Você está na página 1de 21

QUESTõES COMENTADAS DO CESPE DE LíNGUA PORTUGUESA

(35 PROVAS COMPLETAS)


Prof.

AULA 00
Viu algum dos nossos cursos oferecidos pela internet, fora do nosso site?

CUIDADO! É PIRATARIA.
Saiba por que e como se livrar dos riscos desta prática.

Nossos cursos são elaborados pelos melhores professores do país e protegidos por direitos
autorais, nos termos da Lei nº 9.610/1998.

Grupos ilegais estão usando o nosso nome e oferecendo nossos cursos sem autorização.
Esta prática configura crime e sujeita tanto aquele que comercializa como o adquirente às
sanções da lei.

Concurseiro esperto não vai arriscar fornecer dados do seu cartão de crédito ou pagar
boletos sem saber quem está se apoderando desta informação ou ficando com o seu
dinheiro. O risco de ter seu cartão clonado ou sumirem com seu dinheiro é muito alto.

Aquele que deseja uma vaga no serviço público não deve compartilhar dessa prática,
correndo o risco de perder sua aprovação por implicações penais.

Deseja estudar economizando?


O Atitude dispõe de várias formas de desconto, além de permitir o RATEIO no próprio site.
Conheça nossa proposta e se prepare economizando até 50%.

SEJA APROVADO E RECEBA DINHEIRO DE VOLTA!

Você sabia que o aluno Atitude aprovado no concurso recebe


parte do seu dinheiro de volta!

É isso mesmo! O Atitude ajuda a bancar a sua comemoração.

Além de assegurarmos a qualidade dos nossos cursos, oferecemos um grande


estímulo para você intensificar seus estudos. Prepare-se com os nossos cursos
online em PDF e Videoaulas, seja aprovado e comemore em grande estilo!
Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

AULA DEMONSTRATIVA

Departamento de Polícia Federal (2014) – Administrador.

SUMÁRIO Página
Apresentação do professor 01
Finalidade do curso 01
Organização e cronograma do curso 02
Comentários à prova de Administrador da Polícia Federal (2014) 05
Gabarito 15
Lista das questões apresentadas na aula 16

Apresentação do professor

Olá, prezado aluno! Seja bem-vindo!

Com muito entusiasmo, hoje iniciaremos o Curso de Provas Comentadas CESPE


(Cebraspe), direcionado à preparação para diversos certames organizados pela banca
examinadora.
Antes de lhe apresentar os detalhes do preparatório, farei uma apresentação pessoal. Meu
nome é Fabiano Sales. Tenho formação em Letras pela UFRJ. Iniciei as atividades docentes há
cerca de doze anos, no Rio de Janeiro, minha cidade natal. Na capital fluminense, leciono aulas
de gramática, de técnicas de redação, de compreensão e interpretação de textos e de redação
de correspondências oficiais.
Ministro aulas em cursos preparatórios, principalmente na modalidade EaD, auxiliando
diversos candidatos para os principais certames públicos do país, dentre os quais se destacam
Receita Federal, Tribunais de Contas, Polícia Federal, Banco Central, INSS, Tribunais Regionais
(TRTs, TREs, TRFs) e Tribunais de Justiça (TJs).
No decurso da trajetória docente, adquiri experiência com as principais bancas
examinadoras, conhecendo o perfil de renomadas organizadoras de concursos públicos.
Desde já, coloco-me à sua inteira disposição para ajudá-lo a conquistar a almejada
CLASSIFICAÇÃO. Sempre que for preciso, faça contato por meio do fórum de dúvidas. Será
uma satisfação bater um papo com você, tirando eventuais dúvidas!

FINALIDADE DO CURSO

Meu aluno, a finalidade do Curso de Provas Comentadas CESPE (Cebraspe) é


apresentar a resolução de provas anteriores da renomada banca, expondo a forma de
abordagem dos examinadores.
Nosso curso foi elaborado com base no perfil do CESPE, tendo como base o conteúdo
programático mais recorrente nos certames organizados pela banca, a saber:
Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 1 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02


Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados.


2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais.
3 Domínio da ortografia oficial.
4 Domínio dos mecanismos de coesão textual.
4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de
outros elementos de sequenciação textual.
4.2 Emprego de tempos e modos verbais.
5 Domínio da estrutura morfossintática do período.
5.1 Emprego das classes de palavras.
5.2 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração.
5.3 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração.
5.4 Emprego dos sinais de pontuação.
5.5 Concordância verbal e nominal.
5.6 Regência verbal e nominal.
5.7 Emprego do sinal indicativo de crase.
5.8 Colocação dos pronomes átonos.
6 Reescrita de frases e parágrafos do texto.
6.1 Significação das palavras.
6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto.
6.3 Reorganização da estrutura de orações e de períodos do texto.
6.4 Reescrita de textos de diferentes gêneros e níveis de formalidade.
7 Redação oficial (Manual de Redação da Presidência da República).

ORGANIZAÇÃO E CRONOGRAMA DO CURSO


O Curso de Provas Comentadas CESPE foi organizado e separado por áreas (Policial,
Ministerial, Bancária, Judiciária, Regulatória, Fiscalizatória ...). Cada uma foi contemplada com 5
(cinco) provas, proporcionando a você o verdadeiro norte para resolver qualquer prova de
Língua Portuguesa elaborada pelo CESPE (Cebraspe).

Vejamos o cronograma do preparatório:

Área Policial
Aula Conteúdo/Área Data Prevista
00 Curso de Provas Comentadas do CESPE/UnB:
Apresentação. Departamento de Polícia Federal Disponível
(2014) – Administrador
01 Departamento de Polícia Federal (2012) – Agente da 08/06
PF
02 Departamento de Polícia Rodoviária Federal (2013) – 15/06
Policial Rodoviário Federal
03 Departamento de Polícia Federal (2014) – Agente 22/06
Administrativo
04 Departamento Penitenciário Nacional (2015) – 29/06
Agente Penitenciário

Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 2 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02


Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

Área Diversificada
Aula Conteúdo/Área Data Prevista
05 Defensoria Pública da União (2010) – Analista 06/07
Técnico-Administrativo
06 IBAMA (2012) – Técnico Administrativo 13/07
07 SERPRO (2013) – Analista Administrativo 20/07
08 Fundação Universidade de Brasília (2015) – 27/07
Administrador
09 Instituto Nacional do Seguro Social (2016) – Técnico 03/08
Área Ministerial
Aula Conteúdo/Área Data Prevista
10 Ministério Público da União (2010) – Analista 10/08
Processual
11 Ministério Público da União (2010) – Técnico 17/08
Administrativo
12 Ministério do Trabalho e Emprego (2013) – Auditor- 24/08
Fiscal do Trabalho
13 Ministério do Trabalho e Emprego (2014) – Agente 31/08
Administrativo
14 Ministério Público da União (2015) – Técnico 08/09
Área Fiscalizatória
Aula Conteúdo/Área Data Prevista
15 Tribunal de Contas da União (2011) – Auditor 15/09
Federal de Controle Externo
16 Tribunal de Contas do Espírito Santo (2012) – 22/09
Auditor
17 Tribunal de Contas da União (2015) – Técnico 29/09
Federal de Controle Externo
18 Tribunal de Contas da União (2015) – Auditor 06/10
Federal de Controle Externo

19 Tribunal de Contas do Pará (2016) – Auditor de 13/10


Controle Externo
Área Judiciária
Aula Conteúdo/Área Data Prevista
20 Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro 20/10
(TRE/RJ) – 2012: Técnico Judiciário
21 Superior Tribunal de Justiça (2015) – Analista 27/10
Judiciário – Área Administrativa
22 Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul 03/11
(2015) – Técnico Judiciário – Área Administrativa

23 Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (2015) – 10/11


Analista Judiciário
24 Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (2015) – 17/11
Técnico Judiciário

Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 3 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02


Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

Área Regulatória
Aula Conteúdo/Área Data Prevista
25 Agência Nacional de Aviação Civil (2012) – Analista 24/11
Administrativo
26 Agência Nacional de Cinema (2012) – Técnico 01/12
Administrativo
27 Agência Nacional de Telecomunicações (2012) – 08/12
Técnico Administrativo
28 Agência Nacional de Petróleo (2012) – Analista 15/12
Administrativo
29 Agência Nacional de Transportes Terrestres (2013) – 18/12
Especialista em Regulação de Serviços
Área Bancária
Aula Conteúdo/Área Data Prevista
30 Banco da Amazônia (2012) – Técnico Bancário. 12/01
31 Banco Central do Brasil (2013) – Analista 19/01
32 Banco Central do Brasil (2013) – Técnico 26/01
33 Caixa Econômica Federal (2014) – Técnico Bancário 02/02
Novo
34 Caixa Econômica Federal (2014) - Engenheiro 14/02

Como você percebeu, o curso será composto por 35 (trinta e cinco) provas anteriores do
CESPE (da aula 00 à aula 34).

Vamos iniciar nosso curso, comentando a prova do Departamento de Polícia Federal


(2014), aplicada aos candidatos ao cargo de Administrador da PF. Mãos à obra!

Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 4 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02


Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

POLÍCIA FEDERAL (2014) - ADMINISTRADOR

A origem da polícia no Brasil

Polícia é um vocábulo de origem grega (politeia) que passou


para o latim (politia) com o mesmo sentido: governo de uma
cidade, administração, forma de governo. No entanto, com o
decorrer do tempo, assumiu um sentido particular, passando a
representar a ação do governo, que, no exercício de sua missão
de tutela da ordem jurídica, busca assegurar a tranquilidade
pública e a proteção da sociedade contra violações e malefícios.
No Brasil, a ideia de polícia surgiu nos anos 1500, quando o
rei de Portugal resolveu adotar um sistema de capitanias
hereditárias e outorgou uma carta régia a Martim Afonso de
Souza para estabelecer a administração, promover a justiça e
organizar o serviço de ordem pública, como melhor entendesse,
em todas as terras que ele conquistasse. Registros históricos
mostram que, em 20 de novembro de 1530, a polícia brasileira
iniciou suas atividades, promovendo justiça e organizando os
serviços de ordem pública.

Internet: <www.ssp.sp.gov.br> (com adaptações).

Considerando as ideias e as estruturas linguísticas do texto


acima, julgue os seguintes itens.

1 Sem prejuízo da coerência textual, a palavra “tutela” (linha 6)


poderia ser substituída por proteção.

Comentário: O caderno de questões foi iniciado com uma questão sobre


significação contextual de palavras, assunto recorrente nas provas do
CESPE. De acordo com o contexto, a palavra “tutela”, proveniente do
verbo “tutelar”, significa “proteção”, podendo ser substituída por este
termo sem acarretar prejuízo à coerência textual. Vale destacar ainda
que, em conformidade com o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa,
versão eletrônica, “tutela” também é sinônimo de “amparo”.
Logo, o item está correto.

Gabarito: Certo.

Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 5 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02


Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

2 Não haveria prejuízo das informações veiculadas no texto, caso


se substituísse “No entanto” (linhas 3-4) por Portanto.

Comentário: O item abordou o valor semântico dos nexos textuais,


aspecto bastante cobrado nas provas do CESPE. No segmento
“No entanto, com o decorrer do tempo, assumiu um sentido particular”,
o nexo textual destacado expressa matiz semântico de adversidade,
oposição. Esse operador argumentativo exprime o mesmo valor que o
expresso pelos síndetos adversativos “mas”, “porém”, “contudo”,
“todavia” e “entretanto”.
Por outro lado, o conector “portanto” é equivalente a “logo”,
“assim”, “por conseguinte”, exprimindo valor de conclusão.
Desse modo, a substituição sugerida pelo examinador causaria
prejuízo às informações veiculadas no texto, tornando o item errado.

Gabarito: Errado.

3 O referente dos sujeitos das orações expressas pelas formas


verbais “assumiu” (linha 4) e “busca assegurar” (linhas 6-7) é o
termo “Polícia” (linha 1).

Comentário: Questão sobre Inicialmente, vamos transcrever o primeiro


parágrafo, trecho em que se encontram as formas verbais “assumiu” e
“busca assegurar”:

Polícia é um vocábulo de origem grega (politeia) que passou para o


latim (politia) com o mesmo sentido: governo de uma cidade,
administração, forma de governo. No entanto, com o decorrer do tempo,
assumiu um sentido particular, passando a representar a ação do
governo, que, no exercício de sua missão de tutela da ordem jurídica,
busca assegurar a tranquilidade pública e a proteção da sociedade contra
violações e malefícios.

De acordo com esse segmento, o termo “polícia” é sujeito do verbo


‘assumir’, expresso pela forma verbal “assumiu”. Note que o substantivo
“polícia” está implícito na oração “No entanto, com o decorrer do tempo,
(polícia) assumiu um sentido particular”.

Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 6 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02


Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

Com relação à locução verbal “busca assegurar”, a função de sujeito


é exercida pelo pronome relativo “que”. No contexto, essa forma
pronominal retoma o nome “governo”, evitando sua repetição: “passando
a representar a ação do governo, que (=governo) [...] busca assegurar a
tranquilidade pública [...]”.
Portanto, a afirmação do examinador está incorreta.

Gabarito: Errado.

4 Sem prejuízo para o sentido original e a correção gramatical do


texto, o último período poderia ser reescrito da seguinte forma:
Segundo registros históricos, a polícia brasileira iniciou suas
atividades em 20 de novembro de 1530, promovendo justiça e
organizando os serviços de ordem pública.

Comentário: Questão sobre reescritura de frases/trechos do texto.


Inicialmente, vamos transcrever o último período da forma original:

Registros históricos mostram que, em 20 de novembro de 1530, a


polícia brasileira iniciou suas atividades, promovendo justiça e
organizando os serviços de ordem pública.

Nesse fragmento, a informação de que “a polícia brasileira iniciou


suas atividades em 20 de novembro de 1530” é veiculada em
conformidade com “registros históricos”.
A proposta de reescrita, portanto, manteve o valor conformativo
inicial, por meio do nexo textual “segundo”, classificado como conjunção
subordinativa adverbial conformativa: Segundo registros históricos, (...).
Desse modo, a afirmação da banca está corretíssima!

Gabarito: Certo.

Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 7 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02


Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

5 Conclui-se do texto que, atualmente, o termo polícia tem


significado equivalente ao que apresentava em sua origem.

Comentário: Questão sobre compreensão textual. Vejamos, inicialmente,


o primeiro parágrafo:

“Polícia é um vocábulo de origem grega (politeia) que passou para o


latim (politia) com o mesmo sentido: governo de uma cidade,
administração, forma de governo.”

Na sequência da superfície textual, o autor afirma que, “com o decorrer


do tempo, (polícia) assumiu um sentido particular”, ou seja, tornou-
se mais restrito, com significação diversa daquela apresentada por sua
origem, a forma grega “politeia”. Assim, percebe-se claramente que a
afirmação do examinador está errada.

Gabarito: Errado.

A história constitucional brasileira está repleta de referências


difusas à segurança pública, mas, até a Constituição Federal de
1988 (CF), esse tema não era tratado em capítulo próprio nem
previsto mais detalhadamente no texto constitucional.
A constitucionalização traz importantes consequências para
a legitimação da atuação estatal na formulação e na execução de
políticas de segurança. As leis acerca de segurança, nos três
planos federativos de governo, devem estar em conformidade
com a CF, assim como as respectivas estruturas administrativas e
as próprias ações concretas das autoridades policiais. Devem ser
especialmente observados os princípios constitucionais
fundamentais — a república, a democracia, o estado de direito, a
cidadania, a dignidade da pessoa humana — bem como os direitos
fundamentais — a vida, a liberdade, a igualdade, a segurança. O
art. 144 deve ser interpretado de acordo com o núcleo axiológico
do sistema constitucional em que se situam esses princípios
fundamentais.

Cláudio Pereira de Souza Neto. A segurança pública na Constituição Federal de 1988: conceituação
constitucionalmente adequada, competências federativas e órgãos de execução das políticas.
Internet: <www.oab.org.br> (com adaptações).

Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 8 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02


Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

Com relação às ideias e a aspectos gramaticais desse texto,


julgue os itens de 6 a 10.

6 Depreende-se do texto que uma das consequências da


constitucionalização da segurança pública foi o amparo legal para
a atuação do Estado em ações que visam à segurança.

Comentário: Questão sobre interpretação textual. A depreensão feita


pelo examinador está correta, encontrando respaldo no primeiro período
do segundo parágrafo do texto: “A constitucionalização traz importantes
consequências para a legitimação (=amparo legal) da atuação estatal na
formulação e na execução de políticas de segurança”. Logo, o item está
certo.

Gabarito: Certo.

7 A correção gramatical do texto seria prejudicada caso se


suprimisse a vírgula antes da conjunção “mas” (linha 2).

Comentário: Questão sobre emprego dos sinais de pontuação, com


destaque para a vírgula, campeã nas provas do CESPE.
No trecho “A história constitucional brasileira está repleta de
referências difusas à segurança pública, mas, até a Constituição Federal
de 1988 (CF), esse tema não era tratado em capítulo próprio (...)”,
a vírgula foi empregada antes da conjunção “mas” por se tratar de uma
oração coordenada sindética adversativa. Nesse contexto, o emprego da
vírgula é obrigatório, e a supressão desse sinal de pontuação prejudicaria
a correção gramatical do texto.
Apenas a título de complemento, a vírgula inserida após a
conjunção “mas”, considerando o contexto, também está correta. Essa
marca de pontuação isola o adjunto adverbial “até a Constituição Federal
de 1988 (CF)”, que, por estar intercalado, foi adequadamente isolado
pelas vírgulas. Portanto, o item está corretíssimo.

Gabarito: Certo.

Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 9 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02


Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

8 Sem prejuízo para o sentido original e a correção gramatical do


texto, o segundo período do segundo parágrafo poderia ser
reescrito da seguinte forma: As leis que dispõe sobre segurança
devem estar em conformidade com a CF tanto nos três planos
federativos de governo quanto nas respectivas estruturas
administrativas e nas próprias ações concretas das autoridades
policiais.

Comentário: Questão sobre reescritura de frases. Inicialmente, vamos


transcrever o segundo período do segundo parágrafo:

As leis acerca de segurança, nos três planos federativos de governo,


devem estar em conformidade com a CF, assim como as respectivas
estruturas administrativas e as próprias ações concretas das autoridades
policiais.

Sob o prisma da correção gramatical, a proposta de reescrita


infringiria os cânones da língua portuguesa. No trecho “As leis que dispõe
sobre segurança”, o pronome relativo “que” é sujeito do verbo “dispor”,
retomando o termo “leis”. Por essa razão, a estrutura verbal deve ser
flexionada no plural: As leis que dispõem sobre segurança.
Ademais, considerando-se o viés do sentido, a alteração da ordem
dos elementos “nos três planos federativos de governo” modifica a
informação original do texto. Repare que, no trecho inicial, essa
expressão relaciona-se ao vocábulo “leis”, enquanto que, na reescrita, a
relação ocorre com “CF” (Constituição Federal). Com base nessas
afirmações, o item está incorreto.

Gabarito: Errado.

9 Na linha 2, o emprego do acento indicativo de crase em “à


segurança pública” justifica-se pela regência do termo “difusas”
e pela presença do artigo definido a antes de “segurança
pública”.

Comentário: Questão sobre emprego do acento grave indicativo de crase.


No trecho “referências difusas à segurança pública”, o nome “referências”
é transitivo indireto, regendo o emprego da preposição ‘a’.

Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 10 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02


Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

Por sua vez, o termo regido “segurança pública” admite a anteposição do


artigo definido ‘a’, termo que se funde com a preposição mencionada
anteriormente. Segue uma dica: para checar se o termo regido admite o
artigo definido feminino ‘a’ como determinante, coloque-o na função de
sujeito em uma oração hipotética, como em “A segurança pública é
necessária”. Com isso, constata-se que, de fato, o termo ‘a’ antecede
adequadamente a expressão “segurança pública”, resultando na
ocorrência do fenômeno da crase, marcado pelo acento grave:

Referências a (prep.) + a (art.) segurança pública

Referências à segurança pública

Portanto, a afirmação do examinador está incorreta.

Gabarito: Errado.

10 Mantendo-se a coerência e a correção gramatical do texto, o


trecho “em que se situam esses princípios fundamentais”
(linhas 16-17) poderia ser substituído por aonde se situam esses
princípios fundamentais.

Comentário: De acordo com a superfície textual, a expressão “em que”


faz a retomada do sintagma “sistema constitucional”, evitando sua
repetição. Nesse contexto, o verbo ‘situar-se’ rege o emprego da
preposição ‘em’, e não da preposição ‘a’. Em razão disso, é permitida a
substituição de tal expressão (em que) apenas pela forma “onde”, e não
da estrutura “aonde”. Logo, o item está errado.

Gabarito: Errado.

Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 11 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02


Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

Senhor Ministro,

Convido Vossa Excelência a participar da sessão de encerramento


do Fórum Nacional da Educação Básica, a se realizar em 18 de
maio de 2014, às 20 horas, no auditório do Ministério da
Educação, localizado na Esplanada dos Ministérios, nesta capital.

Considerando o fragmento de comunicação oficial acima, julgue


os itens a seguir, com base no Manual de Redação da Presidência
da República.

11 Caso o fragmento apresentado seja parte de um ofício, nele


devem ser incluídos o endereço do destinatário, o nome do órgão
ou setor do remetente e respectivos endereço postal, telefone e
endereço de correio eletrônico.

Comentário: Questão sobre padronização dos expedientes oficiais. De


acordo com o Manual de Redação da Presidência da República, existem
expedientes que obedecem ao padrão ofício, entre os quais citamos o
aviso, o memorando e o ofício. Para memorizar, lembre-se da palavra
AMO:

A viso
M emorando
O fício

Ainda em conformidade com o MRPR, do ofício deve constar, além


do nome e do cargo a quem a comunicação oficial é dirigida, o endereço.
Em se tratando de elementos estruturais, essa modalidade de
expediente oficial deve ser elaborada com cabeçalho/rodapé, contendo o
nome do órgão, o endereço postal, telefone e endereço eletrônico do
remetente.
Portanto, o item está correto.

Gabarito: Certo.

Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 12 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02


Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

12 Caso o remetente dessa comunicação seja um ministro de


Estado, o fecho adequado será Atenciosamente.

Comentário: Questão sobre fecho dos expedientes oficiais. Em


conformidade com o Manual de Redação da Presidência da República,
existem dois fechos para correspondências oficiais:

Atenciosamente, para autoridades de mesma hierarquia ou nível


hierárquico inferior; e

Respeitosamente, para autoridades de hierarquia superior, inclusive o


Presidente da República.

Com base nessas prescrições, concluímos que, se o remetente do


expediente oficial em apreço fosse um ministro, o fecho adequado seria
“Atenciosamente”, uma vez que o expediente oficial foi endereçado a um
ministro, autoridade de mesma hierarquia.
Portanto, o item está correto.

Gabarito: Certo.

A respeito das correspondências oficiais, julgue os próximos


itens.

13 Os termos técnicos, as siglas, as abreviações e os conceitos


específicos empregados em correspondências oficiais prescindem
de explicação.

Comentário: O item reproduziu as prescrições contidas no item 1.4 do


Manual de Redação da Presidência da República. Em conformidade com o
aludido manual, deve-se “explicitar, desenvolver, esclarecer, precisar os
termos técnicos, o significado das siglas e abreviações e os conceitos
específicos que não possam ser dispensados”. Portanto, a afirmação do
examinador está escorreita.

Gabarito: Certo.

Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 13 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02


Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

14 Tanto o memorando quanto o telegrama caracterizam-se pela


celeridade.

Comentário: A questão foi capciosa, mas o gabarito está correto. De


acordo com o Manual de Redação da Presidência da República, a principal
característica do memorando é a agilidade.
Por sua vez, o telegrama deve ser utilizado em situações urgentes.
Portanto, ambos os expedientes oficiais são caracterizados pela
celeridade, validando a afirmação da banca examinadora.

Gabarito: Certo.

15 O documento adequado para um ministro de Estado submeter


ao presidente da República projeto de ato normativo é a
exposição de motivos; o adequado para ministro de Estado
dirigir-se a outro ministro de Estado, independentemente da
finalidade da comunicação, é o aviso.

Comentário: O item está corretíssimo! Segundo as prescrições do MRPR,


projeto de ato normativo submetido ao Presidente da República deve ser
enviado por meio da exposição de motivos. Outras finalidades também
são admitidas no manual, quais sejam, informar o PR sobre um
determinado assunto ou propor alguma medida.
De outro lado, comunicações entre ministros de Estado (mesma
hierarquia) devem ser feitas por meio do aviso.
Logo, o item está correto.

Gabarito: Certo.

Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 14 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02


Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

GABARITO

1. C 2. E 3. E 4. C 5. E
6. C 7. C 8. E 9. E 10. E
11. C 12. C 13. C 14. C 15. C

Abraços e bons estudos!

Fabiano Sales.

Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 15 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02


Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

LISTA DAS QUESTÕES APRESENTADAS NA AULA

POLÍCIA FEDERAL (2014) - ADMINISTRADOR

A origem da polícia no Brasil

Polícia é um vocábulo de origem grega (politeia) que passou


para o latim (politia) com o mesmo sentido: governo de uma
cidade, administração, forma de governo. No entanto, com o
decorrer do tempo, assumiu um sentido particular, passando a
representar a ação do governo, que, no exercício de sua missão
de tutela da ordem jurídica, busca assegurar a tranquilidade
pública e a proteção da sociedade contra violações e malefícios.
No Brasil, a ideia de polícia surgiu nos anos 1500, quando o
rei de Portugal resolveu adotar um sistema de capitanias
hereditárias e outorgou uma carta régia a Martim Afonso de
Souza para estabelecer a administração, promover a justiça e
organizar o serviço de ordem pública, como melhor entendesse,
em todas as terras que ele conquistasse. Registros históricos
mostram que, em 20 de novembro de 1530, a polícia brasileira
iniciou suas atividades, promovendo justiça e organizando os
serviços de ordem pública.
Internet: <www.ssp.sp.gov.br> (com adaptações).

Considerando as ideias e as estruturas linguísticas do texto


acima, julgue os seguintes itens.

1 Sem prejuízo da coerência textual, a palavra “tutela” (linha 6)


poderia ser substituída por proteção.

2 Não haveria prejuízo das informações veiculadas no texto, caso


se substituísse “No entanto” (linhas 3-4) por Portanto.

3 O referente dos sujeitos das orações expressas pelas formas


verbais “assumiu” (linha 4) e “busca assegurar” (linhas 6-7) é o
termo “Polícia” (linha 1).

4 Sem prejuízo para o sentido original e a correção gramatical do


texto, o último período poderia ser reescrito da seguinte forma:
Segundo registros históricos, a polícia brasileira iniciou suas

Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 16 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02


Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

atividades em 20 de novembro de 1530, promovendo justiça e


organizando os serviços de ordem pública.

5 Conclui-se do texto que, atualmente, o termo polícia tem


significado equivalente ao que apresentava em sua origem.

A história constitucional brasileira está repleta de referências


difusas à segurança pública, mas, até a Constituição Federal de
1988 (CF), esse tema não era tratado em capítulo próprio nem
previsto mais detalhadamente no texto constitucional.
A constitucionalização traz importantes consequências para
a legitimação da atuação estatal na formulação e na execução de
políticas de segurança. As leis acerca de segurança, nos três
planos federativos de governo, devem estar em conformidade
com a CF, assim como as respectivas estruturas administrativas e
as próprias ações concretas das autoridades policiais. Devem ser
especialmente observados os princípios constitucionais
fundamentais — a república, a democracia, o estado de direito, a
cidadania, a dignidade da pessoa humana — bem como os direitos
fundamentais — a vida, a liberdade, a igualdade, a segurança. O
art. 144 deve ser interpretado de acordo com o núcleo axiológico
do sistema constitucional em que se situam esses princípios
fundamentais.
Cláudio Pereira de Souza Neto. A segurança pública na Constituição Federal de 1988: conceituação
constitucionalmente adequada, competências federativas e órgãos de execução das políticas.
Internet: <www.oab.org.br> (com adaptações).

Com relação às ideias e a aspectos gramaticais desse texto,


julgue os itens de 6 a 10.

6 Depreende-se do texto que uma das consequências da


constitucionalização da segurança pública foi o amparo legal para
a atuação do Estado em ações que visam à segurança.

7 A correção gramatical do texto seria prejudicada caso se


suprimisse a vírgula antes da conjunção “mas” (linha 2).

8 Sem prejuízo para o sentido original e a correção gramatical do


texto, o segundo período do segundo parágrafo poderia ser

Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 17 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02


Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

reescrito da seguinte forma: As leis que dispõe sobre segurança


devem estar em conformidade com a CF tanto nos três planos
federativos de governo quanto nas respectivas estruturas
administrativas e nas próprias ações concretas das autoridades
policiais.

9 Na linha 2, o emprego do acento indicativo de crase em “à


segurança pública” justifica-se pela regência do termo “difusas”
e pela presença do artigo definido a antes de “segurança
pública”.

10 Mantendo-se a coerência e a correção gramatical do texto, o


trecho “em que se situam esses princípios fundamentais”
(linhas 16-17) poderia ser substituído por aonde se situam esses
princípios fundamentais.

Senhor Ministro,

Convido Vossa Excelência a participar da sessão de encerramento


do Fórum Nacional da Educação Básica, a se realizar em 18 de
maio de 2014, às 20 horas, no auditório do Ministério da
Educação, localizado na Esplanada dos Ministérios, nesta capital.

Considerando o fragmento de comunicação oficial acima, julgue


os itens a seguir, com base no Manual de Redação da Presidência
da República.

11 Caso o fragmento apresentado seja parte de um ofício, nele


devem ser incluídos o endereço do destinatário, o nome do órgão
ou setor do remetente e respectivos endereço postal, telefone e
endereço de correio eletrônico.

12 Caso o remetente dessa comunicação seja um ministro de


Estado, o fecho adequado será Atenciosamente.

A respeito das correspondências oficiais, julgue os próximos


itens.

Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 18 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02


Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02

Curso de Provas Comentadas - CESPE


Prof. Fabiano Sales – Aula 00

13 Os termos técnicos, as siglas, as abreviações e os conceitos


específicos empregados em correspondências oficiais prescindem
de explicação.

14 Tanto o memorando quanto o telegrama caracterizam-se pela


celeridade.

15 O documento adequado para um ministro de Estado submeter


ao presidente da República projeto de ato normativo é a
exposição de motivos; o adequado para ministro de Estado
dirigir-se a outro ministro de Estado, independentemente da
finalidade da comunicação, é o aviso.

Prof. Fabiano Sales www.atitudeconcursos.com.br 19 de 19

Lucas Sotero de Oliveira - 036.094.171-02