Você está na página 1de 10

COLEGIADO DE ENGENHARIA CIVIL

DISCIPLINA: QUÍMICA APLICADA


DOCENTE: REYNANIA MUNIZ
TURMA EPR527

ADRIANO LUÍS
ANDRÉ PAIM
DEISE SANTANA
GABRIEL DALTRO

AULA PRÁTICA N°: 2


TEMA: TÉCNICAS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS

FEIRA DE SANTANA,
07 DE FEVEREIRO DE 2019. Formatted: Indent: Left: -0.01", Line spacing: single
TÉCNICAS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS

RESUMO
Os componentes das misturas podem ser separados. Há algumas técnicas
para realizar a separação de misturas. O tipo de separação depende do tipo de
mistura. Foi utilizada a separação magnética, mistura heterogenia e filtragem
simples para que os métodos de separações fossem usados corretamente.

INTRODUÇÃO

Os métodos de separação de misturas são processos que permitem a


separação de misturas e substâncias. Cada processo tem uma utilização
específica, que é definida pelo tipo de mistura e seu estado físico, podendo ser
homogênea ou heterogênea; sólido, líquido ou gasoso. As misturas poderão
necessitar de mais de um processo para a completa separação de seus
constituintes.
Separar uma substância sólida de uma mistura, com o intuito de desenvolver
técnicas de filtração simples, filtração a pressão reduzida, lavagem e secagem,
por meio de um processo analítico, além de identificar a formação de
precipitados.
PARTE EXPERIMENTAL
1. Funil de separação

 Materiais e Reagentes:

Os materiais utilizados foram funil de separação de liquido por diferença de


densidade, duas provetas, um erlenmeyer.
Os reagentes utilizados foram 20 ml de óleo, 20 ml de água.
 Procedimento:

Foi preso o funil de decantação ao suporte universal, foram medidos 20 ml


de água numa proveta e colocado no funil e logo após foram medidos 20 ml
de óleo numa proveta e colocado no funil. Depois foi fechado o funil e
agitado por três vezes vagorosamente, logo após colocou o funil no suporte
universal e deixou descansar por 30 minutos. Após os 30 minutos colocou
um erlenmeyer de 125 ml na saída inferior do funil, abrindo a torneira
vagarosamente efetuou a separação das substancia sendo que a
substancia mais densa ficou no erlenmeyer e a outra no funil.
2. Filtração simples

 Materiais e Reagentes:

Os materiais utilizados foram vidro relógio, bastão de vidro, béquer de


250 ml, funil de vidro, papel filtro, erlenmeyer de 250 ml, proveta.
Os reagentes utilizados foram areia, sal, 50g de material metálico, 100
ml de água, água destilada.
 Procedimento:

Foi utilizado o vidro relógio como recipiente onde foi colocado a areia, sal e
o material metálico, e na sequencia foram misturados com auxílio do bastão
de vidro, para separação magnética fizemos uso de um pedaço de imã que
após a aproximação à, seu campo magnético atraiu a material metálico
separando-o dos outros compostos da mistura. Em seguida foi pego a
mistura de areia e sal e despejado no Becker, foi medido 100 ml de água na
proveta e despejado na mistura de areia e sal e com a ajuda do bastão de
vidro foi misturado cuidadosamente. Depois utilizamos o papel filme e
dobramos várias vezes ao meio, logo após o papel foi colocado no funil de
vidro e umedecido com água destilada para uma rápida filtração; foi pego o
erlenmeyer e colocado o funil sobre ele e despejado no funil a mistura de
areia, sal e água e esperado a filtração.
3. Decantação

 Materiais e Reagentes:

Os materiais utilizados foram Becker, bastão de vidro, proveta, colher.

Os reagentes utilizados foram uma colher de areia, pó de serra 150 ml de


água.

 Procedimento:

Foi pego um Becker colocado uma colher de areia e o pó de serra


misturado com um bastão de vidro, depois colocou 150 ml de água e deixou
decantar.
RESULTADOS E DISCUSSÃO

1. No processo de em que é utilizado o funil de separação é possível


separar a mistura com as fases liquido/líquidos com diferença de
densidade, onde o mais denso ficara depositado ao fundo e o menos
denso acima em seguida abre-se devagar a torneira do funil até que
o escoamento gradual da fase inferior no béquer como mostrado na
figura 1.

Figura 1 – Processo de decantação e separação dos dois líquidos.

2. Separação magnética
Com a utilização de um imã fomos capazes de separar da mistura dos
sólidos material metálico figura 2, areia e sal a parte metálica onde
observamos que ao aproximar o imã, seu campo magnético atraiu todo
metal enquanto a areia e o sal permaneceram no vidro relógio como na
figura 3.
Figura 2-mistura de no vidro relógio dos sólidos sal/areia/fuligem metálica.
Figura 3- separação magnética com utilização do imã da fuligem dos outros sólidos.
3. No experimento de filtração simples podemos realizar a separação
de uma mistura liquido/solido em que o solido fica retido no filtro e o
liquido é filtrado até o béquer como na figura 3.

Figura 2-Filtragem simples


4. Com os métodos da decantação é possível separação de
liquido/solido no experimento foi utilizado dois sólidos e um liquido
que após a mistura esperou-se alguns minutos até que o solido mais
denso ficasse depositado no fundo do béquer o a agua menos densa
acima da areia e o pó de serra acima da agua de decantação
primeira foi percebido que o pó de serra ficou submerso e a água
ainda tinha partículas de areia então foi adicionado mais 50 ml de
água e esperou mais um tempo figura 4.
Figura 4-processo decantação

CONCLUSÃO

As misturas podem ser separadas por diferentes métodos de separação de


misturas. Ao se escolher o método de separação, deve-se considerar o estado
físico dos constituintes da mistura o número de fase da mistura e as
propriedades das substancias que compõem a mistura.

Por fim o experimento executado possibilitou a compreensão em torno da


temática de separação de misturas, fazendo a junção do conhecimento teórico
com prático.

REFERÊNCIA

RUSSEL; JOHN B. Química Geral: Misturas Homogêneas e Heterogêneas. São Paulo,


Makron Books, vol. 1, p. 27, 1994.

MARTINS,L. Separação de Misturas. Disponível


<http://www.infoescola.com/quimica/separacao-de-substancias-misturas/>. Acesso em 29
de outubro de 2013.