Você está na página 1de 3

Como decorar escritórios com um orçamento

apertado

O cenário econômico atual revela que não está fácil para ninguém. Decorar
escritórios com um orçamento pequeno é um desafio para a arquitetura
corporativa que coloca em xeque a capacidade criadora dos profissionais ao
demandar, cada vez mais, novas alternativas para superar as dificuldades
da clientela.

O arquiteto corporativo, sobretudo neste momento, tem que conscientizar o


público em potencial de que assim como cuidamos da nossa casa também
devemos nos preocupar com a funcionalidade de um espaço arrojado para
trabalhar.

Até porque essas características impactam diretamente no trabalho que


será executado. Portanto, o orçamento para decorar o escritório pode até
ser apertado, mas não significa que o espaço também tenha que ser, não
é?! Confira agora algumas dicas emergenciais de adaptação e destaque
frente a esta nova realidade.

Arquitetura corporativa; cuidado redobrado

Longe do amadorismo, recorrer à organização ao decorar escritórios traz


um resultado muito maior do que apenas o conforto visual. Se o
contratante, a principio, está com o bolso parcialmente vazio, ele pode
começar a lucrar a partir da simples decisão de repensar sua arquitetura
atual.

Conhecer as funções exercidas no local e ouvir as atribuições dos diretores


e funcionários confere valor ao projeto arquitetônico de decoração de
escritório. As alternativas que um decorador oferece para atender a
necessidade de um empresário que não pode investir uma grande quantia
para decorar escritórios, certamente incide na credibilidade do mesmo
frente ao mercado atual.

A disposição dos móveis, as cores e formas trazem estímulo visual para


quem convive no lugar. Até mesmo para receber os clientes, as informações
que o recinto dispõe precisam estar devidamente ajustadas ao estilo da
empresa.

Além disso, o cuidado com o qual o profissional da decoração analisa as


possibilidades do espaço está diretamente ligada à idéia de bom gosto e
autoridade atribuídas a decoração de escritório. A sensibilidade se faz
necessária em qualquer profissão, principalmente diante de um projeto que
requer pouca verba mas um resultado eficiente.

Arquitetura corporativa; repaginando os móveis

Muitas vezes, a parte da marcenaria ocupa o lugar principal em um uma


concepção decorativa. Isto porque ela representa a base do planejamento,
um pré-requisito para a inserção de outros elementos coadjuvantes que
causam um impacto visual menor, porém, não menos importante.

Para que esta etapa parte não fique cara e se torne a vilã ao decorar
escritórios com baixo orçamento, são necessárias algumas medidas
fundamentais, como, por exemplo, investir em reformar os móveis que já
compõem o espaço.

Uma nova pintura pode ser conveniente porque ressalta a utilidade de um


armário velho de escritório, no caso. Optar pelo mobiliário linear com a
bancada da repartição em mdf laminado ou compensado sai mais em conta
que a laca ou madeira maciça.

A variedade ultimamente disponível dos tecidos ou adesivos também dão


uma nova cara a um móvel que não pode ser substituído, assim como
trocar o revestimento de poltronas ou cadeiras. O preço também varia, mas
permite uma pesquisa minuciosa de acordo com o investimento que o
cliente disponibiliza.

Arquitetura corporativa; ousadia e alegria

Quem diria que uma velha escada com ripas de madeira pode se
transformar em uma estante imponente na decoração do escritório?! E
ainda que uma porta velha pode ter sua superfície renovada e se tornar um
tampo de uma mesa para reuniões com base de metalon, também mais
econômica.

A ousadia está no resgate e reutilização dos materiais para funções


diferentes das quais foram inventados. Uma estante de caixotes de madeira
também estima um ar lúdico e atrativo para escritórios de publicidade, por
exemplo, ou relacionadas ao público infantil que normalmente convocam
um recinto mais despojado e criativo.

A mesma estante também supre um número maior de gavetas ou


prateleiras evitando pesar o capital destinado à marcenaria. Adicione uma
cor alegre ou permita que a cor original do objeto demarque sua colocação.

Arquitetura corporativa; abraço de urso

A função das paredes não é só de dividir e sustentar a estrutura do imóvel.


Elas acolhem e abraçam os elementos da decoração e também os
frequentadores do local. Que tal recorrer aos tecidos de parede ou aos
adesivos para reconfortar visualmente o panorama?!

Cada um dos quatro cantos de uma sala pode ser destacado conforme as
peculiaridades da demanda, frequentemente diante de pouco espaço ao se
tratar de decorar escritórios. Quadros de aviso, painéis motivacionais, ou
nichos organizadores também reafirmam a importância da suspensão em
cômodos pequenos.

Por fim, é importante considerar que o caminho para o sucesso em decorar


escritórios independe das barreiras orçamentárias. Um projeto funcional,
ousado e autêntico que supre as solicitações e surpreende além do
contratante, seus funcionários e clientes, seguramente causam uma
exultação que não cabe em quatro paredes.

Fonte:ledmoveis.com.br

Você também pode gostar