Você está na página 1de 3

Roteiro dos Laboratórios de Máquinas Elétricas - 2016

1 Ensaio de Relação de Transformação

Nesta prática será estudada a relação de transformação do transformador


monofásico. Serão avaliadas as relações entre as tensões e correntes do transformador a
vazio e com carga resistiva e capacitiva.

1.1 Equipamentos a Serem Utilizados

A Tabela 1.1 apresenta a lista de equipamentos a ser utilizada no ensaio de relação


de transformação.

Tabela 1.1 – Lista de equipamentos para ensaio de relação de transformação.

Item Quant. Descrição Especificação


01 01 Transformador Transformador monofásico de 1 kVA
02 01 Varivolt Varivolt trifásico com entrada em 220 V e saída de 0 a 220 V
03 02 Multímetro Multímetro Minipa, modelo ET-2110
04 01 Amperímetro Alicate amperímetro Fluke 325 ou Extech MA435T
05 01 Resistores Conjunto de cargas resistivas 220 V, 350 W
06 01 Capacitores Conjunto de cargas capacitivas 220 V, 350 var

1.2 Procedimentos de Ensaio

a) Fazer a montagem do circuito de acordo com a Figura 1.1. Observe que neste
caso, o transformador está conectado em 220 V – 110 V, ou seja, relação 2:1.
b) Variar a tensão no primário de acordo com a primeira coluna da Tabela 1.2.
Registrar as tensões primárias e secundárias lidas pelos voltímetros V1 e V2,
preenchendo a segunda e terceira colunas da Tabela 1.2.
c) Alterar a configuração do transformador para 220 V – 220 V e, posteriormente,
220 V – 440 V. Preencher as demais colunas da Tabela 1.2.

3
Roteiro dos Laboratórios de Máquinas Elétricas - 2016

Entrada Saída T1
I1 110V 110V

Saída 1 0V 0V
220VCA‐3φ‐60Hz V1 110V 110V

0V 0V
V2
110V 110V

0V 0V

110V 110V

0V 0V

Figura 1.1 – Montagem para ensaio de relação de transformação.

Tabela 1.2 – Determinação da relação de transformação.


Relação 220 V – 110 V Relação 220 V – 220 V Relação 220 V – 440 V
Tensão Primária
V1 (V) V2 (V) V1 (V) V2 (V) V1 (V) V2 (V)
(V)
60
100
140
180
220

d) Montar o transformador na relação 220 V – 220 V.


e) Conectar a carga resistiva no secundário do transformador, de acordo com a
Figura 1.2.

Entrada Saída T1
I1 110V 110V 220V
Saída 1 AC/DC Ventilação 
0V 0V
220VCA‐3φ‐60Hz V1 Forçada 
110V 110V 220Vca

0V 0V
V2
110V 110V
350W
0V 0V

110V 110V

0V 0V

Figura 1.2 – Montagem para o ensaio de carregamento.

4
Roteiro dos Laboratórios de Máquinas Elétricas - 2016

f) Ajustar a tensão secundária em vazio (sem carga) em 220 V. Preencher o campo


“Em Vazio” da Tabela 1.3.
g) Inserir carga gradativamente e preencher a Tabela 1.3.

Tabela 1.3 – Comportamento da tensão secundária com carga resistiva.


Em Vazio 01 Resistor 02 Resistores 03 Resistores
Tensão
Secundária V1 (V) I1 (A) V2 (V) V1 (V) I1 (A) V2 (V) V1 (V) I1 (A) V2 (V) V1 (V) I1 (A) V2 (V)
(V)
220

h) Repetir o procedimento anterior para a carga capacitiva. Preencher a Tabela 1.4.

Tabela 1.4 – Comportamento da tensão secundária com carga capacitiva.


Em Vazio 01 Capacitor 02 Capacitores 03 Capacitores
Tensão
Secundária V1 (V) I1 (A) V2 (V) V1 (V) I1 (A) V2 (V) V1 (V) I1 (A) V2 (V) V1 (V) I1 (A) V2 (V)
(V)
220

1.3 Discussão e Análise dos Resultados

 Observe a configuração de cada conexão solicitada para o transformador nos itens a)


e c). Calcular o valor da corrente nominal para cada caso, sabendo que a potência
nominal do equipamento é de 1 kVA.
 Determinar a relação de transformação do transformador para cada configuração, de
acordo com os dados da Tabela 1.2, e o erro percentual em relação ao valor nominal.
Nota: apresentar também o desvio padrão das leituras.
 Utilizando os dados obtidos nas Tabelas 1.3 e 1.4, plotar a tensão secundária do
transformador em relação ao seu carregamento. Analisar os resultados obtidos!