Você está na página 1de 4

P. Lembrai-vos também dos nossos contra o pecado.

/ Deus nos dá o Pão


irmãos e irmãs que morreram na espe- do Céu que revigora as nossas forças,
rança da ressurreição e de todos os que / n’Ele encontramos o remédio para a Ritos Finais
partiram desta vida: acolhei-os junto a alma!
vós na luz da vossa face.
Momento de silêncio para oração pessoal. 21. Vivência
T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos
filhos! L. Que a liturgia de hoje provoque em
Antífona da Comunhão (Jo 8,10-11)
cada um de nós a prática do amor,
P. Enfim, nós vos pedimos, tende pie- Mulher, ninguém te condenou? — Nin- a fim de sermos a imagem do Cristo
dade de todos nós e dai-nos participar guém, Senhor. — Nem eu te condeno.
da vida eterna, com a Virgem Maria, Ressuscitado que venceu o ódio com
Vai, não peques mais! sua sabedoria e entrega generosa de
Mãe de Deus, com São José, seu esposo,
com os santos Apóstolos e todos os que sua vida na cruz.
neste mundo vos serviram, a fim de vos 19. Canto de Ação de Graças
louvarmos e glorificarmos por Jesus 1. Eis que o Senhor fez conhecer a sal- 22. Bênção Final e Despedida
Cristo, vosso Filho. vação / e revelou sua justiça às nações. P. O Senhor esteja convosco.
T. Concedei-nos o convívio dos eleitos! / Que, neste tempo quaresmal, nossa
oração / transforme a vida, nossos atos T. Ele está no meio de nós.
P. Por Cristo, com Cristo, em Cristo, e ações.
a vós, Deus Pai todo-poderoso, na uni- P. Deus, Pai de misericórdia, conceda
dade do Espírito Santo, toda a honra e REFRÃO: Pelo direito e a justiça a todos vós, como concedeu ao filho
toda a glória, agora e para sempre. libertados, / povos, nações de tan- pródigo, a alegria do retorno à casa.
T. Amém. tas raças e culturas. / Por tua graça, T. Amém.
ó Senhor, ressuscitados, / somos em
17. Rito da Comunhão Cristo, hoje, novas criaturas (2x) . P. O Senhor Jesus Cristo, modelo de ora-
P. Obedientes à Palavra do Salvador e ção e de vida, vos guie nesta caminhada
2. Foi no deserto que Jesus nos ensinou quaresmal a uma verdadeira conversão.
formados por seu divino ensinamento, / a superar toda ganância e tentação.
ousamos dizer: / Arrependei-vos, eis que o tempo já T. Amém.
T. Pai nosso... (O celebrante continua...) chegou, / tempo de paz, justiça e recon- P. O Espírito de sabedoria e fortaleza
ciliação. vos sustente na luta contra o mal, para
18. Canto de Comunhão
3. Em Jesus Cristo uma nova aliança / poderdes com Cristo celebrar a vitória
1. No deserto da vida, tanto nos senti-
quis o Senhor com o seu povo instaurar. da Páscoa.
mos sós, / sem sentido, sem rumo, sem
forças para seguir... / “Permanece conos- / Um novo reino de justiça e esperança, T. Amém.
co”: vos pedimos, ó Senhor! / Sob o véu / fraternidade, onde todos têm lugar.
da Eucaristia, veio ficar. P. Abençoe-vos Deus todo-poderoso,
4. Ser um profeta na atual sociedade, Pai e Filho = e Espírito Santo.
REFRÃO: Eu sou o Pão da vida, / / da ação política, com fé, participar.
quem vem a mim não terá fome. / E / É o dom de Deus que faz, do amor, T. Amém.
o que crê em mim sede nunca mais fraternidade, / e bem comum faz bem P. A alegria do Senhor seja a vossa força;
terá! / Esta é a vontade de meu Pai: / de todos se tornar!
quem vê o Filho e nele crê / tem vida ide em paz e o Senhor vos acompanhe.
eterna e Eu o ressuscitarei! 20. Depois da Comunhão (De pé) T. Graças a Deus.
2. No deserto da vida, sempre cremos
ter razão! / Pensamos dominar os mis- P. OREMOS: Concedei, ó Deus todo- ORAÇÃO DO DIZIMISTA
térios de Deus... / Mas o Senhor nos -poderoso, que sejamos sempre conta- “Recebei, Senhor, a minha oferta. Não é uma
surpreende: se abaixa à nossa condição; dos entre os membros de Cristo cujo esmola, porque não sois mendigo! Não é um
auxílio, porque não precisais dele! Também não
/ com humildade, faz a vontade do Pai. Corpo e Sangue comungamos. Por é o que me sobra, que vos ofereço. Esta oferta
Cristo, nosso Senhor. representa minha gratidão! Pois o que tenho eu o
3. No deserto da vida, preferimos esco-
recebi de vós. Amém!”
lher / o que afasta de Deus e não lutar T. Amém.
LEITURAS DA SEMANA:
08/2ª FEIRA: Dn 13, 1-9.15-17.19-30.33-62 ou mais breve: Dn 13, 41c-62; Sl 22(23); Jo 8, 12-20; 09/3ª FEIRA: Nm 21, 4-9; Sl 101(102); Jo 8, 21-30;
10/4ª FEIRA: Dn 3, 14-20.24.49a.91-92.95; Cânt.: Dn 3, 52.53.54.55.56.57; Jo 8, 31-42; 11/5ª FEIRA: Sto. Estanislau, BMt.: Gn 17, 3-9; Sl 104(105); Jo
8, 51-59; 12/6ª FEIRA: Jr 20, 10-13; Sl 17(18); Jo 10, 31-42; 13/SÁBADO: S. Martinho I, PpMt: Ez 37, 21-28; Cânt.: Jr 31, 10.11-12ab.13; Jo 11, 45-56.

COM APROVAÇÃO ECLESIÁSTICA: Publicação da Coordenação de Pastoral da Arquidiocese do Rio PORTAL DA ARQUIDIOCESE
de Janeiro. Rua Benjamin Constant, 23 – CEP 20241-150 – Rio de Janeiro, RJ – Telefax: 2292-3132. DO RIO DE JANEIRO
Cantos selecionados pela Comissão Arquidiocesana de Música Sacra. www.arquidiocese.org.br

L I V R A R I A E EDITOR A NOSSA SEN HOR A DA PA Z: Rua Joa na A ngél ic a, 71 – Ipa nema


C EP: 224 2 0 - 03 0 – R io de Ja nei ro, RJ – Bra si l – Tel.: (21) 2521-7299 - Fa x : (21) 2513 -2955 – ed itora@n spa z .org.br
Ano C – n o 24 – 7 de abril de 2019

5o Domingo da Quaresma
Já tão próximos da Páscoa do Senhor, somos convidados a acolher a Lei do Amor,
que, em Jesus, é oferta da sua própria vida. Aproveitemos, portanto, esse tempo de
quaresma que ainda temos para fortalecer em nós e nas nossas comunidades a recon-
ciliação, gerando a comunhão entre os corações feridos. Que o poder da Palavra de
Deus, dirigida a todos nós nesse domingo, capacite-nos a fazer da nossa vida uma
constante oblação, isto é, uma oferta gratuita que gera o Cristo em nossas relações.

2. Saudação
P. Em nome do Pai e do Filho e do Espí-
Ritos Iniciais rito Santo.
para criar em nós um coração novo,
tende piedade de nós.
T. Amém.
1. Canto de Entrada (De pé) T. Cristo, tende piedade de nós.
P. Irmãos, eleitos segundo a presciên- P. Senhor, que nos tornastes participan-
REFRÃO: Irei a Ti, Senhor dos Senho- cia de Deus Pai, pela santificação do
res, / Pai da eternidade, Deus de tes do vosso Corpo e do vosso Sangue,
Espírito para obedecer a Jesus Cristo
eterno amor. / Irei a Ti, com hinos tende piedade de nós.
e participar da bênção da aspersão do
de glória; / cantando a vitória de um seu sangue, graça e paz vos sejam con- T. Senhor, tende piedade de nós.
Deus vencedor. cedidas abundantemente. P. Deus todo-poderoso tenha compai-
1. No deserto teu povo, Senhor, / teve T. Bendito seja Deus que nos reuniu xão de nós, perdoe os nossos pecados e
fome, mas teve alegria; / animados can- no amor de Cristo. nos conduza à vida eterna.
tavam louvores / ao Senhor, que dá o
T. Amém.
pão, que sacia. / Preferido de Deus, povo Antífona da Entrada (Sl 42,1-2)
eleito; / protegido por imenso amor. /
Como nuvem os cobria do sol, / como A mim, ó Deus, fazei justiça, defendei a 4. Oração
brisa aliviava o calor. minha causa contra a gente sem piedade; P. OREMOS: Senhor nosso Deus, dai-nos
do homem perverso e traidor, libertai- por vossa graça caminhar com alegria na
2. Este povo às vezes cansado, / sem -me, porque sois, ó Deus, o meu socorro. mesma caridade que levou o vosso Filho
coragem querendo voltar, / mas choran-
a entregar-se à morte no seu amor pelo
do pedia perdão: / “Meu Senhor, vamos 3. Ato Penitencial mundo. Por nosso Senhor Jesus Cristo,
recomeçar!” / Sim, iremos a Ti Pai de
P. No início desta celebração eucarís- vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
amor / como o povo da tua aliança, /
tica, peçamos a conversão do coração,
mesmo quando esquecemos tuas leis. / T. Amém.
fonte de reconciliação e comunhão com
Muitas vezes perdendo a esperança.
Deus e com os irmãos e irmãs.
3. Hoje, povo da nova aliança, / prosse- (Momento de silêncio)
guimos, fazendo a história; / esperando P. Senhor, que na água e no Espírito Liturgia da Palavra
por Cristo que vem / com poder majes- nos regenerastes à vossa imagem, tende
toso em sua glória. / Nós iremos a Ti, piedade de nós. L. Na obediência à Lei do Amor, a Pala-
meu Jesus / como ovelhas que seguem o vra de Deus inspire nossos corações a
pastor; / peregrino este povo é teu povo, T. Senhor, tende piedade de nós. serem ícones da oferta gratuita que foi
/ caminhamos pra Ti meu Jesus. P. Cristo, que enviais o vosso Espírito a vida de Cristo.

Entrada: Osvaldo dos Santos; Aclamação: Maucyr Gibin, Pe. José Weber e Waldeci Farias; Ofertas: J. Thomaz Filho e Frei Fabreti;
Comunhão: Marcus Lima; Ação de Graças: Hino da Campanha da Fraternidade 2019.
5. Primeira Leitura meu Senhor. Por causa dele eu perdi Que dizes tu?” 6Perguntavam isso para
(Sentados) (Is 43,16-21) tudo. Considero tudo como lixo, para experimentar Jesus e para terem motivo
ganhar Cristo e ser encontrado unido de o acusar. Mas Jesus, inclinando-se,
Leitura do Livro do Profeta Isaías a ele, 9não com minha justiça provin- começou a escrever com o dedo no chão.
16
Isto diz o Senhor, que abriu uma passa- do da Lei, mas com a justiça por meio 7
Como persistissem em interrogá-lo,
gem no mar e um caminho entre águas da fé em Cristo, a justiça que vem de Jesus ergueu-se e disse: “Quem dentre
impetuosas; 17que pôs a perder carros e Deus, na base da fé. 10Esta consiste em vós não tiver pecado, seja o primeiro
cavalos, tropas e homens corajosos; pois conhecer a Cristo, experimentar a força a atirar-lhe uma pedra”. 8E tornando
estão todos mortos e não ressuscitarão, da sua ressurreição, ficar em comunhão a inclinar-se, continuou a escrever no
foram abafados como mecha de pano e com os seus sofrimentos, tornando-me chão. 9E eles, ouvindo o que Jesus falou,
apagaram-se: 18“Não relembreis coisas semelhante a ele na sua morte, 11para foram saindo um a um, a começar pelos
passadas, não olheis para fatos antigos. ver se alcanço a ressurreição dentre os mais velhos; e Jesus ficou sozinho, com
19
Eis que eu farei coisas novas, e que já mortos. 12Não que já tenha recebido a mulher que estava lá, no meio do
estão surgindo: acaso não as reconhe- tudo isso, ou que já seja perfeito. Mas povo. 10Então Jesus se levantou e disse:
ceis? Pois abrirei uma estrada no deserto corro para alcançá-lo, visto que já fui “Mulher, onde estão eles? Ninguém te
e farei correr rios na terra seca. 20Hão alcançado por Cristo Jesus. 13Irmãos, eu condenou?” 11Ela respondeu: “Ninguém,
de glorificar-me os animais selvagens, não julgo já tê-lo alcançado. Uma coisa, Senhor”. Então Jesus lhe disse: “Eu tam-
os dragões e os avestruzes, porque fiz porém, eu faço: esquecendo o que fica bém não te condeno. Podes ir, e de agora
brotar água no deserto e rios na terra para trás, eu me lanço para o que está em diante não peques mais”. Palavra da
seca para dar de beber a meu povo, a na frente. 14Corro direto para a meta, Salvação.
meus escolhidos. 21Este povo, eu o criei rumo ao prêmio, que, do alto, Deus me T. Glória a vós, Senhor.
para mim e ele cantará meus louvores”. chama a receber em Cristo Jesus. Palavra
Palavra do Senhor. do Senhor. 10. Homilia (Sentados)
T. Graças a Deus. T. Graças a Deus.
Momento de silêncio para meditação pessoal.

6. Salmo Responsorial [Sl 125(126)] 8. Aclamação ao Evangelho (De pé)

REFRÃO: Maravilhas fez conosco o REFRÃO: Bendita, bendita, bendita a


11. Profissão de Fé (De pé)

Senhor, exultemos de alegria! Palavra do Senhor! / Bendito, bendito, P. Creio em Deus Pai todo-poderoso,
1. Quando o Senhor reconduziu nossos bendito quem a vive com amor! T. criador do céu e da terra. / E em
cativos, * parecíamos sonhar; encheu-se 1. A Palavra de Deus escutai: no Evan- Jesus Cristo, seu único Filho, nosso
de sorriso nossa boca, * nossos lábios, de gelho Jesus vai falar. / “A justiça do Reino Senhor, / que foi concebido pelo poder
canções. do Pai, procurai em primeiro lugar!” do Espírito Santo; / nasceu da Virgem
2. Entre os gentios se dizia: “Maravi- Maria; / padeceu sob Pôncio Pilatos,
lhas * fez com eles o Senhor!” Sim, mara- 9. Evangelho (Jo 8,1-11) / foi crucificado, morto e sepultado.
vilhas fez conosco o Senhor, * exultemos / Desceu à mansão dos mortos; / res-
P. O Senhor esteja convosco.
de alegria! suscitou ao terceiro dia, / subiu aos
T. Ele está no meio de nós. céus; / está sentado à direita de Deus
3. Mudai a nossa sorte, ó Senhor, * como Pai todo-poderoso, / donde há de vir
P.  Proclamação do Evangelho de Jesus
torrentes no deserto. Os que lançam as Cristo segundo João. a julgar os vivos e os mortos. / Creio
sementes entre lágrimas, * ceifarão com no Espírito Santo; / na Santa Igreja
alegria. T. Glória a vós, Senhor. Católica; / na comunhão dos santos;
4. Chorando de tristeza sairão, * espa- P. NAQUELE TEMPO, 1Jesus foi para / na remissão dos pecados; / na res-
lhando suas sementes; cantando de ale- o monte das Oliveiras. 2De madrugada, surreição da carne; / na vida eterna. /
gria voltarão, * carregando os seus feixes! voltou de novo ao Templo. Todo o povo Amém.
se reuniu em volta dele. Sentando-se,
7. Segunda Leitura (Fl 3,8-14) começou a ensiná-los. 3Entretanto, os 12. Preces da Comunidade
mestres da Lei e os fariseus trouxeram
Leitura da Carta de São Paulo aos P. Cristo nos deixou a Lei do Amor
uma mulher surpreendida em adultério.
Filipenses como expressão da sua comunhão com
Colocando-a no meio deles, 4disseram a
o Pai. Peçamos a graça de viver hoje e
Irmãos: 8Na verdade, considero tudo Jesus: “Mestre, esta mulher foi surpre-
sempre o que Jesus nos ensinou, dizendo:
como perda diante da vantagem suprema endida em flagrante adultério. 5Moisés
que consiste em conhecer a Cristo Jesus, na Lei mandou apedrejar tais mulheres. T. Senhor, escutai a nossa prece.

A LUZ DA PÁSCOA JÁ SE APROXIMA!


É tempo de reconciliação com Deus e com os irmãos.
Aproveite para uma boa confissão.
1. Pela Igreja, para que, através do teste- 4. Ele é sempre mais que um convidado: P. Na verdade, ó Pai, vós sois santo e
munho de Cristo, seu Esposo, seja sinal se põe à mesa nutrindo a vida, / olha os fonte de toda santidade. Santificai, pois,
de uma vida oblativa no mundo inteiro, corações e põe de lado toda aparência, estas oferendas, derramando sobre elas
rezemos: cura a ferida. o vosso Espírito, a fim de que se tornem
para nós o Corpo e = o Sangue de Jesus
2. Pela Campanha da Fraternidade deste
ano, para que suas reflexões nos ajudem a
14. Convite à Oração (De pé) Cristo, vosso Filho e Senhor nosso.
tomar conhecimento das políticas públi- P. Orai, irmãos e irmãs, para que o nos- T. Santificai nossa oferenda, ó Senhor!
cas referentes à saúde, e velar para que so sacrifício seja aceito por Deus Pai P. Estando para ser entregue e abra-
as mesmas atendam as necessidades dos todo-poderoso. çando livremente a paixão, ele tomou o
mais vulneráveis, rezemos: T. Receba o Senhor por tuas mãos este pão, deu graças, e o partiu e deu a seus
3. Para que o Senhor continue enviando sacrifício, para glória do seu nome, discípulos, dizendo:
vocações sacerdotais à nossa Arquidio- para nosso bem e de toda a santa Igreja. TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O
cese, rezemos: MEU CORPO, QUE SERÁ ENTREGUE
15. Oração Sobre as Oferendas POR VÓS.
4. Por todas as comunidades de nos-
sa Arquidiocese, para que vivam a P. Deus todo-poderoso, concedei aos Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele
experiência dos primeiros cristãos que vossos filhos e filhas que, formados pelos tomou o cálice em suas mãos, deu graças
tinham um só coração e uma só alma, ensinamentos da fé cristã, sejam puri- novamente, e o deu a seus discípulos,
dispondo uns aos outros a caridade ficados por este sacrifício. Por Cristo, dizendo:
fraterna, rezemos: nosso Senhor.
TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE É O
(Outros pedidos) T. Amém. CÁLICE DO MEU SANGUE, O SAN-
P. Socorrei-nos, Pai de amor, em nossas GUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA,
súplicas e fortalecei-nos no exercício 16. Oração Eucarística II QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E
da caridade conforme nos instruiu o Prefácio da Quaresma, II POR TODOS PARA REMISSÃO DOS
vosso Filho. Que convosco vive e reina Quaresma, tempo de conversão PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓ-
na unidade do Espírito Santo. P. O Senhor esteja convosco. RIA DE MIM.
T. Amém. T. Ele está no meio de nós. Eis o mistério da fé!
P. Corações ao alto. T. Salvador do mundo, salvai-nos, vós
que nos libertastes pela cruz e ressur-
T. O nosso coração está em Deus.
Liturgia Eucarística reição.
P. Demos graças ao Senhor, nosso Deus. P. Celebrando, pois, a memória da mor-
T. É nosso dever e nossa salvação. te e ressurreição do vosso Filho, nós vos
13. Canto das Ofertas (Sentados)
oferecemos, ó Pai, o pão da vida e o cálice
P. Na verdade, é justo e necessário, é
1. Tanto que esperou pudesse um dia da salvação; e vos agradecemos porque
nosso dever e salvação dar-vos graças,
chegar bem perto dizendo tudo!... / Se nos tornastes dignos de estar aqui na
sempre e em todo o lugar, Senhor, Pai
não conseguiu como queria o seu silên- vossa presença e vos servir.
cio não ficou mudo. santo, Deus eterno e todo-poderoso, por
Cristo, Senhor nosso. Para renovar, na T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!
REFRÃO: Ela muito amou, tem a santidade, o coração dos vossos filhos e P. E nós vos suplicamos que, participan-
minha paz. Vai seguir caminho sem filhas, instituístes este tempo de graça do do Corpo e Sangue de Cristo, sejamos
temor. / Sabe quem eu sou e será e salvação. Libertando-nos do egoís-
capaz de espalhar na terra o meu reunidos pelo Espírito Santo num só
mo e das outras paixões desordenadas, corpo.
amor. superamos o apego às coisas da terra. E,
enquanto esperamos a plenitude eterna, T. Fazei de nós um só corpo e um só
2. Ela ultrapassou toda medida, não
lhe bastando meros preceitos. / Lágri- proclamamos a vossa glória, cantando espírito!
mas, perfume – que acolhida! – , nem (dizendo) a uma só voz: P. Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja
se importando com preconceitos. T. Santo, Santo, Santo, / Senhor, Deus que se faz presente pelo mundo inteiro:
do universo! / O céu e a terra pro- que ela cresça na caridade, com o Papa
3. Se ninguém ousou dizer bem claro o
que pensava daquele gesto, / ele revelou clamam a vossa glória. / Hosana nas N., com o nosso Bispo N. e todos os
como era raro esse carinho tão mani- alturas! / Bendito o que vem em nome ministros do vosso povo.
festo. do Senhor! / Hosana nas alturas! T. Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja!

Campanha da Fraternidade 2019


No próximo domingo, em todas as Missas, será feita
a coleta financeira da Campanha da Fraternidade.
Contamos com sua generosidade!