Você está na página 1de 20

Sistemas DSI Prepron de Protensão com Cordoalhas

Histórias DSI e DSI Prepron

DSI A DSI Prepron Escopo da DSI Prepron


A DYWIDAG-Systems International Originalmente “Prepron”, a empresa Graças à nossa experiência de longo
(DSI) é um fornecedor líder global de foi fundada por Joaquim de Freitas no prazo na concepção, desenvolvimento,
sistemas de tecnologias inovadoras ano de 1984, atuando, com soluções produção e aplicação de sistemas
para a indústria da construção. Sua próprias, na indústria de protensão de protensão, podemos garantir a
longa tradição vem desde 1865 – ano com cordoalhas. A empresa sempre alta qualidade de produtos, sistemas
de fundação da empresa de construção foi um parceiro respeitado no Brasil e serviços. Hoje, os Sistemas
alemã, Dyckerhoff & Widmann AG tendo, desde o início, um forte de Protensão DSI Prepron são
(DYWIDAG). A DSI foi fundada em desenvolvimento em construção de reconhecidos por sua confiabilidade e
1979 para comercializar os Sistemas pontes e obras industriais. desempenho.
DYWIDAG e know-how técnico em
todo o mundo, além de desenvolver A Prepron foi completamente adquirida O Escopo de Serviços abrange a
sistemas inovadores resultantes de pela DSI no ano de 2014, passando a concepção, projeto, planejamento e
investimentos contínuos em Pesquisa se chamar DSI Prepron, uma empresa instalação dos sistemas, bem como a
& Desenvolvimento. Ao oferecer 100% filiada ao Grupo DSI. gestão de qualidade e supervisão in
soluções inovadoras de acordo com os loco. Veja abaixo o detalhamento:
padrões superiores de qualidade, nós Atualmente a DSI, através da ■■ Assessoria técnica em projetos de
atendemos as exigências em constante Protendidos DYWIDAG, é líder no protensão
mudança de nossos mercados-alvo. mercado para sistemas de protensão
■■ Projeto e detalhamento de produtos,
É nosso objetivo declarado estar com barras de alto desempenho e
acessórios e equipamentos de
sempre um passo à frente. serviços geotécnicos, tanto no Brasil
protensão e suspensão
como também em países vizinhos da
Tecnologia e Serviços DSI América do Sul. ■■ Suspensão e macaqueamento para
troca de aparelhos de apoio
Em mais de 90 países e em 28 A DSI Prepron continua focada em ■■ Suspensão e movimentação de
unidades de produção regionais, a sistemas de protensão, oferecendo uma cargas e estruturas
DSI desenvolve, produz e fornece extensa gama de produtos e serviços ■■ Transporte lateral e longitudinal de
sistemas de alta qualidade para a que incluem também a instalação e vigas
indústria da Construção. De acordo manutenção dos seus sistemas e de
■■ Protensão em vigas, lajes, tanques,
com nosso slogan “Presença Local – outras soluções específicas.
Competência Global”, garantimos que reservatórios, barragens, silos, entre
as tecnologias e o know-how da DSI outros
estejam disponíveis em todo o mundo, ■■ Estais em pontes e viadutos
oferecendo qualidade em todos os ■■ Projeto e fabricação de treliças
níveis – qualidade que se caracteriza metálicas para balanços sucessivos
pela criatividade, confiabilidade e ■■ Instalação ou capacitação e/ou
rentabilidade. supervisão da instalação (corte
e montagem dos cabos; injeção;
boletins de protensão)
■■ Produção e fornecimento:
■■ Placas de Ancoragens
■■ Blocos de Ancoragens
■■ Cunhas Bipartidas de 12,7mm,

15,2mm e 15,7mm
■■ Bainhas Galvanizadas de diversos

diâmetros
■■ Ancoragens:
■■ pré-blocadas
■■ para estais
■■ para tirantes

Atual fachada da DSI Prepron em Regente Feijó, estado de São Paulo

2
Cordoalhas

As cordoalhas são compostas por 7


fios laminados a frio, sendo 6 externos
entrelaçados de maneira helicoidal
e 1 arame central. As propriedades
mecânicas das cordoalhas, bem como
as propriedades de proteção anti-
corrosão são o mais importante para a
DSI Prepron.

Atualmente o mercado brasileiro dispõe


de cordoalhas de 12,7mm, 15,2mm
e 15,7mm, cujos dados detalhados
podem ser conferidos na tabela abaixo.

Cordoalhas 7 Fios - Dados Técnicos

Carga
Produtos de acordo Carga Alongamento
Diâmetro Área Massa mínima a
com ABNT Área mínima mínima de sob carga
nominal aproximada aproximada 1% de
NBR-7483 ruptura (em 610 mm)
deformação
Cordoalhas [mm] [mm²] [mm²] [Kg/km] [kN] [kN] [%]
Cord. CP 190 RB 12,7mm 12,7 101 99 792 169 187 3,5
Cord. CP 190 RB 15,2mm 15,2 143 140 1.126 239 266 3,5
Cord. CP 190 RB 15,7mm 15,7 150 147 1.172 246 279 3,5
Cord. CP 210 RB 12,7mm 12,7 101 99 792 183 203 3,5
Cord. CP 210 RB 15,2mm 15,2 143 140 1.126 259 288 3,5
Cordoalhas Engraxadas [mm] [mm²] [mm²] [Kg/km] [kN] [kN] [%]
Cord. CP 190 RB 12,7mm 12,7 101 99 792 169 187 3,5
Cord. CP 190 RB 15,2mm 15,2 143 140 1.126 239 265 3,5
Cord. CP 190 RB 15,7mm 15,7 150 147 1.172 246 279 3,5
Cord. CP 210 RB 12,7mm 12,7 101 99 792 183 203 3,5
Cord. CP 210 RB 15,2mm 15,2 143 140 1.126 259 288 3,5
Cordoalhas para Estais [mm] [mm²] [mm²] [Kg/km] [kN] [kN] [%]
Cord. CP 177 RB 15,7mm 15,7 150 147 1.290 230 261 3,5
Características:
* Perda máxima por relaxação após 1.000 horas a 20˚C, para carga inicial de 80% de carga de ruptura: 3,5%
* Valor do módulo de elasticidade: 202kN/mm2,+/- 3%
* Correspondência adotada pela NBR 7483: 1 kgf/mm2 = 9,81MPa

3
Sistemas de Protensão DSI Prepron

A DSI Prepron atua no mercado de Protensão com cordoalhas apresentando diversas soluções próprias às necessidades de
cada obra:
■■ Sistemas de Ancoragem Multicordoalhas
■■ Sistemas de Estais DSI
■■ Sistema DSI Wire Ex (tendão externo)
■■ Sistemas de Ancoragem Monocordoalha

Sistemas de Ancoragem Multicordoalhas DSI Prepron

Ancoragem Multicordoalhas Ativa APR


O bloco de cunha e os demais o corpo de ancoragem multicordoalhas através de três planos de transferência
componentes dos Sistemas de introduzem a tensão continuamente no de carga. Deve ser instalado com
Ancoragem Multicordoalhas de cunha e elemento com área frontal mínima e reforço helicoidal (fretagem).

A B

G C

ØH ØI

F ØE

4
Sistemas de Ancoragem Multicordoalhas DSI Prepron

Ancoragem Multicordoalhas Ativa APR


Os Sistemas de Ancoragem DSI 15,2mm os mais comumente adotados
Prepron (APR) são denominados com no mercado brasileiro. Para outros tipos
o número que indica a quantidade de de cordoalhas disponíveis, consultar o
cordoalhas à esquerda da sigla APR departamento técnico da DSI Prepron.
e o tipo de cordoalha à direita, sendo
os diâmetros de cordoalhas 12,7mm e

Ancoragem Ativa APR - Dados Técnicos


Armadura de Fretagem - CA-25
A B C D ØE F G ØH ØI
Tipo \ Dimensões
[mm] [mm] [mm] [mm] [mm] [mm] [mm] [mm] [mm]
4 APR 12,7mm 145 80 38 200 10 50 200 140 40
5 APR 12,7mm 160 90 38 200 10 50 250 150 45
6 APR 12,7mm 175 97 38 200 10 50 250 160 50
7 APR 12,7mm 190 100 38 250 10 50 300 180 50
8 APR 12,7mm 205 110 38 250 10 50 300 190 55
9 APR 12,7mm 215 115 50,8 250 10 50 300 200 60
10 APR 12,7mm 225 130 38 250 12 60 360 210 60
11 APR 12,7mm 235 140 38 250 12 60 360 220 65
12 APR 12,7mm 245 150 38 250 12 60 360 230 65
14 APR 12,7mm 265 150 63,5 300 12 60 360 250 70
15 APR 12,7mm 275 150 63,5 300 12 60 360 260 75
16 APR 12,7mm 285 150 63,5 300 12 60 360 270 75
19 APR 12,7mm 310 200 50,8 350 12 60 420 290 85
21 APR 12,7mm 325 200 50,8 350 16 60 450 300 85
22 APR 12,7mm 335 200 63,5 350 16 60 450 320 90
23 APR 12,7mm 340 205 63,5 350 16 60 450 320 90
26 APR 12,7mm 360 205 63,5 400 20 70 540 350 95
27 APR 12,7mm 365 205 63,5 400 20 70 540 360 100
31 APR 12,7mm 395 210 63,5 400 20 70 600 390 105

4 APR 15,2mm 165 85 44,5 250 10 50 250 160 45


5 APR 15,2mm 185 100 44,5 250 10 50 300 180 50
6 APR 15,2mm 200 105 44,5 250 10 50 300 190 55
7 APR 15,2mm 220 115 44,5 250 10 50 300 210 60
8 APR 15,2mm 235 125 50,8 250 12 60 360 220 65
9 APR 15,2mm 245 135 50,8 300 12 60 360 230 70
10 APR 15,2mm 260 140 50,8 300 12 60 360 250 70
11 APR 15,2mm 270 150 50,8 300 12 60 360 260 75
12 APR 15,2mm 285 163 50,8 300 12 60 360 280 80
13 APR 15,2mm 295 175 50,8 315 12 60 420 290 80
15 APR 15,2mm 315 195 50,8 315 14 60 450 310 85
19 APR 15,2mm 360 225 50,8 400 16 70 540 350 100
22 APR 15,2mm 385 220 76,2 400 20 70 600 380 105
27 APR 15,2mm 425 230 76,2 400 20 70 600 420 115
31 APR 15,2mm 425 240 88,9 400 20 75 690 420 120
Dimensões sujeitas a alterações

Para informações adicionais, consultar o departamento técnico da DSI Prepron.

5
Sistemas de Ancoragem Multicordoalhas DSI Prepron

Ancoragem Multicordoalhas Passiva Laçada PLPR

Purgador

ØI A

ØE F

ØH C

Ancoragem Multicordoalhas tipo Passiva Laçada PLPR - Dados Técnicos


Armadura de Fretagem - CA-25
A B C D ØE F G ØH ØI
Tipo \ Dimensões
[mm] [mm] [mm] [mm] [mm] [mm] [mm] [mm] [mm]
4 PLPR 15,2mm 100 600 280 300 10 50 150 100 45
6 PLPR 15,2mm 150 600 280 300 10 50 200 100 55
8 PLPR 15,2mm 200 600 280 300 10 60 200 150 65
10 PLPR 15,2mm 250 600 280 300 10 60 250 150 70
12 PLPR 15,2mm 300 700 280 300 12 70 250 150 80
14 PLPR 15,2mm 350 700 280 300 12 70 300 200 85
16 PLPR 15,2mm 400 800 280 300 12 70 300 200 90
18 PLPR 15,2mm 450 800 280 300 12 70 300 200 95
20 PLPR 15,2mm 500 900 280 300 14 80 300 200 100
22 PLPR 15,2mm 550 900 280 300 14 80 350 250 105
Dimensões sujeitas a alterações.
Na utilização de cordoalhas com diâmetro de 12,7mm, as dimensões podem ser reduzidas.

Para informações adicionais, consultar o departamento técnico da DSI Prepron.

6
Sistemas de Ancoragem Multicordoalhas DSI Prepron

Ancoragem Multicordoalhas de Emenda EPR


A emenda DSI Prepron é projetada para os sentidos, permitindo a execução em
unir dois cabos. Ela consiste de um trechos muito longos ou mesmo a união
bloco multicordoalhas no qual haverá de cabos já instalados.
sobreposição de cordoalhas em ambos F

ØE D

ØA
C

ØB

Ancoragem Multicordoalhas de Emenda EPR - Dados Técnicos

ØA ØB C D ØE F
Tipo \ Dimensões
[mm] [mm] [mm] [mm] [mm] [mm]
12 EPR 15,2mm 250 152 120 285 80 680
15 EPR 15,2mm 294 206 120 320 85 850
19 EPR 15,2mm 315 223 120 360 100 900
Dimensões sujeitas a alterações.

Para informações sobre dimensões diferentes das apresentadas na tabela acima, consultar o departamento técnico da DSI Prepron.

Referência de Aplicação de Ancoragem Multicordoalhas DSI Prepron

SINOP, Brasil

Proprietário SINOP, Brasil Proprietário CES - Companhia Energética Sinop S/A, Brasil +++ Contratante Triunfo Engenharia Ltda, Brasil
+++ Projetista Intertechne Consultores S/A, Brasil

Unidade DSI DSI Prepron, Brasil


Escopo DSI Produção, fornecimento, instalação, serviços de engenharia
Produtos DSI Vigas munhão protendidas com sistema de ancoragens de cordoalhas: 22 Ø 15,20mm e 14 Ø 12,70mm

7
Bainha Corrugada

As bainhas metálicas representam os fornecem uma proteção anticorrosiva A proteção primária contra a corrosão é
meios mais econômicos para criar um secundária justa com excelente proporcionada pela alcalinidade da nata
espaço vazio para elementos de tração. comportamento aderente entre cabo e de cimento e concreto.
Estas canaletas de metal nervurado concreto.

Dimensões da Bainha Corrugada (Tamanhos Padrões)

Diâmetro da Consumo de Consumo de Volume de


Número de bainha (Ø A) nata de cimento cimento água
Cordoalhas
[mm] [lt por ml] [Kg/ml] [lt/ml]
2 ø 12,7mm 40 1,17 1,58 0,71
4 ø 12,7mm 45 1,35 1,82 0,82
6 ø 12,7mm 50 1,55 2,09 0,94
7 ø 12,7mm 50 1,42 1,92 0,86
8 ø 12,7mm 55 1,85 2,50 1,13
9 ø 12,7mm 60 2,25 3,04 1,37
10 ø 12,7mm 60 2,00 2,70 1,22
11 ø 12,7mm 65 2,63 3,55 1,60
12 ø 12,7mm 65 2,42 3,27 1,47
15 ø 12,7mm 75 3,23 4,36 1,96
19 ø 12,7mm 85 4,25 5,74 2,58

2 ø 15,2mm 40 1,09 1,47 0,66


4 ø 15,2mm 50 1,51 2,04 0,92
6 ø 15,2mm 55 1,73 2,34 1,05
7 ø 15,2mm 60 2,03 2,74 1,23
9 ø 15,2mm 70 2,50 3,38 1,52
10 ø 15,2mm 70 2,75 3,72 1,67
11 ø 15,2mm 75 3,27 4,42 1,99
12 ø 15,2mm 80 3,63 4,90 2,20
Aplicação das bainhas
13 ø 15,2mm 80 3,50 4,73 2,13
15 ø 15,2mm 85 4,11 5,55 2,50
19 ø 15,2mm 100 5,59 7,55 3,40

Traço utilizado na montagem da tabela acima: 100kg de cimento | 45lt de água


Volume de nata produzido com o traço acima: 74lt.
1- Em situações que as cordoalhas (cabos) forem de enfiação posterior, utilizar para o diâmetro da bainha, o diâmetro imediatamente superior.
I.D.
2- Os valores adotados na tabela acima são indicativos, podendo ser, em algumas situações, modificados de acordo com o departamento técnico da DSI Prepron

O.D.

As bainhas metálicas DSI Prepron são


fornecidas em barras de 6,00 metros. Para
ØA situações especiais, fornecemos também
luvas de conexão entre as peças de bainha.
Para informações adicionais, consultar o
departamento técnico DSI Prepron.

8
Sistemas de Estais DSI

Os Sistemas de Estais DSI e DSI Métodos seguros de proteção contra Os sistemas se dividem em diversas
Prepron, utilizados externamente, corrosão, projeto de amortecimento, categorias, dentre elas:
são perfeitamente adequados para proteção contra incêndio, medições de ■■ DYNA Grip®
todas as aplicações na construção vibrações e sistema de monitoramento
■■ DYNA Link®
protendida. Envolvem todo o espectro contribuem significativamente para a
de construções de pontes e edifícios longevidade da construção moderna. ■■ Tensionamento ConTen
para uso civil. ■■ Ancoragem para Estais DSI Prepron
(ESPR)

Sistema de Estais DYNA Grip®


A ancoragem DYNA Grip® consiste em Suas principais vantagens, dentre
um bloco de ancoragem em que as muitas, são:
cordoalhas são ancoradas por cunhas ■■ Durabilidade
tripartidas de alta resistência à fadiga.
■■ Alta qualidade de proteção à corrosão
■■ Possibilidade e facilidade na
substituição de cordoalhas
■■ Comprimento livre
■■ Ciclos rápidos de construção
■■ Diversidade de soluções opcionais
para melhorias no produto
Obra executada com o Sistema DYNA Grip®
Sistema DYNA Grip®

Sistema de Caixa de Ancoragem DYNA Link®


O Sistema DYWIDAG de Caixa de O sistema apresenta diversas vantagens ■■ Instalação fácil e rápida, utilizando
Ancoragem DYNA® Link é baseado em em relação às soluções de mastros e mínima mão-de-obra
uma estrutura de aço convencional, selas convencionais, nas quais os cabos
em que os estais são fixados com a são ancorados dentro dos mastros:
ancoragem padrão DYNA Grip®. ■■ As dimensões do mastro podem
ser significativamente reduzidas,
A Caixa de Ancoragem curvada DYNA® permitindo mastros mais esbeltos e
Link garante capacidade, facilidade de estéticos
manutenção e excelentes características
■■ O mastro não precisa ser oco
de fadiga. As forças diferenciais são
para instalação, tensionamento e Sistema DYNA Link®
transferidas para o concreto por meio
manutenção das ancoragens
de pregos de cisalhamento em projeto
regular, soldados à superfície externa ■■ Custo total e tempo de construção
das flanges da Caixa de Ancoragem. reduzidos

Tensionamento ConTen
Os equipamentos de tensionamento ■■ Controle do processo de
DSI são projetados para assegurar um tensionamento até a força final
processo de instalação econômico e necessária do estai
conveniente. O sistema ConTen utiliza ■■ Eliminação das influências de
um único macaco, hidraulicamente temperatura e mudanças de carga
acoplado a uma unidade de controle. durante o tensionamento
Algumas de suas características são:
■■ Cada cordoalha é tensionada
individualmente
■■ Um método de cálculo especial –
desenvolvido pela DSI – determina a
força para a primeira cordoalha e as
forças correspondentes para todas as
cordoalhas posteriores Macaco Hidráulico e Bomba Hidráulica utilizados
para execução do Tensionamento ConTen

Mais informações e características técnicas sobre os Sistemas de Estais DSI podem ser encontradas no catálogo “Sistemas de Estais
DYWIDAG”, disponível para consulta no site www.dywidag.com.br.

9
Sistema DSI Wire Ex

Tendões Wire EX para Protensão em Torres Eólicas de Concreto


O Sistema DSI Wire Ex são sistemas Principais Vantagens de ancoragem precisam de proteção e
de protensão externos exclusivos, com não são necessárias injeções extras
características únicas. Possuem de ■■ Sistema certificado de acordo com a ■■ Tendões re-tensionáveis e totalmente
30 a 84 fios, um sistema anticorrosivo ETA-07/0186 (mandatório para substituíveis
aplicado em fábrica e fricção externa certificação de torres)
■■ Performance de instalação:
somente em pontos de deflexão e sem ■■ Tendões pré-fabricados. Nenhum 6 a 24 tendões a cada 3-4 dias,
restrição ao alongamento. Sua força é trabalho é realizado em obra dependendo do conceito da torre
aplicada sobre os chamados “Button ■■ Proteção anticorrosiva aplicada na (incluindo içamento, tensionamento e
Heads” (cabeça de ancoragem). fábrica. Na obra, somente as cabeças acabamentos)
■■ Tensionamento realizado com
macacos hidráulicos de fácil manuseio
(100 Kg)
■■ Desviadores de PE inclusos na
certificação ETA
■■ Não são necessários trabalhos civis
para estocagem ou instalação dos
tendões
■■ No Brasil a DSI forneceu mais de 600
tendões para 110 torres eólicas

Para o setor eólico, além da solução


DSI Wire Ex, globalmente utilizada,
a DSI Prepron dispõe dos sistemas
de ancoragem Multicordoalhas e
Monocordoalha, também adotados como
Bobinas já preparadas e entregues in loco solução estrutural nas torres de concreto.

Sistema DSI Wire Ex - Máxima Força de Protensão

EX-30 EX-36 EX-42 EX-48 EX-54 EX-60 EX-66 EX-72 EX-78 EX-84
Tipo de Tendão
[kN] [kN] [kN] [kN] [kN] [kN] [kN] [kN] [kN] [kN]

Máxima força de protensão para


1.528 1.834 2.139 2.445 2.751 3.056 3.362 3.668 3.973 4.279
Y1670C com 0,9Fp0.1k

Máxima força de protensão para


1.617 1.941 2.264 2.588 2.911 3.235 3.558 3.882 4.205 4.528
Y1770C com 0,9Fp0.1k

Fios de Aço para a montagem dos tendões


DSI Wire Ex

“Button Heads” - Cabeças de Ancoragem do Sistema DSI Wire Ex

Mais informações e características técnicas sobre o Sistema DSI Wire Ex podem ser encontradas no catálogo “Tendões Wire EX para Protensão
em Torres Eólicas de Concreto”, disponível para consulta no site www.dywidag.com.br.

10
Sistemas de Ancoragem Monocordoalha DSI Prepron

Os sistemas de ancoragem para Lajes Planas Outras aplicações


monocordoalha do tipo não aderentes
possibilitam a construção de estruturas O uso de monocordoalha em lajes Tanques de seção circular destinados
com deformação e fissuração planas possibilita a criação de vãos para o armazenamento de líquidos,
controladas, de maneira equivalente aos livres superiores àqueles alcançados em gases, ou mesmo de grãos, adotam
benefícios alcançados com a protensão sistemas de lajes convencionais com comumente as soluções em
tradicional, do tipo aderente com armadura passiva apenas. A redução monocordoalha, pois a alta exigência
multicordoalhas. de peso obtida pela menor densidade no controle de fissuras e estanqueidade
de aço, possibilita uma otimização na dos mesmos é garantida pela protensão
A DSI Prepron dispõe de duas soluções quantidade e dimensão de elementos das paredes da estrutura. A redução
principais para esse tipo de aplicação: estruturais como vigas e pilares. nas espessuras de parede garante
■■ Sistema DSI Prepron SK6 carregamentos inferiores às fundações.   
Outras vantagens observadas
■■ Sistema DSI Prepron AL2PR
são a redução nas fôrmas e nos Os sistemas DSI Prepron contêm as
escoramentos, um melhor avanço de seguintes peças:
Os Sistemas DSI Prepron de obra e impacto positivo nos custos ■■ Nicho para isolar a cunha durante a
ancoragens monocordoalha, assim globais. etapa de concretagem
como os respectivos equipamentos
hidráulicos de protensão, foram ■■ Placa de apoio e bloco de ancoragem
projetados especialmente para atender forjado em uma única peça (SK6) ou
às baixas tensões exigidas nesta separados em peças independentes
solução. (AL2PR)
■■ Funil de plástico para a devida
transição entre a cordoalha e a placa
de apoio
■■ Cunha de ancoragem para cravação
da cordoalha no bloco

Sistema de Ancoragem Monocordoalha SK6 - Dados Técnicos


A
A B C
Tipo \ Dimensões
[mm] [mm] [mm]
SK6 12,7mm 120 60 35
SK6 15,2mm 140 70 38 B
Dimensões sujeitas a alterações

Para informações adicionais, consultar o departamento técnico da DSI Prepron.

11
Sistemas de Ancoragem Monocordoalha DSI Prepron

Ancoragem Monocordoalha Ativa AL2PR - Dados Técnicos

A B C D E F
Tipo \ Dimensões
[mm] [mm] [mm] [mm] [mm] [mm]
2 AL2PR 12,7mm 110 120 140 160 80 300
3 AL2PR 15,7mm 110 150 170 190 110 300
4 AL2PR 15,7mm 125 190 215 230 140 300
Dimensões sujeitas a alterações.

Para informações adicionais, consultar o departamento técnico da DSI Prepron.

F 100 D

E
C

Referência de Aplicação de Ancoragem Monocordoalha DSI Prepron

Tanque M Dias Branco - Bento Gonçalves, Brasil

Proprietário M. Dias Branco S/A, Brasil +++ Contratante Geral M. Dias Branco S/A, Brasil +++ Contratante M. Dias Branco S/A, Brasil
+++ Projetista 3E Engenharia Estrutural Ltda., Brasil

Unidade DSI DSI Prepron, Brasil


Escopo DSI Produção, fornecimento, instalação, serviços de engenharia
Produtos DSI 36 silos com sistema de ancoragens de cordoalhas 1 Ø 15,20mm

12
Equipamentos DSI Prepron

Macacos Hidráulicos para Sistema Multicordoalhas DSI Prepron


A DSI Prepron possui sua própria Com diversas dimensões e capacidades Chegam a atingir 600 toneladas de
tecnologia e todos os seus de carga, os macacos MPR são força com um único equipamento,
equipamentos são projetados e compatíveis com a geometria dos permitindo feixes com até 40
fabricados em suas instalações. Sistemas Multicordoalhas DSI Prepron. cordoalhas de 12,7mm.

ØA ØD

Macacos Hidráulicos para Sistema Multicordoalhas DSI Prepron - Dados Técnicos

Abrangência de utilização
Macaco de Seção do para ancoragem Capacidade
Peso ØA B C ØD
Protensão tipo pistão de carga
Ø 12,7mm Ø 15,2mm
MPR
[cm ] 2
[mm] [mm] [Ton] [Kg] [mm] [mm] [mm] [mm]
MPR 66 132 4 - 66 66 190 420 600 130
MPR 120 240 5a8 4a6 120 120 250 420 600 180
MPR 200 400 9 a 14 7 a 10 200 200 340 500 600 230
MPR 320 640 15 a 23 11 a 16 320 320 430 520 620 300
MPR 450 900 24 a 30 17 a 23 450 450 500 560 700 350
MPR 600 1.200 31 a 40 24 a 31 600 600 540 560 700 370
Dimensões sujeitas a alterações.

Para cargas distintas às apresentadas na tabela, consultar o departamento técnico da DSI Prepron.

13
Equipamentos DSI Prepron

Macacos Hidráulicos para Sistemas Monocordoalha DSI Prepron


Os macacos para protensão dos Sistemas São compactos e de fácil manuseio. concretado e inacessível, como também
Monocordoalha DSI Prepron atendem Para ancoragens passivas no sistema garante a não ocorrência de perdas por
os principais diâmetros de cordoalhas monocordoalha, as cunhas são pré- cravação neste lado passivo, já que a
engraxadas e plastificadas, (Ø 12,7mm cravadas para garantir a ancoragem da acomodação da cunha ocorrerá durante
e Ø 15,2mm). cordoalha durante a protensão e evitar a etapa de pré-cravação.
que a mesma se desprenda em local já

Macacos Hidráulicos para Sistema Monocordoalha DSI Prepron - Dados Técnicos

Abrangência de utilização
Macaco de Seção do para ancoragem Capacidade Altura Comprimento
Peso Largura
Protensão pistão de carga (A) (B)
Ø 12,7mm Ø 15,2mm
Monocordoalha
[cm2] [mm] [mm] [Ton] [Kg] [mm] [mm] [mm]
MPR 20 51 1 1 20 20 130 160 420
Dimensões sujeitas a alterações.

Para cargas distintas às apresentadas na tabela, consultar o departamento técnico da DSI Prepron.

14
Equipamentos DSI Prepron

Assim como os Macacos Hidráulicos, exclusivamente desenvolvidos e otimizado e adaptado exclusivamente


as Bombas Hidráulicas, Misturadora produzidos pela DSI Prepron. Seu para os seus sistemas.
e Equipamento de Injeção são funcionamento é completamente

Bombas Hidráulicas

Bomba Hidráulica DSI Prepron 5 litros Bomba Hidráulica DSI Prepron 40 litros

Bombas Hidráulicas - Dados Técnicos

Pressão de Capacidade eff. Dimensões


Peso
Bombas Hidráulicas Operação V min Quantidade de Óleo LxWxH
[Kgf] [L/min] [L] [Kg] [mm]
BHE-PR 05 700 2 6 50 500 x 330 x 500
BHE-PR 40 700 4 50 100 900 x 550 x 950

Misturadora DSI Prepron

Misturadora DSI Prepron - Dados Técnicos

Dimensões
Peso
Misturadora H/Ø
[Kg] [mm]
MN-PR 150 1.200 / 750

Misturadora DSI Prepron

Equipamento de Injeção DSI Prepron


Equipamento de Injeção DSI Prepron - Dados Técnicos

Pressão de Dimensões
Bombas Peso
Operação LxWxH
Hidráulicas
[Kgf] [Kg] [mm]
BI-PR 15 250 1.300 x 700 x 1.000

Injetora DSI Prepron

15
Roteiro de Injeção de Nata de Cimento

Nata de Cimento Para Injeção


A calda de cimento para injeção tem atendendo a condição Fck≥250kgf/cm² ■■ Fator água/cimento máximo: 0,45
como função proteger a armadura ■■ A exsudação da água contida na nata A água a ser usada na fabricação da pasta
ativa contra corrosão, além de garantir de cimento não pode ser superior a 2%, deve ser potável, sem conter impurezas,
a aderência posterior da armadura de conforme NBR 7683 matéria orgânica ou quaisquer outras
protensão com o concreto. substâncias que possam conferir mau
■■ Deve ter boa fluidez, permanecendo
assim até a conclusão da injeção, desempenho à calda e à sua aderência
O preenchimento com nata de cimento com as peças e estruturas com as quais
conforme NBR 7682, medida no cone
em dutos e bainhas galvanizadas das está em contato. É desejável usar água
de Marsh: 8 a 18 segundos
armaduras de protensão em peças resfriada entre 5ºC e 10ºC na preparação
de concreto protendido tem sua ■■ Expansão determinada em proveta
da calda, para se manter uma faixa de
especificação pela NBR 7681. graduada: no máximo 7% após 3 horas
consumo a/c, em peso, entre 0,42 e 0,45.
da mistura
Não se recomenda executar a injeção
A calda para injeção deve satisfazer as ■■ Retração determinada pelo método com a temperatura ambiente acima de
seguintes exigências: ASTM-C-157/74: no máximo 2.800u/m 30ºC. Se, ainda assim, a operação for
■■ Resistência a compressão medida em aos 28 dias de idade necessária, deve ser utilizada água gelada.
corpos de prova cilíndricos (5x10cm), ■■ Tempo de fim de pega máxima: 24 horas Para obtê-la, pode-se adicionar gelo.

Materiais Empregados na Confecção da Nata de Cimento


Cimento Aditivos

O cimento da nata de injeção deve ■■ CP II E - 32 (desde que se faça ensaio Os aditivos podem ser empregados para
ser Portland comum, sem adições. e o cimento atenda às restrições se obter uma melhor trabalhabilidade,
Deverá respeitar a NBR 5732 e estar em acima) aumentar a impermeabilidade do
temperatura inferior a 30ºC, obedecendo ■■ CP II Z - 32 concreto, ou até mesmo para diminuir
às seguintes restrições: ■■ CP II F - 32 a relação água/cimento. Podem ser:
■■ Em nenhuma hipótese poderá ser usado ■■ Não é recomendado o uso de cimento plastificantes, expansores ou retardadores
com sua temperatura de fabricação do tipo ARI de pega.
■■ Teor de cloro proveniente de cloretos: no ■■ Será vetado o uso de cimento Portland
de alto forno na confecção da calda Qualquer aditivo a ser empregado na
máximo igual a 0,10%
nata de injeção, deverá ser analisado
■■ Teor de enxofre proveniente de sulfetos: ■■ A DSI Prepron sugere o cimento na
juntamente com o cimento disponível na
no máximo igual a 0,20% ordem:
■■ 1º- CP II F-32
obra, para ensaios de compatibilização
■■ Cimentos que podem ser utilizados: por laboratório confiável.
■■ 2º- CP II Z-32
■■ CP I - 32
■■ CP I S - 32

Procedimentos para Injeção de Nata de Cimento em Bainhas


Após a análise da protensão e liberação ■■ Dar um acabamento no nicho de pequena granulometria, porventura
do calculista para corte dos cabos, ancoragem com concreto, se possível existentes no interior da bainha
deve ser feita a operação de injeção de o mesmo utilizado na confecção das ■■ Toda a operação de injeção deve ser
nata de cimento nas bainhas, conforme peças executada com equipamentos de
recomendações a seguir: ■■ Lavar o cabo com água limpa, injetada protensão DSI Prepron
■■ Instalar a mangueira no furo de injeção sob pressão, com várias finalidades ■■ Para a execução dos serviços de
que está no bloco de ancoragem ■■ Permite observar se o interior do cabo injeção, todos os funcionários deverão
■■ A mangueira deve entrar exatamente a está livre ou obstruído; se o cabo estiver obrigatoriamente usar os equipamentos
espessura do bloco, caso contrário a obstruído, a fiscalização deverá ser de proteção (EPI’s) tais como, capacete,
mangueira pode dobrar, prejudicando a cientificada botas de borracha, luvas de borracha,
injeção da nata de cimento ■■ Permite umedecer as paredes da bainha máscara de proteção facial cristal, etc.
■■ Nos cabos com ancoragem passiva, e os fios antes da injeção, evitando ■■ A injeção deve ser feita de modo
fazer um furo de 2,5 cm na bainha, dessa forma a absorção da água de contínuo e sem golpes. Deve ser
colocar o purgador com mangueira e um hidratação da nata de injeção suficientemente lenta para não provocar
ferro dentro para garantir a coincidência ■■ Permite lavar o óleo solúvel que foi a segregação da pasta de cimento
dos furos da bainha e purgador, amarrar eventualmente utilizado para lubrificar ■■ As injeções serão realizadas a partir do
e isolar com fita o cabo ponto mais baixo de cada cabo, com a
A operação de injeção dos cabos deverá ■■ Permite proceder a retirada de detritos, calda de injeção, devidamente ensaiada
ser precedida das seguintes providências: ou outros materiais estranhos de e aprovada pela fiscalização

16
Roteiro de Injeção de Nata de Cimento

A ordem usual para introdução dos durante a operação de injeção. Em depois de decorridas pelo menos 24 horas
materiais na misturadora é a seguinte: hipótese alguma pode ser acrescentada do término das operações de injeção.
água nesse recipiente, para melhorar a Os dispositivos empregados para a
1. Água
fluidez da calda. injeção:
2. Colocar um saco de cimento no ■■ Bombas Prepron
misturador e misturar até que a mistura A calda deve ser injetada em um tempo tal
fique homogênea ■■ Misturadores Prepron
que pelo menos 70% da expansão total
3. Inserir o segundo saco de cimento livre ocorra dentro da bainha. Durante a ■■ Mangueiras
(o ciclo de mistura desde inserido o injeção de cabos com várias curvaturas, ■■ Demais acessórios e conexões
primeiro saco de cimento não pode quando a pasta de injeção sai em um Incidentes que podem ocorrer:
ultrapassar 5 minutos) purgador com consistência idêntica à da
Caso a contratante julgue necessário, a pasta de entrada, ele deverá ser fechado Os incidentes que poderão ocorrer
adição de aditivo e salvo indicação diferente e é necessário continuar a injeção até o mais comumente na operação de
do fabricante do aditivo, o mesmo deve ser próximo purgador e assim sucessivamente injeção são o entupimento e as fugas
inserido antes do item 3, ou seja, antes de até a pasta sair na extremidade oposta de nata. Quaisquer incidentes que
inserir o restante do cimento. do cabo. Após o fechamento dos ocorram na operação de injeção devem
eventuais purgadores intermediários e, ser informados à DSI Prepron e ao
A mistura da calda de injeção deve ser sucessivamente, do de saída, deve-se projetista, para serem então solucionados
feita mecanicamente, com equipamento manter a calda com pressão de trabalho conforme recomendações. Na ocorrência
DSI Prepron. Não é admitida mistura acrescida de 0,1 MPa, durante pelo menos de quaisquer acidentes durante a
manual. A calda, logo depois de fabricada, um minuto. O respiro de injeção poderá operação de injeção, devem ser tomadas
deve escoar para o recipiente de recepção então ser fechado, sem qualquer perda de providências para sua correção, devendo
e estocagem, onde deve permanecer nata na operação. O corte ou remoção dos o fato ser devidamente registrado.
continuamente em movimento, inclusive respiros podem ser efetuados somente

Respiros de Injeção

A disposição dos purgadores para ligações com a bomba de injeção e em Tipo de Equipamento Utilizado
injeção deve ficar a cargo da empresa todos os respiros de saída. As tubulações
de protensão, com aprovação da dos respiros utilizados como purgadores, A DSI Prepron utiliza uma bomba injetora
fiscalização. Podem ser utilizados independente de seus pontos de fixação de nata de fabricação própria, do tipo
purgadores de diâmetro externo de na bainha e de saída externa na viga, “parafuso”, com vazão de 40l/min e
25mm ou 15mm. devem ser dispostas de forma que suas pressão de injeção máxima de 20kgf/
extremidades fiquem situadas acima do cm², porém a pressão de trabalho não
As mangueiras de injeção e suas plano da face superior da viga. pode, em hipótese alguma, ultrapassar 5
conexões com as ancoragens e bainhas kgf/cm².
devem ter sido dimensionadas e testadas Deve-se examinar as junções entre
previamente para resistir às pressões da respiros de injeção e bainhas e entre A DSI Prepron fornece os equipamentos
injeção. Os respiros devem ser munidos estes com os cones de ancoragem, para e executa os serviços de injeção de
de dispositivos de fechamento rápido garantir sua estanqueidade e rigidez de nata de cimento.
(registro ou dispositivos de fechamento fixação.
por dobramento ou estrangulamento) nas

Normas Técnicas

CÓDIGO TÍTULO

NBR10788-NB1146 Execução da injeção em concreto protendido com aderência posterior

NBR5732 - EB1 Cimento Portland comum

NBR7681 - EB1348 Calda de cimento para injeção

NBR7682 - MB1760 Calda de cimento para injeção - Determinação do índice de fluidez


Calda de cimento para injeção - Determinação dos índices de exsudação e
NBR7683 - MB1761
expansão
NBR7684 - MB1762 Calda de cimento para injeção - Determinação da resistência à compressão

NBR7685 - MB1763 Calda de cimento para injeção - Determinação da vida útil


Dimensões sujeitas a alterações

Para informações adicionais, consultar o departamento técnico da DSI Prepron.

17
Referências

Ponte de Laguna, Brasil: Balanço Sucessivo com elementos


pré-moldados protendidos, utilizando Barras DYWIDAG

Proprietário Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Brasil +++ Contratante Consórcio Ponte de Laguna, que
consiste em Camargo Corrêa S.A., Aterpa M.Martins e Construbase Engenharia Ltda., todas do Brasil +++ Projetista ENESCIL Engenharia
de Projetos Ltda., Brasil

Unidade DSI Protendidos DYWIDAG Ltda. e DSI Prepron, ambas do Brasil


Escopo Protendidos DYWIDAG Produção, fornecimento, suporte técnico
Produtos DYWIDAG Sistema de ancoragens de cordoalhas: 6 Ø 15,20mm; 27 Ø 15,20mm; 30.600m de Barras DYWIDAG Ø 32mm; 860m
de Barras DYWIDAG Ø 36m

Ponte Estaiada sobre o Rio Capivari, Brasil

Proprietário Autopista Régis Bittencourt S/A, Brasil +++ Contratante Leão Engenharia S/A, Brasil +++ Projetista ENESCIL Engenharia de
Projetos Ltda, Brasil

Unidade DSI Protendidos DYWIDAG Ltda. e DSI Prepron, ambas do Brasil


Escopo Protendidos DYWIDAG Produção, fornecimento, instalação, serviços de engenharia e supervisão
Produtos DYWIDAG Cabos de protensão no mastro com sistema de cordoalhas: 12 Ø 15,20mm e Transversinas: 9 Ø 15,20mm e 19 Ø 15,20mm

18
Referências

Rodoanel Norte, Lote-2, OAS, São Paulo, Brasil

Proprietário DERSA Desenvolvimento Rodoviário S/A, Brasil +++ Contratante OAS S.A., Brasil +++ Projetista Sondotecnica - Themag,
Brasil

Unidade DSI DSI Prepron, Brasil


Escopo Protendidos DYWIDAG Produção, fornecimento e instalação
Produtos DYWIDAG Ancoragem de vigas pré-moldadas com sistema de cordoalhas: 12 Ø 12,70mm

Rodoanel Norte, Lote-4 e Lote-6, Acciona, São Paulo, Brasil

Proprietário DERSA Desenvolvimento Rodoviário S/A, Brasil +++ Contratante Acciona Infraestructuras S.A., Brasil +++ Projetista
Sondotecnica - Themag, Brasil

Unidade DSI DSI Prepron, Brasil


Escopo Protendidos DYWIDAG Produção, fornecimento e instalação
Produtos DYWIDAG Ancoragem de vigas pré-moldadas com sistema de cordoalhas: 12 Ø 12,70mm

19
Brasil ARGENTINA
Protendidos DYWIDAG Ltda. AUSTRALIA
Rua Iaiá, 150 - 10° andar - Cj.102
Itaim Bibi AUSTRIA
CEP: 04542-060 BELGIUM
São Paulo – SP, Brasil BOSNIA AND HERZEGOVINA
Fone + 55-11-21 31 37 00
vendas@dywidag.com.br BRAZIL
www.dywidag.com.br CANADA
CHILE
DSI PREPRON
Rua Virgília Maria de Oliveira Freitas, 110
CHINA
Distrito Industrial II COLOMBIA
CEP: 19570-000 C O S TA R I C A
Regente Feijó – SP, Brasil
C R O AT I A
Fone +55-18-32 79 31 51
vendas@dywidag.com.br CZECH REPUBLIC
www.prepron.com.br DENMARK
EGYPT
Chile
DSI-DYWIDAG-SYSTEMS Construcción SpA ESTONIA
Av. Presidente Riesco 5335 FINLAND
piso 9, oficina 909 FRANCE
Las Condes
Santiago de Chile, Chile GERMANY
Fone +56-2-2714 3974 GREECE
informaciones.chile@sistemasdywidag.com G U AT E M A L A
www.dywidag-chile.com
HONDURAS
Colômbia HONG KONG
DSI Colombia S.A.S. INDIA
Carrera 7 No. 71-21 – Torre B –
INDONESIA
piso 13
Bogotá, Colômbia IRAN
Fone +57-1-325 11 49 I T A LY
ventas.colombia@sistemasdywidag.com
J A PA N
www.dsi-colombia.co
KOREA
Carrera 43A No. 8 sur – 15 LEBANON
Oficina 403 LUXEMBOURG
Medellin, Colombia
Fone +57-4-403 12 00 M A L AY S I A
ventas.colombia@sistemasdywidag.com MEXICO
www.dsi-colombia.co NETHERLANDS
NIGERIA
N O R W AY
OMAN
PA N A M A
PA R A G U AY
PERU
POLAND
PORTUGAL
Q ATA R
RUSSIA
SAUDI ARABIA
SINGAPORE
SOUTH AFRICA
S PA I N
SWEDEN
SWITZERLAND
TA I W A N
Nota:
THAILAND
Este catálogo fornece apenas informações TURKEY
básicas. As informações e os dados técnicos U N I T E D A R A B E M I R AT E S
contidos neste catálogo podem ser alterados
UNITED KINGDOM
04455-5/11.17- web gf

sem aviso prévio e, portanto, não devem ser


considerados como definitivos. Não assumimos U R U G U AY
nenhuma responsabilidade por perdas ou danos USA
atribuídos ao uso destas informações técnicas
VENEZUELA
e de qualquer uso inadequado dos nossos
produtos. Caso necessite maiores informações
sobre um produto, por favor, não hesite em nos
contatar. www.dsi-prepron.com.br