Você está na página 1de 17

Profª Ilka Serra

Coordenadora do Núcleo
“A Educação a distância é uma forma
de ensino que possibilita a auto-
aprendizagem, com a mediação de
recursos didáticos sistematicamente
organizados, apresentados em
diferentes suportes de informação,
utilizados isoladamente ou
combinados, e veiculados pelos
diversos meios de comunicação”

Lei de Diretrizes e Bases (lei 9394/96)


Tudo passa pela educação e os avanços
da Ciência abrem possibilidades infinitas
na sociedade do conhecimento.
• Todos os dias centenas de alunos entre 15 e 19 anos
deixam de ir a escola;
• A cada semana uma média de 1000 alunos param de
estudar no Brasil;
• Em resultados de Avaliação de desempenho de
estudantes, como Prova Brasil e o Enem estão aquém
do nível desejado;
• A maioria dos cargos de professor da escola pública são
preenchidos por profissionais sem a formação
adequada;
• Mais de 1 milhão de professores precisam de uma nova
qualificação;
• A educação deve ser pensada como algo que vai além da
passagem pelas instituições de ensino;
• Deve ser aprender e re-aprender para todas as fases da
vida;
EAD cresceu com 45% em
números de alunos no país.

Em 2001, apenas 5.359 estudantes


estavam matriculados na
modalidade de cursos a distância.
Uma década depois, as matrículas
nesse tipo de graduação
aumentaram 170 vezes, chegando a
930.179

Dados do INEP/2012
E OS CURSOS: profissionalizantes
(como os do Senai, Senac, Sebrae, todos com
projetos nacionais de cursos a distância), os
cursos de educação corporativa, os projetos
paralelos de educação, tais como os da
Fundação Roberto Marinho (mais de 400 mil
estudantes por ano) ou da Fundação Oi Futuro,
e ainda os cursos livres, de línguas,
preparatórios para concursos etc.

REALIDADE - EXISTE entre 2,5


e 3 milhões de estudantes a
distância
Segundo Anuário Brasileiro Estatístico de Educação Aberta e a Distância
(AbraEAD) 2010.
Quem são os alunos?
Alinhada às oportunidades do 42% residem em cidades diferentes
mercado, os cursos superiores de dos Polos;
tecnologia se expandem e já 30 anos é a idade média;
existem 62 graduações diferentes 69,7% das matrículas são mulheres;
em todo o país. 86% dos estudantes trabalham e
estudam.

Dados do INEP/ABED/2012
Catálogo Nacional de Cursos Superiores de
Tecnologia/MEC/2010
“O futuro da
educação está fora do
campus tradicional,
fora da sala de aula
tradicional.
Peter Drucker
 A EAD oportuniza o atendimento a
diferentes ritmos e perfis de
aprendizagem, contemplando mais
a diversidade existente nas pessoas
humanas;

 Em uma disciplina a distância, o


saber de todos é valorizado. Não
existe o detentor de uma verdade,
no caso, a pessoa exclusiva do
professor;

 A EAD é uma ajuda importantíssima


para quebrar concepções bancárias,
reprodutivistas e inertes na
sociedade do conhecimento;
 Promover inclusão digital;

 Possibilita interações com pessoas,


formações, culturas, diversidades em
outros tempos e outras localidades;

 Permitem que as pessoas racionalizem


seus estudos,organizem o próprio trabalho,
evitando atrasos com deslocamentos
desnecessários;
 A EAD estimula o aluno e o
professor a serem pesquisadores
sempre, retirando o falso conceito de
que aprendizagens se esgotam na
escola. Abre possibilidades de
pesquisa ao longo da escola e para
a vida;
 A EAD oportuniza o desenvolvimento
da iniciativa e a construção da
autonomia, pois a aprendizagem não
acontece feita pelo professor. O
aluno é sujeito e interage com o
professor também sujeito;
 A EAD redefine, portanto, os papéis
de professor e de aluno na
perspectiva de uma efetiva
sociedade do conhecimento. Nessa
hora, cabe mais uma dúvida: mas
será que, ao desenvolver disciplinas
em EAD, a escola não está
retirando o entrosamento pessoal,
as relações humanas e deixando
estas habilidades sem serem
trabalhadas?
 No quesito espaço, o fato de ser a
distância, por mais paradoxal que
pareça, não é um estudo solitário.
Pelo contrário, ela aumenta a
interatividade e a colaboração na
construção do conhecimento.
A primeira década do século testemunhou o
início de um novo ciclo de transformações na
graduação brasileira, ou pelo menos nas
metodologias utilizadas para o ensino.
Paradigmas basilares como sala de aula ou
semestre letivo começarão a se tornar cada vez
menos significantes neste novo contexto, e
valores como a autonomia do aluno passarão a
ser muito mais valorizados no novo perfil do
graduando do país.

Fábio Sanchez é consultor e pesquisador na área de EAD,


coordena a agência de notícias e pesquisa Observatório
EAD.
Nativo
digital

Nova escola
http://revistaescola.abril.com.br/formacao/formacao-inicial/teste-voce-tem-perfil-aluno-
educacao-distancia-512197.shtml
ilka.tt@gmail.com

Profa. Dra. Ilka Serra


Coordenadora Geral do Uemanet

By Paulinho

Você também pode gostar