correiofeminino/2018/12/24865/moda-e-beleza-afro-representada-em-porto-alegre/

• https://www.facebook.com/pelastrilhasdoquilombo/photos/a.1292434870873520/1845079668942368/?type=3&theater

• http://outrolhargeografico.blogspot.com/2016/09/quilombo-dos-alpes.html
• http://diariogaucho.clicrbs.com.br/rs/dia-a-dia/noticia/2017/10/batman-mulher-maravilha-e-chaves-negros-
estudante-confecciona-bonecos-de-pano-em-prol-da-representatividade-negra-no-universo-infantil-9925039.html

• https://www.facebook.com/maraiasbonecasdepano/

• http://pontodeculturaafricanamente.blogspot.com/

• https://www.facebook.com/pontodeculturaafricanamente/about/

• https://globalherit.hypotheses.org/4059

• http://entidadesciganasdaumbanda.blogspot.com/2010/01/monumento-mae-oxum-em-porto-alegre.html

• https://jornaldomercado.com.br/museu-de-percurso-do-negro-os-passos-da-memoria-negra-em-porto-alegre/

• http://www.quilombhoje.com.br/site/calendario-afro/

• http://www.palmares.gov.br/?p=8766

• Agenda Movimento Negro Unificado 2019

• Calendário afro-brasileiro 2019, com contagem do povo Yoruba - Kojoda. Organizado por Patrícia da S. Pereira

• ROCHA, Rosa Margarida de Carvalho. Almanaque pedagógico afro-brasileiro .3ed. Belo Horizonte: Mazza
Edições, 2012.
AFROATIVOS