Você está na página 1de 4

A LOCOMOTIVA

COMO FUNCIONA
AS VALVULAS TERMOSTATICAS

As válvulas termostática são chaves de controle automático de temperatura, elas são usadas para controlar a
temperatura do motor diesel, elas ligam e desligam a corrente elétrica das válvulas magnéticas ou dos
contactores das venezianas e dos ventiladores de refrigeração dos radiadores.

1 – Bulbo ou Sensor 9 – Limite do Ponteiro Mostrador


2 - Tubo 10 – Ponteiro do Mostrador
3 – Cobertura do Fole 11 – Parafuso do Terminal
4 - Fole 12- Contatos
5 – Mola da Escala 13 – Base dos Contatos
6 – Indicador da Escala 14 – Mola da Alavanca
7 – Parafuso da Escala 15- Braçadeira – Suporte da Alavanca
8 – Alavanca Articulada Dianteira 16 – Pivô da Alavanca do Fole

A chave termostática é basicamente um interruptor que liga e desliga um circuito elétrico, seus contatos podem
ser abertos ou fechados pela expansão ou contração de um fole (sanfona) carregado com gás, cuja variação de
volume é proporcional à temperatura da água de refrigeração do motor.
Nas locomotivas G12/G16 o bulbo ou sensor que se vê no desenho fica instalado no cano de retorno de água do
motor e ligado através de um tubo no fole das válvulas ternostáticas que se encontram fixadas na própria caixa
dágua, nas DDM/GT o bulbo é na própria válvula.
O fole trabalha contra a pressão de uma mola e atua contra o extremo inferior de seu braço, um pouco acima do
ponto de apoio. Do outro lado do braço e em oposição ao fole, há uma mola cuja pressão pode ser regulada de
acordo com a temperatura desejada para que os contatos se fechem, quando a temperatura da água aumentar a
pressão do gás faz com que o fole se expanda e acione seu braço para cima; desta forma os contatos se fecham,
quando a temperatura começa a diminuir, a pressão do gás sobre o fole vai diminuindo; este começa a contrair-se
e vai abaixando o braço, até que os contatos se abram.

O Ventilador, o Aumentador de Velocidade e a Embreagem de Borracha (G12/G16)


Aumentador de Velocidade
A rotação do motor diesel é relativamente baixa para refrigerar com eficiência a água nos radiadores, por essa
vazão a rotação do ventilador tem que ser aumentada, isso se faz ligando o eixo do ventilador no aumentador de
velocidade.
O aumentador de velocidade é uma caixa de engrenagens tipo a caixa de marcha de um carro, o eixo de motor
diesel vai até uma engrenagem no aumentador de velocidade que ao ser girada gira uma outra engrenagem com
um número de dentes 4 vezes menor e que é ligada ao eixo do ventilador, desta forma enquanto a engrenagem
girada pelo moto diesel dá uma volta, a outra engrenagem dá 4 voltas, aumentando a velocidade do eixo motor 4
vezes mais.

Zé Airton – Como Funciona - Mecánica 25


A LOCOMOTIVA

Embreagem de Borracha
A temperatura ideal para o motor diesel trabalhar é até 170º F, sendo assim, abaixo desta temperatura não é
necessário ele ser refrigerado, e por essa razão o ventilador só deve começar a funcionar acima desta
temperatura.
A hélice do ventilador não é ligada diretamente a seu eixo, uma embreagem de borracha que funciona como o
cilindro de freio de uma locomotiva pressiona uma sapata ligada na hélice contra o eixo do ventilador todas as
vezes que receber ar.
Quando a temperatura da água atinge 170F a válvula FMV abre passagem de ar do reservatório principal para
essa embreagem que acopla a hélice do ventilador no eixo para que ela gire e refrigere os radiadores.

Locomotivas G12/G16

No desenho a temperatura da água está abaixo de 170ºF, por essa razão as três válvulas termostáticas estão com
os contatos abertos, a válvula FMV (Fan Magnetic Valve ou Válvula Magnética do Ventilador) está desligada
ligando a embreagem de borracha para atmosfera, a SMV (Shade Magnetic Valve ou Válvula Magnética das
Venezianas) também está desligada ligando o pistão das venezianas para atmosfera.
Com 170ºF (76,6°C), os contatos da TA se fecham e energiza a bobina da FMV, o campo magnético levanta a
parte interna (parte superior da FMV) e abre passagem do ar do reservatório principal direto para a embreagem
de borracha que prende a hélice no eixo do ventilador, a hélice passa a girar para refrigerar a água no radiador,
assim que a temperatura baixar a TA abre seus contatos desligando a FMV que desliga e fica como está na figura,
fechando a passagem do ar do reservatório principal e ligando a embreagem de borracha para atmosfera. .
Com 180º (82,2°C) é vez dos contatos da TB ligar e energizar a SMV que deixa o ar do reservatório principal
passar para o pistão das venezianas, e com 208ºF (97,7°C) os contatos ETS (Engine Temperature Switch ou
Chave de Temperatura do Motor) se fecham para ligar a campainha e a lâmpada de motor quente.

Locomotivas DDM/GT

Zé Airton – Como Funciona - Mecánica 26


A LOCOMOTIVA

Os ventiladores das locomotivas DDM/GT são ligados por motores elétricos, as válvulas termostaticas ligam
contactores que ligam os ventiladores e as venezianas, com exceção as GTs que não tem venezianas.
As válvulas termostaticas ficam instaladas no cano de saída da água que refrigerou o compressor, quando a
temperatura da água atingir 174F (78,8°C) os contatos da válvula ternostatica TA se fecha para ligar o cotator
AC1 que liga o ventilador 1, com 182F (83,3°C) a TB liga o AC2 liga o ventilador 2 a Válvula Magnetica das
Venezianas MV-SH (Magnetic Valve Shade) que abre as venezianas, com 190F (87,7°C) a TC liga o AC3 que
liga o ventilador 3 e também liga as venezianas, as venezianas são ligadas pelos contactores AC2 e AC3 para que
se caso um não funcione o outro abra as venezianas, e finalmente com 208F (97,7°C) a Chave de Temperatura do
Motor ETS (Engine Temperature Switch) liga a Campainha e a Lâmpada de Motor Quente.

Conversão de Temperatura Fahrenheit(F) e Celsius (C)


Para conversão de F para C aplica-se a seguinte formula
°C = 5 x (F - 32) , ou seja, °C é igual a 5 multiplicado por °F menos 32
9
Conversão de C para F
°F = C x 9 + 32, ou seja, °F é igual a °C multiplicado por 9 dividido por 5 mais 32.
5
Pressão Atmosférica
Atmosfera é a camada formada por gases, principalmente Oxigênio e Nitrogênio que envolve toda superfície
terrestre.Pelo fato do ar ter peso, as camadas inferiores são comprimidas pelas camadas superiores, e assim a
atmosfera exerce sobre nós uma força equivalente ao seu peso, mas não sentimos essa pressão devido a sua força
estar atuando em todos os sentidos e direções com a mesma intensidade.
Um exemplo de como a pressão atmosférica é maior em regiões mais baixa podemos citar o ponto de ebulição da
água, ao nível do mar a pressão é maior e a água ferve a 100º C a uma altitude de 1000 M a pressão atmosférica
é menor e por exercer uma menor força sobre a água ela ferve a 95º C.Quanto maior a altitude menos ar e menos
oxigênio existe e mais rarefeito o ar se torna, em baixa altitude o ar é mais denso e contém mais oxigênio
tornando excelente para trabalhar na refrigeração e combustão e dando menos resultado para equipamentos a
base de pressão. Podemos citar como exemplo o fato de em grandes altitudes os motores se aquecerem, e
dependendo do sistema a água de refrigeração ferve, ou para efeito de combustão uma locomotiva que não é
turbinada em grandes atitudes perde apreciavelmente boa parte da potencia, isso porque além do ar se tornar
rarefeito (leve) e ficando mais difícil de ser aspirado contém pouco oxigênio, em compensação um motor
turbinado consegue aspirar uma grande quantidade de ar e comprimi-lo em qualquer altitude mantendo assim a
potência do motor.
A Altitude e Tampas das Caixas Dágua das Locomotivas
As tampas das caixas d’água das locomotivas Dash, DDM e GT têm uma válvula cuja mola regula a pressão no
interior da caixa, na medida que o motor vai se aquecendo a água também se aquece vai formando vapores,
como os vapores não têm por onde sair começa a aumentar a pressão no interior da caixa até forçar a mola e sair
para atmosfera, a mola é regulada para trabalhar a uma pressão de até 50% acima da pressão atmosférica,
aumentando o ponto de ebulição da água para até 125º C.
A tampa faz com que em qualquer altitude que a locomotiva estiver circulando a pressão na caixa seja a mesma,
a grande vantagem do sistema é que devido a pressão na caixa d’água ser maior o ponto de ebulição da água será
maior e irá ferver com temperatura mais elevada, as locomotivas Dadh por exemplo só ira cortar a tração total
após a temperatura da água atingir 115º C, se não tivesse a tampa de pressão a água já teria fervido a 100º C ou
menos, de acordo com a altitude

Zé Airton – Como Funciona - Mecánica 27


A LOCOMOTIVA

Motor Quente
(Porque as locomotivas G12/G16 jogam a água fora?)
Na medida que o motor se aquece há uma troca de calor entre o motor e a água do sistema de refrigeração, a
água ao aquecer além de aumentar o volume começa a formar vapores no interior da caixa dágua,
nas locomotivas DDM/GT e DASH a tampa de pressão faz com que a pressão retida na caixa
funcione como um colchão que amortece a água retardando seu ponto de ebulição, a outra vantagem
destas locomotivas é que a água retorna no resfriador de óleo e circula sem passar pela caixa dágua.
Na caixa dágua das locomotivas G12/G16 não existe a tampa de pressão por essa razão a água não é amortecida
e ferve no ponto de ebulição normal, em grandes altitudes o ponto de ebulição é ainda menor, além
disso, a água que refrigera o motor retorna na caixa dágua.
Quanto mais o motor se aquece mais quente a água retorna para caixa dágua, como a água quente é mais leve
que a água fria há uma troca de posição, ou seja, a água fria desce e a água quente sobe.
Se por acaso o ventilador ou as venezianas pararem de funcionar a água que refrigera o motor retorna mais
quente e sobe trocando de posição com a água mais fria da caixa dágua, essa água mais fria refrigera
o motor e volta mais quente trocando novamente de posição, e esse processo vai se repetindo e
rapidamente o volume da água e a pressão na caixa dágua aumentam e a água começa sair pelo
ladrão, e quanto mais vai diminuindo a quantidade de água mais ela se aquece e maior é a pressão e
mais rápido ela sai e quando a chave ETS atua o motor já esta sendo apagado pelo governador por
baixa pressão de água, isso acontece porque ao nível do mar a água ferve a 212 º F (100º C), a chave
ETS liga com 208º F (97º C), a 1000 M de altitude a água ferve a 203º F (95º C), quando a chave
ETS atuar a 1000 M de altitude a água já estará fervendo, e como a pressão da água no ponto de
ebulição é grande ela estará saindo com muita rapidez pelo ladrão.

Tabela da Pressão Atmosférica de acordo com a Altitude


Altitude em M.. Pressão Atmosférica em Lbs
Nível do Mar 14,689
100 14,518
200 14,336
300 14,163
400 14,006
500 13,836
600 13,651
700 13,480
800 13,309
900 13,295
1000 13,011
2000 11,518
3000 10,167
4000 8,944
5000 7,465
6000 6,839
7000 5,958
8000 5,161
9000 4,450
10000 3,839

Zé Airton – Como Funciona - Mecánica 28

Você também pode gostar