Você está na página 1de 5

Enciclopédia da Conscienciologia 1

ACOLHIMENTO MENTALSOMÁTICO
(INTERASSISTENCIOLOGIA)

I. Conformática

Definologia. O acolhimento mentalsomático é o procedimento interassistencial de recep-


ção fraterna, cordial, aberta, despojada, amistosa e benigna de conscins e consciexes, com o me-
gafoco lúcido, intencional e para-hermenêutico, na autopotencialização dos atributos do veículo
do discernimento, mediante o sincero interesse em compreender a intelecção alheia.
Tematologia. Tema central homeostático.
Etimologia. A palavra acolhimento deriva do idioma Latim Vulgar, accolligere, consti-
tuído por ad, “em direção a; aproximação”, colligere, “colher; reunir; apanhar; juntar”. Apareceu
no Século XIII. O vocábulo mental procede do idioma Latim Tardio, mentalis, “do espírito; men-
tal”, e este de mens, mentis, “atividade do espírito; intenção; memória; pensamento; inteligência;
razão; sabedoria; juízo; discernimento”. Surgiu no Século XV. A palavra somática provém do idi-
oma Francês, somatique, e esta do idioma Grego, somatikós, “do corpo; material; corporal”. Apa-
receu no Século XIX.
Sinonimologia: 1. Acolhimento entre mentaissomas. 2. Acolhimento metapensênico.
3. Acolhimento heterodiscernimentológico. 4. Empatia mentalsomática.
Arcaismologia: o procedimento cabalístico do yihud (união ou unificação), proposto por
Isaac Luria (1534–1572).
Neologia. As 3 expressões compostas acolhimento mentalsomático, acolhimento mental-
somático a menor e acolhimento mentalsomático a maior são neologismos técnicos da Interassis-
tenciologia.
Antonimologia: 1. Orientação mentalsomática. 2. Encaminhamento mentalsomático.
3. Acompanhamento mentalsomático. 4. Incompreensão; indiferença. 5. Fechadismo conscien-
cial.
Estrangeirismologia: o embrace; o rapport; o Erlebnis; o Zusammenhang; a pessoa
resourceful.
Atributologia: predomínio das percepções extrassensoriais, notadamente do autodiscer-
nimento quanto à parexegese heteroideativa.
Megapensenologia. Eis 3 megapensenes trivocabulares atinentes ao tema: – Acolhimen-
to mentalsomático empodera. Autodiscernimentos definem identidades. Intenções retificam dis-
cernimentos.
Ortopensatologia. Eis 3 ortopensatas, citadas na ordem alfabética, pertinentes ao tema:
1. “Alavanca. A alavanca evolutiva leva ao conserto das ações e ao concerto das cons-
ciências”.
2. “Amor. A heterocognição interassistencial é o verdadeiro amor”.
3. “Análise. A análise é a ponta visível do icebergue cognitivo”.

Filosofia: a Epistemologia do Cuidado; a Filosofia da Didática; a Hermenêutica; a Dialé-


tica; as implicações filosóficas do desassédio.

II. Fatuística

Pensenologia: o holopensene pessoal da interassistência mentalsomática; os ortopense-


nes; a ortopensenidade; os autoortopensenes; a autoortopensenidade; o desassédio do contrapen-
sene; o papel central da Pensenologia no acolhimento mentalsomático; a síntese heteropensênica;
a conscientização autopensênica.

Fatologia: a postura de isenção; a perspectiva epistemológica do assistente; a sugestão


de tema verbetográfico; a transição autoparadigmática; a intereducação evolutiva; a especialidade
2 Enciclopédia da Conscienciologia

interassistencial; a ação pedagógica; a pedagogia dialógica; a pedagogia comunicativa; a didática


comunicativa; a relação professor-aluno; a ponte interparadigmática; a Revista Interparadigmas;
a preceptoria interparadigmática; o uso cosmoético do conhecimento; a interassistência intelec-
tual; a intelectualidade interassistencial; o acolhimento tarístico; o compartilhamento do cabedal
cognitivo pessoal; os Serviços de Apoio oferecidos pelas Instituições Conscienciocêntricas (ICs);
o poliglotismo; o acerto grupocármico; a reparação da omissão de informação; a reparação do au-
toritarismo com o conhecimento; a reparação da centralização de informação; a reparação da mis-
tificação do conhecimento; a interassistência atacadista; a essência da tarefa do esclarecimento;
o sincero interesse pela intelecção do outro; a megassertividade.

Parafatologia: o acolhimento mentalsomático; a descoincidência da paracabeça; a sin-


cronização intermentalsomática; a autovivência do estado vibracional (EV) profilático; o acopla-
mento cardio-frontochacral; o acolhimento mentalsomático parapedagógico; a desestagnação da
energia consciencial; o acoplamento energético com foco mentalsomático; a assistência predis-
pondo o ingresso no Curso Intermissivo; a paracirurgia mentalsomática; a organização mentalso-
mática em sistemas de ideias; o discernimento enquanto megaatributo mentalsomático; o começo
da expansão paracognitiva pela autoconscientização energossomática; o entendimento do paresti-
lo de pensamento; a conexão com o paracoletivo de pensamento; o respeito ao mentalsoma alhe-
io; o empoderamento do heterodiscernimento; a holocognição; a condição da consciência enquan-
to enciclopédia aberta.

III. Detalhismo

Sinergismologia: o sinergismo intermentalsomas; o sinergismo intenção-autodiscerni-


mento; o sinergismo produzido pela comunicação assertiva nos trafores do assistido.
Principiologia: o princípio cosmoético do melhor para todos.
Codigologia: o código pessoal de Cosmoética (CPC).
Teoriologia: a teoria da ação comunicativa; as teorias da alteridade; a teoria crítica da
educação.
Tecnologia: a técnica analítica da pensenidade; a técnica da assimilação mentalsomáti-
ca; as técnicas de andaimagem; a técnica da desassimilação energética; a técnica da iscagem lú-
cida; as técnicas interassistenciais; a técnica da identificação do autoortopensene; a técnica da
paráfrase interassistencial; a escuta enquanto técnica favorecedora de descoincidência da para-
cabeça.
Laboratoriologia: o laboratório conscienciológico Acoplamentarium; o laboratório
conscienciológico Serenarium; o laboratório conscienciológico da Tenepessologia.
Colegiologia: o Colégio Invisível da Interassistenciologia.
Efeitologia: o efeito tarístico de abertura de caminhos; o efeito do acoplamento inter-
frontochacras; o efeito da reapropriação do livre arbítrio; o efeito da autolucidez discernimento-
-lógica; o efeito de recuperação de cons; o efeito da autoconscientização autoproexológica;
o efeito da gescon tarística; o efeito catalisador da autassertividade.
Neossinapsologia: as neossinapses bicerebrais; as neossinapses refletindo o paracére-
bro; as neossinapses assertivas.
Ciclologia: o ciclo do aprofundamento interassistencial; o ciclo assimilação-assistên-
cia-desassimilação; o ciclo da aquisição de holomaturidade.
Enumerologia: a checagem pensênica; a checagem holossomática; a checagem da
intencionalidade; a checagem volitiva; a checagem ideativa; a checagem emocional; a checagem
paradigmática. A generosidade; a benignidade; a prestimosidade; a prestatividade; a disponibili-
dade; a atenciosidade; a distributividade.
Binomiologia: o binômio escuta-ausculta; o binômio admiração-discordância; o binô-
mio mentalsoma do acolhedor–mentalsoma do acolhido.
Interaciologia: a interação interassistencial; a interação mentalsomática; a interação
pedagógica professor-alunos.
Enciclopédia da Conscienciologia 3

Crescendologia: o crescendo motivacional da consciência mentalsomaticamente aco-


lhida; o crescendo da assertividade evolutiva gesconológica; o crescendo assistido-assistente;
o crescendo liderado-líder; o crescendo da autoconfiança; o crescendo do mitridatismo energéti-
co do tenepessista.
Trinomiologia: o trinômio intelectualidade-parapsiquismo-comunicabilidade.
Polinomiologia: o polinômio interassistencial acolhimento-orientação-encaminhamen-
to-acompanhamento.
Antagonismologia: o antagonismo acolhimento / apriorismose; o antagonismo autono-
mia / heteronomia; o antagonismo tares / tacon; o antagonismo interassistência / doutrinação;
o antagonismo conhecimento científico / dogma religioso.
Paradoxologia: o paradoxo de a escuta com interesse interassistencial ser desinteressa-
da; o paradoxo de a heterestima do assistente poder ser maior comparada à autestima do assis-
tido; o paradoxo de o acolhimento já engendrar a próxima etapa interassistencial da orientação.
Politicologia: a mentalsomatocracia; a democratização educacional; a voluntariocracia;
a assistenciocracia; a conscienciocracia; a cosmoeticocracia; a parapolítica educacional do plane-
ta-escola.
Legislogia: a lei de causa e efeito; a lei evolutiva da interassistencialidade; a lei do mai-
or esforço evolutivo.
Filiologia: a conscienciofilia; a epistemofilia; a recinofilia.
Fobiologia: a reciclofobia; a sociofobia.
Sindromologia: a síndrome da autovitimização.
Maniologia: a mania da autodesvalia cognitiva; a mania da desesperança; a mania do
exclusivismo da dimensão intrafísica; a mania positiva de abrir caminhos.
Holotecologia: a interassistencioteca; a filosofoteca; a consciencioteca.
Interdisciplinologia: a Interassistenciologia; a Comunicologia; a Ortopensenologia;
a Para-Hermeneuticologia; a Discernimentologia; a Mentalsomatologia; a Teaticologia; a Gesco-
nologia; a Priorologia; a Parapercepciologia; a Benignologia; a Cosmoeticologia; a Interparadig-
mologia.

IV. Perfilologia

Elencologia: a conscin lúcida; a isca humana lúcida; o ser desperto; o ser interassisten-
cial; a conscin enciclopedista; a pessoa resourceful; a consréu; a conscin-cobaia interparadigmá-
tica.

Masculinologia: o aluno do Curso Intermissivo; o intermissivista; o proexista; o com-


passageiro evolutivo; o colega retroprocedencial; o preceptor interparadigmático; o professor;
o aluno; o intelectual; o acoplamentista; o comunicólogo; o conscienciólogo; o conscienciômetra;
o consciencioterapeuta; o evoluciente; o reciclante existencial; o inversor existencial; o tenepes-
sista; o exemplarista; o parapercepciologista; o paracientista; o projetor consciente; o sistemata;
o epicon lúcido.

Femininologia: a aluna do Curso Intermissivo; a intermissivista; a proexista; a compas-


sageira evolutiva; a colega retroprocedencial; a preceptora interparadigmática; a professora; a alu-
na; a intelectual; a acoplamentista; a comunicóloga; a consciencióloga; a conscienciômetra;
a consciencioterapeuta; a evoluciente; a reciclante existencial; a inversora existencial; a tenepes-
sista; a exemplarista; a parapercepciologista; a paracientista; a projetora consciente; a sistemata;
a epicon lúcida.

Hominologia: o Homo sapiens mentalsomaticus; o Homo sapiens cosmovisiologus;


o Homo sapiens conscientiometricus; o Homo sapiens assistentialis; o Homo sapiens amicus;
o Homo sapiens benevolens; o Homo sapiens hermeneuta.
4 Enciclopédia da Conscienciologia

V. Argumentologia

Exemplologia: acolhimento mentalsomático a menor = a recepção afável e lúcida do


heterodiscernimento intelectivo (do assistido) restrito a temas e valores tão somente egocêntricos;
acolhimento mentalsomático a maior = a recepção afável e lúcida do heterodiscernimento
intelectivo (do assistido) voltado a temas e valores interassistenciais.

Culturologia: a cultura alheia; a cultura do mentalsoma; a cultura da intercompreen-


são; o multiculturalismo; a cultura catalisada pelas viagens de estudo; a cultura do poliglotismo;
a cultura da doação.

Abrangência. O acolhimento mentalsomático é para-hermenêutico, com escopo analíti-


co e exegético para além do corpo físico e da dimensão intrafísica.
Varredura. Ocorre o escaneamento da manifestação da consciência acolhida, a partir
dos sistemas de ideias evidentes no heterodiscernimento.
Respeito. O fundamento do acolhimento mentalsomático é o respeito consciencial ao
momento evolutivo do discernimento do assistido.

Procedimento. Eis, por exemplo, em ordem funcional, 10 etapas para a realização do


acolhimento mentalsomático do assistido:
01. Exteriorização fraterna cardio-frontochacral.
02. Acoplamento energético.
03. Assimilação energética.
04. Focalização na intencionalidade.
05. Ausculta do tônus ideativo.
06. Associação de ideias.
07. Contextualização sistêmica.
08. Formulação sintética.
09. Empatia com o heterodiscernimento.
10. Reconciliação intenção-discernimento.

Completude. O acolhimento mentalsomático é bem sucedido quando o assistido percebe


o próprio autodiscernimento confiável e promissor do ponto de vista da Cosmoética e da evo-
lução.

VI. Acabativa

Remissiologia. Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabé-


tica, 15 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas cen-
trais, evidenciando relação estreita com o acolhimento mentalsomático, indicados para a expansão
das abordagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens interessados:
01. Acolhimento assistencial extrafísico: Paraprofilaxiologia; Homeostático.
02. Acolhimento psiquiátrico: Interassistenciologia; Homeostático.
03. Acolhimento tarístico: Interassistenciologia; Homeostático.
04. Acolhimento universal: Interassistenciologia; Homeostático.
05. Autacolhimento cosmoético: Assistenciologia; Homeostático.
06. Desassédio do contrapensene: Desassediologia; Homeostático.
07. Descentração cognitiva: Conviviologia; Neutro.
08. Diplomacia interparadigmática: Parapoliticologia; Homeostático.
09. Empatia receptiva: Interassistenciologia; Homeostático.
10. Gancho didático: Comunicologia; Neutro.
11. Interassistenciologia: Conviviologia; Homeostático.
12. Parapsiquismo intelectual: Parapercepciologia; Homeostático.
Enciclopédia da Conscienciologia 5

13. Pergunta desassediadora: Desassediologia; Homeostático.


14. Ponte interparadigmática: Interparadigmologia; Neutro.
15. Senso universalista: Cosmoeticologia; Homeostático.

O ACOLHIMENTO MENTALSOMÁTICO É O PROCEDIMENTO


ESSENCIAL DO ASSISTENTE COMPROMISSADO COM
A INTENÇÃO SINCERA E RESPEITOSA DE PROMOVER
O ESCLARECIMENTO E A EMANCIPAÇÃO DO ASSISTIDO.
Questionologia. Você, leitor ou leitora, permite-se auscultar o heterodiscernimento,
mesmo discordante? Qual a dimensão do desembaraço e da isenção pessoal perante o mentalsoma
alheio?
Bibliografia Específica:

1. Nascimento, Marco Antonio do; Mentalsomatic Parasurgery and Thosenic restructuring; Artigo; Journal
of Conscientiology; Revista; Vol. 8; N. 29; 2 enus.; 1 esquema; 1 microbiografia; 12 refs.; IAC; Miami, FL; EUA; Jul.,
2005; páginas 31 a 43.
2. Schveitzer, Fernanda Cabral; & Schveitzer, Mariana Cabral; Ludwik Fleck e a Produção do Conhecimen-
to sobre Consciência; Artigo; Interparadigmas; Revista; Anuário; Vol. 4; N. 4; 1 enu.; 2 microbiografias; 3 tabs.; 33
refs.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2016; páginas 35 a 51; ed. bilíngue (ing. e port.).
3. Vieira, Waldo; Dicionário de Argumentos da Conscienciologia; revisores Equipe de Revisores do Holoci-
clo; 1.572 p.; 1 blog; 21 E-mails; 551 enus.; 1 esquema da evolução consciencial; 18 fotos; glos. 650 termos; 19 websites;
alf.; 28,5 x 21,5 x 7 cm; enc.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2014; páginas 86 a 88.
4. Zaslavsky, Alexandre; Analítica da Ação Pedagógica: Do Discurso Explicativo ao Uso Didático da Lin-
guagem; Tese; 3 caps.; 62 refs.; 30 x 21 cm; espiralado; UFRGS; Porto Alegre, RS; 2010; páginas 1 a 137.
5. Idem; O Princípio da Intercompreensão nas Relações Paradiplomáticas entre CCCI e Socin; Artigo;
Conscientia; Revista; Quadrimestrário; Vol. 12; N. 4; 2 enus.; 8 notas; 9 refs.; CEAEC; Foz do Iguaçu, PR; Outubro-
Dezembro, 2008; páginas 329 a 336.

A. Z.