Você está na página 1de 3

28/08/2018 EPS

ENSINO CLÍNICO EM SAÚDE DA MULHER TEÓRICO

Simulado: SDE3628_SM_AV1_201607389801 V.1

Aluno(a): JULIANA VITOR LEITE Matrícula: 201607389801


Acertos: 1,8 de 2,0 Data: 28/08/2018 14:41:38 (Finalizada)

1a Questão (Ref.:201608475958) Acerto: 0,2 / 0,2

A anticoncepção de urgência, popularmente conhecida como "pílula do dia seguinte" é um método utilizado para evitar
uma gravidez indesejada e está indicada em casos de: I Violência sexual II - Relação sexual, sem uso se método
anticonceptivos III - Falha conhecida ou presumida do método anticoncepcional em uso de rotina. Com base nas
afirmativas acima, assinale a opção correta:

Todas as assertivas estão corretas.


Apenas a assertiva I está correta.
Apenas a assertiva III está correta.
Apenas a assertiva II está correta.
Nenhuma das assertivas está correta.

2a Questão (Ref.:201608476013) Acerto: 0,0 / 0,2

Conforme preconização do Ministério da Saúde, o Planejamento Familiar deve ser tratado dentro do contexto dos direitos
reprodutivos para garantir às mulheres e aos homens o direito de escolha livre e consciente acerca do método
contraceptivo mais adequado para o seu contexto socioeconômico e cultural. Frente as orientações necessárias sobre os
métodos contraceptivos a ser decidido pelo casal, o(a) enfermeiro(a) deve considerar determinadas características. Assim,
preencha as lacunas, realizando a associação com: 1- Eficácia; 2- Facilidade de uso; 3- Reversibilidade e 4- Aceitabilidade.
( ) O método anticoncepcional, quando interrompido, deve proporcionar a recuperação total da fertilidade, de acordo com
a faixa etária do (a) usuário (a). ( ) Utiliza-se a taxa de falha que, para seu cálculo, tem como numerador o número de
mulheres com gestação não desejada e, como denominador, o total de mulheres usuárias de um determinado método
anticoncepcional nos primeiros 12 meses de uso. ( ) O método contraceptivo deve ser de conhecimento da população e
ser assimilado pelas usuárias. A escolha e o uso do método devem ter o suporte adequado do profissional da saúde. ( ) O
respeito aos aspectos psicológicos, culturais e étnicos pelos profissionais da saúde são fatores determinantes para a
adaptação do usuário(a) ao método escolhido. Assinale a alternativa que apresenta a sequência de números CORRETA.

(3) (1) (2) (4)


(2) (1) (3) (4)
(2) (3) (4) (1)
(2) (3) (1) (4)
(3) (2) (4) (1)

3a Questão (Ref.:201608476159) Acerto: 0,2 / 0,2

A diminuição do índice de mortalidade materna vem diminuindo desde 1990, devido a melhoria da investigação de óbitos
e do registro das causas. As mortes maternas podem ser classificadas em diretas e indiretas. A partir dessa informação
marque a alternativa correta:

As causas diretas e indiretas são complementares entre si;


As causas indiretas estão relacionadas a doenças desenvolvidas na gravidez
N.D.A
As causas diretas estão relacionadas à doenças que a mulher já pertencia antes;
As causas diretas estão relacionadas a causas surgidas na gravidez, parto e puerpério;

4a Questão (Ref.:201608476006) Acerto: 0,2 / 0,2

Entende-se como morte materna aquela que, de alguma forma, relaciona-se direta ou indiretamente com o processo
reprodutivo, a partir do início da gestação. Inclui, portanto as mortes que resultam de gravidez ectópica ou de abortos
precoces, assim como aqueles que derivam de complicações no puerpério. Tendo como base que a mortalidade materna
ainda é um dos principais problemas que afetam as mulheres, marque a alternativa INCORRETA sobre os principais
conceitos dessa temática:

http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_av1_resultado.asp?cript_hist=26444746048 1/3
28/08/2018 EPS
Também considera-se morte materna as situações que levam ao óbito materno provocadas por fatores acidentais
ou incidentais.
As mortes obstétricas indiretas são resultantes de doenças existentes antes da gravidez ou de doenças que se
desenvolveram durante a gravidez, não devidas a causas obstétricas diretas, mas que foram agravadas pelos
efeitos fisiológicos da gravidez.
A medida da mortalidade materna proposta pela OMS é a razão de mortalidade materna (RMM) que se calcula
pelo número de mortes maternas dividido pelo número de nascidos vivos de uma mesma área geográfica durante
um ano, multiplicado por 100.000.
Morte materna (óbito materno) é a morte da mulher durante a gestação ou num período de 42 dias após o seu
término, independente da duração ou da localização da gravidez, por qualquer causa relacionada ou agravada pela
gravidez ou por medidas tomadas em relação a ela.
As mortes obstétricas diretas são aquelas resultantes de complicações na gravidez, parto e puerpério, devidas às
intervenções e omissões, tratamento incorreto ou a uma cadeia de eventos resultantes de qualquer das causas
acima relacionadas.

5a Questão (Ref.:201608476424) Acerto: 0,2 / 0,2

A diferença entre Trabalho de Parto Prematuro e Aborto recai:

sobre o peso do concepto


nenhuma das anteriores
sobre o comprimento do concepto
sobre o tempo de gestação
todas as anteriores

6a Questão (Ref.:201608476295) Acerto: 0,2 / 0,2

Vários problemas dificultam o enfrentamento da violência sexual contra mulheres, assim como o posicionamento dos
profissionais da saúde, muitas vezes permeado pelo medo e pelo desconhecimento da real magnitude e impacto desse
fenômeno na sociedade, nas famílias e na vida de cada mulher. Diante do atendimento a mulheres que sofreram violência
sexual, assinale a seguir a alternativa incorreta:

A anticoncepção de emergência deve ser oferecida preferencialmente nas primeiras 72 horas ou até, no máximo 5
dias.
Na ocorrência de traumatismos físicos, deve-se considerar a necessidade de profilaxia do tétano, avaliando-se o
status vacinal da mulher.
O esquema da profilaxia ARV do HIV deve ser mantido sem interrupção por 4 semanas consecutivas, combinando
dois antirretrovirais zidovudina (AZT) + lamivudina (3TC).
Mulheres não imunizadas ou que desconhecem seu status vacinal devem receber a primeira dose da vacina e
completar o esquema posteriormente contra hepatite B. Além disso, devem receber IGHAHB até 14 dias após a
violência sexual, sendo preferencialmente administrada nas primeiras 48 horas
A profilaxia ARV do HIV deve ser iniciada até, no máximo, 72 horas da violência sexual, sendo preferencialmente
nas primeiras 24 horas.

7a Questão (Ref.:201608475923) Acerto: 0,2 / 0,2

O método de Billings baseia-se na determinação do período fértil pela auto-observação das mudanças do muco cervical e
da sensação de umidade na vagina ao longo do ciclo menstrual. O último dia de sensação vulvar de umidade lubrificante
chama-se ápice e por este achado, o enfermeiro poderá orientar o casal sobre o período infértil, que começará:

Na 2ª noite após o ápice.


Na 1ª noite após o ápice.
Na 5ª noite após o ápice.
Na 4ª noite após o ápice.
Na 3ª noite após o ápice.

8a Questão (Ref.:201608476017) Acerto: 0,2 / 0,2

No que se refere a legislação à saúde, nos últimos anos, importantes leis e portarias foram publicadas no país, a fim de
assegurar o direito da mulher e da criança brasileira. Atualmente, a legislação brasileira trata de uma série de temas,
como aleitamento materno, humanização do parto e nascimento dentre muitos outros aspectos relacionados às políticas
públicas de saúde da mulher e da criança. Com base nessas informações, assinale a assertiva INCORRETA:

http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_av1_resultado.asp?cript_hist=26444746048 2/3
28/08/2018 EPS

A humanização no pré-natal e nascimento, regulamentado pela portaria GM/MS nº 569, 570, 571 e 572 institui o
Programa de Humanização no Pré-Natal e Nascimento - PHPN e os componentes Incentivo à Assistência Pré-Natal,
Organização, Regulação e Investimentos na área de Assistência Obstétrica e Neonatal, sistemática de pagamento
a assistência ao parto e garantia da presença de pediatra na sala de parto.
O Alojamento conjunto, instituído pela portaria Inamps/MS nº 18 estabelece normas para a permanência do bebê
ao lado da mãe, devendo um período do dia, o bebê ser mantido em berçário para melhor observação pelos
profissionais da equipe de saúde quanto os achados neurológicos.
Nos direitos das mulheres gestantes, parturientes, puérperas e família a Lei Federal nº 11.108 altera a Lei nº
8.080, de 1990, para garantir às parturientes o direito à presença de acompanhante, durante o trabalho de parto,
parto e pós-parto imediato, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS.
Nos direitos das mulheres gestantes, parturientes, puérperas e família a Lei nº 11.770 estabelece a licença
maternidade de seis meses, sem prejuízo do e emprego e do salário, para as funcionárias públicas federais,
ficando a critérios dos estados, municípios e empresas privadas a adoção desta Lei ¿ Programa Empresa Cidadã.
Nos direitos das mulheres gestantes, parturientes, puérperas e família Lei nº 6.202 regulamenta a Lei 1.044 de
21/10/1969 e institui o regime de exercícios domiciliares a estudantes gestantes a partir do 8º mês e durante 3
meses após o parto.

9a Questão (Ref.:201608566271) Acerto: 0,2 / 0,2

Para grande contingente de mulheres, o abortamento resulta de necessidades não satisfeitas de planejamento
reprodutivo, envolvendo a falta de informação sobre anticoncepção, dificuldades de acesso aos métodos, falhas no seu
uso e ausência de acompanhamento pelos serviços de saúde. Para outras mulheres, a gestação que motiva o abortamento
resulta de relações impostas pelos seus parceiros ou de situações de estupro.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Atenção humanizada ao abortamento: norma técnica, 2 ed.
Brasília, 2011 (adaptado ENADE 2016).

A respeito desse tema, avalie as afirmações a seguir.

I. O modelo de Atenção Humanizada ao Abortamento, do Ministério da Saúde, tem como um de seus elementos
essenciais, a parceria entre a comunidade e os prestadores de serviço para a prevenção das gestações indesejadas e do
abortamento inseguro, para a mobilização de recursos e para a garantia de que os serviços reflitam e satisfaçam as
expectativas e necessidades da comunidade.

II. Não é crime e não se pune o abortamento praticado por médico se: a) não há outro meio de salvar a vida da mulher;
b) a gravidez é resultante de estupro ou outra forma de violência sexual, desde que haja o consentimento da mulher ou,
se incapaz, de seu representante legal.

III. A jurisprudência brasileira tem autorizado a interrupção de gravidez, com o consentimento da mulher, nos casos de
malformação fetal com inviabilidade de vida extrauterina

IV. Para a prática legal do abortamento, é necessário apresentar documento de registro policial de que a mulher tenha
sido violentada sexualmente. É correto o que se afirma em

I, apenas.
I, II, III e IV
III e IV, apenas.
II e IV, apenas.
I, II e III, apenas.

10a Questão (Ref.:201608475995) Acerto: 0,2 / 0,2

Os indicadores de saúde são usados para medir a saúde de uma nação e fornecem para cada país as diretrizes para
instituir medidas de prevenção das morbimortalidades. Durante as últimas décadas, as taxas de mortalidade e morbidade
diminuíram em decorrência da ênfase em medidas de higiene, boa nutrição, exercícios físicos e cuidados pré-natais para
todas as mulheres. Diante das medidas que diminuem o risco de morbimortalidade, pode-se afirmar frente as questões
sociais que:

O câncer de mama é a primeira causa de morte em mulheres.


Mesmo com os maus hábitos de saúde que afetam diretamente todas as mulheres, o câncer de mamam ainda
mata mais mulheres do que as doenças cardiovasculares.
As taxas de morbimortalidade materna para afro-descendentes são menos elevadas que as da raça branca.
A anemia ferropriva, que é resultado direto de baixa condição socioeconômica, acomete duas vezes mais mulheres
do que homens em virtude das relações de gênero, que ainda beneficiam o masculino.
As consultas pré-natais não estão relacionadas como indicadores para redução da mortalidade infantil.

http://simulado.estacio.br/bdq_simulados_av1_resultado.asp?cript_hist=26444746048 3/3

Você também pode gostar