Você está na página 1de 4

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA BAHIA

2ª TURMA RECURSAL DOS JUIZADOS ESPECIAIS


Processo Nº. : 0023171-46.2015.8.05.0001

Classe : RECURSO INOMINADO


Recorrente(s) : MMDS BAHIA LTDA. (NET)

Recorrido(s) : THEREZA MARIA MARTINS VIANNA BORGES DE


BARROS

Origem : 14ª VSJE DO CONSUMIDOR (VESPERTINO)


Relatora Juíza : MARIA AUXILIADORA SOBRAL LEITE

VOTO- E M E N T A

RECURSO INOMINADO. CONSUMIDOR. EXECUÇÃO. REDISCUSSÃO DE MATÉRIA


DE MÉRITO JÁ DECIDA NA ORIGEM. MATÉRIA IMPUGNADA QUE NÃO SE
ENQUADRA NAS HIPÓTESES DE CABIMENTO DOS EMBARGOS À EXECUÇÃO.
ART.52 DA LEI 9099/95. RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA DOS RÉUS. FACULDADE
DA PARTE AUTORA EXEQUENTE DE COBRAR O VALOR TOTAL DA CONDENAÇÃO
DE QUAISQUER DOS RÉUS. SENTENÇA DE IMPROCEDÊNCIA MANTIDA.

Trata-se de recurso inominado interposto contra decisão que julgou improcedente


embargos à execução interpostos contra decisão que reconheceu a responsabilidade
solidária das rés, bem como a possibilidade de a parte autora exequente cobrar o valor
integral da dívida de quaisquer dos réus.

1. A parte recorrente busca a reforma da sentença, aduzindo, em síntese, que a


condenação solidária disposta na sentença condenatória impõe a repartição do dever de
pagar entre os dois réus, na proporção de 50 % ( cinquenta) para cada um dos
devedores.
2. Sem razão a parte recorrente. Ab initio, ressalte-se que tal questão está afeita ao
mérito da demanda, restando impossibilitada a rediscussão da matéria em sede de
embargos , cujo cabimento adstringe-se às restritas hipóteses previstas no art.52 da lei
9099/95, a saber, falta ou nulidade da citação, excesso na execução , erro de cálculo ou a
existência de causa impeditiva, modificativa ou extintiva da obrigação, o que em definitivo
não é a hipótese dos autos.

Tendo transitado em julgado o capítulo da sentença em que definida a responsabilidade


solidária entre as rés, descabe a rediscussão da matéria em sede de embargos à
execução.

Ainda que assim não o fosse, apenas ad argumentantum, é sabido que a parte exequente
possui a faculdade de cobrar o valor integral da condenação de quaisquer dos devedores
solidários, cabendo ao executado ação de regresso contra os demais devedores. Nesse
sentido:

Ementa: PROCESSUAL. FASE DO CUMPRIMENTO DA SENTENÇA.


IMPUGNAÇÃO. CONDENAÇÃO SOLIDÁRIA DAS RÉS AO
PAGAMENTO. POSSIBILIDADE DO CREDOR COBRAR O VALOR
TOTAL DE QUALQUER DAS RÉS DIANTE DA SOLIDARIEDADE DA
CONDENAÇÃO, CABENDO ÀQUELA QUE PAGAR TODA A DÍVIDA
COBRAR REGRESSIVAMENTE A OUTRA DEVEDORA. Foi
reconhecido pela própria recorrente que a condenação é solidária ("as rés
foram condenadas solidariamente"- fl. 241). Portanto, sem razão ao afirmar
que sua obrigação se limita à metade do valor da condenação. Solidariedade
na condenação significa exatamente o oposto, podendo o credor cobrar a
totalidade da dívida de uma das rés ou de ambas. A parte devedora que
pagar a integralidade do débito pode se recobrar proporcionalmente da outra
devedora. RECURSO DESPROVIDO. (Recurso Cível Nº 71004162012,
Primeira Turma Recursal Cível, Turmas Recursais, Relator: Lucas Maltez
Kachny, Julgado em 15/10/2013)

Logo, a sentença fustigada é incensurável, e por isso merece confirmação


pelos seus próprios fundamentos. Em assim sendo, servirá de acórdão a súmula do
julgamento, conforme determinação expressa do art. 46, da lei n°. 9099/95, segunda
parte:“O julgamento em segunda instância constará apenas da ata, com indicação
suficiente do processo sucinta e dispositiva. Se a sentença for confirmada pelos
seus próprios fundamentos, a súmula do julgamento servirá de acórdão”.

3. ISTO POSTO, voto no sentido de CONHECER DO RECURSO INTERPOSTO E


NEGO-LHE PROVIMENTO, para manter a sentença objurgada pelos próprios
fundamentos. Custas processuais e honorários advocatícios pelo recorrente, que
arbitro em 20% sobre o valor da condenação.

Salvador, Sala das Sessões, 01 de Junho de 2017.

BELA. MARIA AUXILIADORA SOBRAL LEITE

Juíza Relatora

BELA CÉLIA MARIA CARDOZO DOS REIS QUEIROZ

Juíza Presidente

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA BAHIA

2ª TURMA RECURSAL DOS JUIZADOS ESPECIAIS

Processo Nº. : 0023171-46.2015.8.05.0001

Classe : RECURSO INOMINADO


Recorrente(s) : MMDS BAHIA LTDA. (NET)

Recorrido(s) : THEREZA MARIA MARTINS VIANNA BORGES DE


BARROS

Origem : 14ª VSJE DO CONSUMIDOR (VESPERTINO)


Relatora Juíza : MARIA AUXILIADORA SOBRAL LEITE

ACÓRDÃO

Acordam as Senhoras Juízas da 2ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Cíveis e


Criminais do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, CÉLIA MARIA CARDOZO DOS
REIS QUEIROZ –Presidente, MARIA AUXILIADORA SOBRAL LEITE – Relatora e
ALBÊNIO LIMA DA SILVA HONÓRIO, em proferir a seguinte decisão: RECURSO
CONHECIDO E IMPROVIDO . UNÂNIME, de acordo com a ata do julgamento. Custas
processuais e honorários advocatícios pelo recorrente, que arbitro em 20% sobre o
valor da condenação.

Salvador, Sala das Sessões, 01 de Junho de 2017.


BELA. MARIA AUXILIADORA SOBRAL LEITE
Juíza Relatora
BELA CÉLIA MARIA CARDOZO DOS REIS QUEIROZ
Juíza Presidente