Você está na página 1de 42

Aula 3 – Estatística aplicada ao

melhoramento genético
Melhoramento Animal
Curso Medicina Veterinária

Prof(a): Betânia Glória Campos


M. Veterinária – Doutora Produção Animal UFMG

Patos de Minas, 2019


DISTRIBUIÇÃO NORMAL

 Em meados do século XIX, Frederick Gauss, com seus


estudos sobre eventos da natureza, observou um
comportamento padrão entre as amostras estudadas por
ele.
 Esse comportamento, posteriormente foi apresentado
como a Curva de Gauss.

Mostrava que grande parte dos eventos ficam em torno


de um valor médio, com uma certa variabilidade.
DISTRIBUIÇÃO NORMAL

Sim!

Mas o que isso tem a haver com a


distribuição normal?
DISTRIBUIÇÃO NORMAL
 A distribuição Gaussiana é também conhecida como
distribuição normal - uma curva simétrica em torno do
seu ponto médio, apresentando assim seu famoso formato
de sino.
DISTRIBUIÇÃO NORMAL
 Conseguimos desenhar uma curva normal tendo apenas
dois parâmetros: média e desvio padrão.
DISTRIBUIÇÃO NORMAL
DISTRIBUIÇÃO NORMAL
 Considerando a probabilidade de ocorrência de um
fenômeno, a área sob a curva representa 100%
DISTRIBUIÇÃO NORMAL
 A área sob essa curva determina a probabilidade de ocorrer
o evento por ela correlacionado.
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
Introdução
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
Medidas de Posição
 As medidas de tendência central ou medidas de posição,
como o próprio nome sugere, indicam a posição dos
elementos em uma amostra de população estatística.

 São três as medidas de tendência central:


1. Média
2. Moda
3. Mediana.
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
1.Media Aritmética
Temperatura diária do mês agosto no interior de um galpão
de Free Stall.
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
1.Media Aritmética

Média aritmética calculada para a


Temperatura diária do mês agosto, do
interior de um galpão de Free Stall.
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
1.Media Aritmética

°C
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
2.Mediana
 Mediana (Me): Ocupa a posição central de uma série de
observações ordenadas, ou seja, é o valor que divide os
dados em duas partes iguais. (isto é, em duas partes de 50%
cada).

Para a série de valores ordenados em ordem crescente de


grandeza, a mediana é o valor central, isto é:
 Me = elemento que está na posição (n+1)/2;
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
2.Mediana
 Obs: Quando o n é par, a mediana é sempre a média
aritmética entre o ponto acima do qual recaem 50% dos
casos e abaixo do qual também recaem 50% dos casos.
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
2.Mediana
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
2.Mediana

A mediana é bastante útil quando você possui uma grande


quantidade de valores e muitos outliers (valores que
fogem muito da tendência central, não sendo representativos
do todo).

No exemplo abaixo, a mediana faz muito mais sentido do que


a média. A média seria 12679,2, enquanto a mediana é 1200.
Observando os números abaixo, qual deles faz mais sentido?
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
Outliers

Percebe-se que os carros com performance “outlier” para a época conseguiam


fazer uma média maior que 14 quilômetros por litro, o que corresponde à mais
de 2 desvios padrões em relação à média.
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
Outliers
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
3.0 Moda
Moda (MO): É o valor (valores) mais frequente em uma
distribuição.

a. Se todos os valores se repetem a mesma quantidade de vezes,


dizemos que não há moda, ou seja, a distribuição é amodal;

b. Se um valor ocorre com mais freqüência, dizemos que a


distribuição é unimodal;

c. Se dois valores se repetem a mesma quantidade de vezes e


com mais freqüência, dizemos que a distribuição é bimodal
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
3.0 Moda

d. Se mais de dois valores se repetem a mesma quantidade de


vezes e com a mesma freqüência, dizemos que a distribuição é
multimodal.

Obs: Esta medida é a única de que dispomos para


variáveis qualitativas.
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
Medidas de Dispersão

 As medidas de posição apresentadas fornecem a


informação dos dados apenas a nível pontual, sem ilustrar
outros aspectos referentes à forma como os dados estão
distribuídos na amostra.

 As medidas de dispersão são utilizadas para avaliar o grau


de variabilidade, ou dispersão, dos valores.
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
Medidas de Dispersão
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
1. Amplitude Total
 Uma forma simples de medir a dispersão em um
conjunto de observações é através da amplitude total:

 AT = Maior valor − Menor valor

 Quanto maior a amplitude total de um conjunto de


dados, maior é a dispersão ou variabilidade dos
valores.
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
1. Amplitude Total = 25,1 – 16,1 = 9
Temperatura diária do mês agosto no interior de um galpão de Free Stall.
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
2. Desvio Padrão
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
2.Desvio Padrão
Uma regra que auxilia na interpretação do valor de um desvio-padrão é a
regra empírica, aplicável somente a conjuntos de dados aproximadamente em
forma de sino.
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
Como calcular desvio
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
2.0 Desvio padrão
MEDIDAS ESTATÍSTICAS

3.Variância
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
MEDIDAS ESTATÍSTICAS

4.Coeficiente de Variação

É uma medida de “VARIABILIDADE RELATIVA”, útil para


comparar a variabilidade de observações com diferentes
unidades de medida.
É definida por:
MEDIDAS ESTATÍSTICAS

4.Coeficiente de Variação

É uma medida de “VARIABILIDADE RELATIVA”, útil para


comparar a variabilidade de observações com diferentes
unidades de medida.
É definida por:
MEDIDAS ESTATÍSTICAS

4.Coeficiente de Variação

• É importante expressar a variabilidade em termos


relativos porque,
Exemplo: um desvio-padrão igual a 1 pode ser muito
pequeno se a magnitude dos dados é da ordem de 1.000,
mas pode ser considerado muito elevado se esta
magnitude for da ordem de 10.

• Observe também que o coeficiente de variação é


adimensional e por este motivo permite a comparação das
variabilidades de diferentes conjuntos de dados.
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
Correlação
Em pesquisas, freqüentemente, procura-se verificar se existe
relação entre duas ou mais variáveis, isto é, saber se as
alterações sofridas por uma das variáveis são acompanhadas
por alterações nas outras. Por exemplo, peso vs. idade,
consumo vs. renda, altura vs. peso, de um indivíduo

O termo correlação significa relação em dois sentidos (co +


relação), e é usado em estatística para designar a força que
mantém unidos dois conjuntos de valores. A verificação da
existência e do grau de relação entre as variáveis é o objeto
de estudo da correlação.
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
Correlação
Uma vez caracterizada esta relação, procura-se descrevê-la
sob forma matemática, através de uma função.
covariância

Coeficiente de
correlação r
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
Correlação
MEDIDAS ESTATÍSTICAS
Correlação
2ª Mini atividade 23 03 19

O que significa desvio padrão em torno da


média?

Você também pode gostar