Você está na página 1de 205

25 75 100 25 75 100 25 75 100 25 75 100 25 75 100 25 75 100 25 75 100 25 75 100

Manual Ilustrado de Manual Ilustrado de

Epaminondas Alves da Silva Filho


Educação Física Educação Física
Este Manual Ilustrado de Educação Física, Epaminondas Alves da Silva Filho
recomendado para professores da educação Infantil
ao ensino Médio, traz centenas de atividades, com
fundamentação teórica, para alunos de 3 a 17 anos.
Ricamente exemplificado, apresenta variadíssimas
atividades para as aulas de Educação Física, recomen-
dações por faixa etária, objetivos, material necessário
e orientações gerais sobre a prática dessa disciplina.
Além disso, este Manual traz regras e especificações
das quadras dos principais esportes praticados na
escola e recomendações para uma boa qualidade de
vida, essenciais para a educação integral dos alunos.

CMYKP
Manual Ilustrado de Educação Física

MB.008_MIEF - Manual
Ilustrado de Educação Física ISBN 978-85-7837-386-3
Maxiprint Gráfica e Editora Ltda.
Av. Portugal, 155 • Jd. Igapó
(43) 3372-1300 • 0800 400 7654
maxiprint@sistemamaxi.com.br
86.046-030 • Londrina • Paraná

MB008_MIEF_CAPA_2011.indd 1 100 75 25 100 75 25 100 75 25 100 75 25 100 75 25 100 75 25 100 75 25 100 75 25 18/10/2010 08:23:24
MB008_Manual Ed_Fisica_Iniciais.indd 1 14/10/2010 12:52:39

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 1 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


MB008_Manual Ed_Fisica_Iniciais.indd 2 13/10/2010 10:29:28

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 2 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Manual Ilustrado
de Educação Física
Epaminondas Alves da Silva Filho

Londrina (PR)
2011

MB008_Manual Ed_Fisica_Iniciais.indd 3 13/10/2010 10:29:28

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 3 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Direção-Geral do Sistema Maxi de Ensino e da Maxiprint
Ubiracy D’Andrea
Coordenação do Centro Pedagógico
José Milanez
Supervisão de Ensino Fundamental
Camila Matos de Oliveira Daniel
Supervisão de Arte
Claudia Brito
Coordenação de Editoração
Walternei Pelisson Machado
Coordenação de Impressão e Acabamento
Jefferson Requena
Assistência Editorial Autor:
Giovanna Marques Hailer Felipe Epaminondas Alves da Silva Filho
Romelaine Krezanouski Tonelli
Rosana dos Santos Ruiz
Revisão Ortográfica
Alberto Luís Pugina Silva
José Milanez
Ilustrações
Claudia Brito
Assistência de Arte
Ísis Ascensión Delgado Duarte
Fotoprodução
Adilson Tonetto 796 Silva Filho, Epaminondas Alves da.
S58m Manual Ilustrado de Educação Física / Epaminondas Alves da Silva
João Nogueira
Filho. – Londrina : Maxiprint, 2011. – 202p.: il.; 28cm.
Capa
Jacqueline Macedo Fernandes ISBN 978-85-7837-386-3
Volume único
Projeto Gráfico
Rodolfo Gaion 1. Educação Física. I. Título.

Diagramação Copyright © 2011 – Todos os direitos de publicação reservados.


Rodolfo Gaion
Ficha catalográfica elaborada pela bibliotecária
Revisão Técnica Rosana de Souza Costa de Oliveira • CRB 1366/9.
Rebeca Massaro de Lima
Nos casos em que não foi possível contatar ou finalizar negociação com os
Impressão detentores de direitos autorais sobre materiais utilizados como subsídio na
Maxiprint Gráfica e Editora produção deste livro, a Editora coloca-se à disposição para os devidos acertos,
nos termos da Lei 9.610, de 19 de fevereiro de 1998, e demais dispositivos legais
Modelos Fotográficos pertinentes.
Bianca Vieira Bueno
Brendon Ruan Ramos Rufino
Caio Henrique A. de Souza
Eduardo Henrique Prado Martins
Janaina Teles Monzani
João Gabriel Nascimento Gomes
Juliana Oliveira da Silva
Kawane M. Penha Vicente
Kayque Augusto P. Vicente
Leonardo Araújo Sanches
Leonardo Augusto Moraes
Maria Raphaelly Guimarães de Almeida
Mariana Yuri Yokomizo Ferreira
Maxiprint Gráfica e Editora Ltda.
Talita Machado Manduca Av. Portugal, 155 – Jardim Igapó
Willian Gomes Fone (43) 3372-1300 / Fax (43) 3372-1310 / 0800 400-7654
CEP 86046-030 – Londrina – Paraná
maxiprint@sistemamaxi.com.br

MB008_Manual Ed_Fisica_Iniciais.indd 4 13/10/2010 10:29:28

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 4 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


À minha família, especialmente a meus pais,
Epaminondas e Maria dos Anjos,
pela educação para que eu me tornasse o que sou hoje;
a meus irmãos Sérgio e Célia pelos exemplos de vida e superação.

À minha querida esposa, Thaís;


às minhas bênçãos, Ana Beatriz e Henrique,
pelas horas de apoio e compreensão;
a todos os meus professores e companheiros de trabalho,
em especial à professora Lucia Moreira
e também ao professor Jefferson Emilio Lamberti da Silva.
E a todos que me ajudaram direta ou indiretamente
para tornar realidade este sonho.

Epaminondas Alves da Silva Filho

MB008_Manual Ed_Fisica_Iniciais.indd 5 13/10/2010 10:29:28

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 5 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


MB008_Manual Ed_Fisica_Iniciais.indd 6 13/10/2010 10:29:28

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 6 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Apresentação

Este Manual Ilustrado de Educação Física tem por


objetivo fornecer subsídios aos professores dessa disciplina
desde a educação Infantil até o ensino Médio, visto que são
comuns as dúvidas de muitos professores sobre atividades e
respectivas faixas etárias, principalmente.

As inúmeras ilustrações que o acompanham servirão


de apoio principalmente aos professores e às escolas que
nem sempre dispõem de espaços, equipamentos ou acervo
bibliográfico apropriados.

A inclusão de capítulos especiais sobre alguns esportes


e sobre qualidade de vida, por sua vez, reforça a visão, cada
vez mais necessária, de que a Educação Física deve ser vista
como algo mais do que simples atividade física: ela deve fazer
parte da vida diária de todos aqueles que pretendem pautar
sua vida pelo respeito aos próximos e a si mesmos, pois só
assim construiremos um mundo digno de admiração por
nossos descendentes.

Manual Ilustrado de Educação Física


Prof. José Milanez
Coordenador do Centro Pedagógico
do Sistema Maxi de Ensino

MB008_Manual Ed_Fisica_Iniciais.indd 7 13/10/2010 10:29:28

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 7 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


MB008_Manual Ed_Fisica_Iniciais.indd 8 13/10/2010 10:29:28

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 8 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Sumário

Apresentação .................................................................................................................. 7

Capítulo 1
Estruturas perceptivo-motoras ................................................................................. 11
Corporeidade ........................................................................................................... 11
Lateralidade ............................................................................................................. 14
Percepção espacial .................................................................................................... 19
Organização espaço-temporal .................................................................................. 25

Capítulo 2
Estruturas capacitivas .................................................................................................. 31
Equilíbrio ................................................................................................................. 31
Coordenação motora ............................................................................................... 42
Força corporal .......................................................................................................... 50

Capítulo 3
Habilidades motoras ................................................................................................... 57
Correr ....................................................................................................................... 57
Saltar ........................................................................................................................ 66
Formas de locomoção .............................................................................................. 74
Chutar/Conduzir ..................................................................................................... 82
Lançar/Receber/Arremessar ..................................................................................... 89

Manual Ilustrado de Educação Física


Driblar ..................................................................................................................... 96
Rebater ..................................................................................................................... 104
Movimentos ginásticos ............................................................................................ 111

Capítulo 4
Expressão corporal e rítmica ..................................................................................... 115
Representação corporal ........................................................................................... 115
Brincadeiras cantadas .............................................................................................. 121
Ritmo ........................................................................................................................ 131

MB008_Manual Ed_Fisica_Iniciais.indd 9 13/10/2010 10:29:29

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 9 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Capítulo 5
Jogos e esportes ............................................................................................................. 137
Jogos de perseguição ................................................................................................ 137
Jogos de salão ........................................................................................................... 145
Jogos populares e folclóricos ................................................................................... 148
Esportes .................................................................................................................... 154

Capítulo 6
História e regulamentação dos esportes ................................................................. 169
Atletismo .................................................................................................................. 169
História ................................................................................................................. 169
Regulamentação das provas de competição ............................................................ 170
Basquetebol .............................................................................................................. 172
História ................................................................................................................. 172
Regulamentação .................................................................................................... 173
Handebol ................................................................................................................. 175
História ................................................................................................................. 175
Regulamentação .................................................................................................... 176
Futsal ........................................................................................................................ 178
História ................................................................................................................. 178
Regulamentação .................................................................................................... 178
Voleibol .................................................................................................................... 180
História ................................................................................................................. 180
Regulamentação .................................................................................................... 184

Capítulo 7
Qualidade de vida ........................................................................................................ 185
Manual Ilustrado de Educação Física

A importância do acompanhamento do crescimento


e do desempenho motor .......................................................................................... 185
A importância da atividade física para a saúde ....................................................... 189
Flexibilidade ............................................................................................................ 193
Postura ..................................................................................................................... 194
Atividade física e qualidade de vida ........................................................................ 196
Alimentação ............................................................................................................. 198
Trilha esportiva: passeio ou nova atividade física?................................................... 200

Referências bibliográficas ........................................................................................... 201

10

MB008_Manual Ed_Fisica_Iniciais.indd 10 13/10/2010 10:29:29

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 10 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Capítulo 1
Estruturas perceptivo-motoras
Corporeidade
Objetivos
Estas atividades têm a finalidade de propor aos alunos as seguintes descobertas:
a) Compreender o seu corpo e conscientizar-se dele e de sua imagem real;
b) Identificar e nomear segmentos corporais (maiores, menores);
c) Descobrir várias possibilidades de movimentos corporais.

Atividades para 3 a 5 anos


A
Acordar o corpo - I
Os alunos caminharão livremente pela quadra; ao sinal
do professor, movimentam as seguintes partes do corpo: pernas,
braços, mãos, pés, ombros, cabeça, etc.

Acordar o corpo - II
O professor solicitará aos alunos que sugiram as partes do
corpo a serem movimentadas.

Corrida das partes


do corpo Manual Ilustrado de Educação Física

O professor colocará
vários arcos distantes dos alunos
e citará uma parte do corpo; os
alunos, após ouvirem a parte do
corpo indicada pelo professor,
correrão ao encontro dos arcos,
colocando a parte referida dentro
de um deles, por exemplo: braços,
pernas, costas, barriga, cabeça, etc.

11

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 11 13/10/2010 10:31:55

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 11 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Eu sou assim
Formar duplas e entregar um giz para cada
uma delas. Os alunos desenharão o formato de
seu corpo (deitados em decúbito dorsal). Após
fazerem os desenhos, caminham livremente
pela quadra, para depois se colocarem sobre o
respectivo contorno.
Material: giz.

Mão colada
Os alunos caminharão ou correrão
livremente pela quadra, tocando ou segurando na
parte do corpo que o professor indicar: cabeça,
ombro, barriga, etc.

Mão colada em duplas


Os alunos caminharão ou correrão
livremente pela quadra, tocando ou segurando
na parte do corpo do companheiro indicada pelo
professor: cabeça, ombros, braços, etc.
Manual Ilustrado de Educação Física

Mão colada no espelho


Em duplas, um de frente para o outro, um
de cada vez tocará a parte do corpo do colega que
o professor indicar: mãos, barriga, cabeça, etc.

12

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 12 13/10/2010 10:32:04

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 12 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 6 e 7 anos
Bexigas
Ao sinal do professor, os alunos deverão tocar
nas bexigas com as partes do corpo indicadas: mãos,
pés, joelhos, cotovelos, cabeça, etc.
Observação. Os alunos tentarão manter as
bexigas o maior tempo possível suspensas no ar.
Material: bexigas.

Boneco vivo
Formam-se duplas. Um aluno será o boneco, o outro será o
seu dono. Separados de seu dono, os bonecos combinam onde se
localizará o botão de “ligar” (em seu corpo) e o botão de “desligar”
(também em seu corpo).
Feito isso, os bonecos juntam-se com seus donos e, ao sinal do
professor, o dono tocará no corpo dos bonecos para tentar descobrir
onde “liga”. Ao ser tocado no botão certo, o boneco sai movimentando-
-se por todos os lados e somente para quando seu dono acertar onde
se localiza o botão de “desligar” de seu boneco.
Invertem-se os papéis sempre que necessário.

Circuito de habilidades
O professor colocará nesta atividade vários
obstáculos para que os alunos saltem sobre cones e
arcos, quiquem bola, andem sobre bancos, pulem

Manual Ilustrado de Educação Física


cordas, lancem a bola ao alto e a peguem, rolem no
chão, etc.
Terminada a transposição desses obstáculos,
o professor comenta quais os segmentos corporais
mais envolvidos nas ações.
Material: arco, bolas, cordas, bancos, etc.

13

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 13 13/10/2010 10:32:25

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 13 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Esculturas
Em duplas, um aluno será o escultor, e o outro será o
barro (argila). Ao sinal do professor, o escultor começa a trabalhar
em sua “obra-prima”. A escultura deverá ser feita das partes do
corpo do aluno (argila), da maneira e da forma que desejar. Após
a finalização da escultura, o professor a avalia.
Invertem-se os papéis sempre que necessário.

Espelho
Formam-se duplas, com os alunos posicionados um de
frente para o outro. Ao sinal do professor, um aluno da dupla
executa movimentos livremente, e o colega o imitará como se
fosse um espelho.
Invertem-se os papéis sempre que necessário.

Estátuas dos grupos


A turma toda estará se deslocando pelo
espaço (quadra, ginásio, praça). Após o sinal do
professor, todos deverão se organizar em pequenos
grupos de 3, 4, 5, 6 ou mais alunos, elaborando
uma pose (estátua) e permanecendo imóveis por
determinado tempo.

Sombra
Manual Ilustrado de Educação Física

Serão formadas duplas, posicionadas ao ar livre (ao sol). Um dos alunos ficará em pé, com
as pernas afastadas e os braços abertos. Ao sinal e após orientação do professor, o colega pisará os
membros formados pela sombra: pernas, braços, mãos, cabeças, etc.

Lateralidade
Objetivos
Desenvolver nos alunos a compreensão do que é lateralidade corporal,
fazê-los conscientizar-se dela como elemento de constituição do indivíduo e promover a
identificação do lado dominante dos membros superiores e inferiores.

14

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 14 13/10/2010 10:32:40

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 14 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 3 a 5 anos
A
Este ou este - I
O professor entrega bolas aos alunos e solicita-lhes
que caminhem equilibrando-as com uma mão (direita/
esquerda). Após a atividade, pergunte aos alunos com qual
mão foi mais fácil realizar o exercício.
Observação. Também podem ser dados aos alunos
pequenos bastões para serem equilibrados.
Material: bolas e bastões.

Este ou este - II
Formar duplas e entregar uma bola para cada uma
delas. Ao sinal do professor, um aluno da dupla deverá lançar
a bola ao colega que está à sua frente com a mão direita e
com a esquerda. Pergunte sempre aos alunos com qual mão
(direita/esquerda) foi mais fácil realizar o exercício.
Material: bola.

Este ou este - III


Em duplas, um de frente para o outro, com uma bola
para cada dupla, os alunos deverão trocar passes e chutes
com um pé e depois com o outro. O professor observará a
execução dos exercícios e depois perguntará aos alunos com
qual pé foi mais fácil realizar a atividade.
Material: bolas.

Este ou este - IV Manual Ilustrado de Educação Física

Os alunos deverão quicar a bola pelo espaço (quadra,


ginásio) e perceber com qual lado foi mais fácil executar a
atividade. Cabe ao professor acompanhar e observar o
desempenho de cada aluno.
Material: bolas.

15

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 15 13/10/2010 10:33:04

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 15 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Este ou este - V
A atividade será feita agora com a condução de bola com os pés para o
aluno avaliar com qual lado foi mais fácil realizar o exercício.
Material: bolas.

Ponte, areia e mar


O professor colocará uma corda no chão
(ponte) e solicitará aos alunos que fiquem sobre
ela. Um lado da corda (ponte) será definido
como “areia”, o outro lado será o “mar”. Quando
o professor falar “areia”, todos pulam para o lado
correspondente; quando o professor falar “mar”,
todos pulam de volta.
Após a execução dessa atividade, o professor poderá substituir a “areia” por lado direito e o “mar”
por lado esquerdo, observando depois se os alunos pularão para o lado solicitado (esquerdo/direito).
Os alunos que não acertarem as solicitações do professor saem e sentam-se. Será considerado
vencedor aquele aluno que acertar todas as solicitações do professor.
Material: corda.

Atividades para 6 e 7 anos


Circuito de habilidades
Manual Ilustrado de Educação Física

Nesta atividade, o professor providenciará aos alunos vários desafios: pular corda, lançar bola
ao alvo (arco) em a mão direita, lançar bola ao alvo (arco) com a mão esquerda, pular só no pé direito,
pular só no pé esquerdo, chutar ao gol com o pé direito, chutar ao gol com o pé esquerdo, quicar a bola
em deslocamento com a mão direita, quicar a bola em deslocamento com a mão esquerda, etc., sempre
observando com qual lado o aluno realizou a atividade com mais facilidade.
Material: bolas, arcos, cordas.

16

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 16 13/10/2010 10:33:30

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 16 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Estátuas das partes do corpo
O professor solicitará aos alunos que se
desloquem livremente pelo espaço (quadra, ginásio).
Ao seu sinal, os alunos param e realizam uma pose
(estátua), tocando na parte do corpo indicada: mãos
no joelho direito, mãos no joelho esquerdo, mãos
na cabeça, mãos nas costas, mãos no ombro direito,
mãos no ombro esquerdo, etc.

Este ou este - VI
Duplas serão formadas, com os alunos posicionados um de frente para o outro, com uma bola
a aproximadamente uns 5 metros de distância. O professor então solicitará aos alunos que executem
várias atividades:
• chutar para o amigo com o pé direito;
• chutar para o amigo com o pé esquerdo;
• conduzir a bola com o pé direito;
• conduzir a bola com o pé esquerdo;
• executar passes entre as pernas do amigo com a perna direita;
• executar passes entre as pernas do amigo com a perna esquerda;
• lançar a bola ao amigo com a mão direita;
• lançar a bola ao amigo com a mão esquerda;
• quicar a bola com a mão direita;
• quicar a bola com a mão esquerda; etc.
Material: bolas.

Atividades para 8 e 9 anos


Manual Ilustrado de Educação Física
Aviãozinho de papel
Entregar aos alunos algumas folhas em branco e solicitar-lhes que
construam um “aviãozinho de papel”. Completada a tarefa, cada aluno
deverá lançá-lo com a mão direita e depois com a mão esquerda. O
professor deverá observar com qual lado cada aluno executou a atividade
com mais facilidade.
Observação. Caso seja necessário, o professor auxiliará os alunos
na construção do “aviãozinho de papel”.
Material: folhas de papel.

17

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 17 13/10/2010 10:33:41

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 17 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Corrida do nó
O professor dividirá a turma em duas equipes,
que ficarão sentadas em colunas. Será entregue um
lenço ao último aluno de cada coluna. Ao sinal do
professor, o último aluno com posse do lenço, sentado,
amarra-o no braço esquerdo do aluno que está à sua
frente, dando um nó; o aluno da frente, por sua vez,
desata o nó com a mão direita e, da mesma forma,
segue a atividade com o aluno da frente, até que o
primeiro de cada coluna se levanta com o nó de seu
braço desatado, tornando-se assim a equipe vencedora.
Material: lenços.

Espelho
Duplas serão formadas, com os alunos
posicionados um de frente para o outro. Ao sinal do
professor, os alunos tocam na parte do corpo do outro,
simultaneamente: mãos na cabeça, mãos no rosto, mão
direita no ombro direito, mão esquerda no ombro
esquerdo, mão direita no pé direito, mão esquerda no
pé esquerdo, etc.

Fórmula 1
O professor orientará os alunos a
formar duplas, que serão posicionadas da
seguinte maneira: um na frente (carro) e
o outro atrás (piloto). Os comandos pelos
quais o “piloto” conduzirá seu “carro” serão
Manual Ilustrado de Educação Física

os seguintes: toque na cabeça = siga em


frente; toque nas costas = frear (diminuir a
velocidade); toque na nuca = parar; toque
no ombro direito = curva para a direita;
toque no ombro esquerdo = curva para a
esquerda. Observação. A direção de cada
comando (as variações de direita, por
exemplo) fica a critério do comandado.

18

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 18 13/10/2010 10:33:55

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 18 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Labirinto
O professor organizará um caminho a ser
percorrido com obstáculos e com diversas dificuldades
(labirinto). A um sinal seu, pedirá aos alunos que
realizem o percurso de acordo com as seguintes ordens:
andando, correndo, etc.
Variações. a) realizar a atividade verbalizando
o percurso (Vou para a direita! Vou para a esquerda!); b)
de olhos fechados, com a orientação de outro aluno; c)
um aluno organizando o próprio percurso (labirinto).
Material: cones, arcos, bastões.

Percepção espacial
Objetivos
Essas atividades têm a finalidade de demonstrar aos alunos:
a) O reconhecimento do espaço de ação dos movimentos e a localização corporal em relação
a objetos;
b) O reconhecimento do espaço em torno do corpo em relação às posições longe e perto,
dentro e fora, à frente e atrás, maior e menor, e aos lados.

Atividades para 3 a 5 anos


A
Brincadeira do jornal
O professor distribuirá um jornal ou folha de papel para cada aluno. De
acordo com suas orientações, o aluno deverá colocá-lo (a) embaixo de si (com a
ajuda das mãos), em cima, do lado, etc.

Manual Ilustrado de Educação Física


Material: jornal ou folha de papel.

Casinha - I
Os alunos ficarão dentro de um arco, ou de um círculo desenhado no
chão. Após a orientação do professor, os alunos saltarão para fora e para dentro
do arco ou do círculo.
Variações. Para frente, para trás, em diagonal, etc.
Material: arcos e giz.

19

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 19 13/10/2010 10:34:20

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 19 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Casinha - II
Nesta atividade, os círculos desenhados
(ou os arcos) deverão estar distribuídos no espaço
(quadra, ginásio) e com tamanhos variados. Os
alunos, após a orientação do professor, deverão
se deslocar para um círculo maior que o seu, um
círculo menor que o seu, um círculo mais perto do
seu, um círculo mais longe do seu, etc.
Material: giz, arcos.

Coelhinho sai da toca


Formam-se trios: dois colegas ficarão de
mãos dadas um de frente para o outro (toca), e
o terceiro (coelho) ficará dentro da “toca”. Ao
ouvirem o professor dizer “Coelhinho sai da toca!”,
os coelhos devem sair de suas tocas e procurar outras
“tocas” vazias para se acomodar.
Inverter sempre os papéis entre as “tocas” e
os “coelhos”.

Corda bamba
Será colocada uma corda esticada a aproximadamente uns 40cm do solo. Após a solicitação do
professor, os alunos passarão por cima ou por baixo dela, sempre alternando por cima e por baixo, etc.
Material: corda
Manual Ilustrado de Educação Física

Corrida do jornal
O professor entregará um jornal ou folha de papel para cada aluno. Após
o comando “Atenção! Preparar e já!”, os alunos correm com as folhas à frente de
seus corpos, tentando mantê-las presas.

20

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 20 13/10/2010 10:34:33

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 20 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Passeio e esconde
O professor colocará caixas, arcos e panos
espalhados no espaço disponível e inicialmente
solicitará aos alunos que “passeiem” entre as caixas,
os arcos e os panos; em seguida, que procurem um
lugar e se escondam.
Variação. Reduzir os números de caixas,
arcos e panos, pois dessa forma os alunos terão de
se esconder em duplas, trios, etc.
Material: arcos, caixas, panos.

Ponte do rio
Determinar que os alunos “passeiem” pela ponte (banco sueco), por cima, por baixo ou alternando
por cima e por baixo.
Material: banco sueco.

Atividades para 6 e 7 anos


Cada macaco no seu galho
O professor colocará vários objetos na quadra
(cadeiras, bancos, colchonetes). A um sinal do professor, os Manual Ilustrado de Educação Física
alunos andarão entre os objetos. A um segundo comando, os
alunos terão de subir nesses objetos.
Conforme adaptação dos alunos à atividade, o
professor poderá retirar alguns objetos, pois assim os alunos
terão de subir em duplas, trios, etc.
Atenção, professor! Cuidado extremo e muita atenção para esta atividade!
Material: cadeiras, bancos, colchonetes.

21

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 21 13/10/2010 10:34:53

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 21 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Cesta humana - I
Entregar um arco para os alunos e solicitar-lhes que o lancem para o alto
e se coloquem embaixo para que possam ficar dentro dele quando o arco cair.
Atenção e cuidado para realizar esta atividade!
Material: arcos.

Cesta humana - II
Um aluno de frente para outro, em duplas, a
aproximadamente uns 2 metros de distância, um deles com
um arco nas mãos. Ao sinal do professor, o aluno de posse do
arco lança-o para o alto, tentando acertar seu companheiro, que
estará à sua frente com os braços estendidos para cima.
Inverter os papéis sempre que necessário.
Material: arcos.

Desafio do pô
Desafio do pô, ou joquempô, é uma
brincadeira semelhante ao par ou ímpar:
• mão fechada: pedra;
• mão aberta: papel;
• mão com os dedos indicador e
médio estendidos: tesoura.
Regras
• Papel embrulha pedra: papel ganha;
Manual Ilustrado de Educação Física

• Pedra quebra tesoura: pedra ganha;


• Tesoura corta papel: tesoura ganha.
Depois de explicar as regras, o professor solicitará aos alunos que caminhem livremente pela
quadra, e cada um, ao encontrar um colega, executa o desafio do pô. O ganhador do desafio ficará de
pé com as pernas afastadas, e o perdedor passará por baixo; na continuidade da atividade, os alunos
procuram outros colegas para realizar o desafio do pô.
Variações. O perdedor se agacha, e o ganhador pula por cima dele; o perdedor leva o ganhador
às costas para um “passeio”; o perdedor deita-se no chão e o ganhador pula por cima dele...

22

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 22 13/10/2010 10:35:00

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 22 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Música
A um sinal do professor, os alunos entoam
a seguinte cantiga:
Quero ver quem fica!
Quero ver quem fica! (Batem três palmas
em ritmo.)
Quero ver quem fica! (Batem três palmas em ritmo.)
Quero ver quem fica ao lado de um colega...
Ao observar que cada aluno se posicionou ao lado de seu colega, o professor reinicia a música e
continua solicitando que fiquem:
• à frente de um colega;
• agachados à frente de um colega;
• ao lado de alguém menor;
• ao lado de alguém de cabelo curto;
• ao lado de alguém de tênis preto, etc.

Pega-pega americano
Os alunos correm pela quadra enquanto
são perseguidos por um pegador. Quando o
pegador tocar em algum colega, este deverá ficar
em posição de estátua e só poderá ser “salvo” e
retornar à brincadeira quando for tocado por
outro colega.
Variações. Quem for pego se deita e só será salvo quando alguém passar por cima dele; quem
for pego se agacha e é salvo quando alguém saltar por cima dele...

Quadrado de velocidade
Inicialmente será desenhado pelo professor Manual Ilustrado de Educação Física
um quadrado grande. Em seguida, o professor
pedirá aos alunos que fiquem espalhados pelo
interior do quadrado. A um comando numérico
do professor, os alunos deslocam-se dentro do
quadrado na velocidade correspondente:
0 - ficar parado;
1 - andar bem devagar;
2 - andar devagar;
3 - andar moderadamente;
4 - andar depressa e
5 - correr.
23

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 23 13/10/2010 10:35:05

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 23 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 8 e 9 anos
Buldogue - I
Os alunos ficarão posicionados na linha de
fundo da quadra, ficando apenas no centro da quadra
o pegador (buldogue). Ao sinal do professor, todos os
alunos deverão atravessar a quadra sem ser pegos pelo
buldogue. Os alunos que forem pegos ficam sentados,
tornando-se buldogues fixos. Quando forem atravessar
novamente a quadra, os fugitivos devem se desviar
do buldogue e dos buldogues fixos. O vencedor da
atividade será o que for pego por último.

Coelhinho sai da toca 1, 2, 3 e 4


Formam-se trios com a seguinte disposição:
dois amigos ficarão de frente um para o outro, de
mãos dadas; e o terceiro (coelho), dentro da toca (entre
os braços dos amigos). Nesta atividade, observa-se o
seguinte:
• 1 será o coelho;
• 2 um colega da toca;
• 3 o outro colega da toca;
• 4 a toca inteira.
Desenvolvimento
Junto com a frase “Coelhinho, sai da toca!”, o professor também falará um número, e o
participante que for correspondente a ele sairá correndo à procura de uma toca vazia.
Observação. Caso seja escolhido o número 1, todos os coelhos saem de suas tocas e vão em
direção a outra toca que esteja vazia. Escolhido o número 2, todos que são correspondentes a esse número
Manual Ilustrado de Educação Física

saem de sua toca e procuram outra toca que esteja com um lugar vazio para dar a mão ao número 3. Se
for escolhido o número 4, a toca inteira (no 2 e no 3) sai à procura de um coelho para se encaixar.
Inverter os papéis sempre que necessário.

Labirinto
Os alunos formarão diversas fileiras de mãos
dadas (labirinto). Dois alunos são escolhidos: um para
ser o caçador e o outro para ser a caça. A um sinal do
professor, o caçador tentará capturar sua caça correndo
entre o “labirinto”. Se necessário, os participantes do
“labirinto” também podem se mover, girando 90 graus
para a direita ou para a esquerda, dando novo sentido
ao labirinto. Trocar a caça e o caçador sempre que
24 houver necessidade.

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 24 13/10/2010 10:35:09

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 24 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Nunca-três - I
De mãos dadas, em duplas, o professor escolherá um dos alunos como pegador. Todos fugirão
de mãos dadas. Quando o pegador tocar em alguém da dupla, este automaticamente se soltará das mãos
de seu parceiro, e o pegador tomará seu lugar. O pegador, por sua vez, passará a fazer parte da dupla.

Organização espaço-temporal
Objetivos
Identificar e compreender o papel da relação do espaço e do tempo aos movimentos corporais:
a) Duração (tempo);
b) Intensidade;
c) Sucessão de ações motoras.

Atividades para 6 e 7 anos


Arco atrás
Os alunos, sentados no chão, formarão um grande círculo.
Um aluno caminhará fora do círculo com um arco em sua mão, dizendo: “Arco atrás!”. Os
outros alunos responderão: “Corre mais!”. Aquele sobre cuja cabeça o aluno colocar o arco deverá
persegui-lo até que ele se sente em seu lugar. O aluno que estiver com o arco repete a atividade. Caso
o pegador consiga envolver o fugitivo com o arco, este ficará dentro do círculo e somente sairá de lá
quando outro aluno for pego, voltando então ao lugar que ficou vago.
Material: arco.

Manual Ilustrado de Educação Física

Buldogue - II
Os alunos ficarão posicionados na linha de
fundo da quadra. Apenas o pegador (buldogue)
ficará no centro da quadra. Ao sinal do professor,
todos os alunos deverão atravessar a quadra sem
ser pegos pelo buldogue. Os alunos que forem
pegos ficam sentados, tornando-se buldogues fixos.
Quando forem atravessar novamente a quadra, os
fugitivos devem se desviar do buldogue e dos buldogues fixos. O vencedor da atividade será o que for
pego por último.
25

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 25 13/10/2010 10:35:15

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 25 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Limpa-casa
O professor dividirá a turma em equipe A e equipe B, cada uma delas em lados opostos da
quadra. Será entregue a mesma quantidade de bolas às equipes. A um sinal do professor, os alunos
deverão limpar sua casa, jogando as bolas que estão de seu lado para o lado oposto. A um segundo
sinal dado pelo professor, todos deverão parar de jogar as bolas e se sentar no chão. Será considerado
vencedor desta atividade a equipe que estiver com menos membros.
Material: bolas.

Atividades para 8 e 9 anos


Avance uma casa
Serão formadas duas equipes. Cada um dos componentes dessas equipes estará sentado dentro
de um arco ou num círculo desenhado no chão pelo professor. Será entregue a bola ao primeiro
componente de cada equipe e, a um sinal do professor, este aluno deverá passá-la ao próximo, e assim
sucessivamente, até chegar ao último. Esse último componente deverá sair de seu arco (círculo), com
a bola nas mãos, e ir em direção ao primeiro componente de sua equipe. Simultaneamente, todos os
componentes recuam um arco (círculo) na direção do último que estará vago. O último a se posicionar
no primeiro círculo entrega a bola ao próximo. A atividade acabará quando o último chegar ao seu
lugar. Vencerá a equipe que terminar a tarefa em primeiro lugar.
Material: bola, arco e giz.
Manual Ilustrado de Educação Física

Corrida em círculo
O professor solicitará aos alunos que formem um círculo e pedirá a um deles que fique de fora.
Ao sinal do professor, este aluno inicia uma corrida ao redor do círculo e somente para quando chegar
ao seu ponto de partida. Todos os alunos executarão a corrida em um círculo. Para motivar os alunos
nesta atividade, o professor poderá cronometrar o tempo de corrida de cada aluno.
Material: cronômetro, caneta e papel.

26

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 26 13/10/2010 10:35:20

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 26 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Zerinho
Dois alunos batem corda e, ao sinal do professor, ambos deverão passar por baixo dela, um de
cada vez, sem deixar que a corda toque neles.
Variações. a) entrar, pular uma vez e sair; b) entrar pular duas vezes e sair; c) entrar, pular
uma vez, pôr a mão no chão e sair; d) entrar, bater palmas e sair; e) entrar e pular o máximo que
puder, etc.
Material: corda.

Atividades para 10 e 11 anos


Ameba
Os alunos ficam espalhados pela quadra.
Será entregue uma bola a um aluno, que será o
pegador. Após um sinal do professor, o pegador
deverá acertar (queimar) os demais alunos. Quando
isso ocorrer, os queimados sentam-se no chão. Para
o queimado ser salvo e retornar à brincadeira,
deverá tocar em algum aluno que passar perto dele
ou pegar a bola.
Variações. a) aumentar o número de bolas, pois assim existirá mais de um pegador; b) os

Manual Ilustrado de Educação Física


alunos que forem pegos podem se locomover imitando animais (cobra, elefante, macaco).
Material: bolas.

Cão sem dono


Os alunos ficarão espalhados pela quadra, em
duas equipes, cada um com uma bexiga. As bexigas
serão diferentes, para identificação das equipes. A
um sinal do professor, todos deverão jogar as bexigas
para o alto (batendo nelas com as mãos, os pés, a
cabeça...). Com o decorrer da atividade, o professor
solicitará a saída de um integrante de cada equipe.

27

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 27 13/10/2010 10:35:26

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 27 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


As bexigas dos que saíram deverão ser mantidas ao alto pelos outros componentes de sua equipe. A
vencedora será a equipe que mantiver o maior número de bexigas ao alto.
Material: bexiga.

Desafio das bolas


Duas equipes serão formadas (equipe A e
B), posicionadas uma de cada lado da quadra. O
professor desenhará nos cantos do fundo da quadra
dois retângulos e colocará as bolas em cada um
deles. Após o sinal do professor, cada componente
das equipes (A e B) terá a missão de capturar as bolas
das equipes adversárias, tentando se livrar de possíveis pegadores; se alguém for pego ao tentar capturar
as bolas, deverá ficar dentro dos retângulos da equipe adversária, mas poderá ser “salvo” quando algum
companheiro seu tocá-lo.
Vencerá a atividade a equipe que conseguir capturar as bolas do adversário, ou quando todos os
integrantes da equipe forem pegos.
Material: bolas e giz.

Nunca-três - II
Duplas serão formadas, um aluno à frente
do outro, sentados e espalhados pela quadra.
O professor determinará que um seja a caça e
outro o caçador. Ao sinal do professor, a caça
corre, fugindo do caçador. Para evitar ser pega,
a caça deverá sentar-se à frente de alguma dupla.
Simultaneamente, o último do trio passa a ser o
caçador, e o aluno que ficou sozinho se torna a caça. Para que apareçam novos caçadores, cabe à caça
sentar-se à frente de outra dupla.
Variação. Conforme o professor observar um bom desenvolvimento na atividade, pode colocar
mais duplas como caças e caçadores.
Manual Ilustrado de Educação Física

Atividades para 12 e 13 anos


A
Corda em grupo
O professor baterá corda com o auxílio de
um aluno e solicitará a participação de dois, três ou
quatro alunos ao mesmo tempo.
Material: corda grande.

28

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 28 13/10/2010 10:35:33

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 28 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Corrida com obstáculos
O professor organizará, na quadra, vários obstáculos com cones, colchonetes, bancos, cordas,
arcos, etc. Após seu sinal, orientará os alunos para que realizem o percurso usando várias habilidades
(saltos, rolamentos, corridas, etc.).
Material: arcos, bancos, colchonetes, cones, cordas, etc.

Revezamento
Dividir a turma em três colunas (A, B, C),
colocando à frente delas, a certa distância, alguns
cones. O professor, então, entregará um bastão ao
primeiro de cada coluna. Após seu sinal, os primeiros
de cada coluna correm até o cone, o contornam e
retornam, entregando o bastão ao próximo de sua
coluna. A atividade se encerrará quando o último
participante da coluna realizar seu revezamento.
Variação. Poderá entregar bolas aos alunos,
que assim executarão o “revezamento” driblando ou conduzindo as bolas.
Material: bastão pequeno, bolas.

Tomar o rabo
O professor entregará aos alunos um pedaço de pano ou tiras de jornal, e solicitará a colocação
Manual Ilustrado de Educação Física
das tiras/panos na altura da cintura (como se fossem um rabo). Após o sinal do professor, os alunos
tentarão tomar o rabo de seus companheiros e, ao mesmo tempo, evitar que retirem o seu.
Variações. a) quem teve a tira/pano retirado senta-se e aguarda o professor entregar outro.
b) quem teve a tira/pano retirado forma uma dupla de mãos dadas, e ambos se tornam pegadores.
Material: pedaços de pano e jornal.

29

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 29 13/10/2010 10:35:37

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 29 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 14 a 17 anos
Leva e traz
Dois grupos com número igual de alunos, em colunas, atrás de uma linha demarcada. À frente
das colunas serão colocados quatro arcos distantes dois metros um do outro e uma caixa com quatro
bolas em cada uma, perto da linha de saída. Ao sinal do professor, o primeiro de cada equipe leva as
bolas uma a uma para dentro de cada arco, e o seguinte deve recolhê-las também uma a uma e colocá-
las dentro da caixa, e assim sucessivamente, até que todos tenham realizado a tarefa. O grupo que
terminar primeiro vence.

Pique-bandeira
Duas equipes, uma de cada lado da quadra, e uma bandeira (ou bola) no fundo de cada lado,
num quadrado reservado. Cada equipe deve conquistar a bandeira da equipe adversária tentando
chegar ao quadrado contrário sem serem pegos. Dentro do quadrado, o adversário está a salvo.
Quando ele conseguir pegar a bandeira e a trouxer para o seu campo, faz um ponto para a sua equipe.
Se o aluno for pego no campo adversário, ficará congelado onde foi pego e esperará alguém da sua
equipe vir salvá-lo, tocando-o. Se o aluno for pego com a bandeira na mão, devolverá a bandeira ao
respectivo quadrado e ficará congelado no lugar. O placar fica a critério do professor: geralmente até
5 ou 10 pontos.
Manual Ilustrado de Educação Física

Queimada de três campos


Dividir o espaço em três campos iguais e colocar uma equipe em cada um deles. A equipe do
meio deve eliminar as equipes das laterais, enquanto estas devem eliminar a do meio e a da lateral
oposta. Elimina-se o adversário acertando a bola nele. A equipe que for totalmente eliminada perderá.
Utilizar bolas leves. Pode ser feito com três ou mais bolas.

30

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 1.indd 30 13/10/2010 10:35:46

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 30 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Capítulo 2
Estruturas capacitivas
Equilíbrio
Objetivos
a) Compreender o equilíbrio corporal como elemento de formação do ser humano;
b) Propiciar situações de equilíbrio e desequilíbrio;
c) Definir o equilíbrio corporal “estático e dinâmico”, colocando em prática movimentos que
demonstrem essa classificação;
d) Executar diversas tarefas motoras que exijam um controle postural, equilíbrio do corpo de
forma geral e equilíbrio do corpo com apoios.

Atividades para 3 a 5 anos


A
Circuito motor
O professor organizará um grande circuito de equilíbrio para os alunos, com cordas, bancos,
colchonetes, travas de equilíbrio, linhas riscadas no chão, etc.
Depois de montado o circuito, deve-se propor várias formas de caminhar sobre os materiais
sem tocar os pés no chão.
Materiais: cordas, bancos, colchonetes, trave de equilíbrio, giz.

Manual Ilustrado de Educação Física

31

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 31 13/10/2010 10:41:48

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 31 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Estátua do avião
Uma música será colocada para a turma toda dançar. Quando silenciar a música, os alunos
realizarão uma estátua em posição de avião e se equilibrarão por alguns segundos.
Variações. Quando a música parar, pode-se realizar estátua soldado, saci, bailarina, cantor, etc.
Material: rádio ou aparelho toca-CD.

Equilíbrio sobre bancos


Caminhar sobre os bancos de diversas formas: de
lado, de frente, de costas, em um pé só, quadrupejando, etc.
Material: bancos.

Equilíbrio sobre linhas


O professor desenhará, no chão da quadra, algumas
linhas, retas e curvas, e solicitará aos alunos que usem diversas
formas de caminhar sobre elas: equilibrando-se, de frente, de
lado, de costas, nas pontas dos pés, em um pé só, etc.
Material: giz.
Manual Ilustrado de Educação Física

Atividades para 6 e 7 anos


Alfabeto do banco
O professor solicitará aos alunos que subam nos
bancos (grupo de 6 a 10 alunos). Após um sinal do professor,
os alunos deverão se posicionar sobre o banco em ordem
alfabética, sem cair ou tocar os pés no chão. Caso alguém se
desequilibre e caia, este ficará de fora e só retornará ao banco
quando todos se organizarem em ordem alfabética.
Material: banco.

32

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 32 13/10/2010 10:41:52

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 32 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Desafio do pô do equilíbrio
Os alunos caminharão livremente pela quadra e, ao encontrar um companheiro, tirarão um pô
(mão fechada: pedra; mão aberta: papel; mão com os dedos indicador e médio estendidos: tesoura). O
aluno que ganhar o pô realizará um aviãozinho, e o que perdeu passará por baixo.
Após essa dinâmica, os alunos procurarão outros companheiros para executar o desafio do pô.
Observação. Papel embrulha pedra (papel ganha), pedra quebra tesoura (pedra ganha) e tesoura
corta papel (tesoura ganha).

Encontro nas alturas - I


O professor orientará a formação de duas
colunas (A e B), entre as quais haverá um banco
sueco. Ao seu sinal, os primeiros de cada coluna (A e
B) sobem no banco, cada um pelas suas extremidades,
e caminham até se encontrar. Quando ocorrer o
encontro, um aluno se abaixará, e o outro passará
por cima dele, sem tocar no chão. Após esse novo
encontro, continuam a caminhada até descerem do
outro lado. Todos os alunos participarão da atividade.

Manual Ilustrado de Educação Física

Equilibrar o bastão
O professor entregará bastões aos alunos, que deverão
caminhar pela quadra executando as seguintes tarefas:
• equilíbrio com a mão direita;
• equilíbrio com a mão esquerda;
• equilíbrio com o pé direito;
• equilíbrio com o pé esquerdo, etc.
Material: bastão ou cabo de vassoura. 33

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 33 13/10/2010 10:42:00

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 33 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Equilibrar bexigas
O professor entregará bexigas aos alunos,
que deverão caminhar pela quadra executando as
seguintes tarefas:
• equilíbrio com a mão direita;
• equilíbrio com a mão esquerda;
• equilíbrio com o pé direito;
• equilíbrio com o pé esquerdo;
• equilíbrio com a testa;
• equilíbrio com o queixo, etc.
Material: bexiga.
Equilíbrio sobre aparelhos - I
Colocar um banco sueco ou trave de
equilíbrio na quadra e solicitar aos alunos que
executem as seguintes tarefas: caminhar de
frente, caminhar de lado, caminhar de costas,
caminhar nas pontas dos pés, caminhar com
livro na cabeça, caminhar, parar e executar
“aviãozinho”.
Observação. Esta atividade requer orientações e cuidados especiais a fim de se evitarem quedas
e machucados. Para isso, o professor deverá cobrir o chão ao redor dos bancos e traves de equilíbrio
com colchões e colchonetes.
Material: banco sueco ou trave de equilíbrio, colchão e colchonetes.

Morto e vivo do equilíbrio


A atividade se iniciará com todos os alunos em cima do banco e em pé. Quando o professor
disser “Morto!”, todos se agacham, equilibrando-se no banco. Quando o professor disser “Vivo!”,
Manual Ilustrado de Educação Física

todos retornam à posição inicial. Quem se desequilibrar e cair, sai da brincadeira e aguarda ao lado.
Observação. O retorno dos alunos que saíram fica a critério do professor.
Material: banco sueco.

34

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 34 13/10/2010 10:42:08

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 34 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 8 e 9 anos
Encontro nas alturas - II
O professor orientará a formação de duas colunas (A e B). Entre essas colunas haverá um banco
sueco ou trave de equilíbrio. Ao seu sinal, os primeiros de cada coluna (A e B) sobem e caminham até se
encontrar. Quando ocorrer o encontro, apoiam-se, procuram não cair do banco ou trave de equilíbrio,
trocam de lugar e continuam o trajeto até descer do outro lado.
Todos participarão da atividade.
Material: banco sueco ou trave de equilíbrio, colchão e colchonetes.

Equilíbrio em posições variadas


Em decúbito dorsal, erguer as pernas para o alto
e realizar a posição de “vela”, com o corpo estendido e o
apoio das mãos nos quadris.
Em parada de três apoios, com a cabeça e mãos
no chão, elevar os joelhos e apoiar-se nos cotovelos
(elefantinho). Repetir o movimento anterior, elevando os
joelhos até estender as pernas com a ajuda de um colega.
Depois, realizar essa tarefa próximo à parede para apoiar as pernas nela.

Equilíbrio sobre aparelhos Manual Ilustrado de Educação Física

Os alunos caminharão sobre a trave de equilíbrio,


prestando atenção ao que o professor vai lhes dizer
enquanto executam a atividade:
• caminhar, parar, pôr a mão na trave e caminhar
novamente;
• caminhar, parar, executar meio giro e caminhar
novamente;
• andar com um livro na cabeça.
Material: trave de equilíbrio, colchões, colchonetes, livros.
35

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 35 13/10/2010 10:42:16

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 35 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Jogo do espelho sobre a trave
Duplas serão formadas, em pé, um de frente para o outro, equilibrando-se na trave. Um aluno
executará movimentos de braços, pernas e cabeça, e o outro aluno o imitará como se fosse seu espelho.
Invertem-se os papéis sempre que necessário.
Observação. Usar proteção com colchões e colchonetes.
Material: trave de equilíbrio, colchões e colchonetes.

Terra e mar sobre a trave


Todos os alunos em cima da trave, equilibrando-se
em pé. A trave será a terra; o solo será o mar. Quando o
professor disser “Mar!”, todos pulam para o solo; quando
disser “Terra!”, todos voltam para cima da trave. Quem
se enganar sairá da atividade e esperará seu retorno para
quando o professor der autorização.
Observação. Esta atividade requer orientações e
cuidados especiais.
Material: trave de equilíbrio, bancos suecos, colchões
e colchonetes.

Atividades para 10 e 11 anos


Equilíbrio de objetos
Distribuir aos alunos bastões, bolas e
bexigas e solicitar-lhes que caminhem pela quadra
equilibrando esses objetos na mão direita, na
Manual Ilustrado de Educação Física

mão esquerda, no pé direito, no pé esquerdo, nos


joelhos (direito/esquerdo), nos cotovelos (direito/
esquerdo), etc.
Material: bastões, bolas e bexigas.

36

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 36 13/10/2010 10:42:23

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 36 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Equilíbrio sobre bancos
O professor solicitará aos alunos que
realizem as seguintes tarefas:
• rolar para frente sobre o banco;
• rastejar em decúbito ventral sobre o
banco, utilizando somente as mãos;
• rastejar em decúbito dorsal sobre o
banco, utilizando somente as pernas;
• em duplas, um colega deverá passar por baixo do outro sobre o banco.
Material: banco sueco.

Trilha do equilíbrio
Serão montados, pelo professor, vários
obstáculos com bancos, traves e cadeiras em
planos retos e inclinados. O professor solicitará aos
alunos várias formas de andar sobre os obstáculos:
de frente, de lado, de costas, saltos em um pé só
(direito/esquerdo), etc.
Material: bancos, traves, cadeiras.

Atividades para 12 e 13 anos


A
Aeronave
O professor dispõe a turma na quadra
e, a um sinal seu, os alunos ficarão de pé, braços
ao longo do corpo. Em seguida, cada um deverá
elevar uma perna estendendo-a para trás, ficando na Manual Ilustrado de Educação Física
posição de uma aeronave (avião).

Aeronave e seu piloto


O professor dispõe a turma na quadra em
duplas, e, a um sinal seu, um aluno fica de frente
para seu companheiro, faz uma elevação do tronco
à frente, elevando uma perna. O seu companheiro (o
piloto) o segura pela perna para facilitar o equilíbrio.

37

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 37 13/10/2010 10:42:28

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 37 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Giro total
Os alunos, após um sinal do professor, deverão executar um salto de 360 graus e cair em
equilíbrio.

Irmão robô
Dispor os alunos frente a frente na quadra. Cada aluno
deverá elevar uma das pernas ao seu companheiro de dupla, que a
segurará, procurando ambos permanecer equilibrados nessa posição.

O toque do desequilíbrio
Separados em duplas, um aluno segurará a mão direita
do outro e, com a perna direita à frente, ambos tentarão
desequilibrar-se simultaneamente, tocando perna direita com
perna direita.
Manual Ilustrado de Educação Física

Palma x palma
Em duplas, um de frente para o outro, com uma leve flexão das pernas, palmas das mãos
contra palmas das mãos, os alunos deverão desequilibrar os companheiros.

38

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 38 13/10/2010 10:42:35

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 38 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Parada de mão
O professor dispõe a turma na quadra e, a um sinal, os alunos
ficarão de pé, com um pequeno afastamento das pernas, braços estendidos
sobre a cabeça. Cada aluno deverá executar o apoio das mãos no solo e
impulsionar simultaneamente as pernas, ficando na posição de dois apoios.

Pouso da aeronave
O professor espalha a turma pela quadra e, a
um sinal, os alunos deverão permanecer com um dos
joelhos no solo e elevar a outra perna lateralmente, com
os braços perpendiculares ao corpo.

Torre de Pisa
O professor distribui
a turma na quadra e, a um
sinal, os alunos deverão elevar
uma das pernas, lateralmente,
flexionando o tronco para o
lado oposto.

Vela
O aluno deverá apoiar a parte de trás do pescoço Manual Ilustrado de Educação Física
no solo e elevar as pernas com o auxílio das mãos nas
costas (vela).

39

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 39 13/10/2010 10:42:46

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 39 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 14 a 17 anos
Apoio de frente
Os alunos, formados em duplas e com as mãos dadas, um
sobre o joelho do outro, equilibrados na posição; após alguns
segundos, invertem-se os papéis.

Apoio de costas
Desenvolver o exercício anterior, porém com um aluno de
costas para o outro.

Apoio de costas segurando o joelho


Os alunos, em duplas, um com as pernas flexionadas. Um
deles sobe nas pernas do companheiro com uma das pernas, e a outra
Manual Ilustrado de Educação Física

deverá ser elevada à frente. O companheiro de dupla ajudará em seu


equilíbrio segurando o joelho.

40

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 40 13/10/2010 10:42:53

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 40 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Conta giros
Os alunos, dispostos em quintetos, formarão um círculo, com as mãos nos ombros uns dos
outros. Eles deverão girar o círculo com velocidade, nessa posição. Ao sinal do professor, eles deverão
parar apoiados em um pé só, procurando equilibrar-se nessa posição.

Estátua da liberdade
Os alunos formarão duplas, um de frente
para o outro, com uma das mãos dadas. Ao sinal
do professor, eles deverão elevar uma perna para o
lado e segurá-la com a mão livre.

Equilíbrio lateral
Os alunos formarão duplas, um de frente
para o outro, com as mãos dadas. Ao sinal do
professor, deverão elevar um dos pés por cima da
cabeça, encostando-o ao pé do companheiro.

Manual Ilustrado de Educação Física


Grupo equilibrado
O professor orientará na formação de
quintetos dispostos em círculos, todos com as mãos
dadas e pernas com pequeno afastamento lateral.
Os alunos deverão projetar seus corpos para trás,
procurando ficar equilibrados nessa posição.

41

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 41 13/10/2010 10:42:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 41 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Mãos e pés colados
Os alunos formarão duplas, um de frente para o outro, segurando-se com uma das mãos. Ao
sinal do professor, eles deverão inclinar-se para o lado, sem separar os pés, e permanecer com os braços
estendidos.

O equilibrista
Dispor os alunos em duplas um em decúbito dorsal,
com as pernas estendidas. O outro deve sentar-se sobre os pés
do companheiro e manter-se equilibrado. Inverter as posições
dos alunos após alguns segundos.

Segure-se quem puder


Os alunos formarão quintetos, seguros pelos braços. Ao sinal do professor deverão descrever a
forma de um leque.

Coordenação motora
Objetivos
Identificar a coordenação motora como contrações musculares ordenadas, capacitando os
alunos a usar de forma mais eficaz os músculos esqueléticos (grandes músculos) para resultar em
Manual Ilustrado de Educação Física

ações globais mais eficientes, plásticas e econômicas.

Atividades para 3 a 5 anos


A
Caminho das pedras - I
Distribuir vários arcos no chão, próximos uns dos
outros. Ao sinal do professor, os alunos executarão saltos
(com as pernas unidas) de um arco para outro.
Variação. Após os saltos, bater palmas.

42

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 42 13/10/2010 10:43:07

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 42 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Caminho das pedras - II
Distribuir vários arcos no chão, próximos
uns dos outros, em forma de ziguezague. Os alunos
deverão executar os saltos com um pé em um arco
e com o outro no outro arco, alternando os pés.
Material: arcos.

Desafio com a bola - I


Entregar várias bolas aos alunos, e pedir a eles que realizem estas ações:
• jogar a bola para cima e tentar pegá-la, sem deixá-la cair no chão;
• bater a bola no chão e pegá-la, controlando-a;
• bater a bola contra a parede e tentar pegá-la, sem deixá-la cair no chão, etc.;
Material: bolas.

Pular a cobra
Colocar bastões paralelos uns aos outros.
Os alunos deverão pular entre os bastões com as
pernas unidas de frente, com as pernas unidas de
lado, com um pé só (Saci-Pererê), etc.

Manual Ilustrado de Educação Física

Pulando a corda
Uma corda será estendida no chão. Ao sinal
do professor, os alunos pularão de um lado para o
outro dela, com as pernas unidas.
Material: corda.

43

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 43 13/10/2010 10:43:14

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 43 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 6 e 7 anos
Desafio com a bola - II
Entregar várias bolas aos alunos para que realizem estas atividades:
• jogar a bola para cima, bater palmas uma vez e pegar a bola sem
deixá-la cair no chão. Aumentar o número de palmas se necessário.
• jogar a bola para cima, tocá-la com a coxa e pegar a bola sem
deixá-la cair no chão;
• jogar a bola para cima, tocá-la com a cabeça e pegar a bola sem
deixá-la cair no chão;
• jogar a bola para cima, encostar as mãos no chão e pegar a bola
sem deixá-la cair no chão, etc.
Material: bolas.

Ordem
Distribuir várias bolas aos alunos, “ordenando-os”, a:
• arremessar a bola contra a parede sem falar;
• arremessar a bola contra a parede sem sair do
lugar;
• um pé ao outro, arremessar a bola contra a
parede sobre um pé só e depois sobre o outro;
Manual Ilustrado de Educação Física

• arremessar a bola contra a parede com uma mão


só depois com a outra;
• arremessar a bola contra a parede, bater palmas e pegá-la;
• arremessar a bola contra a parede, realizar um giro e pegá-la;
• arremessar a bola contra a parede, cruzar as mãos à frente do peito e
pegá-la. Observar desempenho dos alunos e orientá-los sempre que
necessário.
Material: bolas.

44

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 44 13/10/2010 10:43:20

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 44 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Pulando bastões
O professor colocará vários bastões,
paralelos, no chão. Ao seu sinal, os alunos deverão
saltar a) sobre os bastões com as pernas unidas,
b) alternando entre um pé e o outro, c) em
ziguezague, etc.
Material: bastões.

Pulando sobre arcos


Distribuir os arcos em sequência de 1 e 2 (amarelinha). Ao sinal do professor, os alunos saltarão
com as pernas unidas no arco único e com as penas afastadas nos arcos duplos.
Variações. a) bater palmas enquanto executam os saltos; b) abrir e fechar os braços enquanto
executam os saltos; c) estender os braços ao alto, e depois abaixá-los, etc.
Material: arcos.

Ziguezague - I
Manual Ilustrado de Educação Física
Formar uma linha de cones na quadra.
Entregar bolas aos alunos e orientá-los a executar
dribles entre os cones.
Material: cones.

45

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 45 13/10/2010 10:43:27

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 45 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 8 e 9 anos
Corrida dos arcos
O professor organizará colunas e distribuirá vários arcos no chão à frente das colunas. Ao sinal
do professor, os alunos correm até os arcos correspondentes à sua coluna e pisam sobre eles, um pé após
o outro. Após a realização dessa tarefa, cada aluno retorna à sua coluna, liberando outro amigo para a
corrida com um toque em sua mão.
Material: arcos.

Corrida de obstáculos
O professor organizará uma sequência de
obstáculos, com cordas, cones, arcos, bastões ou
bancos. Ao seu sinal, solicitará que os alunos saltem
sobre esses obstáculos.
Material: cordas, cones, arcos, bastões,
bancos.

Corrida em ziguezague
Formar uma linha de cones na quadra. Ao
sinal do professor, os alunos deverão correr entre os
cones (ziguezague) o mais rápido que puderem. O
professor pode executar esta atividade em forma de
competição.
Material: cones.
Manual Ilustrado de Educação Física

Desafio com corda


Entregar cordas aos alunos e solicitar-lhes
que pulem sobre elas individualmente ou em duplas.
Cada colega da dupla segurará uma extremidade
da corda. Após o sinal do professor, baterão corda
juntos, saltando os dois simultaneamente.
Material: corda.

46

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 46 13/10/2010 10:43:33

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 46 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Ziguezague - II
Formar uma linha de cones na quadra. Ao sinal
do professor, os alunos iniciam dribles entre os cones
da seguinte maneira:
• com a mão direita;
• com a mão esquerda;
• alternando as mãos, etc.

Atividades para 10 e 11 anos


Saci
Orientar os alunos para que façam marcas (giz
ou arcos) no chão. Ao sinal do professor, eles pulam as
marcas para frente, para trás, em diagonal, com a perna
direita, com a perna esquerda, etc.
Exemplos:
• esquerda – direita / direita – esquerda;
• direita – esquerda / esquerda – direita;
• direita – direita / esquerda – esquerda;
• esquerda – esquerda / direita – direita.

Pulo fixo
O professor distribuirá obstáculos na quadra (arcos, bancos, cordas,
etc.). Ao seu sinal, os alunos pulam por cima de obstáculos (alto/ baixo/ pés
juntos/ pés separados/ para frente/ para trás).

Manual Ilustrado de Educação Física

Relâmpago
Ao sinal do professor, os alunos correm driblando a bola para frente, para
trás, lento, rápido... Quando observar desenvolvimento da turma, acrescentar
diferentes tipos de bola e pedir aos alunos que executem os exercícios driblando
e lançando a bola ao alto.

47

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 47 13/10/2010 10:43:40

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 47 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Zoológico
Ao toque do professor, os alunos imitam bichos. O professor deve revezar os bichos, por exemplo,
coelho (saltar para frente, para trás, diagonal direita, diagonal esquerda), elefante, macaco e outros.

Atividades para 12 e 13 anos


A
Bola ao comando - I
Entregar uma bola a cada aluno da turma e orientá-los para que fiquem sentados com a bola
em seu colo. Após um sinal do professor, os alunos deverão:
• executar dribles ao lado do corpo, à frente ou ao redor;
• levantar e executar os dribles parados;
• executar dribles em várias direções.
Explicar aos alunos a utilização das duas mãos para execução desses exercícios.
Manual Ilustrado de Educação Física

48

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 48 13/10/2010 10:43:45

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 48 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Bola ao comando - II
Organizar duplas e entregar uma bola para
cada uma delas. Ao sinal do professor, as duplas
deverão:
• driblar com os olhos fechados;
• driblar sem olhar para a bola;
• driblar para trás;
• driblar em diagonal.
Após o sinal do professor, o aluno deverá entregar a bola ao seu companheiro, que deverá
executar os mesmos exercícios.

Bola dupla
Formar duas colunas (A e B) no fundo da quadra e entregar 2 bolas aos primeiros de cada
coluna. Ao sinal do professor, o primeiro aluno de cada coluna dribla até o meio da quadra, retornar e
entrega a bola ao seu companheiro, que, ao recebê-la, continua a movimentação do exercício.
Vence a coluna que executar o exercício mais rápido e com a participação de todos. O professor
deverá orientar os alunos para que utilizem as duas mãos nessas atividades.

Bola em movimento simples Manual Ilustrado de Educação Física

Entregar uma bola a cada aluno da turma


(de borracha ou plástico com vários tamanhos) e
ordenar aos alunos que executem dribles sobre as
linhas da quadra. Após um sinal do professor, os
alunos deixam sua bola e saem à procura de outra.

49

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 49 13/10/2010 10:43:52

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 49 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Movimentos de habilidade
Entregar uma bola a cada aluno da turma e
orientá-los para que movimentem a bola:
• por baixo da perna (movimento do “8”
parado);
• em deslocamento para frente em
movimento de “8”;
• em deslocamento para trás em movimento de “8”;
• ao redor do corpo;
• ao redor da cabeça.
Observação. Fazer os movimentos em todo o espaço da quadra.

Força corporal
Objetivos
Entender que a força corporal é uma capacidade de exercer certa tensão contra uma resistência,
que ocorre por diferentes ações musculares. Propiciar aos alunos atividades em que utilizem a força
do próprio corpo e de seus segmentos.
Classificar a força corporal em geral ou ampla, específica ou localizada.

Atividades para 6 e 7 anos


Cabo de guerra (força ampla/específica)
Duas equipes serão formadas (A e B), sentadas uma
de frente para a outra. Serão demarcados com uma linha os
lados correspondentes a cada coluna. O professor entregará
Manual Ilustrado de Educação Física

uma corda grande aos alunos, deixando metade dela para


cada equipe. Ao seu sinal, os alunos segurarão a corda e a
puxarão para trás com o objetivo de trazer a equipe adversária
para o seu lado.
Observação. O professor dividirá as equipes de
maneira que deixe as forças equilibradas.
Material: corda grande.

50

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 50 13/10/2010 10:43:57

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 50 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Carregar o defunto (força ampla)
Formados em quartetos, um aluno ficará
deitado em decúbito dorsal (defunto), e os outros o
segurarão pelas pernas e pelos braços e caminharão
pela quadra. Inverter as posições do defunto, sempre
que necessário.
Observação. Orientar os alunos para que tenham cuidado na execução desta atividade.

Carriola (força ampla)


Em duplas, um aluno deitará em decúbito
ventral, e seu colega o segurará pelas pernas. A um
sinal do professor, o aluno que está deitado eleva o
corpo e desloca-se pela quadra com o auxílio do
companheiro.
Inverter as posições sempre que necessário.
Observação. Orientar os alunos para que tenham cuidados especiais na execução da atividade.

Cavalinho (força ampla)


Em duplas, um aluno carregará o outro nas
costas pela quadra. Inverter as posições sempre que
necessário.
Ao formar as duplas, o professor escolherá
alunos com estatura e peso corporal semelhantes.
Observação. Cuidados especiais para esta
atividade.

Fazendo força (força ampla)

Manual Ilustrado de Educação Física


Em duplas, os alunos observarão as orientações
do professor:
• segurando pelos braços, um aluno tentará
deslocar o outro;
• empurrando o colega pelas costas, tentará
deslocar o outro.
Observação. Os alunos que estiverem sendo
“segurados”, ou “empurrados”, tentarão resistir a esta
ação.

51

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 51 13/10/2010 10:44:03

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 51 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 8 e 9 anos
Cabo de guerra em círculos (força ampla/específica)
Equipes serão formadas, posicionando-se em pé, em
fileiras, uma de frente para outra. O professor desenhará
uma linha dividindo os “campos”. Uma corda grande com
um nó nas extremidades será entregue às equipes. Ao sinal do
professor, os alunos deverão puxar a corda para tentar trazer a
outra equipe para o seu “campo”.
Observação. O professor deverá montar equipes com
equivalências de força.
Material: corda.

Cadeirinha (força ampla/específica)


Trios serão formados, com dois alunos um de frente para
o outro, de mãos dadas, os quais formarão a “cadeirinha”, para
que o terceiro aluno possa sentar-se nela. Quando este estiver
acomodado na “cadeirinha”, seus companheiros deslocam-se
pela quadra, caminhando. Inverter as posições a fim de que
todos possam ser carregados.
Observação. O professor deverá orientar a formação
de trios equivalentes em estatura e peso corporal.
Manual Ilustrado de Educação Física

Carregar pedras (força ampla/específica)


Entregar aos alunos medicine balls de diferentes
tamanhos e pesos. Em seguida, solicitar-lhes que carreguem as
bolas (pedras) pela quadra.
Observação. Caso haja necessidade, “as pedras” podem
ser carregadas em duplas.
Material: bolas de diferentes pesos e tamanhos
(medicine balls).

52

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 52 13/10/2010 10:44:10

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 52 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Lançamentos (força específica)
Entregar aos alunos vários tipos de bolas e
solicitar-lhes que lancem essas bolas o mais longe possível.
O professor observará qual bola o aluno necessitou de mais
força para lançar.
Material: bolas de diferentes pesos e tamanhos.

Túnel humano (força ampla/específica)


O professor orientará os alunos para que fiquem com
as mãos e os pés no chão, elevando os quadris (túnel). Um
aluno passará pelo túnel, até sair do outro lado. Este mesmo
aluno forma, então, a posição para o próximo passar, e assim
por diante. Poderá ser feito em forma de competição.

Atividades para 10 e 11 anos


Bola ao alvo (força específica)
O professor entregará uma medicine ball ao aluno e
lhe solicitará que a lance ao alvo (arco).
Observação. O professor aumentará a distância do
alvo caso haja necessidade.
Material: arcos e bolas.

Cabo de guerra tradicional (força ampla/específica)


Manual Ilustrado de Educação Física
Duas equipes serão formadas (A e B), em pé uma
de frente para a outra. O professor desenhará uma linha
como divisão dos “campos” e entregará uma corda aos
participantes das equipes, com um nó nas extremidades,
metade dela para cada equipe. Ao seu sinal, os alunos
segurarão a corda e a puxarão, tentando trazer a outra
equipe para seu campo. Será vencedora a equipe que trouxer
a outra para seu campo.
Material: corda.

53

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 53 13/10/2010 10:44:17

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 53 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Galo de briga (força ampla/específica)
Formação em duplas, dentro de um arco, ambos os alunos agachados, um de frente para o
outro. As palmas das mãos estarão encostadas umas às outras. Ao sinal do professor, tentarão empurrar
um ao outro para fora do arco. O vencedor será aquele que empurrar o colega para fora do arco.
Observação. Orientar na formação das duplas com equivalências de força, estatura e peso corporal.
Material: arcos.

Toca do urso (força ampla)


Formação em duplas, ambos os alunos
sentados dentro de um arco, de costas um para o
outro. Ao sinal do professor, tentarão empurrar um
ao outro para fora do arco, usando a força das pernas.

Atividades para 12 e 13 anos


A
Manual Ilustrado de Educação Física

Cabo de guerra humano - I


Formação em duas colunas (5 a 6 alunos
cada coluna), uma de frente para a outra. Pedir aos
alunos que segurem na cintura do companheiro, com
os primeiros de cada coluna de mãos dadas. Ao sinal
do professor, os alunos fazem força para o seu lado.
Ganha a equipe que arrastar ou derrubar a outra.

54

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 54 13/10/2010 10:44:23

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 54 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Cabo de guerra humano - II
Formação em duas colunas (5 a 6 alunos
cada coluna), uma de frente para a outra, sobre
um banco sueco ou plinto. Os primeiros de cada
coluna seguram uma corda. Ao sinal do professor,
os alunos fazem força para o seu lado. Ganha a
equipe que derrubar a coluna adversária.

Corrida do Saci
Formar várias colunas (6 a 8 alunos cada
coluna) e pedir aos alunos que segurem com uma
das mãos o ombro do companheiro da frente,
e com a outra mão o pé (direito/esquerdo) do
mesmo companheiro. Conforme o comando do
professor, o grupo todo desenvolve as atividades
propostas.

Luta com os pés


O professor orienta na formação de
duplas. Essas duplas ficam sentadas, um aluno
de frente para o outro, no chão, a uma distância
que permita a união das plantas dos pés (sola
dos pés). Ao sinal do professor, os alunos tentam
derrubar um ao outro, usando somente a força
das pernas.

Atividades para 14 a 17 anos Manual Ilustrado de Educação Física

Cavalos e jóqueis
O professor orienta na formação de
duplas: um é o cavalo e o outro, o jóquei. Uma
corda é colocada em volta dos jóqueis. Ao sinal
do professor, os cavalos saem correndo. Ganha
a equipe cujo jóquei estiver em seu cavalo.
Trocam-se sempre os cavalos e os jóqueis.

55

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 55 13/10/2010 10:44:30

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 55 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Circuito maluco
O professor organiza um circuito de atividades:
• 1a prova: levar e trazer uma medicine ball;
• 2a prova: corrida do saco;
• 3a prova: pular corda;
• 4a prova: levar e trazer o amigo às costas (cavalinho);
• 5a prova: levar e trazer o amigo de carriola.
Determinar duplas e pedir-lhes que percorram o circuito. A
dupla que realizar o percurso em menor tempo ganha. Todas as provas
serão delimitadas pelo professor.
Observação. Fica a encargo do professor acrescentar atividades
ao circuito maluco.

Teletransporte - I
O professor solicita a formação de trios e entrega a cada um deles
um bastão (cabo de vassoura). Enumerar os componentes do trio em
1, 2, 3. A sinal do professor, os números 1 e 2 seguram as respectivas
pontas do bastão e as elevam até o ombro. Ao segundo sinal, o número
3 pendura-se no bastão, o qual deve ser elevado até o limite determinado
pelo professor. Mudar sempre o número a ser teletransportado.
Manual Ilustrado de Educação Física

Teletransporte - II
Usar a mesma formação da atividade
anterior. A diferença é que o número a ser
teletransportado irá de cadeirinha, formada
pelos seus companheiros, até o limite
determinado pelo professor.

56

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 2.indd 56 13/10/2010 10:44:36

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 56 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Capítulo 3
Habilidades Motoras
Correr
Objetivos
Estimular os alunos na locomoção de forma rápida, sem dificuldade de coordenar os
movimentos de pernas e braços.
Os alunos devem vivenciar, com essas atividades, diferentes formas de corridas em jogos,
práticas esportivas e recreativas.

Atividades para 3 a 5 anos


A
Companheiros
Duplas serão formadas, de mãos dadas, um aluno
ao lado do outro. Ao sinal do professor, iniciam corridas da
maneira que for pedida: de frente, de lado, etc.

Corrida dos animais


O professor falará nomes de diversos animais, e os alunos irão correr imitando esses animais,

Manual Ilustrado de Educação Física


como cavalo, gato, cachorro, macaco, etc.

57

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 57 13/10/2010 10:48:07

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 57 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Corrida sobre figuras
O professor desenhará figuras geométricas no chão (triângulos, quadrados, círculos). Ao seu
sinal, os alunos correrão em cima das linhas das figuras.
Observação. Poderão ser feitos desenhos diversos (letras, animais, etc.)
Material: giz.

Corrida no ritmo
Os alunos, espalhados na quadra, iniciarão corridas livremente, acompanhando o ritmo que o
professor orientar, com palmas, apitos ou chocalhos (ritmo lento, rápido, moderado...)
Material: apitos, chocalhos.

Corridas variadas
O professor orientará os alunos em corridas
livres pela quadra. Depois de certo tempo, direcionará
essas corridas:
• nas linhas da quadra;
• em duplas;
• em trios;
• de mãos dadas (duplas ou trios), etc.
Manual Ilustrado de Educação Física

Pisando na terra
Com os alunos descalços, o professor orientará corridas em diferentes situações:
• na grama;
• na areia;
• na terra;
• na quadra, etc.

58

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 58 13/10/2010 10:48:12

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 58 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Troca-troca
Os alunos em duplas, um à frente do outro, correrão livremente pela quadra. Ao sinal do
professor, a dupla inverterá o sentido: quem estava atrás ficará à frente.

Atividades para 6 e 7 anos


Caminho das pedras - III
O professor organizará um caminho cheio
de arcos no chão da quadra. Ao seu sinal, os alunos
correrão sobre os arcos, colocando um pé dentro de
cada arco, sequencialmente.
Material: arcos.

Desenhos com os pés


Ao sinal do professor, os alunos saem correndo
em grupos de 4 ou 5, formando figuras imaginárias
no chão da quadra: círculos, quadrados, triângulos,
etc.
Observação. O professor também poderá Manual Ilustrado de Educação Física
solicitar a formação de letras ou outro tipo de figuras.

Guarda-costas
O professor orientará os alunos para que
corram livremente pela quadra em várias direções.
Ao seu sinal, tentarão tocar nas costas de outro
aluno, evitando também que outro aluno toque em
suas costas.

59

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 59 13/10/2010 10:48:16

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 59 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Pegando a sua bexiga
O professor entregará uma bexiga aos alunos e lhes pedirá que as encham, sem dar o nó na
ponta. Ao seu sinal, deverão soltá-las e correr atrás delas.
Lembrar aos alunos que corram somente atrás de sua bexiga, sem confundir com as de seus colegas.
Material: bexigas.

Ziguezague - III
O professor organizará
uma linha de cones, distantes
uns dos outros. Ao seu
comando, os alunos correm em
ziguezague até o último cone.
Material: cones.

Atividades para 8 e 9 anos


Achar a casa
O professor organizará um percurso, com vários arcos espalhados pela quadra, e determinará
que os alunos corram de maneira moderada (trotar) ao redor dos arcos. Ao seu sinal, deverão entrar
nos arcos.
Esta atividade poderá ser realizada em forma de competição.
Variação. Podem-se retirar alguns arcos para dificultar a procura de novas casas.
Manual Ilustrado de Educação Física

60

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 60 13/10/2010 10:48:23

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 60 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Círculo dos campeões
O professor organizará grupos de cinco alunos, sentados em círculos. Cada aluno no grupo
deverá ser enumerado de 1 a 5. Após o comando do professor, cada aluno deverá correr em volta do
círculo no sentido horário até chegar ao seu lugar. Quem fizer mais pontos será o campeão.
Variação. Realizar a atividade no sentido anti-horário.

Par ou ímpar
Alunos em duplas, sentados, um de costas para o outro. Explicar a eles que os sentados à direita
são pares, e os da esquerda são ímpares. Quando o professor disser “Número par!”, os alunos referentes
a esse números se levantam e fogem. Os ímpares, por sua vez, levantam-se rapidamente e correm atrás
deles, tentando pegá-los. Os que fizerem mais pontos serão os vencedores.

Manual Ilustrado de Educação Física


Revezamento do túnel
O professor formará grupos com 6 ou 7 alunos, em colunas, um à frente do outro, com as
pernas afastadas. Ao seu sinal, os primeiros de cada coluna correrão para tocar na linha demarcada pelo
professor, retornam à sua coluna e passam por baixo das pernas afastadas de seus colegas (túnel). Logo
que ocorrer essa passagem, outro aluno inicia nova corrida até completar o revezamento.
Observação. Poderá ser feito em forma de competição.

61

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 61 13/10/2010 10:48:27

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 61 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Sombra
Duplas serão formadas, ao sol. Ao sinal do professor, os alunos devem correr livremente pela
quadra, tentando pisar um na sombra do outro.
Sempre que necessário, fazer a troca dos pegadores.

Atividades para 10 e 11 anos


Corrida em cruz
O professor dividirá os alunos em quatro equipes
(A, B, C, D), com 10 alunos. As equipes ficarão sentadas
uma de frente para a outra, em forma de cruz. Será dado
um número de 0 a 9 a cada componente das equipes. O
professor dirá um número, e o número correspondente de
cada equipe se levantará e iniciará uma corrida em volta da
cruz, até chegar ao lugar de origem. O aluno que se sentar
primeiro marcará pontos para sua equipe.
• Corrida individual. Quando o professor disser
um número apenas (5, por exemplo), levanta-
-se apenas o aluno correspondente a ele e faz a
corrida;
• Corrida em duplas. Quando o professor disser
dois números (3 e 6, por exemplo), levantam-
-se os correspondentes e fazem a corrida.
Cabe ao professor escolher quantos números dirá.

Corrida do pô
Dividir a turma em duas equipes, em colunas,
posicionadas no canto da quadra. Ao sinal do professor,
Manual Ilustrado de Educação Física

os primeiros de cada coluna iniciam uma corrida no


percurso determinado pelo professor, até se encontrarem.
Nesse encontro tiram o pô. O vencedor do pô continuará
o percurso, e o perdedor retornará à sua coluna de origem.
Simultaneamente, sairá outro componente da equipe ao
encontro do vencedor. O aluno que conseguir chegar até a
coluna adversária marcará ponto para sua equipe.
Observação. O professor determinará a contagem
dos pontos.

62

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 62 13/10/2010 10:48:35

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 62 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Pega-pega cronometrado
A turma será dividida em duas equipes
(pegadores e fugitivos), cada uma delas em um
espaço determinado. O professor escolherá a equipe
que será pegadora e a equipe fugitiva. Ao comando
do professor, os pegadores sairão em duplas à captura
dos fugitivos, com um minuto de tempo para essa
perseguição. Após o tempo, retornam e liberam outra
dupla de pegadores.
Inverter as equipes sempre que necessário. A
equipe vencedora será aquela que conseguir completar
a atividade em menos tempo possível.
Material: cronômetro e giz.

Pega-pega de corrente
Os alunos estarão correndo livremente pela quadra quando o professor determinará um pegador
e, ao seu sinal, este sairá à captura de seus colegas. Quem for pego junta-se ao pegador e, de mãos
dadas, iniciam uma nova captura. Todos os alunos que forem pegos se unem aos outros, formando
assim uma corrente para a nova captura.

Reação em duplas (Sim ou Não)


Duplas serão formadas, sentadas, de costas, com os alunos a um metro de distância entre si.
Um aluno será o Sim, e o outro será o Não. Quando o professor disser “Sim!”, o aluno se
levanta e corre atrás do Não, tentando pegá-lo.
Inverter as posições sempre que necessário.

Manual Ilustrado de Educação Física

63

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 63 13/10/2010 10:48:42

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 63 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 12 e 13 anos
A
Corrida ao céu
Executar saltos no lugar, elevando os joelhos, com a coordenação dos braços.

Corrida a jato
Organizar pequenas competições com distâncias curtas.
Exemplo. Colunas de competição.

Corrida a jato maluca


Alunos correm em direções diferentes; ao sinal do
professor, eles devem sentar-se, saltar, agachar, tocar os
joelhos. Após isso, continuam a corrida.
Manual Ilustrado de Educação Física

Corrida do chacal
Os alunos estarão correndo livremente pela quadra quando o professor escolherá um deles para ser
o chacal. Quando o chacal pegar alguém, este permanecerá parado (estátua) e somente retornará à atividade
quando outro aluno o salvar, tocando em seu corpo.

64

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 64 13/10/2010 10:48:47

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 64 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Corrida maluca
Realizar com os alunos exercícios de tiro de partida, em posições diversas (agachados,
sentados, deitados).

Atividades para 14 a 17 anos


Corrida do gigante
Estipular uma linha de chegada aos alunos
e solicitar-lhes que percorram esse trajeto com
passadas grandes. Ganhará quem chegar ao ponto
determinado com menos passadas.

Corrida do mamulengo
Pedir aos alunos que realizem corridas com passadas em diferentes distâncias e ritmos, como
cinco passadas de corrida rápida e quatro passadas de corrida saltada.

Corrida mista
Organizar um circuito de corridas no qual os alunos tenham de correr com ritmos diferentes,
como corrida com passadas grandes, trote, corrida rápida, etc.

Corrida do robô
Correr e tocar os glúteos com os calcanhares.
Mudar o ritmo para suave e forte.

Manual Ilustrado de Educação Física


Corrida sem censura
Correr em direções diferentes, fazendo
elevações de joelhos e realizando mudanças de
velocidade.

65

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 65 13/10/2010 10:48:53

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 65 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Saltar
Objetivos
Essas atividades proporcionarão aos alunos a vivência de movimentos simples e complexos,
formas diferentes de saltos nos jogos, práticas esportivas e recreativas.
Coordenar movimentos de pernas e braços usando impulsos de um ou dois apoios.

Atividades para 3 a 5 anos


A
Caminho das pedras - IV
O professor organizará na quadra uma
sequência de arcos no chão. Ao seu sinal, orientará
os alunos para que saltem com as pernas unidas.
Material: arcos.

Cobrinha
Em dupla, um de frente para o outro, dois
alunos segurarão uma corda pelas extremidades.
Ao sinal do professor, moverão essa corda, no chão,
de um lado para outro. Os outros alunos tentarão
passar pela corda sem ser tocados por ela.
Material: corda grande.
Manual Ilustrado de Educação Física

Imitação de animais
O professor falará nomes de diversos animais.
Caberá aos alunos tentar imitá-los: sapo, coelho,
macaco, cavalo, canguru, pulga, etc.
Observação. As imitações serão feitas por
meio de saltos.

66

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 66 13/10/2010 10:48:57

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 66 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Na floresta
O professor contará uma história da floresta, e a cada situação encontrada nela, os alunos terão
de ultrapassá-la saltando.
Exemplo:
Havia na floresta um grande rio (os alunos simulam um salto pelo rio). Observou-se que havia
também uma grande pedra (saltam a grande pedra), um urso bravo (saltam sobre o urso), etc.

Saltar sobre os colegas


O professor solicitará aos alunos que fiquem
deitados um do lado do outro (decúbito dorsal),
mantendo certa distância entre eles. Ao seu sinal, um
aluno saltará sobre os colegas deitados no chão.
Inverter sempre os saltadores, a fim de
que todos possam participar da atividade. Adotar
cuidados especiais nessa atividade.

Atividades para 6 e 7 anos


Caminho das pedras - V
O professor organizará uma linha de arcos.
Os alunos, então, executarão os saltos de formas
variadas:
• com os pés unidos;
• com um pé, depois com o outro;
• aumentar a distancia dos arcos se
necessário.
Material: arcos.

Carregar a bola Manual Ilustrado de Educação Física

O professor entregará uma bola para cada


aluno, que a colocará entre os tornozelos. Ao seu
sinal, os alunos saltarão segurando a bola que está
entre seus tornozelos, sem deixá-la cair, até o local
predeterminado.
Material: bolas.

67

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 67 13/10/2010 10:49:02

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 67 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Circuito dos saltos - I
O professor organizará um grande circuito com cones,
arcos, bancos, cadeiras, colchonetes, etc. Os alunos terão de
ultrapassar todo esse circuito com saltos.
Variação. Determinar um tempo para a execução da
atividade ou cronometrar o tempo que cada aluno demorou a
realizá-la.
Material: arcos, bancos, cadeiras, colchonetes, cones, etc.

Explosão
O professor entregará aos alunos várias
bexigas e lhes solicitará que as encham e as espalhem
pela quadra. Após o seu sinal, os alunos terão de
estourá-las saltando em cima delas.
Material: bexigas.

Olha o arco!
Duplas serão formadas, um aluno de frente para o outro, de
posse de um arco. Ao sinal do professor, um participante da dupla
lançará o arco, que rolará pelo chão, para que seu companheiro
possa saltar sobre ele.
Material: arcos.
Manual Ilustrado de Educação Física

Pulando a cerca
Colocar um banco sueco como obstáculo aos alunos (a
cerca), que executarão vários saltos sobre ele, com o apoio das
mãos, simulando um pulo sobre a cerca. Conforme os alunos
mostrarem domínio da atividade, o professor poderá colocar
obstáculos mais altos para serem superados.
Material: banco sueco.

68

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 68 13/10/2010 10:49:06

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 68 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Pular a sela
Em duplas, um aluno à frente do outro. Um aluno então
se agachará, apoiando as mãos no solo. O outro aluno saltará
sobre ele, apoiando as mãos em suas costas. Logo após o salto,
invertem-se as posições.
Variação. Essa atividade poderá ser executada em
colunas de competição.

Salto em altura
O professor, com o auxílio de um aluno, estenderá uma corda grande a uma altura de 30 a 40cm
do solo. Os alunos, posicionados em colunas à frente da corda, executarão saltos, unidos, sobre ela.
Material: corda grande.

Atividades para 8 e 9 anos


Boxeadores
Entregar uma corda pequena aos alunos e orientá-los
para que pulem corda no ritmo determinado pelo professor
(lento, moderado, rápido), como se estivessem fazendo
treinamento para uma luta de boxe.
Material: cordas pequenas.
Manual Ilustrado de Educação Física

Reloginho
Organizar círculos com aproximadamente 6 a 7 alunos:
um aluno ficará no centro do círculo com uma corda em suas
mãos (reloginho). Ao sinal do professor, o reloginho gira a corda
no chão, próximo aos pés de seus colegas, que deverão saltar por
cima dela. O aluno tocado pela corda torna-se o reloginho.
Promover os cuidados necessários na execução dessa atividade.
Material: corda.

69

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 69 13/10/2010 10:49:16

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 69 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Revezamento dos arcos
Organizar a turma em duas colunas, uma paralela à outra, e entregar dois arcos aos primeiros
de cada coluna. Ao sinal do professor, o primeiro participante colocará um arco no chão e saltará
dentro dele. Automaticamente o primeiro aluno da outra colocará o segundo arco no chão e repetirá
o mesmo movimento. A atividade acabará quando todos os participantes das colunas completarem o
revezamento dos arcos.
Material: arcos.

Tesourinha
Em duplas, um aluno ficará sentado com as
pernas estendidas e unidas, e o outro em pé ao seu lado.
Ao sinal do professor, o aluno que está sentado executará
Manual Ilustrado de Educação Física

uma abertura total de pernas, e o aluno que está ao seu


lado terá de saltar entre as pernas dele. Quando o aluno
fechar as pernas, seu companheiro também saltará; caso
contrário, “a tesourinha” cortará sua perna.
Inverter o posicionamento sempre que necessário.

70

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 70 13/10/2010 10:49:26

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 70 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Corrida da corda
O professor formará duas equipes (A e B), uma
paralela à outra, e entregará aos primeiros de cada coluna
uma corda. Ao sinal do professor, os primeiros de cada
equipe saltam sobre a corda (pulam corda), até o limite
determinado pelo professor, retornam rapidamente e
entregam a corda ao seu companheiro de equipe, que
deverá executar a mesma tarefa. A equipe vencedora será
aquela que primeiro terminar a atividade.
Material: corda.

Corrida de saco - I
O professor formará duas equipes (A e B), uma
paralela à outra, e entregará aos primeiros de cada coluna
um saco. Ao sinal do professor, os primeiros de cada
equipe entram no saco, saltam até o limite determinado
pelo professor, retornam rapidamente e entregam o saco
ao seu companheiro de equipe, que deverá executar
a mesma tarefa. A equipe vencedora será aquela que
primeiro terminar a atividade.
Material: sacos.

Desafio do pô
Todos os alunos espalhados pela quadra,
ao comando de “Já!”, dado pelo professor, correm
livremente por todo espaço da quadra. Quando ouvirem
um apito, encontram um companheiro e tiram um pô
—mão fechada (pedra), mão aberta (papel), mão com o
dedo indicador e o médio estendido (tesoura). O aluno

Manual Ilustrado de Educação Física


que perder esse desafio ficará agachado, e o que ganhou
saltará sobre ele. No decorrer da atividade, os alunos
devem procurar outros companheiros para realizar novos
desafios.

Enduro
Nessa atividade, os alunos deverão fazer uma caminhada pela escola e saltar sobre obstáculos
que possam encontrar (bancos, escadas, caixas, etc.). Na volta, continuar o enduro com obstáculos
colocados de propósito na quadra.
Material: bancos, arcos, pneus, etc.

71

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 71 13/10/2010 10:49:34

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 71 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Revezamento dos bancos
O professor formará duas equipes (A e B), uma paralela à
outra. À frente dessas equipes serão colocados bancos, distantes
um do outro. A um sinal do professor, os primeiros de cada
equipe correm rapidamente e saltam sobre os bancos até chegar
ao limite determinado pelo professor, de onde retornam ao
ponto de partida do revezamento. Será considerada vencedora a
equipe que primeiro terminar a atividade.
Cuidados especiais na execução dessa atividade.
Material: bancos.

Atividades para 12 e 13 anos


A
Central
Os alunos formam um círculo, com um deles ao centro
(central). Este gira uma corda no chão, e os demais alunos saltam
sobre ela. Conforme dominem a atividade, o central orientado
pelo professor deve girar a corda a certa altura. O aluno que for
tocado vai ao centro do círculo e repete a atividade.

Corrida de saco - II
O professor orienta na formação de colunas. Todos
os alunos recebem um saco. O primeiro participante de cada
coluna entra no saco segurando as extremidades da abertura. Ao
sinal do professor, os alunos devem saltar até determinado local
estipulado pelo professor, voltar em seguida e entregar o saco ao
Manual Ilustrado de Educação Física

companheiro seguinte. O vencedor é a equipe que terminar a


participação em primeiro lugar.
Material: sacos.

Salto ao céu - I
Alunos dispersos na quadra ou no espaço físico
disponível. Após um sinal do professor, realizam impulsões de
pernas, movimentando os braços para frente, para trás e para os
lados.

72

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 72 13/10/2010 10:49:39

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 72 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Salto ao céu - II
Os alunos realizam impulsões contínuas de pernas. Conforme seu desempenho, aumentar
progressivamente a altura e a distância.

Salto do coelho
Entregar aos alunos bolas, de preferência de
borracha (caso não haja esse tipo de bola, podem ser
bolas de futsal mirim, handebol ou de tamanho similar).
Os alunos prendem a bola entre os tornozelos e, ao sinal
do professor, devem saltar com os pés juntos sem soltar a
bola. Pode-se fazer essa atividade em forma de estafeta ou
dupla/trios, de acordo com o espaço físico e material.

Atividades para 14 a 17 anos


Canguru
Colocar vários colchonetes no chão e pedir aos
alunos que saltem sobre eles. Observar o desenvolvimento
da turma e aumentar a distância entre os colchonetes.

Desafio do sapo
O professor organiza um circuito com cones,
colchonetes, arcos ou cordas e pede aos alunos que superem esses obstáculos. Ganha quem percorrer o
circuito em menos tempo.

Salto da chegada
Formar colunas e pedir aos alunos que desenvolvam

Manual Ilustrado de Educação Física


a corrida e saltem sobre o colchão. Nesse exercício,
determinar linha limite para efetuar o salto e lembrá-los
de sua perna de impulsão.

Salto da liberdade
O professor determina aos alunos um “alvo fixo” (tabela de basquete, bola suspensa no teto,
bexiga). A um sinal do professor, os alunos desenvolvem uma corrida. Ao se aproximarem do alvo,
efetuam o salto, tocando a mão no alvo fixo. O objetivo será alcançar o ponto mais alto.
Observação. Nesses exercícios, o professor vai observando e orientando os alunos sobre sua
perna de impulsão (batida).

73

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 73 13/10/2010 10:49:45

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 73 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Salto free lancer
Colocar os alunos próximos a um colchonete e
pedir-lhes que saltem de diferentes formas.

Formas de locomoção
Objetivos
Desenvolver nos alunos várias formas de deslocamento e de posições variadas. Os alunos
devem girar, rolar, rastejar, tripejar, quadrupejar e andar em diversas direções.

Atividades para 3 a 5 anos


A
Coelhinho sai da toca
O professor distribuirá uma sequência de arcos pela quadra, com cada aluno dentro de um arco.
Ao seu sinal, os alunos sairão de seus arcos e entrarão em outros que estiverem disponíveis.
O professor orientará de que forma os alunos se deslocarão até outra toca: engatinhando,
imitando bichos (coelho, sapo), pulando num pé só, rastejando, etc.
Material: arcos.
Manual Ilustrado de Educação Física

Irmãos gêmeos
Duplas serão formadas, com os alunos se
deslocando pela quadra (andando ou correndo),
em diversas direções: para frente, para trás, para
a direita/esquerda. Nesse deslocamento, um dos
companheiros seguirá o outro.

74

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 74 13/10/2010 10:49:49

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 74 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Quadripejar
Os alunos se deslocarão pela quadra
conforme estas orientações do professor:
• imitando caranguejos (deslocar-se em
quatro apoios, em decúbito dorsal);
• imitando macacos (deslocar-se em
quatro apoios, mãos deslocando-se
simultaneamente com os pés);
• imitando cavalos (deslocar-se em quatro apoios, cavalgando), etc.

Seu mestre mandou


Os alunos se deslocam pela quadra. Após
o comando “Seu mestre mandou...”, deslocam-se
para frente ou para trás, giram, rastejam, etc.

Tripejar
Os alunos se deslocarão pela quadra, em
três apoios: duas mãos e um pé no chão.

Atividades para 6 e 7 anos


Manual Ilustrado de Educação Física
Canguru
Organizar duas colunas (A e B),
em pé, paralelas uma à outra. O professor
entregará ao primeiro de cada coluna um
colchonete. Ao seu sinal, o primeiro de
cada coluna coloca o colchonete (enrolado)
no meio das pernas, salta até o limite
determinado e, logo após, retorna e entrega
o colchonete ao próximo de sua coluna,
que executará a mesma tarefa.
Será vencedora a equipe que terminar primeiro a atividade.
Material: colchonetes.
75

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 75 13/10/2010 10:49:56

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 75 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Circuito de apoios
O professor organizará um circuito com cordas espalhadas pelo chão da quadra, determinando
que os alunos percorram esse circuito (cordas) da seguinte maneira:
• corda 1: quadrupejar de frente, com uma mão de cada lado e um pé de cada lado da corda;
• corda 2: quadrupejar de lado, com as duas mãos de um lado e os dois pés do outro lado da
corda;
• corda 3: quadrupejar em decúbito dorsal (caranguejo), com uma mão de cada lado e um pé
de cada lado da corda;
• corda 4: tripejar de frente, com uma mão de cada lado e um pé do outro lado da corda
(imitando um cachorrinho manco).
Material: cordas.

Deslocamento sobre os colchões


O professor organizará uma passarela com
colchonetes ou colchões, e os alunos deverão se
deslocar sobre ela da seguinte maneira:
• saltando com um pé (saci);
• saltando com os dois pés unidos;
• em rolamento frontal (cambalhota);
Manual Ilustrado de Educação Física

• rastejando (decúbito ventral e dorsal);


• quadripejando;
• tripejando, etc.
Material: colchonetes e colchões.

76

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 76 13/10/2010 10:50:01

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 76 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Jogo dos apoios
Duplas serão formadas, um aluno de frente para o outro. Os alunos, atentos, aguardam as
orientações do professor:
• dois apoios: de mãos dadas, um pé de cada aluno no chão (saci);
• três apoios: um pé de um aluno e dois pés do outro;
• quatro apoios: dois pés e uma mão de um aluno, e um pé do outro.
Os alunos deverão ser orientados sobre as melhores possibilidades de apoios.

Túnel dos arcos


Os alunos formarão colunas, um ao lado do
outro, segurando um arco lateralmente. Cada um dos
alunos passará pelo túnel quadrupejando. Após ter
ultrapassado todo o percurso, outro aluno executará
a tarefa.
Material: arcos.

Túnel gigante

Manual Ilustrado de Educação Física


O professor organizará uma coluna, um à
frente de outro, com as pernas afastadas, formando
o túnel gigante. O primeiro da coluna passará pelo
túnel rastejando, até ultrapassar o último. Após a
passagem, ficará em pé, com as pernas afastadas,
também fazendo parte do túnel gigante. O professor,
então, comandará a passagem de outro aluno.
Cabe ao professor organizar a formação
do túnel gigante em uma superfície lisa ou sobre
colchões, a fim de evitar possíveis lesões nos alunos.

77

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 77 13/10/2010 10:50:06

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 77 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 8 e 9 anos
Circuito de deslocamentos
O professor organizará uma sequência de obstáculos, com bancos, cones, cordas ou colchonetes.
Os alunos formarão equipes com 5 ou 6 componentes e deverão ultrapassar esses obstáculos em
várias formas de deslocamento:
• sobre os bancos: rastejando;
• entre os cones: corridas em zigue-zague;
• nas cordas: quadripejando ou tripejando;
• sobre os colchonetes: rolamento (cambalhota).
A atividade poderá ser feita em forma de competição.
Material: bancos, cones, cordas, colchonete.

Revezamento animal
Os alunos devem ser organizados em equipes com 5 ou 6 componentes e posicionados ao
fundo da quadra, em colunas, uma ao lado da outra. O professor então dirá o nome de um “animal”
(macaco, por exemplo), e os primeiros de cada coluna saem correndo até o limite determinado pelo
professor e retornam, liberando o seguinte de sua coluna.
Será considerada vencedora a equipe que terminar primeiro o revezamento.
Observação. O professor dirá o nome de vários animais a fim de que os alunos possam se
deslocar de formas diversas.

Atividades para 10 e 11 anos


Canguru
Manual Ilustrado de Educação Física

Dispor os alunos em quatro colunas, todos no fundo da quadra, em pé. Com um colchão enrolado
no meio das pernas, deverão deslocar-se saltando até o outro lado quadra e voltar até a linha de partida.

Canguru em dupla
Os alunos, dispostos em duplas, deverão
deslocar-se de mãos dadas, um de frente para o outro:
um salta de frente e o outro salta de costas, com o
colchonete preso entre as pernas da dupla.

78

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 78 13/10/2010 10:50:13

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 78 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Caranguejo em duplas
Realizar o posicionamento do exercício anterior, porém as duplas deverão deslocar-se de lado
até uma linha determinada pelo professor.

Dorminhoco
Os alunos formam duplas. Um deles, deitado
sobre um colchão, deverá ficar segurando as laterais
do colchão,. O companheiro de dupla deverá
segurar as pernas do outro, puxando-o até um lugar
determinado pelo professor; trocam-se as funções e
voltam até a linha de partida.

Tapete mágico - I
Dispostos em duplas, um dos alunos sobe em
cima de um colchão, e o outro o puxa até determinado
ponto. Chegando a esse ponto, trocam as posições e
voltam ao ponto de partida.

Tapete mágico - II
Realizar o exercício com a formação anterior,
porém o aluno que está sobre o colchão deverá estar
em decúbito ventral.

Manual Ilustrado de Educação Física


Transportadora
Posicionar os alunos em trios, ao fundo da
quadra. Dois segurarão o colchonete e transportarão
o outro companheiro até o outro lado da quadra.
Chegando lá, troca-se o aluno a ser transportado,
e assim sucessivamente, até que todos sejam
transportados. Ganhará a equipe que terminar
primeiro.

79

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 79 13/10/2010 10:50:16

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 79 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 12 e 13 anos
A
Apoiar o amigo
Dispostos em duplas, um aluno corre de frente,
com as pernas afastadas, entre elas o banco sueco, e
os pés no chão. O outro aluno corre com os pés no
banco e com as mãos nos ombros do companheiro.
Na volta, invertem-se as posições.

Basquete no banco
Posicionar os alunos em colunas, no fundo
da quadra. Cada aluno deverá se deslocar no chão,
batendo uma bola sobre o banco sueco, na ida e na
volta, levando a bola ao primeiro aluno da coluna, e
dirigir-se ao fim da fila. Ganha a equipe que realizar a
atividade em primeiro lugar.

Cachorrinho
Formados em 5 filas, os alunos (primeiros da fila) de pé, tendo à frente três bancos suecos,
deverão deslocar-se por cima dos bancos utilizando ao mesmo tempo os pés e as mãos.
Observação. Na impossibilidade de banco sueco, pode-se utilizar uma linha da quadra para
realizar a atividade.
Manual Ilustrado de Educação Física

Cachorrinho manco
Realizar a formação do exercício anterior,
porém com as mãos e apenas um dos pés.
Observação. Na impossibilidade de banco
sueco, pode-se utilizar uma linha da quadra para
realizar a atividade.

80

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 80 13/10/2010 10:50:22

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 80 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Cobra
Dispor os alunos em 4 colunas. Os primeiros
alunos de cada coluna, tendo à frente dois bancos suecos,
se deslocarão rastejando com a barriga, sobre o banco e
de frente. Ao final da atividade, o aluno dirige-se ao fim
da fila e dá a vez a outro aluno.

Força no banco
Posicionar os alunos em trios. Os alunos de
cada trio, sentados no chão, deverão segurar acima da
cabeça o banco sueco. A um sinal do professor, deverão
se deslocar até um local determinado por ele.

Olhar o céu
Realizar a mesma formação do exercício Cobra,
porém com os alunos rastejando de costas para o banco.

Passarela sueca
Dispor os alunos em 4 colunas. Os primeiros alunos de cada coluna, em pé, tendo à frente três
bancos suecos, deverão passar sobre eles colocando um pé à frente do outro e encostando o calcanhar
na ponta do outro pé. Ao terminar a atividade, o aluno deverá dirigir-se ao fim da fila. Realizar a
atividade sucessivamente com os primeiros de cada coluna.
Observação. Na impossibilidade de banco sueco, pode-se utilizar a linha da quadra para realizar

Manual Ilustrado de Educação Física


tal atividade.

81

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 81 13/10/2010 10:50:29

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 81 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Chutar/Conduzir
Objetivos
Desenvolver, sem dificuldade, os movimentos de pernas, braços e pés para a condução de
bola e chute, vivenciando dos movimentos simples aos mais complexos, nos jogos e nas práticas
esportivas e recreativas.

Atividades para 3 a 5 anos


A
Condução de bola - I
O professor entregará uma bola para cada aluno e lhes
solicitará que executem condução de bola livremente pela
quadra.
Material: bolas de diversos tamanhos e pesos.

Condução de bola em duplas - I


Duplas serão formadas, de mãos dadas. O professor
entregará uma bola para cada dupla, que deverá conduzi-la
livremente por toda a quadra:
• tocando-a um para o outro, sem soltar as mãos;
• individualmente e depois passá-la ao companheiro;
• passando-a ao companheiro e vice-versa.
Observação. Executar a condução sempre de mãos dadas.

Chute ao alvo
Manual Ilustrado de Educação Física

Distribuir os alunos em colunas, um atrás do outro.


O professor entregará uma bola aos primeiros de cada coluna,
à frente das quais haverá dois cones-alvos, paralelamente um
ao outro. Ao sinal do professor, os alunos chutarão a bola
tentando acertar o alvo.
Depois de seu chute, o aluno recupera a bola e a entrega
a seu colega de equipe.
Material: bolas e cones.

82

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 82 13/10/2010 10:50:37

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 82 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Chute para o amigo
Duplas serão formadas, um aluno de frente para o
outro, a uma distância de 5 metros aproximadamente, um
deles com a posse de bola. Ao sinal do professor, os alunos
chutarão a bola um para o outro da dupla.
Material: bolas.

Gol humano
Duplas serão formadas, um aluno de frente para o
outro, a uma distância de 5 metros aproximadamente. Um
dos alunos com a posse da bola, e o outro com as pernas
afastadas, formando o gol humano. Ao sinal do professor, o
aluno chutará a bola tentando acertar o gol.
Inverter as posições sempre que necessário.
Material: bolas.

Atividades para 6 e 7 anos


Boliche com os pés
Organizar os alunos em colunas, um atrás do outro, e
entregar aos primeiros de cada coluna uma bola. Será colocada,
à frente de cada coluna, uma sequência de cones que simule
pinos de boliche. Após o sinal do professor, os primeiros de
cada coluna chutarão a bola, tentando acertar os pinos.
Os pontos serão dados conforme os chutadores acertem

Manual Ilustrado de Educação Física


ou derrubem os “pinos”.
Observação. Poderão ser utilizados, como pinos,
garrafas pet com um pouco de areia dentro delas.
Material: bolas e cones ou garrafas pet.

83

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 83 13/10/2010 10:50:43

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 83 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Circuito de obstáculos
O professor organizará um circuito com vários
obstáculos (arcos, bancos, cones, cordas). Os alunos
conduzirão a bola, com os pés, entre esses obstáculos.
Variações. a) condução de bola sem tocar ou
bater nos obstáculos (caso isso ocorra, voltar ao início da
atividade), b) condução de bola com definição de tempo
para realização do circuito.
Material: bolas, arcos, bancos, cones e cordas.

Condução de bola em duplas - II


O professor entregará uma bola a cada dupla, que
deverá conduzi-la livremente sobre as linhas da quadra.
Observação. A condução deverá ser feita de mãos
dadas, com os alunos tocando a bola alternadamente.
Material: bolas.

Condução nas linhas


O professor entregará uma bola a cada aluno,
que após seu sinal deverá conduzi-la, livremente sobre as
linhas da quadra.
Material: bolas.
Manual Ilustrado de Educação Física

Ladrão
Em duplas, um aluno conduzirá bola livremente
pela quadra, e o outro aluno tentará roubá-la.
Inverter as posições sempre que necessário
Material: bolas.

84

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 84 13/10/2010 10:50:50

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 84 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 8 e 9 anos
Bobinho
Em trios, cada componente do grupo receberá um número (1, 2 e 3). A atividade seguirá da
seguinte maneira: os números 1 e 2 trocam passes sem que o número 3 toque a bola ou a recupere.
Inverter as posições sempre que necessário.

Corrida ao gol
Duas equipes serão formadas (A e B) ao
fundo da quadra. Será entregue uma bola aos
primeiros de cada equipe, que deverão conduzi-
-las até o local determinado pelo professor e
chutá-las ao gol.
A equipe que acertar o gol primeiro
marcará ponto.
Material: bolas.

Manual Ilustrado de Educação Física


Feitiço das estátuas
Duas equipes serão formadas (A e B). No
primeiro momento, os representantes da equipe
A serão as estátuas com bolas. Ao comando do
professor, a equipe B conduzirá a bola por entre
as estátuas. Caso alguma bola toque as estátuas,
esta trocará de lugar com seu colega.
Inverter as posições sempre que necessário.
Material: bolas.

85

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 85 13/10/2010 10:50:55

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 85 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Sem saída
O professor organizará um grande círculo,
colocando um aluno no centro dele com posse de uma
bola. Após o sinal do professor, esse aluno tentará chutar
a bola para fora do círculo, e os outros alunos tentarão
evitar que isso aconteça, chutando-a de volta para ele.
Inverter as posições sempre que necessário
Material: bolas.

Atividades para 10 e 11 anos


Chute de escanteio
Os alunos se posicionam no meio da quadra: coluna 1 e coluna 2. Na marca de escanteio, um
aluno, de posse da bola, dá um sinal e executa o passe. O primeiro da coluna 1 corre e faz o chute ao gol.
Após esse chute, sai o aluno da coluna 2. O professor orienta para que, depois do chute, o aluno
vá para a marca de escanteio.

Chute de primeira
Usar a mesma formação do exercício anterior. O
professor recebe a bola do aluno e a lança ao alto. O
aluno só pode chutar a gol quando a bola quicar pelo
menos 1 vez no solo.
Manual Ilustrado de Educação Física

Chute em zigue-zague
Os alunos são posicionados em duas
colunas no final da quadra, com bolas. Conduzem
as bolas até o limite pré-determinado pelo
professor, executam o passe e fazem zigue-zague
nos cones. Após passar o último cone, o professor
ajeita a bola para o chute ao gol.

86

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 86 13/10/2010 10:51:02

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 86 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Chute legal - I
Os alunos posicionam-se em 2 colunas ao fundo da quadra (próximos à linha de escanteios)
e conduzem a bola até o meio da quadra, onde estará outro companheiro. Este aluno faz o passe ao
professor, que ajeita a bola para o chute. Após o chute, o aluno pega a bola e a entrega aos outros
alunos.
Observação. Determinar aos alunos da coluna 1 que chutem apenas com o pé esquerdo e aos
alunos da coluna 2 apenas com o pé direito. Após todos chutarem, mudar o lado das colunas.

Atividades para 12 e 13 anos


A
Chute certo
O professor pede aos alunos que coloquem as bolas em um local indicado por ele. Após um sinal
Manual Ilustrado de Educação Física
(apito), pede-lhes que chutem ao gol. Quando o último chutar, todos recolhem a bola e a posicionam
para outros alunos executarem os chutes.
Observação. Os chutes são feitos um de cada vez. Orientar sempre os alunos para que aguardem
o último chutar para, então, pegarem as bolas.

87

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 87 13/10/2010 10:51:09

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 87 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Chute da marca
Posicionar a bola na marca de tiro livre direto, sem barreira. Um por vez, os alunos executam o
chute. O goleiro poderá movimentar-se em seu limite para fazer a defesa.

Chute fatal
Organizar os alunos em coluna e posicionar a
bola na marca da penalidade máxima (pênalti). Cada
aluno chuta ao gol. Para dar mais rapidez à atividade, o
professor pode usar mais de uma bola.

Atividades para 14 a 17 anos


Chute do poder
Formar duas colunas. Os alunos executam o passe para o professor, que está no centro da
quadra, e esperam sua devolução para efetuar o chute.
Manual Ilustrado de Educação Física

Chute em trio
Formados em 3 colunas ao fundo da quadra, os alunos conduzem a bola entre si e executam
chutes a gol quando se aproximam do limite indicado. O professor orienta a mudança de colunas para
que todos passem a executar o chute.

88

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 88 13/10/2010 10:51:15

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 88 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Chute legal - II
Organizados em duas colunas em cada lado da quadra, os primeiros alunos de cada coluna
conduzem a bola e, quando chegam ao local indicado pelo professor, realizam o chute ao gol.

Lançar/Receber/Arremessar
Objetivos
Desenvolver, sem dificuldade, movimentos de pernas, braços e mãos para lançar, receber
e arremessar bola, vivenciando dos movimentos simples aos mais complexos nos jogos, práticas
esportivas e recreativas.

Atividades para 3 a 5 anos


A
Acertar o alvo
Organizar duas colunas (A e B), um aluno atrás
do outro. À frente dessas colunas, o professor colocará um
alvo (podem ser arcos afixados aos ângulos superiores da
trave do gol). Ao sinal do professor, os alunos das colunas
(A e B) lançam a bola tentando acertar o interior
do arco correspondente à sua equipe. Conforme o
desenvolvimento da atividade, o professor vai orientar
a maneira como a bola deverá ser lançada: com a mão
direita, com a mão esquerda, com as duas mãos.
Observação. Auxiliar os alunos na identificação da mão direita e da esquerda.
Material: arcos e bolas.

Malabarista - I
Cada aluno com uma bola na mão, ao comando Manual Ilustrado de Educação Física
do professor, lança a bola para o alto e tenta pegá-la
depois, sem que ela toque o chão.
Observação. Auxiliar os alunos na identificação
de qual é a mão direita e qual é a esquerda.
Material: bolas.

89

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 89 13/10/2010 10:51:20

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 89 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Malabarista - II
Cada aluno com uma bola na mão. Ao comando
do professor, os alunos lançam a bola para o alto, da
mão direita para a esquerda, e assim sucessivamente,
sem deixá-la tocar no chão.
Observação. Auxiliar os alunos na identificação
da mão direita e da esquerda.
Material: bolas.

Paredão
Os alunos se posicionarão de frente para uma
parede, com uma bola em suas mãos. Ao comando do
professor:
• lançam a bola na parede com a mão direita e
a pegam sem deixá-la cair no chão;
• lançam a bola na parede com a mão esquerda
e a pegam sem deixá-la cair no chão;
• lançam a bola na parede com ambas as mãos
e a pegam sem deixá-la cair no chão.
Observação. Auxiliar os alunos na identificação
da mão direita e da esquerda.
Material: bolas.

Toma lá, dá cá
Formados em duplas, um aluno de frente para o
outro, com a distância de 2 metros aproximadamente.
Manual Ilustrado de Educação Física

Ao comando do professor:
• lançam a bola um para o outro com a mão
direita;
• lançam a bola um para o outro com a mão
esquerda;
• lançam a bola um para o outro com as duas mãos.
Observação. Auxiliar os alunos na identificação da mão direita e da esquerda.
Material: bolas.

90

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 90 13/10/2010 10:51:23

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 90 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 6 e 7 anos
Argola gigante
Dividir os alunos em duas equipes (A e B), um
atrás do outro. À frente de cada equipe será colocado
um cone, a aproximadamente 2 metros de distância.
Ao comando do professor, os primeiros de cada coluna
lançam o arco (argola) que estará em suas mãos, ao alto,
tentando acertar o cone no meio e, depois, passando o
arco (argola) ao próximo companheiro.
Essa atividade poderá ser realizada em forma de
competição.
Material: arcos e cones.

Bola de gude gigante


O professor colocará várias bolas dentro de um
arco (borracha, plástico, vôlei, futsal) e entregará uma
bola mais pesada aos alunos, que, ao seu comando,
deverão lançar a bola pesada em direção ao arco,
tentando tirar o máximo de bolas possíveis, em um só
lançamento.
Essa atividade poderá ser feita em forma de competição.
Material: bolas de diversos tamanhos e pesos, arco.

Cesto ambulante
O professor organizará um grande círculo, dentro do qual dois alunos estarão com um cesto
nas mãos. Ao seu comando, os alunos devem arremessar a bola aos cestos, tentando marcar um ponto.
Para facilitar, o professor deverá orientá-los a trocar passes o mais rápido possível, fazendo o arremesso
Manual Ilustrado de Educação Física
quando um aluno estiver mais próximo do cesto.
Inverter, sempre que necessário, a posição de quem está dentro do círculo.
Material: bola e cestos.

91

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 91 13/10/2010 10:51:29

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 91 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Desafio da garrafa
Organizar uma sequência de garrafas pet, em forma de pinos de boliche. Os alunos ficarão à
frente das garrafas, a aproximadamente 3 metros de distância. Ao comando do professor, lançarão a
bola para derrubar o máximo possível de garrafas pet.
Essa atividade poderá ser realizada em forma de competição.
Material: bolas e garrafas pet.

Desafio de lançamentos
Entregar aos alunos, formados em duplas, uma bola um
pouco mais pesada. Um ao lado do outro, iniciam o desafio de
lançamentos.
Essa atividade poderá ser realizada em forma de competição.

Atividades para 8 e 9 anos


Bola à cesta
Para essa atividade o professor entregará aos alunos
bolas de diversos tamanhos e pesos. Colocar os alunos
em forma de colunas, à frente da cesta de basquete. O
professor os orientará para que arremessem a bola à cesta.
Ganhará a atividade a equipe que fizer mais pontos.
Material: bolas de diversos tamanhos e pesos.

Boliche gigante
Organizar uma sequência de garrafas pet, em forma de pinos de boliche. Os alunos ficarão à
frente das garrafas pet, a aproximadamente 5 metros de distância. Ao comando do professor, lançarão
a bola para derrubar o máximo possível de garrafas.
Manual Ilustrado de Educação Física

Essa atividade poderá ser realizada em forma de competição.


Material: bola e cones.

92

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 92 13/10/2010 10:51:37

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 92 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Granada
Duplas serão formadas, com um aluno de frente para o outro, um deles com uma bola nas
mãos. Ao comando do professor, este aluno lança a bola o mais alto possível, fazendo seu companheiro
se deslocar e a segurar antes que ela caia no chão.
Inverter sempre que necessário a posição de quem lança a bola.
Material: bolas.

Queimada
O professor organizará a formação de equipes (A e B),
posicionando-se em lados opostos da quadra. Ao comando do
professor, os alunos de uma das equipes, com bolas em suas
mãos, tentarão queimar os componentes da outra equipe.
Orientar os alunos sobre quais locais do corpo podem
ser acertados.
Material: bolas de material um pouco mais leve ou de plástico.

Atividades para 10 e 11 anos


Lançamento preciso

Manual Ilustrado de Educação Física


Organizados em duas colunas, em deslocamento os alunos trocam passes até um limite e
retornam, entregando a bola ao próximo da coluna.

93

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 93 13/10/2010 10:51:43

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 93 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Lance justo
Nessa atividade a formação será de três colunas: os alunos executam passes em deslocamentos
em forma de 8, retornam e entregam a bola ao próximo.
Observação. Acompanhar o desenvolvimento dos alunos nessa atividade. Quando se observar
um bom desenvolvimento, estipular que façam arremessos tentando acertar cones que estarão dentro
dos gols ou dos arcos pendurados na trave.

Lance quente
Jogos em grupos: acertar o (a) companheiro (a) com
a bola, tipo queimada, em diferentes limites de espaço.
Observação. Conforme o desempenho da turma
nessa atividade, determinar mais de um aluno para ser
queimado. Usar bola de material leve, que não machuque.

Sempre alerta
Organizar um círculo e deixar um aluno no centro dele, o qual deve estar sentado (central). Ao
sinal do professor, um aluno do círculo joga a bola para cima. O aluno que estiver sentado (central)
se levanta, pega a bola e grita “Alerta!”. Nesse momento, os outros viram estátuas. O central tentará
acertar as estátuas dando no máximo dois passos antes de lançar a bola.
Observação. Conforme os alunos assimilarem a atividade, aumentar a quantidade de centrais
ou passos.
Manual Ilustrado de Educação Física

94

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 94 13/10/2010 10:51:50

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 94 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 12 e 13 anos
A
Lances variados
Entregar aos alunos bolas de vários tamanhos (de borracha, plástico, voleibol) para que eles
formem duplas e lancem a bola um para o outro de diferentes formas. O objetivo é que o outro da
dupla pegue a bola no alto sem deixá-la cair.
Observação. Conforme o desenrolar da atividade, estipular outras variantes (como bater
palmas antes de pegar a bola lançada.)

Será que acerto?


Posicionar os alunos em duplas, com um deles
segurando um arco (bambolê) com uma das mãos. O outro
aluno lançará a bola, tentando acertar o arco.

Tiro ao alvo Manual Ilustrado de Educação Física

Organizados em três colunas, os primeiros alunos


recebem uma bola. Ao sinal do professor, os alunos correm
até o limite de lançamento e tentam acertar os arcos, que
estarão suspensos (no teto, na trave ou em local similar),
retornam e entregam a bola ao próximo.
Observação. Deverá ser estabelecido um limite de
lançamento.

95

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 95 13/10/2010 10:51:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 95 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 14 a 17 anos
Lance perfeito
Organizar quatro colunas no espaço disponível (quadra, ginásio, campo), cada coluna com
uma bola e a distâncias determinadas pelo professor. Os alunos devem lançar a bola ao outro aluno.
Após o lançamento, o lançador vai para o fim da coluna.

Lance perfeito cruzado


Nessa atividade, usar a formação anterior e determinar aos alunos que lancem a bola às colunas
diagonais.
Exemplo. A coluna 1 lança à coluna 4, e a coluna 2 lança à coluna 3.

Limpa casa - I
Dividir a turma em dois grandes grupos
(masculino/feminino ou grupo 1 e 2). Cada grupo
fica em uma metade da quadra com uma bola na
mão. Ao sinal do professor, os grupos terão de se
livrar das bolas lançadas ao outro aluno do outro
lado da quadra. Em um segundo sinal do professor,
os alunos de cada grupo param de lançar a bola.
Ganha o grupo que, ao final, tiver menos bolas do
seu lado da quadra.

Driblar
Objetivos
Desenvolver, sem dificuldades, movimentos de pernas, braços e mãos para a condução de
bola, executando movimentos simples e mais complexos em diferentes formas de driblar nos jogos e
nas práticas esportivas e recreativas.
Manual Ilustrado de Educação Física

Atividades para 3 a 5 anos


A
Bola ao arco
O professor distribuirá vários arcos pela quadra e entregará
uma bola para cada aluno. Após seu sinal, os alunos deverão driblar,
com sua bola, dentro dos arcos. Cabe ao professor orientar os alunos
sempre que ocorrer alguma dificuldade.
Material: arcos e bolas.

96

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 96 13/10/2010 10:52:04

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 96 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Coelhinho sai da toca (driblando)
O professor distribuirá vários arcos pela quadra e entregará uma bola para cada aluno. Com
todos os alunos dentro dos arcos, quando o professor disser “Coelhinho, sai da toca!”, eles saem de
dentro de seus arcos driblando até encontrar outro arco (toca) vazio para entrar nele.
Observação. Os alunos deverão mudar de “toca” quando ouvirem novo comando do professor.
Material: arcos e bolas.

Corrida do drible
O professor entregará uma bola para cada aluno, com
todos posicionados na linha divisória da quadra. Após um
comando do professor, os alunos driblam em deslocamento
até o fundo da quadra, com a maior velocidade possível.
Material: bolas.

Dribles livres
O professor entregará uma bola a cada aluno para
que todos executem dribles de várias maneiras: lenta,
moderada ou rápida (com ou sem deslocamento), por toda
a quadra.
Material: bolas.

Dribles em zigue-zague Manual Ilustrado de Educação Física


O professor organizará uma linha de cones. Os alunos, com uma bola na mão, deverão executar
os dribles em zigue-zague por entre os cones.
Material: bolas e cones.

97

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 97 13/10/2010 10:52:09

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 97 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 6 e 7 anos
Controle de bola (sentado e em pé)
O professor entregará uma bola a cada aluno. Todos, sentados e com a bola no colo, após
o apito levantam-se e driblam pelo espaço da quadra; no segundo apito, param de driblar e vão se
sentar.
Inverter, sempre que necessário, a posição do início da atividade (em pé, sentados, etc.)
Material: apito e bolas.

Corrida do drible
O professor organizará duas equipes (A e B), em
fileiras, com os alunos sentados paralelamente, um de
frente para outro, e colocará duas bolas no chão entre as
colunas. Cada componente das equipes será enumerado
em sequência (1, 2, 3, 4, 5, 6...). Após o professor falar
um número, os alunos correspondentes a esses números
se levantam e correm até o local onde estão as bolas,
pegam-nas e saem driblando até o lugar determinado.
Será marcado ponto para o aluno que chegar
primeiro ao local determinado pelo professor.
Manual Ilustrado de Educação Física

Material: bolas.

Driblar nas linhas


O professor entregará uma bola para cada aluno,
que, após o seu sinal deverá driblar em deslocamento por
todas as linhas da quadra.
Material: bolas.

98

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 98 13/10/2010 10:52:20

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 98 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Dribles em duplas
Posicionados de mãos dadas, em
duplas, cada conjunto receberá uma bola
do professor. Após o seu sinal, as duplas
executarão dribles por toda a quadra, da
seguinte maneira:
• de mãos dada, driblam em
deslocamento (primeiro um, depois
outro);
• de mãos dadas, driblam em
deslocamento (passando a bola
um para outro), etc.

Revezamento do drible
O professor organizará equipes (A, B, C, D) em colunas, um aluno atrás do outro. Os primeiros
de cada equipe receberão uma bola e, após o sinal do professor, driblam até o limite determinado por
ele, retornam à sua coluna de origem e entregam a bola ao próximo companheiro, que deverá executar
a atividade.
Essa atividade poderá ser feita em forma de competição. A equipe que terminar primeiro a
atividade será a vencedora.
Material: bolas.

Atividades para 8 e 9 anos


Círculo dos campeões no drible
O professor dividirá a turma em equipes, em círculos com 5 ou 6 alunos. No meio desses
círculos haverá uma bola. Serão enumerados todos os componentes dos grupos, que permanecerão
sentados. Quando o professor falar um número, os correspondentes a esse número se levantam, pegam
a bola no centro do círculo, retornam ao seu lugar e, rapidamente, iniciam o “drible dos campeões”. O Manual Ilustrado de Educação Física
aluno que chegar primeiro ao seu lugar de origem marca ponto para sua equipe.
Material: bolas.

Drible sobre a sombra


Duplas serão formadas e posicionadas ao sol. Ao sinal do professor, o aluno com a posse de bola
tentará executar os dribles sobre a sombra de seu companheiro, que tentará evitá-los.
Inverter, sempre que necessário, o driblador e o fugitivo.
Material: bolas de diversos tamanhos e pesos.

99

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 99 13/10/2010 10:52:27

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 99 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Drible trocado
O professor entregará uma bola para cada aluno, que atentamente aguarda as seguintes
orientações:
• driblar livremente na quadra;
• driblar somente nas linhas da quadra;
• ao encontrar um companheiro, ambos devem trocar de bola e continuar a atividade;
• driblar, sentar, levantar e sair driblando em deslocamento, etc.
Material: bolas de diversos tamanhos e pesos.

Feitiço da estátua
Organizar, em um espaço
reduzido da quadra, dois grupos
(A e B). O grupo A serão as
estátuas, que ficarão com uma
bola em suas mãos; o grupo B,
também com uma bola na mão
de cada um. Após o comando do
professor, os alunos do grupo B
iniciam dribles por esse espaço.
Quando acontecer de uma bola
tocar na estátua, esta trocará de lugar com seu colega.
Essa atividade também poderá ser feita com determinação de tempo para cada grupo.
Material: bolas de diversos tamanhos e pesos.

Par ou ímpar (gato e rato)


Formados em duplas e sentados com as costas
coladas um ao outro, com uma bola no seu colo, o
professor determinará que o aluno da direita seja par,
e o aluno da esquerda seja ímpar. Quando o professor
Manual Ilustrado de Educação Física

falar “Par!”, os alunos correspondentes a esses números


se levantam e driblam até o local determinado pelo
professor, cabendo ao ímpar persegui-lo, também
driblando com sua bola, até tocá-lo.
O vencedor será aquele que conquistar mais
pontos.
Material: bolas.

100

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 100 13/10/2010 10:52:29

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 100 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 10 e 11 anos
Caçador de bolas
Colocar um grupo de alunos (6 a 8) dentro
de uma área delimitada pelo professor (círculo ou
quadrado). Deixar um aluno do grupo sem bola (o
caçador). Ao sinal do professor, os alunos fazem dribles,
evitando que o caçador roube a bola.
Observação. Trocar sempre o caçador.

Drible nos cones - I


O professor organiza colunas (5 a 6 alunos) e
coloca à frente delas uma linha de cones. Ao sinal do
professor, os primeiros de cada coluna saem driblando
os cones (ziguezague) e, quando os alunos passarem pelo
último, levam a bola ao companheiro da sua coluna.

Drible nos cones - II


Os alunos formam duplas, entre as quais se põe um cone. Ao
sinal do professor, o aluno dribla o cone (esquerda/direita), passa a
bola ao companheiro, retorna ao seu lugar e volta a executar o exercício
quando receber a bola.
Material: cones e bolas. Manual Ilustrado de Educação Física

101

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 101 13/10/2010 10:52:34

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 101 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Dribles nos obstáculos
Colocar vários obstáculos dentro da quadra (cones, arcos,
bancos, medicine balls, colchonetes) e formar colunas em cada canto.
Ao sinal do professor, todos devem sair driblando os obstáculos. Ao
passarem por todos os obstáculos, levam a bola aos companheiros
que fazem o mesmo exercício.
Material: cones, arcos, bancos, medicine balls e colchonetes.

Atividades para 12 e 13 anos


A
Drible de canto
Colocar os alunos nos cantos da quadra (três a quatro alunos).
Ao sinal do professor, os primeiros de cada grupo saem driblando
para a direita, dão a volta por toda a quadra até chegar ao seu canto,
entregam a bola ao outro companheiro e se colocam por último.
Material: bolas.

Drible numerado
Dividir a turma em dois grandes grupos e colocá-los nas linhas laterais da quadra. Todos os
alunos devem ter um número. O professor fica com a bola no centro da quadra e, ao dizer um número,
os respectivos jogadores de cada lado saem para pegar a bola e driblar até a zona de pontuação (tabela
de basquete, ou limite pré-determinado pelo professor). Quando o ponto for anotado, a bola volta ao
professor. De acordo com o desempenho da turma, o professor poderá chamar 2 ou mais jogadores de
Manual Ilustrado de Educação Física

cada lado.
Material: bolas.

Mano a mano
O professor divide o espaço em pequenas quadras
(determinando as zonas de pontuação). O jogo é contra o
outro (mano a mano). De acordo com o desempenho, o
professor poderá acrescentar mais jogadores no espaço.
Material: bolas.

102

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 102 13/10/2010 10:52:43

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 102 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Todos com a bola
O professor entrega bolas aos alunos (basquete, handebol, borracha, plástico), que driblam
livremente por toda a quadra. Ao sinal do professor, eles trocarão de bolas (não podem ficar com
mesma a bola).
Material: bolas.

Atividades para 14 a 17 anos


Drible competitivo
O professor organiza três colunas no fundo da quadra, e coloca-se, à frente das colunas, uma
linha de cones até o lado oposto da quadra. Ao sinal do professor, o primeiro de cada coluna sai
driblando os cones em ziguezague. Quando passar pelo último cone, o aluno deve retornar e entregar
a bola ao primeiro da coluna.
Material: cones e bolas.

Drible de canto com obstáculos


Colocar os alunos nos cantos
da quadra (três a quatro alunos). Os
primeiros de cada grupo saem driblando
para a sua direita, dão a volta por toda a

Manual Ilustrado de Educação Física


quadra até chegar ao seu canto, entregam
a bola ao companheiro e se colocam por
último.
Observação. Colocar obstáculos
entre os cantos da quadra (cones, arcos,
colchonetes, etc.) para que os alunos
driblem.
Material: bolas, cones, arcos, colchonetes, etc.

103

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 103 13/10/2010 10:52:50

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 103 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Drible pega-pega
Posicionar os alunos em duplas,
com uma bola para cada um. Eles
driblam livremente pela quadra e, ao
sinal do professor, procuram sua dupla
e tentam roubar a bola, não deixando
que roube a sua.
Material: bolas.

Mãe da rua
Todos os alunos com bola são posicionados no garrafão da quadra de basquete. O professor fica
no centro da quadra, também com uma bola e, ao seu sinal, os alunos devem driblar até o outro lado
da quadra sem que o professor lhes roube a bola.
Observação. Em todas as atividades de drible, o professor deverá salientar o uso das duas mãos
para os exercícios.
Material: bolas.

Rebater
Objetivos
Desenvolver, sem dificuldades, movimentos de braços, mãos e pernas, para rebater a bola,
vivenciando movimentos simples e os mais complexos em diferentes formas e posições para rebater
a bola nos jogos e nas práticas esportivas e recreativas.

Atividades para 3 a 5 anos


A
Peteca - I
Em duplas, um de frente para
Manual Ilustrado de Educação Física

o outro, com uma peteca na mão. Ao


sinal do professor, o aluno que está
com a peteca a lançará para o alto, e
o aluno à sua frente tentará rebatê-la.
Inverter o posicionamento sempre que
necessário.
Observação. Não havendo
peteca, o professor poderá usar bola de
meia ou uma bola mais leve e macia.
Material: peteca, bola de meia, bola mais leve e macia.

104

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 104 13/10/2010 10:52:54

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 104 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Pingue-pongue individual
O professor entregará uma bola para cada aluno, que, após
o seu comando, deverá lançá-la para o alto, deixá-la quicar uma vez
no chão e rebatê-la para o alto novamente. Ele deve continuar a
atividade até que perca o controle da bola.
Reiniciar a atividade sempre da mesma forma.
Material: bolas leves e macias.

Rebater a bola
Em duplas, um aluno de frente para o outro,
com uma bola na mão. Ao comando do professor, um
deles lança a bola para o alto, e seu companheiro tenta
rebatê-la.
Inverter o posicionamento sempre que
necessário.
Variação. Pedir aos alunos que rebatam a bola com outras partes do corpo: cabeça, ombros, joelhos...
Material: bolas leves e macias.

Tênis
Duplas serão formadas, um de frente para o outro, um
companheiro com uma raquete, e o outro amigo com uma bola
na mão (pequena), pode ser bola de tênis.
Ao comando do professor, o aluno lançará a bola para o
alto, tendo o amigo que devolvê-la, rebatendo com sua raquete.
Material: bolas e raquetes.

Manual Ilustrado de Educação Física


Atividades para 6 e 7 anos
Círculo do alfabeto
O professor dividirá a turma em equipes
(círculos com 4 a 6 alunos) e entregará uma bola para
cada uma delas. Ao comando do professor, os alunos
tentarão rebater a bola, em seu círculo, o máximo de
vezes que conseguirem. Cada rebatida corresponderá
a uma letra do alfabeto. O grupo que for mais longe
no alfabeto será considerado o vencedor.
Material: bolas leves ou bolas de plástico.
105

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 105 13/10/2010 10:52:57

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 105 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Frescobol numérico
Duplas serão formadas,
com um aluno de frente para o
outro, e tentarão rebater a bola com
uma raquete o máximo de vezes
que conseguirem. Cada rebatida
corresponderá a um número em
sequência.
Observação. Quando a bola cair no chão, o jogo se reiniciará com nova contagem.
Material: raquetes e bola leve ou de tênis.

Peteca - II
O professor dividirá a turma em equipes (círculos com 5 a 6 alunos) e entregará uma peteca a
cada uma delas. Os alunos rebaterão a peteca o máximo de vezes que conseguirem.
Observação. Nessa atividade, a peteca poderá ser substituída por uma bola de meia.
Material: peteca ou bola de meia.

Pingue-pongue com as mãos em duplas


Duplas serão formadas, com os alunos uns de frente para
os outros, com uma bola em suas mãos. Ao comando do professor,
um aluno lança a bola para o alto, e seu companheiro a deixa
quicar uma vez no chão e a rebate de volta para o colega, que
deverá repetir a mesma atividade.
Manual Ilustrado de Educação Física

Pingue-pongue na quadra
Duplas serão formadas e posicionadas dentro
de uma miniquadra de pingue-pongue, desenhada
pelo professor no chão da quadra. Ao comando do
professor, os alunos com uma bola e raquetes em
suas mãos iniciam a partida, rebatendo a bola um
para o outro, deixando-a quicar apenas uma vez no
chão.
Material: bola leve ou bola de tênis e giz.

106

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 106 13/10/2010 10:53:03

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 106 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 8 e 9 anos
Cabeceio
Duplas serão formadas, um aluno de frente para o outro,
com uma bola nas mãos. Ao comando do professor, um aluno lança
a bola para o alto, e seu companheiro a devolverá, rebatendo-a de
cabeça.
Inverter o posicionamento sempre que necessário.
Material: bola leve ou bola de plástico.

Minivoleibol (4 x 4)
O professor dividirá a turma em pequenos grupos (4
alunos), posicionados dentro da quadra de voleibol. O jogo se
iniciará com uma equipe lançando a bola para a outra, que deverá
rebatê-la, sem a deixar cair no chão.
A equipe que vencer permanecerá do seu lado da quadra,
entrando em seguida novo grupo para nova disputa.
Material: bola leve e rede de voleibol.

Paredão
O professor entregará uma bola para cada aluno, que se posicionará
de frente para o paredão. O aluno deverá lançar a bola contra a parede e
rebatê-la com as duas mãos (toque) sem deixá-la cair no chão.
Observação. Poderá ser estipulada aos alunos uma contagem
alfabética ou numérica a cada rebatida na parede.
Material: bolas leves ou de plástico.

Rebater com taco Manual Ilustrado de Educação Física

Duplas serão formadas, um aluno de frente


para o outro. Um deles com um taco na mão
(rebatedor) e o outro com uma bola (lançador). Ao
comando do professor, o lançador joga uma bola
rasteira em direção ao seu colega, que a rebaterá com
o taco.
Inverter o posicionamento sempre que necessário.
Material: tacos, bastões e bolas leves ou de tênis.

107

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 107 13/10/2010 10:53:08

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 107 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 10 e 11 anos
O toque central
Os alunos formam um grande círculo. No
centro dele, um aluno com uma bola. Ao sinal do
professor, este aluno lança a bola para o alto com um
toque e diz o nome de um de seus companheiros. O
aluno chamado corre para pegar a bola antes que caia
no chão, e quem estava no centro se desloca e ocupa
o lugar deixado pelo companheiro. Sempre haverá a
mudança do central.
Material: bola.

Toque oculto
Formar duplas, um aluno de frente para
o outro, a uma distância de 3 metros entre si. Um
companheiro da dupla fica com a bola, e o outro à sua
frente, com os olhos fechados. A um sinal, o aluno
lança a bola ao alto, e o seu parceiro, abrindo os olhos,
desloca-se até à bola e devolve-a de toque. Mudar o
sentido do exercício sempre que houver necessidade.
Material: bolas.

Toque no paredão
O professor distribui uma bola para cada dupla
e determina a execução de 15 toques e 15 manchetes
a cada um da dupla. O professor efetua as correções
necessárias dos fundamentos de toque e manchete.
Manual Ilustrado de Educação Física

Material: bolas.

108

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 108 13/10/2010 10:53:14

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 108 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Toque rei
O professor deve organizar grupos de alunos
(5 a 6 alunos) e pedir a eles que se sentem em círculos.
Um aluno fica no centro de cada círculo com uma
bola. Ao sinal do professor, ele jogará a bola aos
companheiros sentados (rei), que a devolvem com
um toque. Ao observar que todos executaram o toque
de devolução na bola, mudar o aluno central.
Material: bolas.

Atividades para 12 e 13 anos


A
Rebater em duplas - I
Formar duplas, posicionar-se um à frente do
outro com a rede no meio. Quem estiver com a bola
lança-a por cima da rede, e o outro companheiro deve
devolvê-la com um toque alto ou manchete. Após
algumas repetições, trocam-se as posições.

Rebater em duplas - II
Formar duplas, um aluno à frente do outro,
com a rede no meio. Quem estiver com a bola realiza um toque sobre si mesmo e depois um toque alto
para o seu companheiro. Este deve receber a bola e dar continuidade ao exercício da mesma forma.
Quando a bola cair no chão, outra dupla entra na quadra e executa o exercício.

Rebater em trio
Formar um trio e determinar a cada um deles um
número (1, 2 e 3). Um membro do trio fica com a bola Manual Ilustrado de Educação Física
na mão (1), e os outros ficam a uma distância de 3 a 5
metros. O aluno que estiver com a bola (1) lança-a ao
alto e espera a devolução dos companheiros, com toques
e depois com manchetes. Para facilitar a visualização
e assimilação dos alunos ao exercício, o professor pode
desenhar no chão um triângulo e pedir ao aluno com a
bola (1) que fique no vértice e os outros companheiros,
ao lado. Mudar sempre os alunos que lançam a bola.
Material: bolas.

109

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 109 13/10/2010 10:53:20

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 109 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Rebater individual
O professor deve distribuir bolas a cada aluno (plástico, borracha, voleibol) e pedir a cada aluno
que, ao seu sinal, lance a bola ao alto, bata palmas uma vez e depois a rebata com toque ou manchete.
Variações. a) lançar a bola ao alto e bater duas, três palmas; b) lançar a bola e fazer um giro de 360
graus; c) lançar a bola ao alto e tocar no chão com a mão.
As variações de exercícios são importantes para o desenvolvimento e desempenho dos alunos.
Material: bolas.

Atividades para 14 a 17 anos


Limpa casa - II
Alunos dentro da quadra de voleibol, divididos em duas equipes (A e B). Cada componente da
equipe com uma bola. Ao sinal do professor, cada aluno passa a bola para o outro lado da quadra por
meio de toques e manchetes, evitando que em sua quadra fiquem bolas quando o tempo acabar. Ao
final do tempo determinado pelo professor, ele apita e pede aos alunos que se transformem em estátuas,
pois assim evita que algumas bolas sejam lançadas para o outro lado.
Material: bolas.

Manchete perfeita
Mesma formação do exercício anterior, mas nesta atividade os alunos devem encestar a bola
utilizando a manchete.
Material: bolas.

Só não vale bobear


O professor deve formar vários quartetos e os posiciona fora da quadra de voleibol (zona de
saque). A um sinal, entra em quadra um quarteto de cada lado, posicionando-se para o jogo. O professor
lança a bola para um lado da quadra e dá início ao jogo. Os quartetos jogam entre si, utilizando toques
Manual Ilustrado de Educação Física

e manchetes apenas. Os quartetos têm números ilimitados de toques ou manchetes antes de fazer a
devolução de bola ao adversário. O professor pode usar nessa atividade uma bola mais leve e maior do
que a de voleibol (plástico), para que se possa ter maior tempo de jogo (rallies) por quartetos.
Material: bola leve e maior que as bolas de vôlei.

Toque perfeito
O professor forma grupos de alunos (5 a 6 alunos), cada
um com uma bola de frente para a tabela de basquetebol. Ao
sinal do professor, o grupo deve encestar a maior quantidade de
bolas possível em 1 minuto, utilizando toques.
Material: bolas.

110

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 110 13/10/2010 10:53:28

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 110 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Movimentos ginásticos
Objetivos
Desenvolver nos alunos fundamentos e técnicas básicas da ginástica e analisar sua cultura
corporal.

Atividades para 3 a 5 anos


A
Rolamentos variados
O professor orientará os alunos para que realizem rolamentos em colchões ou colchonetes:
• lateralmente, iniciando na posição de decúbito dorsal e decúbito ventral;
• não só em superfície plana, mas também em plano inclinado.
Observação. Para essa faixa etária, cabe ao professor tomar cuidado redobrado. Nesse tipo de
atividade, promover a participação individual na execução dos rolamentos.
Material: colchões e colchonetes.

Atividades para 6 e 7 anos


Manual Ilustrado de Educação Física
Elefantinho
Na formação do elefantinho, o professor deverá pedir aos alunos
que formem um triângulo com a cabeça apoiada à frente das mãos e os
joelhos apoiados nos cotovelos — elefantinho. Com a cabeça e as mãos
no chão, os alunos deverão elevar os joelhos e apoiá-los nos cotovelos,
mantendo o equilíbrio por certo tempo.
Material: colchonetes e colchões.

111

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 111 13/10/2010 10:53:32

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 111 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Parada de cabeça
O professor solicitará aos alunos que repitam
o movimento da atividade anterior; portanto,
auxiliar os alunos, se necessário, para que elevem os
joelhos até estender a perna totalmente, mantendo o
equilíbrio por certo tempo.
Variação. Essa atividade poderá ser executada
próximo de uma parede para que as pernas fiquem apoiadas nela.
Material: colchonetes e colchões.

Parada de mãos - I
Os alunos ficarão agachados, de costas para a parede. Com
o auxílio do professor, subirão com os pés na parede, estendendo as
pernas, até ficar em apoio invertido.
Observação. São muito importantes o auxílio e a orientação
do professor nessa atividade.
Material: colchonetes e colchões.

Rolamento para frente - I (cambalhota)


O professor organizará uma passarela de colchões e colchonetes
e pedirá aos alunos que realizem rolamentos com as pernas unidas,
com as pernas afastadas, e com salto, ou rolem e saltem.
Material: colchonetes e colchões.

Rolamento para trás - I


Manual Ilustrado de Educação Física

O professor organizará uma passarela de colchões e colchonetes


e solicitará aos alunos que realizem rolamentos com as pernas unidas,
com as pernas afastadas, e com salto, ou rolem e saltem.
Material: colchonetes e colchões.

112

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 112 13/10/2010 10:53:44

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 112 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 8 e 9 anos
Estrela mágica
Os alunos se posicionarão próximos às linhas da quadra. Ao
comando do professor, iniciam a roda na seguinte sequência: pé,
mão, mão e pé (tentando manter os pés na linha).

Parada de mãos - II
Os alunos ficarão agachados, de costas para a parede. Com
o auxílio do professor, subirão com os pés na parede, estendendo as
pernas, até ficarem em apoio invertido.
Observação. São muito importantes o auxílio e a orientação
do professor nessa atividade.
Material: colchonetes e colchões.

Roda lateral
Os alunos executarão o movimento da roda,
passando por cima de um banco colocado na quadra.
Repete-se esse movimento até o final do banco.
Material: banco e colchonetes para evitar

Manual Ilustrado de Educação Física


acidentes.

Rolamento para frente - II (cambalhota)


O professor organizará uma passarela de colchões e colchonetes
e solicitará aos alunos que realizem rolamentos com as pernas unidas,
com as pernas afastadas, com salto, ou rolem e saltem.
Material: colchonetes e colchões.

113

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 113 13/10/2010 10:53:50

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 113 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Rolamento para trás - II
O professor organizará uma
passarela de colchões e colchonetes
e solicitará aos alunos que realizem
rolamentos com as pernas unidas,
com as pernas afastadas, com salto, ou
rolem e saltem.
Material: colchonetes e colchões.

Atividades para 10 e 11 anos


Parada de mãos - III
Realizar a parada de mãos com o auxílio do professor.
Observação. São muito importantes o auxílio e a
orientação do professor nesta atividade.
Material: colchonetes e colchões.

Parada de mãos em pose


Executar a parada de mãos, com o auxílio do professor;
logo após, realizar afastamento lateral das pernas.
Material: colchonetes e colchões.
Manual Ilustrado de Educação Física

Roda de apoio
Executar a roda sobre um banco. O aluno realizará a atividade com e sem o auxílio do professor.
Material: banco, colchonete e colchões para proteção.

114

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 3.indd 114 13/10/2010 10:53:57

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 114 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Capítulo 4
Expressão corporal e rítmica
Representação corporal
Objetivos
As atividades propostas para os alunos neste capítulo visam promover situações cotidianas,
sensações e emoções, por meio de movimentos corporais, movimentos específicos (animais) e
descobrir movimentos corporais diferentes.

Atividades para 3 a 5 anos


A
Carneirinho, carneirão
Os alunos caminharão livremente pela quadra,
ouvindo/cantando a música:
Carneirinho, carneirão, neirão, neirão
Olhai pro céu, olhai pro chão
Nosso rei mandou...
Nesse momento o professor dirá o nome de um animal — cavalo, por exemplo — e os alunos
imitam esse animal. Após a imitação, voltam a cantar a música, prestando atenção ao que o professor
solicitará que seja imitado.
Material: toca-CD (rádio).

Mímica
Os alunos caminharão livremente pela Manual Ilustrado de Educação Física
quadra, mas atentos às orientações do professor,
que lhes solicitará as seguintes mímicas: nadar em
piscina, andar de bicicleta, tomar banho, almoçar,
estudar, etc.

115

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 115 13/10/2010 10:57:39

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 115 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Pose em grupos (estátuas)
Os alunos caminharão livremente pela
quadra, mas atentos às orientações do professor,
que solicitará a formação de grupos com 2, 3, 4, 5,
alunos. Após o agrupamento, os alunos executarão
uma pose (estátua), ficando parados por alguns
segundos para que o professor identifique a pose de
cada grupo.

Representação animal
Os alunos caminharão livremente pela
quadra, mas atentos aos animais que vão representar,
conforme a solicitação do professor – cobra, macaco,
leão, etc.

Atividades para 6 e 7 anos


Dança animal
Os alunos dançarão ao som de uma música, atentos aos comandos do professor. Quando a
música parar, o professor dirá um nome de um animal, que os alunos terão de imitar. Depois da
imitação, os animais realizam uma pose.
Material: rádio/toca-CD.

Escultura
Duplas serão formadas, um aluno de frente
para o outro, um dos quais será o escultor, e o
outro será a argila.
Manual Ilustrado de Educação Física

O escultor manipulará a argila da maneira


que desejar, até a formação de sua obra de arte.
Observação. O professor também poderá
orientar, ao escultor, o tipo de obra de arte a ser
reproduzida (objeto, profissional, animal).
Inverter, sempre que necessário, o escultor e a argila.

116

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 116 13/10/2010 10:57:46

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 116 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Espelho
Duplas serão formadas, um aluno de frente
para o outro. Ao comando do professor, um dos alunos
executará movimentos livres (representando uma
profissão, um animal, um objeto), e seu companheiro
terá de imitá-lo como se fosse um espelho.

Estátua das emoções - I


Os alunos dançarão livremente ao som
de uma música. Atentamente, os alunos deverão
elaborar uma pose que represente as orientações
do professor: alegria, susto, cansaço, dor, frio,
calor, etc.
Material: rádio/toca-CD.

Atividades para 8 e 9 anos


Dança dos colchonetes
Distribuir vários colchonetes no círculo central
da quadra. Essa quantidade de colchonetes deverá
sempre ser menor do que o número de participantes
(20 participantes = 19 colchonetes). Os alunos se
deslocarão livremente pelos colchonetes enquanto
escutam uma música. Quando a música parar, cada
aluno deverá procurar um colchonete e sentar-se nele.
O aluno que não conseguir esse feito ficará no centro
do círculo, aguardando que se reinicie a música para
uma nova dança.
À medida que os alunos se adaptam à atividade, o professor poderá fazer a retirada de alguns colchonetes.
Material: colchonetes, rádio/toca-CD. Manual Ilustrado de Educação Física

Estátua dos animais


Os alunos dançarão ao som de uma
música, espalhados pela quadra. Um dos alunos
será o animal que andará livremente enquanto os
colegas dançam. Quando parar a música, os alunos
se transformarão em estátuas. O animal então vai

117

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 117 13/10/2010 10:57:50

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 117 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


até próximo da estátua e verifica se ela permanece sem se mexer. Caso ela se mova ou se desequilibre,
acabará virando também um novo animal.
Observação. Cabe ao professor controlar quando a atividade deverá continuar com uma nova música.
Material: rádio/toca-CD.

Estátua das emoções - II


Os alunos dançarão livremente pela quadra
ao som de uma música. Quando a música parar,
os alunos deverão representar a seguinte situação
(emoção e sensação): muito calor, muito frio,
comemoração de um gol, etc.

Trem - I
Os alunos serão divididos em grupos de 6
a 7 anos, em colunas, um atrás do outro (trem). O
primeiro integrante do trem será o maquinista, que
deverá guiar seus vagões deslocando-se de formas
variadas, por toda a quadra. Os vagões deverão
acompanhá-lo por todo o seu trajeto.
Inverter a posição do maquinista e dos
vagões sempre que necessário.

Atividades para 10 e 11 anos


Palavra mágica
O professor combinará uma palavra mágica
antes de iniciar uma história. Essa história, criativa
e rica em detalhes, deverá se representada pelos
Manual Ilustrado de Educação Física

alunos por meio de gestos, sensações e emoções.


Quando o professor disser a palavra mágica, os
alunos imediatamente se sentam no chão da
quadra. O último aluno a se sentar ficará de fora
momentaneamente e só retornará à atividade
quando outro colega for o último a cumprir a
ordem da palavra mágica.
Observação. Modificar, sempre que necessário, a ação que os alunos devem realizar ao som da
palavra mágica (agachar, formar uma dupla, deitar, imitar um animal, etc.).

118

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 118 13/10/2010 10:57:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 118 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Qual é o filme?
O professor dividirá a turma em duas equipes (A e B),
às quais será entregue uma lista com nomes de vários desenhos
e filmes. Cada equipe escolherá um ou mais integrantes para
representar, por meio de mímicas, o nome de um desenho ou
filme (personagens, curiosidades, acontecimentos, etc.). Após
essa representação, a equipe adversária terá de descobrir qual
foi o desenho ou filme. Caso descubra o nome, um ponto será
marcado para sua equipe.
A vencedora será a equipe que marcar mais pontos.
Observação. O professor deverá estipular um tempo máximo para que as equipes descubram
o que será representado.

Qual é a palavra?
O professor dividirá a turma em duas
equipes (A e B), às quais será entregue uma lista
com palavras que representem filmes, desenhos,
profissões, sensações, emoções, países, animais,
etc. Será escolhido um integrante da equipe para
apresentar e representar, por meio de mímicas,
as palavras descritas. Somente esse aluno terá o
conhecimento do significado da palavra em questão.
Ao comando do professor, o aluno, de frente para sua equipe, inicia sua apresentação/representação;
caso os colegas da equipe descubram o significado, será marcado um ponto para a equipe.
A atividade continuará da mesma forma, com um aluno da outra equipe realizando as mesmas tarefas.
A vencedora será a equipe que marcar mais pontos.
Observação. O professor deverá estipular um tempo máximo para que as equipes descubram
o que será apresentado/representado.

Repórter fotográfico - I
Manual Ilustrado de Educação Física
O professor dividirá a turma em quatro equipes (A, B,
C, D), que ao seu comando observarão as seguintes orientações:
• detalhadamente, o professor descreverá cenas
do cotidiano (jogo de futebol, aula de ginástica,
passageiros de ônibus, sala de aula, um velório, etc.);
• os alunos, após escolherem a cena a ser
representada, deverão elaborá-la em forma de
fotografia, permanecendo imóveis, até a escolha
da melhor obra pelo professor.
A vencedora será a equipe que marcar mais pontos.

119

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 119 13/10/2010 10:58:05

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 119 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 12 e 13 anos
A
Cantores
O professor selecionará músicas que
representem vários sentimentos, sensações e
emoções (alegria, amor, tristeza, paz, medo).
As músicas escolhidas deverão ser interpretadas
com bastante dramatização, para que os colegas
descubram quais são os sentimentos, sensações e
emoções envolvidas nas canções.

Repórter cinematográfico - I
O professor dividirá a turma em quatro
equipes (A, B, C, D). Ao seu comando, os alunos
ouvirão atentamente o professor descrever cenas
do cotidiano (jogo de futebol, aula de ginástica,
um médico executando uma cirurgia, um
casamento). Os alunos, após escolherem a cena
a ser representada, deverão construí-la em forma
de filmagem (encenação). A melhor filmagem,
escolhida pelo professor, marcará um ponto para
sua equipe.
A vencedora será a equipe que marcar mais pontos.

Teatro - I
O professor dividirá a turma em duas equipes (A e B) e entregará a cada uma delas o roteiro de
uma peça infantil (Rapunzel, Cinderela, Chapeuzinho Vermelho, etc.). Os alunos, depois de receberem
esse roteiro, terão alguns minutos para se organizar e planejar uma nova releitura da peça entregue a eles.
A melhor peça teatral marcará um ponto para sua equipe.
Manual Ilustrado de Educação Física

Observação. Cabe ao professor pedir aos alunos que demonstrem, com bastante riqueza de
detalhes, as situações das peças infantis por eles apresentadas.

Atividades para 14 a 17 anos


Festival
Organizar e montar festivais de música e teatro. Os alunos ficam responsáveis pela elaboração
do festival.
Observação. Cabe ao professor orientar os alunos sempre que necessário.

120

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 120 13/10/2010 10:58:11

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 120 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Repórter cinematográfico - II
O professor dividirá a turma em quatro equipes (A, B, C, D). Ao seu comando, os alunos
ouvirão atentamente o professor descrever cenas do cotidiano (jogo de futebol, aula de ginástica, um
médico executando uma cirurgia, um casamento). Os alunos, após escolherem a cena a ser representada,
deverão reproduzi-la em forma de filmagem (encenação). A melhor filmagem, escolhida pelo professor,
marcará um ponto para sua equipe.
A vencedora será a equipe que marcar mais pontos.

Teatro - II
O professor dividirá a turma em duas equipes (A e B), às quais entregará o roteiro de uma peça.
Os alunos, de posse desse roteiro, terão alguns minutos para se organizar e planejar nova releitura da peça.
A melhor peça teatral marcará um ponto para sua equipe.
Observação. Cabe ao professor orientar os alunos para que demonstrem, com bastante riqueza
de detalhes, as situações das peças por eles apresentadas.

Brincadeiras cantadas
Objetivos
Desenvolver atividades por meio de movimentos corporais expressivos e coreográficos,
utilizando músicas, melodias e ritmos, vivenciar movimentos naturais e a formação de novos gestos.

Atividades para 3 a 5 anos


A
Atirei o pau no gato
Atirei o pau no gato-to,
Mas o gato-to não morreu-rreu-rreu,
Dona Chica-ca admirou-se-se, Manual Ilustrado de Educação Física
Do berro, do berro que o gato deu,
Miau!
As crianças, em roda, cantam a música. Quando chegar o verso Miau!, agacham-se e gritam
Miau!

121

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 121 13/10/2010 10:58:15

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 121 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


A barata
A barata diz que tem sete saias de filó.
É mentira da barata, ela tem é uma só.
Ah! Ah! Ah! Oh! Oh! Oh!
Ela tem é uma só.
Ah! Ah! Ah! Oh! Oh! Oh!
Ela tem é uma só.
A barata diz que tem uma cama de marfim.
É mentira da barata, ela tem é de capim.
Ah! Ah! Ah! Oh! Oh! Oh!
Ela tem é de capim.
Ah! Ah! Ah! Oh! Oh! Oh!
Ela tem é de capim.
A barata diz que tem um sapato de fivela.
É mentira da barata, o sapato é da mãe dela.
Ah! Ah! Ah! Oh! Oh! Oh!
O sapato é da mãe dela.
Ah! Ah! Ah! Oh! Oh! Oh!
O sapato é da mãe dela.
A barata diz que tem um sapato de veludo.
É mentira da barata, o pé dela é cabeludo.
Ah! Ah! Ah! Oh! Oh! Oh!
O pé dela é cabeludo.
Ah! Ah! Ah! Oh! Oh! Oh!
Manual Ilustrado de Educação Física

O pé dela é cabeludo.
As crianças, em roda ou livres, cantam a música. Quando chegar o verso Ah! Ah! Ah! Oh! Oh!
Oh!, elas se soltam e fingem dar risadas. Pode ser elaborada outra coreografia para essa canção.

Carneirão
Carneirinho, carneirão, neirão, neirão
Olhai pro céu, olhai pro chão, pro chão, pro chão
Nosso rei mandou...
Imitar uma galinha, imitar um monstro, uma
princesa, uma lagartixa, um pássaro, etc.

122 A cada repetição da canção, imita-se algo.

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 122 13/10/2010 10:58:17

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 122 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


A galinha do vizinho
A galinha do vizinho bota ovo amarelinho.
Bota um, bota dois, bota três, bota quatro,
Bota cinco, bota seis, bota sete, bota oito,
Bota nove, bota dez.
As crianças, em roda, cantam a música. Quando
chegar o número dez, dão um pulo e se agacham.

Marcha, soldado!
Marcha, soldado!
Cabeça de papel,
Se não marchar direito,
Vai preso no quartel.

O quartel pegou fogo,


Francisco deu sinal:
Acode, acode, acode
A bandeira nacional.
As crianças marcham e cantam a música. O professor orientará os alunos na confecção de
chapéus ou outros instrumentos para essa atividade.

Peixe vivo
Como pode um peixe vivo
Viver fora da água fria?
Como pode um peixe vivo

Manual Ilustrado de Educação Física


Viver fora da água fria?
Como poderei viver?
Como poderei viver?
Sem a tua, sem a tua,
Sem a tua companhia.

Os pastores dessa aldeia,


Já me fazem zombaria,
Por me ver assim chorando,

123

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 123 13/10/2010 10:58:19

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 123 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Por me ver assim chorando,
Sem a tua, sem a tua,
Sem a tua companhia.
As crianças cantam a canção, dançam e encenam livremente, reelaborando gestos.

Sapo cururu
Sapo cururu,
Na beira do rio,
Quando o sapo grita, ô maninha!
É que está com frio.

A mulher do sapo,
É que está lá dentro,
Fazendo rendinha, ô maninha!
Pro seu casamento.
As crianças cantam a música imitando o sapinho, dançam e encenam livremente, reelaborando gestos.

Atividades para 6 e 7 anos


A canoa virou
A canoa virou,
Por deixá-la virar,
Foi por causa de Pedrinho,
Que não soube remar.
Manual Ilustrado de Educação Física

Se eu fosse um peixinho
E soubesse nadar,
Eu tirava Pedrinho
Lá do fundo do mar.
As crianças em roda cantam a primeira parte
da música até o verso Que não soube remar e trocam
Pedrinho por um colega. O escolhido solta-se, vira-se
de costas para o centro da roda e dá as mãos novamente
aos vizinhos. A canção recomeç,a e o grupo vai escolhendo um a um para que virem de costas. Ainda
girando, todos começam a segunda parte da canção, chamando novamente os colegas, um a um, para
voltarem à posição original, até todos ficarem de frente para a roda.

124

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 124 13/10/2010 10:58:23

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 124 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


A carrocinha
A carrocinha pegou
três cachorrinhos de uma vez,
A carrocinha pegou
três cachorrinhos de uma vez.
Tralalá, que gente é essa?
Tralalá, que gente má!
Tralalá, que gente é essa?
Tralalá, que gente má!
As crianças devem ficar em duas rodas, uma dentro da outra. As duas rodas giram em sentido
contrário. As crianças cantam a música e, quando chegarem ao verso Tralalá, que gente é essa?, cada
um que está na roda de dentro escolhe um colega da roda de fora, e os dois dão as mãos e rodopiam e
depois trocam de roda.
Variação. No verso Tralalá, que gente é essa?, todos se soltam, os alunos da roda de fora batem
palma e os da roda de dentro ficam de frente para o companheiro da roda de fora e saltam com um pé
alternadamente.

Caranguejo
Caranguejo não é peixe,
caranguejo peixe é,
caranguejo só é peixe
na enchente da maré.

Ora palma, palma, palma,


Ora pé, pé, pé.
Ora roda, roda, roda,
Caranguejo peixe é! Manual Ilustrado de Educação Física
As crianças ficam em roda, giram, e no verso Ora palma, palma, palma, batem palmas. No
verso Ora pé, pé, pé batem os pés no chão. No verso Ora roda, roda, roda, giram de mãos dadas e,
no último verso, Caranguejo peixe é!, agacham-se.

O cachorrinho está latindo


O cachorrinho está latindo,
lá no fundo do quintal.
Cala a boca, cachorrinho,
deixa o meu benzinho entrar.

125

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 125 13/10/2010 10:58:30

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 125 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Ô esquindô, lê, lê,
Ô esquindô, lê, lê, lá, lá,
Ô esquindô, lê, lê,
Não sou eu que caio lá.
As crianças em roda, e uma no centro, cantam a primeira parte da canção até o verso Ô esquindô,
lê, lê. Então, as crianças batem palmas, e a do centro escolhe um colega. Ambos os dois cantam essa parte
da canção pulando em um pé só. A criança do centro é substituída pela escolhida, e todos recomeçam.

O cravo e a rosa
O cravo brigou com a rosa,
debaixo de uma sacada.
O cravo saiu ferido,
e a rosa, despedaçada.

O cravo ficou doente,


a rosa foi visitar.
O cravo teve um desmaio,
e a rosa pôs-se a chorar.
As crianças, em roda, duas ficam no centro e representam o cravo e a rosa. Depois, troca-se a dupla.

Passa, passa, gavião


Passa, passa, gavião,
todo mundo passa.
Passa, passa, gavião,
todo mundo passa.
Os cavaleiros fazem assim, (bis)
Manual Ilustrado de Educação Física

assim, assim. (bis)


Os carpinteiros fazem assim, (bis)
assim, assim. (bis)
Os sapateiros fazem assim, (bis)
assim, assim. (bis)
As crianças giram em roda, sempre imitando o ofício.

126

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 126 13/10/2010 10:58:35

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 126 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Pezinho
Ai, bota aqui, ai, bota ali o seu pezinho,
O seu pezinho bem juntinho com o meu.
Ai, bota aqui, ai, bota ali o seu pezinho,
O seu pezinho bem juntinho com o meu.
E depois não vá dizer que você se
arrependeu. (bis)
Em duplas, um de frente para o outro. Nas
primeiras estrofes os alunos colocam um pé à frente
do colega e trocam conforme a música. Nas últimas
estrofes, dão as mãos e giram até voltar ao lugar.

Serpente
Esta é a história da serpente
que desceu do morro
para procurar um pedacinho de seu rabo.
Você também, você também é um pedaço
do meu rabão-ããão-ããão.
As crianças em roda e uma no centro (serpente) cantam e, quando chegarem ao verso Você
também, você também..., a serpente para de pernas afastadas à frente de um colega, que passa por
baixo de suas pernas e fica atrás dela como se fosse o rabo, e assim recomeça a canção até todos passarem
por baixo da serpente e de seu rabo.

Atividades para 8 e 9 anos


Chep-chep
Fui pra Nova York Manual Ilustrado de Educação Física
visitar a minha avó
e ela me ensinou
a dançar o chep, chep.
Chep, chep, chep.
Chep, chep, chep.
Assim é bem melhor, hei!
As crianças em roda e uma no centro. Todas dançam no lugar e, quando chegarem ao verso
Chep, chep, chep, a criança que está no meio fica à frente de alguém e realiza um movimento que todos
devem imitar. No verso Assim é bem melhor, hei!, todos giram e dão um pulo. Depois, recomeça a
canção e a criança escolhida indica outra.
127

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 127 13/10/2010 10:58:37

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 127 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Escravos de Jó
Escravos de Jó
Jogavam caxangá:
tira, põe, deixa ficar!
Guerreiros com guerreiros
fazem zigue-zigue, zá!
Guerreiros com guerreiros
fazem zigue-zigue, zá!
Em círculo, sentados, cada um com uma pedra ou um pequeno objeto no chão. Enquanto
canta, a criança pega sua pedra e a coloca à frente do colega sentado à sua direita. No verso tira,
põe, deixa ficar!, todas tiram a pedra do chão e a recolocam novamente no chão. Quando cantam
Guerreiros com guerreiros continuam passando a pedra até fazem zigue-zigue, zá!, quando então
movimentam a pedra para lá e para cá à sua frente e a deixam por fim à frente do colega.

Onde está a Margarida?


Onde está a Margarida?
Olê, olê, olá.
Onde está a Margarida?
Olê, seus cavaleiros!

Ela está em seu castelo,


Olê, olê, olá.
Ela está em seu castelo,
Olê, seus cavaleiros!

Mas eu queria vê-la,


Manual Ilustrado de Educação Física

Olê, olê, olá.


Mas eu queria vê-la,
Olê, seus cavaleiros!

Mas o muro é muito alto,


Olê, olê, olá.
Mas o muro é muito alto,
Olê, seus cavaleiros!

128

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 128 13/10/2010 10:58:42

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 128 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Vou tirando uma pedra,
Olê, olê, olá.
Vou tirando uma pedra,
Olê, seus cavaleiros!

Uma pedra não faz falta,


Olê, olê, olá.
Uma pedra não faz falta,
Olê, seus cavaleiros!...

Apareceu a Margarida,
Olê, olê, olá.
Apareceu a Margarida,
Olê, seus cavaleiros!
As crianças ficam em círculo, juntas umas das outras, representando um muro. Uma criança
fica no centro, representando a Margarida, e outra fica fora do círculo. Enquanto canta a primeira
estrofe, a criança de fora corre em volta do círculo. A segunda estrofe é cantada pelas crianças do
círculo, depois se alternam nas próximas duas estrofes. No verso Vou tirando uma pedra, a criança
de fora escolhe alguém do círculo e dá a mão para ela, que vai correr junto em volta do círculo. Assim
recomeça a canção até que todas as pedras sejam retiradas e então se canta a última estrofe.

Se esta rua fosse minha


Se esta rua, se esta rua fosse minha,
Eu mandava, eu mandava ladrilhar
Com pedrinhas, com pedrinhas de brilhante,
Para o meu, para o meu amor passar.

Manual Ilustrado de Educação Física


Nesta rua, nesta rua tem um bosque
Que se chama, que se chama solidão.
Dentro dele, dentro dele, mora um anjo,
Que roubou, que roubou, meu coração.

Se eu roubei, se eu roubei teu coração,


Tu também, tu também roubaste o meu.
Se eu roubei, se eu roubei teu coração,
É porque, é porque te quero bem.
As crianças, em roda, com uma no centro da roda. A última parte da canção é cantada apenas
por quem está no centro. Quando terminar, a criança do centro da roda abraçará quem vai substituí-la.
129

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 129 13/10/2010 10:58:45

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 129 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Sou pobre, pobre
Eu sou pobre, pobre, pobre,
De marré, marré, marré.
Eu sou pobre, pobre, pobre,
De marré deci.

Eu sou rica, rica, rica,


De marré, marré, marré.
Eu sou rica, rica, rica,
De marré deci.

Eu queria uma de vossas filhas,


De marré, marré, marré.
Eu queria uma de vossas filhas,
De marré deci.

Escolhei a qual quiser,


De marré, marré, marré.
Escolhei a qual quiser,
De marré deci.

Eu de pobre fiquei rica,


De marré, marré, marré.
Eu de pobre fiquei rica,
De marré deci.
Duas crianças, de frente uma para outra, uma mãe rica e uma mãe pobre, e as demais em coluna
Manual Ilustrado de Educação Física

atrás da mãe pobre. A mãe pobre anda em direção à mãe rica e canta os primeiros versos. Ao chegar
perto, ela afasta-se, e a mãe rica canta a segunda parte, avançando em direção à mãe pobre. Elas se
alternam até a rica escolher alguém na última parte. Tudo recomeça até todas se tornarem ricas.
Observação. A letra dessa canção pode intrigar aqueles que querem saber o significado daquilo
que cantam. É que o original francês dessa cantiga diz assim:
Je suis pauvre, pauvre, pauvre (Eu sou pobre, pobre, pobre)
Je m’en vais, m’en vais, m’en vais (bis) (Eu me vou, me vou, me vou)
Je m’en vais d’ici (Eu me vou daqui).
Como se vê, em francês havia sentido...

130

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 130 13/10/2010 10:58:47

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 130 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Terezinha de Jesus
Terezinha de Jesus,
De uma queda foi ao chão,
Acudiram três cavaleiros,
Todos os três de chapéu na mão.

O primeiro foi seu pai,


O segundo seu irmão,
O terceiro foi aquele
Que à Tereza deu a mão.

Da laranja quero um gomo,


Do limão quero um pedaço,
Da morena mais bonita,
Quero um beijo e um abraço.
Formar um círculo de mãos dadas. Terezinha fica abaixada no centro, enquanto fora ficam o
pai, o irmão e o noivo. Todos cantam e, na segunda estrofe o pai se aproxima, depois o irmão e o noivo
se aproximam e ajudam Terezinha a se levantar. Terezinha canta a última estrofe e indica com um beijo
e um abraço quem vai substituí-la.

Ritmo
Objetivos
Estas atividades têm a finalidade de desenvolver nos alunos as seguintes capacidades:
a) Reconhecer o próprio ritmo corporal e outros ritmos;
b) Emitir sons e ritmos com segmentos corporais diversos, como sons da natureza e de
instrumentos musicais.

Manual Ilustrado de Educação Física

Atividades para 3 a 5 anos


A
Acompanhar o ritmo
Os alunos se deslocarão livremente pela quadra.
Atentamente, escutarão as palmas do professor (lentas,
moderadas e rápidas), sincronizando os passos de sua
caminhada com a batida das palmas.

131

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 131 13/10/2010 10:58:47

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 131 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Acompanhar o ritmo com palmas
A mesma formação e execução do exercício
anterior, acrescentando-se batidas de palmas
simultaneamente com o professor.

Acompanhar o ritmo em duplas


Os alunos se deslocarão livremente pela quadra,
em duplas. Atentamente, escutarão as palmas do professor
(lentas, moderadas e rápidas), sincronizando os passos de
sua caminhada com a batida das palmas.

Percussão - I
Os alunos se posicionarão sentados no círculo central da quadra. A cada um deles serão
entregues chocalhos, baquetas, tamborins e alguns materiais sonoros. O professor baterá palmas em
ritmos variados (lento, moderado, rápido), e os alunos repetirão o ritmo com os instrumentos.
Material: chaves, chocalhos, baquetas, tamborins e materiais sonoros.

Percussão em duplas
Em duplas, sentados, um aluno de frente para o outro, de posse do seu instrumento de percussão
(palmas ou pés no chão). Um aluno inicia um ritmo (lento, moderado, rápido), e o seu parceiro o repete.
Inverter o posicionamento sempre que necessário.

Atividades para 6 e 7 anos


Manual Ilustrado de Educação Física

Composição corporal - o central


Os alunos se posicionarão sentados no círculo
central da quadra, deixando um dos integrantes no centro
(o central). O central produzirá um som em determinado
ritmo (lento, moderado e rápido), por meio de palmas, e
os colegas deverão repeti-las no mesmo ritmo.
Variação. O som poderá ser feito também com a
batida dos pés, mãos na região peitoral, etc.
Observação. Inverter o posicionamento do
aluno central sempre que necessário.
132

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 132 13/10/2010 10:58:51

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 132 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Composição corporal em duplas
Em duplas, sentados, um de frente para o outro.
Um aluno inicia um ritmo (lento, moderado, rápido),
com palmas, e o seu parceiro o repete.
Inverter o posicionamento sempre que necessário.

Percussão - II
Os alunos se posicionarão sentados no círculo central da quadra. A cada um deles serão
entregues chocalhos, baquetas, tamborins e alguns materiais sonoros. O professor baterá palmas em
ritmos variados (lento, moderado, rápido), e os alunos repetirão com os instrumentos deles. À medida
que os alunos se adaptam à atividade, poderão ser propostas combinações de ritmos mais complexos.
Material: chocalhos, baquetas, tamborins, materiais sonoros.

Sons corporais
Os alunos, todos sentados no círculo central da
quadra, tentarão descobrir quantos sons nosso corpo
pode produzir: palmas, batidas com os pés no chão,
estalar de dedos, assovios, etc.
Observação. Solicitar aos alunos que sugiram
outros sons corporais a serem executados.

Atividades para 8 e 9 anos


Acompanhar a música
Os alunos caminharão livremente pela quadra
Manual Ilustrado de Educação Física
ao som de uma música. A caminhada deverá respeitar o
ritmo da música, com batidas dos pés no chão da quadra
Material: rádio/toca-CD.

Acompanhar a música com palmas


Os alunos caminharão livremente pela quadra,
ao som de uma música. A caminhada deverá respeitar o
ritmo da música com batidas de palmas.
Material: rádio/toca-CD.

133

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 133 13/10/2010 10:58:56

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 133 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Acompanhar a música em sincronia
Em duplas, os alunos caminharão livremente pela quadra ao som de uma canção. A caminhada
deverá respeitar o ritmo da música. A sincronia entre as duplas terá de ser de palmas e passos.
Observação. O professor deverá corrigir e orientar os alunos sempre que necessário.
Material: rádio/toca-CD.

Dançar conforme a música (Vamos pular!)


Uma seleção musical será executada para a turma, enquanto os alunos primeiramente apenas
caminham no ritmo. Após o comando do professor — “Vamos pular!”, os alunos dançarão no ritmo
da seleção musical.
Material: rádio/toca-CD.

Trem - II
Os alunos serão divididos em
grupos de 6 a 7 anos, em colunas, um
atrás do outro (o trem).
O primeiro integrante do trem
será o maquinista, que deverá guiar
seus vagões, deslocando-se de formas
variadas, seguindo o ritmo da música,
por todo a quadra. Os vagões deverão
acompanhá-lo, imitando-o por todo o
seu trajeto.
Inverter o posicionamento do maquinista e dos vagões sempre que necessário.
Material: rádio/toca-CD.

Atividades para 10 e 11 anos


Manual Ilustrado de Educação Física

Desafio
Os alunos devem estar sentados, em duplas, um de frente para o outro. O professor solicitará a
um dos alunos que produza um som corporal (palmas, batidas com os pés no chão, palmas das mãos
no peitoral, estalo de dedos), e o seu colega deverá repetir esse som no mesmo ritmo.
Variação. Essa atividade poderá ser realizada em grupos, que produzirão sons cada vez mais
complexos.

134

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 134 13/10/2010 10:59:05

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 134 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Fui lá na horta
Fui lá na horta,
Tá, tá, tá, tá,
Era divertido, tic, tic, tá,
Era divertido, raiô, raiô, raiá.
1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10.
Em roda sentados, cada um com a mão
esquerda sob a mão direita do colega do lado,
com as palmas voltadas para cima. Conforme
se canta a música, o primeiro bate na palma
da mão do colega da esquerda, que em seguida
bate no próximo. O movimento deve continuar
até chegar ao número 10. Aquele em quem
foi batido na palma nesse número sai até ficar
um só.

Quadrado gigante
O professor desenhará o quadrado gigante na quadra e solicitará aos alunos que:
• caminhem/corram livremente pelo quadrado gigante sem tocar ou esbarrar uns nos outros;
• acompanhem o ritmo das palmas (lentas, moderadas, rápidas), caminhando/correndo pelo
quadrado gigante sem tocar ou esbarrar uns nos outros.

Manual Ilustrado de Educação Física

135

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 135 13/10/2010 10:59:06

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 135 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Manual Ilustrado de Educação Física

136

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 4.indd 136 13/10/2010 10:59:09

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 136 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Capítulo 5
Jogos e esportes
Jogos de perseguição
Objetivos
Os jogos de perseguição têm a finalidade de resgatar algumas atividades que por algum tempo
foram esquecidas ou deixadas de lado. São jogos que sempre exigirão um pegador e um fugitivo
(gato e rato, pega-pega, etc.), mas podem ser executados de forma individual ou coletiva.

Atividades para 3 a 5 anos


A
Acorda, seu Urso!
Os alunos se posicionarão no círculo central
da quadra, deixando um dos integrantes deitado, no
centro do círculo (o urso). Todos deverão, de qualquer
forma, tentar acordar o urso, gritando várias vezes:
“Acorda, seu Urso!”, “Acorda, seu Urso!”, até o urso
pegar alguém. Quem for pego acaba virando urso.
Observação. Poderá ser colocado mais de um
aluno para representar o seu Urso.

Duro ou mole
Os alunos correrão livremente pela quadra, e Manual Ilustrado de Educação Física
o professor será o pegador, que perseguirá os alunos
a fim de tocar em alguém. O aluno que for pego
permanecerá imóvel (duro), mas poderá ser salvo
pelos colegas que ainda não foram pegos, com um
toque em alguma parte de seu corpo.
Observação. Modificar o pegador sempre que necessário.

137

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 137 13/10/2010 11:06:22

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 137 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Pega-pega
Os alunos correrão livremente pela quadra,
com o pegador no meio deles, do qual todos deverão
fugir. O aluno que for tocado por ele passará a ser o
novo pegador.

Pega-pega da tartaruga
Os alunos correrão livremente pela quadra, com o pegador no meio deles, do qual todos deverão
fugir. Uma maneira de os alunos evitarem ser pegos pelo pegador é a posição de tartaruga (deitados
em decúbito dorsal, pernas e braços entendidos para o alto). O aluno que for tocado por ele será o
próximo pegador.

Pega-pega nas linhas


Os alunos correrão livremente pela quadra, com o pegador no meio deles, do qual todos deverão
fugir. O aluno que for tocado por ele será o próximo pegador.

Atividades para 6 e 7 anos


Arco atrás
Os alunos se posicionarão sentados no círculo
central da quadra. Um dos alunos ficará de fora do
Manual Ilustrado de Educação Física

círculo, tendo em suas mãos um arco. Correndo em


volta do círculo, esse aluno falará em voz alta “Arco
atrás!”, e terá como resposta dos colegas sentados a
ordem “Corre mais!”. Seguidas vezes esta situação
acontecerá (“Arco atrás!”, “Corre mais!”) até que o
aluno de posse do arco coloque-o sobre um colega
sentado. Após isto, fugirá rapidamente correndo.
O aluno que recebeu o arco se levantará
rapidamente e perseguirá seu colega até pegá-lo, antes
que ele se sente no seu lugar.
Material: arco.

138

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 138 13/10/2010 11:06:26

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 138 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Bola atrás
Para a realização dessa atividade, o professor
organizará a mesma formação da atividade anterior,
mas substituirá o arco, por uma bola de plástico.
Observação. Determinar as partes do corpo
nas quais os alunos poderão queimar seus colegas,
evitando, assim, possíveis lesões.
Material: bola de plástico.

Cada macaco no seu galho


O professor colocará vários objetos na
quadra (cadeiras, bancos, colchonetes), que serão os
galhos. Ao comando do professor (“Cada macaco
no seu galho!”), os alunos deverão fugir do pegador.
Os piques de salvação serão os galhos. A atividade
continuará com novos comandos do professor, e os
alunos escolherão outros galhos para se pendurar. O
aluno que for tocado será o novo pegador.
Conforme adaptação dos alunos à atividade, o professor poderá retirar alguns objetos, pois assim
os alunos terão de subir em duplas, trios, etc. Cuidado extremo e muita atenção para essa atividade!
Material: cadeiras, bancos, colchonetes.
Manual Ilustrado de Educação Física
O falcão
O professor solicitará à turma que se posicione no fundo da quadra e deixará um pegador no
círculo central da quadra, que será o falcão. Ao comando do professor, os alunos correrão até o lado
oposto da quadra, fugindo do falcão. Os alunos que forem tocados pelo falcão se tornam filhotes, por
isso devem ficar sentados no círculo central.
Quando iniciarem novas travessias, os alunos terão de fugir do falcão e também de seus filhotes.
O vencedor da atividade será o aluno que for pego por último.

139

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 139 13/10/2010 11:06:32

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 139 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Pega-pega americano
Os alunos correm pela quadra, perseguidos
por um pegador. Quando o pegador tocar em algum
colega, este deverá ficar em posição de estátua, só
poderá ser salvo e retornar à brincadeira quando for
tocado por outro colega.
Variações. a) quem for pego se deita, mas
poderá ser salvo quando alguém passar por cima
dele; b) quem for pego se agacha, mas poderá ser
salvo quando alguém saltar por cima dele, etc.

Pega-pega de corrente
Com os alunos correndo livremente pela
quadra, o professor indicará um pegador que, a um
sinal de comando, sairá à captura de seus colegas.
Quem for pego se junta ao pegador e, de mãos
dadas, iniciam nova captura. Todos os alunos que
forem pegos se unem aos outros, formando assim
uma corrente para nova captura.

Pega-pega cronometrado
A turma será dividida em duas equipes (pegadores e fugitivos), cada uma com espaço
determinado para se posicionar. Determinam-se a equipe pegadora e a equipe fugitiva. Ao comando
do professor, os pegadores sairão em duplas à captura dos fugitivos, com um minuto de prazo para essa
perseguição. Após esse tempo, retornam e liberam outra dupla de pegadores.
Inverter as equipes sempre que necessário. A equipe vencedora será aquela que conseguir
completar a atividade em menos tempo possível.
Material: cronômetro e giz.
Manual Ilustrado de Educação Física

Atividades para 8 e 9 anos


A corrente
Com os alunos correndo livremente pela
quadra, será indicado um pegador que, ao sinal do
professor, sairá à captura de seus colegas. Quem for
pego se junta ao pegador e, de mãos dadas, iniciam
nova captura. Todos os alunos que forem pegos se
unem aos outros formando assim uma corrente para
nova captura.

140

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 140 13/10/2010 11:06:37

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 140 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Pega-pega com a bola
Orientar a turma para que corra por todos os espaços da quadra, fugindo do pegador, que estará
com uma bola nas mãos. Novos pegadores serão aqueles alunos que forem tocados pela bola.
O professor deve orientar o pegador para que encoste a bola nas costas, nos ombros, na cabeça
e nos braços dos alunos, pois dessa maneira se limitará o perigo de quedas.

Pega-pega com salvador


Orientar a turma para que corra por todos
os espaços da quadra, fugindo do pegador. O aluno
que for pego se senta imediatamente, mas poderá se
levantar e continuar na brincadeira quando receber
o toque salvador de outro aluno.

Pega-pega individual
Orientar a turma para que corra por todos
os espaços da quadra, fugindo do pegador. Quando
algum aluno for pego, invertem-se os papéis.

Atividades para 10 e 11 anos


Buldogue
Orientar a turma para que fique em um Manual Ilustrado de Educação Física
lado da quadra (área do futsal). Um aluno ficará
no centro da quadra (será o buldogue). Ao sinal
do professor, todos os alunos terão de atravessar
correndo para o outro lado da quadra sem que
sejam capturados pelo buldogue. Todos os alunos
capturados devem se sentar e auxiliar o buldogue.
A atividade continuará sempre com o
sinal do professor. Cabe a ele também observar se
os auxiliares do buldogue permanecem sentados
durante todo o tempo.

141

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 141 13/10/2010 11:06:43

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 141 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Buldogue do alfabeto
Orientar a turma para que fique em um lado
da quadra (área de futsal). Um aluno ficará no centro
da quadra (será o buldogue). Ao sinal do professor,
todos os alunos terão de atravessar correndo para
o outro lado da quadra sem que sejam capturados
pelo buldogue. Todos os alunos capturados devem
se sentar e auxiliar o buldogue. A diferença principal nesta atividade: os alunos que tiverem o nome
iniciado com a letra escolhida pelo professor passam livremente, cabendo ao buldogue capturar apenas
os outros. Modificar as letras do alfabeto a cada passagem.

Captura da cauda
Distribuir a cada aluno da turma uma fita, tira de jornal ou colete para ser sua cauda e orientar
a colocação dela (presa à calça ou à bermuda). Ao sinal do professor, os alunos correm para capturar o
maior número de caudas possível. O professor terá em mãos novas caudas para aqueles alunos que as
perderam. O vencedor será o aluno que capturar o maio número de caudas.

Corredor perigoso
Organizar a turma em dois grandes grupos (A e B), formar um corredor com cones, corda ou
giz. Determinar, no início do corredor, uma marca para a colocação de uma bola e no final uma marca
de pontuação. Solicitar a um dos grupos (A ou B) que se posicione fora do corredor e orientar o outro
grupo para que fique no início dele. Ao sinal do professor, o primeiro do grupo chuta a bola o mais
longe possível e se desloca correndo para a marca de pontuação. Nesse momento, o outro grupo terá
Manual Ilustrado de Educação Física

de pegar a bola e queimar o aluno que estará correndo dentro do corredor perigoso. Quando todos do
grupo já tiverem executado o chute, invertem-se os papéis.
O vencedor da atividade será o grupo que conseguir fazer o maior número de pontos.

142

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 142 13/10/2010 11:06:53

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 142 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 12 e 13 anos
A
Alvo móvel
O professor organizará um corredor, com duas cordas grandes paralelas, distantes uns 5 metros
uma da outra, e formará duas equipes (A e B). Serão entregues para a equipe A várias bolas de plástico
e bolas leves. Ao sinal do professor, os componentes da equipe B (individualmente) passarão correndo
pelo corredor, sem que a equipe adversária os acerte com as bolas. Depois da participação de todos da
equipe, invertem-se os papéis.
Variações. a) passagem pelo corredor em duplas; b) passagem pelo corredor em trios; c)
passagem pelo corredor de mãos dadas.
Material: bolas de plásticos, bolas leves e cordas grandes.

Dupla animal
Serão formadas duplas, cujos integrantes serão enumerados (no 1 e no 2) e espalhados pela
quadra. Atentamente, as duplas aguardam as seguintes orientações do professor:
• primeiramente, os fugitivos serão os alunos que representam o no 2;
• o professor apitará e, logo em seguida, dirá o nome de um animal (cavalo, por exemplo).
Então, o no 1 persegue o no 2 imitando a corrida de um cavalo;
• o professor dirá o nome de um animal a todo o momento da atividade, cabendo aos alunos
imitar a sua corrida no momento da perseguição de seu parceiro.
Inverter o posicionamento sempre que necessário.

Pega-pega com bola


Em duplas, o professor entregará uma bola a cada integrante (de basquete, handebol, futsal).
Ao seu comando, um aluno correrá livremente pela quadra, executando dribles. Seu parceiro também
deverá sair driblando para persegui-lo, tentando tocá-lo em alguma parte de seu corpo. Inverter os
papéis sempre que necessário.
Material: bolas de basquetebol, bolas de handebol ou bolas de futsal. Manual Ilustrado de Educação Física

143

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 143 13/10/2010 11:06:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 143 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 14 a 17 anos
Até o final
Formar duplas cujos integrantes serão identificados pelos números 1 e 2. Solicitar ao número
1 de cada dupla que permaneça sentado na linha lateral da quadra. O número 2 se sentará a mais ou
menos 5 metros de distância, à frente de seu companheiro. Ao sinal do professor, o aluno que está à
frente se levanta e sai correndo até a linha lateral do outro lado da quadra. Cabe a seu companheiro
tentar pegá-lo.
Observação. No decorrer dessa atividade, o professor poderá acrescentar o uso de bolas (de
basquete, futsal, handebol); assim, cada aluno executará a corrida driblando e conduzindo a bola até
o limite final.

Cadê a minha casa?


O professor desenhará no chão da quadra alguns círculos (casas). Ao sinal do professor, todos
escolhem uma casa. Definir um número menor de casas em relação ao número de participantes, pois
assim sempre haverá alunos à procura delas. A um segundo sinal, os alunos saem à busca de casas
diferentes.
Ao observar o domínio da atividade, o professor deve diminuir a quantidade de casas.
Manual Ilustrado de Educação Física

Corrida em cruz
Organizar quatro colunas e posicioná-las sentadas em forma de cruz, enumerando cada
participante. O professor dirá um número (1, por exemplo), e todos se levantarão e correrão ao redor
da cruz, retornando à sua coluna o mais rápido possível.
Algumas observações nessa atividade:
• a corrida deve ser feita pelo lado direito de cada coluna;
• não será permitido ao aluno chamado passar pelo meio da coluna;

144

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 144 13/10/2010 11:07:02

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 144 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


• quando for chamado um número composto, os correspondentes a esse número correm de
mãos dadas (46 levanta o 4 e o 6, por exemplo);
• Só será considerado ponto válido quando o aluno se sentar.

Pega-pega em duplas
Orientar a turma para que corra por todos os espaços da quadra, fugindo do pegador. O aluno
que for pego se junta ao pegador, de mãos dadas, e ambos correm para capturar novos companheiros.
Todas as vezes que se formarem números pares de pegadores, estes se separarão e formarão novas duplas.
A atividade se desenrola dessa maneira até que o último aluno seja pego. Exemplos: os alunos das
duplas correm juntos, trios correm juntos. Somente quando o trio capturar outro aluno será permitida
a formação de nova dupla.

Jogos de salão
Objetivos
Também conhecidos como jogos de mesa, desprendem menos energia na movimentação
corporal, porém os jogos de tabuleiro desenvolvem o raciocínio lógico, a elaboração de estratégias,
as percepções espaço-temporais e a concentração ampla e fina, seus objetivos maiores.

Atividades para 3 a 5 anos


A
Ludo Manual Ilustrado de Educação Física
Separar a turma em grupos de quatro ou cinco alunos. Cada aluno com um pino (peão), e cada
um, na sua vez, joga o dado e caminha com o pino a quantidade de casas no tabuleiro correspondente
ao número tirado no dado, seguindo as orientações das casas.
Exemplo. Pule uma casa, volte duas casas, volte ao início do jogo, passe a sua vez, etc.

Quebra-cabeça (30 peças)


Separar a turma em grupos de quatro ou cinco alunos. Espalhar para cada grupo as peças do
quebra-cabeça. O grupo monta coletivamente o quebra-cabeça, encaixando as peças.

145

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 145 13/10/2010 11:07:07

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 145 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 6 e 7 anos
Jogo da memória
Montar um jogo com vários pares de figuras iguais ou correspondentes de um lado do cartão.
Separar a turma em grupos e distribuir um jogo para cada grupo. Estabelecida a ordem dos jogadores,
colocar na mesa os cartões com a figura para baixo, misturados aleatoriamente. O primeiro vira dois
cartões e procura os pares. Quando achá-los, o aluno recolhe os cartões para si e vira mais dois cartões,
até errar. Quando os cartões não forem correspondentes, o aluno retorna os cartões à posição inicial e
passa a sua vez para o próximo. Ao final, quem recolher mais cartões vence o jogo.

Pega-varetas
Separar a turma em grupos de quatro ou cinco alunos. Distribuir um jogo de varetas para
cada grupo. Estabelecida a ordem dos jogadores, o primeiro junta as varetas em uma de suas mãos
e, segurando-as no meio do espaço, solta-as na mesa ou no chão, deixando-as cair aleatoriamente.
O primeiro tenta pegar uma vareta de cada vez sem movimentar as outras; caso aconteça qualquer
movimento de outra vareta, ele passa sua vez para o próximo. Se o jogador não movimentar as outras
varetas no momento em que pegou uma delas, continua a sua jogada. Quem conseguir pegar mais
varetas vence a partida.

Quebra-cabeça (50 peças)


Separar a turma em grupos de quatro ou cinco alunos. Espalhar para cada grupo as peças do
quebra-cabeça. O grupo monta coletivamente o quebra-cabeça encaixando as peças.

Atividades para 8 e 9 anos


Damas
Separar a turma em duplas com um tabuleiro e cada jogador
glish

com doze peças de cores diferentes (brancas e pretas). Colocar o


n
Manual Ilustrado de Educação Física

dia E

tabuleiro de forma que fique uma casa branca à direita dos jogadores.
pe
Wiki

Distribuir as peças nas casas escuras das três primeiras fileiras. Quem
ficar com as peças brancas começa o jogo. As peças só podem andar
Ta
uma casa por lance, movimentando-se sempre para frente, na diagonal formada pelas buleiro de Damas
casas escuras. Quando uma das peças de um jogador ficar lado a lado (no sentido diagonal) com
uma peça do adversário, e esta tiver uma casa vazia atrás de si, o primeiro pode saltar sobre a peça do
adversário e ocupar a casa vazia, retirando a peça do adversário do jogo (captura). Pode-se também
capturar mais de uma peça no mesmo lance. Se um jogador chegar até a fileira mais recuada do
adversário, consegue fazer uma dama, colocando uma das peças perdidas sobre a dama feita. A dama
pode andar quantas casas quiser para frente ou para trás e pode ocupar qualquer casa depois da captura,
enquanto as peças simples são obrigadas a ocupar a casa imediatamente após a peça capturada. Vence o
jogador que conseguir tomar todas as peças do adversário ou imobilizar suas últimas peças.

146

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 146 13/10/2010 11:07:10

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 146 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Damas humano
Dividir a turma em duas equipes de doze alunos e colocar camisetas de cores diferentes em cada
equipe. Desenhar no chão um tabuleiro gigante e posicionar os alunos como se fossem peças de damas.
Cada equipe movimenta um jogador por vez, alternadamente. Cada aluno, na sua vez, pode movimentar-se
ou movimentar um colega, se achar mais adequado. Desenvolve-se o jogo conforme o tradicional.

Trilha
Separar a turma em duplas, com um tabuleiro, e cada
jogador com nove peças de cores diferentes. Os jogadores tentam
capturar as peças do adversário formando trilhas, ou seja, três
peças da mesma cor em três casas da mesma linha. Cada um vai
colocando uma peça de cada vez no tabuleiro, alternadamente, na
casa que desejar. Toda vez que conseguir formar a trilha, retira uma
peça do adversário do jogo. As peças só podem movimentar-se
nas casas da mesma linha, em qualquer direção, quando algum
jogador ficar apenas com duas peças.

Atividades para 10 e 11 anos


Xadrez
Separar a turma em duplas. Tabuleiro formado por 64 casas,
/sxc.hu
brancas e pretas, dispostas alternadamente. O tabuleiro é colocado de
ville

forma que a primeira casa branca fique à direita do jogador.


Dave Sack

Movimento e captura das peças:


• Rei – uma casa em qualquer sentido. Captura: uma casa em Tabuleiro de
Xadrez
qualquer sentido;
• Rainha – quantas casas quiser, em qualquer sentido. Captura: quantas casas quiser, em
qualquer sentido;

Manual Ilustrado de Educação Física


• Torres – em linha ou coluna, em qualquer sentido. Captura: em linha ou coluna, em
qualquer sentido;
• Bispos – em diagonal, em qualquer sentido. Captura: em diagonal, em qualquer sentido;
• Cavalos – três casas em linha e uma casa em coluna, em qualquer sentido. Captura: na
última casa do movimento, pode saltar peças suas ou do adversário;
• Peões – uma casa em coluna. Captura: uma casa na diagonal.
Cada jogador movimenta uma peça alternadamente, procurando capturar o máximo de peças do
adversário e evitar que o adversário capture as suas. Quando o rei for capturado, o jogo acaba. Quando
o rei está para ser atacado por uma peça adversária, está em xeque e deve defender-se capturando a peça
que deu o xeque ou fugindo para outra casa do tabuleiro em que não esteja ameaçado ou ainda ser
interposta uma peça entre o rei e a peça que deu o xeque.

147

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 147 13/10/2010 11:07:11

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 147 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Xadrez com duas, três e quatro peças
Jogo somente com o peão e a torre. Jogo somente com o peão, a torre e o bispo. Jogo somente
com o peão, a torre, o bispo e o cavalo.

Atividades para 12 e 13 anos


A
Xadrez
Jogo completo, com movimentos especiais.

Atividades para 14 a 17 anos


Xadrez
Jogo completo, com movimentos especiais. Organização de campeonatos.

Jogos populares e folclóricos


Objetivos
Conhecidos também como jogos de rua, em que os elementos podem ser alterados/decididos
na hora, pelos próprios jogadores, podem ser desenvolvidos com vários alunos participantes,
apresentam flexibilidade em suas regras, não exigem a necessidade de materiais sofisticados e caros e
normalmente são vivenciados por gerações anteriores e transmitidos de geração em geração, daí sua
importância no processo educacional.

Atividades para 3 a 5 anos


A
Cabra-cega
Manual Ilustrado de Educação Física

O professor desenhará um quadrado gigante


na quadra e solicitará aos alunos que caminhem
livremente por esse quadrado. Um participante terá
seus olhos vendados (cabra-cega); mesmo assim,
sem ver nada, sai à captura de algum colega. Quem
for pego será o novo cabra-cega.
Material: giz e uma tira de pano.

148

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 148 13/10/2010 11:07:12

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 148 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Elefantinho colorido
Os alunos se posicionarão de um lado da
quadra, com um colega no centro dela, em pé e de
costas para a turma. Esse aluno dirá “Elefantinho
colorido!”, ao que os outros alunos perguntarão “Que
cor?”. Então o elefantinho dirá o nome de uma cor.
Após a escolha dessa cor, os alunos ultrapassarão para
o lado oposto da quadra, procurando tocar em alguma coisa da cor indicada pelo elefantinho colorido.
Quem for tocado pelo elefantinho será o próximo pegador.

Lenço-atrás
Os alunos se posicionarão, sentados, no círculo central da quadra. Um deles ficará de fora do
círculo, tendo em suas mãos um lenço. Esse aluno correrá em volta do círculo e dirá, em voz alta,
“Lenço atrás!”, ao que os alunos sentados dirão “Corre mais!”. Essa situação se repetirá seguidas vezes
(“Lenço atrás!”, “Corre mais!”), até que o aluno de posse do lenço o coloque atrás de um colega sentado.
Após isso, fugirá rapidamente. O aluno que recebeu o lenço se levantará rapidamente e perseguirá seu
colega até pegá-lo antes que ele se sente em seu lugar.
Material: lenço.

Passa-anel
Os alunos se posicionarão, sentados, no
círculo central da quadra. Um deles ficará dentro do
círculo, com um anel entre suas mãos. Ao comando Manual Ilustrado de Educação Física
do professor, esse aluno passará a mão entre as mãos de
seus colegas, como que fosse deixar um anel. Em algum
momento da atividade, o aluno realmente deixará o
anel entre as mãos de um integrante do grupo. Após
isso, o professor escolhe um dos alunos para descobrir
na mão de qual colega foi deixado o anel. Caso esse
aluno acerte, será o novo passador de anel.
Inverter a posição sempre que necessário.
Material: anel.

149

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 149 13/10/2010 11:07:14

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 149 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 6 e 7 anos
Balança-caixão
Um aluno ficará sentado em um banco (tampa
do caixão), enquanto os outros se posicionarão em
coluna, sentados/agachados, às costas do anterior. O
primeiro aluno da coluna apoiará a cabeça no colo
do colega sentado no banco (a tampa do caixão).
Após essa formação, a atividade prossegue, e a
tampa do caixão diz “Balança, caixão!”, ao que os
outros alunos dizem “Balança você!”. A tampa do
caixão responde “Dá um tapa na bunda e vai se esconder!”. Ao final dessa resposta, o último aluno dá
um leve tapa na bunda do anterior e vai se esconder, e assim a atividade prossegue sucessivamente, até
chegar ao primeiro da coluna.
Este aluno, por sua vez, vai procurar todos os colegas para trazê-los, até o ponto inicial da
brincadeira, pela parte do corpo que a tampa do caixão indicar.
Exemplo. Trazer o colega capturado pela orelha, pelo nariz, pelo braço, etc.
Material: banco.

Batata-quente
Os alunos se posicionarão sentados no
círculo central da quadra, com um dos integrantes
com uma bola nas mãos. Haverá outro colega,
sentado fora do círculo, com os olhos fechados, que
iniciará a atividade dizendo “Batata quente, quente,
quente!”. Simultaneamente, os alunos do círculo
passarão a bola de mão em mão. Quando um aluno
disser “Queimou!”, a bola para de passar de mãos
em mãos, e aquele que estiver com ela inverte a posição com o colega. A atividade continuará com esse
Manual Ilustrado de Educação Física

novo colega.
Material: bola.

Mãe da rua colorida


Os alunos se posicionarão de um lado da quadra, com um participante ao centro, em pé e de
frente para a turma (o mãe da rua), que dirá “Mãe da rua colorida!”, ao que os outros perguntarão “Que
cor?”. Então, o mãe da rua dirá o nome de uma cor. Após a escolha dessa cor, os alunos ultrapassarão
para o lado oposto da quadra correndo. Os alunos que tiverem a cor escolhida nos tênis, nas meias ou
em suas roupas podem passar livremente, sem ser pegos. Os que não possuirem nada da cor escolhida
ultrapassam correndo, tomando cuidado para não serem pegos pelo mãe da rua colorida. O aluno que
for pego será o próximo mãe da rua.

150

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 150 13/10/2010 11:07:20

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 150 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Qual é o mês?
Com os alunos sentados no círculo central
da quadra, destaca-se uma dupla, que escolhe em
segredo o nome de um mês. Após essa escolha,
ambos os alunos percorrem o círculo perguntando
aos colegas “Qual é o mês?”. O aluno que acertar
o segredo marcará um ponto. Quem marcar mais
pontos será o vencedor.
Modificar as duplas sempre que necessário.

Queimada - I
Serão formadas duas equipes (A e B), dispostas
nos campos definidos pelo professor. A atividade se
inicia com a posse de bola para uma das equipes. Ao
sinal do professor, as equipes, arremessando a bola,
tentarão acertar integrantes adversários. O aluno
queimado se posiciona atrás do campo adversário e também auxilia sua equipe para que queime outros
participantes. Será vencedora a equipe que conseguir queimar todos os integrantes.
Material: bola leve ou bola de plástico e giz.

Atividades para 8 e 9 anos


Alerta
Todos em volta de um aluno que está com
uma bola. O aluno lança a bola para cima e diz o
nome de algum colega. Enquanto o colega chamado
vai pegar a bola e dizer “Alerta!”, os outros correrão
o mais longe possível, mas pararão imediatamente
quando ouvirem o “Alerta!”. Então, o pegador pode

Manual Ilustrado de Educação Física


dar até três passadas para tentar queimar alguém e
será o próximo a chamar outro participante. Essa
atividade pode ser feita com nomes de frutas.
Material: bola leve ou de plástico.

Amarelinha
Fazer um desenho no chão, conforme a
ilustração. O jogador se coloca à frente do número
1 (inferno) e joga uma pedra no primeiro quadrado.
Se ele acertar, pula com um pé nos quadrados 2 e
3, simultaneamente, depois com um pé só no 4,

151

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 151 13/10/2010 11:07:24

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 151 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


novamente com um pé nos quadrados 5 e 6, simultaneamente, e um pé só no 7 e chega ao céu com
os dois pés. Depois, o jogador volta, fazendo o trajeto ao contrário, mas antes de pular o quadrado
1 pega a pedra. E assim sucessivamente, lembrando-se de não pisar no quadrado onde está a pedra e
de pegá-la antes de pular o quadrado onde ela está. Cada vez que errar, o jogador passa a vez para o
próximo, e quando chegar sua vez novamente ele continua de onde parou. Depois, variar os desenhos
da amarelinha.

Cinco-marias
Confeccionar cinco saquinhos pequenos recheados com arroz ou areia para cada grupo de cinco
ou seis crianças. Na ordem, o primeiro participante lança os saquinhos levemente para o alto e os deixa
cair no chão, escolhe um dos saquinhos, pega-o na mão, joga-o para o alto e, antes de pegá-lo de volta,
recolhe outro que está no chão, com a mesma mão. Em seguida, joga um que está na sua mão e recolhe
um terceiro, e assim por diante, até recolher todos. Se o saquinho lançado cair, o jogador cede a vez
para o próximo. Depois os saquinhos são pegos de dois em dois. Em seguida, pega-se um saquinho e
três de uma vez. Por último, pegam-se os quatro saquinhos de uma só vez.
Na segunda fase, o jogador faz um gol com o dedo indicador e o polegar e, quando lançar o
saquinho para cima, deve empurrar os saquinhos do chão para dentro do gol, um a um. Por fim, o
jogador deve lançar todos os saquinhos para cima e tentar pegar o maior número possível de saquinhos
com as costas de sua mão, o que determina seus pontos.

Pular corda e ladainhas


Dois alunos devem segurar as pontas de
uma corda e girá-la em movimento de rotação; os
outros saltam, cada um na sua vez. Quando errar,
o saltador cede a vez para o próximo.
Salada, saladinha, bem temperadinha
Com sal, pimenta, fogo, foguinho. (bater a corda rápido nesse momento)
-o-
Um homem bateu em minha porta e eu abri,
Senhoras e senhores, “põem” a mão no chão,
Manual Ilustrado de Educação Física

Senhoras e senhores, pulem num pé só,


Senhoras e senhores, deem uma rodadinha,
E vão pro olho da rua! (sair da corda nesse momento)
-o-
Pato, patinho, marreco, marrequinho,
Vamos pular o ano inteirinho:
Janeiro, fevereiro, março, abril, maio, junho, julho,
Agosto, setembro, outubro, novembro, dezembro.

152

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 152 13/10/2010 11:07:30

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 152 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


-o-
Suco gelado, cabelo arrepiado,
Qual é a letra do seu namorado:
A B C D E F... (até errar)
-o-
Com quantos anos você pretende se casar?
Com 1, com 2, com 3, com 4... (até errar)
Coca-Cola, Pepsi Cola.
Quantos namorados você tem na escola.
1, 2, 3, 4... (até errar)

Reloginho
Um aluno deve segurar a ponta de uma corda, e os outros
ficam em volta. O aluno deve girar a corda no chão, imitando o
ponteiro de um relógio, e os outros devem saltar, evitando que a
corda bata nos seus pés. Aquele em quem a corda encostar será o
próximo reloginho.

Zerinho
Dois alunos devem segurar as pontas de uma corda e
girar em movimento de rotação. Os outros, cada um em sua
vez, tentam passar por baixo da corda sem deixá-la encostar
ao corpo. Quando conseguir, na próxima vez, tenta entrar na
corda, pular uma vez e sair; depois duas, e assim por diante.

Atividades para 10 e 11 anos


Queimada - II
Manual Ilustrado de Educação Física
Serão formadas duas equipes (A e B),
dispostas nos campos definidos pelo professor. A
atividade se inicia com a posse de bola para uma
das equipes. Ao sinal do professor, as equipes,
arremessando a bola, tentarão acertar integrantes
adversários. O aluno queimado se posiciona atrás do campo adversário e também auxilia sua equipe a
queimar outros colegas. Será vencedora a equipe que conseguir queimar todos os integrantes.
Variação. Cada equipe escolherá, em segredo, um rei ou uma rainha. A equipe que conseguir
queimar o rei ou a rainha ganha o ponto para sua equipe imediatamente.
Material: bola leve ou bola de plástico e giz.

153

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 153 13/10/2010 11:07:31

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 153 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Peteca
Dividir o grupo em duas equipes com uma
corda ou rede no meio. As equipes devem rebater
a peteca sem deixá-la cair no seu campo. Se isso
acontecer, será marcado ponto para a equipe
adversária.

Esportes
Objetivos
Adquirir e desenvolver os fundamentos, as técnicas, as táticas e as estratégias básicas dos
esportes mais praticados, assim como sua análise e cultura corporal.

Atividades para 8 e 9 anos


Arremessos: basquete
Os alunos se posicionarão em coluna, um atrás do outro,
de frente para a cesta. O professor entregará, aos primeiros alunos
da coluna, várias bolas de basquete. Após o comando do professor,
os alunos realizam arremessos de uma marca bem próxima da
cesta (marca de arremesso). Conforme os alunos forem marcando
pontos, a marca de arremesso será colocada mais distante da cesta.
Determinar um desafio de arremessos para os alunos.
Material: bolas de basquete.

Cesta volante: basquete


Duas equipes serão formadas (A e B). Um aluno de cada equipe segurará em suas mãos um
balde (cesta volante) e poderá deslocar-se livremente pela quadra. Após o sinal do professor, os alunos
começam a jogar basquete normalmente, com dribles, passes e deslocamentos habituais de uma partida.
Manual Ilustrado de Educação Física

A diferença maior nessa atividade é que as equipes devem acertar a cesta volante da equipe adversária,
que poderá deslocar-se para todo o espaço livre da quadra. A equipe vencedora será a que marcar mais
pontos na cesta volante.
Material: bola de basquete e baldes ou cestos de lixo.

154

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 154 13/10/2010 11:07:35

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 154 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Basquetebol gigante sem dribles
Duas equipes serão formadas (A e B), com a participação de toda a turma. As equipes gigantes
(A e B) posicionam-se por toda a quadra de basquete. Após o professor entregar a bola a uma das
equipes, o jogo se inicia da seguinte maneira: os integrante das equipes deverão movimentar a bola
apenas por meio de passes (curtos, médios e longos). Não será permitido o drible. Após uma boa
assimilação dos alunos à atividade, cabe ao professor determinar uma quantidade de dribles que cada
aluno pode executar. O professor também poderá colocar mais uma bola no basquete gigante.
Observação. O jogo é desenvolvido com as regras do basquete normal (devendo-se respeitar
faltas e punições comuns de um jogo). É importante a participação de toda a turma nessa atividade.
A equipe que marcar mais pontos será a vencedora da atividade.
Material: bolas de basquete.

Mata-mata: basquete
Os alunos serão colocados em coluna à frente
de cada cesta. O professor entregará ao primeiro e ao
segundo de cada coluna uma bola. O primeiro aluno
arremessa a bola à cesta (aluno A), e logo em seguida o
segundo aluno (aluno B) também executa seu arremesso.
Caso o aluno B acerte seu arremesso antes do aluno A, elimina-o da atividade. Uma maneira de o
aluno A se salvar é acertar o seu arremesso de primeira. Caso isso ocorra, ele pega a bola e a entrega ao
próximo da coluna para dar continuidade ao mata-mata.

Manual Ilustrado de Educação Física


O vencedor será o aluno que conseguir eliminar todos os integrantes de sua coluna.
Material: bolas de basquetebol.

Corrida ao gol: futsal


Duas equipes (A e B) serão posicionadas em
colunas, um aluno atrás do outro, ao fundo da quadra.
Após o comando do professor, os primeiros alunos das
colunas (A e B) saem conduzindo a bola até o limite
determinado pelo professor e a chutam para o gol. O
jogador que fizer o gol primeiro marcará um ponto para
a sua equipe.
Material: bolas de futsal.
155

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 155 13/10/2010 11:07:41

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 155 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Futpar
Duas equipes (A e B) serão formadas para
um “futpar”. Os integrantes das equipes A e B
estarão de mãos dadas, formando duplas. Após a
formação da dupla, os jogadores se espalham pela
quadra, e um sorteio é realizado para saber qual
equipe dará o pontapé inicial do “futpar”, que se
desenvolve da mesma maneira de uma partida
de futsal (devendo-se respeitar faltas e punições
comuns de um jogo), exceto no fato de que as
duplas não podem soltar as mãos enquanto acontece o jogo.
Observação. Caso alguma dupla solte as mãos no desenvolvimento do “futpar”, será anotado
pênalti para a equipe adversária. Os goleiros também devem participar do jogo de mãos dadas.
Variação. Formar duplas mistas e determinar a validade do gol somente quando for feito pelas
meninas.
Material: bola de futsal.

Passe em deslocamento
Duplas serão formadas, com ambos os alunos posicionados distantes uns 5 metros um do
outro, um de frente para o outro, com uma bola para cada dupla. Ao comando do professor, os alunos
executam trocas de passes de formas diversas: com a parte interna do pé, com a parte externa do pé,
com o peito do pé, etc.
Observação. Todos os exercícios podem ser realizados, com ou sem deslocamento.
Material: bolas de futsal.
Manual Ilustrado de Educação Física

Manchete na parede: voleibol


Os alunos receberão uma bola de vôlei,
posicionando-se de frente para uma parede. Ao
comando do professor, os alunos realizam várias
manchetes na parede.
Observação. O professor orientará a todo
o momento a atividade, incluindo a posição das
pernas e dos braços.
Material: bolas de voleibol.

156

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 156 13/10/2010 11:07:47

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 156 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Minivoleibol: voleibol
O jogo será realizado com número menor
de jogadores (3 a 4), em quadra de dimensões
menores, determinada pelo professor. Para facilitar
o desenvolvimento de rallies, o professor deixará
cada equipe dar quantos toques ou manchetes forem
necessários para a devolução da bola.
Material: bolas e rede de voleibol.

Saque contra a parede: voleibol


Os alunos receberão uma bola de vôlei e se posicionarão de
frente para uma parede. Ao comando do professor, os alunos realizam
vários saques contra a parede.
Observação. O professor orientará a todo o momento a
atividade, incluindo o posicionamento das pernas e dos braços.
Material: bolas de voleibol.

Toque na parede: voleibol


Os alunos receberão uma bola de vôlei se posicionarão de
frente para uma parede. Ao comando do professor, os alunos realizam
vários toques contra parede.
Observação. O professor orientará a todo o momento a
atividade, incluindo o posicionamento das pernas e dos braços.
Material: bolas de voleibol.

Atividades para 10 e 11 anos


Bola ao arco: basquetebol
Organizar duas equipes (6 a 8) de jogadores Manual Ilustrado de Educação Física
e deixar um de cada equipe fora da quadra (linha de
fundo). O jogador definido para ficar fora de quadra
(linha de fundo) deverá permanecer dentro de um
arco. Nessa atividade, acrescentar dribles, passes e
bandejas.
Observação. Ao ser anotado o ponto, verificar
se o jogador do arco está corretamente em seu lugar.

157

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 157 13/10/2010 11:07:52

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 157 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Bola ao cesto móvel: basquete
Organizar duas equipes de jogadores (6 a 8)
e deixar um de cada equipe fora da quadra (linha de
fundo), com um cesto na mão. O professor inicia o
jogo com bola ao alto no centro da quadra. A intenção
de cada equipe será fazer o ponto arremessando a bola
para dentro do cesto.
A equipe vencedora será aquela que conseguir mais pontos, acertando o cesto.
Observação. Determinar apenas três dribles por jogador, pois assim será mais fácil a participação
de todos. Usar uma bola mais leve do que a de basquete.

Cesta humana: basquetebol


Dividir a turma em dois grandes grupos e definir um jogador de cada grupo como cesta
humana. Ao sinal do professor, o jogo se inicia. A intenção de cada equipe será lançar a bola até a sua
cesta humana, por meio de passes, dribles, deslocamentos e bandejas.
Observação. Para uma melhor participação de todos os alunos, determinar o número de dribles
por jogador e, quando for consignado um ponto, mudar a cesta humana.

Bitoque: futsal
Formar grupos de 8 a 10 alunos e dispô-los em quadra diferenciando as equipes com coletes.
Quando o jogo se iniciar, cada jogador só poderá dar 2 toques antes de passar a bola ao companheiro
ou finalizar a gol. Se acontecer de um jogador tocar na bola por mais vezes que o permitido, a bola irá
para a equipe adversária.
Manual Ilustrado de Educação Física

Observação. O tempo de jogo será definido pelo professor.

Minifutsal em duplas: futsal


Organizar pequenas quadras e determinar como gols
alguns cones, pinos, traves pequenas ou algo similar. Ao
sinal do professor, os alunos iniciam o jogo entre as duplas
(2 a 3 minutos). Após o término de cada jogo, os vencedores
continuam na quadra.
Observação. Nessa atividade é interessante fazer
sempre o rodízio entre as duplas, pois assim todos vão jogar
com companheiros diferentes.

158

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 158 13/10/2010 11:08:00

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 158 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Showball - I: futsal
Organizar a turma em dois grandes grupos. Primeiramente, é preciso definir que não haverá
bola fora de jogo (escanteio, lateral, tiro de meta), o limite de toques na bola por jogador, as situações
em que bola ofereça risco de perigo aos jogadores e que todas as faltas ocorridas no jogo serão cobradas
pelo jogador que as recebeu (tiro livre direto no local da falta). Ao sinal do professor, inicia-se o
jogo. Observar o desempenho e o desenvolvimento da turma nessa atividade, conforme haja um bom
domínio, criar novas regras.

Desafio 4 por 4: handebol


Dividir a turma em grupos de 4 alunos (1 goleiro e 3 jogadores de linha). Após definir o lado de
ataque e de defesa, o professor dá um sinal (apito), e as equipes terão 1 minuto para se desafiar. A equipe
que for vencedora do desafio após o tempo de jogo permanece na quadra e só sai quando for derrotada.
Em caso de empate no desafio, saem as duas equipes, entrando outras duas imediatamente. À medida
que a turma se adapte à atividade, pode-se aumentar o tempo de jogo e o número de jogadores.
Observação. Nessa faixa etária é muito difícil a participação coletiva. Para facilitar e possibilitar
a participação de todos na atividade, determine que cada aluno possa quicar a bola apenas duas vezes.

Jogo dos cones: handebol


O professor divide a turma em dois grandes grupos (A e B) e determina que um aluno de cada
grupo fique dentro da área de gol, segurando um cone. Ao sinal do professor, os alunos deverão, por
meio de passes, lançar a bola ao seu companheiro, e este deverá apanhá-la com o cone. Quando for
consignado um ponto, muda-se o aluno que está com o cone.
Manual Ilustrado de Educação Física

159

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 159 13/10/2010 11:08:08

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 159 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Três contra o goleiro: handebol
O professor indica um goleiro e organiza 3
colunas no fundo da quadra. Ao seu sinal, os alunos
executam trocas de passes em deslocamento, até
próximo da área, quando fazem o arremesso ao gol. O
aluno que efetuar o arremesso fica no lugar do goleiro.
A atividade continua sempre com a movimentação
no fundo da quadra.

Voleibol cego - I: voleibol


Assim como no voleibol gigante, definir dois grandes grupos de alunos. O professor coloca um
tecido sobre a extensão de toda a rede de voleibol, fazendo as equipes ficar impossibilitadas de ver o
movimento de jogo dos adversários (saques, passes e trocas de bola). Para facilitar, pode ser usada uma
bola mais leve e maior (de plástico). Os finais de sets podem ser também de um número superior ao
permitido pelas regras oficiais.
Manual Ilustrado de Educação Física

Voleibol flutuante: voleibol


Formar equipes, de preferência com 6, 8
ou 10 alunos. Cada equipe se dividirá em duas (de
3, 4 ou 5) e ficará ao lado da quadra. Cada equipe
formada recebe do professor um tecido grande e
deve mantê-lo o mais estendido possível. O professor
inicia o jogo lançando a bola para um lado da quadra,
e as equipes devem recepcioná-la com o seu tecido.
Após a recepção, podem devolver a bola para a
quadra adversária. Quando o professor observar uma
boa adaptação à atividade, poderá determinar que
os grupos realizem trocas de passes entre si antes de
lançar a bola ao grupo adversário.
160

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 160 13/10/2010 11:08:13

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 160 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividades para 12 e 13 anos
A
Basquetebol com números - I: basquetebol
Dividir a turma em duas equipes e colocar os alunos numerados ao longo das equipes laterais.
Ao sinal do professor (número chamado), saem em busca da bola, que estará no meio da quadra. O
primeiro a chegar sai driblando com a intenção de fazer o ponto (cesta). Enquanto isso, o outro jogador
tenta defender e tirar a bola para realizar a cesta do seu lado. Quando um dos jogadores conseguir fazer
a cesta, a bola volta ao meio da quadra.
Observação. À medida que a turma domina essa atividade, o professor pode chamar mais de um número.

Desafio 5 por 5: basquetebol


Organizar a turma em grupos de 5 alunos e posicionar o primeiro grupo no garrafão. Ao sinal
do professor, sai um quinteto de um garrafão com a posse de bola e tenta efetuar o ponto (cesta)
por meio de passes, dribles e deslocamentos. Ao final desse exercício, esse quinteto ocupa seu lugar
(garrafão) e aguarda a ação de outros companheiros.

Manual Ilustrado de Educação Física

Jogo dos 10 passes


Formar dois grandes grupos, devidamente
identificados (coletes), posicionar todos os alunos
dentro da quadra de basquete e dar uma bola de
basquete a uma das equipes. Esta trocará 10 passes,
sem que a outra equipe a intercepte. Se a equipe
161

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 161 13/10/2010 11:08:23

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 161 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


adversária recuperar a bola antes de completar o décimo passe, esta ficará de posse da bola e tentará
completar a atividade.
Determinar que os alunos se movimentem o máximo possível, sem driblar. Apenas passes serão
permitidos.

Ataque contra a defesa: futsal


Dividir a turma em grupos de sete alunos e determinar 4 contra 3: o grupo que estiver com
três alunos será a defesa, o outro será o ataque. Ao sinal do professor, o ataque tentará fazer o gol o
mais rápido possível (por meio de passes, dribles e deslocamentos). Determinar ao ataque que só será
validado se o gol for efetuado dentro da área do futsal.
Observação. Mudar sempre os papéis de ataque e defesa.

Minifutsal em trios: futsal


Definir pequenas quadras e determinar como
gols alguns cones, pinos, traves pequenas ou algo
similar. Ao sinal do professor, os alunos iniciam o
jogo entre trios (3 minutos). Após o término de cada
jogo, os vencedores continuam na quadra.
Observação. Nessa atividade é interessante
fazer sempre o rodízio entre os trios, pois assim todos
irão jogar com companheiros diferentes.

Showball - II: futsal


Manual Ilustrado de Educação Física

Organizar a turma em dois grupos e, depois, definir as seguintes regras: sem bola fora de jogo
(escanteio, lateral, tiro de meta), limite de toques na bola por jogador, as situações em que a bola
oferece risco aos jogadores, cobrança de faltas pelo jogador que as sofreu. Ao sinal do professor, inicia
o jogo.
Observar o desempenho e o desenvolvimento da turma nessa atividade. Conforme haja bom
domínio, criar novas regras.

162

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 162 13/10/2010 11:08:30

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 162 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Bola queimada com escudo e protegido: handebol
Organizar uma bola-queimada e definir duplas (um com colete, o escudo, e outro sem o colete,
o protegido). Ao sinal do professor, o jogo se inicia com os reservas tentando queimar os protegidos.
Os escudos têm a função de não deixar isso acontecer. O escudo poderá usar qualquer parte do corpo
para defender o protegido; caso não o consiga e o protegido seja queimado, ambos serão eliminados.
Observação. Realizar rodízio entre escudos, protegidos e reservas.

Bola-queimada com minas terrestres: handebol


Organizar a bola-queimada tradicional e colocar, no limite da quadra, cones, coletes (que serão
as minas terrestres). Os pontos para as equipes serão anotados da forma tradicional (queimada) ou
quando algum jogador tocar nas minas terrestres. Iniciar o jogo com poucas minas, e conforme a turma
o domine, aumentar o número de minas terrestres.

Bola-queimada da bola central: handebol


Manual Ilustrado de Educação Física
Organizar duas equipes (A e B) e posicionar cada uma delas com uma bola (de borracha,
handebol) na linha lateral da quadra de voleibol. Deixar no centro da quadra uma medicine ball e, ao
sinal do professor, os alunos arremessam a bola na medicine ball, tentando levá-la até o lado oposto.

163

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 163 13/10/2010 11:08:34

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 163 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Espaço limpo: voleibol
Definir e posicionar equipes frente a
frente na quadra. Cada aluno, com uma bola na
mão, executará saques na linha de fundo (zona de
saque). As equipes devem evitar que fiquem bolas
na quadra quando o tempo terminar.

Minivoleibol: voleibol
Dividir a quadra de voleibol em quatro
partes e posicionar as duplas frente a frente com
a rede de voleibol. Para facilitar a participação das
duplas, determinar que a bola quique apenas uma
vez na quadra.

Voleibol gigante - I: voleibol


O professor dividirá a turma em dois
grupos. Após a escolha das equipes, pedir-lhes que
se posicionem em quadra. Nessa atividade não
haverá número limite de toques por equipes. O
professor poderá usar uma bola maior e mais leve
(de plástico). Só será marcado ponto quando a bola
cair na quadra adversária ou for jogada para fora da linha limite da quadra. Os finais de sets podem ser
também de um número superior ao permitido pelas regras oficiais.

Atividades para 14 a 17 anos


Basquetebol com números - II: basquetebol
Dividir a turma em duas equipes e identificar os alunos com números ao longo das linhas
laterais. Ao sinal do professor, os números chamados saem em busca da bola (que estará no centro da
Manual Ilustrado de Educação Física

quadra). O primeiro a pegá-la sai driblando com a intenção de fazer o ponto (cesta). Enquanto isso,
o outro jogador tenta defender, roubar a bola e marcar o ponto (cesta) do seu lado. Quando um dos
jogadores conseguir fazer um ponto (cesta), a bola retorna ao centro da quadra.
Observação. Conforme a turma dominar essa atividade, o professor chamará mais de um número.

164

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 164 13/10/2010 11:08:42

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 164 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Desafio dos quintetos: basquetebol
Formar vários quintetos e posicionar um
quinteto no centro da quadra, com a bola. Os outros
dois quintetos posicionam um em cada garrafão e, ao
sinal do professor, o quinteto central inicia uma ação
ofensiva com a intenção de efetuar um ponto (cesta).
Caso obtenha um resultado positivo nessa ação ofensiva,
retoma a posse de bola e vai para o outro garrafão. Se não efetuar o ponto (cesta), o outro quinteto terá
a oportunidade de continuar sua ação ofensiva contra outra equipe. Nessa atividade, permitir apenas
dois dribles por aluno, pois assim todos terão a oportunidade de participar do exercício.

Rebote em duplas: basquetebol


Formar duas colunas e posicionar os primeiros de
cada coluna de frente com a tabela de basquete. O professor
arremessará uma bola contra a tabela, e os alunos disputarão esse
rebote. O aluno que ganhar o rebote sai driblando até a outra
tabela com a intenção de efetuar o ponto (cesta). Caso o outro
aluno recupere a bola, a jogada dar-se-á por encerrada. As outras
duplas se posicionarão da mesma maneira para a sequência da
atividade.

Grande desafio: futebol


Posicionar em uma meia quadra seis jogadores (1 goleiro e 2 defensores contra 3 atacantes). Na
outra meia quadra, a mesma disposição. Ao sinal do professor, os atacantes tentam chegar ao gol. Após
o término de tempo do desafio, invertem-se os papéis.
O professor deve orientar a movimentação contínua dos atacantes e as trocas de passes rápidos,
pois assim dificultará a ação dos defensores.

Manual Ilustrado de Educação Física

Rumo ao gol: futebol


Dividir a turma em quatro grupos (A, B, C e
D) e posicionar os grupos A e B num lado da quadra e
os grupos C e D no outro. Pedir a cada participante do
grupo sentar-se do lado de fora da quadra, próximo à
trave de gol, deixando um goleiro fixo em cada gol.

165

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 165 13/10/2010 11:08:49

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 165 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Ao sinal do professor, os primeiros de cada grupo, A e B, C e D, levantam-se e jogam entre si,
por meio de passes, deslocamentos e dribles. Ao acabar o tempo de jogo, os alunos saem da quadra e
retornam ao grupo de origem. A atividade continua sempre com a autorização do professor.

Showball: futsal
O professor dividirá a turma em dois grandes grupos (8 a 10 alunos). Primeiramente definir
que não haverá bola fora de jogo (escanteio, lateral, tiro de meta), o número de toques na bola, as
situações em que a bola representará perigo aos jogadores e a cobrança de faltas por quem as recebeu
(tiro livre direto do local da falta). Ao sinal do professor, as equipes jogam entre si.
Observação. Conforme a turma demonstrar domínio da atividade, criar outras regras para o jogo.

Duelo 3 contra 3 e o goleiro: handebol


Organizar os alunos em trios, um na parte central da quadra e outro trio posicionado próximo à
área de gol (defesa), junto com o goleiro. Ao sinal do professor, o trio, posicionado na parte central da
quadra, sai trocando passes em deslocamentos, tentando marcar gol. Caso o trio defensor ou o goleiro
recupere a bola, o duelo se encerra e se inicia outro, logo em seguida, com outros trios.

Jogo dos 10 passes: handebol


Formar dois grandes grupos, devidamente
Manual Ilustrado de Educação Física

separados (coletes), e determinar que a equipe troque


10 passes sem que o adversário intercepte ou recupere
a bola. Toda essa movimentação (troca dos 10 passes)
só poderá ser executada sem a utilização de dribles.
Assim, será necessário que cada componente do grupo
se desloque o mais rápido possível. Caso um grupo
recupere a bola, será consignado a ele 1 ponto. Após
algumas tentativas, passar a bola ao grupo adversário,
que tentará a troca dos 10 passes.

166

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 166 13/10/2010 11:08:56

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 166 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Jogo participativo: handebol
Posicionar as duas equipes em quadra com
o número correto de jogadores (6 na linha e um
goleiro) e solicitar a uma das equipes que execute a
marcação próximo à área de gol (marcação 6 x 0).
A outra equipe, de posse da bola, tentará, dentro
de um tempo determinado pelo professor, efetuar
trocas de passes por todos os componentes da
equipe antes de finalizar a gol.
Observação. Só será validado o gol se a bola passar por todos. O professor mudará as equipes
de defesa e de ataque sempre que necessário.

Duelo 2 x 2: voleibol
Dividir a turma em duas colunas (A e B),
na linha de fundo (zona de saque de voleibol), e
orientar a entrada dos dois primeiros de cada
coluna na quadra. Ao sinal do professor, o jogador
executará o saque, dando início ao jogo. Somente a
dupla vencedora continuará, até ser derrotada.

Voleibol cego - II
Definir as equipes com um número superior
ao permitido (8, 9 ou 10 jogadores). O professor
colocará um tecido sobre a rede de voleibol,
para que as equipes fiquem impossibilitadas de
ver o momento do saque ou das trocas de bolas
decorrentes do jogo (rallies). Para facilitar o jogo,
usar uma bola mais leve e maior (de plástico).

Voleibol ÷ 4 (tempo cronometrado): voleibol

Manual Ilustrado de Educação Física


Dividir a quadra em quatro partes menores com corda elástica. Em cada pequena quadra ficará
uma dupla. Ao sinal do professor, o jogo se iniciará com o saque. Os alunos da quadra adversária
deverão dar continuidade ao jogo assim que a bola for para seu lado. O vencedor desse desafio será
aquela dupla que fizer mais pontos dentro do limite de tempo determinado pelo professor.

167

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 167 13/10/2010 11:09:00

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 167 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Manual Ilustrado de Educação Física

168

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 5.indd 168 13/10/2010 11:09:05

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 168 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Capítulo 6
História e regulamentação dos esportes

Atletismo
A
At
Atl
tle
tle
le
História
O atletismo é a forma organizada de
esporte mais antiga, pois há milhares de anos já
havia competições atléticas.
Os primeiros eventos foram os jogos
Olímpicos, iniciados pelos gregos no ano de
776 a.C. O principal evento olímpico era o
pentatlo, em que o competidor desenvolvia e
demonstrava suas habilidades. As provas eram:
• arremesso de peso;
• lançamento de dardo;
• corrida;
• salto em distância e
• luta livre.
Um período de oito séculos sem
competição de atletismo foi registrado, até
que no século XIX (1834), na Grã-Bretanha,
um grupo de desportistas estipulou regras para
competir em algumas provas.
Também no mesmo século (1864), Manual Ilustrado de Educação Física
organizaram-se competições entre as
universidades de Oxford e Cambridge. Em
Londres (1866), ocorreu o primeiro encontro
nacional, e nos Estados Unidos (1868) houve
o primeiro encontro amador em pista coberta. Discóbolo, estátua em bronze de Míron.

Em Atenas (1896), foram realizados os primeiros jogos Olímpicos da era Moderna. Após estes,
os jogos Olímpicos vêm sendo celebrados em vários países, sempre com quatro anos de intervalo entre
eles. No período das Guerras Mundiais, não foram realizados jogos Olímpicos.
No ano de 2004, já em sua 28a edição, o lugar escolhido para o evento foi o mesmo onde
séculos antes se iniciara: a Grécia. Atenas, mais uma vez, foi palco desse belo espetáculo.

169

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 6.indd 169 13/10/2010 11:11:37

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 169 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Regulamentação das provas de competição

Suzanne Tucker/Shutterstocks Images


Corridas de velocidade
As corridas de velocidade mais conhecidas são:
• 100 metros rasos;
• 200 metros rasos e
• 400 metros rasos.
A corrida de 100 metros rasos é conhecida como a prova mais
nobre do atletismo. As provas são realizadas ao ar livre. Também
existem provas de 50 e de 60 metros, realizadas em pistas cobertas.
Umas das principais características para o bom desempenho das
corridas de velocidade são a boa elevação dos joelhos, a movimentação
livre dos braços e o ângulo de penetração do corpo em cerca de 25º.

Corridas com barreiras

Michal Zacharzewski/sxc.hu
Nessa prova, os competidores têm de superar 10 obstáculos
(metal ou madeira). As corridas mais populares para homens são:
• 110 metros com barreira;
• 200 metros com barreira e
• 400 metros com barreira.
As provas para as mulheres são:
• 100 metros com barreira e
• 200 metros com barreira.
Haverá dez obstáculos para saltar em cada raia, colocados de acordo com a tabela:

Altura dos obstáculos Distância da linha Distância do


Distância
de partida até o último obstáculo
da corrida Mínimo Máximo primeiro obstáculo até a chegada
Manual Ilustrado de Educação Física

m cm cm m m
110 106,4 107 13,72 14,02
200 75,9 76,5 18,29 17,1
400 91,1 91,7 45 40
Jardas Pés-Polegadas Pés-Polegadas Jardas Jardas
120 3 - 57/8 3 - 61/8 15 15
220 2 - 57/8 3 - 61/8 20 10
440 2 - 117/8 31/2008 49 - 2/4 46,5
Mulheres: haverá dez obstáculos para saltar em cada raia, como se segue:

Altura dos obstáculos Distância da linha Distância do


Distância
de partida até o último obstáculo
da corrida Mínimo Máximo primeiro obstáculo até a chegada
m cm cm m m
100 83,7 84,3 13 10,5
200 75,9 76,5 16 13
170

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 6.indd 170 13/10/2010 11:11:38

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 170 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Corridas de meio-fundo
São corridas entre 600 e 3 000 metros, as mais populares são:
• 800 metros;
• 1500 metros e
• 3.000 metros.

Corridas de fundo
São corridas superiores a 3 000 metros. As mais populares são as provas de 5.000 e 10.000
metros.
As corridas de fundo que se destacam são as meias-maratonas e as maratonas. O percurso da
maratona é de 42 195 metros.

Corridas de revezamento
Nesse tipo de corrida, cada equipe é composta por quatro atletas, e cada um deles percorre uma
distância determinada. Os revezamentos são:
• 4 x 100 metros;
• 4 x 200 metros e
• 4 x 400 metros.
O revezamento é feito com a passagem de um bastão do atleta em disputa para o próximo atleta
da equipe, sendo assim até o final do percurso.
Nessas provas, devem-se observar algumas características importantes:
• O primeiro atleta de cada equipe iniciará a corrida com o bastão e deverá entregá-lo ao
outro componente da equipe em uma área específica (zona de passagem); ao receber o bastão, este
atleta inicia a corrida para a passagem aos demais da equipe;
• Depois da passagem do bastão, cada atleta permanece na zona de passagem;
• Caso o bastão caia das mãos, o atleta deverá pegá-lo sem o auxílio de ninguém e continuar

Manual Ilustrado de Educação Física


a corrida;
• Deve-se sempre respeitar as zonas de passagens de bastão de cada raia da pista.

Corridas com obstáculos


A principal corrida com obstáculo é a de 3 000 metros. Cada atleta, nessa prova, realiza 28 saltos
sobre obstáculos e 7 saltos sobre o fosso. Os atletas só iniciam os saltos no começo da primeira volta.
Medidas dos obstáculos
Altura: 91,1 e 91,7 centímetros. Entre um extremo e o outro deve existir uma distância de 3,96
metros de comprimento. A barra superior medirá 127 milímetros de cada lado.

171

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 6.indd 171 13/10/2010 11:11:40

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 171 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Salto em altura

www.ammamagazine.com
O atleta dessa modalidade tentará ultrapassar
uma barra (sarrafo) suspensa por dois suportes
verticais. Cada atleta terá três tentativas para atingir
sua melhor marca.

Salto em distância
Nessa prova, o atleta tenta saltar a maior
distância possível. Esse salto será feito sobre uma
caixa de areia. O atleta dessa prova terá de observar, no momento da preparação do salto, a tábua de
impulsão fixada ao solo, pois, se ela for ultrapassada, o salto será “queimado” (não será validado).

Basquetebol
Carlo San/sxc.hu
História
O basquetebol foi inventado pelo professor
canadense de Educação Física James Naismith (1891),
quando era instrutor na Associação Cristã de Moços
em Springfield, Massachussets, nos Estados Unidos.
No início, o jogo apresentava elementos de
outros esportes (hóquei, futebol americano e futebol):
a bola usada era a de futebol, e cada equipe era
composta de nove jogadores. Por volta de 1897, foram
regulamentadas equipes já com cinco jogadores. As
cestas eram de madeira, afixadas às paredes. Sempre
que um ponto era convertido, reiniciava-se o jogo com
“bola ao alto”, já que as cestas eram fechadas.
O jogo estendeu-se pelos Estados Unidos, pelo
Manual Ilustrado de Educação Física

Canadá e por outras partes do mundo, praticado tanto


por homens quanto por mulheres.
Entre 1893 e 1895, grande número de universitários norte-americanos adotou o jogo e, em
1934, no Madison Square Garden, em Nova York, foram realizados os primeiros jogos intercolegiais na
modalidade. Foi aí que surgiu o grande interesse pelo basquete no meio universitário norte-americano.
Na década de 1950, as faculdades (colleges) começaram a praticar basquete com maior interesse,
e desse modo o crescimento para o basquete profissional foi constante.
Em 1946, com a união de várias ligas e associações de basquetebol, fundou-se o que conhecemos
hoje por NBA (North-American Basketball Association).

172

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 6.indd 172 13/10/2010 11:11:40

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 172 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Regulamentação
Quadra de jogo

Banco da equipe Mesa do apontador Banco da equipe

15m
Área do banco da equipe Área do banco da equipe

2m

5m

6,25m

15m
6,25m
1,575m
3,6m

28m

A bola
André Veron/sxc.hu

A bola pesa de 567 a 624 gramas, com a circunferência de


aproximadamente 76 centímetros, de couro ou náilon.

As equipes
Cada equipe é composta de 12 atletas. Para ser dado início à partida, é obrigatório que em Manual Ilustrado de Educação Física
quadra estejam 5 atletas. Após o início da partida, se uma equipe perder um atleta (por lesão ou
exclusão) e ficar com número inferior, poderá continuar no jogo. Mas, se a equipe ficar reduzida a um
atleta, é dado encerramento à partida, e a vitória vai para o adversário.

O jogo
Cada jogo é composto por 4 tempos de 10 minutos cronometrados, com 10 minutos de
intervalo entre o segundo e o terceiro tempos, quando então as equipes mudam de lado da quadra.
O intervalo entre o primeiro e o segundo tempo é de 2 minutos, o mesmo entre o terceiro e quarto
tempos.

173

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 6.indd 173 13/10/2010 11:11:41

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 173 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


O jogo de basquete apenas penaliza o excesso de faltas com a oportunidade de tiros livres ao
adversário. Um atleta que exceda o número permitido de faltas por partidas (5 ou 6) é eliminado do
jogo.
Quando o jogador comete um contato ilegal, ou seja, faz uma falta pessoal ou individual,
aquele que recebeu a falta tem a bonificação de lances livres (1, 2 ou 3) a partir da linha de lance livre.
• Quando a falta é cometida em um lance de cesta convertida = 1 lance livre.
• Quando a falta impede o arremesso dentro dos 3 pontos = 2 lances livres.
• Quando a falta impede o arremesso fora da área dos 3 pontos = 3 lances livres.

Sinais dos árbitros


Bola-presa: o árbitro indica essa situação de jogo com os dois polegares para cima.

Falta pessoal ou individual: o árbitro a sinaliza com o braço levantado e punhos fechados,
indicando o local da falta.

Falta técnica: é anotada quando um jogador comete uma falta grave contra o adversário ou
Manual Ilustrado de Educação Física

quando falta com respeito para com a arbitragem.

174

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 6.indd 174 13/10/2010 11:11:42

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 174 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Anotação de pontos: o árbitro faz este gesto: braço levantado com 1, 2 ou 3 dedos apontados
para baixo, sempre que um jogador efetua uma cesta, podendo ser 1, 2 ou 3 pontos.

Andar: esse sinal indica que o jogador deu mais passos que o permitido.

Ultrapassar o limite da quadra: o árbitro aponta para linha lateral da quadra e depois aponta o
lado da equipe que vai cobrar a lateral. Essa sinalização indica que um jogador pisou nas linhas laterais
ou de fundo da quadra.

Handebol Manual Ilustrado de Educação Física

História
Na Grécia e Roma antigas já se praticava um jogo de passar a bola com as mãos, semelhante ao
que se faz no handebol.
No século XIX, o professor dinamarquês Holger Nielsen foi apontado como um dos precursores
da modalidade, quando criou um jogo chamado haandbold. Sabe-se que os países escandinavos, no
final do século XIX, já praticavam o handebol, sendo a Suécia apontada como a pioneira.

175

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 6.indd 175 13/10/2010 11:11:42

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 175 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


No Brasil, os registros dizem que o handebol começou em São Paulo, trazido pelos imigrantes
alemães. Hoje, é uma das modalidades esportivas mais praticadas nas escolas brasileiras, dada a facilidade
de aprendizagem de seus fundamentos e regras.
O uso da mesma quadra para outras modalidades e da mesma trave (baliza) do futsal é também
um facilitador, bastando às escolas demarcar as linhas necessárias sobre o piso.

Regulamentação
A quadra de jogo, traves ou balizas

40m

Linha lateral
Linha de tiro livre
9m
Marca do goleiro
4m

Linha do gol
Marca de 7m
20m

Gol Linha central

3m
Área de
substituições Linha da área

Linha de fundo
6m

6m 4,45m
9m

Os jogadores
Arkos Arkeulis/sxc.hu

A equipe de handebol
é composta de 14 jogadores: 7
Manual Ilustrado de Educação Física

entram como titulares (6 de linha


e 1 goleiro).
Para o início do jogo, cada equipe deve ter pelo menos 5 jogadores em quadra. Se, durante a
partida, esse número ficar abaixo de 5 jogadores, apenas o árbitro define a continuidade ou não da partida.

O goleiro
É o único jogador que pode tocar na bola com qualquer parte do corpo, desde que esteja dentro
da área do gol.

Duração da partida
A duração das partidas é de 2 tempos de 30 minutos, com intervalo de 10 minutos.

176

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 6.indd 176 13/10/2010 11:11:43

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 176 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


A bola
Deve ser feita de couro ou de material sintético, e suas dimensões são:
• 58-60cm e 425-475g (tamanho 3 da IHF) para homens e equipes masculinas jovens
(acima de 16 anos);
• 54-56cm e 325-375g (tamanho 2 da IHF) para mulheres, equipes femininas jovens (acima
de 14 anos) e equipes masculinas jovens (entre 12 e 16 anos);
• 50-52cm e 290-330g (tamanho 1 da IHF) para equipes femininas jovens (entre 8 e 14
anos) e equipes masculinas jovens (entre 8 e 12 anos).
Observação. Os dados técnicos das bolas a serem usadas nos jogos internacionais constam
dos Regulamentos das Bolas da IHF (Internetional Handball Federation).
O tamanho e o peso das bolas de Mini-Handebol não constam das regras normais desse jogo.

O gol
Só será anotado o gol quando a bola ultrapassar totalmente a linha do gol.

Tiro de saída
O jogador que executar o tiro de saída colocará um dos pés na linha central da quadra.

Tiro lateral
Será cobrado quando a bola ultrapassar a linha lateral. O cobrador deverá estar, no momento
da cobrança, com um dos pés na linha lateral. O adversário deverá estar a 3m do executor.

Tiro de meta
O goleiro executa esse tiro quando a bola é arremessada para fora da sua meta (balizas). Esse tiro
também é feito quando o adversário invade a área do gol.

Tiro livre

Manual Ilustrado de Educação Física


Deverá ser marcado toda vez que uma das equipes violar as regras do jogo, exceto quando for
uma situação clara de gol.

Tiro de 7 metros
É marcado toda vez em que uma situação clara de gol é interrompida (empurrão ou agarrão).
Outras situações para a marcação desse tiro são quando o jogador de defesa invade a área de gol e
quando a bola é atrasada para o goleiro, assim como se este sair da área de gol com a posse da bola.

Execução do tiro de 7 metros


O jogador posiciona-se atrás da linha de 7 metros e coloca um dos seus pés próximo à linha.
Após ouvir o apito do árbitro, o cobrador arremessa a bola; se houver invasão com o pé de apoio sobre
a linha de 7 metros, o arremesso será cancelado.
177

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 6.indd 177 13/10/2010 11:11:43

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 177 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Futsal
Fu
F
Fut
utts
u
uts
ts
História
Duas são as versões da origem do futebol de salão, nome antigo da modalidade esportiva futsal.
A primeira versão é que o esporte começou em São Paulo, na ACM (Associação Cristã de Moços),
onde se aproveitavam as quadras utilizadas para outras modalidades.
A outra versão é que o futebol de salão surgiu em 1931, também na ACM, mas no Uruguai,
em Montevidéu. Seu criador seria Juan Carlos Ceriani, e o nome inicial da modalidade, indoor football.
As primeiras bolas eram de serragem, de crina vegetal ou cortiça granulada, e o número de
jogadores era 6 e até 7, fixado posteriormente em 5.
A primeira entidade oficial foi a Federação Metropolitana de Futebol de Salão, criada em julho
de 1954, na sede do América Futebol Clube, no Rio de Janeiro.
O ano de 1990 foi um marco importante para o futsal, pois a FIFA homologou o termo em
substituição a futebol de salão.

Regulamentação
A quadra de jogo

40m
5m 5m
5m 5m
5m

5m
5m

5m

6m

10m
3m

6m 6m
20m
3m

3m
Manual Ilustrado de Educação Física

10m
3m

6m
5m

5m
5m

5m

Espaço mínimo: 2m

A bola
A bola é esférica, e seu invólucro deve ser de couro macio ou de material apropriado.

178

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 6.indd 178 13/10/2010 11:11:43

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 178 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Jogadores e substituições

Antônio Cruz/ABr
A equipe é composta de 12 atletas: 5 titulares e
7 no banco de reservas. É obrigatório que cada equipe
tenha, no início da partida, 5 atletas em campo. A
partida não poderá continuar se uma das equipes
ficar com um número igual ou inferior a 3 atletas em
quadra.
As substituições podem ser feitas a qualquer momento, sem a necessidade de paralisação da
partida: basta ao atleta que for entrar em quadra respeitar a zona de substituição e também esperar que
o atleta substituído saia totalmente da quadra.

Duração da partida
O tempo de duração de cada partida é de 40 minutos cronometrados, divididos em 2 períodos
de 20 minutos cada um, com 10 minutos de intervalo.
Nas categorias infantil e feminina, o tempo de duração da partida é de 30 minutos cronometrados,
divididos em 2 períodos de 15 minutos cada um, com 10 minutos de intervalo.

Tiro de saída
Após o sorteio dos lados e da bola, o árbitro dará o sinal com o apito, e o jogador deverá movimentar
a bola com os pés em direção ao campo adversário. A bola deverá estar parada no centro da quadra.

Algumas situações que recebem punições:


• Caso o jogador não coloque a bola em jogo em 4 segundos após a autorização do árbitro;
• Quando o jogador movimentar a bola para o lado ou para trás;
• Quando um mesmo atleta, no momento da saída, tocar mais de uma vez na bola (dois toques).
Em todas essas situações, a equipe será punida com tiro livre indireto, com a bola posicionada
no centro da quadra.

Faltas
Manual Ilustrado de Educação Física
Existem faltas técnicas, faltas pessoais e faltas disciplinares.

Faltas técnicas
• Dar ou tentar dar pontapé no adversário;
• Calçar o adversário ou derrubá-lo usando as pernas;
• Pular ou atirar-se sobre o adversário;
• Usar as mãos para segurar ou desviar a bola.
Punição: tiro livre direto, exceto quando a falta for cometida dentro da área, pois neste caso
será anotada a penalidade máxima.

179

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 6.indd 179 13/10/2010 11:11:44

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 179 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Faltas pessoais
• Jogar perigosamente, inclusive tocando no goleiro, ao tentar tirar-lhe a bola após este tê-la
agarrado e retido em mãos;
• Ficar com a bola parada por mais de 4 segundos (dentro ou fora da área), estando em
condição de jogo;
• Ficar à frente do goleiro adversário com o propósito de obstruir sua visão.
Punição: a equipe infratora será punida com tiro livre indireto (dois toques), a ser executado
pelo adversário no local da infração.

Faltas disciplinares
São aquelas faltas cometidas por atletas, ou qualquer componente da comissão técnica, nos
seguintes casos:
• Trocar o número de sua camisa sem avisar o anotador ou o árbitro;
• Comemorar um gol fazendo gestos provocadores ou obscenos aos adversários ou torcedores.
Punição: se a partida for interrompida por alguma pena disciplinar, o reinício se dará com
cobrança de tiro livre indireto (dois toques) no local onde se encontrava a bola no momento da
paralisação.

Arremesso (tiro) lateral


Será cobrado sempre que a bola ultrapassar as linhas laterais.
A bola deverá ser colocada sobre a linha lateral, e o atleta dará o reinício à partida com os pés,
podendo ele pisar em parte da linha ou fora dela.
Caso a cobrança aconteça de maneira irregular, o árbitro determinará reversão em favor da
equipe adversária.
Só será validado um gol de lateral se a bola tocar no goleiro ou em qualquer outro jogador.

Voleibol
Manual Ilustrado de Educação Física

Masaccio/sxc.hu

História
Foi desenvolvido em 1895, pelo
professor de Educação Física William G.
Morgan, em Holyoke, Massachussetts,
Estados Unidos. Sua criação destinava-se às
pessoas que consideravam o basquetebol um
esporte muito exigente.

180

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 6.indd 180 13/10/2010 11:11:46

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 180 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


O significado da palavra voleibol é “bola volante”. No princípio, esse esporte era chamado de
mintonette e era praticado unicamente no inverno, com uma bola de basquetebol sobre uma rede de
tênis a 1,83m de altura.
O voleibol foi difundido para outros países de várias formas:
• Na Ásia, por missionários norte-americanos;
• Na Europa, pelos soldados norte-americanos participantes da Primeira Guerra Mundial
(1914-1917);
• Em pouco tempo se propagou também pela América Central, pela América do Sul e pelo
Canadá.
O voleibol é um dos esportes cujas regras sofreram várias modificações. Em 1896 surgiu o primeiro
regulamento; em 1912 foi introduzido o rodízio; somente em 1922 passaram a ser permitidos três toques
por equipe, e em 1938 o bloqueio foi estabelecido.
O dinamismo encontrado nas partidas e o manuseio preciso da bola requerem do jogador de
voleibol agilidade nos movimentos. É chamado de esporte para todos, já que pode ser praticado por
qualquer pessoa, independentemente de sexo ou idade.
A possibilidade menor de lesões tornou o voleibol um esporte excelente, já que o contato físico
com o adversário é raro ou mesmo quase impossível de acontecer.

Os jogadores
Cada equipe é composta por seis jogadores e mais 6 reservas, em uma quadra dividida por uma rede.

O líbero
A equipe tem a opção de registrar, na lista dos 12 atletas, um jogador chamado líbero, que
deve constar na súmula em um lugar específico para esse fim. O uniforme dele deverá ser diferente dos
demais jogadores de sua equipe.
O líbero poderá substituir qualquer jogador na posição de defesa (posições 1, 5 e 6), e essa
substituição não é contada como regular. O líbero só poderá ser substituído pelo jogador que ele
substituiu.

Manual Ilustrado de Educação Física


Objetivo do jogo
Lançar a bola por cima da rede, com a intenção de fazer
a bola cair no solo do lado adversário.
Cada equipe dispõe de 3 toques para desenvolver a
jogada.
Toda partida de voleibol inicia-se com um saque, que
deve ser executado da linha de fundo da quadra (zona de saque),
por cima da rede. A equipe adversária tentará criar estratégias de
jogo para devolver a bola sacada e atacar.

181

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 6.indd 181 13/10/2010 11:11:46

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 181 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Quadra de jogo

18m

9,0m 9,0m

0,20m
0,05m

0,10m
1,75m
0,05m

0,05m
Zona de defesa
3,0m 3,0m
Linha lateral

1,75m
Zona de Zona de 0,15m
Zona de ataque ataque
saque 0,05m

0,05m 0,05m 0,05m 0,05m


Linha de
fundo Linha de Linha de Linha de
0,05m ataque ataque fundo

0,05m
1,75m

Linha lateral Linha central Linha lateral

A arbitragem e suas funções


Primeiro-árbitro
Sua função é dirigir a partida e suas decisões são inapeláveis, pois possui autoridade sobre os
outros árbitros e pode até anular decisões tomadas por eles.

Segundo-árbitro
Vigiar a linha central e a rede, marcando as faltas que os jogadores possam cometer, como
Manual Ilustrado de Educação Física

invasão de rede ou por baixo (pisar na quadra adversária).

Apontador
São suas atribuições:
• Anotar os nomes dos jogadores na súmula de jogo, as substituições, os pedidos de tempo, o
controle de placar e o rodízio das equipes.
• Anunciar aos árbitros o fim de cada set, interferências externas (brigas, invasões de quadra)
e outras situações alheias ao jogo.

182

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 6.indd 182 13/10/2010 11:11:47

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 182 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Sinais do árbitro
Levantar
Mover a mão para lentamente o
Autorização para
iniciar a direção do Condução. antebraço com a
saque.
saque. palma da mão
voltada para cima.

Estender o braço
para o lado da Levantar dois
Equipe a sacar. Toque duplo.
equipe que vai dedos abertos.
sacar.

Fazer um
movimento de
Levantar quatro
Substituição. rotação com um Quatro toques.
dedos abertos.
antebraço em volta
do outro.

Cruzar os
Colocar a mão acima antebraços na
Invasão por cima da Final do set
da rede com a palma frente do peito
rede (ou do jogo).
voltada para baixo. com as mãos
abertas.
Falta de ataque por
um jogador de
defesa, pelo líbero
Fazer um
ou ao saque do Realizar um
movimento de cima
adversário. Falta de posição movimento
para baixo com
Ou por toque de ou de rodízio. circular com
antebraço.
bola do líbero dedo indicador.
Mão aberta.
usando a ponta dos
dedos dentro da
zona de ataque.

Friccionar a palma
Estender o braço e
da mão com os dedos
Bola tocada. Bola “dentro”. apontar o solo com
da outra, na posição
os dedos.
vertical.

Levantar os
antebraços
verticalmente, com
Bola “fora”.
as palmas das mãos
voltados para o

Manual Ilustrado de Educação Física


corpo.

Juízes de linha
Indicam se a bola caiu dentro ou fora da quadra, usando uma bandeirinha para sinalizar.

183

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 6.indd 183 13/10/2010 11:11:47

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 183 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Regulamentação
O rodízio
A quadra é divida em 6 zonas que determinam as posições dos jogadores.
18m

9,0m 9,0m

0,20m
0,05m

0,10m
1,75m
0,05m

0,05m
Zona de defesa
3,0m 3,0m
Linha lateral

1,75m
Zona de Zona de 0,15m
Zona de ataque ataque
saque 0,05m

0,05m 0,05m 0,05m 0,05m


Linha de
fundo Linha de Linha de Linha de
0,05m ataque ataque fundo

0,05m
1,75m

Linha lateral Linha central Linha lateral

O rodízio será feito pela equipe que recuperar a posse de bola.

Para ganhar um set


O vencedor do set será aquela equipe que atingir primeiro 25 pontos, com vantagem mínima
de 2 pontos. Nos casos de empate 24 a 24, o vencedor será aquela equipe que conseguir 2 pontos de
vantagem.
Manual Ilustrado de Educação Física

Para ganhar uma partida


Será considerada equipe ganhadora da partida aquela que vencer três sets.
Quando, no jogo de voleibol, as equipes ficam empatadas por 2 sets, haverá um set extra
(tie-break) de 15 pontos.
No tie-break também é necessária a vantagem de 2 pontos.

184

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 6.indd 184 13/10/2010 11:11:47

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 184 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Capítulo 7
Os textos desenvolvidos neste capítulo são sugestões de temas a serem abordados com alunos do
Fundamental II e do ensino Médio. Sua descrição aborda de forma simples, precisa e sucinta alguns aspectos
importantes para o desempenho motor e esportivo, assim como informações básicas sobre alimentação. É
nossa maneira de desmistificar a ideia de que a Educação Física Escolar é feita apenas com o esporte
propriamente dito.

Qualidade de vida
A importância do acompanhamento do
crescimento e do desempenho motor
Pergunte-se agora:
Qual é a minha altura?
Quanto eu peso?
Será que meu peso e altura são normais para minha idade?
Meus músculos são suficientemente fortes para minha idade?
Tenho boa flexibilidade?
Será que estou me desenvolvendo bem?
Sou saudável?
Se você conseguiu responder a todas as perguntas acima com total certeza, ótimo! Se não, você
precisa procurar essas informações porque, afinal de contas, todas essas informações interessam a você,
não é mesmo?!
Nos dias atuais, a ideia de saúde já não é mais aquela segundo a qual só o fato de não estar doente é
suficiente para afirmar que a pessoa é saudável. Por exemplo, se os jovens não apresentarem crescimento Manual Ilustrado de Educação Física
adequado para a idade, ou quantidade de gordura corporal esperada, ou ainda apresentarem alguma
deficiência no desempenho motor, não podemos dizer que esses jovens estão realmente saudáveis,
mesmo que eles não estejam apresentando sintoma de qualquer tipo de doença.
Mas... calma! Não precisa ficar preocupado. Temos uma forma de saber sobre todas essas
medidas e se elas estão adequadas. E se não estiverem, também poderemos saber como fazer para
melhorá-las ou aproximá-las do mais adequado para sua idade. E, se for constatado algum pequeno
problema, ainda haverá tempo de procurar ajuda especializada.

185

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 185 13/10/2010 11:17:58

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 185 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Para sabermos sobre a situação de sua altura, de seu peso corporal ou de seu desenvolvimento
geral, precisamos fazer algumas medidas e alguns testes, que não têm o objetivo de comparar o aluno
com seus colegas, classificando-os em melhores ou piores. O único objetivo desse acompanhamento
é verificar se está tudo OK e depois comparar suas medidas e testes com tabelas que trazem medidas
consideradas normais para as diversas idades e com suas próprias medidas e próprios testes futuros para
saber se o crescimento e o desenvolvimento estão sendo normais.
As medidas corporais que vamos estudar são chamadas de medidas antropométricas, que são:
1. Peso corporal;
2. Estatura corporal;
3. Dobra cutânea subescapular;
4. Dobra cutânea tricipital.
Os testes motores que fazem parte do acompanhamento do desenvolvimento motor são:
1. Teste de sentar e alcançar (flexibilidade);
2. Teste de flexões abdominais (resistência/força abdominal);
3. Teste de flexões de braço (resistência/força de braço) e
4. Teste de salto em distância (resistência/força de pernas).
• Peso corporal: serve para verificar a medida da massa corporal total (ossos + pele + músculos
+ gordura + órgãos internos + residuais). Essa medida é realizada numa balança mecânica ou eletrônica.
Sempre devemos subir na plataforma numa postura ereta e de costas para o medidor, evitando assim
oscilações no momento da medida. É importante lembrar que devemos medir nossa massa corporal
com o mínimo possível de roupa e calçados, pois, assim, a medida ficará mais precisa.
• Estatura corporal: mede a nossa altura total. A estatura é medida em um estadiômetro,
aparelho no qual permanecemos em pé com a postura ereta, de pés unidos, com os calcanhares, nádegas,
costas e parte posterior da cabeça em contato com a escala e o olhar no horizonte à frente, e realizamos
uma leve inspiração no momento na medição.
• Dobras cutâneas: com essa medida saberemos a quantidade de gordura no nosso corpo.
Chama-se dobra cutânea porque acontece um pinçamento (beliscão) na pele (região cutânea). Pela
medida da grossura dessa dobra calcula-se a quantidade de gordura que está embaixo da pele. A dobra
Manual Ilustrado de Educação Física

cutânea subescapular é medida próxima às escapulas (nas costas), e a dobra cutânea tricipital é medida
na região do músculo do braço chamado tríceps.
• Teste de sentar e alcançar: nesse teste sentamos à frente de um aparelho chamado Banco
de Wells. Com as pernas estendidas e os pés unidos, as mãos são colocadas sobre a caixa, uma sobre a
outra, e as palmas voltadas para baixo, tentamos ir com o tronco o mais para frente possível, em três
tentativas, mas só a melhor é registrada. Assim saberemos nosso nível de flexibilidade.
• Teste de flexões abdominais: para sabermos se temos boa resistência ou força na região
abdominal, tentamos realizar o maior número possível de flexões abdominais em 1 minuto. Mas,
atenção! Nesse teste, os braços devem permanecer o tempo todo flexionados e cruzados à frente do
tronco na altura dos ombros, as pernas flexionadas e os pés seguros por um colega para não saírem do
solo. Para a flexão ser considerada correta, os quadris não podem sair do chão, e os braços devem chegar
até as coxas.

186

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 186 13/10/2010 11:17:58

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 186 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


• Teste de flexões de braços: esse teste mostra nossa força nos braços. Fazemos tantas flexões
na barra quantas conseguimos. Essas flexões são feitas com os pés em contato com o solo, porém os
quadris devem estar estendidos e não devem tocar no chão até que o teste termine. Também devemos
tocar a linha que vai acima da nossa cabeça com o queixo a cada flexão.
• Teste de salto em distância: com esse teste podemos saber como anda nossa força de
impulsão, ou seja, a força nas pernas. O professor fixa uma fita métrica no chão e, a partir da marca
inicial, são realizadas três tentativas de salto, sempre partindo com os pés unidos e caindo o mais
longe possível, com um pé de cada lado da fita. A melhor marca é a registrada. Não podemos realizar
nenhum tipo de impulso por passadas antes do salto, e será considerada a parte do corpo que estiver
mais próxima do início.
Pronto, agora é só registrar todas essas medidas e comparar com tabelas já existentes para
sabermos se estamos acima ou abaixo das medidas consideradas normais para nossa idade. Também
aprenderemos que existem diferenças de desenvolvimento de uma pessoa para outra, ou seja, algumas
pessoas crescem e se desenvolvem mais rápido que outras, mas isso não quer dizer que na idade adulta
essas pessoas, menores ou menos desenvolvidas na infância ou na adolescência, ficarão eternamente
menores que as outras. Elas podem demorar um pouco mais, mas também completarão seu ciclo de
crescimento!

Diferença entre Atividade física e Exercício físico


1. Relacione:
( 1 ) Atividade física
( 2 ) Exercício físico
( 3 ) Esporte
( ) Estudar
( ) Caminhar no parque
( ) Correr para pegar o ônibus
( ) Passear no shopping
( ) Dançar num clube

Manual Ilustrado de Educação Física


( ) Fazer uma aula de ginástica localizada
( ) Competir em uma prova de natação
( ) Jogar basquete com os amigos
( ) Caminhar ou correr na praia
( ) Competir em um campeonato de ginástica olímpica
( ) Subir as escadas da escola
( ) Praticar musculação
( ) Tomar um banho
( ) Almoçar

187

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 187 13/10/2010 11:17:58

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 187 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Agora, coloque essas atividades acima em uma ordem crescente de gasto calórico:
1. ____________________________________________________________________
2. ____________________________________________________________________
3. ____________________________________________________________________
4. ____________________________________________________________________
5. ____________________________________________________________________
6. ____________________________________________________________________
7. ____________________________________________________________________
8. ____________________________________________________________________
9. ____________________________________________________________________
10. ____________________________________________________________________
11. ____________________________________________________________________
12. ____________________________________________________________________
13. ____________________________________________________________________
14. ____________________________________________________________________
Depois das atividades acima, podemos começar a discutir certas diferenças que passam
despercebidas quando pensamos em Educação Física.
O corpo humano foi feito para se movimentar. Nossos sistemas (coração, pulmão, músculos,
ossos) devem fazer parte de um ser ativo, pois, se pararmos de nos movimentar, alguns deles poderão se
atrofiar e logo darão sinais disso. Podemos não perceber, mas até quando dormimos nosso organismo
movimenta-se, quer no batimento cardíaco, quer no movimento da respiração ou até mesmo nos
movimentos musculares.
Para realizar qualquer tipo de atividade (até para pensar!!!), nosso corpo precisa da energia
proveniente dos alimentos e nutrientes. Quando repousamos, a quantidade de energia que gastamos
é muito pequena. Então podemos dizer que qualquer movimento corporal em que os músculos são
utilizados e se usa mais energia do que no repouso é chamado de atividade física. A quantidade
de energia que gastamos numa atividade física é que determina sua intensidade. Essa energia pode
Manual Ilustrado de Educação Física

ser medida por quilocalorias, e sua intensidade pela frequência cardíaca, ou seja, se nossa frequência
cardíaca (FC) durante um esforço estiver alta — acima de 70% da frequência cardíaca máxima —, a
atividade física estará sendo intensa, ou ainda, se a FC estiver baixa — menor que 70% da frequência
cardíaca máxima —, a atividade física estará sendo leve a moderada.

Podemos classificar as atividades físicas em cinco categorias:


1. Refeições e higiene;
2. Trabalho;
3. Tarefas domésticas;
4. Lazer e tempo livre e
5. Atividade esportiva e programas de condicionamento físico.
188

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 188 13/10/2010 11:17:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 188 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


As tarefas do dia a dia normalmente utilizam a mesma quantidade de energia em média: não
gastaremos mais energia em um dia dormindo ou escovando os dentes do que no outro. As atividades
que envolvem o lazer ativo ou atividades esportivas e condicionamento físico, porém fazem esse gasto
energético variar bastante.
Não podemos confundir a expressão atividade física com exercício físico. Apesar de todo
exercício físico ser considerado uma atividade física — pois já vimos que atividade física envolve todos
os movimentos corporais que gastam energia além do repouso —, o exercício físico não é sinônimo de
atividade física.
Exercício físico é toda atividade física planejada, estruturada e repetitiva com o objetivo de
melhorar a condição física das pessoas. Então, a categoria da atividade física em que o exercício físico
se encaixa é a das atividades esportivas e os programas de condicionamento físico cujo objetivo já
mencionamos.
Não podemos esquecer que algumas atividades diárias, tais como subir escadas, caminhar para
o trabalho e escola, o lazer ativo e outros, podem ajudar no condicionamento físico, mas, por não
possuírem planejamento ou repetição e frequência, não podem ser consideradas exercícios físicos.
Quando falamos de prática de esporte, temos duas maneiras de pensar nela: o esporte de
recreação e o esporte de alto rendimento. O esporte de alto rendimento é aquela prática em que o
atleta busca a perfeição. Para isso, ele supera seus limites e, muitas vezes, sacrifica-se para alcançar o
desempenho máximo para as vitórias e os recordes. É um espetáculo para as pessoas que assistem! Mas
quantas vezes já ouvimos notícias sobre atletas que precisam fazer cirurgias ou ficam com sequelas para
o resto de suas vidas por causa dos treinamentos extremamente pesados ou mesmo acidentes durante
a competição!
Pense agora em alguns exemplos desses atletas no nosso país e no mundo e escreva:
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
O esporte de recreação, como revela o próprio nome, tem a intenção de entreter as pessoas que
estão praticando a modalidade e não quem está assistindo a ela, por isso sua exigência é determinada
pelos próprios praticantes.

Manual Ilustrado de Educação Física


Assim, notamos a diferença entre os esportes de rendimento, que exigem muito gasto de energia,
e os esportes de recreação, que são as mesmas modalidades, porém uma opção de lazer e prática de
atividade física com menos gasto de energia.

A importância da atividade física para a saúde


Você é atleta? Gosta de esportes?
Talvez você responda que não é atleta nem gosta de esportes. Mas a grande verdade é que, de
alguma maneira, somos todos atletas. Nosso organismo foi feito para o movimento. Nosso coração,
nossos pulmões, músculos e ossos precisam do movimento corporal para permanecer saudáveis. Se
pararmos de nos movimentar, nosso corpo começa a mostrar que alguma coisa não vai bem: nos
cansamos facilmente e ficamos fracos, com sobrepeso e com menos flexibilidade, entre outros problemas.

189

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 189 13/10/2010 11:17:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 189 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Já vimos que o termo saúde não significa simplesmente ausência de doenças. Muitos fatores
estão relacionados com a saúde, como o bem-estar físico, mental, social e espiritual. Para alcançar esse
bem-estar completo, precisamos de hábitos de saúde como evitar o estresse, não fumar, alimentar-se
adequadamente, procurar alguma forma de lazer e principalmente praticar atividade física.
Vivemos num mundo civilizado, que valoriza muito o bem-estar material, em uma época agitada,
por isso muitas vezes deixamos de usar nosso corpo. O executivo passa muito tempo sentado, enquanto
o operário muitas vezes executa sempre o mesmo movimento usando o mesmo grupo muscular. Tanto
o operário quanto o executivo, a dona de casa ou até mesmo nós, professores e estudantes, precisamos
compensar o tempo que passamos inativos e reservar tempo para realizar alguma atividade física.
Sabemos que um organismo bem condicionado é capaz de enfrentar esforços maiores e vencer
melhor as doenças em comparação a organismos debilitados. Quando permanecemos sedentários
(inativos) por longos períodos, com o avanço da idade poderão surgir doenças como hipertensão
arterial, diabetes, nível de colesterol alterado, osteoporose, obesidade e doenças do coração. Essas
doenças são chamadas de silenciosas, porque nem sempre manifestam sintomas ou incômodos. Você
que é jovem pode não se preocupar com elas agora, porém, se não começar a desenvolver hábitos
saudáveis desde já, poderá não praticá-los quando adulto. E então poderá desenvolver alguma doença!
Tomara que não!
Uma pessoa que possui bom condicionamento físico tem condições de enfrentar a carga diária
de seu trabalho (seja estudando ou trabalhando em casa ou profissionalmente) com esforço menor do
que se estivesse menos condicionada. Quer dizer, fica menos cansada ao final de suas tarefas e, assim,
tem possibilidade de aproveitar melhor suas horas de lazer. Dessa forma, aumenta sua qualidade de vida.
Com a promoção da saúde procuramos o bem-estar. Sentimos bem-estar quando temos
capacidade de viver com alegria, satisfação e muita disposição, pois assim temos qualidade de vida. A
atividade física é um dos mais importantes fatores para que isso aconteça.

Hábitos de saúde:
1. Evitar o consumo de álcool;
2. Evitar o tabagismo;
3. Praticar atividade física;
4. Alimentar-se adequadamente;
Manual Ilustrado de Educação Física

5. Evitar o estresse;
6. Cultivar amigos;
7. Dormir o suficiente;
8. ____________________________________________________________________
9. ____________________________________________________________________
10. ____________________________________________________________________

190

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 190 13/10/2010 11:17:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 190 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Efeitos da atividade física sobre o corpo:
• Melhora o bem-estar geral;
• Aumenta a resistência e a força musculares;
• Melhora a flexibilidade corporal;
• Aumenta a densidade óssea;
• Melhora a coordenação motora e a capacidade de reação e
• Melhora o funcionamento do coração.

Aptidão física relacionada à saúde e ao desempenho atlético


Ultimamente ouvimos muito a expressão aptidão física, mas muitas pessoas não sabem do
que se trata. Essa expressão vem de physical fitness, que em inglês significa condição física. Mas muitas
vezes relacionamos a aptidão física unicamente à prática de esportes de alto rendimento. Já vimos que
nem sempre o esporte significa exatamente saúde. Além disso, já sabemos também que, para apresentar
bom estado de saúde e bem-estar, não é necessária uma demonstração de condição atlética. Ou seja,
não precisamos treinar tão duro como os campeões para termos saúde e bem-estar.
Vamos então definir aptidão física como a capacidade que nós temos de realizar as tarefas
do cotidiano e as ocupações ativas das horas de lazer, além de enfrentar emergências imprevistas sem
nos cansarmos muito. É também a capacidade de evitar o aparecimento de doenças por causa do
sedentarismo e a capacidade de viver com alegria.
A aptidão física possui vários componentes, mas alguns são usados somente por quem tem o
objetivo de desempenho atlético, ou seja, treinar para competições de alto nível. Outros componentes
interessam para as pessoas que praticam atividade física com o objetivo de ser saudáveis.
A aptidão física relacionada à saúde tem a preocupação de proteger as pessoas contra doenças
e aumentar o bem-estar geral delas. Já a aptidão física relacionada ao desempenho atlético procura
aumentar o rendimento do atleta, treinando capacidades exclusivas dos esportes. Por exemplo: uma
bailarina terá uma flexibilidade muito maior do que o necessário para a saúde, mas não terá força de
braço, porque em sua especialidade não é necessário força nos braços. Por outro lado, um arremessador
de pesos pode não apresentar alta flexibilidade, mas seus braços serão muito mais fortes do que o normal.

Componentes da aptidão física relacionada à saúde Manual Ilustrado de Educação Física


• Resistência cardiorrespiratória é a capacidade do nosso corpo em se adaptar a esforços que
envolvem as funções respiratória e cardíaca com a participação de grandes grupos musculares por um
período longo de tempo, como correr, nadar e pedalar.
• Força muscular é a capacidade dos músculos em resistir a tensões externas máximas, como
levantar um haltere.
• Resistência muscular é a capacidade dos músculos em resistir tensões submáximas por
determinado tempo, como realizar mais de 20 flexões abdominais.

191

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 191 13/10/2010 11:17:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 191 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


• Flexibilidade significa ter amplitude de movimento pela amplitude das articulações ou
grupos musculares, como a abertura total lateral na ginástica.
• Composição corporal é a proporção entre o peso corporal e os músculos, ossos, gorduras
e outros componentes do corpo. Quando, por exemplo, uma menina de 50kg tem, em seu corpo,
12kg de gordura e o restante de músculos, ossos e resíduos, podemos afirmar que ela está dentro de seu
percentual ideal, que é 25%.

Componentes da aptidão física voltada ao desempenho atlético


• Agilidade é a capacidade de trocar a direção do corpo no espaço com velocidade e precisão,
por exemplo, em um drible no futebol.
• Equilíbrio é a capacidade de sustentar o corpo parado ou em movimento por determinado
período, por exemplo, parada de mãos na ginástica artística.
• Coordenação é capacidade de movimentar-se com suavidade e precisão usando os sistemas
e segmentos corporais, por exemplo, no street dance.
• Potência é capacidade de juntar a força e a velocidade para obter o melhor resultado num
movimento, por exemplo, na cortada no voleibol.
• Velocidade de movimento é a capacidade de executar movimentos repetidos na maior
rapidez possível, por exemplo, nas passadas da corrida de 100m no atletismo.
• Velocidade de reação é a capacidade de reagir a um estímulo no menor tempo possível, por
exemplo, na saída do bloco da natação no momento do tiro.
Você já viu quais são os componentes da aptidão física; agora vamos ver outros exemplos para
cada componente:

Saúde:
Resistência cardiorrespiratória: _______________________________________________
Força e resistência muscular: ________________________________________________
Flexibilidade: ____________________________________________________________
Composição corporal: _____________________________________________________
Manual Ilustrado de Educação Física

Desempenho atlético:
Agilidade: _______________________________________________________________
Equilíbrio: ______________________________________________________________
Coordenação: ____________________________________________________________
Potência: _______________________________________________________________
Velocidade de movimento: __________________________________________________
Velocidade de reação: ______________________________________________________

192

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 192 13/10/2010 11:17:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 192 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


É importante lembrarmos que a elevada quantidade de gordura no corpo pode contribuir para
o aparecimento da obesidade e, assim, pode acarretar alguma disfunção em nosso organismo.
Por outro lado, a redução excessiva do peso em nosso corpo também pode prejudicar o
organismo, levando-o à desnutrição, sem contar que faltará energia para desempenhar as tarefas diárias
e afetará o crescimento no caso de crianças e adolescentes. Por isso não devemos usar o recurso de dietas
severas, que podem nos levar até a distúrbios psicológicos como anorexia nervosa e bulimia.
As pessoas ativas fisicamente apresentam melhor resistência cardiorrespiratória. Seu coração
fica mais eficiente e pode mandar mais sangue e nutrientes para os músculos e sistemas que fazem os
esforços das tarefas diárias, e assim o organismo recupera-se mais rápido.
A força muscular e a flexibilidade auxiliam na prevenção e no tratamento de problemas posturais
e articulares. Quando realizamos movimentos, as articulações, os ossos, os tendões e os ligamentos
estarão mais protegidos se tivermos força muscular e flexibilidade. A falta de força na musculatura do
tronco e do abdômen, por exemplo, pode provocar problemas nas costas, chamados de lombalgias. Já
a flexibilidade faz que nós tenhamos mais mobilidade para nos movimentar.
Portanto, podemos dizer que, se a pessoa pratica atividade física, sua aptidão física melhora e,
consequentemente, sua saúde melhora também.

Atividade Física  Aptidão Física  Saúde

Flexibilidade
O que é flexibilidade?
Por que será que é preciso praticar exercícios de alongamento?
O alongamento afeta apenas os músculos?
A flexibilidade é a amplitude máxima de um sistema articular ou muscular.
Já vimos anteriormente os benefícios de um bom nível de flexibilidade, mas vamos revisá-los
rapidamente: a flexibilidade nos ajuda no momento em que realizamos movimentos de alongamento
para que não aconteçam lesões nos músculos, nas articulações e nos ligamentos, e também nos auxilia
na postura correta.
Alongamento é um exercício físico usado para melhorar a flexibilidade ou apenas relaxar a
musculatura. No primeiro caso, o indivíduo tenta fazer ceder as tensões provocadas pela musculatura e Manual Ilustrado de Educação Física
aumentar as amplitudes do movimento; já no segundo caso, a intenção é fazer, por meio do alongamento
muscular, uma “soltura da musculatura”.

São conhecidas duas formas de treinar a flexibilidade:


• Método ativo. Com esse trabalho, conseguimos uma extensão máxima dos músculos por
meio da contração da musculatura. Com movimentos amplos e repetidos, conseguimos aumentar o
alcance da articulação sem ajuda de terceiros, por exemplo, posicionar a perna à frente o mais alto
possível.

193

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 193 13/10/2010 11:17:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 193 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


• Método passivo. Consiste em realizar o alongamento de determinada musculatura com
auxílio de outra pessoa e permanecer nessa posição por 10 a 30 segundos. Deve-se repetir esse trabalho
por 3 ou 4 vezes. Por exemplo, permanecer deitado enquanto outra pessoa eleva sua perna até que haja
uma leve tensão muscular.

Há alguns fatores que fazem as pessoas serem mais ou menos


flexíveis do que as outras
Algumas estruturas que possuímos podem influenciar na nossa flexibilidade: a estrutura das
articulações e a dos tendões, a idade, o sexo e a condição hereditária.
As diferenças estruturais entre homens e mulheres fazem as mulheres ter mais flexibilidade que
os homens.
Com o aumento da idade, os tendões e os ligamentos perdem a capacidade de se alongar, por
isso o indivíduo pode perder de 20% a 50% de flexibilidade dos 20 aos 60 anos.
Outros fatores que também influenciam na flexibilidade são a temperatura ambiente, a
realização de aquecimento e a hora do dia.
A importância do aquecimento. Não é raro ver pessoas realizando aquecimento antes de
começar uma atividade física mais intensa.
Alguns dos benefícios do aquecimento são preparar o sistema para a atividade, direcionar o
sangue dos órgãos para os músculos e melhorar o sinal elétrico na musculatura envolvida. Chamamos
essas atividades de aquecimento porque realmente aumentam a temperatura interna do corpo.

Postura
Nossos ossos, articulações, tendões, ligamentos e músculos fazem nosso corpo se locomover e
se movimentar desde o movimento mais simples até o mais fino e elaborado. Você consegue imaginar
nosso corpo sem os ossos? Pois é, seríamos uma massa jogada no chão, sem forma nem alinhamento.
O esqueleto humano auxilia na estruturação e na forma de nosso corpo.
A coluna vertebral — tem esse nome porque é formada de vértebras — é o eixo de sustentação
e equilíbrio de nosso corpo. À medida que nos desenvolvemos, a coluna vertebral sofre influências
causadas pelo crescimento, por isso durante seu desenvolvimento podem ocorrer alguns desvios
Manual Ilustrado de Educação Física

anatômicos.

Alguns fatores que podem ocasionar problemas posturais ou


lesões:
• Exercitar-se sem orientação adequada;
• Carregar peso excessivo, como bolsas, de forma unilateral;
• Praticar esportes com vestimentas inadequadas ou em local inapropriado à prática;
• Sedentarismo;
• Obesidade;

194

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 194 13/10/2010 11:17:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 194 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


• Permanecer com postura inadequada durante o tempo de estudo ou de trabalho;
• Abaixar-se de forma errada ou abrupta para pegar algo no chão e
• Executar movimentos repetitivos por longo período de tempo em que haja a participação
da coluna vertebral.
Principalmente na infância e na adolescência, deve-se evitar o hábito de estudar com a cabeça
e o tronco em projeção, assim como a permanência por muito tempo à frente do computador pode
ocasionar sérios desconfortos.
Problemas posturais podem causar incômodos não somente na coluna, mas também nos
ombros e no pescoço. Para minimizar os males da postura incorreta, deve-se rever a postura pessoal no
dia a dia, assim como nossos calçados e colchões. A prevenção é o melhor meio, por isso comece cedo
em casa e na escola.
Existem alguns desvios posturais, como a hiperlordose (quando a curvatura da região lombar
fica muito acentuada), a cifose (acentuação da curvatura da região cervical ou torácica — corcunda) e
a escoliose (quando a coluna apresenta algum desvio lateral em formato de C ou S).

Na vida escolar, as recomendações com a postura na sala de


aula são muito importantes, como:
• Sempre olhar à frente para não deixar o pescoço desalinhado;
• Apoiar a região lombar da coluna no assento para ela ficar bem ereta;
• Os pés devem estar repousados no chão, sobre uma caixa ou sobre um descansa-pés e
• Nunca debruçar-se sobre a carteira para aproximar os olhos do caderno.
A mochila, cada vez mais pesada, deve ser organizada de forma que esteja nela apenas o material
necessário para aquele dia. Ela deve ser carregada nos carrinhos de mão, ou alternando os ombros.

Vamos ver se você tem vícios posturais?


1. Você fica em pé, apoiado em apenas um lado do corpo?
2. Você fica em pé ou sentado, curvado para frente?

Manual Ilustrado de Educação Física


3. Ao sentar-se, você se escora em apenas um dos braços?
4. Ao sentar-se, você escorrega na cadeira?
Se você respondeu sim para mais de duas perguntas... PREVINA-SE!
Manter a criança e o adolescente ativos fisicamente é muito importante para seu bom
desenvolvimento.

195

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 195 13/10/2010 11:17:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 195 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Atividade física e qualidade de vida
A tecnologia tem avançado numa velocidade assustadora nos últimos anos. Esse avanço nos
permite viver com muito conforto, mas com poucas horas dedicadas à prática de atividade física
e lazer. Tudo isso, associado ao estresse e a hábitos alimentares inadequados, provoca uma série de
ameaças ao nosso estado de saúde, ao bem-estar e à qualidade de vida. Estudos recentes confirmam
que a inatividade física definitivamente é um fator de risco dominante para o aparecimento de várias
doenças, estando no mesmo nível ou acima de fatores como o fumo e colaborando para o aumento de
fatores como obesidade, pressão arterial e colesterol elevado.
A qualidade de vida depende de muitos fatores, mas, em relação à atividade física, ela está
diretamente ligada à saúde, ao combate contra o estresse e à habilidade em executar tarefas do cotidiano
e lazer com mais conforto, prazer, segurança e menor risco de lesões.
Um programa voltado para a melhoria da qualidade de vida não deve focar apenas a prática
de atividades físicas, mas incentivar a mudança de estilo de vida de seus participantes em relação aos
hábitos alimentares e à valorização dos momentos dedicados ao lazer ativo. Os benefícios fisiológicos
e psicológicos do programa auxiliarão também seus participantes no equilíbrio físico e mental para o
desenvolvimento de suas atividades sociais e de trabalho. Quando a atividade física fizer parte integral
de nossos hábitos de vida, quando tivermos um nível de aptidão para realizar as tarefas que quisermos
sem esforço exagerado, quando nossa alimentação for um prazer saudável e formos capazes de dominar
o estresse, teremos melhorado nossa qualidade de vida.
Todas essas palavras têm a finalidade de alertar para os fatores considerados determinantes na
qualidade de vida, tais como a saúde, a alimentação e os exercícios.
A mentalidade que hoje prevalece é fazer da vida a mais mecanizada possível, excluindo o
trabalho corporal pesado, por isso o ser humano passa a maior parte de sua vida profissional com o
gasto energético próximo ao estado de repouso.
Saúde não é apenas ausência de doenças; podemos definir saúde como um estado de completo
bem-estar físico, mental e social.
O perfil da modernidade, que leva as pessoas a buscar o conforto material, leva-as também
ao sedentarismo. Melhorar a maneira de viver deve ser a meta de todos. Desenvolver a capacidade
de avaliar o próprio estilo de vida é uma das maneiras mais eficazes para promover as mudanças que
podem proporcionar uma vida longa e feliz.
Manual Ilustrado de Educação Física

A qualidade de vida começa com o despertar para o interesse em melhorar tudo que somos
capazes de fazer, valorizando mais o ser do que o ter.
O estilo de vida é responsável por 54% das mortes por cardiopatia, por 50% das mortes por
acidentes vasculares cerebrais. O estilo de vida sedentário é um fator de risco em dobro.
Nos dias de hoje, qualidade de vida e saúde são muito importantes, por isso as pessoas
devem ser informadas e educadas para a prática regular da atividade física, da promoção da saúde e da
prevenção de doenças.

196

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 196 13/10/2010 11:17:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 196 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Aqui vai um teste, retirado da revista Discovery Magazine, de dezembro de 2004, para saber
como vai sua saúde:

10 – 20 21 – 30 31 – 40 41 – 50 51 – 60 61 – 70
Idade
(1 ponto) (2 pontos) (3 pontos) (4 pontos) (6 pontos) (8 pontos)

1 parente 2 parentes 1 parente 2 parentes 3 parentes


com mais com mais com menos com menos com menos
Nenhuma
Carga de 60 anos de 60 anos de 60 anos de 60 anos de 60 anos
história
genética com doença com doença com doença com doença com doença
(1 ponto)
cardiovascular cardiovascular cardiovascular cardiovascular cardiovascular
(2 pontos) (3 pontos) (4 pontos) (6 pontos) (8 pontos)

Excesso do Excesso do Excesso do


Mais de 2,3kg De –2,3kg Excesso do
peso padrão peso padrão peso padrão
Peso abaixo do a +2,3kg do peso padrão
de 9,1kg a de 16,2kg a de 23kg a
(IMC) peso padrão peso padrão de 2,7kg a 9kg
15,8kg 22,6kg 29,5kg
(0 ponto) (1 ponto) (2 pontos)
(3 pontos) (5 pontos) (7 pontos)

40 cigarros
Charuto ou Dez cigarros 20 cigarros 30 cigarros
Não fumante por dia ou
Fumo cachimbo ou menos por por dia por dia
(0 ponto) mais
(1 ponto) dia (2 pontos) (4 pontos) (6 pontos)
(10 pontos)

Trabalho Trabalho Trabalho


Esforço Esforço
sedentário sedentário sedentário Ausência
ocupacional ocupacional
e esforço esforço e esforço completa de
Exercício e recreacional e recreacional
recreacional recreacional recreacional exercícios
intenso moderado
intenso moderado leve (8 pontos)
(1 ponto) (2 pontos)
(3 pontos) (5 pontos) (6 pontos)

10% de 20% de 30% de 40% de 50% de


Ausência de
gordura gordura gordura gordura gordura
Gordura gorduras na
animal ou animal ou animal ou animal ou animal ou
na dieta dieta
Manual Ilustrado de Educação Física
sólida na dieta sólida na dieta sólida na dieta sólida na dieta sólida na dieta
(1 ponto)
(2 pontos) (3 pontos) (4 pontos) (5 pontos) (7 pontos)

Acima de Acima de Acima de Acima de Acima de Acima de


P. arterial
10cm/Hg 12cm/Hg 14cm/Hg 16cm/Hg 18cm/Hg 20cm/Hg
(superior)
(1 ponto) (2 pontos) (3 pontos) (4 pontos) (6 pontos) (8 pontos)

Mulher com Mulher com Homem


Mulher de 40 Homem
menos de mais de 50 Homem careca e
Sexo a 50 anos atarracado
40 anos (1 anos (5 pontos) atarracado
(2 pontos) (6 pontos)
ponto) (3 pontos) (7 pontos)

197

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 197 13/10/2010 11:17:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 197 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Resultado:

• 6 a 11 pontos: risco bem abaixo da média da população para desenvolver doenças


coronarianas;
• 12 a 17 pontos: risco abaixo da média da população para desenvolver doenças coronarianas;
• 18 a 24 pontos: risco na média geral da população para desenvolver doenças coronarianas;
• 25 a 31 pontos: risco moderado para desenvolver doenças coronarianas;
• 32 a 40 pontos: risco avançado para desenvolver doenças coronarianas;
• 41 a 60 pontos: risco avançado para desenvolver doenças coronarianas. Procure urgente-
mente um médico e comece uma mudança de hábitos alimentares e de vida, iniciando um bom
programa de atividades físicas regulares.

Alimentação
A adolescência é um período de muitas mudanças: físicas, sociais e de comportamento, como
a alimentação. Com a independência adquirida nessa fase em relação à alimentação, o adolescente não
mais sofre a influência familiar e cede espaço aos modismos, como a cultura dos fast foods, substituindo
as principais refeições e causando desequilíbrio em sua alimentação, com a deficiência ou excesso de
certos nutrientes específicos.

A alimentação é muito importante em nossa vida, pois somos o


que comemos
É muito simples manter um corpo saudável: basta manter bons hábitos alimentares e realizar
um programa de atividades físicas que seja prazeroso.
Precisamos oferecer ao nosso organismo o melhor possível. Para ter uma alimentação saudável:
• Consuma verduras e frutas frescas sempre que possível;
• Opte por produtos integrais no lugar dos refinados;
• Diversifique seu cardápio;
• Faça pelo menos seis refeições por dia;
Manual Ilustrado de Educação Física

• Evite bebidas cafeinadas (café, chocolate, refrigerantes);


• Beba pelo menos 8 copos de água por dia;
• Mastigue bem os alimentos e
• Evite comer em ambientes agitados, lendo ou vendo TV.

Para escolher alimentos menos gordurosos, faça três perguntas:


• A gordura é o principal ingrediente do produto?
• Existe mais de um ingrediente gorduroso no produto?
• O tamanho da porção é apropriado?

198

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 198 13/10/2010 11:17:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 198 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Sua dieta é saudável? Quando comemos fora, às pressas, é mais difícil ainda manter uma
alimentação equilibrada.

Vejamos como anda sua alimentação:


1. Você consome frutas e verduras todos os dias?
2. Você evita carnes vermelhas?
3. Você evita comidas de lanchonete?
4. Você substitui pão e arroz por pão e arroz integrais?
5. Você prefere grelhar os alimentos a fritá-los?
6. Você bebe, no mínimo, oito copos de água por dia?
7. Você acha que, quanto menos sal, melhor?

Agora, o resultado:
Se você respondeu Sim a todas as perguntas, sua dieta é das mais saudáveis. Se você assinalou
Não para até duas perguntas, preste mais atenção em seu cardápio. Mas se você respondeu Não a três
ou mais questões, cuidado! O tipo de alimentação que você adota é uma ameaça à sua saúde.
(Teste baseado em artigo da revista Veja, ano 34, no 12.)

Façamos, então, alguns cálculos de pratos que costumamos consumir. A tabela de calorias será
repassada pelo professor:
• Arroz, feijão, salada, bife;
• Salada de folhas e tomate;
• Big Mac, Coca-Cola e batatas fritas;
• Leite com Nescau, pão francês, margarina ou maionese, queijo;
• Pacote de bolachas.

Açúcar
Açúcares e doces
Óleos e gorduras Óleo 1-2 porções
1-2 porções

Manual Ilustrado de Educação Física


Carnes e ovos
1-2 porções
Leite e produtos lácteos
3 porções
Leguminosas
1 porção

Frutas
Hortaliças 3-5 porções
4-5 porções

Cereais, pães,
tubérculos, raízes
5-9 porções

Legenda (naturalmente presente ou adicionada)


Gordura Açúcar

199

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 199 13/10/2010 11:17:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 199 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Trilha esportiva: passeio ou nova atividade física?
Inúmeras propostas de diversão e passeios oferecidos para os fins de semanas, feriados e férias
(clubes, parques, praias, jogos) não mais satisfazem aos anseios e desejos de uma boa parcela da
população, em específico, “alguns turistas”.
Observando e analisando essa situação, vários resorts, hotéis-fazendas, pousadas e até mesmo
cidades com rica fauna e flora estão se organizando e conquistando novos adeptos para um novo tipo
de passeio — ou será que é uma atividade física?
As trilhas esportivas, ou caminhadas em matas, em percursos sinuosos e desnivelados, estão
cada vez mais caindo no gosto de adeptos desse tipo de “atividade esportiva”.
É bom lembrar que todo o esforço físico deve ter como base a aptidão física, por isso as pessoas
que não estão acostumadas com a prática de atividades físicas (sedentárias) devem começar caminhando
por pequenos trechos e ir aumentando gradativamente, conforme a adaptação do organismo ao esforço
físico.
Alguns cuidados que devem ser tomados para iniciar uma caminhada ou uma trilha esportiva:
a) Identificar o percurso: normalmente os locais que oferecem esse tipo de atividade física têm
em seu quadro de funcionários um recreacionista ou recreador. Informe-se com ele sobre a trilha a ser
percorrida, a quilometragem, o tempo de percurso, etc.;
b) Alongar antes de iniciar a atividade: uma forma de prevenir lesões e evitar dores musculares
é uma boa seção de alongamento. Mesmo que você seja atleta, é importante se preparar para o que virá
pela frente;
c) Ir para a trilha de maneira adequada: em primeiro lugar, use roupas leves, meias e tênis
confortáveis para evitar a formação de bolhas;
d) Levar uma garrafa de água caso no percurso não haja água para o consumo;
e) Usar protetor solar e repelente.
Observação. A trilha deverá ser percorrida sempre com uma pessoa que já conheça o percurso
e tenha bom conhecimento de primeiros socorros.
Lembre-se também: caso encontre animais silvestres (sapos, aranhas, macacos ou outros bichos),
não os maltrate. Desvie do caminho e refaça sua trilha. Não se esqueça! É você e sua turma que estão
Manual Ilustrado de Educação Física

invadindo o habitat deles.


Preparados, alongados e orientados? Agora é só começar o “passeio” ou a “atividade física”.

200

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 200 14/10/2010 12:53:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 200 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


Referências bibliográficas
CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE ATLETISMO. Regras oficiais de atletismo 1999 - 2000. Rio
de Janeiro: Sprint, 1999.
CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE ATLETISMO. Regras oficiais de basquetebol 1996 - 1998. Rio
de Janeiro: Sprint.
CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE ATLETISMO. Regras oficiais de futsal 1997 - 1998. Rio de
janeiro: Sprint.
CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE ATLETISMO. Regras oficiais de handebol 1995 - 1997. Rio
de Janeiro: Sprint.
CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE ATLETISMO. Regras oficiais de voleibol 1997 - 1998. Rio de
Janeiro: Sprint.
FOGUET, Oleguer Camerino; BALCELLS, Narta Cataner. 1001 exercícios e jogos recreativos. 5. ed.
Porto Alegre: Artmed, 2003.

Manual Ilustrado de Educação Física

201

MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 201 14/10/2010 12:53:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 201 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 202 14/10/2010 12:53:59

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 202 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 203 14/10/2010 12:54:00

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 203 T1 - Black CyanMagentaYellow Black


MB008_Manual Ed_Fisica_Cap 7.indd 204 14/10/2010 12:54:00

MB008_MIEF_2011.pdf Front - 204 T1 - Black CyanMagentaYellow Black