Você está na página 1de 2

INSTITUTO DE FÍSICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

DEPARTAMENTO DE FÍSICA DO ESTADO SÓLIDO


FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL III – FIS123

3a Lista de Exercícios
Potencial elétrico

1. As superfícies mostradas na figura ao lado são equipotenciais. O campo


elétrico 𝐸 é maior do lado esquerdo ou do lado direito da figura?

2. Considere um condutor carregado com carga 𝑄 em equilíbrio eletrostático


e que contém em seu interior uma cavidade de formato qualquer.
a. Determine a valor do campo no interior do condutor (mas fora da
cavidade). Justifique
b. Corno se distribui a carga 𝑄 no condutor?
c. Qual o valor do campo no interior da cavidade?
d. Seria possível uma distribuição de cargas na parede da cavidade
como a da figura ao lado? (Observe que há uma mesma quantidade de cargas positivas e negativas, de tal
forma que carga total é nula).

3. Duas cargas 𝑞 = +2,0 × 10−6 𝐶 estão fixas no espaço e separadas peIa


distância 𝑑 = 2,0 𝑐𝑚, como está indicado na figura.
a. Qual é o potencial elétrico no ponto 𝐶 ?
b. Traga uma terceira carga 𝑞 = +2,0 × 10−6 𝐶 muito lentamente do infinito
ate 𝐶 . Quanto trabalho terá que efetuar?
c. Qual é a energia potencial 𝑈 da configuração, quando a terceira carga se encontra no ponto desejado?
d. Repita o item b, supondo que a trajetória seja ao longo da reta 𝑂𝐶 e que as duas cargas fixas sejam
iguais, mas de sinais opostos.

4. Obtenha para todo o espaço as expressões para o potencial elétrico 𝑉(𝑟) para:
a. Uma esfera de raio 𝑅 , uniformemente carregada com carga 𝑄. Discuta o caso de uma esfera condutora.
b. Um cilindro de raio 𝑅 muito longo, uniformemente carregado com carga 𝑄. Discuta o caso de um cilindro
condutor.

5. Uma partícula de massa m, carga +𝑞 e energia cinética inicial 𝐸∞ é projetada (do "infinito") na direção de
um núcleo pesado de carga +𝑄, o qual ocupa uma posição fixa no nosso referencial.
a. Se a "pontaria" for “perfeita”, a que distância do centro do núcleo estará a partícula quando atingir
instantaneamente o repouso?
b. Com uma pontaria imperfeita, a distância mais próxima do núcleo foi igual ao dobro da atingida no item
anterior. Determine a velocidade da partícula para essa distância mínima.

1
6. a. Calcule o potencial elétrico em um ponto do eixo, a uma distância 𝑥 do centro, de um disco de raio
𝑅 uniformemente carregado com densidade superficial de carga .
b. Calcule o campo elétrico neste ponto a partir do item anterior.
c. Esta expressão de 𝐸 reduz-se a algum valor esperado quando 𝑥 >> 𝑅 ou 𝑥 << 𝑅 ?

7. Duas esferas de metal, separadas por uma distância muito grande uma da outra, tem raios 𝑅1 e 𝑅2 e
possuem inicialmente cargas 𝑞1 e 𝑞2 respectivamente. Elas são colocadas em seguida em contato através
de um fio condutor muito fino.
a. Determine a nova densidade superficial de cargas das esferas.
b. Determine o campo elétrico nas proximidades de cada esfera. Discuta o caso quando 𝑅1 <<𝑅2 .

8. Em dias de trovoadas acompanhadas de raios é perigoso caminhar na praia, em lugares descampados,


próximos a picos de montanhas ou mesmo ficar dentro da piscina. Um refúgio razoável é o interior de um
carro com todas as janelas fechadas. Na ausência total de rotas de fuga, aconselha-se a juntar ambos os
pés e agachar-se com apenas os pés tocando o solo. Qual é a base para todas essas afirmativas?

9. Distribui-se sobre um bastão de espessura desprezível uma carga com uma y


densidade por unidade de comprimento  = 𝐶𝑥, onde 𝐶 é uma constante. O P
bastão tem um comprimento 𝐿, contido no eixo 𝑂𝑥, com uma das extremidades
em 𝑥 = 0, conforme indica a figura abaixo.
O L x
a. Considerando o potencial no infinito como sendo igual a zero, ache o
valor do potencial no ponto 𝑃 sobre o eixo 𝑂𝑦.
b. Determinar a componente vertical, 𝐸𝑦 , da intensidade do campo elétrico em 𝑃 , do resultado do item (a), e
também por meio de um calculo direto.
c. Por que não podemos calcular a componente horizontal (𝐸𝑥 ) do campo elétrico em 𝑃 , usando o resultado
do item (a)?

10. Duas cargas puntiformes livres 𝑞1 = +𝑞 e 𝑞2 = +4𝑞 estão colocadas nos pontos (0,0,0) e (𝐿, 0,0)
respectivamente.
a. Calcule o potencial criado por estas cargas para um ponto qualquer do espaço
b. Partindo do resultado do item anterior, determine o ponto onde o campo elétrico é nulo.

11. Calcule a diferença de potencial elétrico ∆𝑉 entre:


a. Duas longas cascas cilíndricas condutoras coaxiais, de raios 𝑅1 e 𝑅2 e comprimento l e carregadas com
cargas 𝑞1 e 𝑞2 respectivamente.
b. Duas cascas esféricas condutoras concêntricas de raios 𝑅1 e 𝑅2 e cargas 𝑞1 e 𝑞2 respectivamente.
c. Duas folhas condutoras planas, infinitas e paralelas, separadas por uma distância 𝑑 e carregadas com
cargas iguais, mas de sinais opostos.

Você também pode gostar