Você está na página 1de 2

CHECKLIST

Libertando os líderes da organização

Grande parte da energia dos líderes da organização deveria ser investida na construção do futuro.
Em teoria, é isso. Na prática, os líderes, em muitas organizações, não estão livres. Estão presos no
operacional: em parte pela pressão do curto prazo, em parte por não terem investido o suficiente na
capacitação de suas equipes (não levaram a sério a relevância desse tipo de investimento). Se esse é o
caso de sua organização, nota zero. Se, em sua organização, a equipe foi formada para ser melhor que
a cúpula e por isso os líderes estão livres: nota 10.

Praticamente todo o Os líderes estão bas- A maior parte do tempo


tempo dos líderes, tante “afogados”, ainda e da energia dos líde-
inclusive os da alta que consigam delegar res da organização são
administração, é aloca- uma parte significativa investidos na constru-
do a trabalhos opera- de suas atribuições. As ção do futuro. A equipe
cionais. Os líderes não equipes até são bem foi formada para ser
delegam, pois não há qualificadas, mas insu- melhor do que a cúpu-
equipes suficientemente ficientes para assumir la. Portanto, os líderes
capacitadas. Os líderes toda a carga operacional delegam abundante e
estão sempre “apagando delegada. Os líderes confiantemente. Os líde-
incêndios” e correndo investem algum tempo res cuidam de aspectos
atrás do curto prazo. O na construção do futuro, técnicos, culturais e
longo prazo é totalmente porém pouco, frente à políticos, em todos os
ignorado. complexidade do tema. horizontes do tempo.

0 5 10

DIRETRIZES PARA LIBERTAÇÃO DOS LÍDERES

SÓ FAÇA AQUILO QUE SÓ VOCÊ PODE FAZER


Não desperdice energia em atividades que podem ser desenvolvidas por pessoas que se reportam a
você. É sua responsabilidade usar suas competências plenamente, todo o tempo, e se reportar ao seu
superior quando se deparar com trabalhos para os quais você não se sinta preparado ou capacitado.
Somente a própria pessoa – mesmo quando é alguém totalmente credenciado – sabe onde está o seu
limite. E além disso, ela sai da área de profissional e entra na de amador.

1
CHECKLIST

LIBERTE AS PESSOAS
Mais do que uma simples questão de vontade pessoal, a postura dos líderes e os processos organizacio-
nais devem ser transformados no sentido de permitir e até incentivar as pessoas a pensar de maneira
ousada. Ninguém se sentirá motivado a identificar novas oportunidades de negócio se o planejamento
dito estratégico, por exemplo, continuar sendo realizado de forma rígida (mecânica), culminando em
uma mera repetição daquilo que já fazemos. Sendo assim, contribua para que as práticas organiza-
cionais, em todos os níveis, estimulem e assegurem uma participação mais ampla de todos os colabo-
radores no processo de visualização e criação do futuro. Da mesma forma, procure estar aberto para
ser surpreendido por novas ideias de produtos, serviços e negócios, trazidas por sua equipe. Instaure
uma cultura que desafie constantemente os colaboradores a sair da zona de conforto e a questionar o
modelo de negócios organizacional com perguntas do tipo:
“E se...?”, “por que não...?” etc.

NUNCA DELEGUE PARA CIMA


Todos os colaboradores, em todos os níveis, devem sentir-se à vontade para assumir os riscos ine-
rentes à busca de inovação em tudo. Não podemos tolerar atitudes de preocupação excessiva com a
hierarquia ou de “delegação para cima” como forma de transferir e minimizar riscos pessoais. Todos
são responsáveis por assumir riscos com consciência, ou seja, em consonância com o grau de inovação
que se espera e lançando mão de expedientes criativos para compensar ou mitigar esses riscos.

HÁ ALGUMA OUTRA DIRETRIZ SOBRE LÍDERES LIVRES


QUE VOCÊ, COMO LÍDER, GOSTARIA DE DEFINIR PARA
A ORGANIZAÇÃO COMO UM TODO?

Interesses relacionados