Você está na página 1de 20

Projeto acadêmico de gerador eólico

do tipo VAWT: Acendendo uma


lâmpada de 100W.

Participantes: Carla, Daniel, Stephanie, Vitória


Fatores usados em consideração na
escolha do projeto
• Design
• Velocidade dos ventos em São Luís
• Eficiência
• Durabilidade
• Local de instalação
• Custos
Composição de um sistema eólico

• Gerador
 Liga de alumínio (pás do gerador)
 Ímãs de neodímio
• Estrutura
 Haste de suporte e cabos de aço
 Sistema de controle
 Banco de baterias
Tipos de geradores eólicos
• VAWT – Vertical Axis Wind Turbine
• HAWT – Horizontal Axis Wind Turbine
Por que usamos o VAWT?
• Vantagens sobre o HAWT
– Custo de fabricação
– Mais silencioso
– Tamanho reduzido
– Menor complexidade
• Desvantagens
– Menor eficiência energética, se comparado ao
HAWT
Esquema simplificado de um sistema eólico residencial padrão.
Nota-se que é comum a utilização de paineis solares para aumentar a
eficiência energética e a estabilidade da tensão gerada na saída.
Objetivo do projeto: Projetar um gerador eólico que seja
capaz de acender uma lâmpada de 100W.
Para este projeto, escolhemos como referência um modelo da marca
MARSROCK, chamado VA300S10. Este modelo tem as seguintes características:

Potência nominal: 300 W


Potência máxima: 380 W
Tensão de saída: 24V
Velocidade de vento mínima: 5 km/h
Velocidade de vento nominal: 33 km/h
Velocidade de vento máxima suportada: 162 km/h
Peso líquido: 15,5 kg
Dimensões: 0,49m x 0,84m
Número de pás: 10
Composição das pás: Liga de alumínio
Tipo de gerador: Maglev
Temperatura de operação: -40°C até 80°C
Velocidade dos ventos

• Infelizmente, São Luís não aparenta ser uma cidade


com velocidades de ventos adequada para manter o
gerador na velocidade nominal, isso considerando
que estamos no período de ventos mais fortes do
ano, que vai de agosto a janeiro.
A partir desses dados, pode-se deduzir que o sistema
terá dificuldades para atingir os valores nominais de
vento e potência geradas.

Com isso em mente, assumimos que um gerador de


300W, mesmo sem operar em sua faixa nominal, ainda
deverá conseguir acender a lâmpada de 100W.
Essa suposição tem como base um cálculo bastante
simplificado, relacionando valores nominais e reais,
para descobrir a potência gerada.

Porém, o gráfico da curva de eficiência de um gerador


eólico não é linear, o que coloca a dificuldade técnica
como um problema fora do escopo deste projeto.

Para fins de exemplo, vamos assumir que o gráfico é


linear.
Gráfico padrão de potência de um gerador eólico
Como visto antes, o gerador entrega apenas 24 Vdc. É
necessário converter esta tensão para 220 Vac para que
possa ser utilizada pela lâmpada. Isso é feito através de
um inversor, como o da foto abaixo.
Onde instalar o gerador?

Um gerador compacto como o apresentado neste


projeto pode ser facilmente instalado em terraços de
prédios. Consideramos a altura de instalação do
gerador como sendo a mesma altura em que é feita a
medição dos ventos, que é de 10m.
Quanto custaria o projeto?
Fizemos uma média de custos, levando em conta os
preços encontrados em algumas pesquisas rápidas.

Gerador: R$ 900,38 (U$ 230)


Inversor: R$ 493,40
Baterias: 2 x R$ 48,00
Equipamento de instalação (estimado) : R$ 100,00
Total: R$ 1589,78
Por fim, é importante ressaltar que esse projeto tem
como finalidade acender uma lâmpada de 100W, sendo
por isso um sistema bastante simplificado.

Sistemas eólicos mais robustos são consideravelmente


mais complexos, e por isso, mais caros.

O sistema proposto é isolado, ou seja, não injeta ou


recebe tensões pela rede de energia comum.
Obrigado!