Você está na página 1de 4

Tradução do texto

Eu estive no topo da montanha


Algo está acontecendo em Memphis; algo está acontecendo em nosso mundo. E você sabe,
se eu estivesse no começo dos tempos, com a possibilidade de ter uma espécie de visão geral
e panorâmica de toda a história humana até agora, e o Todo-Poderoso me disse: "Martin
Luther King, que envelhece você gostaria de viver? " Eu tomaria meu vôo mental pelo Egito e
observaria os filhos de Deus em sua jornada magnífica das masmorras escuras do Egito, ou
melhor, através do Mar Vermelho, através do deserto em direção à terra prometida. E apesar
de sua magnificência, eu não pararia por aí.

Eu seguiria em frente pela Grécia e me levaria ao Monte Olimpo. E eu veria Platão, Aristóteles,
Sócrates, Eurípides e Aristófanes reunidos em torno do Parthenon. E eu os observava ao redor
do Parthenon enquanto discutiam as grandes e eternas questões da realidade. Mas eu não
pararia por aí.

Eu continuaria, até o grande apogeu do Império Romano. E eu veria desenvolvimentos por lá,
através de vários imperadores e líderes. Mas eu não pararia por aí.

Chegaria até ao dia da Renascença e obteria uma imagem rápida de tudo o que o
Renascimento fez pela vida cultural e estética do homem. Mas eu não pararia por aí.

Estranhamente, eu me voltaria para o Todo-Poderoso e diria: "Se você me permitir viver


apenas alguns anos na segunda metade do século 20, serei feliz".

Agora é uma declaração estranha de se fazer, porque o mundo está todo desarrumado. A
nação está doente. O problema está na terra; confusão ao redor. Essa é uma declaração
estranha. Mas eu sei, de alguma forma, que somente quando está escuro o suficiente você
consegue ver as estrelas. E vejo Deus trabalhando nesse período do século XX de uma
maneira que os homens, de algum modo estranho, estão respondendo.

Algo está acontecendo em nosso mundo. As massas de pessoas estão se levantando. E onde
quer que estejam reunidos hoje, estejam eles em Johanesburgo, na África do Sul; Nairóbi,
Quénia; Accra, Gana; Cidade de Nova York; Atlanta, Geórgia; Jackson, Mississippi; ou
Memphis, Tennessee - o choro é sempre o mesmo: "Queremos ser livres".

E outra razão pela qual estou feliz por viver neste período é que fomos forçados a um ponto
em que teremos que lidar com os problemas com os quais os homens têm tentado lidar ao
longo da história, mas as demandas não os forçaram a fazer. Sobrevivência exige que nós
lidemos com eles. Os homens, há anos, falam de guerra e paz. Mas agora, eles não podem
mais falar sobre isso. Não é mais uma escolha entre violência e não-violência neste mundo; é
não violência ou inexistência. É onde estamos hoje.

General Comprehension

1- To emcourage the audience to continue fighting for social justice


2- “ It is no longer a choice between violence and nonviolence in
Thais world; It is nonviolence or nonexistence

Detailed Comprehension
1- In the Second half oficial the 20th century, Just the time he esse Living in
2- All messed up
3- The masses oficial people are rising up, the cry os always the
same, “ We want tô bem Free”
4- •People need tô figth against some problems that haver been
happening for a long time, as a way to survive
•Violence is not na option

After You Read


A-Martin Luther King se refere a liberdade de poder aproveitar cada
momento, esquecer o "mundo doente" desligar-se do mundo escuro, e
assim poder ver as estrelas

B- Sim, pois muitas das vezes apenas uma brincadeira acaba se


tornando uma forma de descriminar alguém, as pessoas não
conseguem viver sem diminuir o outro, a sociedade precisa de ter mais
amor ao seu próximo, se colocar no lugar do outro

C-C) Através da não-violência, pois vemos muitas vezes boa parte da


sociedade querendo resolver violência contra violência, que não vai
adiantar de nada, é necessário pararmos para pensar em algo que
realmente possa reverter a situação

2
Trabalho
De
Inglês
Nome: Yasmin Mendes Reis N°: 39

Nome: Natália Silva N°: 33

Professora: Luciana Porto

Série: 3° B

Data: 04/04/19

3
4