Você está na página 1de 19

CINESIOLOGIA

E BIOMECÂNICA DO
COTOVELO E ANTEBRAÇO
Profª. Kátia Nóbrega Rocha
INTRODUÇÃO
O complexo cotovelo-antebraço é muito estável, e, assim
como o ombro, fundamental para o posicionamento da
mão em diversas posições.
Posição anatômica: cotovelo estendido com antebraço
em supinação.
Posição funcional: 90º de flexão de cotovelo com
antebraço em posição neutra (entre pronação e
supinação).
ESTRUTURAS ÓSSEAS ENVOLVIDAS

Extremidade distal do úmero


Extremidade proximal do rádio
Extremidade proximal da ulna
Estruturas Ósseas
FONTE:
Úmero Sobotta

 Sulco do nervo radial


(sulco de torção)
 Côndilo
 Capítulo
 Tróclea
 Fossa coronóidea
 Fossa radial
 Fossa do olécrano
 Epicôndilo lateral
 Epicôndilo medial
 Sulco do nervo ulnar
Estruturas Ósseas
Rádio

 Cabeça do rádio
 Circunferência articular

 Fóvea articular

 Colo
 Tuberosidade do rádio
 Margem interóssea
 Incisura ulnar do rádio

FONTE:
Sobotta
Estruturas Ósseas
Ulna

 Olécrano
 Incisura troclear
 Processo coronóide
 Tuberosidade da ulna
 Crista do músculo
supinador
 Incisura radial da ulna
 Circunferência articular
da cabeça da ulna
FONTE: Sobotta
Ângulo de Carregar ou de Condução

 A troclea do úmero é mais saliente medialmente do que


lateralmente.
 Sendo assim, quando o cotovelo está estendido e
antebraço supinado (posição anatômica), o antebraço
desvia-se lateralmente em relação ao úmero. Ou seja,
traçando-se uma reta que passa pela diáfise do úmero,
ela não coincide com a diáfise da ulna ou rádio,
formando-se um grau que varia de 5 a 19º.
 Não se sabe qual a importância deste desvio, mas se
pensava que era para manter afastado do corpo os
objetos carregados pela mão. No entanto, usualmente se
carrega objetos com o antebraço em posição neutra.
ESTRUTURAS ARTICULARES ENVOLVIDAS

Articulação do cotovelo
Umeroulnar
Umerorradial
Radiulnar proximal
Membrana interóssea do antebraço
Articulação radiulnar distal
Articulações Umeroulnar e Umerorradial

 Estas duas articulações agem em conjunto, diferente da radiulnar


proximal, que anatomicamente é parte da articulação do
cotovelo, mas age em conjunto com a radiulnar distal.
 Superfícies ósseas articulares
 Umeroulnar: tróclea do úmero e incisura troclear da ulna.

 Umerorradial: capítulo do úmero e fóvea articular da cabeça


do rádio
 Tipo: composta sinovial tipo gínglimo ou dobradiça e uniaxial
 Movimentos articulares permitidos: flexão e extensão
 Artrocinemática: rolamento e deslizamento combinados
 Amplitude de movimento articular: 0-145º
Articulação Radiulnar Proximal

 Atua de maneira sincrônica com a art. radiulnar distal.


 Superfícies ósseas articulares: incisura radial da ulna e
circunferência articular da cabeça do rádio
 Tipo: sinovial tipo trocóidea ou pivô e uniaxial
 Movimentos articulares permitidos: prono-supinação
 O eixo do movimento é uma linha que passa pela cabeça
do rádio (proximal) e da ulna (distal).
 Artrocinemática: rolamento e deslizamento da
circunferência articular da cabeça do rádio na incisura
radial da ulna e ligamento anular do rádio, e giro da
fóvea articular do rádio no capítulo do úmero.
Articulação Radiulnar Distal

 Superfícies ósseas articulares: incisura ulnar do rádio e


circunferência articular da cabeça da ulna
 Tipo: sinovial tipo trocóidea ou pivô e uniaxial
 Movimentos articulares permitidos: prono-supinação
 Artrocinemática: rolamento e deslizamento da incisura
ulnar do rádio sobre a circunferência articular da cabeça
da ulna
 Como o rádio mantém uma relação estreita com a mão
por causa da articulação radiocarpal, a mão move-se
junto com o rádio durante os movimentos de prono-
supinação realizados pelas radiulnares.
Estruturas Articulares
Ligamentos

 Lig. colateral ulnar


 Lig. colateral radial
 Lig. anular do rádio
 Corda oblíqua
 Cápsula articular

FONTE:
Sobotta
MÚSCULOS ENVOLVIDOS
Braquial
Bíceps braquial
Braquiorradial
Pronadores redondo e quadrado
Extensores radiais longo e curto do carpo
Tríceps braquial
Ancôneo
Supinador
Abdutor longo do polegar
Flexor radial do carpo
Músculos flexores

Braquial

Bíceps braquial

Braquiorradial

Pronador redondo

FONTE: FONTE: FONTE:


Sobotta Prometheus Sobotta
Músculos flexores

Extensor radial longo


do carpo

Extensor radial curto


do carpo

FONTE:
Sobotta
Músculos extensores

Tríceps braquial

 Ancôneo

FONTE: Prometheus
Músculos supinadores

Bíceps braquial

Supinador

Abdutor longo do polegar

Extensor curto do polegar

 Extensor próprio do indicador


Músculos pronadores

Pronador redondo

Pronador quadrado

Flexor radial do carpo

Palmar longo
REFERÊNCIAS
 HAMILL; KNUTZEN. Anatomia funcional dos membros superiores. IN: ______. Bases
biomecânicas do movimento humano. São Paulo: Manole, 1999. p. 146-168.
 KNOWLES, J. A. M. O complexo do cotovelo. In: KONIN, J.G. Cinesiologia prática para
fisioterapeutas. Rio de Janeiro: LAB, 2006. p. 87-98.
 SACCO. Complexo articular do cotovelo e antebraço. IN: SACCO; TANAKA. Cinesiologia
e biomecânica dos complexos articulares. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008. p.
57-82.
 SALVINI; VIOTTO, BATISTA. Cotovelo. IN: SALVINI (coord.). Movimento articular: aspectos
morfológicos e funcionais. Barueri, São Paulo: Manole, 2005. p. 181-234.
 ________. Prono-supinação. IN: SALVINI (coord.). Movimento articular: aspectos
morfológicos e funcionais. Barueri, São Paulo: Manole, 2005. p. 235-242.
 SCHÜNKE; et al. Prometheus: Atlas de anatomia - anatomia geral e aparelho locomotor.
Rio de janeiro: Guanabara Koogan, 2006.
 SMITH, L.K.; WEISS, E.L.; LEHMKUHL, L.D. Cotovelo e antebraço. In: SMITH, L.K.; WEISS,
E.L.; LEHMKUHL, L.D. Cinesiologia clínica de Brunnstrom. 5 ed. São Paulo: Manole. 1997.
p. 183-207.