Você está na página 1de 3

A função TECIDO EPITELIAL

 Protege a superfície corporal


 Reveste cavidades, ductos de órgãos e glândulas, vasos sanguíneos e órgãos

EPITÉLIO DE REVESTIMENTO
- Classificação:
 Número de camadas:
1. Simples: uma camada
2. Estratificado: várias camadas
Analisar a morfologia da camada superior
3. Peudoestratificado: uma camada com aparência de várias
Tocam a lâmina basal
Topo irregular
 Formato das células
1. Cúbicas: base=altura
2. Pavimentoso: base>altura
3. Colunares/cilíndricos: base<altura

EPITÉLIO GLANDULAR /SECREÇÃO


- exócrina: mantém a comunicação com o tecido epitelial
- classificação:
 Natureza da secreção:
1. Serosa: aquosa
Secreções proteicas
Células piramidais, com grânulos no topo e núcleo central arredondado
2. Mucosa: viscosas e finas
Glicosilação extensa das proteínas
Células cilíndricas, com núcleo basal e achatado
 Modo de secreção:
1. Holócrina: libera a glândula toda
Apoptose
2. Merócrina: libera apenas a secreção
Exocitose
3. Apócrina: libera parte da glândula
 Número de células
1. Unicelular: única camada de células
Geralmente ocorre onde há trocas
2. Multicelular: mais de uma camada celular
Simples: sem ramificações
Composta: com ramificações
Tubulosa: em forma de tubo  mucosas
Acinosa/alveolar: em forma de frasco  serosas
- Ductos da porção secretora(parênquima) + tecido conjuntivo(estroma)
- endócrina: hormônios
 Coronal: ao redor de vasos
 Folicular: forma folículos
TECIDO CONJUNTIVO
- continuidade
- abundância no organismo
- muita matriz
- poucas células
- fluido tecidual/tissular
- substância fundamental amorfa(SFA)  açúcar

SFA:
 glicosaminoglicanos(GAG)  várias junções
Ácido urônico + açúcar aminado
1. Sulfatado: heparina(300 unidades)
Sulfato + grupos carboxílicos -> atrais Na+ (retém água)  força de
compressão
2. Não sulfatado: ácido hialurônico (10000 unidades)
 Proteoglicanos  gag + lixos proteicos
 Agucano  estado gel
1. Parece centopeia
2. Muito grande
3. Resistência à compressão hialurônica
4. Retardam movimento de microorganismos
5. Filtros moleculares: lâmina basal
 Glicoproteínas multiadesivas  A3
Proteoglicanos + integrinas + fibras MEC

FIBRAS
 Colágenas
1. Tensão
2. 3 cadeias alfa – glicina, prolina, hidroxiprolina, hidroxilisina
3. Secretado na forma de tropocolágeno – forma fibrilas
 Elásticas
1. Elasticidade
2. Sem estriações transversais
3. Elastina + microfibrila de fibrilina
4. Delgadas, longas, ramificadas  podem formar lâminas elásticas
 Reticulares
1. Finas
2. Promovem resistência

CLASSIFICAÇÃO
 Embrionários
1. Mesênquima: totipotente
2. Mucoso: cordão umbilical  geleia de warton
 Propriamente dito
1. Denso: muitas fibras, poucas células  tendão, ligamentos, submucosa e
camadas reticulares
2. Frouxo: poucas fibras esparsas abaixo dos epitélios de revestimento
CÉLULAS
 Fixas: nascem ou desenvolvem no local onde exercem suas funções
Vida longa  Fibroblastos, células adiposas, mastócitos, macrófagos
 Transitórias: vêm de um lugar e atuam em outro
Vida curta  leucócitos e plasmócitos
Fibroblastos: mais abundante, menos diferenciado, divisão celular(cicatrização)
 Multipotente
 Longas, ramificadas, fusiformes
 Núcleo eucromático, citoplasma basófilo(RER e golgi)
 Produz matriz extracelular
Fibrócito: não produz ativamente como o fibroblasto
 Núcleo heterocromático e menor
 Forma ovoide sem ramificações
 Citoplasma acidófilo
Células adiposas
 Diferenciadas
 Síntese, armazenamento e liberação de gordura
 Multilocular: parda, termogênica(produção de atp), crianças e animais hibernantes
 Unilocular: amarela/Branca
Macrófagos
 Derivam dos monócitos  diapedese
 Kupffer  fígado
 Osteoclasto  ossos
 Micróglias  tecido nervoso
 Langerhans  pele
 Móveis
 Função: digestão/fagocitose
 Célula gigante de corpo estranho
 Resposta imunológica
Mastócitos
 Precursores da medula óssea
 Ovoides, núcleo central e com grânulos citoplasmáticos
 Heparina, histamina e leucotrienos
Plasmócitos
 Derivam do linfócito B
 Parece roda de carroça  núcleo
Claro – eucromatina
Escuro – heterocromatina
 Grande e com intensa atividade sintética
 Presente em locais sujeitos à penetração de microorganismos e inflamação crônica
(mucosa intestinal)
 Núcleo deslocado para a periferia da célula