Você está na página 1de 62

Descrição e

instruções de funcionamento

MEDUMAT Standard

Ventilador
WM 22500
Índice
1. Descrição do aparelho . . . . . . . . . . 2 6. Teste de funcionamento . . . . . . . . 33
1.1 Objectivo . . . . . . . . . . . . . . . 2 6.1 Prazos . . . . . . . . . . . . . . . . 34
1.2 Descrição do aparelho . . . . . . 3 6.2 Controlar a estanqueidade
1.3 Válvula para o paciente . . . . . . 4 do sistema . . . . . . . . . . . . . 35
1.4 Módulos . . . . . . . . . . . . . . . . 5 6.3 Controlar a válvula para
o paciente . . . . . . . . . . . . . 36
2. Instruções de segurança . . . . . . . . . 7 6.4 Verificação da ventilação
2.1 Marcações especiais no máxima por minuto. . . . . . . . 37
aparelho . . . . . . . . . . . . . . . . 7
6.5 Controlar a pressão máxima
2.2 Determinações em matéria de de ventilaçã . . . . . . . . . . . . 38
segurança . . . . . . . . . . . . . . . 9
6.6 Controlar os alarmes. . . . . . . 40
3. Montagem . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12
7. Resolução de problemas . . . . . . . 42
3.1 Montagem com suporte de
parede STATION MEDUMAT . 12 7.1 Pilhas . . . . . . . . . . . . . . . . . 44
3.2 Kit de montagem para a 7.2 Fusível . . . . . . . . . . . . . . . . 45
fixação na parede . . . . . . . . 13 7.3 Ajustar o manómetro . . . . . . . 46
3.3 Ligar a garrafa de oxigénio . . 13 8. Manutenção . . . . . . . . . . . . . . . . 47
3.4 Tubo de ventilaçã . . . . . . . . . 14 8.1 Prazos . . . . . . . . . . . . . . . . 47
4. Utilização . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16 8.2 Armazenagem . . . . . . . . . . . 48
4.1 Ligar/auto-teste . . . . . . . . . . 16 8.3 Eliminação . . . . . . . . . . . . . 49
4.2 Definir os valores de ventilação 17 9. Produto e Acessórios . . . . . . . . . . 50
4.3 Realizar a ventilação . . . . . . . 19 9.1 Produto Standard . . . . . . . . . 50
4.4 Controlar a ventilação . . . . . . 20 9.2 Acessórios . . . . . . . . . . . . . 50
4.5 Ventilação com válvula PEEP . . 21 9.3 Peças sobressalente . . . . . . . 51
4.6 Ventilação com filtro HME . . . 21 10. Dados técnicos . . . . . . . . . . . . . . . 53
4.7 Terminar a ventilação . . . . . . 21 10.1 Sistema pneumático. . . . . . . 54
4.8 Sinais de alarme. . . . . . . . . . 22 10.2 Teor de O2 com Air Mix . . . 56
4.9 Calcular o nível de enchimento/ 10.3 Comutar de Air Mix para
tempo de funcionamento . . . . 25 No Air Mix . . . . . . . . . . . . 56
4.10 Ventilação alternativa . . . . . . 26 11. Garantia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 58
5. Procedimentos de higiene . . . . . . . 27
5.1 MEDUMAT Standard . . . . . . . 27
5.2 Válvula para o paciente . . . . . 28
5.3 Sistema de tubagens . . . . . . . 29
5.4 Peças e acessórios . . . . . . . . 30
5.5 Componentes . . . . . . . . . . . . 31
5.6 Limpeza, desinfecção e
esterilização . . . . . . . . . . . . 32
Painel de comando MEDUMAT Standard

1 Manómetro do ventilador 2 Mostrador de 3 Confirmação do alarme


alarme
MEDUMAT
Stenosis Standard
Disconnection
< 2,7 bar O Air Mix
2
0 10
+–
4 Comutador Air Mix/No Air Mix
S

-20 KL.1,6
20
10 mbar = EN 837
1 kPa mbar
No Air Mix
80
O2
40 5 Botão regulador ventilação
45
60 por minuto

6 Identificação por cores

7 Botão regulador da frequência de


ventilação
O/I 8 Botão ON/OFF

9 Botão regulador da pressão máx.


de ventilação

Conexões do MEDUMAT Standard


10 Conexão para o gás de pressão

11 Retentor para o suporte de


parede STATION MEDUMAT

:
:

O/I

12 Conexão para o tubo de


ventilação
13 Conexão para o tubo de
medição de pressão
14 Válvula de controlo de pressão
O/I
15 Protector contra o pó
16 Filtro para a mistura de ar

11 Retentor para o suporte de


parede STATION MEDUMAT
1. Descrição do aparelho

1.1 Objectivo

O MEDUMAT Standard é um ventilador automático


(ventilador de curta duração).
O MEDUMAT Standard Standard pode ser utilizado:
• para fins de reanimação no local da emergência;
• para uso mais prolongado, no caso de a situação
de emergência prevalecer, p. ex. durante um
incêndio.
Durante percursos de transporte, o
MEDUMAT Standard pode ser usado:
• entre as salas e as unidades de um hospital;
• entre o hospital e outros locais;
• em situações de emergência;
• ao planear transportes mais longos.
MEDUMAT Standard:
• serve para a ventilação controlada de pessoas a
partir de um peso corporal de cerca de 10 kg;
• é utilizado para tratar paragens respiratórias;
• graças à possibilidade de definir os parâmetros,
assegura uma ventilação uniforme, apropriada
para o paciente, desde que a pressão de
ventilação máxima definida Pmax não seja
excedida;
• com os respectivos módulos suplementares,
permite a aspiração e a inalação de oxigénio,
sendo que o MEDUMAT Standard e os módulos
não podem ser utilizados ao mesmo tempo.

2 Descrição do aparelho
1.2 Descrição do aparelho

O MEDUMAT Standard trabalha com uma pressão


de serviço de 2,7 a 6 bar, um caudal volúmico míni-
mo de 70 l/min O2 e dispõe de um sistema de ali-
mentação de corrente interno.
:

:
:
Como gás de ventilação é utilizado oxigénio medi-
O/I
cinal altamente comprimido, que é reduzido através
de um redutor de pressão externo, até alcançar a
pressão de serviço necessária. A alimentação do
oxigénio é realizada através da conexão de gás de
pressão 10.
A frequência de ventilação continuamente regulável,
bem como a relação volume inspiratório/expiratório
de 1:1,67 são reguladas dentro do aparelho através
de processos de controlo electrónicos.
O gás de inspiração é conduzido pelo tubo de ven-
tilação, passa pela válvula para o paciente e pela
máscara de ventilação, ou pelo tubo, até chegar ao
paciente. Uma membrana de lábios na válvula para
o paciente assegura que o gás de expiração possa
ser expirado através do ramal de expiração.

Air Mix
Na posição Air Mix é adicionado ar atmosférico, de
forma que, regra geral, se cria uma concentração de
O2 situada entre os 55 % e os 85 % a uma pressão
de ventilação de 10 mbar (veja „10.2 Teor de O2
com Air Mix“ na página 56).
O/I No Air Mix

Se o ar ambiente estiver contaminado, ou caso exi-


stam determinadas indicações, pode ventilar-se na
Air Mix posição No Air Mix com oxigénio puro.
A unidade injectora é desligada ao comutar de Air
Mix para No Air Mix. Desta forma é aumentado o vo-
lume de ventilação por minuto. O limite de pressão
No Air Mix
O/I
ajustado poderá, por sua vez, ser excedido e activar
um alarme de estenose (Stenosis). Será conveniente

Descrição do aparelho 3
ajustar o volume de ventilação máximo por minuto
para um valor respectivamente mais baixo.
Ao inverso, a unidade injectora é ligada quando co-
muta de No Air Mix para Air Mix. Desta forma é dimi-
nuído o volume de ventilação por minuto. O limite de
pressão ajustado pode ficar aquém do pretendido.
Será conveniente ajustar o volume de ventilação má-
ximo por minuto para um valor respectivamente mais
alto.
O decurso da ventilação pode ser monitorado no
manómetro de ventilação 1.
0 10
S

-20 KL.1,6
20
10 mbar = EN 837
1 kPa mbar

O2
80 40
45
60

1.3 Válvula para o paciente

O gás de ventilação é conduzido até ao paciente


através de uma válvula própria.
A válvula está concebida para permitir uma respi-
ração espontânea, em caso de falha no equipa-
mento.

4 Descrição do aparelho
1.4 Módulos

O MEDUMAT Standard permite a instalação de


módulos que permitam funções adicionais.
A montagem e a operação são descritas
minuciosamente nas instruções de uso separado para
módulos. É imprescindível respeitar essa indicações
ao utilizar os módulos. Seguem-se as indicações mais
importantes:

MODUL Oxygen
L
MODU
en

Com o MODUL Oxygen pode realizar-se uma


Oxyg

10

5
0
l/min 15
O2
inalação de oxigénio.
Para o fazer, coloque o interruptor basculante O2 em
O2

"I". Com o botão rotativo l/min, regule a quantidade


de oxigénio para qualquer valor entre 0 - 15 l/min.
No manómetro de caudais poderá controlar o valor
definido.

MODUL Suction
L
MODUn
Suctio

-0,6
-0,4

-0,2
O MODUL Suction permite realizar a aspiração.
-0,8
bar
0

Para o fazer, coloque o interruptor basculante Vac em


O2
-1,0

"I". Com o botão rotativo bar, regule a pressão de


Vac

aspiração para qualquer valor entre 0 e -0,5 bar. No


manómetro poderá controlar o valor definido.

MODUL Combi
L
MODUi
Comb

10
O MODUL Combi tanto faculta a realização de uma
5
0
l/min 15
O2
inalação de oxigénio, como também a aspiração.
Para a inalação, coloque o interruptor basculante O2
O2

em "I". Com o botão rotativo l/min, regule a quantidade


de oxigénio para qualquer valor entre 0 - 15 l/min.
No manómetro de caudais poderá observar o valor
definido.

Descrição do aparelho 5
Para a aspiração, coloque o interruptor basculante Vac
em "I". A pressão de aspiração está fixada nos 0,5 bar.

L
MODUL Interface
MODU e
Interfac

10
O MODUL Interface permite ligar uma alimentação
5
0
l/min 15
O2
de oxigénio externa com 2,7 - 6,0 bar à unidade de
ventilação.

O2

6 Descrição do aparelho
2. Instruções de segurança

2.1 Marcações especiais no aparelho

Válvula para o paciente


O símbolo na válvula para o paciente indica que
é necessário substituir imediatamente uma membrana
de lábios ondulada, pegajosa ou deformada. Nesse
caso, não continue a usar a válvula para o paciente
para fins de ventilação, senão será de contar com
qualquer mau funcionamento (veja „6.3 Controlar a
> PSU< 134°

válvula para o paciente“ na página 36).


Position

O símbolo indica a posição de montagem cor-


recta da membrana de lábios.

Ao ligar válvula para o paciente, observe o sentido de


passagem do gás respiratório.

Instruções de segurança 7
Placas de características no
MEDUMAT Standard

Typ :

SN :
O/I
:

O/I

:
:
: SN
Typ

Entrada 2,7 - 6 bar O2.

Placa de características MEDUMAT Standard

SN N.° de série do aparelho

Ano de fabrico

Não misturar o aparelho com lixo doméstico.

Autocolante CST e de manutenção

Autocolante de manutenção: Indica a altura da próxima manutenção.

Autocolante CST: (apenas na República Federal da Alemanha) indica


quando é necessário fazer o controlo de segurança técnica segundo o
artigo 6.° do Regulamento alemão relativo à aplicação e exploração de
dispositivos médicos.

8 Instruções de segurança
2.2 Determinações em matéria de segurança

Para sua própria segurança e dos seus pacientes, e


em conformidade com os requisitos da directiva
93/42 CEE, tenha atenção aos seguintes pontos:

Generalidades
• Pedimos que leia com atenção todas as instruções
de uso. Faz parte integrante do aparelho e tem de
estar disponível a qualquer momento.
• Antes de trabalhar com o MEDUMAT Standard, é
preciso que tenha compreendido na íntegra a sua
utilização.
• Tenha atenção à secção “5. Procedimentos de hi-
giene“ na pág. 27, para evitar o aparecimento de
infecções ou contaminações bacterianas.
• Utilize o MEDUMAT Standard unicamente se tiver
uma formação médica e se tiver sido instruído em
técnicas de ventilação artificial. A utilização inade-
quada pode acarretar danos corporais.
• Recomendamos que quaisquer medidas de repa-
ração, tais como inspecções e trabalhos de repa-
ração, sejam executados pelo fabricante
Weinmann ou por pessoal especializado expres-
samente autorizado por esta.
• Lembre-se de que, nestes casos, a garantia perde
a validade e não nos responsabilizamos se não
forem utilizados os acessórios recomendados nas
instruções de utilização, nem peças sobressalen-
tes originais. A utilização de artigos de outras
marcas pode provocar falhas de funcionamento e
causar bio-incompatibilidade.
• Use o MEDUMAT Standard exclusivamente para
o fim previsto anteriormente descrito (veja „1.1
Objectivo“ na página 2).

Instruções de segurança 9
• MEDUMAT Standard não é apropriado para a
utilização hiperbárica (câmara de pressão).
• MEDUMAT Standard não pode ser usado com
produtos anestésicos inflamáveis.
• Ao ser usado em ambiente contaminado ou com
baixo teor de oxigénio, o MEDUMAT Standard
não pode funcionar na posição "Air Mix".
• Tem de estar sempre disponível um meio alternativo
para o caso de ocorrer uma avaria no aparelho.

Oxigénio
Em combinação com matérias inflamáveis (gordura,
óleo, álcool, etc.), o oxigénio altamente comprimido
pode originar reacções explosivas espontâneas:
Atenção
• Mantenha os aparelhos e todas as uniões roscadas
livres de óleo e gordura.
• Antes de realizar trabalhos no sistema de alimenta-
ção de oxigénio, lave bem as mãos.
• É rigorosamente proibido fumar ou fazer um fogo
desprotegido nas imediações de componentes con-
dutores de oxigénio.
• Durante a montagem e ao trocar de garrafa, aperte
manualmente todas as uniões roscadas da garrafa
de oxigénio e do redutor de pressão. Nunca utilize
ferramentas. A força de aperto excessiva danificará
as roscas e os vedantes, dando origem a fugas.
• Prenda as garrafas de oxigénio por forma a não
poderem tombar. Se uma garrafa cair em cima do
redutor de pressão ou da válvula, estes poderão ser
arrancados, o que causaria uma explosão forte.
Importante • Abra a válvula da garrafa sempre lentamente, a fim
de evitar picos de pressão exercidos sobre os com-
ponentes conectados.
• Não esvazie as garrafas de oxigénio totalmente,
senão poderá penetrar o ar ambiente húmido, o
que poderá originar a corrosão.

10 Instruções de segurança
Ventilação/Utilização
• O paciente e o ventilador devem ser observados
constantemente durante a ventilação.
• Assegure-se de que o ramal de expiração e o ramal
Atenção de respiração espontânea da válvula para o paci-
ente não sejam cobertos ou de outra forma limita-
dos no seu funcionamento, p. ex. devido à posição
do paciente.
• Os módulos e o MEDUMAT Standard nunca po-
dem ser usados simultaneamente, senão os valores
de funcionamento especificados não poderão ser
assegurados.
Software
• Os riscos resultantes de erros do software foram mi-
nimizados por meio de vastas medidas de qualifi-
cação do software do aparelho.

Acessórios
• Proteja as peças de silicone/borracha da influên-
cia de luz ultravioleta e da exposição prolongada
à luz solar directa, senão a borracha poderá secar
e ficar quebradiça.

Instruções de segurança 11
3. Montagem
Regra geral, a montagem do MEDUMAT Standard
apenas é necessária para a instalação estacionária
em veículos de salvamento, helicópteros ou aviões.
Para este caso, podemos fornecer como acessórios o
STATION MEDUMAT ou kits de fixação.
Se o MEDUMAT Standard for fornecido completo
numa placa de suporte, o aparelho está operacional
e não requer qualquer trabalho de montagem ulterior.
Para as placas de suporte existem manuais de instru-
ções separados.
Após a montagem é necessário executar um teste de
funcionamento (veja "6. Teste de funcionamento" na
página 28), a fim de assegurar um funcionamento seguro.
Atenção

3.1 Montagem com suporte de parede


STATION MEDUMAT

O suporte de parede STATION MEDUMAT é


aparafusado num ponto adequado, por exemplo, na
parede do veículo. As dimensões e o modo de
procedimento exacto para a montagem encontram-se
especificados na folha suplementar que vem com o
STATION MEDUMAT.

Primeiro, assente o MEDUMAT Standard em baixo,


por forma a que os retentores inferiores do
MEDUMAT Standard engrenem nas aberturas do
STATION MEDUMAT. Pressione o
MEDUMAT Standard em cima, até o ouvir encaixar
no STATION MEDUMAT.

12 Montagem
3.2 Kit de montagem para a fixação na parede

Para a montagem fixa, p. ex. na parede do veículo,


podemos fornecer-lhe diversos kits. O tamanho
depende da quantidade de módulos que se
encontram instalados no MEDUMAT Standard.
As dimensões e o modo de procedimento para a
montagem encontram-se especificados na folha
suplementar que vem com cada kit de montagem.

3.3 Ligar a garrafa de oxigénio

Antes de realizar qualquer trabalho no sistema de


alimentação de oxigénio, lave bem as mãos.
Compostos de hidrocarbonetos (p. ex. óleos, massa
Atenção consistente, álcool de limpeza, creme para as mãos
ou pensos adesivos) podem causar reacções
explosivas ao entrar em contacto com oxigénio
altamente comprimido.
Nunca utilize chaves de bocas ou outras ferramentas
para apertar ou soltar as porcas de capa.

Desmontar a garrafa vazia


1. Feche a válvula da garrafa de oxigénio.
Ligue o MEDUMAT Standard com o interruptor de
ligar/desligar 8. Deste modo, o oxigénio restante
pode escapar e o aparelho fica sem pressão. A
união roscada só poderá ser solta manualmente
quando o manómetro no redutor de pressão indi-
car 0 bar.
2. Volte a desligar o MEDUMAT Standard.
3. Solte a união roscada manual que liga à garrafa.

Montagem 13
Ligar uma garrafa nova
1. Abra ligeiramente a válvula da nova garrafa de
oxigénio e volte a fechá-la. Isto serve para
remover eventuais partículas de sujidade com a
força do sopro.
Durante este processo, mantenha a abertura da
válvula afastada do corpo, de forma a que partí-
culas eventualmente projectadas não lhe causem
Atenção ferimentos a si nem a outras pessoas!
2. Enrosque o redutor de pressão com a porca de
capa estriada na válvula da garrafa. Aperte a
porca de capa à mão.
3. Se for aplicável, enrosque o tubo de pressão com
a porca de capa G 3/8 à saída do redutor de
pressão.

4. Se for necessário, enrosque a outra ponta do tubo


de pressão à conexão do gás de pressão 10 do
MEDUMAT Standard.
O/I

3.4 Tubo de ventilaçã

1. Enfie o tubo de medição da pressão na conexão


13.
2. Enfie o tubo de ventilação na conexão 12. Tenha
cuidado para que o tubo de medição da pressão
O/I
conectado não fique dobrado. Caso seja neces-
sário, rode o tubo de ventilação enquanto proce-
de à conexão.
Pegue no tubo de ventilação apenas pela extremidade
(no local indicado pela seta na figura ao lado). Se as-
sim não for, o tubo pode ficar danificado ou romper-se.
Atenção

14 Montagem
3. Enfie a válvula para o paciente na outra ponta do
tubo de ventilação e do tubo de medição de
pressão.

4. Depois de realizar a intubação, enfie a válvula


para o paciente no tubo,
Positio
> PSU<n
134°

ou,

no caso de uma ventilação com máscara, meta a


máscara de ventilação na válvula para o paciente
(idêntico com conexão por tubo).

Positio
> PSU<n
134°

Filtro HME
Ao usar um filtro HME (Heat and Moisture Exchanger),
monte-o entre a conexão da válvula para o paciente
e o tubo ou a máscara.
Para o fazer, respeite as instruções do fabricante.

Válvula PEEP
Ao usar uma válvula PEEP, enfie-o no ramal de
expiração da válvula para o paciente.
Para o fazer, respeite as instruções do fabricante.

Montagem 15
4. Utilização

4.1 Ligar/auto-teste

1. Abra lentamente a válvula da garrafa de


oxigénio. O manómetro indica agora a pressão
na garrafa.

2. Se quiser, poderá calcular o tempo de


funcionamento remanescent (veja „4.9 Calcular o
nível de enchimento/ tempo de funcionamento“ na
página 25). Deverá substituir a garrafa
atempadamente, p. ex. quando tiver uma pressão
inferior a 50 bar, para poder assegurar um tempo
de funcionamento suficient.
3. Defina os valores de ventilaçã (veja „4.2 Definir
os valores de ventilação“ na página 17).
4. Para ligar o MEDUMAT Standard, carregue no
interruptor de ligar/desligar 8. Começa a
decorrer um auto-teste automático de cerca de
2 segundos de duração.
O/I

Stenosis
Disconnection Se não for detectado um erro, acendem os quatro
< 2,7 bar O2 LED's no mostrador de alarme 2 e ouve-se um sinal
+–
de alarme curto. Depois, o MEDUMAT Standard
começa a trabalhar com os valores de ventilação
definidos.
O/I

16 Utilização
Se for detectado um erro, os LED's no mostrador
de alarme 2 ficam intermitentes. Neste caso, o
MEDUMAT Standard não pode ser usado para
fins de ventilação.

4.2 Definir os valores de ventilação


Os MEDUMAT Os valores de ventilação podem ser definidos antes ou
Standard e os depois de ligar o MEDUMAT Standard. Recomenda-
módulos nunca mos que a definição seja feita antes de ligar o apare-
Atenção podem ser usados lho, para não gastar desnecessariamente oxigénio.
simultaneamente, senão as
características técnicas Air Mix/No Air Mix
especificadas não poderão
ser asseguradas. Para poupar oxigénio, a ventilação normalmente é re-
alizada com uma mistura de ar.
1. Para o fazer, coloque o comutador 4 em Air Mix.
Air Mix Regra geral, a concentração de oxigénio
fornecida está entre os 55 % e 85 % com uma
pressão de ventilação de 10 mbar. O valor
exacto pode ser calculado com base no
O/I No Air Mix respectivo diagrama (veja „10.2 Teor de O2 com
Air Mix“ na página 56).

Ao ser usado em ambiente contaminado ou com bai-


xo teor de oxigénio, ou se existir uma indicação espe-
cial, é preciso ligar No Air Mix:
Atenção

2. Coloque o comutador 4 em No Air Mix.


Air Mix Se ligar de mistura de ar (Air Mix) para o oxigénio
puro (No Air Mix), o volume de ventilação máxima
por minuto modifica-se, no máximo, dentro dos
limites de tolerância previstos (veja „10. Dados
O/I
No Air Mix técnicos“ na página 53).

Utilização 17
Frequência respiratória
1. Defina a frequência de ventilação com o botão
regulador 7.

O/I

Ventilação máxima por minuto


1. Defina o volume de ventilação máximo por minuto
com o botão regulador 5.
Frequência respiratória e ventilação máxima por
minuto recomendadas:
amarelo laranja castanho

O/I
Peso do corpo 10 - 30 kg 30 - 60 kg 60 - 110 kg
Frequência
25 - 40 min-1 15 - 25 min-1 8 - 15 min-1
respiratória
Ventilação máxima
3 - 5 l/min 5 - 7 l/min 7 - 13 l/min
por minuto

Os valores especificados na tabela são valores


recomendados. São possíveis valores
divergentes, p. ex. no caso de danos pulmonares
ou indicações especiais.

Pressão máxima de ventilação


1. Defina a pressão máxima de ventilação no botão
regulador 9.

Pressão máxima de ventilação recomendada:


Intubação Ventilação por máscara
O/I 45 mbar 20 mbar

18 Utilização
Os valores especificados na tabela são valores reco-
mendados. São possíveis valores divergentes, p. ex.
no caso de danos pulmonares, ventilação de bebés
ou indicações especiais.
Se, p. ex. no caso de uma compliance insuficiente, o
valor definido não for alcançado, o
MEDUMAT Standard emite um alarme de estenose
(veja „ Alarme Stenosis“ na página 23).

4.3 Realizar a ventilação

Tubo
Regra geral, o paciente é intubado antes de o tubo ser
ligado à válvula para o pacient.
1. Enfie a válvula para o paciente na conexão do
tubo traqueal.
2. Durante a ventilação, controle os parâmetros de
respiração, p. ex. com CAPNOCOUNT mini
WM 97144 da Weinmann. Isso permitir-lhe-á
tirar conclusões referentes à colocação correcta
do tubo e a uma ventilação suficiente.

Máscara de ventilação
1. Enfie e máscara na válvula para o paciente.
2. Coloque a máscara de ventilação sobre a boca
e o nariz do paciente.
3. Estique a cabeça para trás e vede ao mesmo
tempo a máscara aplicando a técnica de
Esmarch.
Para manter as vias respiratórias desobstruídas, intro-
duza eventualmente um tubo de Guedel antes de co-
locar a máscara.

Utilização 19
4.4 Controlar a ventilação

O paciente deve ser observado constantemente du-


rante a ventilação.
O decurso da ventilação pode ser observado no ma-
nómetro de ventilação 1.
0
S
10
Elevadas resistências no percurso do ar, p. ex. resul-
-20 20
10 mbar =
1 kPa
KL.1,6
EN 837
mbar
tantes de obstruções das vias respiratórias ou no caso
80
O2
40 de uma massagem cardíaca externa, modificam o vo-
45
60 lume de ventilação máxima por minuto (se quiser, po-
derá obter valores mais exactos contactando o
fabricante Weinmann). Se a pressão de ventilação
máxima definida for excedida em duas fases de inspi-
ração sucessivas (veja „ Alarme Stenosis“ na
página 23), dever-se-á controlar por meio de um res-
pirómetro o volume de ventilação efectivamente rece-
bido do paciente. O respirómetro pode ser adaptado
no ramal de expiração da válvula para o paciente.
Durante a ventilação, controle os parâmetros de respi-
ração, p. ex. com CAPNOCOUNT mini
WM 97144 da Weinmann.
Com a redução da compliance dos pulmões, estando
na posição “No Air Mix“, o aparelho reage, aumen-
tando a pressão de ventilação, a um volume de venti-
lação constante . O comportamento do
MEDUMAT Standard na posição "Air Mix" é descrito
na secção „10.2 Teor de O2 com Air Mix“ na
página 56.

Exemplo para o decurso da ventilação antes e


depois da redução da compliance

20 Utilização
4.5 Ventilação com válvula PEEP

Uma válvula PEEP pode ser adaptada no ramal de ex-


piração da válvula para o paciente.
A válvula permite a ventilação com uma pressão expi-
ratória final positiva (PEEP).

4.6 Ventilação com filtro HME

Para fins de higiene e para climatizar o ar inalado,


podem montar-se filtros HME convencionais (Heat and
Moisture Exchanger) com conexões normalizadas
15/22 mm no ramal de inspiração da válvula para
o paciente. Isto não só aumenta a resistência de ins-
piração, como também a de expiração. Por isso, a
pressão de ventilação e o volume de ventilação de-
vem ser cuidadosamente observados.
Especialmente quando se trata de crianças, é importan-
te observar o aumento do volume de espaço morto.
É favor observar também as instruções de uso do fa-
bricante.

4.7 Terminar a ventilação


Importante! 1. Verifique a reserva de oxigénio no manómetro do
Nunca esvazie totalmente a conteúdo do redutor de pressão. Se o manómetro
garrafa de oxigénio. Envie a do conteúdo indicar 50 bar ou menos, é
garrafa sempre com um necessário um enchimento completamente novo,
pequeno resto de pressão ou uma garrafa de reserva, para assegurar a
para reencher; deste modo, operacionalidade do aparelho.
evitará que entre ar ambiente
2. Feche a válvula da garrafa de oxigénio.
húmido na garrafa, o que
poderia provocar corrosã.

Utilização 21
3. Desligue o MEDUMAT Standard. A título de
protecção contra desligamento acidental,
mantenha o botão de ligação ON/OFF 8
premido por, no mínimo, 2 segundos, até os LED's
no mostrador de alarme 2 se acenderem.
O/I

4.8 Sinais de alarme

O mostrador de alarme 2 indica o alarme seguin:


Stenosis
Disconnection Stenosis: estenoses ou o alcançar da pressão
< 2,7 bar O2
+– de ventilação máxima Pmax em duas
fases de inspiração sucessivas
Disconnection: desconexão entre o
O/I
MEDUMAT Standard e o paciente em
duas fases de inspiração sucessivas
< 2,7 bar: queda de pressão na alimentação de
oxigénio para menos de 2,7 bar
+–: tensão das pilhas baixou para aquém
do valor necessário
Adicionalmente a todos os alarmes ópticos, é também
emitido um alarme acústico.
A válvula para o paciente foi construída de forma a
possibilitar a qualquer momento a respiração espon-
tânea.

Disparo de alarme
Assim que ocorrer uma das falhas de funcionamento
acima mencionadas, é disparado um alarme. Nesse
caso, o respectivo LED fica intermitente e ouve-se um
sinal acústico de alarme.

22 Utilização
Se ocorrerem simultaneamente uma desconexão e
uma queda de pressão da alimentação de oxigénio,
primeiro só dispara o alarme < 2.7 bar.

Alarme Stenosis
A pressão de ventilação efectiva é superior ao valor
definido com o botão de regulação pressão de venti-
lação máx. 9.
Até ao número de série: O MEDUMAT Standard comuta imediatamente para
7.699 expiração, de cada vez que a pressão máxima de
ventilação é ultrapassada. A frequência ajustada não
é influenciada por esta alteração. Os aparelhos anti-
gos (até ao número de série: 7.699), que tenham re-
cebido uma nova platina, na sequência de trabalhos
de reparação ou de manutenção, apresentam um
comportamento idêntico aos aparelhos a partir do nú-
mero de série: 7.700.
A partir do número de Quando a pressão máxima de ventilação é ultrapas-
série 7.000 sada, o MEDUMAT Standard comuta brevemente
para expiração, tentando prosseguir com a inspira-
ção ainda na mesma fase.
Caso a pressão máxima de ventilação seja ultrapas-
sada uma segunda vez, durante a mesma fase de ins-
piração, o aparelho comuta definitivamente para
expiração e retira totalmente o ar do sistema de tuba-
gens do paciente. A próxima inspiração inicia-se com
o ciclo de ventilação seguinte de acordo com a fre-
quência ajustada. A frequência definida não é atingi-
da por esta mudança.
O alarme dispara se a resistência de respiração for
excedida em duas fases de inspiração sucessivas.
Esta característica destina-se a evitar alarmes falsos,
p. ex. devido à tosse do paciente.

Utilização 23
Alarme Disconnection
Durante a fase de inspiração não é alcançado um au-
mento de pressão de 8 mbar. Regra geral, o motivo
é uma interrupção no sistema de respiração.
O alarme dispara, se não se verificar um aumento mí-
nimo da pressão em 8 mbar em duas fases de inspi-
ração sucessivas.

Alarme < 2,7 bar O2


A pressão do oxigénio na conexão de pressão do
MEDUMAT Standard baixou para menos de 2,7 bar.
Regra geral, é devido ao facto de a garrafa de oxigé-
nio estar praticamente vazia.
Neste caso, o MEDUMAT Standard deixa de poder
funcionar correctamente, dado que os valores de fun-
cionamento já não se encontram dentro da tolerância
admissível.

Alarme +–
A capacidade da pilha está a chegar ao fim.
É preciso contar com a interrupção da função de ven-
tilação. Por isso, inicie imediatamente a ventilação al-
ternativa (veja „4.10 Ventilação alternativa“ na
página 26).

Suprimir o som de alarme


Quando o alarme está activo, é possível suprimir tem-
porariamente o som de alarme com a confirmação de
alarmes 3:
Stenosis: 30 segundos
Disconnection: 30 segundos
O/I
< 2,7 bar: 30 segundos
+–: 120 segundos
O alarme óptico continua activo.

24 Utilização
Se a causa do alarme continuar a persistir, o alarme
acústico volta a disparar pouco tempo depois.
Assim que a falha tiver sido eliminada, os alarmes óp-
tico e acústico são automaticamente rearmados.

4.9 Calcular o nível de enchimento/


tempo de funcionamento

Nível de enchimento da garrafa de oxigénio


Volume de oxigénio = volume da garrafa x pressão da garrafa.
Volume de oxigénio x pressão da garrafa = reserva de oxigénio
Exemplo 1 10 l x 200 bar = 2000 l
Exemplo 2 10 l x 100 bar = 1000 l

Tempo de funcionamento ventilação


Reserva de oxigénio (l) 100
Tempo de funcionamento ventilação (min) = x
MV (l/min) Concentração O2

Exemplo 1:
Reserva O2 = 1000 l; MV = 11 l/min; 100% O2 (No Air Mix).
Daí resulta:
1000 l 100
Tempo de funcionamento ventilação (min) = ---------------------- × -------------- = 91 min = 1 h 31 min
11 l/min 100%

Se o MEDUMAT Standard estiver no modo Air Mix, o tempo de funcionamento é mai-


or.

Utilização 25
4.10 Ventilação alternativa

Se o MEDUMAT Standard falhar durante o processo


de ventilação, existem as seguintes alternativas:

Saco de ventilação
1. Saque a válvula para o paciente puxando-a do
tubo ou da máscara.
2. Coloque o saco de ventilação, p. ex. o
COMBIBAG WM 11000 da Weinmann e
realize a ventilação manual.

Meios auxiliares de ventilação


Com o LIFEWAY WM 10580 da Weinmann, pode-
rá realizar alternativamente uma respiração boca-a-
boca ou boca-a-máscara.

Falha de alimentação de oxigénio


Em casos de emergência, havendo uma falha na ali-
mentação de oxigénio do MEDUMAT Standard, o
aparelho também pode funcionar com ar comprimido.

26 Utilização
5. Procedimentos de higiene
Após cada utilização deve executar os procedimentos
de higiene no MEDUMAT Standard e no acessório uti-
lizado. É favor observar as instruções de uso para o
desinfectante que utilizar. Recomendamos
GIGASEPT FF para a desinfecção por imersão e
TERRALIN para a desinfecção por lavagem.
Depois de realizar os procedimentos de higiene exe-
cute um controlo de funcionamento (veja „6. Teste de
funcionamento“ na página 33).

5.1 MEDUMAT Standard

Para manter o MEDUMAT Standard limpo, basta uma


desinfecção simples com um pano.
Nunca mergulhe o MEDUMAT Standard em desinfec-
tante nem noutros líquidos. A desinfecção só deve ser
feita por meio de um pano embebido em desinfectan-
Atenção te. Caso contrário, poderá haver danos no aparelho
e perigo para os utilizadores e pacientes (veja „5.6
Limpeza, desinfecção e esterilização“ na página 32).

Procedimentos de higiene 27
5.2 Válvula para o paciente

1. Retire a válvula para o paciente dos tubos.


2. Desenrosque a válvula para o paciente conforme
ilustrado na figura desta página. A membrana
integrada no ramal de respiração espontânea
não pode nem precisa de ser tirado para a
limpeza e a desinfecção.
3. Limpe as peças em água corrente.
ramal de 4. Escove exaustivamente as peças da válvula para
respiração o paciente por dentro e por fora. Utilize, para o
espontânea efeito, um escovilhão macio de uso corrente em
laboratórios.
5. Realize a esterilização/desinfecção.
6. Todas as superfícies têm de ser molhadas por den-
tro e por fora sem deixar bolhas agarradas. Deixe
actuar durante a totalidade do tempo previsto
para esse efeito.
7. Depois, passe as peças, por dentro e por fora,
com água destilada.
8. Seque bem as peças.
9. Volte a montar a válvula para o paciente.
Ao montá-la, é indispensável prestar atenção à
posição correcta da membrana de lábios. O
sistema poderá apresentar problemas de
Atenção funcionamento se houver resíduos de água na
válvula para o paciente!
Membranas onduladas, deformadas e pegajosas
têm de ser forçosamente substituídas.
10. Antes de voltar a utilizar, é imprescindível realizar
um teste de funcionamento (veja „6.3 Controlar a
válvula para o paciente“ na página 36).

28 Procedimentos de higiene
5.3 Sistema de tubagens
Cuidado! O sistema de tubagens reutilizável WM 22520 (pro-
duto e acessórios) é exclusivamente adequado para
os procedimentos de higiene aqui descritos. Não vol-
te a sujeitar o sistema de tubagens descartável
WM 28110, que se encontra disponível enquanto
acessório, aos procedimentos de higiene. Substitua-o.

Tubo de ventilaçã
1. Retire o tubo de ventilação juntamente com o tubo
de medição de pressão dos dois bocais de liga-
ção.
Atenção! Pegue nos tubos pela extremidade, tal
como mostra o desenho, para não os danificar
O/I
nem rasgar.
Feche ambas as extremidades do tubo de medi-
ção de pressão.
2. Realize a esterilização/desinfecção.
3. Todas as superfícies têm de ser molhadas por den-
tro e por fora sem deixar bolhas agarradas. Deixe
actuar durante a totalidade do tempo previsto
para esse efeito.
4. Enxagúe abundantemente o tubo de ventilação,
por dentro e por fora, com água destilada.
5. Seque bem as peças.
6. Montagem, consulte “3.4 Tubo de ventilaçã” na
página 14.

Tubo de medição da pressão


Para desinfectar o tubo de medição da pressão,
proceda da seguinte forma:
1. Ligue uma seringa descartável esterilizada de
20 ml à extremidade do tubo de medição da
pressão.

Procedimentos de higiene 29
2. Mergulhe a outra extremidade na solução desin-
fectante diluída (no caso do GIGASEPT FF:
6% solução, tempo de actuação 15 minutos).
3. Aspire agora, com a ajuda da seringa descartá-
vel, a solução desinfectante através do tubo de
medição da pressão, até ficar completamente
cheia. Não é permitido enxaguar o tubo de me-
dição da pressão no sentido contrário!
4. Retire a seringa do tubo de medição da pressão
e esvazie-a completamente.
5. Repita este processo 5 vezes.
6. Depois de concluir a desinfecção, o tubo de me-
dição da pressão tem de ser enxaguado no míni-
mo 8 vezes com água destilada, usando o
mesmo princípio.
O processo de secagem que se segue pode ser
realizado com a ajuda de ar comprimido
medicinal ou oxigénio medicinal.
De seguida, deixe secar por completo o componente.
Se permanecer água no tubo de medição da pressão,
pode haver uma falha de funcionamento!
Atenção

5.4 Peças e acessórios

Máscaras, tubos e todas as peças de borracha são


limpos numa solução desinfectante:
1. Todas as superfícies têm de ser molhadas por den-
tro e por fora sem deixar bolhas agarradas. Deixe
actuar durante a totalidade do tempo previsto
para esse efeito.
2. Depois da desinfecção, passe as peças por água
destilada, para que os restos da solução
desinfectante não os deteriorem.

30 Procedimentos de higiene
3. As peças de borracha devem secar sempre ao ar.
4. Execute um exame visual dos tubos e das
máscaras e substitua imediatamente qualquer item
danificado.
O tubo de ventilação, a válvula para o paciente (ver
parágrafo anterior) e as máscaras de ventilação com
rebordo de silicone também são autoclaváveis.
Isto não se aplica ao sistema de tubagens do paciente
com válvula para o paciente para utilização única
WM 28110.

5.5 Componentes

Se for absolutamente necessária uma limpeza exterior


dos componentes (p. ex. redutor de pressão, válvula),
utilize sempre um pano limpo. O pano pode ser seco
ou humedecido com água limpa.
Nunca mergulhe os instrumentos em desinfectante
nem noutros líquidos. A desinfecção só deve ser feita
por meio de um pano embebido em desinfectante.
Atenção Não pode entrar qualquer líquido no redutor de pres-
são, pois pode haver explosão.

Procedimentos de higiene 31
5.6 Limpeza, desinfecção e esterilização

Execute os procedimentos de higiene no


MEDUMAT Standard e nos acessórios utilizados de
acordo com a tabela seguinte.
É favor observar as instruções de uso para o desinfec-
tante que utilizar. Recomendamos GIGASEPT FF para
a desinfecção por imersão e TERRALIN para a desin-
fecção por lavagem. Recomenda-se o uso de luvas
adequadas para a realização da desinfecção (p. ex.
luvas domésticas ou descartáveis).

Programa de
Peças Limpeza Desinfecção Esterilização
lavagem à máquina
com pano seco ou Desinfecção com
MEDUMAT Standard não permitido não permitido
humedecido pano
Válvula para o
paciente
em água morna com esterilização a
Máscara de ventilação submergir numa programa até
produto de limpeza vapor quente
com rebordo de sili- solução diluída (1) 95 °C (2)
suave até 134 °C (3)
cone
Tubo de ventilação
Componentes de ali- com pano seco ou Desinfecção com
não permitido não permitido
mentação de oxigénio humedecido pano
(1) Após a desinfecção, passe as peças bem por água destilada e
deixe-as secar depois.
(2) desinfecção térmica nos autómatos de limpeza.
(3) Esterilização a vapor quente a 134 °C com aparelhos
conforme a EN 285, tempo de actuação 5 minutos.

32 Procedimentos de higiene
6. Teste de funcionamento
Antes de cada utilização e após cada desmontagem,
o mais tardar após cada 6 meses, o utilizador tem de
executar um teste de funcionamento com o aparelho.
Nota Para realizar o teste de funcionamento com o
MEDUMAT Standard, é preciso ligar o tubo de venti-
lação e a válvula para o paciente.
Se durante o teste de funcionamento verificar quais-
quer erros ou divergências dos valores predefinidos,
não poderá usar o MEDUMAT Standard.
Tente primeiro solucionar a falha com a ajuda das in-
formações contidas no capítulo “7. Resolução de pro-
blemas” na página 42. Caso não seja possível, o
aparelho deve ser consertado pelo fabricante
Weinmann ou por um técnico expressamente autori-
zado por este.
Um teste de funcionamento completo inclui os passos
seguintes:
• “6.2 Controlar a estanqueidade do sistema” na
página 35
• “6.4 Verificação da ventilação máxima por
minuto” na página 37
• “ Verificação do volume corrente” na página 37
• “6.5 Controlar a pressão máxima de ventilaçã”
na página 38
• “6.6 Controlar os alarmes” na página 40
Recomendamos manter sempre à disposição os itens
seguinte:
• Vedantes de reserva para as conexões do
aparelho;
• Substituição do filtro de pó;

Teste de funcionamento 33
• Membrana de lábios para a válvula para o
paciente.
Aviso Certifique-se de que o saco de controlo não está da-
nificado e que o seu funcionamento é verificado regu-
larmente p. ex. no âmbito da manutenção do
aparelho.

6.1 Prazos

Antes de cada utilização:


• Realize um teste de funcionamento.

Após cada utilização ou desmontagem:


• Limpe, desinfecte ou esterilize o aparelho e as
peças do aparelho (veja „5. Procedimentos de
higiene“ na página 27);
• Verifique a membrana de lábios na válvula para
o paciente (veja „6.3 Controlar a válvula para o
paciente“ na página 36). Não pode estar
ondulada, pegajosa nem deformada.
• Realize um teste de funcionamento.

No mínimo, após cada 6 meses, caso o


sistema não tenha sido usado antes:
• Realize um teste de funcionamento.

34 Teste de funcionamento
6.2 Controlar a estanqueidade do sistema

1. Abra lentamente a válvula da garrafa de oxigé-


nio. Agora, poderá ler a pressão da garrafa no
manómetro do conteúdo do redutor de pressão.
Se for visualizado, por exemplo, um valor de
200 bar, isso significa que a garrafa está cheia,
enquanto que com 100 bar apenas está meio
cheia.
Deverá substituir a garrafa atempadamente, p. ex.
com uma pressão inferior a 50 bar, para poder
assegurar um tempo de funcionamento suficiente.
2. Feche a válvula da garrafa.
3. Observe o ponteiro do manómetro do conteúdo
no redutor de pressão durante cerca de 1 minuto.
Se a posição do ponteiro se mantiver constante,
é sinal de que o sistema está estanque. Se o pon-
teiro baixar gradualmente, é sinal de que existe
qualquer fuga.

Eliminar fugas
Mantenha sempre alguns 1. Dissolva sabonete perfumado em água, de modo
vedantes de reserva a obter uma solução de sabão.
disponíveis para as 2. Humedeça todas as uniões roscadas e junções de
conexões. tubos com a solução. Uma eventual fuga é identi-
ficada pela formação de bolhinhas.
3. Despressurize o sistema:
Para o fazer, feche a garrafa de oxigénio. Ligue
o MEDUMAT Standard por alguns instantes, até o
manómetro do conteúdo na garrafa de O2
indicar "0". A seguir, volte a desligar o
MEDUMAT Standard.
Importante! 4. Se existir qualquer fuga, substitua as peças
As uniões roscadas dos tubos defeituosas.
de oxigénio só podem ser 5. Depois de o fazer, controle novamente a estan-
apertadas à mão. queidade do sistema.

Teste de funcionamento 35
6. Se não for possível eliminar a fuga, é preciso
realizar uma reparação.

6.3 Controlar a válvula para o paciente

Efectue o controlo aqui descrito para o sistema de tu-


bagens reutilizável WM 22520 (produto e acessóri-
os). Respeite as respectivas instruções de uso, ao
verificar o sistema de tubagens descartável
WM 28110.
1. Desmonte toda a válvula para o paciente.

2. Execute um exame visual de todas as peças para


detectar eventuais fissuras ou outros danos
mecânicos.
Membranas onduladas, deformadas e pegajosas
têm de ser forçosamente substituídas. Não podem
de forma alguma ser utilizadas mais para fins de
ventilação, pois caso contrário haveria o risco de
falhas de funcionamento consideráveis.
3. Volte a montar a válvula para o paciente.
Ao montá-la, é indispensável prestar atenção à
posição correcta da membrana de lábios.

Atenção

36 Teste de funcionamento
6.4 Verificação da ventilação máxima por minuto

Verificação da frequência de ventilação


1. Abra lentamente a válvula da garrafa de
oxigénio.
2. Ligue o MEDUMAT Standard.
3. Regule os seguintes parâmetros:
– Frequência: 8 min-1 (limite esquerdo)
– MV: 5 l/min
– Pressão de ventilação (Pmax): 60 mbar
– Air Mix: ligado.
4. Conte durante exactamente um minuto o número
de fases de inspiração. A quantidade de fases
deve situar-se entre 7 e 9.
5. Regule a frequência para 40 min-1 (limite direito).
6. Conte durante exactamente um minuto o número
de fases de inspiração. A quantidade de fases
deve situar-se entre 38 e 42.

Verificação do volume corrente


1. O MEDUMAT Standard tem de estar desligado e
a garrafa de oxigénio aberta.
2. Enfie o saco de controlo com o adaptador do kit
de ensaio WM15335 na válvula para o paciente.
3. Regule os seguintes parâmetros:
– Frequência: 8 min-1
– MV: 8 l/min
– Pmax: 60 mbar
– No Air Mix
Curso de inspiração = 4. Ligue o MEDUMAT Standard de novo. Durante a
MV/frequência = 8/8 = 1 inspiração, o saco de controlo deve inchar total-
mente. Deste modo garante-se um volume corrente
de 1 litro por curso de inspiração. Quando surge

Teste de funcionamento 37
um alarme de desconexão, significa invariavel-
mente que o saco de controlo está mal cheio.
Nota: Durante a fase de expiração, terá de simular o
curso de expiração do saco de controlo
manualmente. Para o fazer, coloque o saco de
controlo sobre uma base firme e carregue, durante
a fase de expiração, com a palma da mão no
saco de controlo até o volume ter sido evacuado
totalmente através da válvula para o paciente.
5. A seguir, volte a desligar o MEDUMAT Standard.
6. Retire o saco de controlo da válvula do paciente.
7. Seleccione o seguinte ajuste:
– Frequência 30 min-1
– MV 3 L/min
– Pmax 60 mbar
– No Air mix
8. Ligue o MEDUMAT Standard e feche a conexão
do paciente na válvula do paciente. Deve seguir-
se um alarme de estenose.
9. Desligue novamente o MEDUMAT Standard.
Aviso Para verificar o volume corrente pode utilizar um respi-
rómetro (ver Acessórios) em vez do saco de controlo.

6.5 Controlar a pressão máxima de ventilaçã

Importante! 1. O MEDUMAT Standard tem de estar desligado e


Para esta verificação, regule a garrafa de oxigénio aberta.
sempre o comutador para a
2. Verifique se o ponteiro do manómetro no
posição “No Air Mix”. Na
MEDUMAT Standard está no "0" (veja „7.3 Ajus-
posição “Air Mix”, registam-
tar o manómetro“ na página 46).
se perdas no injector, que
têm que ver com a física. 3. Enfie o saco de controlo com o adaptador do kit de
ensaio WM 15335 na válvula para o paciente.

38 Teste de funcionamento
4. Regule os seguintes parâmetros:
– Frequência: 8 min-1
– MV: 7 l/min
– Pmax: 20 mbar
– No Air Mix
Importante! 5. Ligue o MEDUMAT Standard.
Utilize o saco de controlo. Se
Durante este controlo, o curso de expiração não
tapar a conexão do tubo
pode ser apoiado. Assim, a pressão vai-se
manualmente, o ponteiro
formando lentamente. Em caso de 15 a 25 mbar
excede o curso normal e já
o MEDUMAT Standard tem de activar o alarme
não se pode ler o valor
de estenose. Regra geral, isto acontece após o
correcto.
segundo curso de inspiração.
6. A seguir, volte a desligar o MEDUMAT Standard.
7. Repita o controlo para 60 mbar com os parâme-
tros seguintes:
– Frequência: 8 min-1
– MV: 9 l/min
– Pmax: 60 mbar
– No Air Mix
Durante este controlo, o curso de expiração não
pode ser apoiado. Assim, a pressão vai-se
formando lentamente. Em caso de 55 a 65 mbar
o MEDUMAT Standard tem de activar o alarme
de estenose. Regra geral, isto acontece após o
segundo curso de inspiração.

Teste de funcionamento 39
6.6 Controlar os alarmes
Importante! Estenose (Stenosis)
Nos caso dos alarmes
1. A garrafa de oxigénio tem de estar aberta.
Stenosis e Disconnection só
receberá o sinal de alarme 2. Retire a máscara de ventilação ou o tubo da
(ou uma indicação de válvula para o paciente.
alarme), se o motivo para o 3. Ligue o MEDUMAT Standard.
alarme ocorrer em duas fases
de inspiração sucessivas. 4. Coloque o regulador pressão de ventilação máx.
Assim, evita-se o disparar do 9 em 60 mbar.
alarme no caso de ocorrer
uma avaria de uma duração
apenas muito curta.
Importante! 5. Tape, com a palma da mão, a conexão de venti-
Durante este teste, o aumento lação na válvula para o paciente e espere até de-
de pressão é tão forte que o correrem duas fases de inspiração. O alarme
ponteiro do manómetro do Stenosis deverá disparar.
ventilador excede muito o
seu curso. O motivo é Interrupção do sistema de respiração
meramente técnico e não (Disconnection)
representa qualquer defeito.
1. Primeiro, proceda como no caso do alarme Ste-
nosis.
2. Tire a mão. O alarme Stenosis tem de desaparecer
de novo (LED apaga-se, alarme acústico pára).
Após duas fases de inspiração, o alarme
Disconnection tem de disparar.

Queda da pressão de alimentação de O2


(<2,7 bar O2)
1. Abra lentamente a garrafa de oxigénio.
2. Ligue o MEDUMAT Standard.
3. Feche a garrafa de oxigénio. Depois de a pres-
são do oxigénio nos componentes ter baixado
para menos de 2,7 bar, o alarme <2,7 bar O2
tem de disparar.

40 Teste de funcionamento
Abastecimento de energia ( +– )
O alarme de baixa capacidade da pilha é controla-
do automaticamente durante o auto-teste que decorre
ao ligar o MEDUMAT Standard.
O abastecimento de energia está em ordem se, de-
pois de ligar o MEDUMAT Standard com a garrafa
de oxigénio aberta, ele começar a funcionar correcta-
mente sem disparar o alarme.

Teste de funcionamento 41
7. Resolução de problemas
Avaria Causa Eliminação
O MEDUMAT Standard está
Mande-o reparar
Não é possível ligar o avariado
MEDUMAT Standard A capacidade da pilha está Substitua ambas as pilhas
esgotada (7.1, na pág. 44)
Obstrução das vias respiratórias
Tubo mal colocado
Pmax demasiado baixa
Alarme Stenosis (resistência de
respiração demasiado elevada) Dobra ou entupimento no tubo do
paciente/tubo/máscara
O MEDUMAT Standard está
Mande-o reparar
avariado
Tubo do paciente mal vedado/
deslocado
Tubo/máscara não está colocado
Verifique as conexões
Alarme Disconnection (interrupção correctamente
do sistema respiratório) Tubo de medição da pressão mal
vedado/deslocado
O MEDUMAT Standard está
Mande-o reparar
avariado
A garrafa de oxigénio está quase Substitua a garrafa de O2
vazia (3.3, na pág. 13)

Alarme < 2,7 bar (pressão do A garrafa de oxigénio está fechada Abra a garrafa de oxigénio
oxigénio demasiado baixa) O redutor de pressão está avariado Substitua o redutor de pressão
O tubo de oxigénio está dobrado ou
Solucione o problema
entalado
A capacidade duma pilha está a Substitua ambas as pilhas
Alarme +– chegar ao fim (7.1, na pág. 44)
O fusível fundiu Substitua o fusível (7.2, na pág. 45)
Alarmes intermitentes, mas não se
ouve sinal de alarme
Falha temporária no sistema
Ouve-se o alarme, mas nenhum Desligue e volte a ligar. Se a falha
electrónico ou sistema electrónico
alarme está intermitente voltar a ocorrer, mande-o reparar.
avariado
Ouve-se o alarme e todos os alarmes
estão intermitentes

42 Resolução de problemas
Avaria Causa Eliminação
O tubo de medição de pressão no
O MEDUMAT Standard está a MEDUMAT Standard ou na válvula
para o paciente deslocou-se Verifique o tubo de medição de
funcionar, mas não tem qualquer
pressão
indicação O tubo de medição de pressão está
dobrado
Parâmetros de ventilação mal Verifique os parâmetros de
definidos ventilação
MV demasiado baixa
O MEDUMAT Standard está
Mande-o reparar
avariado
Consumo de oxigénio Fuga no tubo de alimentação de Procure a fuga e elimine-a
extraordinariamente elevado oxigénio (6.2, na pág. 35)
Não é possível desligar o Mantenha a tecla premida, no mín.,
Erro de operação
MEDUMAT Standard por 2 segundos
O ponteiro do manómetro não está Ponteiro do manómetro está
ajuste-o(7.3, na pág. 46)
em "0" desajustado
O parâmetro de ventilação está
Corrigir o parâmetro de ventilação
mal definido
O saco de controlo não enche o
suficiente durante o controlo de A válvula do paciente trabalha
Verificar a membrana com rebordo
funcionamento, alarme de com falhas
desconexão O tubo de medição da pressão Conectar o tubo de medição da
não está conectado pressão
O alarme de estenose não
disparou ao fechar a válvula do
paciente durante o controlo de A válvula do paciente trabalha
Verificar a membrana com rebordo
funcionamento (ver “6.4 com falhas
Verificação da ventilação
máxima por minuto”, pontos 6–9)

Resolução de problemas 43
7.1 Pilhas
17: Pilha celular tipo botão para
energia auxiliar
17 18: Fusível contra curto-circuito interno
19: Pilha de lítio de 3,6 V para a
18 energia principal
MEDUMAT Standard
19

O MEDUMAT Standard está equipado com duas


pilhas que devem ser substituídas sempre
simultaneamente:
Uma pilha celular tipo botão CR2430 17 abastece o
sistema electrónico com energia auxiliar, no caso de
a capacidade da pilha principal 19 estar gasta. Desta
forma, continua a poder disparar o alarme, mesmo no
caso de a pilha principal falhar de repente.
Por princípio, as capacidades das pilhas foram
concebidas de forma a que, em condições de
funcionamento normais, não seja necessário substituir
as pilhas entre as manutenções previstas a cada 2
anos. No âmbito da manutenção prevista em intervalos
de 2 anos, as pilhas são substituídas por completo.
Recomendamos que as pilhas só sejam substituídas
pelo fabricante Weinmann ou por pessoal
especializado por ele expressamente autorizado para
o fazer, dado que são necessárias determinadas
medidas de protecção do sistema electrónico.
Em casos excepcionais, proceda da seguinte forma:

44 Resolução de problemas
Substituição da pilha
Importante! 1. Desaparafuse o painel traseiro do
Para não danificar o sistema MEDUMAT Standard (6 parafusos de fendas em
electrónico, não se pode tocar cruz).
de forma alguma na platina
2. Levante ligeiramente a pilha celular tipo botão
se não existir uma protecção
CR2430 17 e puxe-a para fora.
contra carga electrostática.
3. Coloque a nova pilha celular tipo botão.
Importante! 4. Saque a ficha da platina e tire a pilha de lítio de
No caso da pilha de lítio de 3,6 V 19 do suporte.
3,6 V, trata-se de uma pilha
5. Coloque uma pilha nova.
especial. Só podem ser uti-
lizadas pilhas da Weinmann. 6. Volte a aparafusar o painel traseiro do
MEDUMAT Standard.

7.2 Fusível

O MEDUMAT Standard tem um fusível 18 como pro-


tecção contra curto-circuito interno.

Substituir o fusível
Importante! 1. Desaparafuse o painel traseiro do
Para não danificar o sistema MEDUMAT Standard (6 parafusos de fendas em
electrónico, não pode de for- cruz).
ma alguma tocar na platina.

2. Retire o fusível defeituoso 18.


3. Coloque um fusível novo. Utilize exclusivamente
fusíveis apropriados (veja “10. Dados técnicos”
na pág. 53).
4. Volte a aparafusar o corpo do aparelho. Realize
um teste de funcionamento (veja “6. Teste de
funcionamento” na pág. 33).

Resolução de problemas 45
7.3 Ajustar o manómetro

Em estado de repouso, estando o


MEDUMAT Standard desligado e a garrafa de
oxigénio fechada, a agulha do manómetro tem de
apontar exactamente para "0".
Para ajustar a agulha, proceda da seguinte forma:
1. Tire com cuidado a capa em plástico do parafuso
de ajuste.
0
S
10
2. Ajuste a agulha com o parafuso de ajuste. Para o
-20 20
KL.1,6
14fazer, utilize uma pequena chave de fendas (p.
10 mbar =
1 kPa
EN 837
mbar
11

80
O2
40
9 ex. 17chave de fendas de relojoeiro).
45 7
60
5 3. Volte a colocar a capa em plástico.
Parafuso 3 20
de ajustee
40 20 25
15
30 50 30
12
35
10
20 60 8 40

46 Resolução de problemas
8. Manutenção

8.1 Prazos

O MEDUMAT Standard tem de ser submetido


periodicamente a uma manutenção.
Recomendamos que as medidas de conservação,
tais como inspecções e reparações, sejam realizadas
pelo fabricante Weinmann ou por pessoal
especializado expressamente autorizado pelo
fabricante.

Todos os 2 anos:
A manutenção do aparelho, incl. o tubo de ventilação
e a válvula para o paciente, é efectuada pelo fabri-
cante ou por pessoal especializado por ele expressa-
mente autorizado.
O primeiro passo consiste em limpar e desinfectar o
aparelho (veja „5. Procedimentos de higiene“ na
página 27).
Nota:
Não se esqueça: de mandar executar um controlo
final após cada reparação.
A manutenção inclui os seguintes pontos:
• Verificar se o equipamento está completo;
• Exame visual:
– danos mecânicos
– legendagem dos elementos de comando
– danificação de todos os tubos externos;

Manutenção 47
• Substituição de todas as peças sujeitas a
desgaste: pilha de lítio, pilha celular tipo botão,
filtro de pó, elementos filtrantes, vedantes de
válvula, etc.;
• Verificação dos componentes do sistema: placas
de suporte, componentes de oxigénio, aspiração
de secreções, uniões de tubos etc.;
• Verificação do saco de controlo;
• Controlo final segundo a instrução de controlo
WM 22501.

Todos os 4 anos:
• Manutenção dos componentes de oxigénio
(p. ex. redutor de pressão) através do fabricante
ou pessoal por ele expressamente autorizado.

Todos os 10 anos:
• Controlo periódico das garrafas de oxigénio
convencionais de aço e alumínio a cargo do
TÜV. Essa entidade e a data de controlo
encontram-se inscritas no topo da garrafa.

8.2 Armazenagem

Se planear não usar o MEDUMAT Standard por


algum tempo significativo, recomendamos o
procedimento seguinte:
1. Limpe e desinfecte o aparelho (veja „5.
Procedimentos de higiene“ na página 27).
2. Armazene o MEDUMAT Standard em estado
seco.

48 Manutenção
Importante! Mesmo no caso de aparelhos armazenados,
observe sempre os prazos de manutenção, porque
senão o aparelho não poderá ser usado quando o
quiser tirar do armazém.

8.3 Eliminação

Não elimine o aparelho juntamente com o lixo


doméstico. Para descartar o aparelho correctamente,
dirija-se a uma firma ou entidade certificada que se
dedique à reciclagem ou reaproveitamento de
componentes electrónicos. Deverá solicitar os
contactos aos serviços ambientais ou aos serviços
municipalizados da sua área. A embalagem do
aparelho (caixa de cartão e separadores interiores)
pode ser deitada no papelão para efeitos de
reciclagem.

Manutenção 49
9. Produto e Acessórios

9.1 Produto Standard

1. MEDUMAT Standard, completo WM 22500


constituído por:
– MEDUMAT Standard, aparelho individual WM 22510
– Instruções de uso WM 16176
– Instruções de uso abreviadas WM 16177
– Manual de dispositivos médicos WM 16212
– Protocolo de entrega WM 16318
– Impresso certificado da peça WM 0102
– Kit, elementos de fixação para a montagem WM 15288
– Tubo de ventilação e válvula
para o paciente com possibilidade
de respiração espontânea (reutilizável) WM 22520
– Máscara de ventilação tam. 5 para adultos WM 5074
– Kit de ensaio para teste de funcionamento WM 15335

9.2 Acessórios

Os itens seguidamente enunciados não se encontram incluídos no fornecimento.


1. Garrafa de oxigénio, 2 litros WM 1822
2. Garrafa leve de oxigénio de alumínio, 2 litros WM 1814
3. Redutor de pressão WM 30301
4. Tubo de pressão WM de 10 bar, com bucha de ligação
G 3/8, do outro lado facultativamente porca de capa
G 3/8 ou ficha para alimentação de oxigénio
5. Kit, instalação fixa MEDUMAT Standard WM 15196
6. Kit, instalação fixa MEDUMAT Standard plus 1 módulo WM 15198

50 Produto e Acessórios
7. Kit complementar para instalação fixa de um módulo
suplementar WM 15199
8. Suporte de fixação à parede STATION MEDUMAT WM 22550
9. Válvula PEEP com cone de ligação WM 3215
10. Sistema de tubagens do paciente com válvula para o
paciente (descartável) WM 28110
11. Respirómetro 0 - 1 e 0 - 100 l/min WM 4002
12. Máscara de ventilação, transparente, com rebordo
insuflável em silicone:
– crianças e jovens, tam. 3 WM 5082
13. Máscara de ventilação Rendell-Baker, silicone:
– crianças, cerca de 3 12 anos, tam. 3 WM 5063
14. Tubo orofaríngeos:
– para adultos WM 3165
– para jovens WM 3163
– para crianças WM 3162

9.3 Peças sobressalente


1. Vedante para o tubo de pressão WM 1145/31
2. Kit, elementos de fixação para a montagem WM 15288
3. Pilha celular tipo botão CR 2430 WM 22652
4. Pilha, Li 3,6 V com conexões WM 22615
5. Cartucho fusível F0,5L250V WM 22651
6. Filtro de pó (15) WM 7571
7. Filtro para mistura de ar (16) WM 7519
8. Tubo de ventilação e válvula para o paciente com
possibilidade de respiração espontânea (reutilizável) WM 22520
constituído por:
– tubo de ventilação, de lúmen duplo WM 22647
– válvula para o paciente WM 3280
9. Válvula para o paciente WM 3280
constituído por:

Produto e Acessórios 51
– conexão por tubo para paciente WM 3213
– peça de comando superior WM 3181
– membrana de lábios WM 3211
– Peça de comando inferior montada WM 3285
constituído por:
– Peça de comando inferior para respiração espontânea WM 3281
– Inserto para o ramal de respiração espontânea WM 3282
– Membrana em forma de disco para o ramal de
respiração espontânea WM 3284
– Membrana em forma de disco para
o ramal de expiração WM 3212
– O-ring 15/1,5 WM 1145/118

52 Produto e Acessórios
10. Dados técnicos
MEDUMAT Standard MEDUMAT Standard
Dimensões C x L x A 190x110x90 Conexão para o gás de
rosca exterior G 3/8
em mm incl. conexões pressão
Peso incl. acessórios cerca de 1,1 kg Conexão tubo de
diâmetro exterior 13 mm
ventilação
Classe de produtos
segundo a directiva bloco fêmea 15 mm
II b Válvula para o paciente
93/42/CEE do bloco macho 22 mm
– ramal de inspiração
Conselho ISO 5356-1
Operação: Válvula para o paciente bloco fêmea 30 mm
Limites de temp. –18 °C até +60 °C – ramal de expiração ISO 5356-1
Humidade do ar 15 % até 95 %
Pressão atmosférica 70 kPa até 110 kPa Alimentação de pilha de lítio isenta de
corrente manutenção com 3,6 V;
Armazenagem –40 °C até +70 °C 5,2 Ah,
duração estimada > 2 anos
Compatibilidade
Tempo de
electromagnética (CEM)
armazenagem máx. 10 anos após a entrega
em EN 60601-1-2 e
EN 794-3: Energia auxiliar para pilha celular tipo botão
– Desparasitagem EN 55011 disparar o alarme CR2430
radioeléctrica Tempo de
– Protecção EN 61000-4-2 e 3 armazenagem máx. 10 anos após a entrega
antiparasitária
Fusível F1 T 500 L 250V
temporizado, volume
Comando tubo helicoidal em silicone
constante Tubo de ventilação
NW 10
Gás de operação oxigénio medicinal
Grau de protecção IPX 4
Pressão de serviço 2,7 até 6,0 bar contra água
Quantidade de gás Satisfaz norma EN 794-3; EN 60601-1
70 l/min O2
necessária prEN 1789
Relação do tempo de Intensidade sonora
1:1,67 54 dB A
respiração gerador de alarme
Frequência de progressivamente regulável Exactidão do
classe 1,6
ventilação de 8 a 40 min-1 manómetro
Ventilação máxima por progressivamente regulável Resistência da válvula
minuto (MV) de 3 até 20 l/min para o paciente
(segundo a EN 794-3):
75 a 2 500 ml, de Inspiração <6 mbar a 60 l/min
Volume corrente
regulação contínua Expiração <6 mbar a 60 l/min
Tolerâncias MV: Respiração espontânea <1,5 mbar a 30 l/min
temp. ambiente (20 °C) para 3 l/min =±20 % Elasticidade do sistema
para >3 l/min = ±15 % desprezível
respiratório
–18 °C até +60 °C para 3 l/min = ±35 %
para >3 l/min = ±20 % Volume de espaço
morto válvula para o 12,8 ml
Pressão máxima de progressivamente regulável paciente
ventilação de 20 a 60 mbar
Concentração O2
– Air Mix ver página 56
– No Air Mix 100 % O2

Dados técnicos 53
10.1 Sistema pneumático

Em p está aplicada uma pressão máx. de 6 bar que


é reduzida de forma dinâmica por V1 até 2,7 bar.
Esta pressão está aplicada a V6, V2 e V3.

Inspiração/No Air Mix


A válvula de alavanca basculante V6 é interconecta-
da e comuta V7.
Através de um impulso eléctrico, V2 interconecta V3 e
V4 é fechada.
Através da V5 entra oxigénio na unidade injectora V9
e flui para a válvula para o paciente.
Se a pressão de ventilação na válvula para o pacien-
te subir para >100 mbar, a válvula de controlo de
pressão V8 actua.

54 Dados técnicos
Inspiração/Air Mix
A válvula de alavanca basculante V6 é fechada. Con-
sequentemente, fecha a V7. Através da V5, entra O2
na unidade injectora V9 e é aspirado ar através da
V7. A mistura de ar/oxigénio flui para a válvula para
o paciente.

Expiração/Air Mix ou No Air Mix


Com mais um impulso eléctrico, a V2 é fechada. A
válvula de alívio V4 é interconectada e ventila a
unidade injectora V9. O paciente expira através da
válvula para o paciente.

Válvula para o paciente


Durante a inspiração, o gás respiratório flui até ao
paciente. Durante a expiração, a válvula comuta em
função da pressão expiratória, de forma que o
paciente pode expirar.

Dados técnicos 55
10.2 Teor de O2 com Air Mix

O diagrama seguinte mostra a concentração de oxi-


génio gerada estando o Air Mix ligado com contra-
pressões e ventilações máximas por minuto
divergentes.

100
10 mbar contrapressão
95 15 mbar contrapressão
30 mbar contrapressão
90

85
O2 em %

80

75

70

65

60

55

50
3 5 7 9 11 14 17 20
Ventilação máxima por minuto em l/min

10.3 Comutar de Air Mix para No Air Mix

A unidade injectora é desligada ao comutar de Air


Mix para No Air Mix. Desta forma é aumentado o vo-
lume de ventilação por minuto. O limite de pressão
ajustado poderá, por sua vez, ser excedido e activar
um alarme de estenose (Stenosis). Será conveniente
ajustar o volume de ventilação máximo por minuto
para um valor respectivamente mais baixo.

56 Dados técnicos
Ao inverso, a unidade injectora é ligada quando co-
muta de No Air Mix para Air Mix. Desta forma é dimi-
nuído o volume de ventilação por minuto. O limite de
pressão ajustado pode ficar aquém do pretendido.
Será conveniente ajustar o volume de ventilação má-
ximo por minuto para um valor respectivamente mais
alto.

Dados técnicos 57
11. Garantia
• A Weinmann garante um produto sem qualquer deficiência
durante um período de dois anos a contar da data de com-
pra, desde que o produto seja utilizado para os fins a que
se destina. Nos produtos cujo prazo de garantia seja infe-
rior a dois anos, a garantia termina assim que expirar a
data indicada na embalagem ou no manual de instruções.
• A apresentação do comprovativo de compra, do qual cons-
te o nome do vendedor e a data de compra, é fundamental
para fazer valer o direito à garantia.
• A garantia deixa de ter qualquer validade nos seguintes
casos:
– desrespeito pelo manual de instruções
– erro de operação
– utilização ou manuseamento incorrectos
– intervenção no aparelho para efeitos de reparação
por pessoas não autorizadas
– por motivos de força maior, como por exemplo, relâm-
pago, etc.
– danos de transporte devido a uma embalagem impró-
pria para efeitos de remessa
– falta de manutenção
– desgaste devido ao normal funcionamento e desgaste
normal. Deste ponto fazem parte, p. ex., os seguintes
componentes:
– filtro
– pilhas / baterias
– artigos descartáveis etc.
– Não utilização de peças sobressalentes originais.
• A Weinmann não se responsabiliza por danos decorrentes
de defeitos, contanto que os mesmos não resultem de dolo
ou negligência grosseira ou não atentem contra a vida e a
integridade física.
• A Weinmann reserva-se o direito de opção pela eliminação
dos defeitos, pelo fornecimento de um aparelho sem defei-
tos ou por um abatimento, que julgue apropriado, ao preço
de venda.
• À Weinmann não poderão ser imputados custos de trans-
porte, caso o direito à garantia não seja reconhecido.
• Os direitos a garantia legais em vigor não são afectados.

58 Garantia
A Weinmann desenvolve, fabrica

e distribui há décadas aparelhos

médicos para todos os mercados

mundiais. Temos vindo a elaborar,

juntamente com os nossos parceiros,

sistemas económicos para os cuidados

da saúde, no âmbito do diagnóstico e

terapia na medicina respiratória, do

sono, de urgência e na respiração

assistida em casa.

WM 16176f - 11/07

Weinmann
Geräte für Medizin GmbH+Co. KG
Postfach 540268 · D-22502 Hamburg
Phone +49/40/5 47 02-0
Fax +49/40/5 47 02-461

E-mail int.sales@weinmann.de
Internet www.weinmann.de